• Like
Pastoral urbana aula 01
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Pastoral urbana aula 01

  • 1,786 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,786
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
33
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1.  Urbanização  Paraum projeto Cidade evangelísgico é Acontecimentos na necessário um cidade estudo do bairro e da cidade, é necessário um estudo mais abrangente e profundo para um projeto de pastoral urbana.
  • 2.  Quem exerce poder político, econômic Verificar os o e espiritual; pontos fortes e Quais as áreas fracos da privilegiadas na cidade. administração pública (educação, saúde, saneamento,etc).
  • 3.  Quem são os A igreja trabalha fundadores da para si mesma ou igreja? está mobilizada Qual a sua visão para a missão? missionária? E  A igreja tem hoje? assumido desafios? Como a igreja se  Como é exercida a relaciona com a liderança cidade como um espiritual? todo?
  • 4. é o abandono do  Segundo o IBGE o campo para a país conta com migração de 81,23% da centros urbanos. população Brasil deixou de morando em áreas ser rural na urbanas (2.000). década de 60, a população urbana chegou a 55,92%
  • 5.  As cidades não  Pobreza,violência, crescem apenas fome, doenças e em população. favelas. Crescem em problemas sociais, econômico s e políticos.
  • 6.  São cidades que ultrapassam de dez milhões de habitantes. Segundo a ONU, em 2015, cidades como Tóquio, Mumbai, Jacarta, Lagos, São Paulo terão mais de 20 milhões de habitantes.
  • 7.  Estaexpansão urbana descontrolada pode dar origem a grande volume de tráfego, elevadas concentrações industriais e sobrecargas ambientais.
  • 8.  Numero de escritórios das  O Século XXI não será principais empresas (em dominado por Estados contabilidade, consultoria Unidos, China, Brasil ou , publicidade, banco e Índia, mas por suas consultorias). cidades. Num momento Rede financeira e em que parece bancária. inconcebível, as cidades, mais do que os Rede de telecomunicações Estados, estão se entre outros fatores. convertendo em ilhas de Governos onde indubitavelmente o futuro da ordem mundial. Este novo mundo não é ou não será uma aldeia global, mas uma rede de várias aldeias diferentes.
  • 9.  Segundo a revista Foreign Policy e o The Chicago Council, idealizadores do índice das cidades globais, não é apenas o seu tamanho. O índice tem como objetivo medir o quanto uma cidade tem influência sobre o que acontece além de suas fronteiras e sua influência na integração com os mercados mundiais, cultura e inovação. Nova York lidera a lista, pese a que em número de habitantes é sexta a nível mundial, e com relação ao PIB fica na segunda colocação, depois de Tóquio. É que o estudo também leva em consideração os museus, número de embaixadas, organizações políticas, aeroportos e portos, além de hotéis.
  • 10.  Nova York está topo da  Do Brasil, surgem São Paulo globalização ao lado de no 35° lugar e Rio de Chicago (6°) e Los Angeles Janeiro no 49°. A melhor (7°). Da Europa se colocação na região é de apresentam Londres (2º) e Buenos Aires (22°). Mais Paris que ficou na quarta atrás, Cidade do México colocação. Entre as dez (30°), Bogotá (54°) e primeiras, cinco são da Ásia Caracas (55°). Pacífico. Tokio é a melhor classificada, em 3° lugar, seguida por Hong Kong (5°), Cingapura (8°), Sydney (9°) e Seul (10°). A lista está composta por 65 cidades com mais de um milhão de habitantes. Quase a metade do total são cidades asiáticas. Da América Latina apenas se qualificaram seis.
  • 11.  Megacidade e Cidade Global são conceitos diferentes. As megacidades tem um conceito que valoriza a quantidade de habitantes, pela definição da ONU, são cidades que tem mais de 10 milhões de habitantes dentro de seus limtes geográficos, não importando em que país ou região se localiza. Enquanto que as cidades globais não leva em conta o número de habitantes, mas sim a sua capacidade de influênciar os acontecimentos mundiais, agregando serviços e concentrando grandes fluxos de transportes e comunicação. O Rio de Janeiro - Brasil (11 ,748 milhões de habitantes) e Calcutá - Índia (14,787 milhões), são exemplos de megacidades, porém não são cidades globais.
  • 12. É uma área  Asprimeiras cidades urbanizada e se surgiram entre diferencia de vilas e quinze a cinco mil de outras entidades anos atrás, urbanas, através de dependendo das vários critérios, diversas definições população, existentes sobre um densidade antigo populacional ou assentamento estatuto legal. permanente como uma cidade.
  • 13.  As primeiras verdadeiras  Sociedades que vivem em cidades são por vezes cidades são consideradas grandes frequentemente chamadas assentamentos de civilizações. permanentes nos quais os  O ramo da história e do seus habitantes não são urbanismo encarregado do mais simplesmente estudo das cidades e do fazendeiros da área que processo de urbanização é cerca o a história urbana. assentamento, mas passaram a trabalhar em ocupações mais especializadas na cidade, onde o comércio, o estoque da produção agrícola e o poder foram centralizados.
  • 14. O Evangelho O anúncio de Jesus transpôs o limite Cristo foi do interior da acompanhado as Palestina e se grandes rotas espalhou pelo comerciais da mundo urbano época que antigo. interligavam os grandes centros urbanos, por mar e terra.
  • 15.  Naidade média uma cidade era tanto uma entidade político- administrativa como um agrupamento de casas. Morar nas cidades passou a ser considerado um ato de liberdade em relação às obrigações rurais para com o senhor e para a comunidade feudal da época.
  • 16.  No final do século XVIII, a ascensão e o crescimento da indústria moderna e o início da revolução industrial levou à massiva urbanização e a ascensão de novas grandes cidades, primeiramente na Europa. Depois em outras regiões, novas oportunidades geradas nas cidades fizeram com que grande numero de migrantes, provenientes de comunidades rurais, se instalassem em áreas urbanas.
  • 17. O Brasil é um dos países do mundo a definirem a entidade administrativa urbana local – município – como um ente federativo. Esta entidade é definida pela Constituição Federal e constitui a esfera local de poder (ao lado dos Estados e da União). Qualquer comunidade urbana caracterizada como sede de município é considerada uma cidade, independente do numero de habitantes, sendo a parte urbanizada de seus distritos considerados prolongamentos destas cidades, o senso comum brasileiro associa um município a uma cidade.
  • 18.  Processo de urbanização no Brasil por volta do século XIX. Cidades brasileiras guardam um desenho comum; grandes prédios, mansões e saindo para os contornos da cidade; as favelas.
  • 19.  Segundo o IBGE, mais de 10 milhões de pessoas vivem em favelas. Estudo revelam que até o ano 2020, haverá 1,4 bilhão de pessoas vivendo em favelas em todo o mundo, sendo 162 milhões na América Latina. Cerca de 52,3 milhões de pessoas vivem em favelas no Brasil.
  • 20.  Moradias precárias; infraestrutura precária e sem regularização fundiária;  Baixa qualidade de vida; Limitado poder aquisitivo dos moradores;  Áreas com edificações inadequadas;  Áreas muito habitadas por pobres ou socialmente desfavorecidos;  Falta de água potável, eletricidade, saneamento e outros serviços básicos.
  • 21.  O maior desafio da pastoral urbana está em tornar pública a presença da igreja na cidade. É necessário uma atuação espiritual da igreja, no sentido forte da palavra revelada através do Espírito Santo. As passeatas deverão ser expressão de comunhão e solidariedade da igreja.  É necessário um cuidado para que as decisões da igreja não pareçam estéreis e distantes dos reais interesses dos habitantes da cidade.
  • 22.  Um dos fatores importantes para a pastoral urbana, é saber o que está acontecendo dentro da cidade e saber fazer leituras a respeito das tendências. Com esta compreensão, é possível desenvolver uma estratégia de evangelização efetiva e objetiva dentro da cidade. Uma igreja contextualizada e uma igreja que fala a língua do seu povo, comunica de acordo com a necessidade de seus participantes.