Your SlideShare is downloading. ×
0
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Combate a incêndios
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Combate a incêndios

21,987

Published on

Introdução a Combate Incêndios.

Introdução a Combate Incêndios.

5 Comments
8 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
21,987
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1,563
Comments
5
Likes
8
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. CURSO DE FORMAÇÃO DE BRIGADAS PREVENÇÃO E COMBATE Á INCÊNDIOS INSTRUTOR: CLEDERSON
  • 2. DEFINIÇÃO: <ul><li>Brigada de Combate a Incêndio, é uma organização interna composta de funcionários(as), de uma Empresa (inclusive terceiros), treinada e preparada para agir com rapidez e eficácia em casos de: “ princípio de incêndio ”. </li></ul><ul><li>Embasamento: Portaria 3214/78 – NR 23 e </li></ul><ul><li>NBR 14276 </li></ul>
  • 3. O QUE É FOGO ? <ul><li>“ Fenômeno físico – químico, denominado combustão e que se caracteriza pela presença de luz e calor”. </li></ul>
  • 4. ELEMENTOS ESSENCIAIS DO FOGO MADEIRA, PAPEL GASOLINA, PLÁSTICOS TECIDOS AR ATMOSFÉRICO OXIGÊNIO (mínimo 13%) COLISÕES FAGULHAS ELETRICIDADE COMBURENTE CALOR COMBUSTÍVEL REAÇÃO EM CADEIA QUEIMA AUTO-SUSTENTÁVEL
  • 5. GASES RESULTANTES DA COMBUSTÃO <ul><li>FUMAÇA : Mescla de gases, partículas sólidas e vapores d´água. </li></ul><ul><li>A cor da fumaça, isto é, a sua maior ou menor transparência pode servir de orientação prática para a intensificação do material combustível que está sendo decomposto na combustão. </li></ul><ul><li>Fumaça Branca ou Cinza Clara : indica que é uma queima de combustível comum. Ex: madeira, papel etc. </li></ul><ul><li>Fumaça Preta ou Cinza Escura : originária de combustão incompleta, geralmente de produtos derivados de petróleo, tais como: graxa, óleos, pneus, gasolina, plásticos etc. </li></ul><ul><li>Fumaça Amarela, Vermelha : indica que está queimando um combustível e que seus gases geralmente são tóxicos. </li></ul>
  • 6. GASES RESULTANTES DA COMBUSTÃO Elemento mais comum encontrado, C (carbono), que se combina com 2 átomos de O (oxigênio), resultando assim: <ul><li>GÁS CARBÔNICO ( C + O 2 = CO 2 ) </li></ul><ul><li>é uma combustão completa; </li></ul><ul><li>misturado ao ar é picante; </li></ul><ul><li>não é tóxico; </li></ul><ul><li>não serve para respiração. </li></ul><ul><li>MONÓXIDO DE CARBONO ( C + 1/2 O 2 = CO ) </li></ul><ul><li>combustão incompleta (derivados de petróleo); </li></ul><ul><li>incolor (sem cor); </li></ul><ul><li>insípido (sem sabor); </li></ul><ul><li>explosivo e altamente tóxico; </li></ul><ul><li>2% mata em 1 hora; </li></ul><ul><li>10% mata instantaneamente. </li></ul>
  • 7. CLASSIFICAÇÃO DOS INCÊNDIOS <ul><li>Princípio de Incêndio : aqueles que envolvem uma peça de vestuário, uma peça de mobiliário, um motor etc., e que podem ser dominados facilmente com aparelhos extintores ou baldes d´água. </li></ul><ul><li>Pequenos Incêndios : os que envolvem um cômodo, um compartimento interno etc., os quais exigem maior quantidade de agentes extintores e tempo. </li></ul><ul><li>Médios Incêndios : aqueles que envolvem um andar, uma casa residencial, uma pequena oficina etc. Neste caso, a presença de uma equipe de brigada de incêndio de uma indústria que possua rede hidráulica e proteção por extintores poderá extinguir o incêndio. </li></ul><ul><li>Grandes Incêndios : os que envolvem um edifício inteiro, grandes lojas, grandes barracões, uma indústria etc. </li></ul><ul><li>Incêndios Extraordinários : aqueles que envolvem diversas indústrias, diversos quarteirões, cidades inteiras etc. </li></ul>
  • 8. PONTOS DE TEMPERATURA A progressão na temperatura produz os pontos de FULGOR, de COMBUSTÃO e de IGNIÇÃO.
  • 9. TRANSMISSÃO DO CALOR CONDUÇÃO Transmissão de calor através de um corpo para outro em contato direto. IRRADIAÇÃO Ondas caloríficas que atingem os objetos próximos, aquecendo-os. CONVECÇÃO Movimentação de massas gasosas aquecidas, para cima e horizontalmente nos andares.
  • 10. MÉTODOS DE EXTINÇÃO DE INCÊNDIOS ABAFAMENTO – Consiste no isolamento do fogo, ou seja a retirada do oxigênio (comburente) que o alimenta. (exemplo: tampar ou cobrir um cesto de lixo). RESFRIAMENTO – Consiste em baixar a temperatura do fogo (calor) ou local em que se encontra. (exemplo: usar uma agente extintor água ou CO 2 ). RETIRADA DO MATERIAL – Consiste em isolar o fogo retirando de sua volta todo o (combustível) material que o alimenta. (exemplo: fechar a rede de gás, afastar objetos, etc...).
  • 11. CLASSES DE INCÊNDIO K Kitchen Oil Fire: “incêndio em óleo de cozinha”. Classificação para atividade de incêndios em cozinha, reconhecida pela NFPA (National Fire Protection Association) Metais Pirofóricos: Queima em altas temperaturas. Para apagá-lo você necessita de pós especiais. Ex: magnésio, titânio, lítio, zinco, potássio, antimônio, selênio, urânio, sódio, etc. Equipamentos Elétricos e Eletrônicos Energizados: Ao ser desligado o circuito elétrico, o incêndio passa a ser classe “A”. Ex: fios elétricos, quadros de força, eletrodomésticos, etc. Líquidos e Gases Inflamáveis: Queimam em razão de superfície. Não deixam resíduos por queimar os gases liberados. Ex: gasolina, éter, álcool, óleo, graxa, etc. Sólidos Inflamáveis: Queimam em razão de superfície e profundidade. Deixam resíduos. Ex: madeira, papel, tecidos, borracha, plásticos, etc.
  • 12. &nbsp;
  • 13. EXTINTORES <ul><li>Finalidade: facilitar o combate imediato e rápido à pequenos focos de fogo, sendo um equipamento adicional que deve ser usado para eliminar os “princípios de incêndio” no seu estado inicial, antes mesmo que se torne necessário lançar mão de maiores recursos. </li></ul>Portáteis Carretas <ul><li>O êxito no emprego depende: </li></ul><ul><li>De uma distribuição apropriada dos aparelhos pelas áreas a proteger. </li></ul><ul><li>Manutenção adequada e eficiente. </li></ul><ul><li>Pessoal treinado a fim de serem familiarizados com as técnicas de extinção. </li></ul><ul><li>Situação dos extintores em qualquer edificação: </li></ul><ul><li>Fácil visualização; </li></ul><ul><li>Fácil acesso; </li></ul><ul><li>Menor probabilidade de ser atingido pelo fogo ; </li></ul><ul><li>Sinalização; </li></ul><ul><li>Não devem ser localizados em escadas; </li></ul><ul><li>Extintores sobre rodas deverão ter livre acesso a qualquer ponto da edificação; </li></ul><ul><li>Não deverão ser encobertos por paredes, biombos, pilhas de materiais, dentro de armários, etc...... </li></ul>
  • 14. MANGOTINHO BICO GATILHO ALÇA DE TRANSPORTE MANÔMETRO INSTRUÇÕES CLASSE DE INCÊNDIO Agente extintor 10 litros de água Gás propelente Nitrogênio/CO 2 Tempo de descarga 60 a 70 segundos Alcance do jato 8 a 10 metros ÁGUA PRESSURIZADA TRAVA
  • 15. MANGOTINHO GATILHO TRANSPORTE DIFUSOR INSTRUÇÕES CLASSE DE INCÊNDIO PUNHO Agente extintor Gás Carbônico Tempo de descarga 10 a 22 segundos Temperatura -70º C Alcance do jato 1,5 metros GÁS CARBÔNICO CO 2 TRAVA
  • 16. GATILHO ALÇA DE TRANSPORTE MANÔMETRO INSTRUÇÕES CLASSE DE INCÊNDIO BICO OU REQUINTE Agente extintor Bicarbonato de sódio/potássio Estearatos (anti-higroscópio) Tempo de descarga 8 a 22 segundos Gás propelente Nitrogênio Alcance do jato 4 A 8 metros TRAVA PÓ QUÍMICO SECO
  • 17. BICO VOLANTE CÂMARA INTERNA PVC PUNHO INFERIOR CLASSE DE INCÊNDIO PUNHO SUPERIOR Solução Aquosa + Sulfato de Alumínio ALÍVIO Agente extintor 10 litros (água+solução) Tempo descarga 60 a 70 segundos Câmara externa bicarbonato de sódio Alcaçuz (estabilizador) Alcance do jato 8 a 10 metros ESPUMA QUÍMICA
  • 18. COMO UTILIZAR? <ul><ul><ul><ul><li>Aproxime-se do princípio de incêndio após ter testado o extintor; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>De frente para as chamas, a favor do vento (nunca dê as costas para o fogo); </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Faça movimentos de varredura, objetivando a base das chamas; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Não recue até apagar as chamas ou acabar seu agente extintor; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Após extinção, retorne á área segura. Deite seu extintor vazio. </li></ul></ul></ul></ul>
  • 19. EFICIÊNCIA DOS EXTINTORES ABAFA E RESFRIA ABAFA E RESFRIA ABAFA RESFRIA MÉTODO DE EXTINÇÃO NÃO RESTRIÇÃO ESPECIAL NÃO NÃO NÃO ESPECIAL NÃO NÃO EFICIENTE RESTRIÇÃO NÃO EFICIENTE SIM * EFICIENTE NÃO SIM * SIM * SIM * EFICIENTE INCÊNDIOS
  • 20. SISTEMA DE HIDRANTES (REDE HIDRÁULICA PREVENTIVA PREDIAL).
  • 21. HIDRANTES HIDRANTES DE PASSEIO HIDRANTES DE COLUNA
  • 22. ABRIGO DE MANGUEIRAS <ul><li>No interior do abrigo ficarão </li></ul><ul><li>os seguintes materiais: </li></ul><ul><li>Registro angular; </li></ul><ul><li>Mangueiras; </li></ul><ul><li>Esguichos; </li></ul><ul><li>Uniões e reduções, “quando </li></ul><ul><li>necessárias”; </li></ul><ul><li>Chave de mangueiras tipo </li></ul><ul><li>Storz. </li></ul>
  • 23. <ul><li>REGISTRO ANGULAR; </li></ul><ul><li>ESGUICHOS: ÂNGULO </li></ul><ul><li>AJUSTÁVEL, TRONCO- </li></ul><ul><li>CÔNICO; </li></ul><ul><li>CHAVE DE MANGUEIRA; </li></ul><ul><li>UNIÕES E/OU REDUCÕES </li></ul><ul><li>DO TIPO STORZ. </li></ul>
  • 24. SISTEMAS AUTOMÁTICOS DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS <ul><li>SPRINKLERS </li></ul><ul><li>MEIOS DE ALERTA </li></ul>
  • 25. AMPOLA DE VIDRO Temperaturas / Coloração 57º C Laranja 68º C Vermelho 79º C Amarelo 93º C Verde 141º C Azul 182º C Roxo 183º C Preto CORPO (rosca de fixação) DEFLETOR (distribuidor do jato) AMPOLA (elemento sensível) CHUVEIROS AUTOMÁTICOS (SPRINKLERS)
  • 26. SISTEMAS AUXILIARES DE PROTEÇÃO
  • 27. GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO – GLP BOTIJÕES E CILINDROS MERCAPTANA - produto adicionado ao GLP para sua detecção.
  • 28. GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO - GLP <ul><li>ACESSÓRIOS GLP-P13 </li></ul>“ PARA VERIFICAR SE NÃO HÁ VAZAMENTOS, UTILIZE ESPUMA NUNCA SABÃO”.
  • 29. GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO - GLP “ NUNCA PASSE A MANGUEIRA DO BOTIJÃO POR TRÁS DO FOGÃO”. “ NUNCA DEITE O BOTIJÃO, QUALQUER QUE SEJA O MOTIVO”.
  • 30. GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO - GLP
  • 31. GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO – GLP VÁLVULA E PLUG DE SEGURANÇA NO P-13 Obs: a cerca de + ou - 70º C, o plug-fusível se rompe evitando o rompimento do casco (liga de estanho e bismuto).
  • 32. GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO - GLP

×