Sistema de Distribuição de medicamentos

47,277 views
46,687 views

Published on

Sistema de Distribuição de medicamentos em farmácia hospitalar

Published in: Health & Medicine, Business
2 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
47,277
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
210
Actions
Shares
0
Downloads
481
Comments
2
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Sistema de Distribuição de medicamentos

  1. 1. Sistema de Distribuição de medicamentos em FARMÁCIA HOSPITALAR Farmácia - UNIVÁS
  2. 2. Sistemas <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>Sistema de distribuição coletivo - Desvantagens - Vantagens </li></ul><ul><li>Sistema de distribuição individualizado - Desvantagens - Vantagens </li></ul>
  3. 3. Sistemas <ul><li>Causas de erros de administração de medicamentos nos sistemas coletivo e individualizado - Sistema de distribuição combinado ou misto </li></ul>
  4. 4. Sistemas <ul><li>Sistema de distribuição por dose unitária - Acondicionamento e embalagem - Materiais utilizados no preparo da embalagem </li></ul><ul><li>- Considerações especificas de embalagens das seguintes formas farmacêuticas - líquidos para uso oral - sólidos para uso parenteral - outras formas farmacêuticas </li></ul>
  5. 5. Sistemas <ul><li>- Requisitos para implantação de sistema de distribuição por dose unitária - Vantagens do sistema de distribuição por dose unitária </li></ul><ul><li>- Desvantagens dos sistema de distribuição por dose unitária - Causas de redução de erros de distribuição e administração de medicamentos no sistema de distribuição por dose unitária </li></ul>
  6. 6. Sistemas <ul><li>Fluxos especiais de dispensação e distribuição - Soluções parenterais de grande volume - Preparações estéreis – misturas endovenosas, nutrição parenteral e citostáticos - medicamentos sujeitos a controle especial - medicamentos de emergências - medicamentos de uso restrito - medicamentos para ensaio clínico - medicamentos para pacientes ambulatoriais </li></ul>
  7. 7. Sistemas <ul><li>- Medicamentos para estoque padrão - Medicamentos distribuídos por meio de kits </li></ul>
  8. 8. Sistemas <ul><li>- Sistema de distribuição por centralizado e descentralizado - vantagens do sistema de distribuição por centralizado e descentralizado - desvantagens do sistema de distribuição por centralizado e descentralizado - Informática, automação e sistemas de distribuição de medicamentos </li></ul>
  9. 9. Introdução <ul><li>Objetivo: Custos X Eficácia Custos X Eficiência </li></ul><ul><li>Classificação dos tipos de sistemas em: coletivo,individualizado,combinado ou misto e dose unitária . </li></ul><ul><li>Em qualquer um dos sistemas citados se houver farmácia satélite o mesmo será considerado como descentralizado e quando não houver centralizado. </li></ul>
  10. 10. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO COLETIVO <ul><li>O sistema coletivo de caracteriza, principalmente pelo fato de os medicamentos serem distribuídos por unidade de internação e/ou serviço a partir de uma solicitação da enfermagem , implicando a formação de vários estoques nas unidades assistenciais. </li></ul><ul><li>Neste sistema os medicamentos são liberados sem que o serviço de farmácia tenha todas as informações pertinentes ao pacientes, dose , horário e outros . </li></ul>
  11. 11. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO COLETIVO <ul><li>Sistema mais primitivo. Erros que ocorrem: - duplicação de doses - medicamentos, dosagem e/ou via incorretos; - administração de medicamentos não prescritos. </li></ul><ul><li>Uma grave conseqüência é o alto índice de erros de administração de medicamentos que este sistema gera, desde o ato da prescrição até o momento da administração dos mesmos. </li></ul><ul><li>Tem alto custo para a instituição devido as perdas, podem ocorrer desvios. </li></ul>
  12. 12. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO COLETIVO <ul><li>Desvantagens: </li></ul><ul><li>- transcrição da prescrição média, - falta de revisão da prescrição pelo Farmacêutico, </li></ul><ul><li>- maior incidência de erro na administração de medicamentos - consumo excessivo do tempo de enfermagem em atividades relacionadas ao medicamento. </li></ul>
  13. 13. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO COLETIVO <ul><li>- uso inadequado de medicamentos nas unidades assistenciais, - perda de medicamentos - impossibilidade de faturamento real dos gastos por paciente - alto custo institucional. </li></ul>
  14. 14. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO COLETIVO <ul><li>Vantagens: - grandes disponibilidades de medicamentos nas unidades assistenciais, - redução do numero de solicitação e devolução de medicamentos á farmácia, - necessidade de menor numero de funcionários na farmácia. </li></ul>
  15. 15. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO INDIVIDUALIZADO <ul><li>O Sistema de distribuição individualizado se caracteriza pelo fato de o medicamento ser dispensado por paciente, geralmente para um período de 24 hora. </li></ul><ul><li>Pode ser INDIRETO ou DIRETO. </li></ul>
  16. 16. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO INDIVIDUALIZADO <ul><li>INDIRETO - A distribuição é baseada na transcrição da prescrição medica. A solicitação a farmácia é feita por paciente e não por unidade assistencial como no coletivo </li></ul>
  17. 17. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO INDIVIDUALIZADO <ul><li>DIRETO - A distribuição é baseada na cópia da prescrição médica, eliminando a transcrição. </li></ul><ul><li>As prescrições podem ser encaminhadas a farmácia de diversas formas tais como: - Prescrição com copia carbonada. - Prescrição por fotocópias. - Prescrição via fax. - Prescrição informatizada. - Sistema de radiofreqüência interligando computadores e leitores. </li></ul>
  18. 18. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO INDIVIDUALIZADO <ul><li>O sistema de distribuição individualizado pode ser operacionalizado de várias formas: a) os medicamentos são dispensados em um único compartimento, podendo ser um saco plástico identificado com a unidade assistencial, o numero do leito, nome do paciente, contendo todos os medicamentos de forma desordenada, para um período de 12 a 24 horas ou um turno de trabalho. </li></ul>
  19. 19. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO INDIVIDUALIZADO <ul><li>b) Os medicamentos são fornecidos em embalagens, dispostos segundo o horário de administração constante na prescrição medica, individualizados e identificados para cada paciente e para no máximo 24 horas. Sua distribuição pode ser feita por embalagens plásticas. </li></ul>
  20. 20. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO INDIVIDUALIZADO <ul><li>Desvantagens: </li></ul><ul><li>- Erros de distribuição e adminstração de medicamentos. </li></ul><ul><li>- Consumo significativo do tempo da enfermagem em atividades relacionadas aos medicamentos. - Necessidade por parte da enfermagem por cálculos e preparo de doses. - Perdas de medicamentos devido a desvios caducidade e uso inadequado. </li></ul>
  21. 21. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO INDIVIDUALIZADO <ul><li>Vantagens: - Possibilidade da revisão da prescrição </li></ul><ul><li>Médica, - Maior controle sobre o medicamento. </li></ul><ul><li>- Redução de estoque nas unidades assistenciais,. - pode estabelecer devoluções. - permite o faturamento mais apurado do gasto por paciente. </li></ul>
  22. 22. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO INDIVIDUALIZADO <ul><li>Causa de erros de administração nos sistemas coletivo e individualizado: - prescrição médica inadequada - transcrição de prescrição - dificuldade da enfermagem em correlacionar a especialidade com a forma farmacêutica. - dificuldade da enfermagem em conhecer sobre estabilidade e incompatibilidade dos fármacos e seu armazenamento adequado. </li></ul>
  23. 23. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO INDIVIDUALIZADO <ul><li>Sistema de distribuição combinado ou misto: - No sistema de distribuição combinado ou misto, a farmácia distribui alguns medicamentos mediante solicitação e outros por copia da prescrição médica portanto, parte do sistema é coletivo e parte individualizado. </li></ul>
  24. 24. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO POR DOSE UNITÁRIA <ul><li>O Sistema de distribuição por dose unitária é o que oferece melhores condições para um adequando seguimento da terapia medicamentosa do paciente. </li></ul><ul><li>O conceito de distribuição por dose unitária é a distribuição ordenada dos medicamentos com formas e dosagens prontas para serem administradas a um determinado paciente de acordo com a prescrição medica. </li></ul>
  25. 25. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO POR DOSE UNITÁRIA <ul><li>Um outro principio básico da dose unitária é que haja uma analise da prescrição medica e a elaboração de um perfil farmacoterapêtico de cada paciente por este do farmacêutico e registro da administração por parte da enfermagem. </li></ul>
  26. 26. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO POR DOSE UNITÁRIA <ul><li>Vantagens: - identificação do medicamento até o momento de sua administração sem necessidade de transferências e cálculos; - redução da incidências de erros de administração de medicamentos; - redução do tempo de enfermagem com atividades relacionadas ao medicamento; </li></ul>
  27. 27. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO POR DOSE UNITÁRIA <ul><li>- diminuição quantidade de estoques nas unidades assistenciais com conseqüente redução de perdas; - melhoria da qualidade de assistência prestada ao paciente. </li></ul>
  28. 28. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO POR DOSE UNITÁRIA <ul><li>Desvantagens: - dificuldade de se obter no mercado farmacêutico todas as formas e dosagens para uso em dose unitária. - resistência dos serviços de enfermagem; </li></ul><ul><li>- aumento de recursos humanos e infra-estrutura da farmácia hospitalar; - necessidade da aquisição de materiais e equipamentos específicos; - necessidade inicial de alto investimento financeiro. </li></ul>

×