DST

26,366 views
25,830 views

Published on

0 Comments
10 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
26,366
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
607
Comments
0
Likes
10
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

DST

  1. 2. São vírus, bactérias ou outros micróbios que são transmitidos, principalmente, nas relações sexuais. Doenças Sexualmente Transmissíveis O que são as DSTs?
  2. 3. Quem pode pegar DST? Qualquer um pode pegar uma doença sexualmente transmissível, porém, o risco é maior em pessoas que trocam freqüentemente de parceiro(a) sexual e que não usam preservativo (camisinha).
  3. 4. Conseqüências das DST <ul><li>Facilitam a transmissão sexual do HIV (vírus da AIDS); </li></ul><ul><li>Algumas DST, quando acometem gestantes, podem provocar aborto, prematuridade ou malformações. </li></ul><ul><li>Mais chances de ter câncer no colo do útero e no pênis; </li></ul><ul><li>Esterilidade no homem e na mulher; </li></ul><ul><li>Inflamação nos órgãos genitais do homem, podendo causar impotência; </li></ul><ul><li>Inflamação no útero, nas trompas e ovários da mulher, podendo complicar para uma infecção em todo o corpo, o que pode causar a morte; </li></ul>
  4. 5. DSTs que causam FERIDAS
  5. 6. Herpes genital <ul><li>Região corpórea: </li></ul><ul><li>Genital ou anal. </li></ul><ul><li>As feridas podem durar de 1 a 3 semanas, depois desaparecem mesmo sem tratamento; </li></ul><ul><li>Mesmo após o desaparecimento das feridas a pessoa continua infectada. </li></ul>Sinais e Sintomas: Ardência, coceira, vermelhidão, dor local, bolhas e feridas, inchaço, febre, corrimento vaginal ou secreção do pênis.
  6. 7. Herpes genital
  7. 8. Cancro mole - cancróide Região corpórea: Genital, anal ou anogenital; <ul><li>É mais comum nos homens; </li></ul><ul><li>Nas mulheres ocorre sangramento e corrimento vaginal; </li></ul><ul><li>Sangramento retal. </li></ul>Sinais e Sintomas: Feridas dolorosas, pus nos órgãos genitais, caroços na virilha que rompem e soltam pus;
  8. 9. Cancro mole - cancróide
  9. 10. Linfogranuloma venéreo <ul><li>Também conhecido como LGV (Linfogranuloma venéreo); </li></ul><ul><li>Ferida nos órgãos genitais de curta duração (de três a cinco dias); </li></ul><ul><li>Depois surgem caroços na virilha, que se rompem e soltam pus. </li></ul>Região corpórea: Vaginal, pênis, anal e virilha. Sinais e Sintomas: Abscesso, inchaço, dor, secreção purulenta.
  10. 11. Linfogranuloma venéreo
  11. 12. Donovanose (Granuloma inguinal) <ul><li>Sinais e Sintomas: </li></ul><ul><li>Ferida de cor vermelha, sangramento fácil, múltiplas lesões, indolor. </li></ul>Região corpórea: Vulva, períneo, região perianal e virilha. <ul><li>Pode causar deformidades genitais, elefantíase e tumores. </li></ul>
  12. 13. Donovanose
  13. 14. Sífilis Primária – 1ª fase (Cancro duro) <ul><li>Sinais e Sintomas: </li></ul><ul><li>Ferida única, indolor e caroço. </li></ul>Região corpórea: Grandes lábios, vagina, clitóris, períneo, colo do útero, glande e prepúcio. <ul><li>Os sintomas surgem de 1 a 12 semanas após o contágio, desaparecendo espontaneamente após 1 a 6 semanas; </li></ul><ul><li>Pessoas infectadas podem não apresentar sintomas; </li></ul><ul><li>Transmissão transplacentária ou hematogênica. </li></ul>
  14. 15. Sífilis Primaria – 1ª fase (Cancro duro)
  15. 16. Sífilis secundária – 2ª fase <ul><li>Os sintomas surgem até 6 meses após o contágio ou do aparecimento do cancro; </li></ul><ul><li>Não coçam, mas podem surgir ínguas no corpo. </li></ul>Região corpórea: Todo o corpo. Sinais e sintomas: Manchas : principalmente palmas das mãos e plantas dos pés, também em tronco e ínguas pelo corpo.
  16. 17. Sífilis secundária – 2ª fase
  17. 18. Sífilis terciária – 3ª fase <ul><li>Ocorre de um a vários anos após o contágio; </li></ul>Região corpórea: Pele, coração, ossos e cérebro. Sinais e Sintomas: Nódulos, aneurisma aórtico, estenose coronária e miocardite, ossos e cérebro, podendo levar a morte.
  18. 19. Sífilis congênita <ul><li>Aborto espontâneo, parto prematuro, baixo peso, infecções peri e neonatal e defeitos físicos congênitos. </li></ul>Via de transmissão: Transplacentária.
  19. 20. DSTs que causam CORRIMENTO
  20. 21. <ul><li>Infecções nas trompas e ovários, causando Doença Inflamatória Pélvica (DIP), pode causar esterilidade e até a morte; </li></ul><ul><li>A maioria das mulheres infectadas não apresentam sintomas, podendo ter corrimento vaginal sem cheiro e sem coceira; </li></ul>Gonorréia e Clamídia (cervical) Sinais e Sintomas: Corrimento vaginal, do pênis e anal, dor ao urinar e nas relações sexuais. Região corpórea: Vaginal, pênis e anal.
  21. 22. Gonorréia e Clamídia (cervical) <ul><li>Na gestação, podem ser transmitidas no parto, causando cegueira no bebê; </li></ul><ul><li>Inflamação na próstata e nos testículos; </li></ul><ul><li>Esterilidade feminina e masculina. </li></ul>
  22. 23. Tricomoníase OBS.: os parceiros, mesmo não apresentando sintomas, necessitam fazer o tratamento. Sinais e Sintomas: Corrimento amarelo ou esverdeado, odor fétido, coceira e dor no ato sexual, podendo ser assintomático. Região Corpórea: Pênis, vagina, vulva, e a cérvice uterina .
  23. 24. Vaginose bacteriana (vaginal) Sinais e Sintomas: Corrimento branco-amarelado não muito intenso, cheiro ruim (“peixe podre”), principalmente depois do ato sexual ou final da menstruação. Região corpórea: Vagina. <ul><li>Comum em mulheres sexualmente ativas, sendo um desequilíbrio da flora vaginal. </li></ul>
  24. 25. Candidíase (vaginal) Sinais e Sintomas: Corrimento de cor branca (leite coalhado), coceira intensa, ardência durante o ato sexual e irritação os órgãos genitais. Região corpórea: Vulva e vagina <ul><li>Faz parte da flora vaginal; </li></ul><ul><li>Gravidez, obesidade, uso de contraceptivos orais de altas dosagens, hábitos de higiene e roupas que aumentam o calor e a umidade do local. </li></ul>
  25. 26. DSTs que causam VERRUGAS
  26. 27. Condiloma acuminado (“Crista de Galo”) <ul><li>Causado pelo vírus HPV (Vírus do Papiloma Humano); </li></ul><ul><li>Crescem mais rapidamente durante a gravidez e em pacientes com imunidade deprimida; </li></ul><ul><li>A falta de tratamento adequado pode predispor ao câncer do colo uterino e vulva, mais raramente, câncer do pênis e também do ânus. </li></ul>Sinais e Sintomas: Verrugas não dolorosas, isoladas ou agrupadas. Região corpórea: Oral (HIV+), glande, prepúcio, meato uretral, vulva, períneo, vagina e colo do útero, podendo aparecer no ânus e no reto .
  27. 28. Condiloma acuminado (“Crista de Galo”)
  28. 29. <ul><li>Reduzir o número de parceiros sexuais; </li></ul><ul><li>Enquanto você estiver com ferida no pênis, vagina ou ânus, suspenda a atividade sexual para não transmitir para outra pessoa; </li></ul><ul><li>Sempre após as relações sexuais fazer uma higiene adequada das genitálias. </li></ul><ul><li>Usar sempre e corretamente a camisinha em qualquer contato sexual, seja ele anal, oral ou vaginal. </li></ul>PREVENÇÃO DA DSTs
  29. 30. INFORME-SE PROCURE UM PROFISSIONAL DE SAÚDE !!
  30. 31. Rua 21 de Abril S/Nº - Centro Fone: (55) 3744-6922/4911/3244 Em anexo ao Posto de Saúde Central

×