Encontro com Marina Santos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Encontro com Marina Santos

on

  • 1,473 views

Apresentação utilizada na preparação, motivação dos alunos para o encontro com a escritora Marina S

Apresentação utilizada na preparação, motivação dos alunos para o encontro com a escritora Marina S

Statistics

Views

Total Views
1,473
Views on SlideShare
999
Embed Views
474

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

7 Embeds 474

http://centroderecursos-vp.blogspot.pt 209
http://www.centroderecursos-vp.blogspot.pt 209
http://centroderecursos-vp.blogspot.com 39
http://centroderecursos-vp.blogspot.com.br 14
http://www.centroderecursos-vp.blogspot.com 1
http://www.centroderecursos-vp.blogspot.de 1
http://centroderecursos-vp.blogspot.fr 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • Fedra, Tiago e Miguel (moram na Ericeira, na casa onde se situa a gruta dos Exploradores) Miguel sente simpatia por Elsa. Fedra, Miguel, Tiago e Elsa estudam em Sintra. Joana mora nos Olivais, é a mais nova do grupo onde chegou por intermédio das primas Rita e Patrícia. Tem grande afinidade com Tiago. Patrícia é irmã da Rita e prima da Joana. Mora em Cascais. Canta bem. Há outras personagens
  • Marty (dona:Fedra): pastor alemão; adora água, defende os Exploradores, muito educado. Gi (uma boxer): estouvada, adora crianças
  • Imagem da capa do livro
  • Imagem da capa do livro
  • Feriado municipal desde 1973. Comemorado desde sempre, suspensaão do trabalho duarnte a “Hora” (ressurreição): merendas em plena natureza (piqueniques) Ramo deve ser colocado atrás da porta e substituído apenas no ano seguinte
  • Feriado municipal desde 1973. Comemorado desde sempre, suspensaão do trabalho duarnte a “Hora” (ressurreição): merendas em plena natureza (piqueniques) Ramo deve ser colocado atrás da porta e substituído apenas no ano seguinte
  • Feriado municipal desde 1973. Comemorado desde sempre, suspensaão do trabalho duarnte a “Hora” (ressurreição): merendas em plena natureza (piqueniques) Ramo deve ser colocado atrás da porta e substituído apenas no ano seguinte
  • Feriado municipal desde 1973. Comemorado desde sempre, suspensaão do trabalho duarnte a “Hora” (ressurreição): merendas em plena natureza (piqueniques) Ramo deve ser colocado atrás da porta e substituído apenas no ano seguinte
  • Feriado municipal desde 1973. Comemorado desde sempre, suspensaão do trabalho duarnte a “Hora” (ressurreição): merendas em plena natureza (piqueniques) Ramo deve ser colocado atrás da porta e substituído apenas no ano seguinte
  • Feriado municipal desde 1973. Comemorado desde sempre, suspensaão do trabalho duarnte a “Hora” (ressurreição): merendas em plena natureza (piqueniques) Ramo deve ser colocado atrás da porta e substituído apenas no ano seguinte
  • Vários livros na coleção.

Encontro com Marina Santos Presentation Transcript

  • 1. Encontro com a escritoraMarina Santos 14.05.2012 Turmas de 5.º ano
  • 2. Marina Santos • Marina Isabel Pereira dos Santos Fonseca BI • Lisboa, 1971 • Casada , 2 filhos • Câmara Municipal de Loures • Frequenta a licenciatura em Ciências da Informação e Documentação • Sempre frequentou a Ericeira • Inspirou-se neste local e nos seus amigos de infância
  • 3. Quem são os Exploradores?André Tiago Fedra JoanaElsa Miguel Patrícia Rita
  • 4. Quem são os exploradores? E ainda…Gi Marty
  • 5. Na bonita vila piscatóriada Ericeira, os membrosdo Clube dos Exploradorespasseiam, divertem-se ereúnem-se secretamente nasua gruta.
  • 6. Em defesa de que rio… ? O concelho de Mafra comemora o seu feriado na quinta-feira da espiga, havendo um tradicional acampamento na foz do rio Lizandro. Os Exploradores estão eufóricos, pois preparam-se para participar. Só que algo de estranho se passa no rio e, além do murmúrio do mar, outro som rompe o silêncio da noite. A situação merece ser investigada, mas é preciso muito cuidado porque o lobisomem anda por ali…
  • 7. Em defesa de que rio… ?
  • 8. Dia da Espiga • Quinta feira da Ascensão ou Dia da Espiga • 40 dias depois do domingo de Páscoa • Ritual pagão e religioso • Objetivos: - benzer os primeiros frutos primaveris - levar para casa um ramo florido que simboliza a fartura e a harmonia para a família
  • 9. Dia da Espiga “- Para que, durante o ano, não vos falte fartura e prosperidade, pão, paz e luz, amor e vida, alegria, saúde e força – explicou ela, à medida que indicava as plantas que, respetivamente, tinham esse significado: os malmequeres amarelos e os brancos, que simbolizavam o ouro e a prata, a espiga de trigo, o ramo de oliveira, as papoilas, a folha de videira e o alecrim.” p. 75
  • 10.  Desafios• Ramo da Espiga mais original (concurso)• Clube dos exploradores vai até à Venda do Pinheiro… (uma nova aventura por turma)
  • 11. http://www.clubedosexploradores.com.pt/
  • 12. Os alunos da Venda doPinheiro não vão resistir a estesexploradores porque... eles são oito jovens destemidosque, na companhia dos seus dois cães,exploram todos os recantos do concelhode Mafra, vivendo constantemente as maisfantásticas e perigosas aventuras. Marina Santos
  • 13. http://clubedosexploradores. blogs.sapo.pt/http://www.clubedosexploradores.com.pt/
  • 14. Fontes consultadas: • http://bibliosttau.blogspot.pt/2012/02/semana-da-leitura- encontro-com.html (consultado em 28/03/2012)• http://wwhttp://www.mafrahoje.pt/pt/articles/cultura/tradic ao-da-festa-da-espiga-repetiu-se-mais-uma- vezw.clubedosexploradores.com.pt/ (consultado em 28/03/2012)• http://cnoansiao.blogspot.pt/2010/05/hoje-e-dia-da-espiga- feriado-em-ansiao.html (consultado em 28/03/2012)• GANDRA, Manuel J., 1953- “Feriado municipal do concelho de Mafra : Quinta-feira de Ascensão : história e simbolismo “/ Manuel J. Gandra In: Boletim cultural 94. - Mafra. - [N. 3] (1994), p. 366-367