Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis   <ul><li>Aumento na incidência de relação sexual anal nos últimos anos, pri...
Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis   <ul><li>Bactéria: Gonorréia, sífilis, clamídea, Haemophilus, shigelose </l...
Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis   Manifestações Clínicas <ul><li>Assintomático </li></ul><ul><li>Manifestaçõ...
Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis   Gonorréia <ul><li>Aumento na incidência </li></ul><ul><li>O reto/ânus pode...
Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis   Gonorréia – Manifestações Clínicas <ul><li>Assintomático  (maioria) </li><...
Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis   Gonorréia - Diagnóstico <ul><li>Retossigmoidoscópia </li></ul><ul><ul><li>...
Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis   Gonorréia - Tratamento <ul><li>Ceftriaxona- 125 mg IM dose única </li></ul...
Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis   Clamídia <ul><li>Chlamydia trachomatis-  bactéria intracelular </li></ul><...
Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis   Clamídia - Proctite <ul><li>Transmissão: atividade sexual receptiva anal; ...
Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis   Clamídia - Proctite <ul><li>Retossigmoidoscopia  </li></ul><ul><ul><li>pro...
Herpes Perianal e Retal   <ul><li>Causado pelo HSV 1  (10%)  e 2  (90%)   </li></ul><ul><li>Período de incubação de 4 a 21...
Herpes Perianal
Herpes Perianal e Retal   <ul><li>Retossigmoidoscopia:  mucosa friável, ulceração, vesículas e pústulas limitadas aos 10 c...
Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis   Herpes Perianal e Retal  <ul><li>Retossigmoidoscopia:  mucosa friável, ulc...
Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis   Condiloma acuminado  <ul><li>Vírus papiloma humano  (tipos 6 e 11 mais com...
Condiloma acuminado -  Localização  <ul><li>Vulva, vagina, cervix </li></ul><ul><li>Ânus </li></ul><ul><li>Pênis, escroto,...
Condiloma Acuminado Anal <ul><li>Mais comum em homossexuais e homens jovens </li></ul><ul><li>10-50% dos pacientes negam s...
Condiloma Acuminado Anal Local das Lesões <ul><li>Somente perianal 6% </li></ul><ul><li>Perianal e intranal 84% </li></ul>...
Condiloma Acuminado Anal <ul><li>Lesões múltiplas, elevadas e verrugosas </li></ul><ul><li>Tamanho: de 1 mm a vários centí...
Condiloma Acuminado Anal Manifestações Clínicas <ul><li>Assintomático </li></ul><ul><li>Massa (Tumor) </li></ul><ul><li>Pr...
Condiloma Acuminado Anal Tratamento <ul><li>Excisão </li></ul><ul><li>Destruição: a) ablação com laser ou eletrocoagulação...
Condiloma Acuminado Anal Tratamento com Podofilina <ul><li>Método mais usado para lesões pequenas </li></ul><ul><li>Ação: ...
Condiloma Acuminado Anal Desvantagens do Tratamento com Podofilina <ul><li>Lesa o tecido normal adjacente: dermatite, necr...
Condiloma Acuminado Anal Tratamento com Imiquimod  (Aldara ® ) <ul><li>Modificador da resposta imune  (estimula monócitos ...
Condiloma Acuminado Anal Tratamento com Citostáticos Tópicos <ul><li>5-fluourouracil; thiotepa; bleomicina </li></ul><ul><...
Condiloma Acuminado Anal Tratamento com Alfa-Interferon <ul><li>Administração:  1) IM: 2 milhões; 2) Local: 1 milhão 3 x s...
Condiloma Acuminado Anal Tratamento com Vacina  (n=200) <ul><li>Necessidade de 5 g de tecido </li></ul><ul><li>0,5 ml de v...
Condiloma Acuminado Anal Recorrência 40% (20 a 60%) <ul><li>Auto-inoculação de lesões não reconhecidas </li></ul><ul><li>P...
Doença Anorretal em 180 Pacientes com Infecção por HIV <ul><li>Homo e bissexuais em 55% </li></ul><ul><li>Condiloma anal- ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

13 exame proctológico e dst em proctologia

7,752 views

Published on

Published in: Health & Medicine, Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
7,752
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
34
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

13 exame proctológico e dst em proctologia

  1. 1. Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis <ul><li>Aumento na incidência de relação sexual anal nos últimos anos, principalmente em homossexuais </li></ul><ul><ul><li>Cerca de 4 a 13% dos homens adultos são homo ou bissexuais (Um homossexual tem em média 1.000 parceiros durante a vida toda) </li></ul></ul><ul><li>Relação sexual anal aumenta o risco de transmissão de DST quando comparado a relação vaginal </li></ul>
  2. 2. Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis <ul><li>Bactéria: Gonorréia, sífilis, clamídea, Haemophilus, shigelose </li></ul><ul><li>Vírus: HIV, Herpes, Papiloma, Molluscum contagiosum </li></ul><ul><li>Parasita: Amebíase, giardíase, Cryptococcus, Isospora </li></ul>
  3. 3. Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis Manifestações Clínicas <ul><li>Assintomático </li></ul><ul><li>Manifestações inespecíficas: prurido, secreção retal sanguinolenta ou mucopurulenta, tenesmo, dor retal ou perineal, diarréia, febre </li></ul><ul><li>Manifestações específicas: verruga (condiloma); fissura anal em espelho (sífilis) </li></ul>
  4. 4. Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis Gonorréia <ul><li>Aumento na incidência </li></ul><ul><li>O reto/ânus pode ser o único órgão afetado </li></ul><ul><li>Transmissão: atividade sexual anal receptiva; oro-anal e auto-inoculação vagino-retal na mulher </li></ul><ul><li>Período de incubação: 5-7 dias </li></ul>
  5. 5. Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis Gonorréia – Manifestações Clínicas <ul><li>Assintomático (maioria) </li></ul><ul><li>Sintomas inespecíficos: tenesmo; prurido; secreção anal </li></ul>
  6. 6. Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis Gonorréia - Diagnóstico <ul><li>Retossigmoidoscópia </li></ul><ul><ul><li>secreção mucopurulenta amarelada e espessa </li></ul></ul><ul><ul><li>proctite (eritema e edema) não ulcerada </li></ul></ul><ul><li>Esfregaço da secreção com coloração a gram (diplococo gram negativo intracelular) </li></ul><ul><li>Cultura da secreção em meio de Thayer - Martin (sensibilidade maior) </li></ul>
  7. 7. Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis Gonorréia - Tratamento <ul><li>Ceftriaxona- 125 mg IM dose única </li></ul><ul><li>Cefixima – 400 mg VO dose única </li></ul><ul><li>Azitromicina 1 g VO dose única </li></ul>
  8. 8. Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis Clamídia <ul><li>Chlamydia trachomatis- bactéria intracelular </li></ul><ul><li>DST mais freqüente </li></ul><ul><li>Manifestações: uretrite; epididimite; cervicite; salpingite; bartolinite; proctite; conjuntivite; peri-hepatite; artrite </li></ul>
  9. 9. Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis Clamídia - Proctite <ul><li>Transmissão: atividade sexual receptiva anal; oro-anal; auto-inoculação vagino-retal </li></ul><ul><li>Período de incubação: 3 dias a 3 semanas </li></ul><ul><li>Clínica: </li></ul><ul><ul><li>1. Proctite: assintomático; dor, tenesmo, secreção mucóide ou sanguinolenta; </li></ul></ul><ul><ul><li>2. Linfoadenopatia- linfonodos firmes, que podem aumentar, coalescer e formar abscesso com drenagem espontânea ( Linfogranuloma venereum ); </li></ul></ul><ul><ul><li>3. Sistêmica: febre, calafrio e perda de peso </li></ul></ul>
  10. 10. Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis Clamídia - Proctite <ul><li>Retossigmoidoscopia </li></ul><ul><ul><li>proctite distal com mucosa friável e ulcerada, às vezes semelhante a doença de Crohn </li></ul></ul><ul><ul><li>Fístula e abscesso retal. Raramente estenose retal </li></ul></ul><ul><li>Exames sorológicos: fixação complemento; imunofluorescência </li></ul><ul><li>Tratamento: azitromicina- 1g VO dose única </li></ul><ul><ul><ul><li>Doxiciclina 100 mg VO 2x ao dia por 7-14 dias </li></ul></ul></ul>
  11. 11. Herpes Perianal e Retal <ul><li>Causado pelo HSV 1 (10%) e 2 (90%) </li></ul><ul><li>Período de incubação de 4 a 21 dias </li></ul><ul><li>Geralmente pós relação sexual anal receptiva </li></ul><ul><li>Sintomas: dor anorretal intensa; tenesmo; secreção mucopurulenta; prurido; constipação </li></ul><ul><li>Radiculopatia lombossacral >50%- disfunção urinária; parestesia sacral; impotência e dor no abdômen inferior, região lombar ou nádegas </li></ul>
  12. 12. Herpes Perianal
  13. 13. Herpes Perianal e Retal <ul><li>Retossigmoidoscopia: mucosa friável, ulceração, vesículas e pústulas limitadas aos 10 cm distal do reto </li></ul><ul><li>Diagnóstico: Raspado ou biópsia da vesícula- células gigantes multinucleadas ou corpos de inclusão intranuclear </li></ul><ul><li>Tratamento: sintomático; aciclovir, fanciclovir ou valaciclovir </li></ul>
  14. 14. Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis Herpes Perianal e Retal <ul><li>Retossigmoidoscopia: mucosa friável, ulceração, vesículas e pústulas limitadas aos 10 cm distal do reto </li></ul><ul><li>Diagnóstico: Raspado ou biópsia da vesícula- células gigantes multinucleadas ou corpos de inclusão intranuclear </li></ul><ul><li>Tratamento: sintomático; aciclovir, fanciclovir ou valaciclovir </li></ul>
  15. 15. Doenças Anorretais Sexualmente Transmissíveis Condiloma acuminado <ul><li>Vírus papiloma humano (tipos 6 e 11 mais comuns; tipos 16, 18, 31, 33, 35= displasia e tumor) </li></ul><ul><li>3ª DST mais comum (1ª uretrite não gonogócica; 2ª uretrite gonogócica) </li></ul><ul><li>Freqüência aumentando (1 milhão novos casos/ano nos USA) </li></ul><ul><li>Período de incubação: 1 a 6 meses </li></ul>
  16. 16. Condiloma acuminado - Localização <ul><li>Vulva, vagina, cervix </li></ul><ul><li>Ânus </li></ul><ul><li>Pênis, escroto, uretra </li></ul><ul><li>Face, mãos </li></ul>
  17. 17. Condiloma Acuminado Anal <ul><li>Mais comum em homossexuais e homens jovens </li></ul><ul><li>10-50% dos pacientes negam sexo anal receptivo </li></ul><ul><li>Transmitido pelo contato de órgãos genitais e mãos </li></ul>
  18. 18. Condiloma Acuminado Anal Local das Lesões <ul><li>Somente perianal 6% </li></ul><ul><li>Perianal e intranal 84% </li></ul><ul><li>Somente intranal 10% </li></ul>
  19. 19. Condiloma Acuminado Anal <ul><li>Lesões múltiplas, elevadas e verrugosas </li></ul><ul><li>Tamanho: de 1 mm a vários centímetros </li></ul><ul><li>Cor branca ou rósea </li></ul>
  20. 20. Condiloma Acuminado Anal Manifestações Clínicas <ul><li>Assintomático </li></ul><ul><li>Massa (Tumor) </li></ul><ul><li>Prurido; dor </li></ul><ul><li>Sangramento; secreção fétida </li></ul><ul><li>Dificuldade na evacuação (condiloma gigante) </li></ul>
  21. 21. Condiloma Acuminado Anal Tratamento <ul><li>Excisão </li></ul><ul><li>Destruição: a) ablação com laser ou eletrocoagulação; b) podofilina; c) ácido bi ou tricloroacético; d) crioterapia </li></ul><ul><li>Estimulação imunológica: a) interferon; b) imiquimod; c) vacina </li></ul>
  22. 22. Condiloma Acuminado Anal Tratamento com Podofilina <ul><li>Método mais usado para lesões pequenas </li></ul><ul><li>Ação: citotóxico (anti-mitótico) </li></ul><ul><li>Concentração 25% (5 a 50%) </li></ul><ul><li>Uso: 1 x semana. Lavar a região 6-8 horas após a aplicação </li></ul><ul><li>Tratamento simples e barato </li></ul>
  23. 23. Condiloma Acuminado Anal Desvantagens do Tratamento com Podofilina <ul><li>Lesa o tecido normal adjacente: dermatite, necrose, cicatriz, fístula </li></ul><ul><li>Não pode ser aplicado na mucosa </li></ul><ul><li>Não permite obtenção de tecido para AP </li></ul><ul><li>É difícil a sua auto-aplicação </li></ul><ul><li>Toxicidade SNC, trato GI, fígado, rim, tecido hematopoético, ap. respiratório, teratogênese </li></ul>
  24. 24. Condiloma Acuminado Anal Tratamento com Imiquimod (Aldara ® ) <ul><li>Modificador da resposta imune (estimula monócitos e macrófagos a produzirem citoquininas que afetam crescimento celular e tem efeito antiviral) </li></ul><ul><li>Creme aplicado ao deitar 3 x semana por 16 semanas. Não pode ser aplicado no canal anal </li></ul><ul><li>Resolução 72% nas mulheres e somente 33% nos homens </li></ul>
  25. 25. Condiloma Acuminado Anal Tratamento com Citostáticos Tópicos <ul><li>5-fluourouracil; thiotepa; bleomicina </li></ul><ul><li>Aplicação de creme 5% (Efurix ® )- 2 x semana, após cauterização </li></ul><ul><li>Não pode ser aplicado na mucosa </li></ul><ul><li>Reduz recorrência </li></ul>
  26. 26. Condiloma Acuminado Anal Tratamento com Alfa-Interferon <ul><li>Administração: 1) IM: 2 milhões; 2) Local: 1 milhão 3 x semana por 3-8 semanas </li></ul><ul><li>Cura: 60-80% </li></ul><ul><li>Custo elevado </li></ul>Browder JF. Ann Pharmacother 26:42, 1992
  27. 27. Condiloma Acuminado Anal Tratamento com Vacina (n=200) <ul><li>Necessidade de 5 g de tecido </li></ul><ul><li>0,5 ml de vacina SC por semana por 6 semanas </li></ul><ul><li>Cura 84%; Re-vacinação curou 50% restantes </li></ul>Abcarian H. Dis Colon Rectum 25:648, 1982
  28. 28. Condiloma Acuminado Anal Recorrência 40% (20 a 60%) <ul><li>Auto-inoculação de lesões não reconhecidas </li></ul><ul><li>Presença do vírus no tecido adjacente aparentemente normal </li></ul><ul><li>Re-inoculação pelo mesmo ou outro parceiro </li></ul><ul><li>Defesa imunológica reduzida </li></ul>
  29. 29. Doença Anorretal em 180 Pacientes com Infecção por HIV <ul><li>Homo e bissexuais em 55% </li></ul><ul><li>Condiloma anal- doença mais comum (43%; 10% desses tinham neoplasia intraepitelial) </li></ul><ul><li>Úlcera anal 32% (maioria idiopática; 12% herpes simplex; 7% CMV) </li></ul><ul><li>Fístula 14%; Abscesso 12%; hemorróidas 6%; câncer 3%) </li></ul>Yuhan R & Abcarian H. Dis Colon Rectum 41:1367, 1998

×