Your SlideShare is downloading. ×
Biomas Brasileiros
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Biomas Brasileiros

5,992
views

Published on

Published in: Education

1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
  • Muito bom. Adorei o seu trabalho. Valeu.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
5,992
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
187
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Biomas Brasileiros Prof. Ivanilson Lima
  • 2. FLORESTA AMAZÔNICA
  • 3. Localização
  • 4. ClimaO clima na florestaAmazônica éequatorial, quentee úmido, devido àproximidadeà Linha doEquador
  • 5. Caaigapó ou IgapóÁreapermanentemente alagada,com vegetaçãode pequenoporte.
  • 6. Caaigapó ou Igapó Mamorana Vitória-régia
  • 7. VárzeaÁrea sujeita ainundaçõesperiódicas comvegetação demédio porte.
  • 8. Várzea Pau-mulato Seringueira
  • 9. Caaetê ou Terra FirmeÁrea que nuncase inunda comvegetação degrande porte
  • 10. Caaetê ou Terra Firme Castanheira do Pará Cedro
  • 11. Fauna
  • 12. Problemas Ambientais15% - Desmatamento;Desde 1970 – Construção de Rodovias;Atividades Mineradoras;Garimpeiras;Agrícolas;Queimadas;Exploração Madeireira.
  • 13. MATA ATLÂNTICA
  • 14. Localização
  • 15. ClimaTropical -caracterizada poraltas temperaturas;Nebulosidade noalto das montanhase umidade elevada;Forte influência damaritimidade.
  • 16. Clima Distribuição das chuvas é bastante irregular; Período mais frio e seco vai de maio a agosto (inverno) eo mais quente e chuvoso de novembro a março (verão); As médias pluviométricas variam com a altitude, comcerca de 1.700mm na planície costeira, 2.000mm nasencostas e 3.000mm na faixa alto montanha, o que podeser comparado à Amazônia; No inverno a temperatura mínima pode atingir menosde 10°C e no verão, a máxima varia entre 37°C e 40°C.
  • 17. Vegetação
  • 18. VegetaçãoExuberância ediversidade, é umadas mais ricas do Ingáplaneta;A Serra do Mar (SP)contém mais de 800espécies de árvores; Orquidéa
  • 19. Fauna
  • 20. Problemas AmbientaisExtração de madeira;Moradia, construção de cidades;Agricultura;Industrialização, e conseqüentemente poluição;Construção de rodovia.Pesca predatória em seus rios;Turismo desordenado;Comércio ilegal de plantas e animais nativos;Exportação ilegal de material genético;Fragmentação das áreas preservadas.
  • 21. MATA DE ARAUCÁRIAS
  • 22. Localização
  • 23. ClimaInvernos rigorosos everões quentesÍndicespluviométricoselevados e bemdistribuídos durante oano
  • 24. VegetaçãoA cobertura vegetal temaltitudes de 25 e 50 metroscom 2 de espessura, comsementes conhecidas comopinhão, não possuem flores epossuem menor umidade queas florestas pluviais tropicais(sendo mais abertas).Encontram-se nos solosférteis chamados de terraroxa.
  • 25. Vegetação
  • 26. Fauna
  • 27. Problemas AmbientaisCorre risco de extinçãoExtração de madeiras e ocupação agropecuária com duasfinalidades: destinada à produção de madeira -> Fabricaçãode imóveis e papeis; Resinas -> Fabricação de óleos, tintase sabão.Abertura de áreas para agriculturaEncontra-se em processo de degradação
  • 28. MATA DOS COCAIS
  • 29. Localização
  • 30. ClimaA Mata dos Cocais éuma zona detransição entre asflorestas úmidas dabacia Amazônica e asterras semi-áridas doNordeste brasileiro.
  • 31. VegetaçãoAs vegetações típicasda Mata dos Cocaissão: babaçu (em maiorquantidade), carnaúba,oiticica e buriti.No extrato mais baixoda mata, encontramosdiversas espécies dearbustos e vegetaçõesde pequeno porte.
  • 32. FaunaA fauna é muitodiversificada, tendo,porém, poucos mamíferosde grande porte. Ao níveldo solo há poucos animais(roedores, gambás,lagartos, cobras). Naságua dos rios podem serencontrados o boto e aariranha.
  • 33. Problemas AmbientaisEmbora aproveitada, em parte, de maneira ordenada porprojetos comunitários sustentáveis, a Mata de Cocaistambém é seriamente ameaçada por:Ampliação das áreas de pecuária;Cultivo de grão para exportação.
  • 34. CAATINGA
  • 35. Localização
  • 36. ClimaSemi – áridoChuvas IrregularesTemperatura med. 27- 29º.Precipitação med.300 - 750 mm
  • 37. VegetaçãoVegetação extremamentediversificada.932 espécies já foramregistradas para a região,sendo 380 endêmicas.Árvores baixas e arbustos.Espécies caducifólias ecactáceas.
  • 38. Vegetação
  • 39. Fauna
  • 40. Problemas AmbientaisNos últimos 15 anos, 40 mil km² de Caatinga setransformaram em deserto.Siderúrgicas e olarias.Substituição de espécies vegetais nativas por cultivos epastagens.Desmatamento e queimadas.Açudes atraíram fazendas de criação de gado.Irrigação sem o uso de técnica apropriada.Contaminação das águas por agrotóxicos
  • 41. CERRADO
  • 42. Localização
  • 43. ClimaPredominância doclima tropical;2 estações bemdefinidas:Uma chuvosa, entreoutubro e abril;Outra seca, entremaio e setembro.
  • 44. VegetaçãoSemelhante à de savanaEspécies do tipotropófilas;São caducifólias;Raízes profundas;Pequeno porte, galhosretorcidos e folhasgrossas.
  • 45. Vegetação
  • 46. Fauna
  • 47. Problemas AmbientaisFauna e flora prejudicada pela caça e pelo comércioilegal;Sistema ambiental;Atividade garimpeira contaminou os rios de mercúrio;Mineração favoreceu o desgaste e a erosão dos solos;Pecuária extensiva, monoculturas e a abertura deestradas destruíram boa parte do cerrado.Menos de 2% está protegido em parques ou reservas.
  • 48. PANTANAL
  • 49. Localização
  • 50. ClimaA pluviosidade anualmédia de1100 mm;Clima tropical úmido;Com verão chuvoso einverno seco;A temperatura médiaanual é de 25°C;
  • 51. VegetaçãoNão é formada por uma vegetação homogênea, mas simpor diversas espécies, formando assim o “Complexo doPantanal”;Lagoas com plantas aquáticas;As áreas não inundadas possuem vegetação de cerrado ecaatinga.As gramíneas (plantas pequenas que compõe avegetação) são encontradas nas planícies, nas regiões demédio porte são encontrados pequenos arbustos evegetação rasteira, contudo, nas regiões mais altaspodemos encontrar árvores de grande porte. Sediferenciam de acordo com a altitude;
  • 52. Vegetação
  • 53. Vegetação
  • 54. Fauna
  • 55. Problemas AmbientaisA fauna tem sido destruída, através da exploração depele e penas de animais;Poluição de rios, causada pelas indústrias e garimpeiros;Processo de construção de rodovias;Construção da hidrovia Paraguai-Paraná, para anavegação de barco de carga;Pesca predatória e caça ao jacaré – redução das reservas;Turismo e migração desordenada e predatória – Fogos naregião, causando a morte das aves;Garimpo de ouro e pedras preciosas – Processo deerosão, contaminação dos rios;
  • 56. Problemas AmbientaisAproveitamento dos cerrados - A má administração daslavouras causa grandes erosões no solo e a utilização debiocidas e fertilizantes contamina os rios;Plantio de cana-de-açúcar - Provoca dano à preservaçãoambiental, trazendo grandes perigos para a contaminaçãode rios;
  • 57. CAMPOS
  • 58. Localização
  • 59. ClimaSubtropical úmido.Verões são quentes.Invernos são friosChuvas regularesdurante todo ano
  • 60. VegetaçãoVegetação campestre.Imenso tapete verde.Predominam espéciesque medem até ummetro de altura.comuns as gramíneas.
  • 61. Fauna
  • 62. Problemas AmbientaisA pecuária extensiva desgasta o soloO plantio de soja e milho diminuem a fertilidade domesmoErosão e desertificação em conseqüência dosdesmatamentosAvanço da agricultura e pecuária;Queimadas;Assoreamento e contaminação dos aquíferos;Desertificação
  • 63. VEGETAÇÃO LITORÂNEA
  • 64. Localização
  • 65. ClimaPor sua largaextensão ao longo dolitoral apresenta umagrande diversidade decomportamentosclimáticos
  • 66. ManguezaisNichos EcológicosProtegidos por lei federalBerçário da naturezaLigação entre mar, rio, ambiente terrestreAnimais marinhos abrigam-se e reproduzem-seAlimento em abundânciaProteção contra predadores e ressacasSolo lamacento – decomposição de sedimentosPouco oxigênio e alta salinidadeO cheiro é resultado da ação de bactérias;Decomposição de restos de animais e vegetais;
  • 67. Manguezais - VegetaçãoSofreu adaptações:Raízes externas (melhor fixação)Raízes respiratórias (pneumatóforos)
  • 68. Manguezais - Fauna
  • 69. Manguezais – Problemas AmbientaisProvocam sua degradação:Avanço da áreas urbanas e aterros;Construção de portos, rodovias, casas, indústrias;Pesca predatória, poluição, esgotos e turismodesenfreado.
  • 70. RestingasDesenvolvem-se na areia - próximas à praiaSolo arenoso com alta salinidadeSuperfícies baixas e pouco onduladasSuave declínio rumo ao marPredominância de arbustos e algumas árvoresTransição entre dunas e Mata AtlânticaTroncos finos e entrelaçados“Brejos” com densa vegetação aquáticaCria obstáculos – barram ou desviam os ventos quecarregam as areias
  • 71. Restingas - Vegetação
  • 72. Restingas - Fauna
  • 73. Restingas – Problemas AmbientaisMuito exploradas até quase desapareceremProdução de lenha e carvãoEngenhos de açúcar, olariasOutros principais usos:Caixeta - tamancos, caixotes e lápisJacareúba –mastros, nau coloniais, postes de jangadasAlgodoeiro-da-praia – cordas