• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Inter conv rs03
 

Inter conv rs03

on

  • 755 views

 

Statistics

Views

Total Views
755
Views on SlideShare
755
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
9
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Inter conv rs03 Inter conv rs03 Presentation Transcript

    • Internetconvergência e Redes Sociais )Prof. Izabel Meister
    • HÍPERTEXTO Internetconvergência e Redes É um texto que faz referências a outros textos e Sociais permite ir ao encontro deles, este dinamismo transforma a principal estrutura literária, a autoral. É a navegação não-linear entre textos por meio de links. ) Composto por blocos de informações ( = lexias / nó) e por vínculos eletrônicos (links) que ligam estes elementos. “o texto apresenta-se fragmentado, atomizado em seus elementos constitutivos ( em lexias ou blocos de texto), e essas unidades legíveis passam a ter vida própria ao se tornarem menos dependentes do que vem antes ou depois na sucessão linear.”Prof. Izabel Meister Landow
    • Internetconvergência e Redes Sociais HÍPERMÍDIA = HIPERTEXTO + MULTIMÍDIA “É o conjunto de meios que permite acesso simultâneo a textos, imagens e sons de modo ) interativo e não-linear, possibilitando fazer links entre elementos de mídia, controlar a própria navegação e, até, extrair textos, imagens e sons cuja a seqüência constituirá uma versão pessoal desenvolvida pelo usuário. Vai além da multimídia por trazer ênfase na interatividade e no acesso não-linear promovidos pelos links entre os conteúdos.” Vicente Gosciola Roteiro para novas mídias -do game à tv interativaProf. Izabel Meister
    • Prof. Izabel Meister
    • Internetconvergência e Redes Sociais INTERATIVIDADE É definida por uma simultaneidade de comunicações, um mesmo conteúdo pode ser visualizado, alterado e transformado várias vezes. ) interatividade = comunicação + escolha É definida também por variáveis: •de freqüência –com qual freqüência há interação •alcance –quantas escolhas são disponíveis •significância –o quanto as escolhas afetam o conteúdoProf. Izabel Meister
    • Internetconvergência e Redes Sociais IMERSÃO •quanto maior a imersão menos visível a obra hipermidiática, é a capacidade da interface da tela e física do computador não serem percebidas pelo usuário, tornando intuitiva a navegação, o ) acionamento de botões, de ícones ou áreas sensibilizadas. NÃO LINEARIDADE •acesso direto a qualquer conteúdo ou parte de uma obra, sem que o usuário perca a continuidade da fruição, a consulta é feita na ordem e conexão que o leitor quiser.Prof. Izabel Meister
    • Internetconvergência e Redes ADIMENSIONALIDADE Sociais •Um produto digital não tem dimensões físicas, não podemos saber a quantidade de informação disponível. DISPONIBILIDADE •Os documentos estão sempre a mão. ) PARTICIPAÇÃO •O receptor é ativo, determina quais mensagens quer escutar, definindo quando quer ser emissor. PARTILHA •Documento partilhado por vários usuários. PERSONALIZAÇÃO •Um documento pode ter um formato e/ouProf. Izabel Meister abrangência específicos para cada usuário quiser.
    • Internetconvergência e Redes Sociais PÚBLICO “Conectando na tela, por meio de movimentos e comandos de um mouse, os nexos eletrônicos dessas infovias, o leitor vai unindo, de modo seqüencial, fragmentos de informação de ) naturezas diversas, criando e experimentando, na sua interação com o potencial dialógico da hipermídia, um tipo de comunicação multilinear e labiríntica. Por meio de saltos receptivos, esse leitor é livre para estabelecer sozinho a ordem textual ou para se perder na desordem dos fragmentos(...)surge uma ordenação associativa que só pode ser estabelecida no e por meio do ato de leitura.” Lúcia Santaela–navegar no ciberespaçoProf. Izabel Meister
    • Internet 1.CONTEMPLATIVO/ 2. MOVENTE / 3.IMERSIVOconvergência e Redes Sociais •LEITOR CONTEMPLATIVO, MEDIATIVO Até século XII –mosteiros conservavam o monopólio da cultura livresca. À partir do séc. XII –modificações intelectuais e culturais – leitura como gesto do olho, lei do silêncio nas bibliotecas –não precisa mais pronunciar as palavras. Livro impresso –meditação individual LEITURA DE MANUSEIO/ DA INTIMIDADE/ SILENCIOSA E INDIVIDUALLEITURA INDIVIDUAL LEITOR CONTEMPLATIVO/ TEM DIANTE DE SI OBJETOS E SIGNOS DURÁVEIS QUE O LEITOR PROCURA DISPONIBILIZANDO TEMPO PARA AProf. Izabel Meister ATAIVIDADEQUE ATAIVIDADE
    • Internet 1.CONTEMPLATIVO/ 2. MOVENTE / 3.IMERSIVOconvergência e Redes Sociais •LEITOR MOVENTE, FRAGMENTADO Revolução Industrial Produção em série Fotografia/ cinema/ fetiche da imagem-Telégrafo, telefone, jornais redes de notícias rápidas e imediatas Eletricidade Urbanização LEITURA FRAGMENTADA, SUPER EXPOSTA A VELOCIDADE E A LEITURA IMAGEM/ EXPERIÊNCIA IMEDIATA E SOLITÁRIA LEITOR AJUSTADO AOS NOVOS RITMOS DE ATENÇÃO, PERCEPÃO É UMA ATIVIDADE INSTÁVEL, DE TENSÕES DESIGUAISProf. Izabel Meister
    • 1.CONTEMPLATIVO/ 2. MOVENTE / 3.IMERSIVO Internetconvergência e Redes Sociais •LEITOR IMERSIVO, VIRTUAL Poder dos dígitos para tratar qualquer informação –som, imagem, texto, etc –com a mesma linguagem universal: bites0 e 1. Era digital Quebra de fronteiras Globalização LEITURA MULTILINEAR, MULTISEQUENCIAL E LABIRÍNTICA. LEITOR NAVEGA, PROGRAMANDO LEITURAS, ENTRE SIGNOS PERMANENTEMENTE DISPONÍÍVEIS, ENTRE NÍVEIS, NÓS E NEXOS CONSTRUÍDOS POR ELE MESMO E COM OS QUAIS INTERAGE.Prof. Izabel Meister
    • 1.CONTEMPLATIVO/ 2. MOVENTE / 3.IMERSIVO Internetconvergência e Redes Sociais •LEITOR IMERSIVO, VIRTUAL Tipos de navegador: 1.Explorador: sabe explorar, aprende com isso – cada experiência é uma nova descoberta. ) Explorador deve ser estimulado, oferecendo surpresas. 2.Perdido: tem medo de se perder, não explora, desiste facilmente, não procura novos links. Perdido deve ser conquistado, oferecendo segurança. 3.Superficial: navega em caminhos conhecidos. Superficial deve ser despertado, provocando o interesse para manter a fidelidade.Prof. Izabel Meister
    • Internetconvergência e Redes Sociais PÚBLICO PRODUTOR E CONSUMIDOR DE INFORMAÇÃO: WIKI, BLOGS, REDES SOCIAIS E COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL (MSN, por exemplo). ) interação, participação e colaboração. X Modelo da comunicação em massa e novos modelos.Prof. Izabel Meister
    • Internetconvergência e Redes Sociais MODELOS DE COMUNICAÇÃO – em função de ciclos históricos e afirmação social Comunicação interpessoal – troca bidirecional de mensagens entre duas ou várias pessoas dentro ) de um grupo. Telefone, telégrafo, conversa... Comunicação de 1 para muitos – uma única mensagem para muitos – discurso/ ensino, por exemplo. Comunicação de massa – através de tecnologias de mediação específicas uma única mensagem é dirigida a uma “massa” de pessoas. Tv, rádio, cinema, jornal.....Prof. Izabel Meister
    • Sinal Sinal recebidoFonte de informação transmissor receptor destinatário mensagem mensagem Fonte de ruído Modelo de Shannon e Weaver Prof. Izabel Meister
    • Fonte de informação AFonte de informação B C Fonte de informação E D F Fonte de informação Fonte de informação Comunicação sintética em rede (Gustavo Cardoso) Nova forma cultural de relacionar audiências e emissores = lógica hipertextual – articulação entre texto, fluxo e comunicação interpessoal Izabel Meister
    • Comunicação sintética em rede Internetconvergência e Redes Diversas mídias + hipertexto (+ hipermídia) + Sociais fluxos = fusão da comunicação interpessoal com comunicação de massas = podemos ser autores, emissores ou receptores ) Depende das nossas decisões: De uso Interação Frente as possibilidades tecnológicas Produção e oferta da mídia Em uma articulação em rede de diferentes formas de comunicação usadas em função dos objetivos nossosProf. Izabel Meister individuais ou coletivos
    • Izabel Meister
    • Izabel Meister
    • Izabel Meister
    • Izabel Meister
    • Internetconvergência e Redes Sociais A comunicação nas sociedades informacionais é, assim, caracterizada por processos de ) globalização comunicativa, pela alteração dos modelos de notícias e entretenimento, da articulação em rede da mídia e, consequentemente, da mediação em rede, num quadro cultural correspondente a uma cultura da virtualidade real – a cultura gerada num modelo de comunicação sintético em rede. Gustavo Cardoso, p.133Prof. Izabel Meister