Your SlideShare is downloading. ×
Turismo Vera Cruz - Ilha de Itaparica - Bahia - Brasil
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Turismo Vera Cruz - Ilha de Itaparica - Bahia - Brasil

2,964

Published on

Published in: Entertainment & Humor
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,964
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
46
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. 00 T U R I S M O Por uma Vera Cruz melhor
  • 2. 01 O TURISMO É UM SISTEMA
  • 3. 02 . Um sistema é a forma em que um conjunto se organiza para produzir um resultado.
  • 4. 03 O órgão mais importante nessa área é o Ministério de Turismo.
  • 5. 04 Cada parte tem a sua função.
  • 6. 05 O poder público funciona como cérebro do sistema. Ele cria projetos de desenvolvimento turístico, regula e fiscaliza atuação do resto do corpo – empresariado e comunidade.
  • 7. 06 O empresariado e os profissionais da indústria do turismo são o coração do sistema turístico, injetando investimentos para que o turismo continue crescendo. Este grupo é responsável pelos empregos formais do turismo e deve se preocupar em oferecer serviços de qualidade. É o caso dos hotéis, agências de viagem, companhias aéreas e rodoviárias, etc.
  • 8. 07 No nível municipal, quem atua são as secretarias de turismo. Também é dever do governo cuidar da infra-estrutura local (transporte comunitário, saneamento, segurança, etc.), serviços básicos para o desenvolvimento do turismo.
  • 9. 08 Os profissionais empregados em agências, hotéis, restaurantes, transportes e todos os prestadores de serviços ligados direta ou indiretamente à industria do turismo podem ser comparados às pernas e aos braços do sistema. São eles quem efetivamente movimentam as atividades turísticas e vivem o dia-a-dia da atividade.
  • 10. 09 E a comunidade ?
  • 11. 10 É responsável pelos serviços indiretamente ligados ao turismo. Significa que tanto o faxineiro da agência de viagens quanto o garçom do restaurante e o motorista de táxi estão envolvidos com o turismo. Eles formam à rede de serviços oferecidos à comunidade mas que, também, atende ao turista e dá sustentação para todo o sistema. É por isso que poderíamos dizer que as pessoas da comunidade são as células do sistema turístico.
  • 12. 11 Para cada emprego formal gerado pelas empresas diretamente ligadas ao turismo, criam-se nove trabalhos no mercado informal. Ou seja, toda a comunidade é beneficiada pela industria tradicional do turismo.
  • 13. 12 TURISMO SUSTENTÁVEL
  • 14. 13 Sua base está na preservação do patrimônio cultural, dos recursos naturais e no desenvolvimento econômico, pensando no benefício da sociedade a longo prazo .
  • 15. 14 O Programa Nacional de Municipalização do Turismo – PNMT foi criado para difundir os princípios do turismo sustentável através de um sistema educacional em cadeia, formando pessoas da comunidade como multiplicadores de conhecimento.
  • 16. 15 Muitos já se beneficiaram desse programa. Algumas cidades como Natal (RN), Bonito (MS), Canela (RS), Nova Friburgo (RJ), por exemplo, conseguiram movimentar toda a economia local tendo o turismo como ponto de partida e referência. Isto é, não apenas as empresas ligadas diretamente ao turismo se beneficiam, mas também os diversos setores produtivos da cidade.
  • 17. 16 O primeiro passo no sentido de desenvolver o turismo em cada cidade é localizar seus atrativos e entender o que tem valor aos olhos dos turistas. Tudo pode ter valor turístico, desde que apresente ao turista coisas que ele nunca viu ou não está acostumado.
  • 18. 17 “ É CLARO QUE, ALÉM DE LOCALIZAR OS ATRATIVOS, OS MORADORES DEVEM ESTAR CONVENCIDOS DA IMPORTANCIA DO TURISMO PARA SEU DESENVOLVIMENTO SOCIAL, ECONOMICO, CULTURAL E HUMANO.”
  • 19. 18 Mas não basta a comunidade estar envolvida, é preciso vontade política para tornar o turismo uma realidade. A prefeitura e as secretarias municipais tem um papel importantíssimo na hora de planejar e desenvolver a atividade turística no município, porque o turismo, quem faz somos nós: trabalhadores, empresários, administradores, políticos – toda a sociedade. “ No turismo aquele velho ditado que uma andorinha só não faz verão é absolutamente verdadeiro”
  • 20. 19 “ PARA O TURISMO SE DESENVOLVER É FUNDAMENTAL A ATUAÇÃO DA PREFEITURA E A PARTICIPAÇÃO DE TODA A SOCIEDADE.” SEM A PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE NÃO HÁ MILAGRE
  • 21. 20
    • Qualquer local só realizará a sua vocação turística:
    • valorizando seus atrativos naturais e culturais
    • investindo em infra-instrutora de serviços urbanos e turísticos
    • trabalhando de forma integrada e coordenada com todos os setores da comunidade
    • formando bons profissionais e capacitando profissionais autônomos para um perfeito atendimento aos turistas
    • mantendo calendários bem organizados de eventos
  • 22. 21 O desenvolvimento da atividade turística depende principalmente de quatro fatores fundamentais:
  • 23. 22 ACESSIBILIDADE
  • 24. 23 Criar boas condições de acesso para todos os atrativos, ou seja: localidades, praias, monumentos históricos, reservas ambientais e grupos culturais, viabilizando assim a visitação para que cada localidade se torne um “produto”, com a criação da sinalização turística.
  • 25. 24 SEGURANÇA é tudo !
  • 26. 25 No caso do turismo, a segurança tem um sentido bastante amplo, compreendendo:
    • policia
    • salva mar
    • bombeiros e defesa civil
    • hospitais
    • postos de saúde
    • comunicação
    • população
    • hospedagem
    • policia federal e alfândega
    • estradas, iluminação, sinalização urbana e informação
    • saneamento básico e higiene
  • 27. 26 QUALIFICAÇÃO DOS ATRATIVOS
  • 28. 27 Tornar agradável a visitação dos atrativos naturais, históricos e culturais.
  • 29. 28
    • Sugerimos a utilização da metodologia D'OLHO:
    • Descarte
    • Organização
    • Limpeza
    • Higiene
    • Ordem mantida
  • 30. 29 QUALIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS PRESTADOS
  • 31. 30
    • Criação de selo de qualidade do produto turístico
    • Fiscalização
    • Sensibilização
    • Capacitação
    • Qualificação profissional
    • Investimentos nos estabelecimentos comerciais da cadeia produtiva do turismo
  • 32. 31 Apóio as manifestações e grupos culturais para preservação do aspecto diferencial local.
  • 33. 32 24 de Outubro de 2008 Vera Cruz BAHIA | BRASIL

×