Período composto por subordinação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Período composto por subordinação

on

  • 15,484 views

 

Statistics

Views

Total Views
15,484
Views on SlideShare
15,453
Embed Views
31

Actions

Likes
5
Downloads
954
Comments
4

2 Embeds 31

http://professorjairnascimento.blogspot.com 19
http://professorjairnascimento.blogspot.com.br 12

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Período composto por subordinação Presentation Transcript

  • 1. PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO GRAMÁTICA PROFESSOR JAIR NASCIMENTO
  • 2. Entendendo...
    • Por que “oração”?
    • Porque apresenta um verbo.
    • Por que “subordinada”?
    • Porque ela depende da oração principal: uma completa a outra.
    • Por que “substantiva”?
    • Porque ela exerce a função de um substantivo.
  • 3. ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS Para compreender como a oração subordinada substantiva desempenha a função própria de um substantivo, basta comparar as duas frases que seguem: Ninguém lamentou sua renúncia. sujeito verbo transitivo direto objeto direto Nesse caso, temos um período simples, uma oração absoluta. Nessa oração o objeto direto vem representado basicamente por um substantivo renúncia.
  • 4. Mas o objeto direto pode ser constituído por uma oração inteira, como no caso que segue: Ninguém lamentou / que você renunciasse. sujeito verbo trans. direto objeto direto
    • No caso, o período é composto (duas orações):
    • a oração 2 encaixa-se como objeto direto do verbo
    • lamentou da oração 1. Portanto, classifica-se como:
    1ª oração 2ª oração • subordinada : porque funciona como um termo da 1; • substantiva: porque desempenha uma função própria do substantivo (objeto direto).
  • 5. CLASSIFICAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA Orações subordinadas substantivas ligadas ao verbo da oração principal. Se uma oração subordinada substantiva vem ligada ao verbo da oração principal, pode, teoricamente, funcionar como:
    • • sujeito ......................subjetiva
    • objeto direto ..............objetiva direta
    • objeto indireto ............objetiva indireta
  • 6. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA SUBJETIVA É aquela que funciona como sujeito do verbo da oração principal. Ex: Interessa-me / que você compareça à reunião. oração principal oração subordinada substantiva subjetiva
    • Quando a oração substantiva é subjetiva:
    • O verbo da oração principal está sempre na 3ª pessoa do singular ( interessa-me );
    • Não ocorre sujeito dentro dos limites da oração principal (o sujeito é a própria oração subordinada).
  • 7. Oração subordinada substantiva objetiva direta É aquela que funciona como objeto direto do verbo da oração principal. Eles não permitem / que os índios vivam em paz. 1ª oração 2ª oração oração principal oração subordinada substantiva objetiva direta
    • A oração objetiva direta:
    • sempre se liga a um verbo da oração principal sem
    • preposição;
    • • indica o alvo sobre o qual recai a ação desse verbo.
  • 8. Oração subordinada substantiva objetiva indireta É aquela que funciona como objeto indireto da oração principal. Ex: Ninguém desconfiava de que o plano fracassasse. 1ª oração 2ª oração Oração principal Oração subordinada substantiva objetiva indireta A oração objetiva indireta: • liga-se ao verbo da oração principal, com preposição. • indica o alvo ou o destinatário do processo verbal.
  • 9. Se uma oração subordinada substantiva vem ligada a um nome da oração principal, pode, teoricamente, funcionar como:
    • Predicativo do sujeito ...... substantiva predicativa
    • Complemento nominal ..... substantiva completiva nominal
    • Aposto .......................... substantiva apositiva
    Orações subordinadas substantivas ligadas ao Nome da oração principal
  • 10. Oração subordinada substantiva predicativa É aquela que funciona como predicativo do sujeito da oração principal. Ex.: O problema é / que o prazo já se esgotou. 1ª oração 2ª oração Oração principal Oração subordinada Substantiva predicativa
    • A oração subordinada substantiva predicativa se liga:
    • Ao sujeito da oração principal;
    • Através do verbo de ligação (verbo ser , na grande
    • maioria dos casos.
  • 11. Oração subordinada substantiva completiva nominal É aquela que funciona como complemento nominal de um nome da oração principal. Ex: Chego à conclusão de que o contrato é legal. 1ª oração 2ª oração Oração principal Oração subordinada substantiva completiva nominal
    • A oração subordinada substantiva completiva nominal sempre se liga:
    • A um nome da oração principal;
    • Através de preposição ( a, de, com, por, para, em, etc)
  • 12. Diferença entre objetiva indireta e completiva nominal Apesar de muita semelhança no plano formal, a substantiva completiva nominal não se confunde com a objetiva indireta porque:
    • A substantiva completiva nominal liga-se a um
    • nome da oração principal.
    • Ex.: Ninguém teve dúvida de que ela mentiu
    • A objetiva indireta liga-se a um verbo da oração
    • principal.
    • Ex.: Ninguém duvidou de que ela mentiu.
  • 13. Oração subordinada substantiva apositiva É aquela que funciona como aposto de um nome da oração principal. Ex.: Existe nos presídios esta lei: ( que ) ninguém denuncia ninguém.
    • A oração subordinada substantiva apositiva sempre
    • se liga:
    • A um nome da oração principal;
    • Sem preposição e sem a mediação de um verbo de
    • ligação
  • 14. Relembrando Aposto
    • Aposto
    • Aposto   é um termo que se junta a outro de valor substantivo ou pronominal para explicá-lo ou especificá-lo melhor. Vem separado dos demais termos da oração por vírgula, dois-pontos ou travessão.
    • Por Exemplo:
    • Ontem, Segunda-feira , passei o dia com dor de cabeça.
    • Segunda-feira  é  aposto  do adjunto adverbial de tempo  ontem . Dizemos que o aposto é sintaticamente equivalente ao termo a que se relaciona porque poderia substituí-lo. Veja:
    • Segunda-feira  passei o dia com dor de cabeça.
    • Obs.: após a eliminação de  ontem , o substantivo  Segunda-feira  assume a função de  adjunto adverbial de tempo.