Your SlideShare is downloading. ×
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Trekking e  Gerenciamento de  Projetos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Trekking e Gerenciamento de Projetos

1,670

Published on

Apresentação sobre a equipe Nikus e o Gerenciamento de Projetos.

Apresentação sobre a equipe Nikus e o Gerenciamento de Projetos.

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,670
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
39
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. TREKKING (ENDURO A PÉ DE REGULARIDADE) “Lições Aprendidas para o dia-a-dia do Gerenciamento de Projetos” Alonso Mazini Soler Equipe Niku’s ConsCiência - O que é o Trekking ? - O Trekking e o Aprendizado Organizacional - Perguntas e Respostas 1
  • 2. O que é o Trekking ? Um esporte onde equipes caminham e ‘desvendam’ um percurso pré-determinado de trilhas em meio a matas, pântanos, pastos, riachos, subida e descida de morros, pedras, etc. Tudo isso no tempo exato (cronometrado) e de acordo com uma PLANILHA BASE que aponta as distâncias, velocidades médias e referências requeridas. 2
  • 3. O Trekking é assim, uma prova de regularidade onde uma boa navegação, contagem de passos e cálculos precisos são fatores críticos de sucesso. Além da disposição para chegar em casa molhado, cheio de lama e ... (as vezes) machucado. 3
  • 4. ... sem contar os carrapatos, micuins, picadas de insetos, perseguição de bois e vacas no pasto, abelhas, cobras, quedas, batidas, arranhões, arame farpado ... Apesar disso tudo é uma oportunidade única de estar em contato com a natureza, desanuviar do trabalho rotineiro e estafante, fazer novos amigos e apreciar paisagens maravilhosos, ao mesmo tempo em que se mantém uma prática regular de exercícios físicos saudáveis. 4
  • 5. É difícil fazer uma prova de Trekking ? Não é fácil! O esporte exige cálculos exatos das distâncias percorridas e das velocidades médias, muita concentração da equipe e perspicácia para não errar na navegação com a bússola, além de um bom condicionamento físico. Quão difícil ? Numa prova normal de Trekking, caminha-se por, aproximadamente 10 a 15 Km no período de 3 a 5 horas. 5
  • 6. Como se define o vencedor de uma prova de Trekking ? Durante o percurso as equipe passam por Pontos de Controle (PCs) que fazem a marcação do TEMPO REAL da passagem. Cada segundo atrasado em um PC implica na perda de 1 ponto. Cada segundo adiantado, perde-se 2 pontos. Ao final, ganha a equipe que fizer o menor número de pontos perdidos. Ou seja, a equipe que apresentou menor variação entre o tempo IDEAL e o REAL. O Trekking é um esporte de equipes. 3 a 6 integrantes ocupando posições específicas: O contador de Passos, o Navegador e o Calculista 6
  • 7. O Contador de Passos tem a responsabilidade de contar a distância entre as referências da planilha. Como não dispõe de uma trena ou GPS, tem que fazer isso através da contagem de passos regulares. O Calculista tem a responsabilidade de calcular se a velocidade da equipe está correta e se o tempo está adequado ao que foi prescrito na planilha. É o Calculista que orienta a equipe para que ela consiga fazer a prova dentro das referências requeridas. 7
  • 8. O Navegador tem a responsabilidade de seguir a planilha e definir a direção/sentido a ser tomada pela equipe, observando as referências descritas, trilhas existentes e marcações efetuadas pela direção da prova. A PLANILHA DE NAVEGAÇÃO é o elemento básico da prova. Ela fornece as referências a serem perseguidas, as distâncias e as velocidades médias. Trata-se do PLANO BASE que a equipe recebe no início da prova e tenta acompanhar com a maior precisão possível. 8
  • 9. Quais equipamentos são usados em uma prova de Trekking ? Este é um esporte caro ? Os equipamentos básicos são: o pedômetro, a bússola, o cronômetro e uma calculadora. Como criar uma equipe e participar das provas de Trekking ? É muito fácil: 1. Reunir um grupo de amigos que gostem de curtir a natureza e estejam dispostos a acordar cedo e caminhar bastante. 2. Conseguir os equipamentos básicos, aprender um pouco sobre a navegação a partir da planilha. 3. Fazer sua inscrição para uma prova do campeonato mais próximo da sua cidade e vá em frente! 9
  • 10. EQUIPE NIKU’S CONSCIÊNCIA http://www.nikus.com.br/ 2002 – Campeã Paulista –Trekkers 2003 – Campeã Paulista – Graduados 2003 – Campeã Brasileira – Graduados 2004 – Campeã North Eco Adventures – Graduados 2005 – Líder Campeonato North Eco Adventures – Graduados PARABÉNS! EQUIPE ANTA CERÂMICA CORAÇÃO DE JESUS DE ITÚ Campeã Brasileira 2004 de Trekking 10
  • 11. UM DESEMPENHO IMPECÁVEL ! 61% - 1º Lugar 84% - Podium • 2005 – 6 provas: 4 vitórias e um 7º e um 17º lugar • Muito prazer ! • A Niku’s e a Consciência Consultoria & Sistemas O Trekking e a Gestão Organizacional “Será que o dia-a-dia das organizações pode ser beneficiado pelas lições aprendidas durante uma prova de trekking ?” 11
  • 12. O Sucesso da Gestão “A maioria dos executivos concorda que um dos desafios mais difíceis que eles têm que lidar é o gerenciamento efetivo dos recursos humanos. O trabalho nas empresas dos mais variados setores e segmentos da indústria, se desenvolvem em torno de pessoas com diferentes experiências, habilidades e expectativas. Esses recursos humanos determinam o sucesso ou o fracasso das iniciativas levadas a termo pelas empresas, e são eles que, se estiverem devidamente comprometidos e entusiasmados com o trabalho, com o modo como ele foi organizado e com o clima como ele está sendo conduzido, que transformarão um desempenho normal num desempenho extraordinário. Vijay K. Verma ( 1995) E então ... Como fazer com que os recursos humanos da empresa tenham um desempenho extraordinária ? 12
  • 13. A Estratégia da Niku’s • Duas estruturas autônomas e auto-geridas • Delegação de responsabilidades com a contrapartida da autoridade • A cultura e o estilo organizacional • Processos estabelecidos (EX. pegar um PC) • A vivência de habilidades e comportamentos requeridos sob condições de projeto • O Debriefing e as Lições Aprendidas • Aceleração do amadurecimento dos profissionais e da organização Habilidades Vivenciadas • Liderança ( direcionamento, envolvimento, motivação e inspiração) e Gerência ( produção efetiva de resultados ): modelo de auto-gestão entre as duas equipes. EX. A Reunião da equipe, o Briefing, o Grito de guerra, a Concentração, a Atenção aos detalhes, o Monitoramento e a Cobrança. 13
  • 14. Habilidades Vivenciadas • Trabalho em Equipe Um por todos e todos por um! A Nikus vem chegando. O coleguismo, a facilitação do relacionamento, a vivência conjunta de problemas, o auto-conhecimento e o aprendizado dos limites dos colegas. EX. Os mais introspectivos, os extrovertidos, os brigões, as apaziguadores, os mais impulsivos, os analíticos. Habilidades Vivenciadas • Orientação para os Resultados Concentração no trabalho, Foco, Monitoramento contínuo, Atenção, Senso de Propriedade EX. As brigas entre os integrantes da Nikus ... uma gritaria sem fim! O apontamento de erros na apuração. Quem é a equipe que fica até a madrugada e não vai embora antes que sejam julgados os recursos ? 14
  • 15. Habilidades Vivenciadas • Disciplina Autonomia sem bagunça. Sabe-se bem quem faz o que, Conhecer o seu papel e a sua contribuição para o sucesso da equipe, Conhecer e seguir as regras, Atentar para os planos, Concentração. EX. Quem vai na frente, fila indiana. As equipes autônomas. A última prova com muita bússola e sem a equipe de controle. Habilidades Vivenciadas • Ética Jogar duro, procurar vencer ... mas dentro de padrões éticos. O fim NÃO justifica os meios. EX. Fechar as porteiras, tirar as marcações de orientação. 15
  • 16. Habilidades Vivenciadas • Comunicação Eficaz Ampla, abrangente e em tempo. Sabe-se onde se está e os próximos passos a serem dados ( curto prazo ). EX. Anúncio periódico da distância percorrida, da velocidade média do trecho, das próximas bússolas a serem preparadas, dos próximas referências de navegação. Jargão próprio: 20 minutos. Navegador: Noção mais abrangente dos rumos da trilha ( longo prazo ). Habilidades Vivenciadas • Administração de Conflitos e Respeito ( estratégia de estruturas autônomas ) Diante do conflito, as partes ouvem-se, analisam e decidem. Na falta de consenso prevalece a posição da equipe de controle. Respeito pelo colega. EX. Os passos desencontrados. Brigar, questionar e falar alto não é visto como falta de respeito Isso é a Nikus !!!). 16
  • 17. Habilidades Vivenciadas • Administração de Crises Calma! Parar e analisar a situação. Voltar atrás quando necessário. Rever os últimos passos. Tudo muito rápido, porém pensado. Se for preciso, correr, correr, correr ! Ufa ! EX. Perdidos e desavisados. Afinal ... Qual o segredo do sucesso da NIKU’S ? “Por que será que a Niku’s tem se mostrado uma das equipes mais regulares dos últimos tempos, tendo atingido altíssimo nível técnico e extremamente competitivo ?” – NorthBrasil Trekking Será o Espírito de Equipe, Comprometimento com Resultados, Satisfação Pessoal da Equipe, União, Garra, Concentração, Alegria... ? [Bruno] – “O segredo da equipe não está nos equipamentos de ultima geração ou em alguma técnica milagrosa adotada, mas sim na perseguição determinada da vitória que, quando não vem, nos deixa inconformados com o desempenho insuficiente e com as nossas falhas (apesar de reconhecidas), impondo-nos a necessidade de estar sempre melhorando (e muito) para que ela não tarde e venha na prova seguinte.” 17
  • 18. Perguntas ??? Obrigado ! 18

×