• Like
Círculo de Amor
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Círculo de Amor

  • 1,899 views
Uploaded on

O amor produz sempre um efeito positivo em quem o recebe e, de maneira mais intensa, em quem o pratica.

O amor produz sempre um efeito positivo em quem o recebe e, de maneira mais intensa, em quem o pratica.

More in: Travel , Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
1,899
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
125
Comments
0
Likes
3

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. CÍRCULO DE AMOR
  • 2. Aquele homem estava um pouco apressado e quase não viu a senhora, com o carro parado no acostamento. Mas percebeu que ela precisava de ajuda.
  • 3. Assim, parou seu carro e se aproximou. O carro da senhora era novo, mas estava com problemas.
  • 4. Mesmo com o sorriso que o homem estampava na face, ela ficou preocupada.
  • 5. Ninguém tinha parado para ajudar durante a última hora. Quais seriam as intenções daquele estranho? Pensou o senhora.
  • 6. Ele percebeu que ela estava com muito medo e lhe disse: "eu estou aqui para ajudar, madame.
  • 7. Pode esperar dentro do carro que está mais quentinho. A propósito, meu nome é Alfredo".
  • 8. Bem, o problema era só um pneu furado, mas para uma senhora era ruim o bastante.
  • 9. Alfredo abaixou-se, colocou o macaco e levantou o carro. Logo o pneu já estava trocado. Mas ele ficou um tanto sujo e ainda feriu uma das mãos .
  • 10. Enquanto ele apertava as porcas da roda a senhora abriu a janela e começou a conversar com ele. Contou que estava de passagem por ali, pois morava noutra cidade, e que não sabia como agradecer pela preciosa ajuda.
  • 11. Alfredo apenas sorriu enquanto se levantava. Ela perguntou quanto devia.
  • 12. Qualquer quantia teria sido muito pouco para ela. Já tinha imaginado todas as terríveis coisas que poderiam ter acontecido se Alfredo não tivesse parado.
  • 13. Mas Alfredo não pensava em dinheiro. Aquilo não era um trabalho para ele.
  • 14. Gostava de ajudar quando alguém tinha necessidade e Deus já lhe ajudara bastante. Aquele era seu modo de viver e nunca lhe ocorreu agir de outra maneira.
  • 15. "Se realmente quiser me reembolsar, disse Alfredo, da próxima vez que encontrar alguém que precise de ajuda, dê a ela a ajuda que precisar". E acrescentou: "e pense em mim".
  • 16. Ele esperou até que ela saísse com o carro e também se foi.
  • 17. Aquele havia sido um dia frio e cinzento, mas ele se sentia muito bem.
  • 18. Não era um restaurante muito limpo, daqueles que ela costumava freqüentar.
  • 19. A garçonete veio até ela e trouxe-lhe uma toalha limpa para que pudesse secar um pouco o cabelo molhado e lhe dirigiu um doce sorriso, um sorriso que mesmo com os pés doendo por um dia inteiro de trabalho não pôde apagar.
  • 20. Notou que a garçonete estava nos últimos meses de gravidez, e ainda assim não deixou a tensão e as dores mudarem sua atitude.
  • 21. A senhora ficou curiosa em saber como alguém que tinha tão pouco, podia tratar tão bem a um estranho. Então se lembrou de Alfredo.
  • 22. Depois que terminou a refeição, enquanto a moça buscava o troco para a nota de cem dólares, a senhora se retirou.
  • 23. A garçonete voltou e procurou localizar a freguesa mas achou apenas algo escrito no guardanapo, sob o qual tinha mais 4 notas de $100 dólares.
  • 24. Havia lágrimas em seus olhos quando leu o que estava escrito. O bilhete dizia o seguinte: "você não me deve nada, eu já tenho o bastante.
  • 25. Alguém me ajudou há pouco e da mesma forma estou lhe ajudando. Se você realmente quiser me reembolsar não deixe este círculo de amor terminar com você".
  • 26. A garçonete ainda tinha muito trabalho a fazer naquela noite. Mesas para limpar, açucareiros para encher, e pessoas para servir.
  • 27. Mas quando foi para casa deitou-se ao lado do marido e ficou pensando no dinheiro e no que a senhora deixou escrito.
  • 28. Como podia aquela senhora saber o quanto ela e o esposo precisavam de dinheiro? Com o bebê para o próximo mês, como estava difícil!
  • 29. Virou-se para o marido que dormia tranqüilamente ao lado, deu-lhe um beijo carinhoso e sussurrou: "tudo ficará bem, Alfredo. Eu amo você."
  • 30. REFLETINDO...
  • 31. O amor produz sempre um efeito positivo em quem o recebe e, de maneira mais intensa, em quem o pratica.
  • 32. Por essa razão, o amor é, e sempre será, a melhor opção.
  • 33. PENSEMOS NISSO!! Fonte: Site ‘ Momento Espírita” Formatação: jairowildgen2@hotmail.com