• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Período composto por subordinação
 

Período composto por subordinação

on

  • 13,626 views

 

Statistics

Views

Total Views
13,626
Views on SlideShare
13,598
Embed Views
28

Actions

Likes
5
Downloads
813
Comments
4

2 Embeds 28

http://professorjairnascimento.blogspot.com 19
http://professorjairnascimento.blogspot.com.br 9

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

14 of 4 previous next Post a comment

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Período composto por subordinação Período composto por subordinação Presentation Transcript

    • PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO GRAMÁTICA PROFESSOR JAIR NASCIMENTO
    • Entendendo...
      • Por que “oração”?
      • Porque apresenta um verbo.
      • Por que “subordinada”?
      • Porque ela depende da oração principal: uma completa a outra.
      • Por que “substantiva”?
      • Porque ela exerce a função de um substantivo.
    • ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS Para compreender como a oração subordinada substantiva desempenha a função própria de um substantivo, basta comparar as duas frases que seguem: Ninguém lamentou sua renúncia. sujeito verbo transitivo direto objeto direto Nesse caso, temos um período simples, uma oração absoluta. Nessa oração o objeto direto vem representado basicamente por um substantivo renúncia.
    • Mas o objeto direto pode ser constituído por uma oração inteira, como no caso que segue: Ninguém lamentou / que você renunciasse. sujeito verbo trans. direto objeto direto
      • No caso, o período é composto (duas orações):
      • a oração 2 encaixa-se como objeto direto do verbo
      • lamentou da oração 1. Portanto, classifica-se como:
      1ª oração 2ª oração • subordinada : porque funciona como um termo da 1; • substantiva: porque desempenha uma função própria do substantivo (objeto direto).
    • CLASSIFICAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA Orações subordinadas substantivas ligadas ao verbo da oração principal. Se uma oração subordinada substantiva vem ligada ao verbo da oração principal, pode, teoricamente, funcionar como:
      • • sujeito ......................subjetiva
      • objeto direto ..............objetiva direta
      • objeto indireto ............objetiva indireta
    • ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA SUBJETIVA É aquela que funciona como sujeito do verbo da oração principal. Ex: Interessa-me / que você compareça à reunião. oração principal oração subordinada substantiva subjetiva
      • Quando a oração substantiva é subjetiva:
      • O verbo da oração principal está sempre na 3ª pessoa do singular ( interessa-me );
      • Não ocorre sujeito dentro dos limites da oração principal (o sujeito é a própria oração subordinada).
    • Oração subordinada substantiva objetiva direta É aquela que funciona como objeto direto do verbo da oração principal. Eles não permitem / que os índios vivam em paz. 1ª oração 2ª oração oração principal oração subordinada substantiva objetiva direta
      • A oração objetiva direta:
      • sempre se liga a um verbo da oração principal sem
      • preposição;
      • • indica o alvo sobre o qual recai a ação desse verbo.
    • Oração subordinada substantiva objetiva indireta É aquela que funciona como objeto indireto da oração principal. Ex: Ninguém desconfiava de que o plano fracassasse. 1ª oração 2ª oração Oração principal Oração subordinada substantiva objetiva indireta A oração objetiva indireta: • liga-se ao verbo da oração principal, com preposição. • indica o alvo ou o destinatário do processo verbal.
    • Se uma oração subordinada substantiva vem ligada a um nome da oração principal, pode, teoricamente, funcionar como:
      • Predicativo do sujeito ...... substantiva predicativa
      • Complemento nominal ..... substantiva completiva nominal
      • Aposto .......................... substantiva apositiva
      Orações subordinadas substantivas ligadas ao Nome da oração principal
    • Oração subordinada substantiva predicativa É aquela que funciona como predicativo do sujeito da oração principal. Ex.: O problema é / que o prazo já se esgotou. 1ª oração 2ª oração Oração principal Oração subordinada Substantiva predicativa
      • A oração subordinada substantiva predicativa se liga:
      • Ao sujeito da oração principal;
      • Através do verbo de ligação (verbo ser , na grande
      • maioria dos casos.
    • Oração subordinada substantiva completiva nominal É aquela que funciona como complemento nominal de um nome da oração principal. Ex: Chego à conclusão de que o contrato é legal. 1ª oração 2ª oração Oração principal Oração subordinada substantiva completiva nominal
      • A oração subordinada substantiva completiva nominal sempre se liga:
      • A um nome da oração principal;
      • Através de preposição ( a, de, com, por, para, em, etc)
    • Diferença entre objetiva indireta e completiva nominal Apesar de muita semelhança no plano formal, a substantiva completiva nominal não se confunde com a objetiva indireta porque:
      • A substantiva completiva nominal liga-se a um
      • nome da oração principal.
      • Ex.: Ninguém teve dúvida de que ela mentiu
      • A objetiva indireta liga-se a um verbo da oração
      • principal.
      • Ex.: Ninguém duvidou de que ela mentiu.
    • Oração subordinada substantiva apositiva É aquela que funciona como aposto de um nome da oração principal. Ex.: Existe nos presídios esta lei: ( que ) ninguém denuncia ninguém.
      • A oração subordinada substantiva apositiva sempre
      • se liga:
      • A um nome da oração principal;
      • Sem preposição e sem a mediação de um verbo de
      • ligação
    • Relembrando Aposto
      • Aposto
      • Aposto   é um termo que se junta a outro de valor substantivo ou pronominal para explicá-lo ou especificá-lo melhor. Vem separado dos demais termos da oração por vírgula, dois-pontos ou travessão.
      • Por Exemplo:
      • Ontem, Segunda-feira , passei o dia com dor de cabeça.
      • Segunda-feira  é  aposto  do adjunto adverbial de tempo  ontem . Dizemos que o aposto é sintaticamente equivalente ao termo a que se relaciona porque poderia substituí-lo. Veja:
      • Segunda-feira  passei o dia com dor de cabeça.
      • Obs.: após a eliminação de  ontem , o substantivo  Segunda-feira  assume a função de  adjunto adverbial de tempo.