• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
I tv infomerciais e as redes sociais[1]
 

I tv infomerciais e as redes sociais[1]

on

  • 1,068 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,068
Views on SlideShare
1,057
Embed Views
11

Actions

Likes
0
Downloads
2
Comments
0

2 Embeds 11

http://cacilhas-restaurantes.blogspot.com 7
http://suldotejo.blogspot.com 4

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    I tv infomerciais e as redes sociais[1] I tv infomerciais e as redes sociais[1] Document Transcript

    • Redes Sociais <br />Prioridades estratégicas das empresas para o mercado externo. <br />A “loucura” pelas redes sociais está a assolar as estratégias de marketing e publicidade em Portugal. Não restam dúvidas de que não há fome que não dê em fartura. Não há campanha que não tenha página no Facebook, marca que não esteja presente nas redes sociais…As redes sociais e a i TV é hoje um porto de acesso privilegiado para os navegantes LUSOFONOS da internet. Assim e a fim de construir uma forte imagem de eficiência, confiança e pontualidade do empresariado PORTUGUÊS, firmamos parcerias com empresas nos meios de comunicação e produção de renome para, em médio prazo, atingir os países de língua portuguesa de forma mais abrangente e com temáticas de grande interesse de forma a transmitir pelo audiovisual o melhor do que se faz em PORTUGAL.<br />Não há muito tempo uma empresa pequena de " bairro" se assim podemos chamar, tinha uma abrangência de atuação muito restrita. Ela estava presa ao seu bairro ou no máximo a pessoas que transitavam pela avenida onde ela se situava. Pretendemos assim que o mercado cresça consistentemente, edificando uma sólida rede de parceiros e colaboradores. O marketing digital vem revolucionando o modo como as pequenas e médias empresas fazem seus negócios<br />Para atingir este fim parcerias em sinergia com produtoras de conteudos que actua nas área da publicação de revistas comerciais, programas de televisão, filmes institucionais, vídeo clips, comunicação empresarial, eventos e agência de notícias é essencial.<br />Assim estas certos de oferecer ao mercado uma gama variada de soluções em MARKETING digital ,tais como ;<br />Um veículo publicitário on-line ao exmplo do JORNAL EXTRA MULTIMÉDIA e em comBinação com publicações impressão( revistas ) integrará uma componente inovadora, em conectividade com redes sociais e i TV broadcast e a radios locais, explorado: <br />1 – Anúncios institucionais ou de prestígio;<br />2 - Spots a exibir na televisão nacional ou internacional para empresas <br />“sponsors”; em FULL HD assegurada pelos serviços próprios de audiovisuais.<br />As TI são hoje uma ferramenta importantíssima em qualquer plano de marketing. Entre as utilizações potenciais para o marketing contamos hoje com a íTv, superando este meio já mil milhões de euros que a publicidade mundial gasta na impressa escrita (papel).<br />Dentro deste, iTV a possibilidade de assistir a uma transmissão televisiva no telemóvel, através do Mobile TV, é o mais ambicioso, faz com que os operadores móveis se empenhem para apresentarem aos seus clientes uma oferta diversificada, no que se refere a este tipo de conteúdos. Por outro lado, com o mercado voz extremamente competitivo, é necessário explorar outros segmentos tais como as radios locais. A comunicação de dados é aquele que se perfila como o messias. <br />É incontornável, este é o FUTURO para os EMPRESÁRIOS que necessitam, programação personalizada e a agilidade que a internet oferece. Sendo que o nosso garanta é trabalhar com jornalistas, profissionais de televisão, técnicos de publicidade e marketing ofereceendo qualidade e pontualidade na INFORMAÇÃO pertinente para os mercados INTERNACIONAIS e o NACIONAL. <br />Quem procura estar na NET e em interactividade com os seus CLIENTES expondo a sua empresa, seus produtos a mercados exteriores, necessita de avaliar no tráfego do site, interacções, “customer engagement”, vendas, retenção e lucro de forma a medir efectivamente o seu trabalho ,podemos<br />com a variedade de ferramentas disponíveis medir diferentes resultados.<br />Del.ic.ious – determina a quantidade de vezes que as pessoas “bookmark” o seu conteúdo,<br />Google Analytics – analisa o tráfego do web site e de onde este provém de forma a se conseguir saber se as campanhas de social media estão de facto a dirigir visitantes para o site, quais as keywords ou frases usadas.<br />Os eventos do Google Analytics permitem que possa ser medida seja um link externo, um ficheiro, páginas virtuais. Existe muita criatividade neste campo, mas neste exemplo vou usá-lo para saber qual o link em que os visitantes saem do Web Site, mas antes precisamos de saber de perceber o conceito que apareceu para perceber que determinadas acções em determinados Web Sites que tem as chamadas RIAs (Rich Internet Aplication - aplicações multimédia tais como video)Vejamos este exemplo é preciso editar a pagina do web site para ver este link<br />Quando definimos o onclick=" pageTracker_trackEvent (Categoria, Acção, Etiqueta(opcional), Valor(opcional))" <br />Categoria= Categoria da acção por exemplo 'OutgoingLinks', ou seja links para fora do blogue e que me interessa contabilizar<br />Acção=Qual acção dentro da categoria neste caso é um link<br />Etiqueta=Este valor é opcional mas coloquei mainsite como o Web Site principal da IT Tech BuZ <br />Valor=O este parâmetro permite-nos dar um valor numérico que neste caso é 1<br />Depois é visualizar no Google Analytics conforme imagem em baixo:<br />Também pode utilizar para downloads de ficheiros através dos links<br />Mais dados em http://code.google.com/intl/pt-PT/apis/analytics/docs/tracking/eventTrackerGuide.html<br />Existem outros softwares disponíveis de “web site tracking” mas este é grátis e o mais conhecido, apesar de ter certas limitações,<br />Feedburner – mede o número de RSS e subscritores de email/newsletter<br />BlogComments – analisa a quantidade, qualidade e influência dos comentários<br />TwitterSearch – analisa se a sua empresa/marca está a ser mencionada nas pesquisas. Use Tweetbeep para obter estes alertas<br />Google Alert – mede a frequência diária, semanal e mensal de determinadas keywords e a pessoa recebe um alerta sempre que algo novo surje na net relacionada com as mesmas<br />Tweetburner – mede o número de clics nos links que envia via Twitter, e também se os seus seguidores no Twitter são activos a agir com o seu conteúdo<br />Yahoo Site Explorer – mede a quantidade de “incoming links” que vai recebendo<br />HowSociable – mede a visibilidade da marca na web<br />Technorati – pesquisa de blogs baseado em “tags”<br />Alexa – mede o alcance, ranking e “page views” (estimadas, não exactas).<br />Google Insights – compara volume de pesquisas baseadas em keywords por países, categorias e tempo<br />Bit.ly – mede o número de clics, os países de origem dos clics e as conversas em torno de um site<br />Adonomics – mede os resultados com a ajuda de gráficos<br />No entanto muitos já estarão cansados de receber no Facebook ou outras platformas de rede social convites para serem amigos de Organismos oficais,tais como i.e Câmaras Municipais, entre outras instituições. A ideia é interessante e compreende-se, todavia,será que as Instituições e empresas podem e devem fomentar grupos ou páginas oficiais? no Facebook é bastante claro no que concerne aos termos e regras de utilização. Será que os perfis devem ser preenchidos apenas por pessoas e não por entidades. Qual é o pefil a dar a uma entidade pública ou privada, será aceite esse a messagem “ perfil “ com os riscos inerents, uma vez que baste um utilizador denunciar um perfil incorrecto para o perfil e página gerida poder ser suspensa por abuso e desrespeito dos termos de utilização do mesmo.<br />Entretanto temos ainda muito a aprender para interargirmos nas redes sociais online,assim e por agora e no nosso caso como mídia social, recomendo que se cri eperfis pessoais i.e <br /> " Sou ..Maria Leonor.. e sou jornalista profissional...JORNAL EXTRA" . <br />Devem concordar que a isenção dos mídia é o garante na monitorização do que as pessoas falam de determinada empresa ou produto.<br />A opinião de todos, empresas e organismos podem e devem se relacionar com os usuários, mas sendo o mais transparente possível .<br /> Marketing Digital veio para ficar, isso não tem volta e quanto antes as empresas o entenderem, valorizarem este canal de comunicação e se cercar de bons parceiros, mais rápido será seu retorno sobre os investimentos em marketing digital.<br />