JORNAL DE CRISTALINA 1Agosto de 2013
ANO IV - Nº 32 - AGOSTO DE 2013
Contribuição para o desenvolvimento
Com arrojo e dete...
JORNAL DE CRISTALINA2 Agosto de 2013
uando a gente acha que
já viu de tudo, acaba se
surpreendendo com algo
mais. No últim...
JORNAL DE CRISTALINA 3Agosto de 2013
Hospital Nossa Senhora
do Rosário (HNSR) aca-
ba de entregar mais um
importante benef...
JORNAL DE CRISTALINA4 Agosto de 2013
Uma causa de todos os cristalinenses
Dr. Gesmar Estevão tem a missão de colo-
car a f...
JORNAL DE CRISTALINA 5Agosto de 2013
Marconi intensifica trabalhoarconi Perillo (PSDB)
vai percorrer 80 municí-
pios do Es...
JORNAL DE CRISTALINA6 Agosto de 2013
40 anos servindo ao Senhor
Assembleia de Deus,
Ministério Betel, chegou
em Cristalina...
JORNAL DE CRISTALINA 7Agosto de 2013
± Sete
Notas
Eliézer Bispo
eliezer.bispo@yahoo.com.br
O Jornal de Cristalina é uma pu...
JORNAL DE CRISTALINA8 Agosto de 2013
o dia 15 de agosto de
2013, o vereador Luiz
Henrique Trolle de Bar-
ros encaminhou ao...
JORNAL DE CRISTALINA 9Agosto de 2013
Agora atendendo também o Saúde Bradesco
Alunos da Escola Presidente Kennedy foram pre...
JORNAL DE CRISTALINA10 Agosto de 2013
Parceriasquegarantemsucesso
Empreendimentos feitos com trabalho, união respeito às l...
JORNAL DE CRISTALINA 11Agosto de 2013
De acordo com reportagem do jornal O POPULAR, publica-
da em 22 de agosto, Cristalin...
JORNAL DE CRISTALINA12 Agosto de 2013
GENTE QUE BRILHA
A Caixa Econômica Federal, que acaba de iniciar operações
para aten...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Jornalde cristalina 10

1,517

Published on

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,517
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Jornalde cristalina 10

  1. 1. JORNAL DE CRISTALINA 1Agosto de 2013 ANO IV - Nº 32 - AGOSTO DE 2013 Contribuição para o desenvolvimento Com arrojo e determinação a Construtora De Paula e Amorim amplia seus investimentos e aumenta suas parcerias. Fábio Amo- rim, sócio da empresa, anunciou há poucas semanas a parceria com o empresário Henrique Gonzatti em novos empreendimen- tos. Proprietária do Residencial Dona Deja, que já colocou a últi- ma laje, e do Setor Gomes da Frota, que está sendo implantado, a empresa dá sua parcela de contribuição no desenvolvimento de Cristalina. Página 10 O governador Marconi Perillo intensifica visitas pelo interior e investe em ações com a nova ver- são do Governo Itinerante, agora chamada de Governo Junto de Você. Nas próximas semanas, Marconi, que esteve em Cristalina no dia 17, participando do Festival ABC, vai desembarcar em 80 mu- nicípios goianos inaugurando e anunciando obras e levando ações do seu governo. Página 5 O Hospital Nossa Senhora do Rosário adquiriu um Tomógra- fo para melhor atender a popu- lação, que não precisará mais viajar para grandes centros em busca de exames da complexi- dade da Tomografia Computa- dorizada (TC). Página 3 Fábio Amorim celebra as novas parcerias Tomografia computadorizada no HNSR Dr. João Vacaro e os três filhos médi- cos comemoram: TC é conquista para a medicina cristalinense A Fundação Georgea Cristina, presidida pelo Dr. Gesmar Estevão, começa a caminhar em busca de grandes e nobres desafios. O cirurgião dentista detalha quais serão os passos a se- rem seguidos em entrevis- ta ao Jornal de Cristalina. Página 4 Marconi intensifica ações do governo Na 4ª feira, 28/8/2013, a Câmara dos Deputados ultra- passou todos os limites da decência política e “criou” o primeiro deputado presidiário da história. Página 2 Prefeitos Presidiários? FOTO:ALEX MALHEIROS FOTO: KLICK DIGITAL - 3612-4377
  2. 2. JORNAL DE CRISTALINA2 Agosto de 2013 uando a gente acha que já viu de tudo, acaba se surpreendendo com algo mais. No último dia 28 de agosto, 4ª feira, eu assistia na TV Câmara a defesa própria feita da tribuna da Câmara dos Deputados, no Congres- so Nacional, em Brasília, pelo deputado federal Natan Do- nadon, condenado a 13 anos e 4 meses de prisão por pecu- lato (desvio de dinheiro pú- blico por alguém que detém função pública) e que supli- cava aos demais deputados que mantivessem o seu man- dato de deputado federal, afir- mando que não tinha rouba- do dinheiro público. O deputado presidiário Natan Donadon está preso na Papuda, que é um presídio federal em Brasília, desde 28 de junho, condenado em últi- ma instância no Supremo Tri- bunal Federal (STF) pelo des- vio de R$ 8,4 milhões da As- sembleia de Rondônia, quan- do era diretor financeiro da instituição. É o primeiro par- lamentar que no exercício do cargo teve prisão decretada pelo Supremo Tribunal Fede- ral (STF) desde a Constitui- ção de 1988. Seu mandato foi mantido porque apenas 233 deputados votaram pela cas- sação e, para ser cassado, se- riam necessários 257 votos ou mais a favor da perda do man- dato. Mas a notícia é a aberra- ção política e jurídica que se criou, além, obviamente, da imoralidade flagrante à qual os senhores deputados fede- rais macularam a história da nossa república. Agora, temos a situação de um cidadão com os direitos políticos suspensos, mas de- putado federal com mandato, o primeiro deputado presidi- ário do Brasil. É inacreditá- vel, ultrapassa todos os limi- tes do corporativismo, da de- cência, da moralidade, do desrespeito e do ultraje ao povo brasileiro. A imagem do deputado sorrindo no plenário, satisfei- to com a votação, beira o ci- nismo e o mal já está feito, aconteça o que acontecer. Em quase 114 anos de Repúbli- ca, a Câmara dos Deputados conseguiu, definitivamente e por conta própria, afundar a atual legislatura no pântano da falta de vergonha e da fal- ta de ética. [...O cara já está tão acos- tumado a desviar dinheiro público, ser descoberto, de- nunciado e processado e nada acontecer, que já nem deputado estadual Valce- nôr Braz esteve em Cris- talina participando da abertura oficial do Festival ABC da Boa Mesa. Valcenôr destacou a importância de Cristalina no cenário nacio- nal, haja vista a capacidade dos produtores rurais usarem de forma equilibrada os recur- sos naturais em prol da pro- dução de alimentos. “Crista- lina é exemplo para o Brasil e para o mundo. Conheço vá- rias propriedades aqui e vejo o manejo responsável que se faz da água e da terra com a finalidade de alimentar o País”, falou o deputado, que preside a Comissão de Agri- cultura naAssembleia Legis- lativa e se colocou mais uma vez à disposição da popula- ção. “Tenho atendido muitas pessoas de Cristalina em meu gabinete e quero continuar assim, dando atenção a todos e ajudando resolver questões que envolvem nossa atuação Valcenôr prestigia ABC ARTIGO / ADVOGADO GUILHERME CASTELO BRANCO Na 4ª feira, 28/8/2013, a Câmara dos Deputados ultrapassou todos os limites da decência política e “criou” o primeiro deputado presidiário da história PREFEITOS PRESIDIÁRIOS? sente mais vergonha. É o político popularmente cha- mado de ‘sem vergonha’....se a moda pega, daqui há pou- co teremos até prefeitos pre- sidiários Brasil afora, pois conseguirão assinar cheques de dentro da cela na papu- da...] Dois meses depois dos pro- testos que pararam as ruas de todo o país, parece que os políticos não entenderam o recado das ruas e a insatisfa- ção da população brasileira; se a moda pega, daqui há pou- co teremos até prefeitos pre- sidiários Brasil afora, pois conseguirão assinar cheques de dentro da cela na papuda. Sabemos, pelos sucessivos escândalos na república, que há políticos que não têm ver- gonha na cara mesmo. O cara já está tão acostumado a des- viar dinheiro público, ser des- coberto, denunciado e proces- sado e nada acontecer, que já nem sente mais vergonha. É o político popularmente cha- mado de ‘sem vergonha’. Os atuais deputados fede- rais macularam a história da Câmara, que tem um passado de lutas gloriosas e não tive- ram a coragem de enfrenta- rem os fatos, e entre o certo e o errado, ficaram com o erra- do; entre o bem e o mal, op- taram pelo mal, afrontando o Supremo Tribunal Federal, que condenou definitivamen- te o deputado à cadeia, e a dignidade do povo brasileiro. Precisamos de homens pú- blicos que respeitem as leis e no ano que vem tem eleição e não podemos fechar os olhos a aberrações como esta, que devem extirpar os atuais po- líticos, com uma renovação efetiva nas Câmaras Legisla- tivas dos Estados e na Câma- ra dos Deputados Federais. * Guilherme Castelo Bran- co é advogado dos trabalha- dores de Cristalina e su- plente de vereadorpelo Par- tido Verde (43) O deputado estadual Valcenôr Braz discursa na abertura do Festival ABC parlamentar”, falou o deputa- do, que andou os estandes, conversou com produtores e fez várias visitas antes de comparecer ao ABC. Com Marquinho Abrão Valcenôr esteve no escritó- rio de Marquinho Abrão, onde foram tratados de vári- os pleitos encaminhados pelo ex-vereador. Na oportunida- de foram atendidos líderes evangélicos e político, profes- sores e desportistas que ti- nham assuntos, demandas a tratar com o deputado. “Fico feliz com o atendimento que o deputado Valcenôr presta à nossa gente, sem preconceito ou distinção. Ele é um homem trabalhador e humilde por isso que estou ao seu lado, para que possamos atender quem nos procura”, falou Marquinho, que tem trabalha- do em seu escritório de ma- rketing, mas sem se desligar da política. No escritório de Marquinho Abrão, Valcenôr atende lideranças O Q
  3. 3. JORNAL DE CRISTALINA 3Agosto de 2013 Hospital Nossa Senhora do Rosário (HNSR) aca- ba de entregar mais um importante benefício para a população de Cristalina. Tra- ta-se de um tomógrafo, ad- quirido recentemente e que já está em pleno funcionamen- to no Hospital, como pude- ram testemunhar cotistas do hospital um coquetel ofere- cido para apresentar o mo- derno aparelho. Se antes era preciso ir a Brasília ou Goi- ânia para realizar o exame, agora não é mais necessário o incômodo deslocamento, haja vista o importante inves- timento feito pela família Va- caro, que administra o hos- pital. A Tomografia Computa- dorizada (TC) é considerada a maior invenção da Radio- logia depois da descoberta do Raios X. Hoje é um dos mais importantes métodos de diag- nóstico, sendo fundamental para a atividade médica, uma vez que se trata de um método não invasivo que fornece imagem definida das estrutu- Rua Getúlio Vargas, esquina com a Visconde de Mauá - Telefone: 3612-4546 SametSaúde e Medicina doSaúde e Medicina doSaúde e Medicina doSaúde e Medicina doSaúde e Medicina do TTTTTrrrrraaaaabalhobalhobalhobalhobalho Aquisição de tomógrafo pelo HNSR é marco na medicina cristalinense SAÚDE Benefício para a população ras e patologias dos órgãos analisados. A TC utiliza um aparelho de raios x que gira à volta do paciente, fazendo radiografi- as transversais do seu corpo. Estas radiografias são, então, convertidas por um computador nos chamados cortes tomográficos. Isto quer dizer que a TC constrói ima- gens internas das estruturas do corpo e dos órgãos através de cortes transversais, uma série de secções fatiadas que são posteriormente montadas pelo computador para formar um quadro completo Idealizador do HNSR o Dr. João Vacaro conta que o ob- jetivo é oferecer um serviço médico de alta qualidade para a população. “Acreditamos na cidade e em sua gente por isso que investimos. Somos pequenos, mas pretendemos crescer a cada dia, com tra- balho e dedicação”, fala o médico, que tem 40 anos de experiência e deseja continu- ar aprimorando o serviço que o hospital presta à população Equipe médica do HNSR feliz com a aquisição do tomógrafo Padre Bernardo proferiu a bênção na entrega do Tomógrafo Indagado sobre os próxi- mos passos a serem dados pelo Hospital, o Dr. João dis- se: “Construímos o Hospital, colocamos pra funcionar, te- mos médicos especialistas, laboratório, realizamos vári- os exames e agora, depois do tomógrafo, o próximo passo será a diálise peritoneal e, fu- turamente, a Unidade de Tra- tamento Intensivo (UTI)”. Vale ressaltar que o HNSR trabalha com o sistema de cotas, que possibilita o cotis- ta a ter descontos especiais em todos os procedimentos e contribuir com o aparelha- mento da unidade hospitalar. “Adquirimos o tomógrafo com os recursos oriundos das cotas que foram vendidas. So- mos parceiros dos cotistas e com isso quem ganha são to- dos aqueles que se utilizam dosnossosserviços”,finalizou o médico, que é pai dos dou- tores Laurence, João Vacaro Neto e Arthur, os quais, junto com toda a equipe, estão fa- zendo valer o lema: “um jeito diferente de fazer saúde”. Exército comemora Dia do Soldado ma movimentada progra- mação foi comandada pela 3ª Brigada de Infan- taria Motorizada para come- morar o Dia do Soldado, data em que o Exército Brasileiro reverencia a memória do Ma- rechal Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, que é patrono da instituição. As atividades de comemo- ração foram marcadas por vi- sitas às instalações do Quar- tel, Exposição de Material de Emprego Militar, Palestras em Escolas do Município, Cultos Religiosos, Corrida do Pacifi- cador, Apresentação da Ban- da de Música, Concurso Lite- rário e uma Oficina de Saúde na Praça da Liberdade. O ápi- ce das comemorações foi a solenidade militar, realizada no dia 23 de agosto de 2013 às 09h30, presidida pelo Co- mandante da 3ª Brigada de Infantaria Motorizada, Gene- ral Sérgio da Costa Negra. Em mensagem lida duran- te a solenidade, assinada pelo Comandante do Exército, General Enzo Martins Peri, foi destacada a atuação do patrono: “Nas campanhas para preservar a unidade na- cional, Caxias foi intransigen- te com a desordem, enérgico com a rebeldia, conciliador nas negociações e humano no perdão.Anistiou os vencidos, após convencê-los de seus equívocos, recuperando-os – corações e mentes, em seus valores genuinamente brasi- leiros, reintegrando-os as cau- sas da Pátria.” Após louvar o heroísmo de Caxias, o comandante aler- tou: “Precisamos continuar temperando nossa fibra na dureza do adestramento con- tinuado, gastando suor para poupar sangue”. O belo texto terminou ressaltando que “os soldados do Exército Brasi- leiro são os fiéis guardiães da Pátria por tudo que fazem, suportam e esperam”. Centenas de atletas, civis e militares, participaram da Corrida do Pacificador, no Dia do Soldado O U FOTOS: KLICK DIGITAL - 3612-4377
  4. 4. JORNAL DE CRISTALINA4 Agosto de 2013 Uma causa de todos os cristalinenses Dr. Gesmar Estevão tem a missão de colo- car a fundação Georgia Cristina em pleno funcionamento O que é a Fundação Geórgia Cristina? A Fundação é uma institui- ção que foi criada pelo pre- feito municipal LuizAttié em 2009 com o intuito de cons- truir o Hospital do Câncer em Cristalina. Mas além da cons- trução, a Fundação tem como objetivo oferecer respaldo aos pacientes acometidos do cân- cer, que precisam de apoio, atenção e carinho durante o tratamento. O que o levou a aceitar o convite para presidir a en- tidade? Primeiro que eu já vinha sentindo a necessidade de fa- zer algo na área social em fa- vor daquelas pessoas que ne- cessitam. Algo como um atendimento gratuito para pessoas carentes, talvez um dia por semana, orientação e apoio para um tratamento de saúde bucal. Segundo é pela gratidão que eu tenho pelo povo desta cidade. Cristalina me acolheu como se eu fosse daqui. Tudo que eu tenho foi tirado do meu trabalho aqui realizado. Então eu tenho co- migo essa gratidão, essa von- tade de dar um retorno aos cristalinenses por tudo que eles até hoje me confiaram. Como será o trabalho a ser desenvolvido? O meu objetivo é fazer em quatro frentes. Inicialmente, como já disse, vamos ofere- cer apoio e orientação aos pacientes. Essa é a primeira frente, haja vista que a gran- de maioria dos pacientes quando descobre que tem um problema como esse (câncer) se pega sem chão, não sabe a quem recorrer, quais os trata- mentos procurar, quais as leis que amparam e auxiliam no tratamento. Em segundo lugar nós vamos transportar os pa- cientes para os centros de tra- tamento. Temos hoje aqui perto Brasília e Goiânia, ci- dades que têm centros de tra- tamento muito evoluídos, mas os pacientes às vezes não vão se tratar porque não têm como ir, seja por questões fi- nanceiras ou falta de informa- ção, isso já está sendo feito com um carro pequeno, mas em breve teremos uma van para essa função. Um tercei- ro ponto é que nós iremos dar destaque à prevenção.Temos, por exemplo, o projeto da car- reta da mulher, que levará gratuitamente serviços como mamografia, ultra-sonogra- fia, raio-x e exames clínicos para podermos detectar o cân- cer na fase inicial, porque isso é fundamental para que o tra- tamento seja realizado com sucesso. A quarta frente, que é o nosso grande desafio, é a construção do hospital, que nós vamos começar pela par- te ambulatorial, pois grande parte do tratamento da doen- ça é com quimioterapias, ra- dioterapias. Em seguida nós vamos criar o corpo clínico, para que seja possível fazer aqui procedimentos cirúrgi- cos. Mas isso não é de uma hora para outra, leva tempo, porque profissionais especi- alizados e capacitados já es- tão estruturados em suas ci- dades, nos grandes centros. Então nós precisamos criar um centro de pesquisas, uma escola, temos que trazer pro- fessores para dentro do hos- pital e isso vai fazer com que os profissionais formados aqui, que venham fazer suas residências médicas, fiquem por aqui. Em um futuro não tão distante, iremos mandar para fora somente casos de maior complexidade. Vamos dar dignidade para os enfer- mos e seus familiares. Qual a relação entre a Prefeitura e a Fundação? Primeiro é importante es- clarecer que o grande objeti- vo desse projeto é torná-lo realidade, fazer com que a Fundação ande com as suas próprias pernas, sem precisar da prefeitura, da vontade dos futuros prefeitos, porque nós não sabemos se teremos a mesma vontade e o mesmo ímpeto do prefeito Luiz Attié em fazer o audacioso projeto avançar. Esse projeto saiu do desejo dele e ele sempre me relata, como amigo que so- mos, que esse é um dos prin- cipais motivos para ter volta- do a Cristalina . No estatuto é prerrogativa do prefeito a no- meação da diretoria, mas essa cláusula e outras poderão ser reformadas, para que a esco- lha seja através de eleição, para não corrermos o risco da Fundação ficar refém da von- tade individual de um ou de outro administrador. É impor- tante frisar que temos total apoio do prefeito Luiz Attié, mas uma vez que a Fundação estiver andando, nós quere- mos que ela não dependa mais da nomeação, para que isso fuja dos estágios políti- cos. Saliento que isso não é uma preocupação só minha, mas do próprio prefeito, que não quer ver a entidade vin- culada à política.AFundação deve caminhar, repito, com suas próprias pernas, mas isso não quer dizer que nós não vamos depender financeira- mente do município, de re- passes e convênios. Toda aju- da será bem vinda, lógico, principalmente da prefeitura, que hoje faz a Fundação fun- cionar em termos de estrutu- ra e finanças, porém, no futu- ro, ninguém deseja, acredito, que uma entidade deste porte fique dependente única e ex- clusivamente do poder públi- co. Tem que ter administração independente. E como a comunidade poderá participar deste projeto? É imprescindível a partici- pação da comunidade. Um exemplo dessa participação é que, quando reformarmos o estatuto, a diretoria será elei- ta por associações, entidades de classe, instituições filan- trópicas, etc.. Serão os seg- mentos organizados que dirão quais as pessoas estarão ap- tas para gerir a Fundação. Já consideramos a Fundação como patrimônio de Cristali- na, ela não é de fulano ou si- crano. Nós os cristalinenses temos que cuidar para que essa fundação seja um orgu- lho da nossa cidade. Efetivan- do seu funcionamento, mui- tos outros benefícios virão para Cristalina de forma di- reta e indireta, principalmen- te na qualidade da medicina, onde teremos grandes avan- ços em todas as áreas e na movimentação da cidade em todos os aspectos. E quem quiser contri- buir? Cada um que abraçar esse projeto conosco, poderá dar um pouquinho do que tem. Seja financeiramente, ou como voluntário, ou como profissional da saúde ou de outra área. São vários tipos de ajuda e todas são bem vindas, porque essa é uma causa de todos que têm amor e respei- to ao próximo. Temos um conta bancária para doação. (CEF – Agência 3369 – con- ta corrente 06000007-2) Uma mensagem final Fizemos o Arraiá da Fun- dação Georgia Cristina, em junho. Tínhamos um local re- servado para doações, onde passou um senhor de idade avançada, aparentemente de poucos recursos, mas que de- positou R$ 2,00 como contri- buição. Pensei em um primei- ro momento, em ir atrás dele e devolver, mas logo pensei na dignidade dele e no bem estar que aquilo estava trazendo a ele. Não sei quem é, mas foi uma atitude admirável. Tiro como lição que cada um pode participar com o que tem, com aquilo que é o melhor de si, porque o câncer não adoece somente o paciente, mas tam- bém a família e os amigos. Juntos, de mãos dadas, nós poderemos tornar esse sonho realidade em menos tempo do que esperamos. Você, leitor, você, cidadão também pode contribuir com o que tem, por- que essa não é uma causa mi- nha ou do prefeito, mas de to- dos os cristalinenses. CONTA PARA DOAÇÃO: CEF - AGÊNCIA 3369 - C/C 06000007-2 Fundação Geórgia Cristina, insti- tuição criada pela Prefeitura Mu- nicipal, tem atualmente na presi- dência o cirurgião dentista Ges- mar Estevão, que não tem medido es- forços para que a Fundação comece a cumprir de fato seu papel. Profissional de competência com- provada, Dr. Gesmar foi nomeado pelo prefeito Luiz Attié, que viu no dentista a pessoa com o perfil ideal para gerir o projeto que tem como objetivo prin- cipal a construção de um hospital para atender pacientes acometidos pelo câncer. Trabalhando em sua clínica, como faz há vários anos, o Dr. Ges- mar encontrou um tempo para conce- der entrevista exclusiva ao Jornal de Cristalina. Nós, os cristalinenses, temos que cuidar para que essa fundação seja um orgulho da nossa cidade Vamos oferecer apoio e orientação aos pacientes Em um futuro não tão distante, iremos mandar para fora somente casos de maior complexidade. Vamos dar dignidade para os enfermos e seus familiares “ ” “ ” “ ” São vários tipos de ajuda e todas são bem vindas, porque essa é uma causa de todos que têm amor e respeito ao próximo “ ” A FOTO: KLICK DIGITAL - 3612-4377
  5. 5. JORNAL DE CRISTALINA 5Agosto de 2013 Marconi intensifica trabalhoarconi Perillo (PSDB) vai percorrer 80 municí- pios do Estado, além da Capital, para vistoriar e inau- gurar obras e entregar bene- fícios no mês de setembro. A agenda positiva do tucano, de fato, já começou, haja vista que em agosto, particular- mente no final, ele começou a intensificar as visitas em cidades importantes do inte- rior goiano, como Cristalina, onde ele participou do festi- val ABC da Boa Mesa. Aprincipal vitrine de Mar- coni no quesito infraestrutu- ra é o programa Rodovida, que reconstrói as estradas do Estado. Neste ponto específi- co, o PMDB passou a evitar o assunto buraco.Atática das críticas acabou por estimular o governo a cumprir as pro- messas para o setor rodoviá- rio. Em cristalina Marconi lembrou a construção da GO 436 (Alessandro Figueiredo), feita em seu segundo gover- no, a da GO 20, que facilita o acesso dos cristalinenses a Goiânia via Pires do Rio e se comprometeu a ajudar a ad- ministração do prefeito Luiz Attié através de obras e con- vênios. O governador vai jogar pesado naquilo que conside- ra seu diferencial: a promo- ção social e de uma política de desenvolvimento econô- mico, de atração de investi- mentos, de geração de empre- gos, de qualificação de mão de obra. No social, destaque para o Renda Cidadã e a os progra- mas habitacionais. O Renda Cidadã foi lançado no primei- ro governo do tucano e ser- viu de modelo para o Bolsa Família – o próprio presiden- te Lula reconheceu o pionei- rismo de Marconi quando eram amigos, num passado distante. O fato é que, se partir para disputa de seu quarto manda- to, o tucano terá como aliado o bom momento da economia local. Goiás tem crescimento no PIB maior que os índices do País, ostenta o título de campeão nacional na geração de empregos e tem atraído novas indústrias e investi- mentos. Até 2016, segundo o pró- prio governo, as políticas de Marconi terão atraído R$ 30 bilhões em investimentos. Como diria a ministra Ideli Salvatti (Relações Institucio- nais), Goiás é a locomotiva do Brasil. Esse cenário econômico casa com a imagem que Mar- coni sempre teve e fez ques- tão de preservar e reforçar como um governador que tra- balha para trazer desenvol- vimento ao Estado. Corrobo- ram ainda para esta afirmação a prioridade do governo esta- dual em criar e manter progra- mas de qualificação profissi- onal, como o Bolsa Futuro e a Bolsa Universitária, este últi- mo vitrine do tucano, que até o final de seu mandato terá beneficiado 120 mil estudan- tes, além de dezenas de facul- dades e universidades. Câmara Municipal de Luzi- ânia sediou o 20º Encontro Intercâmaras, um programa de Integração, Desenvolvimen- to e Aperfeiçoamento do Poder Legislativo. O objetivo é pro- mover a capacitação e o aper- feiçoamento técnico de verea- dores, assessores e demais in- teressados. O Intercâmaras atua esco- lhendo uma cidade-sede que re- cebe o evento e mobiliza as Câ- maras Municipais na microrre- gião da sede. Realiza palestras relacionadas a temas de interes- se dos legisladores, promoven- do a integração entre os parla- mentares e outras lideranças lo- cais, por meio de projetos edu- cativos, técnicos e científicos, que incluem seminários, pales- tras, cursos e debates. O evento luzianiense contou com o Plenário lotado de verea- dores, assessores parlamentares e servidores de Câmara Muni- cipais não apenas da Ride, que é a Região Integrada de Desen- volvimento do Entorno, mas de municípios de outras regiões, como Morrinhos, Cachoeira Alta, Damolândia, São Patrício, Vianópolis e Trindade. O presidente da Câmara Mu- nicipal de Luziânia, vereador Murilo Roriz abriu o Intercâma- ras dizendo: “Nós, os dezenove vereadores desta Casa de Leis, trabalhamos juntos, em harmo- nia, respeitando uns aos outros, o que faz desta Câmara forte! E receber o Intercâmaras aqui, com representantes da RIDE fortalece ainda mais o nosso tra- balho de legislador”. O prefeito de Luziânia, Cris- tóvão Tormin também usou a Tribuna: “Estive por 12 anos no Legislativo e parabenizo mais esta edição do Intercâmaras em Luziânia.Afinal, não existe Exe- cutivo forte, sem o Legislativo forte. E assim, que continuemos com esta parceria em prol do município”. O deputado estadual Valcê- nor Braz representou o presiden- te daALEGO, deputado estadu- al Helder Valin: “O objetivo é reunir os vereadores da nossa Região para um aprendizado juntos, na busca das melhores soluções para todos”. Encontro de produtores Presidente da Câmara de Luziânia, vereador Murilo Ro- riz, com o apoio dos vereado- res lança o Encontro de Pro- dutores Rurais de Luziânia para tratar sobre as novas rea- lidades do homem do campo. A Secretaria Municipal de Agricultura vai falar sobre a Lavoura Comunitária e Plane- jamento do Solo, além disso, o secretário Tiola disse que vai anunciar benfeitorias para a área rural do município. O Sin- dicato Rural de Luziânia, a CAPRUL, Associações e ou- tros órgãos da área também vão participar do evento. Fabiana Costa vereador Daniel do Sin- dicato cobrou explica- ções, através de indica- ção, do secretário municipal de finanças, sobre um supos- to lago que começou a ser construído no bairro Belvede- re e está abandonado. O vereador pediu cópia do processo licitatório, notas fis- cais, relatório de pagamentos e outros documentos. Daniel argumenta que, devido à fun- ção que ocupa, tomou a ini- ciativa para que a prefeitura cumpra seu papel e dê trans- parência e publicidade em seus atos, como exige a lei, já que no local foi investido dinheiro público. Pronunciamento forte Em uma das sessões do mês de agosto, quando se discuti- am diversos assuntos em ple- nário, principalmente um pro- blema que está se tornando crônico no município, o trans- porte escolar, Daniel criticou a ausência dos secretários para resolver questões que afligem a população. “Secretário da educação não é professor em Cristalina, Secretário de finan- çasnãotemcompromissocom a cidade, secretário de obras não é da cidade, procurador geral não é daqui e tem mui- tos outros que abandonam o povo, não querem discutir os problemas com a população por não ter compromissos” afirmou o vereador, que pro- cura ter uma postura de equi- líbrio para exercer o mandato de vereador. PSL Filiado ao Partido Social Liberal PSL, Daniel tem par- ticipado de reuniões em Goi- ânia, com a direção do parti- Daniel cobra explicações de secretário do, que se prepara para a elei- ção do ano que vem. Com três vereadores em Goiânia, a si- gla tem vereadores em Aná- polis,Aparecida de Goiânia e em outras importantes cida- des do Estado, como Crista- lina, o PSL quer lançar can- didatos a deputado federal e estadual com chapa pura. O Jornal de Cristalina apurou que o PSL tem con- dições de eleger três depu- tados estaduais, haja vista ter uma lista extensa de can- didatos do partido, o que fa- cilitaria, já que nenhum par- tido grande se beneficiaria dos votos do PSL. Com isso um candidato poderia se ele- ger com votação em torno de 15 mil votos. Exemplo do que pode acontecer é a elei- ção de Goiânia, onde o PSL elegeu no ano passado vere- ador com menos de 3 mil votos. Cauteloso, Daniel diz que é cedo para discutir o as- sunto, porque as definições só virão depois de outubro, prazo final l de filiação para quem quer se candidatar no ano que vem. Daniel tem postura equilibra- da e firme nas cobranças que faz à administração Presidente Murilo Roriz comandou evento Intercâmaras Câmara Municipal de Luziânia promove o Intercâmaras Obra do lago está abandonada e não tem previsão de reinício: perigo de doenças Marconi Perillo Com Castro Neto, Luiz Carlos Figueiredo e Daniel do Sindicato, durante evento no escritório político do deputado Valcenôr Braz Em Cristalina, Marconi almoça no ABC da Boa Mesa M A O FOTOS: KLICK DIGITAL - 3612-4377
  6. 6. JORNAL DE CRISTALINA6 Agosto de 2013 40 anos servindo ao Senhor Assembleia de Deus, Ministério Betel, chegou em Cristalina por inter- médio do Pastor Hilário Pe- reira da Silva, então Presi- dente daAssembleia de Deus no Gama, Distrito Federal. Guiado pelo Espírito Santo, o pastor comprou uma casa na cidade em 08 de agosto de 1973, situada à rua José de Goiás Brasil, onde hoje fun- ciona o templo e há diversas salas para o estudo da Bíblia e reuniões. Tendo voltado para o Gama, o pastor Hilário en- viou um obreiro para dirigir a congregação, a saber, o Ir- mão Moacir Almeida, que- veio para a cidade e trabalhou durante 8 meses. Nesse perí- odo, Jesus salvou a Irmã Eu- tália, a primeira pessoa que aceitou a Jesus como Salva- dor nessa Igreja, seguida da conversão de Maria Galhar- do e Alcides Galhardo, José Maurício e esposa Corina. Mais tarde, em março de 1974, o Auxiliar Alcides Go- mes Vieira, que também mo- rava no Gama e trabalhava em Cristalina, foi designado pelo Pr. Hilário para começar a Escola Bíblica Dominical na nova congregação e, no se- gundo domingo de março de 1974,Alcides dirigiu a 1ª Es- cola Bíblica Dominical, da qual participaram os irmãos Aldenora Saraiva e Silva Vi- eira, Moacir Almeida e famí- lia, Maria Galhardo eAlcides Galhardo e José Maurício e Família. Depois de 8 meses, Moa- cir retornou para o Gama e o maranhenseAuxiliarAlcides assumiu a Igreja juntamente com sua esposa, Aldenora Saraiva, que dirigia o Círcu- lo de Oração, permanecendo até fevereiro de 1975. Nesse mês, o Pr. Hilário enviou o também maranhen- se Pastor Raimundo Lima Sobrinho e família para con- tribuírem com o crescimento da Igreja, quando houve mui- tas conversões e o primeiro batismo em águas, ocasião em desceram às águas os ir- mãos Maria Galhardo e espo- so Alcides Galhardo, José Maurício e esposa Corina. A 1ª crente a receber o ba- tismo no Espírito Santo foi a Irmã Maria Galhardo e, em 21 de novembro de 1981, num culto de domingo a 1ª crian- ça desta Igreja foi batizada no Espírito Santo, a saber, a irmã Iguaracy Gomes Saraiva. Desde as primeiras conver- sões e os primeiros batismos, a igreja nunca parou de cres- cer, derramando muitas bên- çãos sobre a cidade, a congre- gação, as famílias e as pesso- as que foram libertas dos seus pecados, recebendo a Jesus Cristo como Salvador de suas vidas. No quadro ao abaixo o nome dos pastores que se es- forçaram e deixaram um le- gado de fé, abnegação e des- prendimento em favor da transformação de vidas, capaz de ser operada somente em nome do Senhor Jesus. A igreja tem uma história grande, que não caberia nes- tas páginas, pois são muitos os benefícios que ela trouxe para a comunidade. Seu atu- al pastor, Jeziel Buarque de Gusmão, resume o trabalho ao longos desses 40 anos: “Juntos, como Igreja do Se- nhor, muito já foi realizado e realizaremos ainda muito mais para o Reino de Deus. Centenas de vidas foram salvas e muitas outras se- rão. Assim, o nome do Se- nhor Jesus continuará a ser glorificado nesta cidade. Porque o povo de Deus se- gue sempre melhorando, no Senhor”. As comemorações, que começaram em julho, termi- nam em setembro com a seguinte programação: 07 – Batismo e Santa Ceia de Comemoração do 40º Aniversário da ADBETEL 08 – Carreata de Comemoração do 40º Aniversário da ADBETEL 13 – Encontro de Mulheres e do Círculo de Oração (MIFADEB) 14 – Encerramento das comemorações do 40º aniversário da Adbetel na cidade 15 – Encontro de Mulheres e do Círculo de Oração (MIFADEB) Templo da Assembleia de Deus Betel Momento de consagração e entrega de vidas ao Senhor Jesus Pastores da Assembléia de Deus ao longo de seus 40 anos em Cristalina: Hilário Pereira da Silva Moacir Almeida Alcides Gomes Vieira Raimundo Lima sobrinho Genival Olégário da Silva José Nunes de Almeida Olegário José da Silva Edson Silva Pereira Jeziel Buarque de Gusmão A
  7. 7. JORNAL DE CRISTALINA 7Agosto de 2013 ± Sete Notas Eliézer Bispo eliezer.bispo@yahoo.com.br O Jornal de Cristalina é uma publicação da empresa ELIÉZER BISPO - CNPJ 13.922.487/0001-01 - Endereço: Rua Floresta, Qd. 12, Lote 07 - Cristalina Velha - CEP 73850-000 - Cristalina - GO - Telefone: (61) 9912-3123 - E-mail: jornaldecristalina@gmail.com e/ou eliezer.bispo@yahoo.com.br - Jornalista Responsável: Eliézer Bispo - DRT GO01469JP - Operários da voluntariedade jornalística: Ezequiel dos Santos Bispo, Tiago dos Santos Bispo e Franklin Ribeiro - Tiragem: 3.000 exemplares - Projeto Gráfico e Diagramação: Marcone Barros – 3568-6394 - Circulação: Goiás - Brasília E X P E D I E N T E FUNERÁRIA SANTA CLARA Serviços funerários, urnas, remoções, tanato, ornamentos, coroas e roupas Avenida Kaled Kozac, 500 - Centro - Fone: (61) 3612-3690 - Cristalina-GO Felizes os que habitam em tua casa, Senhor: aí eles te louvam para sempre. (Salmo 84:4) Promotor de vendas, serviços e planos funerários Sílvio Fone: (61) 8618-4863 ascido em Nuporanga-SP no dia 18 de julho de 1951, filho de família humilde, Buschim, como era chamado, com o faleci- mento do pai quando ele tinha ape- nas sete anos de idade, começou a dar auxílio na igreja da cidade em troca de um sustento para a família que estava passando por momentos difíceis. Aos treze anos, após mudar-se para São Joaquim da Barra-SP, co- meçou a trabalhar como ajudante de sapateiro para complementar a ren- da familiar que era muito baixa e, muitas vezes, passou necessidade, dependendo de terceiros para não passar fome. Nesta mesma cidade, costumava jogar futebol no time da lapa e das tora. Com 17 anos de mudou-se com a família para Orlândia-SP e come- çou a trabalhar como servente de pedreiro para pagar o curso de ma- temática, que posteriormente trocou por economia, pois não tinha tem- po para se dedicar ao curso que era muito exigente, além das viagens diárias que fazia para Ribeirão Preto onde estudava. Após esta fase, co- meçou a trabalhar na CCBE (Com- panhia Construtora Brasileira de Estradas) e nas horas vagas estuda- va para o concurso do Banco do Brasil, no qual foi o único aprova- do da cidade de Orlândia no ano de 1978. Por gostar muito de esporte, tinha um prazer imenso em ser co- mentarista de futebol na rádio da cidade, acompanhando o time nas Igreja de Deus no Brasil comemora 127 anos udo começou numa quin- ta-feira, dia 19 de agosto de 1886 com um grupo de oito pessoas residentes na re- gião montanhosa de Barney Creek, município de Monroe, estado de Tennesee Estados Unidos. Não satisfeitas com as condições espirituais que ob- servavam entre as igrejas da época, onde elas haviam sido membros, estas pessoas sob orientação de um pastor devi- damente ordenado (Richard G. Spurling), se uniram adotando inicialmente o nome de “União Cristã”. A ênfase especial do grupo foi a necessidade de uma vida de santidade em to- dos os aspectos, característica que até hoje se sobressai na Igreja de Deus. Esta atitude provocou o derramamento do Espírito Santo sobre aqueles humildes camponeses. Com esta experiência, distinta da salvação, o grupo passa a se identificar como Pentecostal. Este movimento, conhecido historicamente, como o pri- meiro derramamento do Espí- rito Santo na era moderna (pós-apostólica), iniciou-se em 1896, notadamente, no peque- no e persistente grupo chama- do “União Cristã”. A partir desta experiência, grande coi- sa Deus começou a fazer. Mui- tos foram salvos, curados e batizados com o Espírito San- to, tendo como evidência ini- cial o falar em línguas estra- nhas. Com a experiência do batis- mo no Espírito Santo, o grupo passou a chamar-se “Igreja da Santidade”. Somente em 1907 foi adotado oficialmente o nome Igreja de Deus, tirado da Bíblia com base em Atos 20:28; I Cor. 1:2, 11; II Cor. 1: 1; etc. A partir dessa data o crescimento da igreja tem sido em todas as dimensões: numé- rico, estrutural, administrativo, social, educacional, missioná- rio, espiritual e evangelístico. O início, no Brasil, ocorreu no dia 12 de maio de 1955, quando passou a ser denomi- nada, conhecida e registrada como Igreja de Deus no Brasil cujo escritório administrativo nacional encontra-se localiza- Homenagem a JoãoAugusto Buschim viagens que fazia pela região, como também, fez parte da diretoria da AABB durante vários anos. Em 1980 casou-se com Zilda em Orlândia-SP, onde residiram por apenas dois anos e meio antes de ter o primeiro filho “Danilo”. Um ano e cinco meses após, nasceu “João Henrique”. Em 1984, foi aprovado em um concurso interno do Banco, transferindo-se para Cris- talina - GO. Após três meses desta mudança, o nosso querido pai foi presenteado com o terceiro filho, “Guilherme”. Nessa cidade goiana, além de bancário, o seu lema era trabalhar intensamente pela comunidade, no que tinha um prazer imenso. Foi diretor social da AABB durante quinze anos, fundador e presidente do Clube de Serviço Leões do Bra- sil por seis anos, como também fun- dador e diretor financeiro da APAE durante dez anos. Como possuía descendência italiana, também par- ticipou ativamente do Círculo Ita- liano. No ano 2.000, foi homena- geado pelo Rotary Club pelos rele- vantes serviços prestados à comu- nidade cristalinense. Após aposentar-se pelo Banco do Brasil, mudou-se novamente para Orlândia com o intuito de fi- car mais próximo dos familiares, onde encontrou o seu aconchego em meio à natureza, no Jardim Ma- riotto. Nesta cidade, reencontrou antigos amigos, como também fez novas amizades, com as quais se reuniam todas as sextas-feiras numa edícula no bairro da Gruta para jantar, cantar, dançar e contar histórias. Pai dedicado e muito presente, incentivou-nos a trilhar e acreditar nos nossos sonhos, deixando-nos um exemplo de esforço e amor in- condicional. Estará em cada pensa- mento dos nossos dias, motivo de orgulho e de alegria. À nossa mãe, a quem tanto amou e honrou, deixará saudades e amor eterno. Com uma trajetória simples, sempre marcou presença por onde passou e que resultou em grandes amizades. A sua alegria e compa- nheirismo serão lembrados nos co- rações de todos que viveram ao seu redor. Zilda e filhos do em Brasília. A sede inter- nacional da Church of God está na cidade de Cleveland, EUA, Estados Unidos daAmé- rica, onde ela iniciou sua tra- jetória em 19 de agosto do ano de 1886.AChurch of God está presente em 182 países, com aproximadamente dez milhões de membros. Em Cristalina a Igreja é di- rigida pelo Bispo Urias Vieira de Souza há cerca de 15 anos. Com programações especiais para atrair novas vidas a Jesus Cristo, a Igreja vai celebrar em seu templo, na praça da Bíblia, a Independência do Brasil, com três cultos, nos dias 06ª 08 de setembro. Todos são convidados. *18/07/1951 †30/07/2013 Bispo Urias é o pastor da Igreja de Deus, em Cristalina T N Reação de Marconi Enquanto a oposição de Goiás se engalfinha na briga de quantos candidatos terá para a disputa pelo governo em 2014, o governador Marconi Perillo (PSDB) vai construindo seu caminho para a reeleição. Sem admitir publicamente que é candidato, a agenda do tucano se intensifica e ele deve che- gar forte para a quarta disputa pelo governo goiano. E o PMDB? No PMDB Íris Rezende continua doidinho para ser candi- dato. Só não será se não quiser. Já o empresário Júnior Friboi tenta nadar contra a maré irista, que manda no partido há 50 anos. Júnior tem como trunfo sua dinherama e o apoio de alguns prefeitos, deputados federais e estaduais, que não su- portam a cara de Íris. O PT... O Partido dos Trabalhadores ensaia uma candidatura pró- pria, mas Lula, que manda no PT no Brasil inteiro, deve en- quadrar a turma e fazê-la apoiar o PMDB, já que o chefe petista sonha em derrotar Marconi Perillo. Portas abertas Bernardo Fachinello diz que Roberto Balestra abriu o co- ração e as portas de seu gabinete para Cristalina. O vereador comemora a vinda de uma “patrola” através de emenda do deputado federal. O vereador garante que a verba já está empenhada e logo a máquina chegará. Em se confirmando tal feito é a primeira vez na história que um vereador traz um benefício de tamanha grandeza via Governo Federal. Prestígio Marquinho Abrão foi padrinho de formatura da turma de pedagogia da Faculdade Anhanguera. O evento ocorreu há poucas semanas e mostra que Marquinho não perdeu presti- gio junto a professores e estudantes, haja vista ele ter recebi- do convites para ser padrinho de várias turmas no final do ano. E aceitou. Aeroporto e ZPE Em dois discursos que fez durante o Festival ABC o pre- feito Luiz Attié garantiu que a construção de um grande ae- roporto em Cristalina, para desafogar o Aeroporto de Brasí- lia e de uma Zona de Processamento de Exportação – ZPE, são favas contadas. Não obstante as promessas estarem fi- cando velhas, se as obras vierem mesmo, vai ser ótimo para a cidade. Vergonha A Terracris está assustando muita gente de bem que mora em suas casas há anos. Um dia desses um cidadão reclamou para o Jornal que a casa onde mora há 20 anos, ele foi infor- mado por funcionária da Terracris, não era mais dele. Tem que pagar uma alta quantia para a prefeitura. Seria a indeni- zação pelo uso do lote. “Estão querendo me roubar. Essa Terracris é uma vergonha”, falou o indignado cidadão crista- linense. Desabafo Proprietária de empresa que prestou serviço no transporte escolar para a prefeitura desabafou via Facebook por não receber da Secretaria da Educação Municipal uma dívida antiga, fato que está causando sérios transtornos à vida fi- nanceira da empresa. A turma se fingiu de morta e não fez compromisso para pagamento. Triste sina do transporte es- colar no município. Estímulo Tem muita gente incentivando e estimulando o vereador Daniel do Sindicato para que ele se candidate a deputado estadual em 2014. E a situação não é diferente com Luiz Henrique. Como já dito aqui, um dos dois vai para a disputa. Boom de mídia A agricultura irrigada está colocando Cristalina na mídia de forma positiva. Grandes jornais do Brasil inteiro e redes de televisão sentem prazer em conhecer e divulgar o proces- so de irrigação utilizado no município e os benefícios que são trazidos. Nas últimas semanas, por causa do ABC da Boa Mesa, o boom de mídia foi impressionante. E graças à inici- ativa privada, que não pega carona, mas faz acontecer. Para a 33? Como sempre, muitos assuntos, com textos produzidos na maioria das vezes, ficam de fora. É porque as páginas do jornal não comportam ($$$). Retiramos da pauta desta edi- ção o editorial “Os ladrões e a Reforma Política”, notícias sobre uma rápida viagem à Europa, repercussão da edição especial de julho e a reportagem sobre a rua Goiás. Tomara que não falte espaço na 33.
  8. 8. JORNAL DE CRISTALINA8 Agosto de 2013 o dia 15 de agosto de 2013, o vereador Luiz Henrique Trolle de Bar- ros encaminhou ao expedien- te da Câmara Municipal um requerimento para realizar sessão solene em homenagem a Escola Especial Dr. João Bosco Renno Salomon - APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Cristalina-GO, em virtude da 16ª Semana Nacional da Pes- soa com Deficiência Intelec- tual e Múltipla de Cristalina (de 21 a 28-08-2013). A sessão solene aconteceu no dia 22 e foi um sucesso. Os pais, alunos, funcionários e professores da APAE com- pareceram em peso, junto com outros cidadãos cristali- nenses. Luiz Henrique desta- cou a atuação da Apae com os relevantes serviços que presta à sociedade na áreas de educação, saúde, assistência social e capacitação profissi- onal para com os cidadãos portadores de necessidades especiais. Emocionado e consciente de seu dever, Luiz Henrique enalteceu o trabalho daApae. “Gostaria de parabenizar toda a Apae de Cristalina pelo tra- balho de excelência que tem prestado nos últimos 16 anos para a sociedade cristalinen- se. Se hoje existe um traba- lho de inclusão educacional e social no nosso município, isto se deve-se a existência dessa instituição, falou o ve- reador, ressaltando que em 2006 foi implantada a Asses- soria de Educação Especial na Secretaria Municipal de Educação de Cristalina- GO, através de projeto desen- volvido pela diretora, Maria Cristina Jorge Maróstica e ele próprio. Luiz Henrique parabeni- zou o presidente da Apae, Antônio Carlos Picolotto e toda a diretoria, bem como os funcionários, professores, voluntários, pais e alunos. “Vocês são os responsáveis pelo sucesso da Apae em CristalinaToda a comunidade deve muito a vocês por isso os agradeço”, falou. Lei Orgânica e Regimento Dinâmico na atuação legis- lativa, Luiz Henrique entre- gou à Mesa diretora da Câ- mara um relatório da Comis- são Especial responsável pela reforma da Lei Orgânica do Município e do Regimento Interno da Câmara. O verea- dor é o presidente da Comis- são, que elaborou proposi- ções como a da participação popular, sendo inserido um título no regimento que trate deste tema tão importante. Também, a criação da procu- radoria de defesa da mulher, e outras sugestões de altera- ção de alguns artigos do regi- mento e da lei orgânica. Transporte desumano No dia 17 de agosto de 2013, o vereador Luiz Henri- que visitou proprietários ru- rais na região dos Bagres, onde a principal reclamação continua sendo as estradas, que em alguns locais está pra- ticamente intransitável, preo- cupando mais de 20 famílias (100 pessoas) e 10 alunos que são transportados para as es- colas municipais de forma desumana. O vereador fez uma indicação ao Prefeito Municipal solicitando que fossem tomadas as providên- cias necessárias de forma ur- gente para sanar o problema. Motoristas sem receber Luiz Henrique recebeu grave denúncia da falta de pagamento a três motoristas que trabalham em linhas de ônibus doAssentamento Três Barras. Ao averiguar a situa- ção o edil apurou que estes iniciaram o trabalho no dia 6 Sessão Solene em Homenagem ao excepcional de maio de 2013 e até mea- dos de agosto só receberam 70% do salário referente ao mês de maio, sendo que o res- tante só será pago em dezem- bro de 2013, segundo pala- vras do secretário municipal de educação “isso é um ab- surdo, porque quem trabalha tem que receber em dia”, fa- lou, indignado, o vereador. Os vereadores Luiz Henri- que e Daniel do Sindicato fo- ram até a região das Três Bar- ras para investigarem o ocor- rido. Tiraram fotos dos ôni- bus cedidos pelo Governo Federal, que estavam para- dos, devido ao não pagamen- to dos motoristas pela Prefei- tura Municipal. Também con- versaram com pais de alunos da região, que estavam indig- nados. Os vereadores fizeram um dossiê de toda a situação e protocolaram a denúncia ao Ministério Público no dia 16 de agosto de 2013. O deputado federal licen- ciado, Tiago Peixoto, titular da Secretaria Estadual de Educação, deve se candidatar à reeleição e conta com im- portantes apoios em Cristali- na. O prefeito municipal, Luiz Attié, já demonstrou por di- versas vezes que nutre simpa- tia pelo colega de partido (ambos são do PSD) e deve apoiá-lo em 2014. Com o apoio de Attié, certamente vários vereadores e secretári- os municiais irão juntos, já que é importante para o pre- feito dar uma boa votação para seu candidato. Outro que está entusias- mado com o secretário é o jo- vem Franklin Ribeiro, que não esconde de ninguém que apoiará a reeleição de Tiago. Um dos goianos mais influ- entes das redes sociais, Franklim defende de forma intransigente as ações do go- vernador Marconi Perillo e também da Secretaria de Educação. “Quando abraço uma causa, é pra valer. Ain- da mais quando estou ao lado de pessoas tão nobres e dig- nas como Marconi Perillo e Tiago Peixoto”, afirmou ele, que é tucano desde o ventre da mamãe. Tiago Peixoto em Cristalina Franklin Ribeiro com Tiago Peixoto Câmara aprova pedido de informações ao TCM sobre secretário de educação a Sessão da Câmara de 4ª feira, 28/8, o vereador Rosivaldo Pelota conse- guiu aprovar o requerimento de pedido de informações so- bre o Secretário de Educação junto ao Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás onde lhe foi imputado um débito de R$ 3.773.327,40, face ao julga- mento de questões relaciona- das a sua gestão à frente do Fundo de Previdência dos Servidores Públicos de Apa- recida de Goiânia. Votaram a favor da apro- vação do requerimento e, por- tanto, para pedir as informa- ções e cópia integral do pro- cesso junto ao Tribunal de Contas, os vereadores Rosi- valdo Pelota, Gilsão do Ma- rajó, Luiz Henrique e Daniel do Sindicato. Votaram contra o pedido de informações os vereadores José Orlando de Paiva e Ber- nardo Fachinello. Se abstiveram de votar os vereadores Luciana Cândida e Zemar da Garagem. Estavam ausentes justifica- damente as vereadoras Cirle- ne Mary e Lúcia Salles. Ausentes no momento da votação por motivos de força maior, os vereadores Marce- lo Pezão e Caixeta. Polícia na Câmara Uma discussão acalorada, característica de qualquer ple- nário democrático (vide STF, Câmara dos Deputados e Se- nado) entre o vereador Rosi- valdo e o presidente da Câ- mara, Olivar Caetano, termi- nou com a presença da Polí- cia Militar no plenário da Câmara Municipal. Incomodado com questio- namentos feitos por Pelota, o presidente, demonstrando falta de conhecimento de suas funções, exorbitou e mandou sua assessoria tele- fonar para a Polícia, que che- gou no local e ficou cons- trangida, porque Olivar que- ria, sem o mínimo poder para isso, que a força policial lhe obedecesse e expulsasse o vereador do plenário. Prepa- rados, os policiais ainda ori- entaram o presidente sobre as atribuições da da PM e la- mentaram ter que atender uma ocorrência dessa natu- reza, enquanto existem ou- tras missões muito mais im- portantes para serem realiza- das na proteção da comuni- dade. Como diz Boris Casoy: “Isso é uma vergonha” Rosivaldo Pelota tem atuação fir- me e combativa no parlamento Luiz Henrique discursa durante sessão solene em homenagem ao excepcional N N
  9. 9. JORNAL DE CRISTALINA 9Agosto de 2013 Agora atendendo também o Saúde Bradesco Alunos da Escola Presidente Kennedy foram premiados du- rante o ABC Público do Festival realizado em Cristalina bateu a casa dos 15 mil visitantes. Mais de duas mil refeições foram servidas e participação mostra que evento é uma excelente forma de atrair turistas e divulgar o município ABC da Boa Mesa coroado de êxito proximadamente 15 mil pessoas passaram pelo circuito do Festival do Alho, Batata, Cebola e Leite de Cristalina, o ABC da Boa Mesa, no período de 16 a 18 de agosto, na Praça da Liber- dade. O evento teve como principal característica a par- ticipação maciça de produto- res de alimentos da região e comunidade do município, além de visitantes de diversas localidades de Goiás, incluin- do outros Estados e o Distri- to Federal. Segundo os organizadores do evento, os resultados cor- responderam aos objetivos do projeto de aproximação dos produtores de alimentos lo- cais com a sociedade e podem ser medidos pelos números que representam todo o cir- cuito, que foi instalado em uma área de aproximadamen- te 1,8 mil m2 com capacida- de para 1,2 mil pessoas, sen- do 800 sentadas. O evento abriu espaço para realização de três Oficinas Gastronômicas Conceituais para aproximadamente 100 pessoas, incluindo donas de casa, profissionais de bares e restaurantes e pessoas que querem empreender o próprio negócio. Oportunidade para apresentação do cenário de produção sustentável das ati- vidades. Durante o final de semana, foram consumidos uma tone- lada de batata, 600 quilos de cebola e 240 quilos de alho - doação dos produtores. As empresas Piracanjuba, Itam- bé e Coopervap doaram leite, queijos e bebidas lácteas con- sumidos nas oficinas, cozinha show e degustação nos estan- des. Os três restaurantes, sob o comando dos cinco chefs do Festival, prepararam 2,1 mil refeições para o almoço e jan- tar, com o cardápio “Muito Sabor entre QuatroAmores”, composto por mais de 20 pra- tos, além de guarnições. Nos estandes dos parceiros espe- cializados em petiscos, foram comercializadas 655 porções. Aproximadamente 850 li- tros de chope foram consumi- dos nos três dias, além de ou- tras bebidas como sucos, re- frigerantes, cervejas e água mineral. No estande do ABC Solidário, 1,8 mil doces vari- ados, incluindo chocolates artesanais, e outros 126 qui- los de tortas foram vendidos. Porções de batata frita foram 1.625. A Associação de Pais e Amigos do Excepcional (APAE Cristalina) recebeu 400 quilos de cebola, 550 quilos de batata e 180 quilos de alho. Foi tudo comerci- alizado durante o Festival. A área de exposição de produtos e serviços foi com- posta por 12 empresas. Se- gundo os expositores, o even- to abriu oportunidade de per- cepção positiva das marcas pelo público do evento, inclu- indo pessoas da comunidade. Reconhecimento de Marconi O Governador de Goiás, Marconi Perillo, visitou o Festival no dia 17 e ficou im- pressionado com a estrutura do evento. “Sempre tive consciência do papel relevan- te de Cristalina no agronegó- cio brasileiro, com altíssima produtividade agregada à ele- vadíssima tecnologia”, falou, enquanto visitava os estandes e degustava pratos preparados à base dos produtos do ABC. “Esse município rico nos ajuda bater recordes. Se Goi- ás é hoje um dos grandes pro- dutores do Brasil, um estado campeão na geração de em- pregos, um exemplo de cres- cimento industrial, um dos que mais cresceu nas impor- tações e um dos que mais cresceu no Produto Interno Bruto, nós devemos isso ao esforço dos trabalhadores, dos produtores, das autorida- des e do povo de Cristalina”, disse Marconi, reconhecendo a importância do município para alavancar o desenvolvi- mento do Estado. Homenagem Durante o encerramento do ABC da Boa Mesa, a família do engenheiro agrônomo Lu- ciano Queiroz, falecido ano Marconi e José Mário Schreiner, presidente da Faeg, junto com organizadores e autoridades do município Falcão fez a alegria de todos em sua apresentação na “Cozi- nha-Show” A comediante Concesa deu aula de risos no Festival passado, foi homenageada.A viúva Patrícia e os pais Ma- riaAugusta e Oliveira (repre- sentados pelos filhos Eliane e Fabio) receberam da orga- nização do Festival uma pla- ca moldada em pedra em for- ma de agradecimento. Lucia- no era integrante ativo do ABC e foi peça importante na consolidação do evento. Após a homenagem, ini- ciou-se os discursos de ence- ramento. Airton Arikita, da organização, falou sobre a importância do produtor de alimentos para Cristalina. “Ninguém chega ao 1° PIB Agrícola do País por acaso. É muito trabalho e investimen- to em tecnologia. Mas não basta falar apenas da riqueza produzida pelo campo. É pre- ciso se relacionar com todos os segmentos da sociedade. É importante que o exemplo do ABC fique conosco todos os dias.” Enilton Kennedy, que dis- cursou em nome da cadeia do leite que estreou este ano no ABC da Boa Mesa, lembrou que não é por acaso que o gru- po se juntou aos produtores de alho, batata e cebola. “Se trabalharmos juntos, como o pessoal do ABC faz, vamos melhorar a vida dos produto- res de leite e aumentar a for- ça de nosso setor.” O prefeito Luiz Carlos At- tié agradeceu aos produtores de alimentos pelo empenho na realização do Festival. Masashi Hiroshima, gerente da Regional Entorno do DF do Sebrae Goiás, também elo- giou o empenho dos organi- zadores. “Durante três dias, não só Goiás como todo o Brasil viu de perto a impor- tância dos produtores de ali- mentos.” Aprovação Visitantes doABC aprova- ram, mais uma vez, a organi- zação do evento, totalmente gerido por produtores e em- presas ligadas à cadeia do ABC. As atrações artísticas, as oficinas gastronômicas, a participação de várias escolas e a parceria firmada com vá- rias empresas garantiram o sucesso do evento, que terá sua quinta edição em 2015. A FOTOS: ALEX MALHEIROS
  10. 10. JORNAL DE CRISTALINA10 Agosto de 2013 Parceriasquegarantemsucesso Empreendimentos feitos com trabalho, união respeito às leis, trazem benefícios para Cristalina O Setor Gomes da Frota está sendo preparado para ser um dos melhores locais para morar Construtora De Paula e Amorim celebra o resul- tado de seus empreendi- mentos em Cristalina. Agin- do com lisura e responsabili- dade na execução de todos os seus projetos, não somente na cidade, já que a empresa tem obras em Luziânia e Valpara- íso de Goiás, os proprietários Fábio Rodrigues de Amorim e Thiago Paulo Carlito da Sil- va comemoram a aceitação dos cristalinenses. “O Resi- dencial Dona Deja é um su- cesso, quem já adquiriu seu apartamento está plenamente satisfeito com o andamento e com a qualidade da obra”, fala Fábio Amorim, um cris- talinense preocupado em tra- zer coisas boas para a cidade. Depois de participar da quarta edição do Festival ABC da Boa Mesa, onde a Construtora ocupou um mo- vimentado estande, quem acompanha o desenrolar da arrojada obra, viu, no dia 27 de agosto, a colocação da úl- tima laje do prédio, que tem arquitetura belíssima. “Va- mos dar uma atenção especi- al agora ao interior, ao aca- bamento”, informouAmorim, salientando a previsão para a conclusão do pro- jeto é de pouco mais de um ano. Zeloso com os negócios que reali- za, Fábio fala en- tusiasmado sobre o loteamento Gomes da Frota, que está sendo implantado de acordo com as exigências da le- gislação. “Vai ser um dos melhores loteamentos não de Cristalina, mas do Brasil, com in- fraestrutura com- pleta, asfalto, rede de água, rede de luz, belas avenidas e praças, área de lazer e muito mais”, diz, afirmando que to- dos os requisitos foram rigo- rosamente observados antes do início das vendas. “A área do loteamento está registrada no Cartório de re- gistro de Imóveis de Cristali- na, que está entre os cinco melhores do Brasil. Todos co- nhecem a idoneidade e a se- riedade do senhor Ibraim Al- ves de Macedo, titular do car- tório e sabem que ele é exi- Marcelo Felipe, Rafael Venâncio (Proprietário do Venâncio 2000), Fábio Amorim, Sinval Nascimento (empresário de Santa Maria da Vitória – BA) e Ron- nie Peterson durante o ABC Gerente da Caixa Econômica Federal Arley, Malo Martini, Marcelo Felipe, Henrique Gonzatti e Fá- bio Amorim – Entusiasmo e satisfação com as par- cerias firmadas No estande da Construtora De Paula e Amorim, no ABC, Amélia, Fábio Amorim, engenheiro Luiz An- tônio de Barros, Ronnie Peterson, vereador Luiz Henrique e o corretor Fábio Barreto O empresário César Rosa, parceiro da Construtora De Paula e Amorim no setor Gomes da Frota, é um entusiasta dos investimentos em Cristalina gente e rigoroso com todos os registros que ali são feitos”, ressalta o empresário. É im- portante lembrar que quem adquirir um lote no Gomes da Frota receberá a sua escritura sem nenhum problema, já que o loteamento é legalizado e qualquer cidadão pode confe- rir junto ao cartório, se dese- jar, solicitando uma certidão. Um acontecimento levan- tado pelo Jornal de Crista- lina é que para for- malizar o negócio, há cerca de dois anos, Fábio esteve no Rio de Janeiro, onde se encontrou com o Brigadeiro Ivan Gomes da Frota, antigo pro- prietário da gleba que envolve o lo- teamento. “Temos que agradecer ao Brigadeiro, porque ele nos deu a opor- tunidade vendendo o terreno e possibi- litou que mais esse empreendimento fosse realizado na nossa querida Cristalina”, conta Fábio, frisando ainda: “Tenho compromisso com minha cidade, com mi- nha origem.Tenho orgulho de ser filho de Cristalina, por isso que busco, junto com Thiago, fazer o melhor para nossa terra”. Fabinho, como é chamado pelos amigos, ressalta a im- portância de apoios, como o do Brigadeiro Ivan Frota e elenca outros. “O prefeito municipal (Luiz Attié) nos convidou e nos incentivou a investir em Cristalina. O apoio da prefeitura é impres- cindível. O empresário pau- lista César Rosa, parceiro no setor Gomes da Frota e ho- mem de grande visão empre- sarial, presidente da Velho Barreiro, se encantou com nosso projeto de investi- mento no município”, diz, lembrando que está muito feliz com a parceria firma- da com os corretores de imó- veis de Cristalina, os quais estão engajados na comerci- alização dos imóveis perten- centes à construtora De Pau- la e Amorim. Para concluir Fabinho co- mentou a parceria feita com o empresário Henrique Gon- zatti para novos empreendi- mentos. “Estamos no mesmo ramo e nos unimos em prol do progresso da nossa cida- de. Vamos embelezar Crista- lina com a construção de pré- dios comerciais e residenci- ais super modernos, com re- quintado gosto arquitetônico. Queremos fazer o melhor”, finalizou Fabinho, agradeci- do a todas as pessoas que têm apoiado e incentivado o seu trabalho. A FOTOS: KLICK DIGITAL - 3612-4377
  11. 11. JORNAL DE CRISTALINA 11Agosto de 2013 De acordo com reportagem do jornal O POPULAR, publica- da em 22 de agosto, Cristalina, por causa da irrigação, está na contramão do Estado e continua gerando empregos. O repórter Ricardo César, com dados fornecidos pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged, do Ministério do Tra- balho e Emprego, informa no texto: “Cristalina foi a cidade com melhor desempenho no Caged, em Goiás, no mês de julho, ge- rando 414 empregos celetistas. Isso se deve, principalmente, à agricultura irrigada, ponto forte na economia do município que, segundo o IBGE, é o maior PIB Agrícola do País.” Quem puder ler, veja essa importante informação, que co- loca o município em destaque justamente na hora em que ana- listas apontam que Goiás já não gera tantos empregos como antigamente, motivo pelo qual Cristalina, que continua cres- cendo acima da média, desbancou até a capital goiana. O mérito dos irrigantes cristalinenses deve ser exaltado, ain- da mais porque não contam com apoio essencial na infraestru- tura, já que sofrem com falta de estradas, pontes, energia e outros incentivos que poderiam ser oferecidos pelo poder pú- blico em todos os níveis. Mais uma vez, parabéns a esses tecnificados e qualificados profissionais que são responsáveis pela geração de empregos diretos e indiretos, fato que coloca o nome de Cristalina em um patamar bem elevado. O pivô da riqueza em Cristalina Município do Entorno tem o maior número de equipamentos de irrigação da América Latina. Tecnologia permitiu o incremento da produção e o aumento do PIB, mas a instabilidade no fornecimento de energia elétrica emperra o crescimento Flávia Maia bom desempenho daAgri- cultura tem assegurado ao Brasil resultados positivos na geração de riquezas. Essa força Agrícola deve-se a mu- nicípios de pequeno para mé- dio porte, como Cristalina. Lo- calizada a 131km de Brasília, a cidade tornou-se um caso de sucesso do agronegócio brasi- leiro. Em cinco anos, o município duplicou a participação naci- onal no segmento e consoli- dou- se como o maior Produto Interno Bruto (PIB) Agrícola do país. O segredo está no cli- ma e na altitude favoráveis e, principalmente, no investi- mento em tecnologia visando o aumento dos índices de pro- dutividade. Na cultura de Milho, por exemplo, Cristalina produz 2,2 vezes a média nacional- são 13,2 mil quilogramas por hec- tare (kg/ha). No caso do fei- jão, a proporção é de 1,6 em relação ao índice médio - são 4,68 mil kg/ha. E, no algodão, fica em 1,28. Um dos trunfos de Cristali- na foi o investimento pesado em irrigação. O município tem 635 pivôs centrais. É a cidade da América Latina com a mai- or quantidade do equipamen- to: 55,56% das propriedades contam com o instrumento, enquanto, no Brasil, esse índi- ce é de 1% e, no Centro-Oes- te, de 5,25%. O método per- mite ao produtor fazer até três colheitas por ano. Com a pro- dutividade nas alturas, estima- se que o PIB da cidade fique em R$ 1,3 bilhão. Mas esse valor poderia ser bem maior e chegar na casa dos R$ 2 bilhões. Assim como a área irrigada poderia ser du- plicada, subindo de 53 mil hec- tares irrigados para mais de 100 mil. A questão é que, como em outros municípios, o desenvol- vimento econômico de Crista- lina esbarra na burocracia e nos gargalos de Infraestrutura. “Nós estamos nos esforçan- do para duplicar a área irriga- da no Brasil, passar dos 5 mi- lhões de hectares para 10 mi- lhões. Isso geraria 8 milhões de empregos diretos e indire- tos e incremento de R$ 17,5 bilhões no PIB Agrícola. Mas travamos nas outorgas e na es- trutura”, explica Og Arão, se- cretário executivo do Instituto da Confederação Nacional da Agricultura (CNA). Rede precária Entre as principais queixas dos produtores locais, está a energia elétrica, força motriz do pivô: falta o serviço e ele oscila constantemente. Em 10 anos, a área irrigada dobrou e quase nada foi feito para mo- dernizar a rede elétrica. Para todos os moradores poderem tomar banho sem o chuveiro cair de fase e, de uma hora para outra, ficar gelado, os agricul- tores evitam ligar os pivôs das 18h às 21h. Quem usa o equi- pamento paga caro por isso. Para compensar, a Companhia Energética de Goiás (Celg) instituiu a tarifa verde. Os agri- cultores que ligam os pivôs das 21h às 6h pagam menos pelo uso da força. A esperança era a Usina Batalha, que deve ser construída entre Cristalina e Paracatu (MG). A nova hidre- létrica produzirá 57 kVA. Po- rém, a área a ser inundada será a mesma que os agricultores esperavam para aumentar a ir- rigação na cidade. “No fim, vai atrapalhar o aumento da poten- cialidade de irrigação na cida- de”, lamenta João Gruber, ge- rente administrativo da fazen- da Hayashi Batatas. “Temos a subestação de Luziânia (GO), o que precisa- mos é investimento em linhas de transmissão. Com70km de linha, nosso problema imedi- ato estaria resolvido”, afirma Renato Caetano, presidente da Associação de Agrônomos de Cristalina. Enquanto a linha não é construída, a saída é ter geradores. A fazenda Hayashi Batatas conta com três para manter os laboratórios de pes- quisa em melhoramento e o lavador de batata. A VeraCruz tem um.”Se eu ficar sem ener- gia, perco a produção de leite.No começo, eu ligava para a Celg e a atendente me falava que não tinha previsão. Eu ficava preocupado porque poderia perder toda a produ- ção”, conta o proprietário da VeraCruz, Enilton Kennedy. Ele diz ainda que as máqui- nas agropecuárias possuem dispositivos para desligarem em caso de oscilação de modo que os motores não queimem. “Aí, precisa do gerador para manter o equipamento sempre ligado”, complementa. O prefeito de Cristalina, LuizAttie, informou que a pre- feitura e a Celg firmaram um convênio para a duplicação da linha de transmissão que vem da Usina de Rio Vermelho. Com isso, a rede atual passará de 53 kVApara 98 kVA.Aobra deve começar em fevereiro de 2014 e será entregue em no- vembro do mesmo ano. O Cor- reio entrou em contato com a Celg para saber sobre o pro- blema de energia elétrica na região de Cristalina, mas não obteve resposta até o fecha- mento da edição. (Matéria publicada no Correio Braziliense, de 03/09/2013). om colheita recorde de 186,1 milhões de toneladas de grãos e fibras na safra 2012/ 2013, o setor agropecuário pro- porcionou ao Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro um cres- cimento de 1,5% na comparação o entre segundo trimestre de 2013 e o primeiro trimestre. No mesmo período, o PIB do setor agropecuário cresceu mais que os demais setores juntos e regis- trou alta de 3,9%. O bom desem- penho foi garantido pelas cultu- ras de soja, milho e feijão. Para o presidente da Federa- ção daAgricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), José Mário Schreiner, esse crescimento do setor pode ser potencializado ainda mais se os governos tra- tarem com seriedade as ques- tões de logística e infraestrutu- ra, por exemplo. “Precisamos que os proble- mas com nossos portos e estra- das sejam resolvidos. A Ferro- via Norte-Sul, por exemplo, já está sendo construída há mais de 30 anos e não sai do papel. Por mais uma vez o setor agropecu- ário provou que é o sustentácu- lo da economia brasileira. As culturas de soja, milho e feijão foram as que puxaram o resulta- do positivo do PIB do agro e foi a agropecuária que garantiu o crescimento do PIB nacional. Se tivermos mais investimentos, o potencial de crescimento do se- tor será muito maior”, afirmou o presidente da Faeg. Zé Mário esteve em Cristali- na participando do festivalABC e enalteceu o município por ser um dos pilares da agricultura no Brasil. “Produtores como os de Cristalina, que aplicam alta tec- nologia e se dedicam com pro- fissionalismo inigualável duran- te todo ano, multiplicam os re- sultados da produção e ajudam garantir o PIB brasileiro, come- morado pelo Governo”, finali- zou o presidente. SetorAgropecuário alavanca PIB brasileiro Na contramão de Goiás Irrigação é responsável pelo desenvolvimento econômico e tecnológico de Cristalina Zé Mário elogiou o profissio- nalismo dos produtores O C
  12. 12. JORNAL DE CRISTALINA12 Agosto de 2013 GENTE QUE BRILHA A Caixa Econômica Federal, que acaba de iniciar operações para atender o produtor rural, marcou presença no ABC da Boa Mesa. O gerente local, Arley, junto com o colega Age- nor, tomaram conta do estande. Os professores da Academia Kodokan, Luka, Ana Caroli- na e Leonardo, ao lado do Coronel Evaldo, antes da orga- nizada e empolgante Corrida do Pacificador, realizada no Dia do Soldado. Em bela cerimônia e diante de muitos amigos e familiares, Viviane e Warley subiram ao altar para selar o compromisso do amor eterno. A Ótica Verona se mudou para a praça JoséAdamian. Hélio Tavares (C), ao lado dos colaboradores Jésus e Rafael, está feliz com as instalações e com a receptividade da clientela. A pequena Letícia, orgulho e alegria de Devys e Graziela, além de muito carinho e afeto, recebeu depresenteumalindaeinesquecívelfestanaAABB. Luíza Moema recebeu muitos abraços, bei- jos, presentes e flores para comemorar seus 15 anos. Thainá e Tatiane distribuíram simpatia no estande da Itambé, no Festival ABC. O casal Samara e Luiz Otávio, proprietá- rio da Samet, é exemplo de profissionalis- mo quando o assunto é saúde. Ela é enfer- meira e ele, médico. Bernardo Fachinello, que comemorou ani- versário em agosto, ao lado de duas de suas paixões, a filha Pâmela e a amada Vanes- sa Valéria. FOTOS: KLICK DIGITAL - 3612-4377

×