GEOGRAFIA – POPULAÇÃO 01 – 2013 – IFBA
01. O Brasil é um país populoso, mas pouco povoado. Explique essa afirmação.
02. Qu...
e) A população absoluta do Brasil e sua grande extensão territorial permitem-nos classificar o
país como muito povoado, po...
e) O fato de a população absoluta ter mais que dobrado no período se deve ao saldo migratório
positivo ocasionado pela abs...
a) Estas Pirâmides Etárias são representativas de um pais desenvolvido.
b) Na análise desse Gráfico, se pode observar, alé...
15. (UFRGS) O gráfico
mostra que a população
brasileira cresceu de forma
significativa no decorrer do
século XX: em 1940, ...
GABARITO - GEOGRAFIA – POPULAÇÃO 01 – 2013 – IFBA
01.
O Brasil é um país populoso pelo fato de apresentar muitos habitante...
08) Falso – A População da Grande São Paulo é de quase 20 milhões de habitantes, correspondendo a
aproximadamente 11% da p...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Geografia – população 01 – 2013 – ifba

3,091

Published on

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,091
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
57
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Geografia – população 01 – 2013 – ifba

  1. 1. GEOGRAFIA – POPULAÇÃO 01 – 2013 – IFBA 01. O Brasil é um país populoso, mas pouco povoado. Explique essa afirmação. 02. Quais os principais grupos étnicos formadores da população brasileira? __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 03. (Vunesp) Embora o Brasil esteja colocado entre os países mais populosos do mundo, quando se relaciona sua população total com a área do país obtém-se um número relativamente baixo. A essa relação de população x área, damos o nome de: a) Taxa de crescimento. c) Densidade demográfica. b) Índice de desenvolvimento. d) Taxa de natalidade. e) Taxa de fertilidade. __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 04. A população brasileira está distribuída de maneira irregular no território. A Região do Brasil que apresenta o maior número de habitantes é: a) Norte. b) Sudeste. c) Centro-Oeste. d) Sul. e) Nordeste. __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 05. (UEPG) Sobre a distribuição da população brasileira, bastante irregular, assinale o que for correto: (01) O Sudeste é a região mais populosa e a mais povoada enquanto o Norte ou Amazônia é a região menos povoada. (02) Dos estados brasileiros, São Paulo é o mais populoso com cerca de um quinto (20%) da população brasileira e Roraima é o menos populoso e o menos povoado, com menos de um habitante por quilômetro quadrado. (04) A região Nordeste do Brasil é mais populosa do que a região Sul, mas é menos povoada na sua região litorânea e mais povoada no seu interior. (08) A Grande São Paulo, sozinha, detém 11% do total da população brasileira, concentrada em uma área de cerca de 1% da área do país. (16) A região Sul é menos povoada do que a região Centro-Oeste, uma vez que a população brasileira está mais concentrada no interior do país do que nas áreas mais próximas do mar. __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 06. (FGV) Estudos recentes sobre a população brasileira explicam a situação apresentada na tabela acima, como resultado da: a) queda do índice de fertilidade das mulheres, nas duas últimas décadas, e o aumento da taxa de mortalidade infantil. b) diminuição da entrada de imigrantes, desde 1950, e da concentração da renda nacional. c) grande concentração da renda após 1970, acentuando o aumento da taxa de mortalidade infantil. d) diminuição da entrada de imigrantes, desde 1950, associada à saída de brasileiros para o exterior, em busca de melhores condições de vida. e) queda da taxa de fecundidade das mulheres, associada a um mínimo de programação familiar. __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 07. (UNEMAT) Sobre a População Brasileira é correto afirmar. a) Apresenta alto grau de movimentação interna, sendo o Centro-Oeste a região de maior repulsão populacional. b) A taxa de fecundidade da população brasileira vem aumentando significativamente no país. c) A maioria da população brasileira está concentrada na faixa oeste do país, em que podem ser encontradas áreas com densidades superiores a 100 hab./km2. Já a porção leste do país é bem menospovoada, com predomínio de densidades inferiores a 10 hab./km2. d) A partir de meados da década de 1960, a população urbana passa a ser mais numerosa que a população rural, em razão da industrialização que se acentua desde o final da década de 1950, provocando migrações do campo para a cidade.
  2. 2. e) A população absoluta do Brasil e sua grande extensão territorial permitem-nos classificar o país como muito povoado, porém pouco populoso. __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 08. (MACK) O Brasil em 2020 Será, é claro, um Brasil diferente sob vários aspectos. A maior parte deles, imprevisível. Uma década é um período longo o suficiente para derrubar certezas absolutas (ninguém prediz uma Revolução Francesa, uma queda do Muro de Berlim ou um ataque às torres gêmeas de Nova York). Mas é também um período de maturação dos grandes fenômenos incipientes — dez anos antes da popularização da internet já era possível imaginar como ela mudaria o mundo. Da mesma forma, fenômenos detectáveis hoje terão seus efeitos mais fortes a partir de 2020. David Cohen, Revista Época, 25/05/2009 Com base no enunciado, observe as afirmações abaixo, assinalando V (verdadeiro) ou F (falso). ( ) A diminuição da fecundidade no Brasil deve-se às transformações econômicas e sociais que se acentuaram na primeira metade do século XX devido à intensa necessidade de mão de obra no campo, inclusive de mulheres, fato este que elevou o país ao patamar de agrário-exportador. ( ) Devido à mudança do papel social da mulher do século XX, ela deixa de viver, exclusivamente, no núcleo familiar, ingressando no mercado de trabalho e passando a ter acesso ao planejamento familiar e a métodos contraceptivos. Esses aspectos, conjugados, explicam a diminuição vertiginosa das taxas de fecundidade no Brasil. ( ) As quedas nas taxas de natalidade de um país levam, ao longo do tempo, ao envelhecimento da população (realidade da maioria dos países desenvolvidos). Neste sentido, verifica-se uma forte tendência a um mercado de trabalho menos competitivo e exigente, demandando menos custos do Estado com os aspectos sociais. Dessa forma, a sequência correta, de cima para baixo é a) VVV. b) FVV. c) VVF. d) FVF. e) VFV. __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 09. 5- (UEL) Da Copa de 1970 à Copa de 2010, a população brasileira passou de 93.139.037 para uma população estimada em 193.114.840 habitantes (IBGE - Popclock em 23 jun. 2010). Com base nos conhecimentos sobre a dinâmica do crescimento vegetativo da população no Brasil, ao longo desses 40 anos, assinale a alternativa correta. a) A taxa de crescimento anual da população brasileira foi maior na primeira década do século XXI que nos anos 1970, apesar da estabilização da taxa bruta de mortalidade. b) A contínua redução da taxa de fecundidade explica a queda na taxa de crescimento anual da população, apesar de o número total de habitantes ter mais que dobrado. c) Nas duas últimas décadas, apesar do aumento das taxas brutas de natalidade, as taxas anuais de crescimento vegetativo da população brasileira se estabilizaram devido ao comportamento do saldo migratório. d) O crescimento absoluto de aproximadamente 100 milhões de habitantes foi proporcionado pela elevação das taxas de fecundidade no Brasil ao longo do período.
  3. 3. e) O fato de a população absoluta ter mais que dobrado no período se deve ao saldo migratório positivo ocasionado pela absorção de centenas de milhares de imigrantes italianos e japoneses. __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 10. (UFLA) Atente para o quadro abaixo: As alternativas abaixo expressam análises possíveis para os dados apresentados no quadro, EXCETO: a) O uso de anticoncepcionais e a legalização do aborto nas regiões mais Fonte: Censo Demográfico 2000 e Contagem da População 2007 povoadas contribuíram, significativamente, para a redução da taxa de natalidade. b) A melhoria nas condições sanitárias e higiênicas promoveu a queda da taxa de mortalidade. c) O aumento da idade média para o casamento reduziu o período de fertilidade em um matrimônio, afetando a taxa de fertilidade. d) A redução das doenças infecciosas, parasitárias, do sistema respiratório e digestivo promoveu a queda da taxa de mortalidade. __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 11. (FUVEST) Fonte: Ministério da Integração Nacional, 2006. Adaptado. a) Correlacione as informações contidas nos mapas acima. b) Identifique e explique dois fatores responsáveis por mudanças no padrão espacial de distribuição da população brasileira, ocorridas entre 1991 e 2000. __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 12. (UEPI). Analise as Pirâmides Etárias a seguir, correlacionando-as com as proposições apresentadas a seguir e assinale a opção correta.
  4. 4. a) Estas Pirâmides Etárias são representativas de um pais desenvolvido. b) Na análise desse Gráfico, se pode observar, além da distribuição da população por faixa etária, a sua distribuição por sexo, o comportamento de indicadores como natalidade, mortalidade, esperança de vida, bem como se ter uma noção a respeito da mão de obra disponível. c) Elas refletem o comportamento da estrutura etária de um país de regime demográfico de população envelhecida. d) O crescimento nas faixas etárias de idades superiores aos 70 anos tem reflexos diretos na economia do país, relacionados não só à questão da aposentadoria, como também a do mercado de trabalho. e) Comparando-se as duas Pirâmides, constata-se de 1991 para 2000, um crescimento das faixas de idades de 65 aos 69 anos e de 70 anos e mais. Os 70 anos são vistos hoje, por alguns estudiosos de população, como sendo a idade a partir da qual a população é considerada como idosa. __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 13. (UFU) O crescimento demográfico está ligado a dois fatores: crescimento natural ou vegetativo, que corresponde à diferença entre nascimento e óbitos verificada numa população, e a taxa de migração, que é a diferença entre a entrada e a saída de pessoas de um território. Em relação ao crescimento demográfico, analise as afirmativas abaixo. I - Pelo princípio malthusiano, a população tenderia sempre a crescer mais do que os meios de subsistência, tornando a fome e a miséria uma realidade inexorável (PG x PA). Uma alternativa lógica para se evitar o desastre populacional seria o controle da natalidade por meio do uso de métodos contraceptivos, aborto, abstinência sexual no casamento etc. II - Os avanços da medicina, as medidas de avanço da higiene pública e a melhoria do padrão de vida da população possibilitaram uma forte redução da taxa bruta de mortalidade em todo o mundo. Para os neomaethusianos, a queda da mortalidade não tem efeito se não for seguida da redução da taxa de fecundidade, pois impediria o crescimento econômico do país. Por isso, a solução seria o controle da fecundidade, por meio de métodos contraceptivos e esterilização em massa. III - Uma das consequências da queda da fecundidade brasileira são taxas de crescimento diferenciadas dos vários grupos etários, com taxas menores para os grupos mais jovens. Isto tem resultado numa diminuição do peso da população jovem no país e num aumento da importância do segmento idoso. Esta tendência é chamada de envelhecimento populacional, pois se dá em detrimento da diminuição do peso da população jovem no total, o que acarreta também um aumento da idade média e mediana da população. Assinale a alternativa correta. a) Apenas I é verdadeira. c) I e II são verdadeiras b) I e III são verdadeiras. d) II e III são verdadeiras. __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 14. (MACKENZIE) No Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realiza o recenseamento da população a cada dez anos, desde 1940. Assim, as informações nos permitem realizar análises com base em séries históricas e apontar certas tendências. Se considerarmos os dados a serem coletados e divulgados após o censo de 2010, é razoável afirmarmos que, provavelmente, teremos I. uma continuidade do processo de queda da taxa de fecundidade e um aumento do percentual da população jovem em decorrência disso. II. a confirmação de que a violência urbana é um fenômeno preocupante e que explica, por si só, a contínua redução da expectativa de vida verificada nas últimas quatro décadas. III. a manutenção do processo de redução dos índices de natalidade, que tem ocorrido desde o fim da década de 1970, e que resulta, entre outros fatores, no aumento do acesso a métodos contraceptivos, mesmo entre as camadas mais pobres da população. IV. a elevação da proporção de idosos em decorrência da ampliação do acesso a serviços de saúde e saneamento, que tem determinado o aumento da longevidade. Estão corretas, apenas, a) I e II. b) II e III. c) III e IV. d) I e III. e) II e IV. __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
  5. 5. 15. (UFRGS) O gráfico mostra que a população brasileira cresceu de forma significativa no decorrer do século XX: em 1940, eram 41 milhões de habitantes; em 200, quase 170 milhões. Em relação à mudança na distribuição da população ocorrida em torno de 1970, que fica evidente no gráfico, são feitas as seguintes afirmações. I – No período de 1970 a 2000, aumentou a taxa de mortalidade da população rural. II – A partir de 1970, intensificou-se o processo de urbanização. III – A partir de 1970, a atividade agrícola entrou em crise. Quais estão corretas? a) Apenas I. d) Apenas II e III. b) Apenas II. e) I, II e III. c) Apenas I e II. __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 16. (PUCRJ) pucrj2010.1_grupo1-2310_geo_08.gif (Adaptado de IBGE: Censo Demográfico, Contagem da População, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), estimativas e projeções demográficas, 2005). Há diversas interpretações sobre as melhorias das condições de vida frente a alguns dados populacionais. Todavia, a conclusão adequada para o indicador demográfico apresentado na charge é a de que ele: a) atrapalha as políticas sociais de Estado por ser um dado estatístico. b) desconsidera as condições ambientais em que as pessoas vivem. c) sugere, apenas, melhorias nas condições de vida devido à imprecisão dos dados. d) oculta os interesses particulares de agentes econômicos internacionais. e) reduz a mobilização social contra os problemas de saúde dos mais pobres. __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
  6. 6. GABARITO - GEOGRAFIA – POPULAÇÃO 01 – 2013 – IFBA 01. O Brasil é um país populoso pelo fato de apresentar muitos habitantes em seu território (aproximadamente 190 milhões). No entanto, o país é pouco povoado (cerca de 22 habitantes por quilômetro quadrado), pois o conceito de povoado se refere à relação entre população e o espaço ocupado do território. 02. Os principais grupos étnicos formadores da população brasileira são os indígenas (nativos), europeus (colonizadores) e africanos (escravos). 03. a) Falso – Indicador do crescimento populacional de um determinado local. b) Falso – indicadores sociais que apresentam informações sobre saúde, educação, rendimento, entre outros. c) Verdadeiro – a densidade demográfica é obtida através da relação entre a população total e a extensão territorial de um determinado local. Seu resultado é dado em hab/km². A densidade demográfica do Brasil atualmente é de 22 hab/km². d) Falso – são dados referentes ao número de crianças que nascem vivas em um local específico. e) Falso – estimativa do número de filhos que uma mulher pode ter ao longo da vida. 04. a) Falso – A Região Norte possui a segunda menor quantidade de habitantes, são aproximadamente 15 milhões. b) Verdadeiro – A Região Sudeste do Brasil apresenta a maior quantidade de habitantes, atualmente sua população está estimada em 78 milhões de pessoas, correspondendo a 40% da população brasileira. c) Falso – O Centro-Oeste possui a menor quantidade de habitantes, são aproximadamente 13,3 milhões de pessoas residindo nessa Região. d) Falso - O Sul do Brasil apresenta cerca de 27 milhões de habitantes. e) Falso – É a segunda Região brasileira mais populosa, sua população é de 53.650.000 habitantes. 05. 01) Verdadeiro – A região Sudeste é que possui o maior contingente populacional do Brasil, enquanto a Região Norte, apesar de ser mais populosa que o Centro-Oeste, possui a menor média de densidade demográfica do país, portanto, é a menos povoada. 02) Falso – O estado de São Paulo é o mais populoso do Brasil com população estimada em 41.384.039. Roraima é o estado com a menor população do Brasil, com 421.449 habitantes, porém, sua densidade demográfica é superior a um habitante por quilômetro quadrado, sendo atualmente de 1,8 hab/km². 04) Falso – A Região Nordeste (53.650.000 habitantes) é mais populosa que a Região Sul (27 milhões de habitantes), porém, apresenta maior concentração populacional na faixa litorânea, sendo seu interior pouco povoado.
  7. 7. 08) Falso – A População da Grande São Paulo é de quase 20 milhões de habitantes, correspondendo a aproximadamente 11% da população total do Brasil. Entretanto, sua extensão territorial é de 7.944 km², referente a menos de 1% do território brasileiro. 16) Falso – A Região Sul apresenta densidade demográfica de aproximadamente 46 hab/km², enquanto a Região Centro-Oeste possui densidade demográfica de 8 hab/km², portanto, a primeira é mais povoada que a segunda. 06. a) Falso – A redução da taxa de crescimento da população brasileira está diretamente relacionada à queda do índice de fertilidade das mulheres, porém a taxa de mortalidade infantil tem diminuído a cada ano no Brasil. b) Falso – A redução da entrada de imigrantes não é fator significativo para a redução da taxa de crescimento populacional brasileiro. c) Falso – A taxa de mortalidade infantil está em constante processo de redução, esse fato é consequência de maiores preocupações durante a gestação, no entanto, apesar da redução, essa taxa continua elevada no país. d) Falso – A diminuição da entrada de imigrantes aliado à saída de brasileiros para o exterior não altera de forma significativa o contingente populacional do Brasil. e) Verdadeiro – A taxa de fecundidade das mulheres brasileiras está em constante processo de redução, ou seja, elas estão tendo menos filhos. A programação familiar é outro fator responsável pela queda da taxa de crescimento populacional. 07. D /// 08. D /// 09. B /// 10. A /// 11. a) Os mapas mostram que as áreas com as maiores taxas de crescimento demográfico estão em regiões com menores densidades demográficas. b) As regiões que apresentaram as maiores taxas de crescimento demográfico no período de 1991-2000 são áreas do Norte e do Centro-Oeste brasileiro e as regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro. Entre os fatores que explicam tal fato, destacam-se serem estas regiões de atração populacional e que apresentam elevadas taxas de crescimento econômico relacionadas ao desenvolvimento dos setores de serviço e industrial (as regiões metropolitanas) e à expansão da agropecuária e da mineração (Norte e Centro-Oeste) 12. B /// 13.D /// 14. C /// 15. B /// 16. C FONTE http://exercicios.brasilescola.com/geografia-do-brasil/exercicios-sobre-populacao-brasileira.htm http://geoconceicao.blogspot.com.br/2011/06/exercicios-sobre-populacao.html

×