Your SlideShare is downloading. ×
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Manual+de[1]..
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Manual+de[1]..

48

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
48
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  1. MANUAL DE PREGAÇÃO JUVENIL DESCOBERTAS Querido juvenil: Este material foi preparado para que você participe da “Voz do Juvenil”, pregando a Palavra e se tornando a “Voz de Deus”. Este é um grande privilégio e também uma grande responsabilidade. Tenha sempre em mente, porém, que se Deus lhe chamou para esta tarefa, vai lhe dar toda a capacidade para ser bem sucedido(a). Não se compare com os amigos ou outros pregadores da igreja. Não olhe para as suas dificuldades, e nem mesmo fique concentrado no tamanho da responsabilidade. A você cabe aceitar o convite de Deus e fazer o seu melhor. A Ele cabe destruir todas as barreiras que existirem. Querido líder: Ao organizar o programa cuide para que não só a mensagem, mas todo o programa funcione bem. Lembre-se de: 1. Planejar bem cada programa. Eles são uma questão de salvação para aqueles que estiverem presentes. Capriche para que tudo saia bem e os ouvintes sintam a presença e o toque de Deus. 2. Convidar amigos. Faça isso através dos convites e também do contato pessoal. Ouvir um juvenil pregando impressiona as pessoas, e por isso não deixe de convidar sua família, seus vizinhos, amigos, colegas de escola e outras pessoas com quem você tiver contato. 3. Organizar uma boa recepção. A cada programa deve haver outros juvenis cumprimentando com carinho às pessoas que chegam. Quando chegarem amigos da igreja, anotem o endereço deles e entreguem alguma recordação. 4. Acompanhar os visitantes. As mensagens desta série são simples, feitas para a realidade dos juvenis. Por isso, para que tenham resultado é preciso que os líderes acompanhem, visitem e dêem todo o apoio para aqueles que assistirem ao programa. É no contato pessoal que se constrói uma boa amizade, se estuda a Bíblia e são tomadas as grandes decisões. Vamos trabalhar juntos para Deus, sempre na certeza de que tudo o que for feito com amor e dedicação para Ele será recompensado. Maranata! Erton Köhler Miriam Berg Ministério Jovem – DSA ministério da Criança – DSA MANUAL DE PREGAÇÃO JUVENIL DESCOBERTAS Querido juvenil parabéns por aceitar o desafio de pregar a Palavra de Deus nestes tempos tão importantes. Como pastor, sinto- me feliz por ter aceitado esta responsabilidade. Eu era um jovem recém batizado quando, junto com uns amigos (um deles é pastor e a menina agora é minha esposa), fomos pregar em um Bairro muito pobre de minha cidade. Passaram-se muitos anos e até hoje me lembro daqueles momentos. Foi maravilhoso e confirmou minha convicção de que eu seria um pastor. Não sei o que você fará no futuro, mas já começou a ser um missionário, pois aceitou o convite para pregar esta pequena série. Parabéns! Vá em frente! Cada um dos oito sermões que seguem, além da introdução e a conclusão, está dividido em duas partes. A primeira fala de uma descoberta e a segunda é uma aplicação espiritual desta descoberta. Esta será a parte central do sermão. Você pode ampliar ambas as partes, se desejar. Pode consultar enciclopédias, aos seus pais, aos seus professores que com certeza o ajudarão com prazer. Talvez você se sinta um pouco nervoso. Eu que já estou a muitos anos pregando, às vezes também fico nervoso, mas respiro fundo e peço ao Senhor que me ajude e, bom, sigo em frente! Ofereço a você este Manual em oração pedindo a Deus que lhe utilize para levar outros a Cristo. 1
  2. Um abraço. Pr. Carlos Rando 2
  3. 1. DESCOBERTAS E EXPLORAÇÕES INTRODUÇÃO Queridos pais, professores, crianças e todos os que vieram hoje aqui para ouvir a Voz do Juvenil. Muito obrigado pela presença de todos vocês. Dá para perceber que todos estão curiosos para ver um juvenil pregando. Talvez alguns até estejam achando estranho. Vamos fazer juntos, em todos os nossos encontros, grandes descobertas. Uma delas vai ser a de que Deus pode usar um juvenil para revelar Seu amor. O ser humano sente por natureza, a necessidade de explorar o mundo em sua volta. Os animais também fazem isso. Mas o que os diferencia é a capacidade do ser humano de descobrir e de poder compartilhar suas descobertas. Além disso, os mais aventureiros têm o impulso de descobrir e redescobrir. Querem ir sempre mais além. Estes valentes exploradores, ao longo dos séculos, por motivos muito diversos, têm avançado em diferentes terras, do norte ao sul e do leste ao oeste. UMA PEQUENA HISTÓRIA DOS EXPLORADORES E DESCOBRIDORES 1. Com freqüência os exploradores são definidos como aqueles que preencheram os espaços em branco dos mapas ou, para falar melhor, os espaços em branco que havia no mundo que eles conheciam, já que de fato os lugares que descobriam, quase sempre estavam habitados por outras pessoas diferentes. Os primeiros exploradores não deixaram documentos escritos sobre suas descobertas, por isso temos que nos basear nos vestígios descobertos pelos arqueólogos para reconstruir suas proezas. Os egípcios, os fenícios e os gregos recorreram ao mundo que estava ao seu alcance, próximo ao Mar Mediterrâneo. Porque não se atreviam a ir além das colunas de Hércules, como chamavam ao estreito de Gibraltar. Mas um tal Pietas se animou e partiu de Marsella, ao sul da França, por volta do ano 325 a.C. para realizar a primeira navegação ao redor da Grã Bretanha e, possivelmente, visitou também as ilhas Orcadas e a Islândia. 2. A Idade Média: Durante a idade média os cristãos da Europa pensavam que Jerusalém era o centro do universo, e destruíram os achados dos antigos geógrafos. Embora os marinheiros e navegadores europeus seguissem cartografando o Mediterrâneo e os mares adjacentes, foram os chineses e os comerciantes árabes de mercadorias de luxo, com suas extraordinárias habilidades cartográficas, que deram a contribuição mais importante de seu tempo. Foi isso que ajudou ao grande viajante de Veneza do século XIII, Marco Pólo. Ele chegou a visitar o grande imperador mongol Kublain Kan. 3. A Idade Moderna: A era das grandes descobertas teve seu começo no Renascentismo. Os conquistadores espanhóis e portugueses descobriram terras remotas na América, África e no Oriente. Fizeram isto motivados mais pelo desejo de encontrar riquezas e, quem sabe, a fama. Os franceses também se aventuraram a descobrir. Foi assim que exploraram o que hoje é à parte de fala francesa do Canadá e grande parte do centro do território da América do Norte. A Inglaterra não ficou atrás e logo colonizou a costa atlântica do que hoje são os Estados Unidos e partes do Caribe. No século XVII as coisas começaram a mudar. Os exploradores passaram a ser movidos por motivos mais nobres. Alguns deles se aventuraram pelo simples prazer de viajar. Outros, como missionários, buscaram converter à fé cristã os povos que habitavam em terras distantes. Todos eles foram autênticos exploradores, já que entraram em lugares remotos e mais tarde deram notícias de seus achados. 4. Idade Contemporânea: No século XIX foram abrindo com maiores detalhes o interior dos continentes africano e americano, assim como Austrália e Ásia. As explorações do século XX chegaram ao máximo, penetraram nos gelados pólos Norte e Sul, desceram até as profundezas do oceano, escalaram as mais altas montanhas. As explorações esportivas chegaram aos mais inacessíveis lugares do planeta. Os atletas desceram em canoas os desfiladeiros dos rios, sobrevoaram o globo, planando sobre as crateras vulcânicas e os frondosos bosques, atravessaram oceanos e penetraram nas mais desconhecidas cavernas e gargantas em todo o mundo. 3
  4. 5. Durante a segunda metade do século XX houve um surpreendente crescimento nas descobertas e explorações. Os espaços em branco dos mapas desapareceram graças às imagens de satélite, que podem captar cada pequeno detalhe e digitaliza-lo para então traçar os mapas por computador. 6. Mas hoje, o interesse está mais concentrado nas maravilhas biológicas e físicas. As descobertas em todos os campos científicos freqüentemente estão mudando nossa compreensão do mundo que nos rodeia e da fascinante flora e fauna que o compõe. São poucas as pessoas que avaliam a realidade de que vivemos uma verdadeira idade de ouro no terreno das descobertas. Mas, para muitas pessoas ainda falta realizar... UMA DESCOBERTA AINDA MAIOR! 1. Vocês adultos, e nós juvenis, entendemos que existimos. É natural que quando nos conscientizamos de que estamos vivos nos perguntemos de onde viemos. Muitos adultos, talvez por não terem capacidade para explicar, nos dão uma versão diferente da verdade. Nos dizem que uma cegonha nos trouxe, ou que nos encontraram em um repolho. E o pior é que na escola nos dizem que essas coisas são bobagens, e que na verdade somos descendentes do macaco. 2. Esta é uma grande verdade que muitos ainda não conseguiram descobrir. Não somos resultado de uma cadeia de quadrúpedes ou moluscos. Não temos um macaco como nosso antepassado, mas somos resultado da criação especial de Deus. 3. Com certeza vocês conhecem a história: Vamos voltar ao jardim do Éden onde, logo depois dos vegetais e dos animais, Adão acaba de ser criado, como uma obra prima. Então ele olha suas mãos, seus pés, toca sua cabeça e quem sabe se olha no espelho de um lago e se pergunta: Quem sou? De onde vim? Neste momento o Senhor aparece e lhe diz: “Você é Adão, e eu acabo de lhe criar. Você foi formado com perfeição. Sou seu Pai”. 4. Imagino que vocês logo pensem que Adão não descobriu a Deus, mas foi Deus quem se revelou a Ele. E se pensam assim, têm razão. O importante deste encontro é que Adão foi capaz de reconhecer que ele era um ser criado e que Deus era seu Pai. O problema hoje é que Deus está sempre se revelando aos homens, mas eles não querem reconhecê-lo. 5. Vamos ler Romanos 1:20-23: “Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das cousas que foram criadas. Tais homens são por isso indesculpáveis; porquanto, tendo conhecimento de Deus não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato. Inculcando-se por sábios, tornaram-se loucos, e mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, bem como de aves, quadrúpedes e répteis”. 6. COMO DEUS SE REVELOU Saber que Deus existe porque se revelou: 1) Através da natureza, com suas obras grandiosas, 2) Por meio de Seu interesse em estar constantemente nos ajudando. 3) Pelo que a Bíblia ensina, como a maior revelação, mostrando com clareza quem é Deus. 7. Quero explicar melhor isto. Vocês não perceberam que toda a beleza que encontramos nas obras da natureza não podem ter surgido por acaso, e sim que são uma evidência de que há um criador? 8. O famoso ateu Roberto Ingersoll visitou uma vez o pregador Henry Ward Beecher e ao ver um lindo sistema planetário em escala que estava no seu escritório, o elogiou e perguntou: Quem o fez? - Ninguém, ele se fez sozinho, respondeu o pastor com ironia. Alguém pode acreditar nisso? APELO 4
  5. Sim, amigos, a maior descoberta que cada um pode fazer, um dia eu também fiz. Não somos fruto do acaso, ou do nada, mas somos resultados do amor. E não estou falando só do amor dos meus pais, mas especialmente do amor de Deus. Se você ainda não fez, faça hoje a maior descoberta de sua vida, conheça a Jesus. Ele mesmo disse: “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste”.João 17:3 Vou esperar cada um de vocês em nossos próximos encontros, para estudarmos juntos e tirarmos lições de algumas das maiores descobertas da humanidade. 5
  6. 2. O DESCOBRIDOR DE UM NOVO MUNDO INTRODUÇÃO É muito bom encontrar todos vocês para mais um programa de nossa série de Descobertas. Hoje quero falar de um personagem muito conhecido e de sua grande descoberta. Quem já não ouviu falar de Cristóvão Colombo? A PEQUENA HISTÓRIA DE UMA GRANDE DESCOBERTA 1. Cristóvão Colombo nasceu no ano de 1451 em Gênova. Alguns autores dão a ele várias outras origens. Dizem que era catalão, maiorquino, judeu, galego, castelhano, extremenho, corso, francês, inglês, grego e até suíço. 2. Muito cedo na vida, junto com seu irmão Bartolomeu, demonstrou que tinha paixão pela Marinha. Relembrando dessa época, ele escreveu em 1501: “Com pouca idade comecei a navegar pelo mar, e continuo até hoje... Há mais de 40 anos que tenho este costume. Por todos os lugares que até hoje se navega, eu já andei”. Muito jovem foi grumete em galeras genovesas; Tornou-se marinheiro aos 15 anos, e comandante de barco aos 20 ou 22 anos, percorrendo todas as importantes rotas comerciais do Mediterrâneo. Envolveu-se, também, com empresas de guerra, e foi até corsário, uma espécie de pirataria da época. 3. Por volta de 1480-1482 Cristóvão Colombo já era um bom navegador. Era um homem prático e muito bom leitor. Por isso, ficou sabendo o que os outros só imaginavam quanto às dimensões do mundo e a geografia da época. Mas suas idéias pareceram muito revolucionárias em Portugal, onde havia se estabelecido. “Sete anos estive em sua corte real, e muito se falou desta tentativa, todos disseram que era um engano”, recordou depois. 4. Por isso foi para Castilha e logo para Andaluzia, ao mosteiro franciscano de Santa Maria de La Rábida, onde sempre encontrou ajuda dos amigos. Em 20 de janeiro de 1486, os Reis Católicos receberam Colombo pela primeira vez em Alcalá de Henares (Madrid), e em seguida nomearam uma comissão de especialistas para avaliar o projeto. A maioria foi contra, mas alguns poucos o apoiaram. 5. Depois de muitas tentativas e com a intervenção dos frades do mosteiro de La Rábida, os Reis Católicos, tomaram uma atitude pessoal e não científica. Decidiram apoiar o plano e assinaram um documento, que estipulava as condições em que Cristóvão Colombo faria a viagem da descoberta. 6. As três embarcações bem conhecidas: Pinta, Nina e Santa Maria; com seus 90 recrutas, partiram antes de sair o sol de três de agosto de 1492. A primeira escala foi nas Canárias, onde tiveram que dar o timão da Pinta de presente. Em 6 de setembro, com o vento soprando a favor, Colombo marchou rumo ao oeste. Começava a grande travessia. Seu objetivo era o Cipango (a atual Índia), e advertiu à tripulação que ninguém ficasse tranqüilo até haver navegado 700 léguas. 7. Um mês depois, em 6 de outubro, já haviam passado as 800 léguas e não se via indícios de terra. Nesta noite aconteceu a primeira revolta entre os marinheiros da Santa Maria. Os irmãos Pinzón apoiaram Colombo e sufocaram a situação. Mas, na noite de nove para 10 de outubro o mal estar atingiu a todos, inclusive os irmãos Pinzón. 8. Concordaram em navegar mais três dias e ao final deste tempo, se não encontrassem terra, voltariam. Não foi necessário. Na noite de 11 para 12 de outubro, o marinheiro Rodrigo de Triana gritou o que todos esperavam: “terra!”. 9. No dia seguinte desembarcaram na Ilha de Guanahani (que eles batizaram de San Salvador), atual ilha de Watling, no arquipélago das Bahamas. Ali tomaram posse da nova terra em nome dos Reis Católicos. O resto da história, com as descobertas de outras três viagens, nós já conhecemos muito bem. Afinal vivemos neste continente chamado de Novo Mundo, e temos estudado sobre ele desde pequenos. UMA DESCOBERTA AINDA MAIS IMPORTANTE 6
  7. 1. Mas talvez vocês se surpreendam ao saber que Colombo já sabia para onde se dirigia. Ele não havia recebido sua inspiração dos vikings ou de Marco Pólo, mas da leitura das Escrituras Sagradas. 2. Ele estava errado em suas conclusões quanto ao tamanho da Terra, pois acreditava que o mundo estava constituído por seis partes de terra seca e uma de água. Ele dizia: ”A experiência já está vista, e a escrevi por outras letras e adornado pelas Escrituras Sagradas”. 3. O que Colombo pode ter lido na Bíblia, que lhe deu tanta certeza? Com certeza, foi o texto de Isaías 40:22. Vamos ler: “Ele é o que está assentado sobre a redondeza da terra...” Versões mais antigas falavam de um globo, como na tradução em português, e fazem a gente pensar em um globo terrestre. Isto era uma grande solução. A Espanha tinha necessidade de encontrar outra rota para o oriente, e se a terra era realmente redonda seria possível chegar até o lugar desejado navegando em sentido contrário ao que faziam os portugueses. 4. Mas tem uma coisa mais surpreendente. É importante lembrar que os antigos pensavam que o mundo estava apoiado sobre colunas, ou elefantes, ou até sobre uma gigantesca tartaruga que nadava em um mar de leite. Poucos séculos antes de Colombo ainda havia a crença de que o mundo era uma espécie de montanha que sobressaía do mar. 5. Diante dessa idéia há ainda um outro verso bíblico tremendo. Vamos ler Jó 26:7 (ler). Percebem? A terra não se prende a nada. Está suspensa no espaço, não está apoiada sobre tartarugas ou elefantes. A Bíblia, um livro muito antigo está bem afinado com a ciência moderna. 6. Esta é, talvez, a maior descoberta que podemos fazer: há um livro que pode ajudar a tirar suas dúvidas e encontrar consolo em qualquer momento difícil, de enfermidade, de angustia ou de problemas. 7. O que é a Bíblia? O próprio nome, que vem do grego biblos, quer dizer livro, e no plural significa Bíblia, indica que ela é uma biblioteca. Mas não é uma biblioteca qualquer, é a Santa Bíblia, ou seja, uma biblioteca santa. 8. Ela é formada por 66 livros, divididos em duas seções, o Velho e o Novo Testamento. Os livros são divididos em capítulos e em versículos, para facilitar quando precisamos encontrar alguma passagem útil em um momento de necessidade. 9. E quem a escreveu? A resposta está em II Pedro 1:21 (ler). Foram homens santos que falaram e escreveram, inspirados pelo próprio Deus. Quer dizer, eles atuaram como os secretários de Deus. Ele lhes deu a mensagem e eles a escreveram; por isso é certo dizer que a Bíblia é a Palavra de Deus. É como uma carta, escrita por uma secretária, mas com as informações e a assinatura do chefe. 10. A Bíblia tem a assinatura de Deus! Temos alguns motivos que nos dão esta certeza: I) Porque a Bíblia se adianta à ciência. Nós vimos isso nos versos que lemos a pouco e em outros mais que não vamos ter tempo para ler; II) Porque tem profecias incomparáveis, que não são como as dos videntes, bruxos ou adivinhadores que se multiplicam por todas as partes; III) Porque ela muda a vida de pessoas. Ela dá ao desorientado uma nova direção, ao rebelde um novo caminho e ao triste uma nova esperança. 11. Um pai, muito doente e a beira da morte, chamou seus filhos e como despedida deu ao mais velho sua velha Bíblia. Disse a ele que havia encontrado nela forças para viver, e que ele também encontraria nela tudo que fosse necessário para um futuro feliz. O filho chateado porque o pai não falou nada sobre seu dinheiro, guardou a Bíblia em um baú. Os anos se passaram e quando este filho se encontrava em uma situação muito difícil, lembrou-se da Bíblia de seu pai e decidiu buscar forças nela. Quando a abriu, descobriu com surpresa que dentro dela estava o testamento de seu pai, onde lhe entregava seus bens. 12. Esse pobre homem viveu mergulhado em problemas financeiros por não dar ouvidos ao conselho de seu pai e buscar na Bíblia tudo que era necessário para viver. Alguém perguntou uma vez: Como sabe que a Bíblia é inspirada? A resposta foi: Porque ela me inspira. APELO Acredito que todos entenderam o que eu quis dizer. Uma das maiores descobertas da história, o continente americano, foi resultado de inspiração da Bíblia. Hoje a Bíblia continua nos inspirando para que sejamos bem sucedidos e nos dando consolo em 7
  8. momentos difíceis. Não vamos deixá-la abandonada em uma estante ou em um baú, enquanto passamos fome espiritual. Hoje é o tempo de tomar a decisão de lê-la a cada dia e de seguir seus conselhos tão sábios. 8
  9. 3. BUSCANDO A FONTE DA ETERNA JUVENTUDE INTRODUÇÃO Que bom encontrar a todos para mais este encontro da serie “Descobertas”. Hoje quero falar sobre Ponce de León e sua busca pela eterna juventude. A PEQUENA HISTÓRIA DE UMA GRANDE DESCOBERTA 1. Juan Ponce de León, nasceu por volta de 1465, em Valladolid, Espanha. Provavelmente acompanhou Colombo em sua segunda viagem. Com o tempo chegou a ser governador de San Juan, em Porto Rico. 2. A colônia ia florescendo, e em 15 de junho de 1510 o rei ordenou aos barcos que iam a La Espanhola parassem em San Juan. Perto dali foi feita à primeira fundição de ouro. Para isto, uma boa parte dos índios foi empregada nas minas, na agricultura e na construção de casas, onde receberam um tratamento muito duro. 3. Em 1511 a ilha de San Juan passou a depender do vice-reinado colombino e imediatamente Juan Ponce foi substituído como capitão-governador. Ao ficar livre, escreveu ao rei pedindo-lhe permissão para explorar a “ilha de Bimini”, onde havia, segundo os índios, uma “fonte que fazia rejuvenescer ou tornar jovens aos homens idosos”. O rei lhe concedeu permissão em 23 de fevereiro de 1512, e em 4 de março do ano seguinte Juan Ponce de León partiu do porto de San Germán com três navios. Um mês depois, em 2 de abril de 1513, descobriu a Flórida. 4. Quando voltou a San Juan, em 27 de setembro de 1514, recebeu do rei algumas nomeações, entre elas a de Superior e Justiça Maior da Flórida e Bimini. Entre 1514 e 1516 mandou a armada contra os caribes, que ameaçavam a costa leste de Boriquén. Apesar de sua experiência militar, Ponce de Leon foi derrotado. Pelo menos sua armada reduziu o número de ataques caribes na ilha. 5. Diante das notícias de novas descobertas no centro e norte da América, Ponce voltou a solicitar licença ao rei para continuar explorando. A fonte da eterna juventude ainda continuava rondando sua cabeça. Equipou duas caravelas e saiu de San Germán em 26 de fevereiro de 1521. 6. Mas na Flórida, lutando contra os índios, foi ferido por uma flecha, o que lhe obrigou a voltar à Havana, onde morreu. Seus restos foram logo levados a San Juan e enterrados na maior capela da igreja de São Tomas. Em 1912 foram levados para a catedral. 7. Foi uma verdadeira ironia. Buscando a fonte da eterna juventude, Ponce de Leon encontrou a morte! Essa fonte da lenda nunca foi encontrada, nem o será, porque a juventude eterna não depende da água de uma fonte, e sim de valores sólidos. Querem descobri-los? UMA DESCOBERTA AINDA MAIS IMPORTANTE 1. Para ter saúde e juventude não temos que depender da sorte ou da casualidade, mas precisamos viver em harmonia com as leis de saúde. Há pessoas que descobriram sua própria fonte da juventude. Alguns conselhos vão ajudar cada um a encontrá-la também. São os chamados Dez Mandamentos da Saúde. Permita-me compartilha-los: 1) Respirarás ar fresco e puro. Lembre-se que o ar é o primeiro elemento da vida. Por isso é necessário fazer exercícios respiratórios. E se alguém fuma, livre-se do cigarro para viver mais e melhor. 2) Viverás muito ao sol. É um convite para sair de nossa clausura e desfrutar da maior fonte de energia colocada pelo Criador para nosso benefício. 3) Farás exercício todos os dias. Ele não apenas estimulará seus músculos, mas também o sistema circulatório, o pulmonar e outros. Sentirás uma influência benéfica e evitarás muitas enfermidades. 4) Descansarás corretamente. O sono é o mecanismo restaurador do corpo humano. 5) Recrearás bastante. A mente cansada fica inclinada sempre em uma mesma direção. 9
  10. 6) Comerás e beberás segundo as leis da saúde. Nada melhor que ler no livro de Gênesis qual foi o regime original do homem. 7) Usarás abundante água por dentro. Beber seis a oito copos de água por dia é fundamental que o corpo funcione bem. Afinal, dois terços de nosso corpo é composto por água. 8) Usarás água por fora. A higiene é básica para a saúde porque a sujeira está associada à ignorância e baixa norma de vida. 9) Terás domínio próprio. Equilíbrio no comer, no beber e no controle de nossos nervos, sem dúvida nos ajudará a ter saúde. 10) Confiarás em Deus a todo instante. A pessoa que enfrenta a vida sem fé entra num caminho do qual não pode sair. Muito diferente é a situação de quem vive seguro pela mão do Senhor. 2. O que você acha destes dez conselhos? Ponha em prática e verá como acrescentará anos à sua vida e também vida aos seus anos. Isto lhe dará uma juventude por longo tempo. Sem dúvida, esta não é a juventude eterna que buscava Ponce de Leon. Ele sabia que, humanamente falando, todos nascemos, crescemos, envelhecemos e morremos. 3. No Metrô de Santiago, no Chile, foi colocado um cartaz, com uma propaganda. Nele havia uma linda paisagem, com a seguinte frase: “um belo lugar no fim do caminho”. Era um anúncio mostrando as vantagens de um cemitério parque. Felizmente não temos porque terminar nossos dias feito pó em um cemitério, por mais bonito que seja. A Bíblia nos mostra como ter essa juventude eterna. 4. Está escrito no versículo mais querido dos cristãos: S. João 3:16 (ler). Como vêem, Deus nos ama tanto que nos oferece uma mudança de destino, da morte para a juventude eterna. 5. Ele também nos diz em Ezequiel 33:11 “Tão certo como eu vivo, diz o senhor Deus, não tenho prazer na morte do perverso, mas em que o perverso se convença do seu caminho e viva. Convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois por que haveis de morrer, ó casa de Israel?”. 6. Com certeza hoje fizemos duas grandes descobertas. A Primeira é a de que podemos viver com saúde e felicidade, obedecendo às leis da saúde. A segunda de que é possível mudar um destino de morte eterna, graças a Jesus. Ele disse em João 10:27, 28 “As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna; jamais perecerão, eternamente, e ninguém as arrebatará da minha mão”. APELO Queridos amigos e irmãos, quero animá-los a buscar Jesus, a fonte de vida e verdadeira felicidade. Em Deuteronômio 30:19 (ler) a Bíblia nos traz este estímulo. Quero fazer uma oração especial por todos aqueles que querem dizer, de todo o coração a Jesus, que o aceitam como salvador pessoal. Você quer ser incluído nessa oração? (Peça que todos os que desejam levantem as mãos, e ore em seguida). 10
  11. 4. DESCOBRINDO UMA CIDADE PERDIDA NA SELVA INTRODUÇÃO É muito bom estarmos aqui para mais um encontro da nossa série de descobertas. No último programa falamos sobre a descoberta da América. Uma terra com grandes belezas naturais e muitas delas esperaram muito tempo para serem descobertas. Hoje quero falar sobre Machu Pichu. A PEQUENA HISTÓRIA DE UMA GRANDE DESCOBERTA 1. Com uma extensão de 4.000km, sobre uma boa parte da Cordilheira dos Andes, do Peru até o Chile e Argentina, o império Inca foi o maior do continente americano. Sua capital era Cusco, palavra que significa “o umbigo do mundo”. Em sua época de glória a cidade tinha uns 100.000 habitantes. 2. Para a capital foram levadas muitas das riquezas do império. Um de seus templos estava coberto com 700 pranchas de ouro de dois quilates cada uma. Elas acabaram sendo saqueadas pelos desbravadores espanhóis. Especialmente depois da morte do inca Atahualpa, no final do império, os desbravadores levaram cerca de 24 toneladas de ouro e prata. 3. A história do século XVI registra que o imperador Manco Inca, que teve o reino destruído, fugiu para Villcabamba, uma cidade na selva. Hiram Bingham, um explorador norte americano, decidiu encontrá-la. Em 1911 estava explorando o vale do Rio Urubamba, e os nativos lhe falaram de um lugar que se encontrava a 2.300 metros dali. 4. É possível que alguém já tenha visto fotos destas descobertas. Abrindo a selva chegou até Machu Pichu, quer dizer Velho Pico, uma montanha que dominava um espaço de 3,5 Km². Entre a neblina, Bingham descobriu estruturas semicirculares em uma espécie de templo. Surpreendentes terraços preparados na montanha, que ofereciam espaço suficiente para produzir alimentos para uma cidade. Isto fez Bingham pensar que havia encontrado Villcabamba, mas na realidade tratava-se de uma cidade dedicada como santuário ao sol, e que era chamada de Inti. 5. Os incas eram adoradores do sol. Até hoje, seus descendentes realizam em 24 de junho uma festa chamada Inti Raymi. Esta é a data do solstício de inverno, ou seja, o dia mais curto do ano. No ritual inca a idéia era amarrar o sol para que não fosse longe e assim voltasse para aquecer a terra. 6. Hoje Machu Picho é um lugar interessante para descobertas. Pode ser visitada com uma viagem que sai de Cusco, com um trem turístico, e dura três horas para ir e mais três horas para voltar. A paisagem é cativante. A cidade perdida na selva está revelando seu segredo. Foi construída para adorar o sol. Nesse sentido não foi muito diferente de um faraó chamado Ikhnaton que construiu no Egito uma nova capital dedicada também ao culto ao sol. UMA DESCOBERTA MAIS IMPORTANTE 1. Como vimos, os adoradores de ídolos ou falsos deuses construíram para si impressionantes templos ou até cidades para honrá-los. Isto é algo conhecido. O que talvez seja uma grande descoberta para você é saber que o Deus verdadeiro fez o contrário. Note o que diz Hebreus 11:16 ”Por isso, Deus não se envergonha deles, de ser chamado o seu Deus, porquanto lhes preparou uma cidade”. Deus não esperou que os homens construíssem uma cidade para adorá-lo, Ele construiu primeiro. 2. Isto está em harmonia com a promessa que Jesus fez a seus discípulos enquanto estava no lugar onde se realizou a última ceia. Vamos ler João 14:1-3. O Senhor anunciou que ia prepara um lugar para nós e que logo voltaria para buscar-nos. O lugar que o Senhor preparou não é para adorar o sol. Pelo contrário, aqueles que estarão lá, vão adorar a Ele. 3. O mesmo João teve a oportunidade de contemplar como será essa cidade, a capital de um novo mundo. Está descrita em Apocalipse. Convido cada um a me acompanhar na leitura de Apocalipse 21:1-5. Vejam o lugar onde está a cidade. É um lugar maravilhoso, onde já não há dor ou sofrimento. 4. Vejam o que Ellen White escreveu sobre esta cidade: “A dor não pode existir na atmosfera do céu. No lugar dos remidos não haverá lágrimas, funerais, nem luto. Nenhum morador de Jerusalém dirá: Estou doente. Porque ao povo que habita nela perdoar- se-lhe-á a sua iniqüidade”. (Isaías 33:24). Uma rica corrente de felicidade vai nascer e se aprofundará à medida que a eternidade vai passando. Pensem e digam isto aos que sofrem e estão tristes, e os estimulem a regozijar-se na esperança. 11
  12. 5. Vejam também como vai ser a cidade: Apocalipse 21:10-18 (ler). Entre as muitas coisas que chamam a atenção, está o tamanho incrível, 2.200km de perímetro; Uma cidade maior que todo o Uruguai, e, além disso, com muros de pedras preciosas e portas de pérolas pavimentada em ouro. 6. Ellen White continua dizendo: ”Vi casas belíssimas, que tinham a aparência de prata, apoiadas por quatro colunas adornadas de pérolas preciosas, muito agradáveis à vista. Destinavam-se à habitação dos santos. Em cada uma havia uma prateleira de ouro. Vi muitos santos entrarem nas casas, tirarem sua coroa resplandecente, e pô-la na prateleira, saindo então para o campo ao lado das casas, para lidar com a terra; não como temos de fazer com a terra aqui, não, absolutamente. Uma gloriosa luz lhes resplandecia em redor da cabeça, e estavam continuamente louvando a Deus em altas vozes”.(O Lar Adventista, pág. 546). 7. “Vi outro campo repleto de todas as espécies de flores, e, quando as apanhei, exclamei: 'Elas nunca murcharão'. Em seguida vi um campo de relva alta, cujo belíssimo aspecto causava admiração; era uma vegetação viva, e tinha reflexos de prata e ouro quando magnificamente se agitava para a glória do Rei Jesus. Entramos, então, num campo cheio de todas as espécies de animais: o leão, o cordeiro, o leopardo, o lobo, todos juntos em perfeita união”.(O Lar Adventista, pág. 546). 8. E o mais importante: Cristo estará ali, pessoalmente, com aqueles que resgatou para viver a eternidade. Mas ali não entrará nada sujo ou que abomine ou a mentira. Somente entrarão os que estão escritos no livro da vida do Cordeiro. (Apocalipse 21; 27). APELO Mais emocionante que descobrir uma cidade perdida na selva é descobrir que Deus preparou uma cidade maravilhosa para que seja habitada por aqueles que Jesus vem buscar para viver com Ele eternamente. Por isso é que gostaria de convidar a cada um de vocês para que se preparem e possam viver nesse lugar onde não haverá mais dor nem sofrimento. Quero orar por todos os que desejam estar lá. Posso ver as mãos dos que desejam se preparar? 12
  13. 5. DESCOBRINDO A CATARATA MAIS ALTA DO MUNDO INTRODUÇÃO Estou feliz por poder saudar a cada um para mais esta reunião de nossa série de descobertas. Hoje quero falar sobre cataratas. Não quero falar daquela que algumas pessoas tem nos olhos, mas nas das grandes quedas d’água. Quantos já viram alguma catarata? Possivelmente as mais impressionantes são as de Foz do Iguaçu. Mas, você sabe qual é a mais alta catarata do mundo? A PEQUENA HISTÓRIA DE UMA GRANDE DESCOBERTA 1. A maior catarata do mundo é a de Salto Angel. Fica no sudeste da Venezuela, situada no rio Churún, afluente do Carrão. É a catarata ininterrupta mais alta do mundo, quinze vezes maior que as cataratas do Niágara. Sua queda é de 979m começando na planície de Auyan Tepuy, nas selvas do maciço das Guianas. Encontra-se dentro do Parque Nacional de Canaima. Foi descoberta em 1937 pelo aviador e aventureiro americano Jaime Angel, de quem recebe o nome. 2. Jaime era um simples aviador, durante a primeira guerra mundial, que em 1935 procurava um rio cheio de ouro no caos de pedra e selva que é a região montanhosa das Guianas. Havia sido contratado por um homem chamado Williamson a quem levava como passageiro em um aviãozinho chamado Flamingo. 3. Estava voando em forma de zigue-zague sobre as planícies de Orinoco, em um grande vale rico em pastos e com muitas colinas ferruginosas. Isso estava fazendo falhar suas bússolas. No sul aterrissaram em um clarão. O senhor Williamson desceu na terra, caminhou para um rio próximo e uma hora depois voltou com nove quilos de pepitas de ouro. 4. Voltaram sem contar a novidade, graças à perícia de Angel, que recebeu 5.000 dólares de recompensa por essa viagem à terra da fantasia e do ouro. Pouco depois o senhor Williamson morreu, mas Angel continuou pensando em descobrir mais ouro. 5. Angel voltou à Venezuela e para facilitar a exploração construiu um acampamento com pista de aterrissagem em Auyan Tepuy (a Montanha do diabo), que estava a uns 240km de seu objetivo. Este lugar é uma planície gigantesca de 650km², que acaba em um pico de 3.000m de altura. Jaime havia encontrado um pouco de ouro e diamantes, mas nada comparável com a descoberta feita pelo senhor Williamson em apenas uma hora. Empreendeu a aventura para encontrar outro rio de ouro. 6. Angel alinhou seu aviãozinho entre muralhas de cor azul pardo. Do alto da parede que estava à sua direita fluía um arroio e logo mais outro por outra fenda mais alta e distante. E outro, e logo quatro de cada lado. O aviador perdeu a conta, porque a galeria de cascatas espetaculares se prolongava através de alguns quilômetros. 7. Depois de dar uma volta em um pico, Angel se viu diante de um espetáculo incrível: um rio que caia de uma altura mais alta que as nuvens, e cujo estrondo afogava o ruído do motor de seu avião. Ele desceu, desafiando o perigo, até perto do solo da selva e calculou que a altura da queda era talvez de 150 metros. Logo subiu, e procurou calcular a altura com seu altímetro. Chegou a uma altura entre 800 e 1.500 metros. 8. Angel chegou à conclusão que no mundo não havia nada igual. Quando voltou, contou sobre o que tinha descoberto. Outras pessoas, mais tarde, decidiram conhecer a maravilha. Finalmente em 1949 a Sociedade Geográfica dos Estados Unidos fez a medição exata. Seus 979 metros a tornaram, sem dúvida, na catarata mais alta do mundo. Uma verdadeira maravilha da natureza. UMA DESCOBERTA MAIS IMPORTANTE 1. Descobrir água que cai não é o mais surpreendente, porque pela lei da gravidade todos os objetos são atraídos para a terra. É bem possível que vocês já viram ou ouviram de alguém que caiu em um rio e foi arrastado pela água para uma morte certa. Na verdade o mais fácil, em uma situação como essa, é deixar a correnteza levar. 2. É surpreendente descobrir que em vários lugares do mundo há peixes que nadam contra a correnteza e sobem até lugares seguros onde possam depositar seus ovinhos, para que nasçam seus filhotes. 3. Hoje também é incrível encontrar algumas poucas pessoas diferentes, que são capazes de devolver alguma coisa que encontraram, ou de cumprir alguma lei quando todos estão transgredindo. 13
  14. 4. A Bíblia nos fala de várias pessoas que caíram em pecado e de seus resultados. Vamos ler Romanos 3:20-12,23. 5. No entanto, Deus ainda espera algo diferente daqueles que querem servi-Lo de verdade. Vejam, por exemplo, as leis que estão registradas em Êxodo 23:2-5: “Não seguirás a multidão para fazeres mal; nem deporás, numa demanda, inclinado-te para a maioria, para torcer o direito. Nem com o pobre serás parcial na sua demanda. Se encontrares o boi do teu inimigo, ou o seu jumento, desgarrado, lho reconduzirás. Se vires prostrado debaixo da sua carga o jumento daquele que te aborrece, não o abandonarás, mas ajudá-lo-ás a erguê-lo”. 6. Percebem que para cumprir essas leis temos que andar contra a correnteza? E também precisamos nadar contra a correnteza para guardar os Dez Mandamentos, porque a tendência geral é negligenciar, ou seja, deixar que a correnteza arraste. 7. Um dos exemplos mais fortes é a observância do quarto mandamento. Vamos ler o que diz Êxodo 20:8-11 (ler). Como vocês podem ver, há um pedido para que descansemos no sétimo dia, o sábado. Mas, o que a maioria faz? Pisa no mandamento divino. E para justificar seu erro, muitas vezes torce as Escrituras. 8. Algumas pessoas pensam que nós juvenis não somos capazes de assumir alguma responsabilidade, mas nós queremos dizer ao mundo inteiro que nossa vontade é fazer o que Deus manda, simplesmente porque é a Sua vontade. 9. Nós cremos que “A maior necessidade do mundo é a de homens – homens que não se comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus”. Educação pág. 57 10. Queremos estar entre aqueles que a Bíblia chama de santos. Os que Guardam os Mandamentos de Deus e têm a fé de Jesus. (Apocalipse 14:12). Sabemos o que é ir contra a correnteza e cuidar para não cair de uma catarata mais alta que a Salto Angel. Felizmente contamos com a ajuda dos anjos de Deus para este empreendimento. APELO Estimado amigo você também está convidado a nadar contra a correnteza, a não se deixar levar pelo mal. A guardar os mandamentos de Deus, embora isso lhe custe perder honras, dinheiro ou mesmo a vida. Quantos de vocês querem dizer ao Senhor que estão dispostos a fazê-lo? 14
  15. 6. VENCENDO OS PEQUENOS ASSASSINOS INTRODUÇÃO Estou feliz em poder saudar a todos vocês. Muito obrigado por terem vindo para ouvir a voz de um juvenil. Hoje quero falar de alguma coisa que tem mudado a vida de cada um de nós, apesar do grande aumento do tempo de vida no último século. A história é muito interessante. A PEQUENA HISTÓRIA DE UMA GRANDE DESCOBERTA 1. Desde a entrada do mal, os micróbios vinham causando uma grande e inevitável mortalidade entre os homens. Estes seres tão perigosos, minúsculos, invisíveis e que ninguém imaginava que existissem, foram descobertos pela perseverança e inteligência do francês Luis Pasteur. 2. Ele nasceu em 1822, filho de um curtidor. Era um garoto muito aplicado na escola e que passava o tempo livre pintando às margens de um rio em Arbois. Mais tarde, na escola secundária, só teve notas médias em química, o que não parecia um bom começo para o que ele seria em breve. 3. Era muito sensível. Aos nove anos saiu chorando de uma ferraria onde estava um grupo de curiosos. Um homem havia sido mordido por um lobo raivoso e o ferreiro estava cauterizando a ferida com um ferro em brasa. O cheiro da carne queimada não resolveu, só aumentou o sofrimento do homem que veio a falecer. Pasteur ficou comovido e decidiu lutar para vencer a morte. 4. Nessa época, 80% das pessoas operadas em hospitais morria com infecções produzidas pelos micróbios que se multiplicavam em todos os ambientes. Pasteur investigou por anos até descobrir a existência deles, mesmo sendo ridicularizado por aqueles que se diziam mais inteligentes. Graças ao seu trabalho foram vencidas doenças nos animais, como antraz e raiva, que eram transmitidas aos homens. 5. Outro vencedor foi Edward Jenner, médico britânico nascido em 1749 que descobriu a vacina contra a varíola e preparou o terreno para o aparecimento da imunologia. Ele observou seus pacientes e descobriu que as pessoas expostas à outra doença mais benigna, com a vacina da varíola se tornavam resistentes à doença. Em 1796 injetou o vírus em um menino de oito anos e salvou a sua vida. 6. Jenner enfrentou a resistência das pessoas e os argumentos dos profissionais na hora de tornar pública a sua descoberta. Acabou tendo dificuldade para obter e conservar sua vacina. Seu procedimento, porém, foi logo aceito e a mortalidade por causa da varíola diminuiu tremendamente. Este remédio que recebeu o nome de Vacina porque foi extraído das vacas, foi implantado rapidamente na Europa e nos Estados Unidos. 7. Foi estudando os trabalhos de Jenner, 75 anos depois, que Luis Paster, abriu caminho para a imunologia e a descoberta das vacinas atuais. 8. Outro vencedor foi Alexandre Fleming (1881-1955), bacteriólogo e prêmio Nobel britânico, famoso pela descoberta acidental da penicilina, durante suas investigações sobre a gripe. Ao observar um mofo que contaminava uma de suas placas de cultivo e havia destruído a bactéria cultivada nela, assentou as bases para o desenvolvimento da terapia com penicilina e os antibióticos. 9. Jonas Salk e Albert Sabin venceram a paralisia infantil. Outros lutaram contra febre tifóide e outras doenças. Quem sabe não está distante o dia em que poderão ser descobertos meios para vencer o câncer, a AIDS e outros males que afligem a humanidade. UMA DESCOBERTA AINDA MAIS IMPORTANTE 1. Embora já se tenha avançado muito na luta contra as pragas, ainda não podemos cruzar os braços. Devemos manter as pragas sob controle ou elas vão nos controlar. Uma senhora estava muito contente com seu pessegueiro que estava carregado de flores na primavera. Logo, porém, ela descobriu que as formigas estavam comendo toda possibilidade de aproveitar as frutas no verão. Ela precisava lutar contra as formigas e também contra as moscas que estragavam os pêssegos logo que eles começavam crescer. 2. A luta é sem trégua, vejam esta lista: a) Carcoma – e um inseto que destrói a madeira com suas larvas. 15
  16. b) Pulgão – é outro que destrói as folhas e raízes. c) Traça – se aloja nos livros, madeira e roupas. d) Ferrugem – fungo de cor laranja, que afeta árvores e cereais, inclusive o trigo. e) Salitre e umidade - destroem as paredes. f) Óxido – degrada os metais. g) Vírus – trazem doenças e também destroem os computadores. h) Erosão – pelo vento e água, lava ou estraga as terras de cultivo. i) Câncer – destrói organismos. j) Inflação ou roubo – destrói nossas economias. 3) Mas essas mesmas coisas pequenas estão presentes de maneira espiritual nas vidas de muitas pessoas: a) Língua – destrói lares e igrejas. Tiago 3:1-5 b) Inveja – nos destrói pessoalmente. c) Apatia – impede ou liquida toda possibilidade de progresso Oséias 4:6. 4. Por isso, o sábio Salomão dá um importante conselho em Cantares 2:15. “Apanhai-me as raposas, as raposinhas, que devastam os vinhedos, porque as nossas vinhas estão em flor”. O que isso quer nos dizer? Precisamos estar atentos contra todas as armadilhas do diabo. Ele está sempre procurando destruir nossa confiança em Deus, e o amor por nossa família e irmãos da igreja. 5. Apesar de tudo, muitas vezes as pragas ganham a batalha e se perdem as colheitas. A doença destrói alguém que nós amamos. Quantas vezes as perdas econômicas levam muita gente à ruína. Por isso, vale recordar o conselho de Jesus. Vamos ler (Mateus 6:19-21). 6. Jesus contou sobre um rico imprudente que disse: “Então direi à minha alma: tens em depósito muitos bens para muitos anos: descansa, come e bebe, e alegra-te”. (Lucas 12:19) 7. Muitos tem se esquecido de que são servos de Deus, e dizem: “... o dia de amanhã será como este, e ainda maior e mais famoso”.(Isaías 56:12). Deus vê cada um de nossos negócios. Por isso, é tempo de juntar tesouros nos céus, onde a nem traça nem o óxido corrompem e onde os ladrões não destroem nem roubam. 8. Um cavalheiro tinha um cinturão recheado de moedas de ouro. Mas o barco em que navegava naufragou e o peso das moedas levou o homem para o fundo do mar. Alguém perguntou: Ele possuía o dinheiro ou o dinheiro o possuía? APELO Creio que a maior descoberta que podemos fazer hoje é a necessidade de controlarmos as pragas que nos impedem de ter a vida eterna, assim como fizeram os grandes cientistas que trabalharam para controlar as pragas. Você lembra que pragas são estas que precisamos vencer? Quero lembrar de algumas, como: indiferença, apatia, orgulho, desejo de supremacia e amor ao dinheiro mais do que o amor a Deus. Estas são apenas algumas delas, mas o Espírito de Deus pode lhe ajudar a descobrir outras que ameaçam sua vida. Vou orar para que Deus nos ajude a controlar esses males. Você quer participar dessa oração? Se você quer pedir esta vitória, por favor, levante sua mão. Oremos. 16
  17. 7. A DESCOBERTA DO RÁDIO INTRODUÇÃO Bem vindos mais uma vez à Voz dos Juvenis. Em nosso último encontro falamos sobre descobertas que melhoraram a saúde e têm prolongado nossa expectativa de vida. Hoje vamos continuar falando de descobertas que mudaram nossa vida para melhor. Quero lembrar de uma descoberta que revolucionou as comunicações: A radiotelefonia. A PEQUENA HISTÓRIA DE UMA GRANDE DESCOBERTA 1. Em 1873, o físico inglês James Clerk Maxwell publicou sua teoria sobre as ondas eletromagnéticas. Foram necessárias, ainda, muitas outras descobertas no campo da eletricidade, até chegar ao rádio. Quinze anos mais tarde, o físico alemão Heinrich Hertz conseguiu gerar eletricidade nessas ondas. Em sua homenagem elas se chamam hercianas. 2. O engenheiro elétrico e inventor italiano Guglielmo Marconi é considerado universalmente como o inventor do rádio. Em 1896 conseguiu transmitir sinais de uma distância de 1,6km, e registrou sua primeira patente inglesa. Em 1897 transmitiu sinais de um barco na costa para outro que estava a 29km em alto mar. Em 1899 conseguiu estabelecer uma comunicação comercial entre a Inglaterra e a França, capaz de funcionar independente do estado do tempo; no inicio de 1901 enviou sinais a mais de 322km de distância, e no final deste mesmo ano transmitiu uma carta inteira para o outro lado do Oceano Atlântico. 3. Em 1902 já eram enviadas regularmente mensagens transatlânticas e em 1905, muitos barcos levavam equipamentos de rádio para comunicar-se com emissoras da costa. Em 1909 Marconi recebeu o Prêmio Nobel de Física, como reconhecimento pelos seus trabalhos no campo da telegrafia sem fio. 4. Em seguida, o inventor americano Thomas Alva Edison desenvolveu a válvula eletrônica. Em 1906 houve um avanço revolucionário, quando o inventor americano Lee De Forest incorporou um terceiro elemento entre o filamento e o cátodo da válvula – o ralo. Este foi o ponto de partida da eletrônica. Logo descobriram suas propriedades como amplificador e oscilador; em 1915 o desenvolvimento da telefonia sem fios havia alcançado maturidade suficiente para se comunicar entre o estado americano da Virgínia e o Hawai e entre a Virgínia e Paris, na França. 5. Durante a rápida evolução da rádio depois da I Guerra Mundial, os aficionados por ele fizeram proezas espetaculares, como o primeiro contato radiofônico transatlântico em 1921. Os grandes desenvolvimentos no campo da tecnologia da comunicação radiofônica, a partir da II Guerra Mundial, tornaram possível a exploração do espaço, especialmente através das missões Apollo à lua (1969-1972). A bordo do módulo de comando e do módulo lunar haviam equipamentos complexos de transmissão e recepção, parte do compacto sistema de comunicações de alta freqüência. 6. As ondas eletromagnéticas estão presentes nas fantásticas comunicações modernas de rádio e TV e por internet. A velocidade de 300.000 quilômetros por segundo torna possível a comunicação instantânea entre duas pessoas em qualquer parte do mundo. Com o uso de celulares via satélite é possível falar de um avião em pleno vôo ou em regiões rurais bem distantes. 7. Como as ondas de rádio podem chegar a grandes distâncias, já inventaram radiotelescópios, com os quais é possível explorar o espaço exterior. Havendo um transmissor e um receptor é possível se comunicar utilizando estas ondas. 8. Por outro lado, a velocidade, que é algo surpreendente para a terra, torna-se lenta para as comunicações no espaço interestelar. Por exemplo, se alguém tiver um telefone celular, para falar da lua necessitaria de mais um segundo. Para falar com o sol, oito minutos para ir e oito para voltar. Para falar com alguém que está na estrela mais próxima, Alfa Centauro, precisaria quatro anos para enviar a mensagem e quatro anos de espera para receber a resposta. UMA DESCOBERTA AINDA MAIS IMPORTANTE 1. Poder se comunicar com alguém que está fora de nosso espaço é uma das descobertas mais notáveis de todos os tempos. As ondas eletromagnéticas já estavam ali, mas ninguém as conhecia. É interessante, porém, que séculos antes já existia um sistema de comunicação diretamente com o céu, usado por muitas pessoas, a uma velocidade realmente incrível – a oração. 2. Vamos ver um exemplo que está registrado no livro de Daniel, capítulo 9. Ali o profeta faz uma oração, que viaja até o céu, o trono de Deus, sem necessidade de nenhum telefone. Se fossemos ler toda esta oração gastaríamos uns três ou quatro minutos. Neste tempo, porém, a oração já havia chegado até o céu e de lá o Senhor deu a ordem a um anjo para que trouxesse uma 17
  18. mensagem a Daniel. A que velocidade viajou, tanto a oração como o anjo? Não temos a capacidade de medir a velocidade celestial, mas podemos imaginar que ela é imensamente grande. 3. É verdade que hoje quase todas as pessoas do mundo podem ter acesso a alguma forma de comunicação rápida, mas às vezes custa muito caro. É preciso ter um dinheiro que nem sempre possuímos para isso. 4. Muitas vezes precisamos falar por telefone para pedir a ajuda de um médico, ou bombeiros, ou a polícia. Outras vezes também temos que chamar um parente ou um amigo para que nos ajude em uma situação difícil. Quantas vezes encontramos a linha ocupada! 5. Mas a linha com o céu nunca esta ocupada. Embora sejam milhões de contatos ao mesmo tempo, a central telefônica de Deus atende 24 horas, durante os 365 dias do ano. Notem o que escreveu Ellen White: “As trevas do maligno envolvem os que negligenciam a oração. As sutis tentações do inimigo os levam ao pecado. E tudo isso acontece por não fazerem uso do privilégio da oração, que Deus lhes ofereceu. Por que deveriam os filhos e filhas de Deus ser tão relutantes em orar, quando a oração é a chave nas mãos da fé para abrir os depósitos do Céu, onde estão armazenados os ilimitados recursos da Onipotência? (Caminho a Cristo, cap. 11). 6. Talvez a maior descoberta que você pode fazer é que “Orar é o abrir do coração a Deus como a um amigo. Não que seja necessário, para que Deus nos conheça, mas para nos habilitar a recebê-Lo. A oração não faz Deus baixar a nós, mas eleva-nos a Ele.” (Caminho a Cristo, cap.11) 7. Entendeu? Você pode voar com sua oração até o céu. Não é necessário pagar a ligação à longa distância. Mas talvez você esteja preocupado com a resposta. Por isso quero responder a uma preocupação muito comum: Deus ouve todas as orações? A verdade é que com a oração pode ocorrer uma das três coisas: 1) Que Deus ouve nosso pedido e nos responda positivamente. Isto é fácil de entender e você deveria sempre agradecer quando recebe aquilo que pediu. 2) Que Deus ouve nosso pedido e nos responda dizendo que não, porque Ele sabe que o nosso pedido não é o melhor. Um pai ou mãe sensatos, por exemplo, não dariam uma faca afiada para que o filho pequeno brinque com ela na rua, simplesmente porque a criança a pediu. 3) Que Deus não nos ouve porque estamos em pecado. Veja o que escreveu Salomão em Provérbios 28:9 (ler). Isto nos ensina que para sermos ouvidos, devemos abandonar o pecado, guardando os mandamentos de Deus. E o melhor, ele está disposto a nos dar o poder necessário para isso. 8. É provável que você já esteja acostumado a orar sempre. Mas se este não é o seu hábito, aqui está a oportunidade para uma das maiores descobertas de sua vida: A certeza de que lá no céu há alguém sempre disposto a escutar-lhe. APELO Ellen White chama a nossa atenção: porque somos tão descuidados para orar quando a oração é a chave na mão da fé para abrir o celeiro do céu? Lá estão guardados todos os tesouros que podemos desejar ou imaginar e muito mais. Quero convidar-lhe para que continue orando ou que comece hoje mesmo. Você logo descobrirá por si mesmo os maravilhosos resultados da oração. 18
  19. 8. PROCURA-SE UM MISSIONÁRIO INTRODUÇÃO Vamos juntos ouvir mais uma vez a voz de Deus. Bem vindo à Voz do Juvenil. Hoje quero falar da procura de um missionário. Provavelmente alguns de vocês já ouviram falar de David Livingstone. Mas talvez nunca tenham ouvido sobre quem o encontrou. A PEQUENA HISTÓRIA DE UMA GRANDE DESCOBERTA 1. Henry Morton Stanley, jornalista e explorador anglo-americano, é uma das mais destacadas figuras da exploração e colonização da África. Nasceu em 1841, em Gales. Quando tinha 18 anos de idade viajou como grumete para New Orleans, Luisiana, onde conseguiu trabalho. Durante a Guerra Civil dos Estados Unidos serviu no exército confederado. Em 1867, se tornou correspondente de guerra do jornal New York Herald. 2. Em 1869, o editor do Jornal mandou Stanley a procura de David Livingstone, um missionário e explorador escocês. Livingstone foi um famoso médico que trabalhou no interior da África e cuja ausência durante muitos anos trouxe alguma preocupação internacional. Não havia notícia dele desde que havia partido em busca do nascimento do Nilo. 3. Depois de atrasar a busca por causa de outros assuntos, Stanley chegou à Ilha de Zanzibar, na costa oriental da África, em 6 de janeiro de 1871. Dali foi para o continente, e em 21 de março entrou no interior das terras com uns dois mil homens. Em 10 de novembro encontrou um enfraquecido Livingstone em Ujiji, uma aldeia no lago Tanganika. Ele o saudou dizendo: “Imagino que seja o doutor Livingstone”. 4. Quem era David Livingstone? Foi um médico e missionário que nasceu em 1813 na Escócia, considerado como um dos mais importantes exploradores da África. Enquanto estudava medicina em Glasgow, também assistiu aulas de teologia. Em 1838, ofereceu seus serviços à Sociedade Missionária de Londres. Quando terminou seus estudos de medicina, em 1840, foi ordenado e partiu para seu primeiro serviço como médico missionário na África do Sul. 5. Livingstone começou a trabalhar com a população de Bechuanalandia. Dali pretendia continuar avançando para o norte, apesar da declarada hostilidade que tinham os bôer, colonos de raça branca, principalmente de descendência holandesa. Casou-se com Mary Moffat, em 1845, e começaram trabalhar juntos, entrando em regiões onde nenhum europeu havia chegado antes. 6. Em 1849 cruzou o deserto de Kakahari e descobriu o lago Ngami. Em 1851, em companhia de sua mulher e seus filhos, descobriu o rio Zambeze. Em outra de suas expedições em 1855, descobriu as cataratas Vitória. 7. As explorações de Livingstone serviram para fazer uma revisão dos mapas daquele tempo. Quando explorava as terras que ficavam ao redor do lago Nyasa, Livingstone entendeu a dramática situação dos nativos africanos submetidos ao tráfico de escravos pelos árabes e portugueses. 8. Em 1866, graças a ajuda financeira de seus amigos e admiradores Livingstone dirigiu uma expedição que pretendia descobrir a fonte do rio Nilo. Durante a expedição havia poucas notícias de Livingstone. Isso provocou preocupação internacional pelo que poderia ter acontecido com o explorador. Depois de haver sofrido grandes penalidades, voltou a Ujiji, onde se encontrou com o grupo de Henry Morton Stanley. Eles cuidaram de Livingstone até que se restabeleceu e depois exploraram juntos a zona norte do lago Tanganika. Em 1872, Stanley voltou para a Europa. 9. Livingstone, agora sozinho, continuou sua busca pela nascente do Nilo. Faleceu no que atualmente é a Zâmbia e seu corpo foi encontrado no dia 1° de maio. Seus seguidores enterraram seu coração sob a árvore em que havia falecido e levaram seu corpo para Zanzibar, nas costa este africana. Em abril de 1874, seus restos foram definitivamente enterrados na abadia de Westminster, na Inglaterra. David Livingstone é considerado hoje um dos mais importantes exploradores da África e um dos pioneiros na luta contra a abolição do comércio de escravos. UMA DESCOBERTA AINDA MAIS IMPORTANTE 1. Neste último encontro da série sobre as descobertas, quero me deter no que certamente é muito importante para você. Você descobriu a alegria que sente no serviço? 2. Um homem, oprimido por diversos problemas, estava andando em direção a um rio onde pretendia se suicidar. No caminho encontrou um menino pedindo esmolas. Interessou-se por ele e logo soube que a mãe do menino estava doente e estava em sua 19
  20. humilde casa, junto com outros irmãos. Acompanhou-o até a casa. Ali ele descobriu as necessidades da mulher doente. Procurou um médico, trouxe alimento e fez todo possível para continuar ajudando nos dias seguintes. Algum tempo depois lembrou do motivo pelo qual andou por aquele caminho, mas não pensava mais em suicídio. Ao ajudar outras pessoas encontrou razão para viver. 3. Ellen White, esta inspiradora escritora, diz assim: “Hoje há homens e mulheres que são heróis morais, que exercem uma vida de nobreza e abnegação. Não ambicionam fama. Sua vontade está subordinada à vontade de Deus e Seu amor inspira seu ministério. O maior ideal que há é fazer o bem e servir o próximo”. (Refletindo a Cristo, 28 Nov.). 4. E agora escute este outro de uma poetisa chilena: “Toda a natureza tem anseio de servir. A nuvem serve, o vento serve, o sulco serve. Onde há uma árvore para plantar, plante-a você; onde há um erro que corrigir, corrija-o você; onde é necessário um esforço que todos esquivam, aceite-o você. Seja aquele que tira a pedra do caminho, o que tira o ódio dos corações e as dificuldades dos problemas. Há a alegria de ser sadio e de ser justo, mas há, sobretudo, a linda e a imensa alegria de servir”. Que triste seria o mundo se tudo já estivesse pronto, se não houvesse a roseira para plantar, uma empresa para empreender! Que você não faça apenas os trabalhos fáceis. É tão belo fazer aquilo que outros se esquivam de fazer! Mas não caia no erro de crer que só os grandes trabalhos é que têm mérito; há pequenos serviços que são bons; arrumar uma mesa, ordenar uns livros, pentear uma menina. Aquele que critica é o que destrói, seja você o que serve. Servir não é tarefa só dos seres inferiores. Deus, que dá o fruto e a luz, serve. Pudera chamar você assim: ‘Aquele que serve’. E tem seus olhos fixos em nossas mãos e nos pergunta cada dia: ‘Você serviu hoje? A quem? À árvore, ao seu amigo ou à sua mãe?’” (Gabriela Mistral) 5. Emerson, outro escritor do Século XIX disse que a felicidade é um perfume, não podemos colocar nos outros sem que fiquem umas gotas em nossas próprias mãos. 6. Você poderia, porém, servir aos outros dando um pouco de você. Essa é uma ótima maneira de servir. Quero animar-lhe, porém, a pensar na possibilidade de fazer isso através de nossa igreja. Livingstone foi para a África enviado pelas missões. Stanley foi buscá-lo, também enviado pelo jornal que o patrocinou. Você poderia, envolvido com a igreja, servir ao senhor com sua força e meios, segundo está escrito em Números 10:29 “Estamos de viagem para o lugar de que o Senhor disse: Da-lo-ei; vem conosco, e te faremos bem; porque o Senhor prometeu boas coisas a Israel”. 7. Stanley partiu em busca de um missionário e o descobriu servindo. Você nunca pensou que Deus também está procurando missionários hoje? Veja o que Ele diz através de Seu profeta: Ezequiel 22:30 (ler). Naqueles dias não encontrou ninguém para servir. A situação hoje não mudou muito. Mas ele está nos chamando. 8. Sou apenas um juvenil, mas escolhi servir a Deus, e por isso estou pregando. Quero fazer um convite para que você também sirva a Deus. O Senhor vai lhe recompensar: Mateus 25:23 (ler) 9. Queridos amigos, Nestas oito palestras participamos de grandes descobertas, vamos enumerá-las: a. Deus é nosso criador. b. A Bíblia é o livro de Deus para nós. c. O amor de Deus manifesto a nós por Jesus. d. Felicidade completa na Vida Eterna. e. A Lei que nos dá Liberdade Completa. f. Vitória sobre o Pecado. g. O Poder da Oração h. Convite de Deus para Sermos Missionários. 10. Acredito que depois de todas estas descobertas conseguimos compreender melhor o amor de Deus. 11. Que tal aproveitar este momento para entregar a vida nas mãos Dele? 20
  21. 12. Quando descobrimos quem é Jesus, também descobrimos o caminho para Ele. Se não vamos por este caminho perdemos a maior oportunidade da vida, de encontrar perdão, salvação e felicidade. 13. Quantos gostariam, hoje de correr para os braços de Jesus? (Convidar para ficar em pé e vir a frente) 21

×