Diretor: João Filipe
Jornal de distribuição gratuita
Nº 339
De 20 a 26                                                    ...
2|             DOMINGO
               20 • JUNHO • 2010                                                                   ...
entrevista                                                                                                                ...
4|                                       DOMINGO
                                                                         ...
sete dias                                                                                                                 ...
6|             DOMINGO
               20 • JUNHO • 2010                                                                   ...
tema capa Pense!                                                                                                          ...
8|             DOMINGO
                                     20 • JUNHO • 2010                                             ...
Folha
                                           CENTRO DE AJUDA
                                                         ...
2i |              DOMINGO
                  20 • JUNHO • 2010                                              superação
     ...
reflexão                                                                     DOMINGO
                                     ...
Folhaportugal339
Folhaportugal339
Folhaportugal339
Folhaportugal339
Folhaportugal339
Folhaportugal339
Folhaportugal339
Folhaportugal339
Folhaportugal339
Folhaportugal339
Folhaportugal339
Folhaportugal339
Folhaportugal339
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Folhaportugal339

706 views

Published on

Published in: Technology, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
706
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
18
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Folhaportugal339

  1. 1. Diretor: João Filipe Jornal de distribuição gratuita Nº 339 De 20 a 26 SEMPRE de junho de 2010 AO SEU EDIÇÃO NACIONAL LADO 50.000 e x e m p l a r e s folhadeportugal.pt VOCÊ É O QUE FAZ E NÃO O QUE SENTE “Não se pode confiar em ninguém”; “Nada muda”; “Todos os homens são iguais”; “Sou um/a estúpido/a”; “Nada na vida é certo, exceto a morte e os impostos”... Estes pensamentos são-lhe familiares e passam, frequentemente, pela sua mente? Então, esta matéria é para si! t c ema ... . 06/07 apa págs SALDO POSITIVO FOTOS: D.R. Portugal PUB registou um ligeiro DESEMPREGO “DROGAS DE crescimento devido à RECORDISTA VIOLAÇÃO” contribuição São cada vez mais os Relatório da ONU alerta portugueses que se para a expansão do uso estrangeira encontram sem trabalho deste tipo de estupefacientes e subsídio para subsistir em crimes sexuais sociedade... pág. 09 portugal em xeque... pág. 11 reportagem especial... pág. 12 PUB
  2. 2. 2| DOMINGO 20 • JUNHO • 2010 opinião EDITORIAL JOÃO FILIPE Diretor Foto da Semana SER NEGATIVO A UNIÃO FAZ A FORÇA OU REALISTA? Foi assim que pensaram os inúmeros portugueses presentes no primeiro jogo da M uitas pessoas pensam que não são negativas, dito de outra maneira, acham-se muito positivas, mas quando fazem um comentário mais negativo ou menos seleção nacional no Mundial 2010, frente à Costa do Marfim. Mas não são só os “tugas” a assistir aos jogos positivo, normalmente, defendem-se com a seguinte in loco na África do Sul que expressão: “Eu não sou negativo, sou apenas realista”. assim pensam, pois por cá muita é a esperança de que a Na verdade, muitas são as expressões que utilizamos seleção das quinas consiga ir no decorrer do nosso dia que traduzem sentimentos muito longe. Força Portugal! negativos, mas ainda assim procuramos mostrar que não são negativas, mas apenas realistas. Existe um chavão a este respeito - “copo meio cheio ou meio vazio” – ora, dito de uma forma mais simples, o otimista diz que está meio cheio, já o pessimista diz que está meio vazio. Ainda no outro dia ouvi uma expressão muito interessante: para uma pessoa negativa uma porta tem a chave e a fechadura, já para uma otimista tem a maçaneta e as dobradiças. De nada O melhor mesmo é observar as adianta atitudes de cada pessoa, pois dizermos é aí que cada um mostra o que que somos realmente está dentro de si. De positivos nada adianta dizermos que somos e depois positivos e depois as nossas as nossas atitudes mostrarem outra coisa. atitudes Ser positivo não se concretiza em mostrarem palavras, pois como se costuma outra coisa dizer: “essas leva-as o vento”, mas sim em atitudes. FOTO: EPA/CARL FOURIE Mas será que todos conseguem ser positivos por si mesmos? Dificilmente! Ora, então, coloca-se a seguinte pergunta: como poderei vencer a negatividade? Existe um fator, muitas vezes, desprezado por muitos e mal utilizado por outros, a FÉ. Ora, muitos dirão: “mas isso são coisas do passado”. Digo eu o contrário, que esta é cada vez mais uma “arma” fundamental para conseguirmos superar as dificuldades que temos de enfrentar. Todavia, será esta uma fé cega? Não, mil vezes não! É uma fé, ou seja, uma certeza de que teremos uma ajuda divina; e uma consciência de que se não tomarmos nenhuma atitude também nada acontecerá. Mas, se agimos normalmente e nada muda, o que será que nos falta? A certeza de que a ajuda divina não nos falhará! Tenha uma boa leitura! Leia a opinião do Bispo EDIR MACEDO na página 3i, do caderno Folha Centro de Ajuda ACORDO ORTOGRÁFICO: Informamos os nossos leitores de que já começámos a aplicar algumas das alterações do Novo Acordo Ortográfico. Folha de Portugal: Alameda D. Afonso Henriques, nº 35 (antigo cinema Império) 1000-123 Lisboa Tel: 210 300 971 Fax: 210 300 999 Diretor: João Filipe jf.d@folhadeportugal.pt Editor: IURD Redação: Carla Vaz, Nilza Vaz, Isabel Barbosa Paginação: Carlos Paredes, Eliane Rosa FOLHA DE PORTUGAL Título registado no ERC com o nº 125046 Propriedade: IURD Correio do Leitor: Sede administrativa: Praceta Professor Francisco Gentil, nº3 - Póvoa de Santo Adrião - Lisboa NIPC: 592001679 geral@folhadeportugal.pt Publicidade: Periodicidade: Semanal Impressão: Rafik Comunicação e Imagem Unipessoal, Lda. - Sítio da Bemposta, nº 1, 1A, 1B. publicidade@folhadeportugal.pt Longo da Vila - Mafra Tiragem: 50 000 exemplares Distribuição: Gratuita Circulação: Portugal Continental e Ilhas A FOLHA DE PORTUGAL NÃO SE RESPONSABILIZA NEM PELAS INFORMAÇÕES CONTIDAS NAS CARTAS DOS LEITORES, POIS ELAS NÃO EMITEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO JORNAL, NEM PELA AUTENTICIDADE DOS ANÚNCIOS PUBLICADOS
  3. 3. entrevista DOMINGO 20 • JUNHO • 2010 |3 10 PERGUNTAS a MARGARIDA MARTINS “UMA COISA É INFORMAR, OUTRA COISA É FORMAR” APÓS 18 ANOS DE EXISTÊNCIA DA “ABRAÇO”, A SUA PRESDENTE PARTILHA AS RECORDAÇÕES, AS ALEGRIAS E AS TRISTEZAS DE UMA LUTA INTERMINÁVEL GINA MODESTO com as crianças que acolhemos. Elas vivem (cedida por revista Plenitude) em apartamentos, com uma ama que cuida delas e as ajuda nos estudos. Cada sucesso é N asceu a 11 de julho uma alegria, não só para mim, mas também de 1953, em Lisboa. para a equipa. É outra coisa que temos aqui: Começou a dar aulas vestimos a camisola. Há pouco tempo, um quando era estudante amigo, o Horácio, decidiu convidar para jantar universitária, passou por uma editora, a equipa toda que o acompanhou ao longo dos foi secretária de uma empresa de anos de estudo. Foi o gesto de agradecimento construção civil e trabalhou num dos da pessoa por ter chegado onde chegou. Foi um mais conceituados bares lisboetas. dos dias mais felizes da minha vida. Ajudou a produzir espetáculos musicais e a fazer assessorias de 7. Como define o papel da imprensa. Em 1992, a pedido de um “Abraço” na nossa sociedade? amigo íntimo, que viria a morrer Estamos a fazer um pouco o papel do com SIDA, fundou a associação Estado. Para mim é triste. Chego ao fim de 18 “Abraço”, a primeira instituição anos e vejo que nas escolas continuam a fazer particular de solidariedade social pouco ou nada na área da prevenção. No outro sem fins lucrativos de apoio a dia, fui assistir a uma escola, o que já não fazia pessoas infetadas. Nos três anos há muitos iniciais, realizou 12 campanhas de NA CABEÇA DOS anos, e sensibilização e prevenção de âmbito fiquei parva nacional. Paralelamente, desenvolveu TÉCNICOS, ELES ACHAM QUE com as sessões de esclarecimento junto de ESTAS CRIANÇAS NÃO TÊM O perguntas. escolas, deu apoio jurídico a infetados Saí de lá e conseguiu angariar dinheiro para DIREITO DE SER ADOTADAS i r r it a d a , comprar material de apoio para c o m hospitais. vontade de bater em alguém. Não neles, que não têm culpa, mas em quem de direito. Os FOTO: PATRÍCIA MOREIRA ministros passam e nada acontece. E sabe 1. Qual é o balanço que faz porquê? Porque essas pessoas não são julgadas, destes 18 anos? porque se o fossem, garanto que a atitude era Os maus momentos continuam a ser a outra, de mais atenção. luta pelo que não aparece feito e as restrições constantes. Os bons são sempre os nossos 8. Acha estranho que o vosso programas, os projetos que conseguimos pôr a 3. O seu empenho na “Abraço” a adoção dessas crianças, que não lutam principal objetivo seja a luta pela funcionar, tudo o que é em prol da comunidade. foi motivado pela morte de para que elas tenham famílias e preferem que informação, quando vivemos Penso sempre no desaparecimento dos um amigo seu. Acredita que as fiquem em depósitos. numa Sociedade que prima por voluntários, por vezes, também seropositivos, pessoas têm de sentir o problema esse critério? que trabalham connosco durante muitos anos. perto delas para se lembrarem? 5. As dificuldades surgem no Não. Continua a ser preciso formar. As São pessoas que não têm medo de se empenhar No meu caso, lembro-me concretamente processo em si ou no encontrar pessoas têm acesso a tudo na Internet hoje em e que lutam por eles e pelos outros. Quando os de isso acontecer. Sim, as pessoas tocam-se famílias? dia. Mas uma coisa é informar, outra coisa perdemos é difícil! mais quando as coisas lhes acontecem, mas Infelizmente, parte de todo o processo, é formar. É preciso criar debate, discussão, isso é perfeitamente normal. Eu nem sequer porque os próprios técnicos o boicotam. Na interesse... 2. E quando fala de restrições, sabia o que era a SIDA quando comecei a cabeça deles acham que estas crianças não refere-se ao quê? trabalhar nesta área. Mas foi por causa do que têm o direito de ser adotadas. Muitas vezes, 9. O que faz nos tempos livres? O pior de tudo é sabermos exatamente me aconteceu que comecei esta associação e nem tocam no processo. É frustrante! Gosto de fotografia. É o meu hobby, ando aquilo de que as pessoas precisam e não juntei pessoas... sempre com uma máquina atrás. termos capacidade para o fazer. Por exemplo, 6. Os programas dedicados temos 38 médicos dentistas voluntários, uma 4. Existe também a preocupação às crianças surgiram com o 10. Sente-se realizada? nova cadeira elétrica e continuamos à espera pelas crianças. crescimento da “Abraço”? Gostaria de estar menos em Portugal e de de um espaço novo para podermos abrir um Sim, e temos tido sucesso nessa área. Ainda Começámos com campanhas de informação estar mais em África. É um apelo que eu tenho, consultório. É nesse sentido. E politicamente há dois anos conseguimos a adoção para cinco e prevenção. E depois dedicámo-nos mais a de estar mais no terreno, dentro das ações... ser há, tanto da parte da cidadania como das crianças seropositivas. Existe uma grande fundo em 96/97. Temos uma taxa de sucesso menos presidente. Faz-me bem, às vezes vou... instâncias oficiais, um esquecimento. restrição por parte dos delegados oficiais para escolar de 95%. Mantemos um certo cuidado África dá-me ação, alegria, tristeza...
  4. 4. 4| DOMINGO 20 • JUNHO • 2010 SETE DIAS aconteceu jovens “desviados” para as v ias profissionalizantes. Mu ito s de s s e s jovens eram alunos com dificuldades, que agora podem FOTO: D.R. concluir os seus estudos sem realizar Ainda mais do que a exames nacionais e com Desde Fevereiro, que Portugal atravessa “um momento um suposto facilitismo processos de avaliação interna excelente” a nível de doações de sangue, o que permite manter nos exames, a queda repentina de chumbos entre os alunos nas escolas menos exigentes do que aqueles em vigor para os as reservas em alta e vislumbrar um verão sem sobressaltos do 3º ciclo e do ensino alunos do ensino regular. A sua STOCK: Existe sangue armazenado Depois de um princípio de ano difícil, secundário tem ficado a prestação deixou também de para 10 dias, estando garantida a auto-suficiência nacional com uma descida violenta das reservas dever-se, principalmente, contar para o cálculo das taxas de sangue, os portugueses reagiram e ao número crescente de de retenção e de transição. no dia 14, Dia Mundial do Dador de Sangue, havia muitos motivos para festejar. Portugal vive um momento de PORTUGAL ESTÁ NO abundância de sangue, tendo atingido “os níveis mais altos de colheita, algo “CAMINHO CERTO” que nunca se tinha verificado”, salientou o presidente do Conselho Directivo do cartaz_novo.qxd 01.10.04 09:39 Page 1 O nosso País encontra-se no Instituto Português de Sangue (IPS). Esta “caminho certo” na luta contra situação inédita deve-se ao crescimento do o tráfico de seres humanos, assegurou o número de dadores, com o aumento das presidente do Observatório do Tráfico de colheitas, ao reforço do envolvimento com FOTOS: D.R. Seres Humanos, reagindo assim à publicação as associações de sangue e ao facto do IPS pelo governo dos EUA do relatório anual do estar mais estável em termos de pessoal. Departamento de Estado sobre este tema. Os perto de 1.100 dadores O mesmo elogia ao destacar os “esforços diários garantem a auto- de propostas Não seja a próxim a vítima. Desconfie fantásticas no exteri or. Ligue para a Políci 311 8270. a Federal: notáveis” na legislação, justiça, formação, -suficiência do País, existindo, (0xx61) 311 8705 ou recolha de informação e apoio à vítima; e presentemente, reservas de FOTO: D.R. critica por não disponibilizar dados sobre sangue para 10 dias. traficantes condenados. Ministério da Justiça PUB
  5. 5. sete dias DOMINGO 20 • JUNHO • 2010 |5 215 a sua carreira MILHÕES “presas” ao trabalho infantil Há cerca de 215 milhões de crianças em todo o Mundo a terem de trabalhar para sobreviver, muitas delas sendo até objeto de exploração sexual ou usadas para tráfico de droga. Apesar de tudo, o FOTO: D.R. fenómeno tem vindo a diminuir na última década. Só que, nos últimos UNICEF tempos, tem descido menos do que seria desejável, o que pode _ FOTO: EPA/ AKASH ter a ver com a crise económica, ALMOÇO como afirma Pedro Oliveira, da Organização Internacional do Trabalho. TRANQUILO O SÉCULO DAS O almoço no meio do expediente é um momento de PESSOAS EM FUGA descontração ideal para falar de assuntos alegres e variados. No entanto, é inevitável: em algum momento, a pauta será “trabalho” ou temas paralelos a ele. Nessa hora é importante não transformar o almoço num ambiente carregado ou O Alto Comissário das Nações Unidas para os numa sessão de fofocas. Neli Barboza, diretora de consultoria Refugiados, António Guterres, advertiu que o século da Ricardo Xavier Recursos Humanos, recomenda que, se XXI “será o século das pessoas em fuga”. As grandes tendências o assunto surgir à mesa, os funcionários ressaltem coisas globais, como o desenvolvimento demográfico, a urbanização, que acrescentem. a escassez de víveres e de água potável, de matérias-primas Fofocas, como falar mal dos colegas ou do chefe, é totalmente e, sobretudo, as mudanças climáticas, prejudicial. “É normal fazer comentários e até críticas, mas “agudizam situações de conflito e sem exageros. As pessoas devem pensar que o que está a ser FOTO: EPA/OLIVIER HOSLET ANTÓNIO GUTERRES: obrigam as pessoas a abandonar as discutido não necessariamente ficará entre os presentes, O Alto Comissário das Nações Unidas apelou suas pátrias”, advertiu. Só em África, podendo chegar aos outros de forma distorcida”, alerta. a um debate internacional para vivem 40 por cento dos refugiados de se enfrentar este desafio todo o Mundo. PUB MILHÕES em VIGILÂNCIA As empresas de transportes públicos urbanos de Lisboa e do Porto (STCP, Carris e metros de Lisboa e Porto) gastaram em segurança cerca de 29 milhões de euros em dois anos Segundo um relatório do Tribunal de Contas, as empresas “despendem avultadas somas em segurança e vigilância, sobretudo o Metropolitano de Lisboa, FOTO: ARQUIVO FOLHA DE PORTUGAL que despendeu, em 2008, 9,2 milhões de euros e a Metro do Porto 3,9 milhões de euros, pese embora o número de incidentes (como vandalismo, agressões e roubos) registados por essas empresas continuassem a aumentar”. Estas empresas apostam não só na circulação de seguranças, nomeadamente no Metropolitano de Lisboa, mas, sobretudo, na manutenção de sistemas de câmaras de videovigilância.
  6. 6. 6| DOMINGO 20 • JUNHO • 2010 TEMA CAPA OS PENSAMENTOS NEGATIVOS JÁ FAZEM PARTE DO NOSSO QUOTIDIANO DE TAL FORMA QUE NEM NOS DAMOS CONTA DO EFEITO DO SEU VENENO OU DA CHEGA DIMENSÃO DA SUA CONTAMINAÇÃO. CHEGOU A HORA DE OS ELIMINAR, PENSE POSITIVO!  ISABEL BARBOSA ib.r@folhadeportugal.pt O negativismo faz parte dos “inimigos” do nosso cérebro. E a verdade é que possuímos uma negatividade inegável. Quando DE VÍRUS! pelo negativismo e pelo lado Percalços na vida todos têm, alguém nos questiona sobre negro que espreita de tempos uns mais do que outros, mas o fim de semana, o normal é a tempos, mas que fazemos todos de resolução possível. A respondermos: ‘Passou-se mais questão de achar que é diário. pessoa negativista ou positivista um!’. Se alguém nos pergunta Óbvio que nem tudo é perfeito, distingue-se, principalmente, sobre o que temos feito, a mas esquecer um pouco o pelo seu discurso oratório. O resposta mais comum é: ‘Nada nefasto e lembrarmo-nos das primeiro limita-se a contar de especial!’. E, se porventura, experiências boas, faz muito o sucedido, exagerando nas aquela amiga que não vimos melhor à condição do ser explicações, nas causas e há muito desabafa as suas humano. nos motivos, sem apresentar amarguras, automaticamente qualquer vontade de solucionar FOTOS: D.R. NEGATIVISMO: POSITIVISMO: O ser humano tem a arranjamos uma lista de COMO É VOCÊ? Destrói o espírito e a força interior capacidade ilimitada de mudar e o problema. O segundo encara o de uma pessoa vencer obstáculos desgraças, a maioria delas sem Entre o negativismo e o problema como uma etapa a ser importância futura, só para positivismo vai uma distância ultrapassada, um prosseguir no a outra pessoa pensar que a abismal: o negativista é um ÓBVIO QUE NEM TUDO É PERFEITO, caminho, uma nódoa negra no nossa vida é bem pior do que ser, à partida, fraco, que nada presente, mas que rapidamente a dela. Fazemo-nos de vítimas, faz para mudar o seu destino; MAS ESQUECER UM POUCO O NEFASTO será apagada no futuro. sem nos darmos conta e, muitas enquanto que o positivista é E LEMBRARMO-NOS DAS EXPERIÊNCIAS O positivista encara as vezes, sem necessidade alguma. um lutador, fazendo de tudo coisas más, ou menos boas, Conclusão: levamos a vida para alterar o rumo das coisas BOAS, FAZ MUITO MELHOR À CONDIÇÃO como um desafio, uma forma dominados pelos infortúnios, e levar avante as suas convições. DO SER HUMANO de aprendizagem e uma
  7. 7. tema capa Pense! DOMINGO 20 • JUNHO • 2010 |7 circunstância banal da vida. Já para o negativista, as coisas são Reconhece-se nesta fRase : “Eu não sou negativo, apenas estou a ser realista”? vistas de outra forma: qualquer problema que surja não tem solução aparente, as derrotas são encaradas como isso mesmo, “ SOU “ ACHO QUE “ NÃO SE “ TODOS “ NÃO TENHO “ NADA NA VID CERTO, EXCE É A e não como um caminho de UM/A NÃO VOU PODE OS SORTE“ A MORTE E TO preparação futura, e a apatia ESTÚPIDO/A CONSEGUIR CONFIAR HOMENS OS IMPOSTOS... perante novas lutas é mais do que visível. ” ” EM NINGUÉM “ SÃO IGUAIS “ “ CAPACIDADE ILIMITADA Lembre-se que indivíduos que adotam uma atitude negativa diante da vida e apresentam constantemente uma perda da A: SIGNIFIC auto-estima, uma sensação de EALISTA possível... SE SER R ior cenário e desejav a... m... impotência e um pessimismo mer o p os do qu contecere  Te men las a têm prejuízos na saúde mental r-se com ntes de e C ontenta as desilusões a r-se para do... e física. Os sentimentos  Prepara ter tenta antes de negativos limitam-nos, tiram- r mesmo E  Desisti , DE QU -nos a vitalidade, criam imagens ENTÃO É QUE A mentais falsas, tais como: “não FORM LISTA” EA nasci para essas coisas”, “não “SER R OU A SUA tenho sorte”, “acho que não vou OR MELH IDA conseguir”, “sou discriminado” V e outros tantos pretextos que utilizamos. O negativismo pode ter nascido connosco ou ter-se instituído em nós ao longo do tempo, mas o importante é que é mutável. LEMBRE-SE: O NEGATIVISMO É A MÁSCARA DO MEDO, DA ANSIEDADE, DAS A beleza do ser humano está PREOCUPAÇÕES E DO DESESPERO. O NEGATIVISMO DESTRÓI O ESPÍRITO E A FORÇA na capacidade ilimitada que INTERIOR DE UMA PESSOA, NÃO IMPORTA O QUÃO CONVINCENTE ESTE POSSA SER possui para mudar, adaptar-se e, principalmente, vencer os obstáculos a que se propõe. Se ao contrário do negativismo, Resultados da  Família, colegas e amigos dizem que você é excessivamente crítico/a; negatividade entrarmos em contacto com o  Não é divertido estar perto de si; otimismo, perceberemos que  Avalia a crítica construtiva como uma declaração favorece a ativação do sistema da sua inutilidade e não vê qualquer valor nisso; de recompensas, aumentando  Mantém-se preso/a num ciclo vicioso de a satisfação e permitindo-nos  As pessoas evitam falar consigo; rebaixamento e rejeição; lidar melhor com as situações  Não desfruta da sua vida e fica deprimido/a  Faz cumprir a profecia: “Nunca vou conseguir nada, negativas, além de ampliar quando pensa sobre o futuro; por mais que tente”; a resiliência e a resistência a  Acha difícil ser um solucionador saudável de problemas;  Coloca uma enorme barreira entre si e os outros, doenças.  Não aceita soluções alternativas para os problemas; que é quase impossível de ultrapassar. REAJA! Sempre que se sentir impotente Como CuRaR o negativismo no LOCAL DE TRABALHO frente a algo e que estiver com sentimentos negativos de limitação procure partir de imediato para a solução O vírus da atitude é CONTAGIOSO, mas podemos desenvolver em FOTOS: D.R. desta situação ou problema. Procure sempre tirar o foco do nós mesmos o ANTÍDOTO e IMUNIZARMO-NOS contra a infeção. que está a trazer pensamentos Alguns dos passos a dar são: ou sentimentos negativos, ✓ ReconheceR simplesmente de s envolvendo a lg u ma que há um problema ✓ substituiR reações antigas mais adaptadas e apropriadas ✓ ensinAR e incentivAR os mem- atividade diferente, de que de atitude; e ineficazes por nova ações, à situação; bros da equipa a experimentar goste, procurando distrair-se e ✓ AssumiR a responsabilida- as novas reações, desconectar-se dessa situação, de pelos nossos atos; a praticar e criar um pois não nos podemos esquecer ✓ centRAR a atenção no ambiente em que de que os “pensamentos comportamento. Não é os novos compor- negativos” podem distanciar- preciso mudar de persona- tamentos acabem -nos de melhorar a nossa lidade, apenas de atitude; por se instalar e condição emociona l e, ✓ DeteRminAR honestamen- desenvolver; consequentemente, dos nossos te as causas subjacentes a ✓ monitoRizAR desejos, das nossas metas e uma atitude não-produtiva os progressos; das nossas programações. Da e os danos que provoca nos ✓ ApostAR no próxima vez que alguém lhe próprios e nos outros; impacto positivo da perguntar como está, responda ✓ AboRDAR abertamente os satisfação pessoal com um sorriso bem rasgado: problemas e evitar negar e do bom “Ótimo/a!”. Deixe para trás os aqueles que podem estar a ambiente de traba- “mais ou menos” ou o típico gerar stress e sentimentos lho, sobre si e “Vai-se empurrando a vida”. negativos; sobre os outros.
  8. 8. 8| DOMINGO 20 • JUNHO • 2010 geral assunto O sistema de SOS nos carros (eCall) está no papel desde 2007, quando poderia POLÉMICO vir a salvar milhares de vidas e a reduzir a gravidade dos ferimentos entre 10 a 15% eCall O eCall é um sis- tema automático de alerta que, em caso de acidente rodoviário, emite a partir da viatu- ra um aviso pa- ra o número de emergência 112, mesmo em situ- ações em que o condutor esteja impossibilitado de comunicar. O alerta transmite Pode salvar a exata localiza- ção do veículo e esta informação permite reduzir para metade o tempo de reação 2.500 vidas, nos meios urba- FOTO: LUSA/ESTELA SILVA nos e 40% nos meios rurais. mas não sai do papel  ISABEL BARBOSA ib.r@folhadeportugal.pt faz parte do grupo de execução do Inicialmente, a Comissão Europeia CASOS plano, remete responsabilidades tinha apelado à implantação E m 2008, que é o para o MAI. voluntária do eCall em toda a último ano para o Europa até 2009, mas o plano qual existem dados A DIFERENÇA ENTRE A atrasou-se por falta de apoio de disponíveis, mais Se o eCall estivesse implantado em Portugal, se VIDA E A MORTE alguns Estados membros da UE. O de 1,2 milhões de acidentes nas os carros de Carina e Manuel tivessem o sistema, Os acidentes rodoviários custam prazo foi alterado agora para 2010, estradas europeias causaram o momento do acidente seria detetado e o 112 à economia da UE mais de 160 ano a partir do qual todos os novos cerca de 39 mil mortos. Estima-se acionado automaticamente, comunicando o local mil milhões de euros por ano. veículos deveriam vir equipados do acidente ao serviço de urgência mais próximo que mais de 2 mil dessas mortes Equipando todos os veículos na UE com este sistema. poderiam ser evitadas com a com o sistema eCall seria possível adoção de tecnologias apropriadas 38 DIAS DESAPARECIDA poupar 26 mil milhões de euros OUTROS SISTEMAS para o socorro automático. A notícia da descoberta do anualmente. Apesar desta falha na execução do FOTO: LUSA/NUNO ANDRÉ FERREIRA Bélg ica, Dina ma rca, corpo de Carina Ferreira, de Cada nova instalação custa projeto europeu, estão disponíveis Luxemburgo, Malta e Roménia 21 anos, pôs cobro a uma es- menos de 100€, segundo dados no mercado soluções tecnológicas assinaram, recentemente, o peculação que se arrastava que permitiriam encontrar “Memorando de Entendimento da há 38 dias, quando a jovem HÁ TRÊS ANOS, O MAI rapidamente um carro UE” relativo à aplicação do eCall saiu de casa, para trabalhar acidentado. Um deles à escala europeia, juntando-se a na Régua. A jovem de La- ANUNCIOU QUE PORTUGAL é comercializado pelo 15 outros países europeus que já o mego desaparecida a 1 de maio, foi encon- TINHA “ADERIDO AO ACP, o “Cartrack ”, tinham subscrito, como é o caso de trado dentro do seu carro, com o cinto de se- SISTEMA DE ALERTA inicialmente pensado FOTO: D.R. Portugal. Há três anos, o Ministério gurança posto, no fundo de uma ravina junto para o carjacking, mas da Administração Interna (MAI) à auto-estrada 24, entre Lamego e Régua. ECALL”. MAS NADA FOI que, segundo o presidente anunciou que Portugal tinha AINDA EXECUTADO Carlos Barbosa, “pode ser “aderido ao sistema de alerta UMA SEMANA DESAPARECIDO perfeitamente utilizado eCall”, um projeto europeu de O empresário Manuel Gonçalves, de 49 anos, proprietá- oficiais da Comissão Europeia, que também em situações de acidente”. comunicações de emergência rio de uma pastelaria, tinha sido visto pela última vez no já lançou esta iniciativa em 2005, O equipamento, instalado no para acidentes rodoviários. Mas dia 29 de julho de 2009, no café da urbanização onde estimando que se poderiam salvar carro, emite um sinal GPS ou nada foi ainda executado. O MAI morava, em Castelo Branco. Oito dias depois, foi encon- 2.500 vidas por ano e diminuir radiofrequência, para uma central não explica porquê e a Autoridade trado morto, dentro do seu carro, no fundo de uma ravi- as consequências dos ferimentos de emergência que o localiza em Nacional de Comunicações, que na, na aldeia de Taberna Seca. em 15% dos casos não fatais. breves minutos. Custa 12€ por mês.
  9. 9. Folha CENTRO DE AJUDA LEIA MAIS: 4i/5i – ENCONTRO DAS FAMÍLIAS: Tendes necessidade de perseverança 6i – O SEGREDO DOS MILIONÁRIOS Nº 339 • DOMINGO • 20 • JUNHO • 2010 GAÚCHOS NO CALOR DA FÉ FOTOS: CEDIDAS VISITA MISSIONÁRIA: O líder e fundador da IURD tem ministrado várias reuniões no Brasil, a última aconteceu no Estado de Rio Grande do Sul  ISABEL BARBOSA ib.r@folhadeportugal.pt acomodar os participantes na reunião, pela “Rede Aleluia”. D para além da nave principal e do hall do No altar, o orador foi auxiliado pelo urante o mês passado, o Bispo Templo, foram disponibilizados mais Bispo Emerson Carlos, responsável pelo Edir Macedo visitou alguns dois auditórios. Na ocasião, o Bispo orou trabalho evangelístico da Igreja Universal templos da Igreja Universal para que todos tivessem um verdadeiro no Rio Grande do Sul. Durante a men- em Minas Gerais, Rio de encontro com Deus. Realizou orações sagem de fé, o orador, Bp. Macedo, falou Janeiro e São Paulo. Depois de visitar vá- rias casas de oração na região sudeste, o FORTALECIMENTO, AVIVAMENTO E DIREÇÃO orador continuou a sua viagem missio- ESPIRITUAL – FATORES QUE LEVAM MULTIDÕES ÀS nária pelo sul do Brasil. Fortalecimento, avivamento e direção espiritual foram REUNIÕES DE FÉ REALIZADAS PELO BISPO EDIR MACEDO alguns dos fatores que levaram multidões às reuniões de fé realizadas pelo líder e fundador da Igreja Universal do Reino Após várias reuniões de Deus, o qual sempre que visita um país transmite mensagens edificantes, na região sudeste, o inspiradas na Palavra de Deus. Bispo Edir Macedo A FÉ ATIVA continuou as suas Na Catedral da Fé em Porto Alegre não também em favor daqueles que têm sobre a importância da fé ativa que traz visitas agora no sul foi diferente, o orador, Bp. Edir Macedo, vivido dramas nas suas vidas, tais como resultados, ressaltando que a fé não é do Brasil e levou ministrou duas reuniões. Domingo, problemas familiares, doenças e vícios. movida por um sentimento. “Quem crê, milhares a refletirem pelas 9h30, realizou a Concentração de Fé e Milagres, e, pelas 13h, outra, E pediu ainda a Deus pelas pessoas hospitalizadas e pelos reclusos que recebe. Quem não crê, não recebe. O que funciona é manifestar a fé viva no Deus sobre a salvação especialmente, para os obreiros. Para acompanhavam a reunião transmitida Vivo”, afirmou. PUB
  10. 10. 2i | DOMINGO 20 • JUNHO • 2010 superação O poder do SACRIFÍCIO O segredo da CONQUISTA O resultado da FOGUEIRA SANTA na vida das pessoas é uma consequência da SUA FÉ, pois a QUALIDADE  CARLA VAZ cv.r@folhadeportugal.pt da vida de cada um depende da qualidade da sua fé “V im de u m a família que se pode chamar de normal, mas quando o meu pai faleceu eu ainda era muito pequena. FOTO: DIOGO ALMEIDA Entretanto, a minha mãe decidiu refazer a vida dela com outra pessoa e, quanto estava perto de fazer seis anos, ela resolveu dar-me a uma outra família para me SENTIR O DESPREZO E A REJEIÇÃO DA PRÓPRIA MÃE CONDUZ MUITAS criarem. Foi aí que começou um novo ciclo na minha vida, PESSOAS À BEIRA DO PRECIPÍCIO, FOI ESTE O CASO DE HELENA. PORÉM, fui crescendo com essa família QUANDO SE CONHECE O PODER DO PERFEITO SACRIFÍCIO, A PAZ E A FELICIDADE e não tive mais contacto com a PODEM SEMPRE SER CONQUISTADAS minha mãe. Cuidaram muito bem de mim e não me faltava nada, mas cresci muito revoltada, Pediam-me uma explicação e primeiro dia, recebi uma oração melhoras e a mudança aconteceu Recordo-me de participar insegura e magoada. Ao entrar eu não tinha nenhuma para dar. e determinei que deixaríamos de dentro de mim. na Fogueira Santa pela minha na adolescência, fui percebendo fumar. Depois de quinze dias, já Tenho um irmão que teve um vida sentimental. Na época, eu que tinha sido alvo de uma UMA VOZ QUE CHAMAVA não havia mais vontade de fumar problema sério de saúde, por estava no Brasil, desfiz-me das rejeição e isso criou dentro de Uma certa noite, recordo-me de e aí percebi que tinha tido ajuda causa de um relacionamento minhas roupas e de tudo o que mim um vazio muito grande, estar muito mal e de decidir ligar de uma força maior. Iniciei mal resolvido. A namorada dele tinha valor sentimental para uma depressão, um desespero e o rádio. Então, comecei a ouvir uma corrente de libertação, colocou-lhe 605 Forte na comida conseguir o meu sacrifício. E uma tristeza imensa. um pastor a chamar para ir ao deixei de estar deprimida e de e ele esteve internado bastante nem demorou duas semanas até Já adulta senti necessidade domingo ao CdAE. Fui e tive a tomar os anti-depressivos que tempo. O diagnóstico do médico Deus me abençoar, pois, logo em de procurar a minha mãe, mas minha primeira experiência com me acompanhavam há quatro era que ele não sobreviveria e, seguida, conheci o meu marido. como não sabia nada acerca o poder de Deus. Lembro-me de anos. Também bebia muito e que caso sobrevivesse, ficaria Eu que não conseguia ter filhos, dela, procurei um irmão que que tanto eu como a minha irmã gradualmente fui deixando o com grandes sequelas. Orei e ele hoje tenho duas filhas”. me ajudou a encontrá-la. Ele fumávamos muito e, logo no álcool. Aos poucos, fui vendo teve alta, ficando curado. HELENA também tinha deixado de morar com ela, porque sofria maus- -tratos. Acabámos por a conseguir encontrar, mas ela disse-me logo “Era uma pessoa muito sozinha, para me isolar de que não me reconhecia como revoltada com tudo e acabei tudo e de todos. Cheguei até a filha. Entretanto, ausentei-me por ter uma depressão e um tentar o suicídio! Recordo-me do país, mas ainda fui trocando esgotamento, ficando mesmo de ficar na cama dias seguidos correspondência com ela, apesar sem poder ver nem ouvir a dormir e, quando saía à de, na maioria das vezes, ela nem ninguém. Cheguei ao ponto rua, davam-me ataques de sequer me responder. Passado de não conseguir ouvir nem choro. Acabei por procurar algum tempo, ela acabou por ver a televisão, pois as notícias ajuda num psicólogo e num falecer. revoltavam-me ainda mais. psiquiatra, ficando a tomar Lembro-me também de sair À medida que o tempo 12 comprimidos por dia. E O fim da à noite com os namorados em passava, a depressão e o só quando conheci o Centro busca da realização interior, esgotamento foram ficando de Ajuda Espiritual há 18 FOTO: CEDIDA para preencher aquele vazio que cada vez piores. Na altura, meses, é que tudo mudou! sentia. O que também me levou vivia em casa dos meus pais Hoje, estou curada, trabalho, DEPRESSÃO a procurar a leitura das cartas e lembro-me de que a luz, a não vivo mais sobre o efeito de e a bruxaria. Acabei por ficar torneira da água a correr e medicamentos e tenho uma noiva três vezes e, na véspera o falar incomodavam-me. vida tranquila”. do casamento, sentia um pavor Foi, então, que decidi viver FERNANDA SILVA – PORTO imenso e não conseguia casar.
  11. 11. reflexão DOMINGO 20 • JUNHO • 2010 | 3i O CENTRO DE AJUDA ESPIRITUAL (IURD) NÃO COBRA: mensagem 1.Para realizar casamentos 21.Para manter a Fazenda BISPO EDIR MACEDO 2.Para realizar batizados Nova Canaã O Poder (adultos) 22.Para a realização de cursos 3.Para dar aconselhamento informáticos matrimonial 23.Para aconselhar e apoiar 4.Para aconselhar e na escolha de uma carreira acompanhar indivíduos profissional na Fraqueza toxicodependentes 2 4 . P a r a a t e n d i m e n to 5.Para aconselhamento telefónico 24 horas pastoral 25.Para apoio a mulheres 6.Para participar na Santa vítimas de abusos Ceia 26.Para apoio e 7Para a realização da unção aconselhamento a indivíduos Q com óleo dependentes alcoólicos 8.Para visitas ao domicílio 27.Para visitas a lares de uem vive pela fé caminha na perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. 9.Para visitas a doentes no terceira idade contramão do Mundo. Não Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte” hospital 28.Para dar alimento aos sem- há lógica na fé cristã. E quem (2 Coríntios 12.9-10). 10.Para visitas a presidiários -abrigo tentar conciliar a fé e a lógica Certamente, por conta das humilhações, Paulo 11.Para distribuição de 29.Para apoio em catástrofes vai ficar confuso e não chegará aprendeu que os humilhados serão exaltados e os cestas básicas às famílias 30.Para a realização a lugar nenhum. exaltados serão humilhados. Isso porque, no Reino carenciadas de atividades lúdicas e O Senhor Jesus garantiu ao de Deus, quem quer ganhar perde e quem não se 12.Para distribuição de desportivas com os jovens bens (roupas, mobílias, 31.Para aconselhamento e primeiro o último lugar e ao último o primeiro importa em perder ganha. Justamente o oposto eletrodomésticos, etc.) a campanhas na prevenção do lugar. O maior será servo dos menores e quem quiser das regras do Mundo. pessoas carenciadas HIV salvar a sua vida, perdê-la-á; mas, quem perder a Portanto, amigo/a leitor/a, se você se sente 13.Para acolher o Instituto 32 .Pelo transpor te de sua vida pela causa Divina, Português do Sangue nas suas pessoas com dificuldades de salvá-la-á. instalações para a doação de locomoção Até o poder do Alto se NO REINO DE DEUS, QUEM QUER sangue 33.Pelo estacionamento no aperfeiçoa na fraqueza. GANHAR PERDE E QUEM NÃO SE IMPORTA 14.Para ajudar a manter o Lar parque da Igreja Diante disso, Paulo notou de Idosos Universal 34.Pelos Estudos Bíblicos que as suas debilidades EM PERDER GANHA. JUSTAMENTE 15.Para a apresentação de realizados eram sinais da sua força. crianças (não batiza crianças, 35.Pela entrada e participação Nos momentos de dor e O OPOSTO DAS REGRAS DO MUNDO somente adultos) no Maior Congresso aflição ouviu a meiga Voz, 16.Para participar no Grupo Financeiro do País dizendo-lhe: “...A minha graça te basta, porque o abatido/a, enfraquecido/a, humilhado/a ou de Jovens "Força Jovem" 36.Pela realização de funerais poder se aperfeiçoa na fraqueza” (2 Coríntios 12.9). fracassado/a, saiba que tudo isso é sinal do poder 17.Para a realização de 37.Pela distribuição do Óleo Agigantado na fé por essa palavra, então, de Deus se aperfeiçoando na sua fraqueza. orações Santo de Israel confessou: “De boa vontade, pois, mais me Levante-se, sacuda a poeira e vá em frente, porque 18.Para a entrada nas igrejas e 38.Pelos cursos de Teologia gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim Deus é consigo. participação nos cultos (IBURD) 19.Para a participação em 39.Pelos milagres que repouse o poder de Cristo. Pelo que sinto prazer Concentrações, em locais acontecem em todos os nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas Que Deus abençoe a todos abundantemente. como: Coliseu dos Recreios, Centros de Ajuda espalhados Pavilhão Rosa Mota, Estádios, pelo Mundo. Pavilhão Atlântico, etc. 20.Para ajudar a manter a Só ensina às pessoas a Sociedade “Pestallozi” (presta VERDADE. O dízimo, como assistência aos portadores da também as ofertas, são síndrome de Down) mandamentos bíblicos. PUB PUB

×