História – brasil república velha decadência 01 – 2013

1,829 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,829
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
16
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

História – brasil república velha decadência 01 – 2013

  1. 1. HISTÓRIA – BRASIL_REPÚBLICA VELHA_DECADÊNCIA 01 – 2013 01. O tenentismo constituiu um dos elementos básicos: a) Da revolução brasileira de 1930; b) Da guerra contra Rosas e Oribe; c) Da guerra do Paraguai; d) Da Questão Militar do II Reinado; e) n.d.a. _____________________________________________________________________________________________________________________________ _________________________ 02. O objetivo da Coluna Prestes, que na década de 1920 percorreu milhares de quilômetros pelo Brasil, era: a) combater o sistema oligárquico vigente; b) apoiar a campanha civilista; c) defender a ordem no governo Artur Bernardes; d) promover a constitucionalização do País; e) reagir contra a ditadura quase declarada do governo Artur Bernardes. __________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________ 03. Sobre o movimento operário no Brasil, durante a República Velha (1889-1930), pode-se afirmar que: I. o anarcossindicalismo foi a tendência predominante nas duas primeiras décadas do século XX, perdendo importância nos anos seguintes. II. as principais reivindicações eram os aumentos salariais, a regulamentação do trabalho e a liberdade de organização. III. os anarquistas, ao contrário dos demais agrupamentos, eram constituídos apenas por imigrantes europeus e seus descendentes. IV. as maiores greves ocorreram na segunda década do século XX, em razão, principalmente, da acentuação das diferenças entre os aumentos dos preços e dos salários. Estão corretas somente as afirmativas a. I, II e IV. b. I e III. c. II, III e IV. d. I e IV. e. II e III. ______________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 04. A etapa inicial da infra-estrutura necessária para o desenvolvimento industrial do Brasil foi implantada com a expansão da cafeicultura paulista, que criou diversas condições de estímulo aos empreendedores industriais, como: I. a disponibilidade de capitais, que sustentou financeiramente as primeiras experiências industriais. II. a eficiente rede de transporte ferroviário, que passou a ser utilizada para trazer matérias-primas até as indústrias e para levar os produtos industrializados até os mercados consumidores do interior. III. a utilização do trabalho assalariado do imigrante, que aumentou a circulação interna de moeda e, dessa forma, ampliou a capacidade de consumo de bens pela população. Assinale: a) se apenas I estiver correta. b) se apenas I e II estiverem corretas. c) se apenas I e III estiverem corretas. d) se apenas II e III estiverem corretas. e) se I, II e III estiverem corretas. _____________________________________________________________________________________________________________________________ _________________________ 05. A revolução de 1924, movimento tenentista, relacionou-se: a) aos desejos de reformas econômicas e sociais de caráter socialista que acarretassem a superação da República oligárquica e elitista. b) à violência praticada pelos governos republicanos controlados pelas oligarquias paulista e HISTÓRIA – BRASIL_REPÚBLICA VELHA_DECADÊNCIA 01 – 2013 Página 1
  2. 2. mineira contra lideranças operárias e camponesas. c) aos anseios por reformas políticas moralizadoras de cunho liberal que não se chocavam com os princípios de ordenação constitucionais da República. d) ao caráter conservador do governo Epitácio Pessoa, cuja política repressiva desencadeou o movimento de intervenção federal nos estados oposicionistas. e) à luta pela superação de caráter espoliativo e dependente da economia brasileira, visando obter maior prestígio no concerto internacional. ______________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 06. "Diante do meu charuto muito doutor de lei ficou menor do que um anão de circo de cavalinho". (Ponciano de Azeredo Furtado, personagem criado por José Candido de Carvalho, em O CORONEL E O LOBISOMEM). Tomando como referência o texto, identifique o fenômeno nele retratado e explique suas raízes e permanências. ____________________________________________________________________________________________________________________________ __________________________ 07. O anarquismo é uma doutrina política que, a partir da segunda metade do século XIX, teve presença marcante no movimento operário internacional. a) Cite 3 características do anarquismo. b) Que atividades político-sociais os anarquistas realizaram no movimento operário brasileiro nas duas primeiras décadas do século XX? _____________________________________________________________________________________________________________________________ _________________________ 08. O declínio das oligarquias, no período final da República Velha, teve como contraponto o surgimento de segmentos sociais identificados com o modo de vida urbano. Indique-os: a) Burguesia industrial, classes médias urbanas e classe operária. b) Sindicatos, associações e grêmios recreativos. c) Burguesia rural, classes militares e classe operária. d) A burocracia estatal, o clero e o povo. e) Os imigrantes, a burguesia industrial e o clero. 09. "Voto de cabresto", "curral eleitoral", "eleição a bico de pena", "juiz nosso", "delegado nosso", "capangas" e "apadrinhamento" são expressões que lembram em nosso país o: a) liberalismo. b) totalitarismo. c) messianismo. d) coronelismo. e) comunismo. _____________________________________________________________________________________________________________________________ _________________________ 10. A Semana de Arte Moderna de 1922, que reuniu em São Paulo escritores e artistas, foi um movimento: a) de renovação das formas de expressão com a introdução de modelos norte-americanos. b) influenciado pelo cinema internacional e pelas idéias propagadas nas universidades de São Paulo e do Rio de Janeiro. c) de contestação aos velhos padrões estéticos, às estruturas mentais tradicionais e um esforço de repensar a realidade brasileira. d) desencadeado pelos regionalismos nordestino e gaúcho, que defendiam os valores tradicionais. e) de defesa do realismo e do naturalismo contra as velhas tendências românticas. _____________________________________________________________________________________________________________________________ _________________________ 11. Considere os excertos a seguir. I. "... a classe dos fazendeiros de café se conservava e se eternizava no Governo graças a uma máquina eleitoral que se estendia por todo o país, mergulhando suas raízes na terra..." II. "... o Estado (...) é todo ele marcado pelo arbítrio dos governantes contra setores populares que se organizavam para reduzir a exploração..." III. "... a política dos governadores permitia às classes dominantes dos Estados mais poderosos (...) preservar e fortalecer o poder do grupo que dominava o aparelho estatal..." Os governos da Primeira República Brasileira ficaram conhecidos como oligárquicos, em virtude de apenas um grupo estar ali representado. Esses governos estão corretamente identificados em: HISTÓRIA – BRASIL_REPÚBLICA VELHA_DECADÊNCIA 01 – 2013 Página 2
  3. 3. a) apenas II b) apenas I e II c) apenas I e III d) apenas II e III e) I, II e III _____________________________________________________________________________________________________________________________ _________________________ 12. A identificação dos governos da República Velha com os interesses da economia cafeeira pode ser expressa pelo(a): a) financiamento, através do Banco do Brasil, para o plantio de novas lavouras, no Encilhamento. b) estatização das exportações, com o objetivo de garantir os preços, durante a Primeira Guerra Mundial. c) adoção de uma política de valorização, reduzindo a oferta do produto, a partir do Convênio de Taubaté. d) controle da mão-de-obra camponesa e apoio à imigração, com a Lei Adolfo Gordo. e) isenção de tributos assegurada no programa de estabilização de Campos Sales. __________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________ 13. A crise da dominação oligárquica, que culminou com a Revolução de 1930, resultou de um processo crescente de transformações vividas pelo país dentre os quais se destaca: a) a lenta politização dos trabalhadores rurais, após a Abolição, contestando o domínio dos "coronéis". b) a emergência de uma classe operária ligada à industrialização, que assumiu na década de 1920 formas políticas mais organizadas, como o BOC (Bloco Operário Camponês). c) o movimento Tenentista, disputa política no interior do Estado, sem ligação com as classes da sociedade. d) o caráter modernizante dos setores oligárquicos, cada vez mais ligados aos empreendimentos urbano-industriais. e) a crescente insatisfação dos Estados mais pobres contra o domínio do eixo "café-com-leite", expressa em rebeliões como as "guerras" do Cariri e de Princesa, ocorridas no Nordeste. ______________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 14. No Brasil, na denominada República Velha, as oligarquias se eternizavam no poder graças ao controle a) das filiações partidárias através do voto secreto. b) das eleições indiretas para os cargos majoritários. c) da política dos governadores e da máquina do coronelismo. d) do poder moderador que privilegiava o poder regional. e) do voto universal que permitia a participação popular. _____________________________________________________________________________________________________________________________ _________________________ 15. O coronelismo, fenômeno social e político típico da República Velha, embora suas raízes se encontrem no Império, foi decorrente da a) promulgação da Constituição Republicana que institui a centralização administrativa, favorecendo nos Estados as fraudes eleitorais. b) supremacia política dos Estados da região sul - possuidores de maior poder econômico - cuja força advinha da maior participação popular nas eleições. c) montagem de modernas instituições - autonomia estadual, voto universal - sobre estruturas arcaicas, baseadas na grande propriedade rural e nos interesses particulares. d) instituição da Comissão Verificadora de Poderes que possuia autonomia para determinar quem deveria ser diplomado deputado - reconhecendo os vitoriosos nas eleições. e) predominância do poder federal sobre o estadual, que possibilitava ao governo manipular a população local e garantir à oligarquia a elaboração das leis. _____________________________________________________________________________________________________________________________ _________________________ 16. "Cabo de enxada, grossas as mãos... Caneta e lápis são ferramentas muito delicadas. A lida é outra: labuta pesada de sol a sol, nos campos e nos currais... Ler o quê? Escrever o quê? Mas agora é preciso: a eleição vem aí, e o alistamento rende a estima do patrão, a gente vira pessoa." (Mário Palmério, VILA DOS CONFINS, p.62) No texto anterior, o escritor Mario de Palmério, faz alusões a práticas eleitorais freqüentes no sistema político brasileiro, revelando a força e o poder dos "coronéis". Com relação ao exposto, é INCORRETO afirmar: a) O sistema eleitoral da República Velha, era baseado no voto aberto, isto é, os eleitores tinham que declarar publicamente o candidato de sua preferência. HISTÓRIA – BRASIL_REPÚBLICA VELHA_DECADÊNCIA 01 – 2013 Página 3
  4. 4. b) A procedência do voto podia ser identificada e causar sérios problemas para o eleitor que não votasse nos candidatos apoiados pelos grandes fazendeiros, mais conhecidos como coronéis. c) Em troca de "favores" concedidos, os "coronéis" exigiam que as pessoas votassem nos candidatos políticos por eles indicados. d) Cumprindo ordens dos coronéis, os jagunços controlavam o voto de cada eleitor, caracterizando-se assim o "voto de cabresto". e) A Comissão Verificadora das eleições foi instituída pelo Congresso Nacional, com a tarefa de reconhecer a validade dos resultados das eleições, caracterizando, assim, uma justiça eleitoral idônea e independente. _____________________________________________________________________________________________________________________________ _________________________ 17. O modelo exportador, concentrador de riquezas e dependente, transformava o Estado Brasileiro em instrumento poderoso a serviço das velhas e das novas elites dirigente. Assinale a alternativa que apresenta enunciado correto sobre a Velha República: a) O operariado não se organizava, devido à receptividade nula sobre o socialismo e o anarquismo. b) Definição da política de proteção às terras dos índios. c) A Constituição de 1891 não estabelecia restrição à participação política da população nas eleições. d) Surgimento do Movimento Tenentista, desencadeando a luta pela derrubada da oligarquia dos coronéis-fazendeiros. e) A entrada de empréstimos externos não contribuiu para a instalação de novas indústrias no início do Século XIX. _______________________________________________________________________________________________________________________ _______________________________ 18. Com base nos conhecimentos sobre a chamada República Velha, conclui-se: (01) Com a Proclamação da República e conseqüente desenvolvimento industrial, o Brasil conseguiu desvincular-se das amarras do capitalismo internacional. (02) Apesar de o regime republicano ser juridicamente representativo, o poder era controlado pelos grandes proprietários rurais, que, através dos coronéis, manipulavam a máquina eleitoral. (04) Esse período caracterizou-se pelo equilíbrio entre o poder central e os estados da federação. (08) A existência de um mercado interno dinâmico, resultante do crescimento da produção agrícola e industrial nas diferentes regiões do país, resultou na melhor distribuição de rendas, nesse período. (16) As divisões e disputas pelo poder, entre as próprias oligarquias dominantes, foram fatores decisivos para a derrocada dessa fase republicana. Soma ( ) _____________________________________________________________________________________________________________________________ _________________________ 19. "No período de 1928 existiam em São Paulo pelo menos três propostas de revolução vindas de agrupamentos políticos diferentes: O Partido Democrático, os tenentes e o Bloco Operário e Camponês". (Decca, E. de, "O silêncio dos vencidos". São Paulo, Brasiliense, 1981, p. 81.) O trecho aponta algumas das tensões presentes no Brasil do final da década de 1920. A presença de tais propostas revolucionárias a) demonstra a revolta popular contra a política café-com-leite e a preparação de um levante constitucionalista, que viria ocorrer anos depois em São Paulo. b) revela o projeto político golpista resultante da atuação, no sul do Brasil, pouco tempo antes, da Coluna Prestes-Miguel Costa. c) demonstra a impossibilidade de estabelecimento de um projeto comum entre os militares e civis que haviam controlado, até então, a República da Espada. d) revela o projeto liberal-socialista que, uma década depois, seria expresso no Estado Novo. e) demonstra a insatisfação político-institucional frente ao longo controle político do Estado brasileiro pelos cafeicultores paulistas organizados no PRP. _____________________________________________________________________________________________________________________________ _________________________ HISTÓRIA – BRASIL_REPÚBLICA VELHA_DECADÊNCIA 01 – 2013 Página 4
  5. 5. GABARITO - HISTÓRIA – BRASIL_REPÚBLICA VELHA_DECADÊNCIA 01 – 2013 01. A /// 02. A /// 03. A /// 04. C /// 05. C /// 06. O fenômeno retratado é o coronelismo, que surgiu no período republicano (final do século XIX e começo do século XX), foi um sistema conhecido popularmente por esse nome pois era controlado e comandado por coronéis (poderosos fazendeiros). 07. a) Uma das maiores características do anarquismo é a compreensão da revolta enquanto um substrato humano, enquanto uma virtude absolutamente natural e efetivamente produtiva nos desenvolvimentos humano e social. Em outras palavras, para os anarquistas, a revolta é, assim como o amor, o afeto, a paz, a harmonia e a sabedoria, uma força imanente à própria mente humana. Para eles, o que define a efetividade da revolta é a forma como ela ultrapassa a sua condição abstrata, na mente de cada um, para se consolidar em ações, em transformação social. b) Formaram o movimento anarco-sindicalista. 08. A /// 09. D /// 10. C /// E /// 11. E /// 12. C /// 13. B /// 14. C /// 15. C /// 16. E /// 17. D /// 18. 02 + 04 + 16 = 22 /// 19. E /// 20. FONTE http://demonhaopeludo.blogspot.com.br/2010/06/exercicios-sobre-republica-velha-prof.html http://www.professor.bio.br/historia/provas_topicos.asp?topico=Rep%FAlblica%20Olig%E1rquica HISTÓRIA – BRASIL_REPÚBLICA VELHA_DECADÊNCIA 01 – 2013 Página 5

×