Informática Básica parte 1 - Introdução à informática e windows 7 -  Inclusão Digital.
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Informática Básica parte 1 - Introdução à informática e windows 7 - Inclusão Digital.

  • 70,301 views
Uploaded on

Manual de Instrução de Informática Básica Volume 1 para Inclusão Digital, introdução à informática e sistema operacional para aplicação em cursos de inclusão digital.

Manual de Instrução de Informática Básica Volume 1 para Inclusão Digital, introdução à informática e sistema operacional para aplicação em cursos de inclusão digital.

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
70,301
On Slideshare
68,685
From Embeds
1,616
Number of Embeds
13

Actions

Shares
Downloads
2,074
Comments
9
Likes
44

Embeds 1,616

http://informaticasocialmvp.blogspot.com.br 1,476
http://informaticasocialmvp.blogspot.com 68
https://informaticasocialmvp.blogspot.com 28
http://informaticasocialmvp.blogspot.pt 13
http://www.informaticasocialmvp.blogspot.com.br 9
http://infozum.blogspot.com.br 8
http://informaticasocialmvp.blogspot.com.es 4
http://www.google.com.br 3
https://twitter.com 2
http://informaticasocialmvp.blogspot.nl 2
http://informaticasocialmvp.blogspot.in 1
http://4.bp.blogspot.com 1
http://informaticasocialmvp.blogspot.de 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 1 instrutormauricio.blogspot.com.br Informaticasocialmvp.blogspot.com.br Autorização de Uso: Cópia Cortesia do Instrutor Maurício V. Pires. Destina-se a Instrutores, Alunos, e Multiplicadores de Inclusão Digital. Seu uso é exclusivo para fins de Inclusão Digital. Reprodução e Distribuição Gratuita Autorizada, para uso pessoal ou para Inclusão Digital. Criação: MAURÍCIO V. PIRES – Ano 2012 / 2013. Versão Atualizada 2014 – 72 Pág.
  • 2. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 2 Inclusão Digital – Primeiro Passo. O termo Inclusão Digital é bastante amplo, e vai além de ensinar a operar um computador, porém aprender a usar essa nova tecnologias é o primeiro passo para a Inclusão Digital. A Inclusão Digital proporciona o acesso a informações que irão contribuir para uma melhora nas condições de vida do cidadão, abrindo-lhe as portas para novas oportunidades, seja de emprego, educação, relações pessoais ou entretenimento. Fato é que a informática está presente no cotidiano de todos nós, e a cada dia com mais intensidade que não nos permite mais ficarmos excluídos, e todos que aprendem ou já aprenderam um pouco a lidar com as novas ferramentas tecnológicas podem se colocar na posição de multiplicadores e instrutores, e ajudar a promover a inclusão digital, de maneira simples, direta e objetiva ensinando os primeiros passos e as formas de acesso a informação seja a um amigo, colega ou familiar, um jovem, idoso, adulto ou criança e assim, a partir das aptidões básicas adquiridas poder conduzir com segurança até o uso da web, onde esta pessoa possa aprimorar seus os conhecimentos com pesquisa e estudo sobre as diversas áreas da informação, que para muitos são infinitas. Maurício V. Pires Sobre o Material
  • 3. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 3 Este Manual de Instrução de Informática Básica pretende proporcionar, um aprendizado rápido e objetivo dos primeiros passos da informática, é voltado principalmente aos que estão tendo o primeiro contato com o computador ou com ferramentas básicas do Office como o Word®, Excel® e PowerPoint®; sendo assim este material é direcionado a Instrutores e Alunos, principalmente de Instituições Sociais que promovem a inclusão digital ou cursos de informática básica e não possuem tal material para complementar as instruções, porém instrutores particulares também podem usufruir desde que mantenham sua distribuição gratuita. Esse material nasceu de experiências próprias, da necessidade de ter um material para compartilhar com os alunos e ser um norteador nas instruções, e assim simples e objetivo como foi criado este material foi compartilhado desde o ano de 2012 nas suas versões individuais sempre de forma gratuita com colegas instrutores e estudantes de todo o Brasil e agradeço a Deus pela oportunidade. Disponibilizo esta nova versão com as parte 1- Introdução e Windows Sevem®, 2 Conhecendo o Word®, 3 Conhecendo o Excel®, 4- PowerPoint® e 5- Internet Conhecimentos Básicos. Para aqueles que querem ampliar seus conhecimentos sobre o Microsoft Office® Básico como Word®, Excel® e PowerPoint estou lançando um pequeno volume do Básico ao Essencial do Office, onde maiores informações de como adquirir você encontra no final deste manual. Instrutor Maurício
  • 4. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 4 Sumário Um breve resumo da história da computação ............................................... 6 INTRODUÇÃO A INFORMÁTICA ..................................................................... 7 O que são computadores? .............................................................................. 7 Tipos de computadores ................................................................................... 9 Peças de um computador .............................................................................. 12 Unidades de Leitor de Cartão de Memória e Unidades de disquete .......... 15 Ligar e Desligar o microcomputador ............................................................ 19 Usando o mouse ............................................................................................ 23 Usando o teclado ........................................................................................... 27 Sistema Operacional. ..................................................................................... 33 Sistema Operacional Windows 7 .................................................................. 34 A barra de tarefas (visão geral) ..................................................................... 37 O menu Iniciar (visão geral) .......................................................................... 41 Introdução aos gadgets ................................................................................. 46 Trabalhando com janelas .............................................................................. 46 Trabalhando com o Painel de Controle ........................................................ 50 Usando menus, botões, barras e caixas ...................................................... 51 Usando menus ................................................................................................ 52 Trabalhando com arquivos e pastas ............................................................ 58 Localizando arquivos e pastas ..................................................................... 61 Copiando e movendo arquivos e pastas ................................................................................ 61 Criando e excluindo arquivos e pastas ........................................................ 62 Explorando os Acessórios do Windows. ..................................................... 63 Paint ................................................................................................................ 63 Abrindo Imagens no Paint ............................................................................. 66 Há Duas opções para abrirmos uma imagem no Paint. .............................. 66 Wordpad .......................................................................................................... 69 Calculadora ..................................................................................................... 70 Bloco de Notas ............................................................................................... 70 Windows Media Player .................................................................................. 70
  • 5. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 5 INTRODUÇÃO A INFORMÁTICA Informaticasocialmvp.blogspot.com.br Fonte/Conteúdo: Ajuda e Suporte do Windows //microsoft.com – Microsoft Office – Internet. Microsoft®, Microsoft Office®, Windows®, e Windows Sevem® são marcas registradas da Microsoft Corporation. O conteúdo deste Manual visa auxiliar na instrução de inclusão digital, seu uso não é comercial e sua venda é proibida.
  • 6. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 6 Um breve resumo da história da computação A história da computação começa a ser registrada quando o homem sente necessidade de expandir a sua capacidade de contar, os homens da pré-história há mais de 50.000 anos deixaram vestígios de cálculos e riscos nas paredes das cavernas, o homem antigo também empilhava pedras e riscavas ossos para representar a contagem de algo e mais tarde começa a registrar o controle de sua criação domestica usando pedrinhas para contar os animais. Algumas das Invenções mecânicas para calcular que foram precursoras ao computador eletrônico:  Ábaco – 5000 a.C. - Primeiro instrumento capaz de calcular com precisão e rapidez, composto de varetas e pequenas bolinhas de argila.  Régua de Cálculo - 1622 d.C. - John Napier: logaritmo (tabelas) em 1614 , William Oughtred: régua de cálculo  Relógio Calculador – 1623, Wilhel Schickard – Alemanha, capaz de somar e subtrair 6 dígitos, e quando o resultado era maior tocava um sino. Operações eram feitas por manivela.  Máquina de Pascal – 1642. Primeira calculadora mecânica. Fracasso: não foram produzidas mais de cinquenta unidades e seu preço era excessivamente alto.  Calculadora de Leibniz - 1672 . Aprimoramento do modelo de Pascal, operações fundamentais e ainda extração da raiz quadrada.  Máquina Analítica Máquina que “ficou no papel” – 1822. Calcular funções (logarítmicas, trigonométricas, etc) sem o auxílio de operador. Charles Babbage não conseguiu construir Protótipo:  Teoria de Boole – 1847 . George Boole - inventor da lógica matemática: Qualquer coisa poderia ser representada por símbolos e regras, surge o conceito dos códigos binários.  Calculadora Compacta – Herman Holleriht – 1890 – Funcionário do censo americano, Fundou a empresa onde mais tarde Nascia a mundialmente famosa IBM (1924)
  • 7. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 7 INTRODUÇÃO A INFORMÁTICA O que são computadores? Computadores são máquinas que executam tarefas ou cálculos de acordo com um conjunto de instruções (os chamados programas). Os primeiros computadores totalmente eletrônicos, lançados na década de 40, eram máquinas enormes que exigiam equipes inteiras para funcionar. A evolução dos Computadores tem sido extremamente rápida e pode ser dividida em quatro etapas: • Primeira Geração (1946 - 1959): usavam grandes válvulas eletrônicas, quilômetros de fios e tinham um sério problema com aquecimento. • Segunda Geração (1959 - 1964): uma grande característica desse período foi a redução do tamanho do hardware graças à substituição das válvulas eletrônicas por transistores e dos quilômetros de fios por placas de circuito impresso. Válvulas Transistores em placas de circuito • Terceira geração (1964 – 1970): desta vez diminuiu o tamanho e o preço, uma vez que passaram a ser utilizados os circuitos integrados. Também foi nesse período que começou a preocupação com o software, uma vez que surgiram dispositivos de entrada e saída de dados por discos e fitas de armazenamento. • Quarta geração (1970 até hoje): nascimento dos microprocessadores e dos computadores pessoais (PC), tamanhos e preços extremamente reduzidos. Computadores cada vez mais velozes e acessíveis e softwares mais intuitivos.
  • 8. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 8 ENIAC Lançado em 1946, o ENIAC (Electronic Numerical Integrator and Computer) foi o primeiro computador eletrônico para uso geral. Criado pelas Forças Armadas dos Estados Unidos para calcular a localização de bombas, o ENIAC era enorme fisicamente, pesava mais de 27.000 kg (60.000 lb) e ocupava uma sala grande. Para processar os dados, o ENIAC usava cerca de 18.000 válvulas, cada uma do tamanho de uma lâmpada pequena. As válvulas queimavam com facilidade e precisavam ser substituídas frequentemente. Comparados a essas máquinas de antigamente, os computadores atuais são impressionantes. Não só estão milhares de vezes mais rápidos, como podem caber na mesa, no colo ou até no bolso. Os computadores funcionam com base em uma interação entre hardware e software: Hardware: Refere-se às peças de um computador que você pode ver e tocar, inclusive o gabinete e tudo o que está dentro dele. A peça mais importante de hardware é um minúsculo chip retangular no computador chamado CPU (unidade de processamento central) ou microprocessador. Ele é o "cérebro" do computador, ou seja, a parte que converte as instruções e executa os cálculos. Itens de hardware como monitor, teclado, mouse, impressora e outros componentes costumam ser chamados dispositivos de hardware ou simplesmente dispositivos. Software: Refere-se às instruções (ou seja, os programas) que dizem ao hardware o que fazer. Um programa de processamento de texto que você pode usar para escrever letras no computador é um tipo de software. O sistema operacional é um software que gerencia o computador e os dispositivos conectados a ele. Windows é um sistema operacional muito conhecido.
  • 9. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 9 Tipos de computadores Os computadores variam em termos de tamanho e capacidade. Em uma ponta da escala estão os supercomputadores, computadores muito grandes com centenas de microprocessadores vinculados que executam cálculos extremamente complexos. Na outra ponta estão os computadores minúsculos embutidos em carros, TVs, sistemas de som, calculadoras e eletrodomésticos. Esses computadores são criados para executar um número limitado de tarefas. O computador pessoal (ou PC) foi desenvolvido para ser usado por uma pessoa de cada vez. Esta seção descreve os vários tipos de computadores pessoais: desktops, laptops, de mão e Tablet PCs. Desktops Os desktops foram criados para uso em uma mesa ou escrivaninha. Normalmente são maiores e mais potentes que outros tipos de PC. Os desktops são constituídos por componentes separados. O principal deles, chamado unidade de sistema, é uma caixa retangular que fica localizada sobre ou embaixo de uma mesa. Outros componentes (como monitor, mouse e teclado) conectam-se à unidade de sistema. Desktop
  • 10. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 10 Laptops ou Notebooks, Netbooks, Ultrabooks Os laptops ou Notebooks são PCs móveis mais leves com uma tela fina. Os laptops podem operar com baterias, por isso você pode levá-los para qualquer lugar. Ao contrário dos desktops, os laptops combinam a CPU, a tela e o teclado em um único gabinete. A tela se fecha sobre o teclado quando não está em uso. Os netbooks (geralmente chamados de mini notebooks) são laptops pequenos e com preços acessíveis, projetados para realizar um número limitado de tarefas. Normalmente eles são menos potentes do que os laptops, portanto, são utilizados principalmente para navegar na Web e verificar e-mails. Hoje encontra-se Notebooks com o mesmo tamanho de um Netbooks e com a mesma potência e capacidade, porém como nos Netbooks estes não possuem drive de dvd / cd. Ultrabooks se caracterizam por possuírem pouco peso, hardware mais potente, e bateria com maior durabilidade em comparação com os Netbooks, e ainda podem ser híbridos possuindo mais de uma interface de entrada com formatos múltiplos, mesclando uma tela sensível ao toque e uma tela normal ou ainda com teclados destacáveis.
  • 11. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 11 Ultrabooks Híbridos Smartphones Smartphones são telefones celulares que contam com alguns dos recursos de um computador. Você pode usar um smartphone para fazer ligações telefônicas, acessar a Internet, organizar informações de contatos, enviar emails e mensagens de texto, jogar e tirar fotos. Smartphones geralmente têm. Computadores de mão Os computadores de mão, também chamados PDAs (assistentes digitais pessoais), são computadores movidos a bateria pequenos o suficiente para serem carregados para praticamente qualquer lugar. Embora não tão potentes quanto os desktops ou os laptops, os computadores de mão são úteis para agendar compromissos, armazenar endereços e telefones e jogar. Alguns possuem recursos mais avançados, como fazer chamadas telefônicas e acessar a Internet. Em vez de teclados, os computadores de mão possuem telas sensíveis ao toque, que você usa com os dedos ou com uma caneta (uma ferramenta apontadora na forma de caneta). Computador de mão
  • 12. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 12 Tablet PCs Os Tablet PCs são PCs móveis que combinam os recursos dos laptops e dos computadores de mão, possuem uma tela sensível ao toque dos dedos, telas que variam entre 7 e 10 polegadas podendo ser Tela Capacitiva ou Tela Resistiva, a tela capacitiva apresenta muito mais sensibilidade ao toque e portanto uma melhor resposta. Opera hoje com basicamente três sistemas operacionais operacional, IOS (sistema da Apple utilizado no iPad, iPod e Apple TV), Android (sistema do Google, utilizado na maioria das tablets “não Apple”)Windows (sistema novo que aparece como mais uma alternativa para o futuro, porque está disponível para um número muito pequeno de aparelhos) Tablet PC Peças de um computador Se você usa um computador desktop, já deve saber que não existe uma parte única chamada "computador". Um computador é, na verdade, um sistema de muitas partes funcionando em conjunto. As partes físicas, que você pode ver e tocar, são denominadas coletivamente hardware. (O software, por outro lado, se refere às instruções, ou programas, que dizem ao hardware o que fazer.) A ilustração a seguir mostra os dispositivos de hardware mais comuns em um sistema de computador desktop. Seu sistema pode ter uma aparência um pouco diferente, mas provavelmente possui a maioria destas peças. Um computador laptop possui peças semelhantes, mas as combina em um único pacote do tamanho de um caderno.
  • 13. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 13 Vamos dar uma olhada em cada uma destas peças. Imagem: Ajuda e Suporte do Windows® Unidade de sistema A unidade de sistema é o núcleo de um sistema de computador. Normalmente, é uma caixa retangular colocada sobre a mesa ou embaixo dela. Dentro dessa caixa estão os componentes eletrônicos que processam as informações. O mais importante desses componentes é a CPU (unidade de processamento central) ou microprocessador, que atua como o "cérebro" do computador. Outro componente é a memória RAM, que armazena temporariamente informações utilizadas pela CPU enquanto o computador está ligado. As informações gravadas na RAM são apagadas quando o computador é desligado. Quase todas as outras partes do computador se conectam à unidade de sistema por meio de cabos. Os cabos são conectados a portas (aberturas) específicas, geralmente na parte traseira da unidade de sistema. O hardware que não faz parte da unidade de sistema é chamado dispositivo periférico ou simplesmente dispositivo.
  • 14. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 14 Unidade de Sistema Unidades de CD/DVD e Blu-Ray Leitores de cartão SD/MMC Armazenamento O computador possui uma ou mais unidades de disco, ou seja, dispositivos que armazenam informações em um disco de plástico ou de metal. O disco preserva as informações mesmo quando o computador está desligado. Unidade de disco rígido ( HD ) A unidade de disco rígido do computador armazena informações em um disco rígido, que é um prato rígido ou pilha de pratos com uma superfície magnética. Como os discos rígidos podem reter uma grande quantidade de informações, normalmente eles funcionam como principal meio de armazenamento do computador, guardando praticamente todos os programas e arquivos. Em geral, a unidade de disco rígido fica localizada dentro da unidade de sistema. Unidade de disco rígido
  • 15. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 15 Unidades de CD – DVD e Blu-ray Hoje em dia, quase todos os computadores vêm equipados com uma unidade de CD ou DVD, geralmente localizada na frente da unidade de sistema. As unidades de CD usam lasers para ler (recuperar) dados de um CD. Muitas delas também podem gravar dados em CDs. Se você tiver uma unidade de disco gravável, poderá armazenar cópias de seus arquivos em CDs vazios ( CD-R). A unidade de CD também serve para tocar CDs de música no computador. CD As unidades de DVD e ou Blu-ray fazem o mesmo que as unidades de CD e também leem DVDs e ou Blu-ray, Se você tiver uma unidade destas, poderá reproduzir arquivos destas mídia, filmes etc. Muitas unidades de DVD podem gravar dados em mídias de DVDs vazios, ( DVD-R) Unidades de Leitor de Cartão de Memória e Unidades de disquete O leitor de cartão de memoria é um drive que lê cartões de memoria de vários formatos entre estes o SD, o tipo mais popular de memória Flash, sendo amplamente utilizados em celulares, câmeras digitais, consoles de videogame e outros dispositivos portáteis. Tamanho sucesso se deve, em parte, às suas variações: os cartões miniSD e microSD, que possuem dimensões reduzidas, e podem ser encontrados atualmente com capacidades bastante altas, como 32 ,64 GB ou mais. As unidades de disquete armazenam informações em discos, também chamados discos flexíveis ou disquetes, hoje quase não existem.
  • 16. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 16 Pen Drive Pen Drive ou Memória USB Flash Drive é um dispositivo de memória constituído por memória flash, é usado para armazenar arquivos, imagens, musicas e etc..., e transporta-los, é conectado através de uma ligação USB permitindo a sua conexão a uma porta USB de um computador ou outro equipamento com uma entrada USB. As capacidades atuais de armazenamento são variadas,2,4,8,16,32 gigabytes existindo pen drives com capacidade de até 256 Gigabytes. Pen Drive Monitor O monitor exibe informações em forma visual, usando texto e elementos gráficos. A parte do monitor que exibe as informações é chamada tela. Como a tela de uma televisão, a tela de um computador pode mostrar imagens paradas ou em movimento. Os tipos básicos de monitores são : CRT (tubo de raios catódicos) , LCD (vídeo de cristal líquido) ou LED ( Diodo Emissor de Luz ) . Ambos produzem imagens nítidas, mas os monitores LED e LCD levam vantagem por serem mais finos e mais leves. Monitor LCD Monitor LED Monitor CRT L E D
  • 17. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 17 Impressoras Uma impressora transfere dados de um computador para o papel. Você não precisa de impressora para usar o computador, mas, se tiver uma, poderá imprimir e-mails, cartões, convites, anúncios e outros materiais. Muitas pessoas também preferem imprimir suas fotos em casa. Os dois principais tipos de impressora são a jato de tinta e a laser. As impressoras a jato de tinta são as mais populares para uso doméstico. Elas podem imprimir em preto e branco ou em cores e produzem fotos de alta qualidade quando usadas com papel especial. As impressoras a laser são mais rápidas e mais adequadas para uso intenso. Há ainda as impressoras matriciais usadas no passado mas que devido a economia que proporcionam as esta voltando ao uso nas empresas. Impressora a jato de tinta Impressora a laser Impressora matricial Alto-falantes Os alto-falantes são usados para tocar som. Eles podem vir embutidos na unidade de sistema ou ser conectados com cabos. São eles que permitem ouvir música e efeitos de som no computador. Alto-falantes do computador
  • 18. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 18 Modem Para conectar o computador à Internet, você precisa de um modem, um dispositivo que envia e recebe informações do computador por linha telefônica ou cabo de alta velocidade. Às vezes, os modems vêm embutidos na unidade de sistema, mas os de alta velocidade normalmente são componentes separados. Mouse Mouse é um pequeno dispositivo usado para apontar e selecionar itens na tela do computador. Embora existam mouses de várias formas, o modelo mais comum se assemelha a um rato (como diz o nome em inglês). Ele é pequeno e alongado, sendo conectado à unidade de sistema por um cabo comprido que faz lembrar uma cauda. Alguns mouses mais novos são sem fio. Mouse O mouse geralmente possui dois botões: um botão principal (normalmente o da esquerda) e um botão secundário o da direita. Muitos mouses também têm uma roda entre os dois botões, que permite percorrer as telas de informações. Ponteiros do mouse À medida que você move o mouse com a mão, um ponteiro na tela se move na mesma direção. (A aparência do ponteiro pode mudar dependendo da sua posição na tela.)
  • 19. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 19 Quando quiser selecionar um item, aponte para ele e clique no botão principal, ou seja, pressione-o e solte-o. Apontar e clicar com o mouse é a principal maneira de interagir com o computador. Teclado A finalidade principal do teclado é digitar texto no computador. Ele possui teclas para letras e números, exatamente como em uma máquina de escrever. A diferença está nas teclas especiais:  As teclas de função, localizadas na linha superior, executam funções diferentes dependendo de onde são usadas.  O teclado numérico, localizado à direita na maioria dos teclados, permite inserir números rapidamente.  As teclas de navegação, como as teclas de seta, permitem mover sua posição dentro de documentos ou páginas da Web. Teclado Você também pode usar o teclado para executar muitas das mesmas tarefas que executa com um mouse. VAMOS VER NAS PRÓXIMAS PÁGINAS, COMO USAR O MOUSE E O TECLADO. Ligar e Desligar o microcomputador O computador é sensível a variações bruscas de energia, sendo assim temos que tomar alguns cuidados básicos. Ao ligar um computador é preciso verificar:  Os cabos de energia do Computador e periféricos:  Observar quanto ao estado de conservação dos cabos, fios descascados, emendas e etc.
  • 20. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 20  Verificar se a voltagem está correta (110 volts ou 220 volts):  Existe uma chave seletora atrás do Computador, perto da conexão do cabo de energia.  Notebook possuem fontes chaveadas automaticamente, mas computadores Desktops possuem um seletor de voltagem. se não souber, procure alguém que possa auxiliá-lo(a). Estabilizador de Voltagem  Verifique a existência de um estabilizador de voltagem, e se existir, verificar a voltagem da mesma (110 v ou 220 v), que deve ser compatível com a voltagem utilizada na sua casa / trabalho.  Deve existir uma chave seletora atrás do estabilizador também.  (o estabilizador é um equipamento utilizado para proteger seu computador contra variações de energia elétrica, que sempre ocorrem sem percebermos, mas que afetam o bom funcionamento dos mesmos., recomenda-se que sempre utilize estabilizadores de tensão e voltagem para equipamentos eletrônicos de boa qualidade pois caso contrário o estabilizador também pode interferir no bom funcionamento da fonte do computador.)  Caso todos os cabos estiverem conectados, ligar o estabilizador.  O estabilizador possui um botão Liga/Desliga de acesso e identificação simples Nobreak Em empresas é comum a existência de nobreak cuja função é semelhante ao do estabilizador porém possui uma bateria interna a qual em caso de falta de energia elétrica mantem o computador ligado por alguns minutos até que o usuário possa salvar e desligar o computador normalmente sem perder dados. Quando há um corte de energia o nobreak apita intermitente até que seja desligado. O procedimento para ligar o nobreak são os mesmos do estabilizador, ou seja, verificar a voltagem e ligar no botão liga e desliga. Filtro de linha Caso o computador não possua estabilizador ou nobreak, como normalmente possui vários cabos devidos seus periféricos são comuns ao menos um filtro de linha que é uma régua de tomadas com proteção por fusível esta régua também possui um botão liga e desliga. é comum encontrarmos uma régua de tomadas juntamente com o estabilizador ou nobreak na maioria das vezes é a primeira a ser ligada. Se você tomou todas as precauções acima:  Ligue o Computador através do botão Liga/Desliga  Aguardar os procedimentos de inicialização do PC  Informar senha e nome do usuário, caso existam e quando solicitado.
  • 21. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 21 Desligando corretamente o computador Quando você termina de usar o computador, é importante desligá-lo corretamente não apenas para economizar energia, mas também para garantir que os dados sejam salvos e para ajudar a mantê-lo mais seguro. Há três maneiras de desligar o computador: pressionando o botão liga/desliga do computador, usando o botão Desligar no menu Iniciar e, caso tenha um laptop, fechando a tampa. Use o botão Desligar no menu Iniciar Para desligar o computador usando o menu Iniciar, clique no botão Iniciar e, no canto inferior direito desse menu, clique em Desligar. Quando você clicar em Desligar, o computador fechará todos os programas abertos, juntamente com o próprio Windows, para em seguida desligar completamente o computador e a tela. O desligamento não salva seu trabalho; portanto, primeiro salve seus arquivos. Usando o modo de suspensão Você pode colocar seu computador em suspensão, em vez de desligá-lo. Quando o computador está em suspensão, o vídeo se desliga e, geralmente, a ventoinha para. Geralmente, uma luz na parte externa do gabinete do computador pisca ou fica amarela para indicar que o computador está em suspensão. Todo o processo leva apenas alguns segundos. Como o Windows se lembrará do que você estava fazendo, não é necessário fechar os programas e arquivos antes de colocar o computador em suspensão. Mas convém salvar seu trabalho antes de colocar o computador em qualquer modo de baixo consumo de energia. Na próxima vez que você ligar o computador (e inserir sua senha, se necessário), a aparência da tela será exatamente igual a quando você desligou o computador. Para ativar o computador, pressione o botão de energia no gabinete do computador. Como você não precisa esperar o Windows iniciar, o computador é ativado em segundos e você pode voltar ao trabalho quase imediatamente. Observação Enquanto está em suspensão, o computador usa pouca energia para manter seu trabalho na memória. Se você estiver usando um laptop, não se preocupe. A bateria não será descarregada. Se o computador ficar muitas horas em suspensão ou se a bateria estiver acabando, seu trabalho será salvo no disco rígido e o computador será desligado de vez, sem consumir energia.
  • 22. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 22 Quando desligar Ainda que colocar o computador em suspensão seja uma maneira rápida de desligá-lo e a melhor opção para retomar o trabalho rapidamente, há situações em que é necessário desligá-lo completamente:  Ao adicionar ou atualizar hardware no interior do computador (por exemplo, instalar memória, disco rígido, placa de som ou placa de vídeo). Desligue o computador e desconecte-o da fonte de energia antes de prosseguir com a atualização.  Ao se adicionar uma impressora, um monitor, uma unidade externa ou outro dispositivo de hardware que não se conecta a uma portaUSB ou IEEE 1394 no computador. Desligue o computador antes de conectar o dispositivo. ser a o Ao adicionar hardware que usa um cabo USB, não é necessário desligar o computador primeiro. A maioria dos dispositivos mais novos usa cabos USB. Esta é a aparência de um cabo USB: Cabo USB Usuários de laptop: Fechar a tampa Se tiver um laptop, há uma maneira mais fácil ainda de desligar o computador: fechando a tampa. Você pode escolher se o computador será colocado em suspensão, desligará ou entrará em outro estado de economia de energia. Se preferir, desligue o laptop pelo sistema ou pressionando o respectivo botão de energia.
  • 23. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 23 Usando o mouse Assim como você usa as mãos para interagir com objetos no mundo físico, pode usar o mouse para interagir com itens na tela do computador. É possível mover objetos, abri- los, alterá-los, jogá-los fora e executar outras ações, tudo apontando e clicando com o mouse. Partes básicas Um mouse geralmente possui dois botões: um botão principal (normalmente o da esquerda) e um botão secundário (geralmente o da direita). Usaremos o botão principal com mais frequência. A maioria dos mouses possui uma roda de rolagem entre os botões para ajudar você a percorrer documentos e páginas da Web com mais facilidade. Em alguns mouses, a roda de rolagem pode ser pressionada para funcionar como um terceiro botão. Mouses avançados podem ter botões adicionais que são capazes de executar outras funções. Partes de um mouse A posição correta do mouse é apontada para frente, você pode fazer movimentos para todos os lados e movimentos circulares, porém ele deve permanecer apontado para frente.
  • 24. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 24 Pressionando e movendo o mouse Ponteiros do mouse Coloque o mouse ao lado do teclado em uma superfície limpa e macia, como um mouse pad. Pressione o mouse levemente com o dedo indicador sobre o botão principal e descanse o polegar na lateral. Para mover o mouse, deslize-o lentamente em qualquer direção. Não o vire. Mantenha a frente do mouse na direção oposta a você. À medida que você move o mouse, um ponteiro (veja a figura) na tela se move na mesma direção. Se você ficar sem espaço para mover o mouse na mesa ou no mouse pad, basta levantá-lo e trazê-lo de volta para perto de você. Segure o mouse levemente, mantendo o pulso reto. Apontando, clicando e arrastando Apontar para um item na tela significa mover o mouse para que o ponteiro pareça estar tocando o item. Quando você aponta para algo, aparece uma pequena caixa que descreve o item. Por exemplo, quando você aponta para a Lixeira na área de trabalho, é exibida uma caixa com a seguinte informação: "Contém os arquivos e pastas que você excluiu". A ação de apontar para um objeto normalmente revela uma mensagem descritiva sobre ele. A forma do ponteiro pode variar em função de para onde você está apontado. Por exemplo, quando você aponta para um link no navegador da Web, o ponteiro muda de uma seta para uma mão com um dedo apontando . A maioria das ações do mouse são uma combinação de apontar com pressionar um dos botões. Existem quatro formas básicas de usar os botões do mouse: clicar, clicar duas vezes, clicar com o botão direito e arrastar.
  • 25. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 25 Clicar (clique único) Para clicar em um item, aponte para ele na tela e pressione e solte o botão principal (normalmente o da esquerda). O clique costuma ser usado para selecionar (marcar) um item ou abrir um menu e às vezes é chamado clique único ou clique com o botão esquerdo. Clicar duas vezes (clique duplo) Para clicar duas vezes em um item, aponte para ele na tela e clique rapidamente duas vezes. Se os dois cliques forem espaçados, poderão ser interpretados como dois cliques individuais em vez de um clique duplo. A ação de clicar duas vezes é mais usada para abrir itens na área de trabalho. Por exemplo, você pode iniciar um programa ou abrir uma pasta clicando duas vezes no ícone correspondente na área de trabalho. Dica Se você tiver problemas para clicar duas vezes, poderá ajustar a velocidade do clique duplo (o intervalo de tempo aceitável entre os cliques). Siga estas etapas: 1. Para abrir Propriedades do Mouse, clique no botão Iniciar e em Painel de Controle. Na caixa de pesquisa, digite mouse e clique em Mouse. 2. Clique na guia Botões e, em Velocidade do clique duplo, mova o controle deslizante para aumentar ou diminuir a velocidade. Clicar com o botão direito Para clicar com o botão direito em um item, aponte para ele na tela e pressione e solte o botão secundário (normalmente o da direita). A ação de clicar com o botão direito em um item normalmente exibe uma lista de coisas que você pode fazer com ele. Por exemplo, ao clicar com o botão direito na Lixeira na área de trabalho, será exibido um menu permitindo que você a abra, esvazie, exclua ou veja suas propriedades. Se você não tiver certeza do que fazer com algo, clique com o botão direito nele. O clique com o botão direito na Lixeira abre um menu de comandos relacionados.
  • 26. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 26 Arrastar Você pode mover itens pela tela arrastando-os. Para arrastar um objeto, aponte para ele na tela, mantenha pressionado o botão principal, mova o objeto para outro local e solte o botão. A ação de arrastar (às vezes chamada arrastar-e-soltar) é mais usada para mover arquivos e pastas para um local diferente e mover janelas e ícones pela tela. Usando a roda de rolagem Se o mouse tiver uma roda de rolagem, você poderá usá-la para percorrer documentos e páginas da Web. Para rolar para baixo, role a roda para trás (em direção a você). Para rolar para cima, role a roda para frente (em direção contrária a você). Personalizando o mouse Você pode alterar as configurações do mouse de acordo com as suas preferências. Por exemplo, a aparência do ponteiro do mouse ou a velocidade com que ele se move pela tela. Se você for canhoto, poderá fazer com que o botão principal seja o da direita. Para mais informações Dicas para usar o mouse com segurança Pressionar e mover o mouse corretamente pode ajudá-lo a evitar dores ou lesões nos punhos, nas mãos e nos braços, principalmente se você usa o computador durante períodos de tempo prolongados. Veja a seguir algumas dicas para ajudá-lo a evitar problemas:  Coloque o mouse no nível do cotovelo. Os antebraços devem ficar relaxados na lateral.  Não comprima ou aperte com força o mouse. Segure-o levemente.  Mova o mouse articulando o braço em torno do cotovelo. Evite arquear o punho para cima, para baixo ou para os lados.  Clique no botão do mouse com um leve toque.  Mantenha os dedos relaxados. Não os deixe pairando sobre os botões.  Quando não estiver usando o mouse, não o segure.  A cada 15 a 20 minutos, faça uma pausa e interrompa o uso do computador.
  • 27. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 27 Usando o teclado Esteja você escrevendo uma carta ou calculando dados numéricos, o teclado é o principal meio de inserir informações no computador. Mas você sabia que também pode usá-lo para controlar o computador? Se você aprender alguns comandos simples (instruções para o computador) do teclado, poderá trabalhar com mais eficiência. Este artigo aborda os conceitos básicos do uso do teclado e apresenta seus comandos. Como as teclas estão organizadas Elas podem ser divididas em sete grupos, de acordo com a função:  Teclas de digitação (alfanuméricas). Incluem as mesmas letras, números, pontuação e símbolos encontrados em uma máquina de escrever tradicional.  Teclas de controle. São usadas sozinhas ou em combinação com outras teclas para executar determinadas ações. As teclas de controle mais usadas são Ctrl, Alt, a tecla de logotipo do Windows e Esc.  Teclas de função. São usadas para executar tarefas específicas. Elas foram rotuladas como F1, F2, F3 e assim por diante até F12. A funcionalidade dessas teclas varia de programa para programa.  Teclas de navegação. Permitem editar texto e mover-se por documentos ou páginas da Web. Elas incluem as teclas de direção, Home, End, Page Up, Page Down, Delete e Insert.  Teclado numérico. É útil para digitar números rapidamente. As teclas estão agrupadas em bloco na mesma disposição de uma calculadora convencional. A ilustração a seguir mostra como essas teclas estão organizadas em um teclado típico. O layout de seu teclado pode ser diferente.
  • 28. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 28 Como as teclas estão organizadas em um teclado: Além de letras, numerais, sinais de pontuação e símbolos, as teclas de digitação também incluem Shift, Caps Lock, Tab, Enter, Barra de Espaços e Backspace. Nome da tecla Como usá-la: Shift Pressione Shift em combinação com uma letra para digitar uma letra maiúscula. Pressione Shift em combinação com outra tecla para digitar o símbolo mostrado na parte superior dessa tecla. Caps Lock Pressione Caps Lock uma vez para digitar todas as letras como maiúsculas. Pressione Caps Lock novamente para desativar essa função. Seu teclado deve ter uma luz indicando se Caps Lock está ligado. Tab Pressione a tecla Tab para mover o cursor vários espaços para frente. Você também pode pressionar a tecla Tab para mover-se para a próxima caixa de texto em um formulário. Enter Pressione Enter para mover o cursor para o começo da linha de texto. Em uma caixa de diálogo, pressione Enter para selecionar o botão realçado. Barra de Espaços Pressione a Barra de Espaços para mover o cursor um espaço para frente. Backspace Pressione Backspace para excluir o caractere antes do cursor ou o texto selecionado.
  • 29. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 29 Usando o teclado numérico O teclado numérico organiza os numerais 0 a 9, o ponto decimal e as operações aritméticas de + (adição), - (subtração), * (multiplicação) e / (divisão) na mesma disposição de uma calculadora. É claro que esses caracteres são duplicados em algum lugar no teclado, mas o teclado numérico permite inserir operações matemáticas ou dados numéricos mais rapidamente, usando apenas uma mão. Teclado numérico Para usar o teclado numérico para digitar números, pressione Num Lock. A maioria dos teclados tem uma luz que indica se Num Lock está ligado ou desligado. Quando Num Lock está desligado, o teclado numérico funciona como um segundo conjunto de teclas de navegação (essas funções estão impressas nas teclas ao lado dos numerais ou símbolos). Você pode usar o teclado numérico para executar cálculos simples com a Calculadora. Operar a calculadora com o teclado numérico. 1. Para abrir a Calculadora, clique no botão Iniciar. Na caixa de pesquisa, digite Calculadora e, na lista de resultados, clique em Calculadora. 2. Verifique se a luz indicativa de Num Lock no teclado está acesa. Se não estiver, pressione Num Lock. 3. Usando o teclado numérico, digite o primeiro número do cálculo. 4. No teclado, digite + para adicionar, - para subtrair, * para multiplicar ou / para dividir. 5. Digite o próximo número do cálculo. 6. Pressione Enter para concluir o cálculo.
  • 30. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 30 Três teclas incomuns Até agora, abordamos quase todas as teclas que provavelmente você usará. Porém, ainda falta explicar as três teclas mais misteriosas do teclado: PrtScn, Scroll Lock e Pause/Break. PrtScn (ou Print Screen) : USE PARA CAPTURAR A IMAGEM DA TELA. Há muito tempo, esta tecla realmente fazia o que o nome diz: enviava a tela atual de texto para a impressora. Hoje em dia, o pressionamento de PrtScn captura uma imagem da tela inteira (uma captura de tela) e a copia para a Área de Transferência na memória do computador. De lá, é possível colá-la (Ctrl+V) no Microsoft Paint ou em outro programa e, se quiser, imprimi-la a partir desse programa. Mais obscura é SYS RQ, que compartilha a tecla com PrtScn em alguns teclados. Historicamente, SYS RQ foi criada para ser uma "solicitação do sistema", mas esse comando não está habilitado no Windows. Dica Pressione Alt+PrtScn para capturar uma imagem apenas da janela ativa, em vez da tela inteira. ScrLk (ou Scroll Lock) Na maioria dos programas, o pressionamento de Scroll Lock não tem efeito algum. Em alguns programas, o pressionamento de Scroll Lock altera o comportamento das teclas de direção e das teclas Page Up e Page Down, fazendo com que o documento role sem alterar a posição do cursor ou da seleção. Seu teclado deve ter uma luz indicando se Scroll Lock está ligado. Pause/Break Esta tecla é usada raramente. Em alguns programas antigos, o pressionamento desta tecla pausava o programa ou, em combinação com Ctrl, interrompia sua execução. Outras teclas Alguns teclados modernos vêm com "teclas de acesso", ou seja, botões que dão acesso rápido a programas, arquivos ou comandos com apenas um pressionamento. Outros modelos possuem controles de volume, rodas de rolagem, rodas de zoom e outros gadgets. Para obter detalhes sobre esses recursos, visite o site do fabricante ou verifique as informações que acompanham o teclado ou o computador.
  • 31. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 31 Digitando texto Sempre que você precisar digitar algo em programas, mensagens de email ou caixas de texto, verá uma linha vertical intermitente ( É o cursor, também chamado ponto de inserção. Ele mostra onde começará o texto que você digitar. Você pode mover o cursor clicando no local desejado com o mouse ou usando as teclas de navegação (consulte a seção "Usando teclas de navegação" neste artigo). Dicas para usar o teclado com segurança O uso correto do teclado pode ajudá-lo a evitar dores ou lesões nos punhos, nas mãos e nos braços, principalmente se você usa o computador durante períodos de tempo prolongados. Veja a seguir algumas dicas para ajudá-lo a evitar problemas:  Coloque o teclado no nível do cotovelo. Os antebraços devem ficar relaxados na lateral.  Centralize o teclado na sua frente. Se ele possuir um teclado numérico, use a barra de espaços como ponto central.  Digite com as mãos e os punhos suspensos sobre o teclado, para que você possa usar o braço inteiro para alcançar as teclas distantes em vez de esticar os dedos.  Evite descansar as palmas ou os punhos em qualquer tipo de superfície enquanto digita. Se o teclado tiver um descanso para os punhos, use-o somente durante as pausas na digitação.  Enquanto digita, toque nas teclas com leveza e mantenha os punhos retos.  Quando não estiver digitando, relaxe os braços e as mãos.  A cada 15 a 20 minutos, faça uma pausa e interrompa o uso do computador.
  • 32. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 32 Parte 1 –Windows 7 WINDOWS
  • 33. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 33 Sistema Operacional. Sistema operacional é um programa ou um conjunto de programas cuja função é gerenciar os recursos do sistema (definir qual programa recebe atenção do processador, gerenciar memória, criar um sistema de arquivos, etc.), fornecendo uma interface entre o computador e o usuário. Embora possa ser executado imediatamente após a máquina ser ligada, a maioria dos computadores pessoais de hoje o executa através de outro programa armazenado em memória não-volátil ROM chamado BIOS num processo chamado "bootstrapping", conceito em inglês usado para designar processos auto-sustentáveis, ou seja, capazes de prosseguirem sem ajuda externa. Após executar testes e iniciar os componentes da máquina (monitores, discos, etc), o BIOS procura pelo sistema operacional em alguma unidade de armazenamento, geralmente o Disco Rígido, e a partir de então, o sistema operacional "toma" o controle da máquina. O sistema operacional reveza sua execução com a de outros programas, como se estivesse vigiando, controlando e orquestrando todo o processo computacional. Os sistemas operacionais mais utilizados no Mundo – Março 2014 Fonte: statcounter.com/ Sendo que percentual de usuários do Sistema Operacional Windows, em 2014 se divide em aproximadamente em:  Sistema operacional Windows 7 com 54% dos usuários.  Sistema operacional Windows xp com 19% dos usuários  Sistema operacional Windows 8 e 8.1 juntos com 10% dos usuários. Lembrete: O Windows Xp só terá suporte até 08/04/2014, sendo que esses usuários estão migrando para as versões 7 e 8.
  • 34. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 34 Sistema Operacional Windows 7 Microsoft Windows é uma popular família de sistemas operacionais criados pela Microsoft, empresa fundada por Bill Gates e Paul Allen. Antes da versão NT, era uma interface gráfica para o sistema operacional MS-DOS. O Windows é um produto comercial, com preços diferenciados para cada uma de suas versões. É o sistema operacional mais utilizado em computadores pessoais no mundo, embora uma grande quantidade de cópias sejam ilegais. O impacto deste sistema no mundo atual é muito grande devido ao enorme número de cópias instaladas. Conhecimentos mínimos desse sistema, do seu funcionamento, da sua história e do seu contexto são, na visão de muitos, indispensáveis, mesmo para os leigos em informática. A atual versão do Windows é o Windows 8, lançado em outubro de 2012, porém a versão mais estável e e popular é o Windows 7, lançado em 2009 seguida do Windows XP. O Windows 7, é um sistema muito bem aceito uma vez que é estável, o seu visual é intuitivo e tem uma boa performance em uma grande gama de computadores, de variadas configurações. O layout também sofreu algumas modificações, para que seja mais fácil encontrar o que você precisa, quando precisa, permitindo que o usuário ganhe tempo em tarefas rotineiras. Iniciando o uso do Windows 7
  • 35. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 35 Área de Trabalho A área de trabalho é a principal área exibida na tela quando você liga o computador e faz logon no Windows. Ela serve de superfície para o seu trabalho, como se fosse o tampo de uma mesa real. Áreade trabalho padrão. Área de trabalho personalizada com vários ícones.
  • 36. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 36 Trabalhando com ícones da área de trabalho Ícones são imagens pequenas que representam arquivos, pastas, programas e outros itens. Ao iniciar o Windows pela primeira vez, você verá pelo menos um ícone na área de trabalho: a Lixeira (mais detalhes adiante). O fabricante do computador pode ter adicionado outros ícones à área de trabalho. Veja a seguir alguns exemplos de ícones da área de trabalho. Se você clicar duas vezes em um ícone da área de trabalho, o item que ele representa será iniciado ou aberto. Adicionando e removendo ícones da área de trabalho Você pode escolher os ícones que serão exibidos na área de trabalho, adicionando ou removendo um ícone a qualquer momento. Algumas pessoas preferem uma área de trabalho limpa, organizada, com poucos ícones (ou nenhum). Outras preferem colocar dezenas de ícones na área de trabalho para ter acesso rápido a programas, pastas e arquivos usados com frequência. Se quiser obter acesso fácil da área de trabalho a seus programas ou arquivos favoritos, crie atalhos para eles. Um atalho é um ícone que representa um link para um item, em vez do item em si. Quando você clica em um atalho, o item é aberto. Se você excluir um atalho, somente ele será removido, e não o item original. É possível identificar atalhos pela seta no ícone correspondente. Um ícone de arquivo (à esquerda) e um ícone de atalho (à direita)
  • 37. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 37 A Lixeira Quando você exclui um arquivo ou pasta, eles na verdade não são excluídos imediatamente; eles vão para a Lixeira. Isso é bom porque, se você mudar de ideia e precisar de um arquivo excluído, poderá obtê-lo de volta. A Lixeira vazia (à esquerda) e cheia (à direita) Se tiver certeza de que não precisará mais dos itens excluídos, poderá esvaziar a Lixeira. Ao fazer isso, excluirá permanentemente os itens e recuperará o espaço em disco por eles ocupados. A barra de tarefas (visão geral) A barra de tarefas é aquela barra longa horizontal na parte inferior da tela. Diferentemente da área de trabalho, que pode ficar obscurecida devido às várias janelas abertas, a barra de tarefas está quase sempre visível. Ela possui três seções principais:  O botão Iniciar , que abre o menu Iniciar. Consulte O menu Iniciar (visão geral).  A seção intermediária, que mostra quais programas e arquivos estão abertos e permite que você alterne rapidamente entre eles.  A área de notificação, que inclui um relógio e ícones (pequenas imagens) que comunicam o status de determinados programas e das configurações do computador. Como é provável que você use a seção intermediária da barra de tarefas com mais frequência, vamos abordá-la primeiro. Manter o controle das janelas Se você abrir mais de um programa ou arquivo ao mesmo tempo, as janelas rapidamente começarão a se acumular na área de trabalho. Como as janelas costumam encobrir umas às outras ou ocupar a tela inteira, às vezes fica difícil ver o que está por baixo ou lembrar do que já foi aberto. É aí que a barra de tarefas entra em ação. Sempre que você abre um programa, uma pasta ou um arquivo, o Windows cria um botão na barra de tarefas correspondente a esse item. Esse botão exibe um ícone que representa o programa aberto.
  • 38. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 38 Na figura abaixo, dois programas estão abertos (a Calculadora e o Campo Minado) e cada um tem seu próprio botão na barra de tarefas. Cada programa possui seu próprio botão na barra de tarefas Observe que o botão na barra de tarefas para o Campo Minado está realçado. Isso indica que o Campo Minado é a janela ativa, ou seja, que está na frente das demais janelas abertas e que você pode interagir imediatamente com ele. Para alternar para outra janela, clique no botão da barra de tarefas. Neste exemplo, se você clicar no botão da barra de tarefas referente à Calculadora, sua janela será trazida para a frente. Clique em um botão da barra de tarefas para alternar para a janela correspondente Clicar em botões da barra de tarefas é apenas uma das diversas formas de alternar entre janelas. Minimizar e restaurar janelas Quando uma janela está ativa (seu botão da barra de tarefas aparece realçado), o clique no botão correspondente minimiza a janela. Isso significa que a janela desaparece da área de trabalho. Minimizar uma janela não a fecha, nem exclui seu conteúdo. Simplesmente a remove da área de trabalho temporariamente.
  • 39. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 39 Na figura abaixo, a Calculadora foi minimizada, mas não fechada. Você sabe que ela ainda está em execução porque existe um botão na barra de tarefas. A ação de minimizar a Calculadora deixa visível somente seu botão da barra de tarefas Também é possível minimizar uma janela clicando no botão de minimizar, no canto superior direito da janela. Botão Minimizar (à esquerda) Para restaurar uma janela minimizada (fazê-la aparecer novamente na área de trabalho), clique no respectivo botão da barra de tarefas. Para mais informações sobre esses botões, consulte Trabalhando com janelas. Ver visualizações das janelas abertas Quando você move o ponteiro do mouse para um botão da barra de tarefas, uma pequena imagem aparece mostrando uma versão em miniatura da janela correspondente. Essa visualização, também chamada de miniatura, é muito útil. Além disso, se uma das janelas tiver execução de vídeo ou animação, você verá na visualização.
  • 40. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 40 A área de notificação A área de notificação, na extrema direita da barra de tarefas, inclui um relógio e um grupo de ícones. Ela tem a seguinte aparência: A área de notificação no lado direito da barra de tarefas Esses ícones comunicam o status de algum item no computador ou fornecem acesso a determinadas configurações. O conjunto de ícones que você verá varia em função dos programas ou serviços instalados e de como o fabricante configurou seu computador. Quando você mover o ponteiro para um determinado ícone, verá o nome desse ícone e o status de uma configuração. Por exemplo, apontar para o ícone de volume mostrará o nível de volume atual do computador. Apontar para o ícone de rede informará se você está conectado a uma rede, qual a velocidade da conexão e a intensidade do sinal. Em geral, o clique duplo em um ícone na área de notificação abre o programa ou a configuração associada a ele. Por exemplo, a ação de clicar duas vezes no ícone de volume abre os controles de volume. O clique duplo no ícone de rede abre a Central de Rede e Compartilhamento. De vez em quando, um ícone na área de notificação exibirá uma pequena janela pop- up (denominada notificação) para informá-lo sobre algo. Por exemplo, depois de adicionar um novo dispositivo de hardware ao seu computador, é provável que você veja o seguinte: A área de notificação exibe uma mensagem depois que o novo hardware é instalado Clique no botão Fechar no canto superior direito da notificação para descartá-la. Se você não fizer nada, a notificação desaparecerá após alguns segundos. Para evitar confusão, o Windows oculta ícones na área de notificação quando você fica um tempo sem usá-los. Se os ícones estiverem ocultos, clique no botão Mostrar ícones ocultos para exibi-los temporariamente.
  • 41. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 41 Clique no botão Mostrar ícones ocultos para exibir todos os ícones na área de notificação O menu Iniciar (visão geral) O menu Iniciar é o portão de entrada para programas, pastas e configurações do computador. Ele se chama menu, pois oferece uma lista de opções, exatamente como o menu de um restaurante. E como a palavra "iniciar" já diz, é o local onde você iniciará ou abrirá itens. Menu Iniciar
  • 42. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 42 Use o menu Iniciar para fazer as seguintes atividades comuns:  Iniciar programas  Abrir pastas usadas com frequência  Pesquisar arquivos, pastas e programas  Ajustar configurações do computador  Obter ajuda com o sistema operacionalWindows  Desligar o computador  Fazer logoff do Windows ou alternar para outra conta de usuário Introdução ao menu Iniciar Para abrir o menu Iniciar, clique no botão Iniciar no canto inferior esquerdo da tela. Ou pressione a tecla de logotipo do Windows no teclado. O menu Iniciar tem três partes básicas:  O painel esquerdo grande mostra uma lista breve de programas no computador. Pode haver variações na aparência dessa lista porque o fabricante do computador tem autonomia para personalizá-la. Clique em Todos os Programas para exibir uma lista completa de programas (mais informações adiante).  Na parte inferior do painel esquerdo está a caixa de pesquisa, que permite que você procure programas e arquivos no computador digitando os termos de pesquisa.  O painel direito dá acesso a pastas, arquivos, configurações e recursos mais usados. Nele também é possível fazer logoff do Windows ou desligar o computador. Abrindo programas a partir do menu Iniciar. Um dos usos mais comuns do menu Iniciar é abrir programas instalados no computador. Para abrir um programa mostrado no painel esquerdo do menu Iniciar, clique nele. Isso abrirá o programa e fechará o menu Iniciar. Se você não vir o programa que deseja, clique em Todos os Programas na parte inferior do painel esquerdo. O painel exibirá uma longa lista de programas, em ordem alfabética, seguida por uma lista de pastas. Se você clicar em um dos ícones de programa, ele será inicializado e o menu Iniciar será fechado. O que há dentro das pastas? Mais programas. Clique em Acessórios, por exemplo, e uma lista de programas armazenados nessa pasta aparecerá. Clique em qualquer programa para abri-lo. Para voltar aos programas que você viu quando abriu o menu Iniciar pela primeira vez, clique em Voltar perto da parte inferior do menu.
  • 43. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 43 Se você não tiver certeza do que um programa faz, mova o ponteiro sobre o respectivo ícone ou nome. Aparecerá uma caixa com uma descrição do programa. Por exemplo, a ação de apontar para a Calculadora exibe esta mensagem: "Executa tarefas aritméticas básicas com uma calculadora na tela". Isso funciona também para itens no painel direito do menu Iniciar. Você notará que, com o tempo, as listas de programas no menu Iniciar vão sendo alteradas. Isso acontece por dois motivos. Em primeiro lugar, quando você instala novos programas, eles são adicionados à lista Todos os Programas. Em segundo lugar, o menu Iniciar detecta quais programas você usa mais e os substitui no painel esquerdo para acesso rápido. A caixa de pesquisa A caixa de pesquisa é uma das maneiras mais convenientes de encontrar algo no computador. A localização exata dos itens não importa. A caixa de pesquisa fará uma busca rápida nos programas e em todas as pastas da sua pasta pessoal (que inclui Documentos, Imagens, Música, Área de Trabalho entre outras localizações comuns). Ela também pesquisará em mensagens de email, mensagens instantâneas salvas, compromissos e contatos. A caixa de pesquisa do menu Iniciar Para usar a caixa de pesquisa, abra o menu Iniciar e comece a digitar. Não é necessário clicar dentro da caixa primeiro. À medida que você digita, os resultados da pesquisa são exibidos acima da caixa de pesquisa, no painel esquerdo do menu Iniciar. Será exibido um programa, um arquivo ou uma pasta como resultado da pesquisa se:  Alguma palavra no título corresponder ao termo pesquisado ou começar com ele.  Algum texto no conteúdo do arquivo (como o texto de um documento de processamento de texto) corresponder ao termo pesquisado ou começar com ele.  Alguma palavra em uma propriedade do arquivo, como o autor, corresponder ao temo pesquisado ou começar com ele. (para mais informações sobre as propriedades de arquivos, consulte Alterar as propriedades de um arquivo).
  • 44. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 44 O que está no painel direito? O painel direito do menu Iniciar contém links para partes do Windows que você provavelmente usará com mais frequência. Aqui estão elas, de cima para baixo:  Pasta pessoal. Abre a pasta pessoal, que recebe o nome de quem está conectado no momento ao Windows. Por exemplo, se o usuário atual for Luciana Ramos, a pasta se chamará Luciana Ramos. Esta pasta, por sua vez, contém arquivos específicos do usuário, como as pastas Meus Documentos, Minhas Músicas, Minhas Imagens e Meus Vídeos.  Documentos. Abre a biblioteca Documentos, na qual é possível acessar e abrir arquivos de texto, planilhas, apresentações e outros tipos de documentos.  Imagens. Abre a biblioteca Imagens, na qual é possível acessar e exibir imagens digitais e arquivos gráficos.  Música. Abre a biblioteca Músicas, na qual é possível acessar e tocar música e outros arquivos de áudio.  Jogos. Abre a pasta Jogos, na qual é possível acessar todos os jogos no computador.  Computador. Abre uma janela na qual é possível acessar unidades de disco, câmeras, impressoras, scanners e outros hardwares conectados ao computador.  Painel de Controle. Abre o Painel de Controle, no qual é possível personalizar a aparência e a funcionalidade do computador, instalar ou desinstalar programas, configurar conexões de rede e gerenciar contas de usuário.  Dispositivos e Impressoras. Abre uma janela onde é possível exibir informações sobre a impressora, o mouse e outros dispositivos instalados no seu computador.  Programas Padrão. Abre uma janela onde é possível selecionar qual programa você deseja que o Windows use para determinada atividade, como navegação na Web.  Ajuda e Suporte. Abre a Ajuda e Suporte do Windows onde você pode procurar e pesquisar tópicos da Ajuda sobre como usar o Windows e o computador. Consulte Obtendo ajuda.
  • 45. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 45 Desligando o Computador pelo Windows. Na parte inferior do painel direito está o botão de Desligar. Clique no botão Desligar para desligar o computador. O clique na seta ao lado do botão Desligar exibe um menu com opções adicionais para alternar usuários, fazer logoff, reiniciar ou desligar. Para mais informações, consulte Fazer logoff do Windows e Desligar um computador: perguntas frequentes. Clique no botão Desligar para desligar o computador ou clique na seta para verificar outras opções. Personalizar o menu Iniciar Você pode controlar quais itens aparecerão no menu Iniciar. Por exemplo, você pode adicionar ícones de seus programas favoritos ao menu Iniciar para acesso rápido ou remover programas da lista. Você também pode ocultar ou mostrar certos itens no painel direito. Consulte Personalizar o menu Iniciar para mais informações. Gadgets da área de trabalho (visão geral) : Acesse clicando com o botão direito do mouse na área de trabalho O Windows contém miniprogramas chamados gadgets que oferecem informações rápidas e acesso fácil a ferramentas usadas com frequência. Por exemplo, você pode usar gadgets para exibir uma apresentação de slides ou exibir manchetes atualizadas continuamente. Alguns gadgets incluídos no Windows 7 são: Calendário, Relógio, Tempo, Manchetes do Feed, Apresentação de Slides e Quebra-cabeças de Imagens.
  • 46. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 46 Introdução aos gadgets Para entender como usar os gadgets, vamos explorar o Gadget Relógio. Como funciona o Relógio? Ao clicar com o botão direito do mouse no Relógio, você verá uma lista de ações a serem realizadas com o gadget, incluindo fechar o Relógio, mantê-lo aberto em cima das janelas abertas e alterar as opções do Relógio (como o nome, o fuso horário e a aparência). O mesmo se da para os outros Gadgets. É possível clicar com o botão direito do mouse em um gadget para listar ações a serem realizadas com ele. Trabalhando com janelas Sempre que você abre um programa, um arquivo ou uma pasta, ele aparece na tela em uma caixa ou moldura chamada janela (daí o nome atribuído ao sistema operacional Windows , que significa Janelas em inglês). Como as janelas estão em toda parte no Windows, é importante saber como movê-las, alterar seu tamanho ou simplesmente fazê-las desaparecer. Partes de uma janela Embora o conteúdo de cada janela seja diferente, todas as janelas têm algumas coisas em comum. Em primeiro lugar, elas sempre aparecem na área de trabalho, a principal área da tela. Além disso, a maioria das janelas possuem as mesmas partes básicas.
  • 47. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 47 Partes de uma janela típica  Barra de título. Exibe o nome do documento e do programa (ou o nome da pasta, se você estiver trabalhando em uma pasta).  Botões Minimizar, Maximizar e Fechar. Estes botões permitem ocultar a janela, alargá-la para preencher a tela inteira e fechá-la, respectivamente (mais detalhes sobre eles em breve).  Barra de menus. Contém itens nos quais você pode clicar para fazer escolhas em um programa. Consulte Usando menus, botões, barras e caixas.  Barra de rolagem. Permite rolar o conteúdo da janela para ver informações que estão fora de visão no momento.  Bordas e cantos. É possível arrastá-los com o ponteiro do mouse para alterar o tamanho da janela. Outras janelas podem ter botões, caixas ou barras adicionais, mas normalmente também têm as partes básicas. Movendo uma janela Para mover uma janela, aponte para sua barra de título com o ponteiro do mouse . Em seguida, arraste a janela para o local desejado. (Arrastar significa apontar para um item, manter pressionado o botão do mouse, mover o item com o ponteiro e depois soltar o botão do mouse.)
  • 48. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 48 Alterando o tamanho de uma janela  Para que uma janela ocupe a tela inteira, clique em seu botão Maximizar ou clique duas vezes na barra de título da janela.  Para retornar uma janela maximizada ao tamanho anterior, clique em seu botão Restaurar (ele é exibido no lugar do botão Maximizar). ou clique duas vezes na barra de título da janela.  Para redimensionar uma janela (torná-la menor ou maior), aponte para qualquer borda ou canto da janela. Quando o ponteiro do mouse mudar para uma seta de duas pontas (veja a figura abaixo), arraste a borda ou o canto para encolher ou alargar a janela. Arraste a borda ou o canto de uma janela para redimensioná-la Para identificar com facilidade uma janela, aponte para seu botão da barra de tarefas. Quando você aponta para um botão na barra de tarefas, aparece uma visualização em miniatura dessa janela, seja o conteúdo um documento, uma foto ou até mesmo um vídeo em execução. Esta visualização é útil principalmente quando você não consegue identificar uma janela somente pelo título. Colocar o cursor sobre o botão de uma janela na barra de tarefas exibe uma visualização da janela
  • 49. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 49  Para visualizar miniaturas, seu computador deve oferecer suporte ao Aero. Para mais informações sobre o Aero, consulte O que é a experiência de área de trabalho do Aero?. Usando Alt+Tab. Você pode alternar para a janela anterior pressionando Alt+Tab, ou percorrer todas as janelas abertas e a área de trabalho mantendo pressionada a tecla Alt e pressionando repetidamente a tecla Tab. Solte Alt para mostrar a janela selecionada. Usando o Aero Flip 3D. O Aero Flip 3D organiza as janelas em uma pilha tridimensional para permitir que você as percorra rapidamente. Para usar o Flip 3D: 1. Mantenha pressionada a tecla de logotipo do Windows e pressione Tab para abrir o Flip 3D. 2. Enquanto mantém pressionada a tecla de logotipo do Windows, pressione Tab repetidamente ou gire a roda do mouse para percorrer as janelas abertas. Você também pode pressionar Seta para a Direita ou Seta para Baixo para avançar uma janela, ou pressionar Seta para a Esquerda ou Seta para Cima para retroceder uma janela. 3. Solte a tecla de logotipo do Windows para exibir a primeira janela da pilha ou clique em qualquer parte da janela na pilha para exibir essa janela. Aero Flip 3D Dica  O Flip 3D faz parte da experiência de área de trabalho do Aero. Se o computador não oferecer suporte para o Aero, você poderá exibir os programas e janelas abertos no computador pressionando Alt+Tab. Para percorrer as janelas abertas, pressione a tecla Tab, pressione as teclas de direção ou use o mouse.
  • 50. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 50 Caixas de diálogo Uma caixa de diálogo é um tipo especial de janela que faz uma pergunta, fornece informações ou permite que você selecione opções para executar uma tarefa. Você verá caixas de diálogo com frequência quando um programa ou o Windows precisar de uma resposta sua antes de continuar. Trabalhando com o Painel de Controle Você pode usar o Painel de Controle para alterar as configurações do Windows. Essas configurações controlam quase tudo a respeito do visual e do funcionamento do Windows, e você pode usá-las para configurar o Windows da melhor forma para você. Clique para abrir o Painel de Controle. Use a caixa de pesquisa para localizar as tarefas rapidamente.
  • 51. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 51 Há dois modos de localizar itens no Painel de Controle:  Use a Pesquisa. Para localizar as configurações nas quais está interessado ou uma tarefa que você deseja realizar, digite uma palavra ou uma frase na caixa de pesquisa. Por exemplo, digite "som" para localizar as configurações específicas da placa de som, sons do sistema e o ícone de volume na barra de tarefas.  Procurar. Você pode explorar o Painel de Controle clicando em diferentes categorias (por exemplo, Sistema e Segurança, Programas ou Facilidade de Acesso) e exibindo as tarefas comuns listadas em cada categoria. Ou em Exibir por, clique em Ícones grandes ou Ícones pequenos para exibir uma lista de todos os itens do Painel de Controle. Dicas  Se você navegar por ícones no Painel de Controle, poderá encontrar rapidamente um item da lista digitando a primeira letra do nome do item. Por exemplo, para encontrar Teclado, digite T e uma lista de itens do Painel de Controle começando com a letra T, incluindo Teclado, será exibida.  Você também pode usar as teclas de direção (Seta para Cima, Seta para Baixo, Seta para a Esquerda e Seta para a Direita) para rolar a lista de ícones no Painel de Controle. Usando menus, botões, barras e caixas Neste artigo  Usando menus  Usando barras de rolagem  Usando botões de comando  Usando botões de opção  Usando caixas de seleção  Usando controles deslizantes  Usando caixas de texto  Usando listas supensas  Usando caixas de listagem  Usando guias Menus, botões, barras de rolagem e caixas de seleção são exemplos de controles que funcionam com o mouse ou teclado. Esses controles permitem selecionar comandos, alterar configurações ou trabalhar com janelas. Esta seção descreve como reconhecer e usar controles que você encontrará com frequência ao usar o Windows.
  • 52. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 52 Usando menus A maioria dos programas contém dezenas ou até centenas de comandos (ações) que você usa para trabalhar. Muitos desses comandos estão organizados em menus. Como no cardápio de um restaurante, um menu de programa mostra uma lista de opções. Para manter a tela organizada, os menus ficam ocultos até que você clique em seus títulos na barra de menus, localizada imediatamente abaixo da barra de título. Para escolher um dos comandos listados em um menu, clique nele. Às vezes, aparece uma caixa de diálogo na qual é possível selecionar mais opções. Se um comando não estiver disponível ou não puder ser clicado, ele será exibido em cinza. Alguns itens de menu não são comandos. Na realidade, eles abrem outros menus. Na figura a seguir, um submenu é aberto quando você aponta para "Novo". Alguns comandos de menu abrem submenus Se você não vir o comando que deseja, verifique outro menu. Mova o ponteiro do mouse pela barra de menus e eles se abrirão automaticamente, sem que você precise clicar na barra de menus outra vez. Para fechar um menu sem selecionar nenhum comando, clique na barra de menus ou em alguma outra parte da janela. Nem sempre é fácil reconhecer menus, porque nem todos os controles de menu se parecem ou são exibidos em uma barra de menus. Como identificá-los então? Quando você vir uma seta ao lado de uma palavra ou imagem, é provável que seja um controle de menu. Veja alguns exemplos: Exemplos de controles de menu.
  • 53. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 53 Dicas  Se um atalho de teclado estiver disponível para um comando, ele será mostrado ao lado do comando.  Você pode usar o teclado, em vez do mouse, para operar com os menus. Consulte Usando o teclado. Usando barras de rolagem Quando um documento, uma página da Web ou uma imagem excede o tamanho da janela, barras de rolagem aparecem para permitir que você veja as informações que estão fora de visão no momento. A figura a seguir mostra as partes de uma barra de rolagem. Barras de rolagem horizontal e vertical Para usar a barra de rolagem:  Clique nas setas de rolagem para cima ou para baixo para percorrer o conteúdo da janela em pequenas etapas. Mantenha o botão do mouse pressionado para rolar continuamente.  Para rolar uma página para cima ou para baixo, clique em uma área vazia de uma barra de rolagem acima ou abaixo da caixa de rolagem.  Arraste uma caixa de rolagem para cima, para baixo, para a esquerda ou para a direita para rolar a janela nessa direção.
  • 54. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 54 Dica  Se o mouse tiver uma roda de rolagem, você poderá usá-la para percorrer documentos e páginas da Web. Para rolar para baixo, role a roda para trás (em direção a você). Para rolar para cima, role a roda para frente (em direção contrária a você). Usando botões de comando Um botão de comando executa um comando (uma ação) quando você clica nele. Você os verá com mais frequência em caixas de diálogo, que são pequenas janelas contendo opções para concluir uma tarefa. Por exemplo, se você fechar uma imagem do Paint sem salvá-la primeiro, verá uma caixa de diálogo como esta: Caixa de diálogo com três botões Para fechar a imagem, primeiro clique no botão Salvar ou Não Salvar. Clique em Salvar para salvar a imagem e as alterações; clique em Não Salvar para excluir a imagem e descartar as alterações. Se clicar em Cancelar, a caixa de diálogo será descartada e você retornará ao programa. Dica  Pressionar a tecla Enter é o mesmo que clicar em um botão de comando que esteja selecionado. Fora das caixas de diálogo, a aparência dos botões de comando varia; por isso, às vezes é difícil saber o que é ou não um botão. Por exemplo, os botões de comando costumam ser exibidos como pequenos ícones (imagens) sem texto ou moldura retangular. A maneira mais confiável de determinar se um item é um botão de comando é colocar o ponteiro do mouse sobre ele. Se ele "acender" e surgir um contorno retangular em torno dele, trata-se de um botão. A maioria dos botões também exibe algum texto descrevendo sua função quando você aponta para eles. Se um botão se dividir em duas partes quando você apontar para ele, trata-se de um botão de divisão. Clique na parte principal do botão para executar um comando ou clique na seta para abrir um menu com mais opções.
  • 55. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 55 Botões de divisão se dividem em duas partes quando você aponta para eles Usando botões de opção Os botões de opção permitem escolher entre duas ou mais opções. Normalmente aparecem em caixas de diálogo. A figura a seguir mostra dois botões de opção. A opção "Cor" está selecionada. O clique em um botão seleciona esta opção Para selecionar uma opção, clique em um dos botões. É possível selecionar apenas uma opção. Usando caixas de seleção As caixas de seleção permitem selecionar uma ou mais opções independentes. Ao contrário dos botões de opção, que restringem sua escolha a uma opção, as caixas de seleção permitem que você escolha várias opções ao mesmo tempo. Clique em uma caixa de seleção vazia para selecionar esta opção Para usar caixas de seleção:  Clique em um quadrado vazio para selecionar ou "ativar" esta opção. Uma marca de seleção aparecerá no quadrado, indicando que a opção foi selecionada.  Para desativar uma opção, desmarque (remova) sua marca de seleção clicando nela.  Opções que não podem ser selecionadas ou desmarcadas no momento são mostradas em cinza.
  • 56. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 56 Usando controles deslizantes Um controle deslizante permite ajustar uma configuração em um intervalo de valores. Ele tem a seguinte aparência: A ação de mover o controle deslizante altera a velocidade do ponteiro Um controle deslizante ao longo da barra mostra o valor selecionado no momento. No exemplo acima, o controle deslizante está posicionado no meio do caminho entre Lenta e Rápida, indicando uma velocidade média do ponteiro. Para usar um controle deslizante, arraste-o em direção ao valor desejado. Usando caixas de texto Uma caixa de texto permite digitar informações, como senha ou termo de pesquisa. A figura a seguir mostra uma caixa de diálogo contendo uma caixa de texto. Digitamos "urso" na caixa de texto. Exemplo de uma caixa de texto em uma caixa de diálogo Uma linha vertical intermitente chamada cursor indica onde aparecerá o texto que você digitar. No exemplo, você pode ver o cursor após o "o" de "urso". É possível mover facilmente o cursor clicando na nova posição. Por exemplo, para adicionar uma palavra antes de "urso", primeiro mova o cursor e clique antes do "u". Se você não vir um cursor na caixa de texto, significa que a caixa de texto não está pronta para digitação. Primeiro clique na caixa e só depois comece a digitar. Caixas de texto que exigem senhas geralmente ocultam a senha quando você a digita, para o caso de alguém estar olhando para sua tela.
  • 57. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 57 Caixas de texto que exigem senhas geralmente ocultam a senha Usando listas supensas Listas suspensas são semelhantes a menus. Entretanto, em vez de clicar em um comando, você escolhe uma opção. Quando estão fechadas, as listas suspensas mostram somente a opção selecionada no momento. As outras opções disponíveis ficam ocultas até que você clique no controle, como mostra a figura abaixo: Uma lista suspensa fechada (à esquerda) e aberta (à direita) Para abrir uma lista suspensa, clique nela. Para escolher uma opção na lista, clique na opção. Usando caixas de listagem Uma caixa de listagem exibe uma lista de opções para você escolher. Ao contrário da lista suspensa, as opções (todas ou algumas) já estão visíveis, sem que seja necessário abrir a lista. Caixa de listagem Para escolher uma opção na lista, clique nela. Se a opção desejada não estiver visível, use a barra de rolagem para rolar a lista para cima ou para baixo. Se a caixa de listagem tiver uma caixa de texto acima dela, você poderá digitar o nome ou valor da opção.
  • 58. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 58 Usando guias Em algumas caixas de diálogo, as opções são divididas em duas ou mais guias. Somente uma guia (ou um conjunto de opções) pode ser visualizada por vez. Guias A guia selecionada no momento aparece na frente das outras guias. Para alternar para outra guia, clique nela. Trabalhando com arquivos e pastas Um arquivo é um item que contém informações, por exemplo, texto, imagens ou música. Quando aberto, um arquivo pode ser muito parecido com um documento de texto ou com uma imagem que você poderia encontrar na mesa de alguém ou em um arquivo convencional Em seu computador, os arquivos são representados por ícones; isso facilita o reconhecimento de um tipo de arquivo bastando olhar para o respectivo ícone. Veja a seguir alguns ícones de arquivo comuns: Ícones de alguns tipos de arquivo Uma pasta é um contêiner que pode ser usado para armazenar arquivos. Se você tivesse centenas de arquivos em papel em sua mesa, seria quase impossível encontrar um arquivo específico quando você dele precisasse. É por isso que as pessoas costumam armazenar os arquivos em papel em pastas dentro de um arquivo convencional. As pastas no computador funcionam exatamente da mesma forma. Veja a seguir alguns ícones de pasta comuns:
  • 59. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 59 Uma pasta vazia (à esquerda); uma pasta contendo arquivos (à direita) As pastas também podem ser armazenadas em outras pastas. Uma pasta dentro de uma pasta é chamada subpasta. Você pode criar quantas subpastas quiser, e cada uma pode armazenar qualquer quantidade de arquivos e subpastas adicionais. Usando bibliotecas para acessar arquivos e pastas Quando se trata de se organizar, não é necessário começar do zero. Você pode usar bibliotecas, um novo recurso desta versão do Windows, para acessar arquivos e pastas e organizá-los de diferentes maneiras. Esta é uma lista das quatro bibliotecas padrão e para que elas são usadas normalmente:  Biblioteca Documentos. Use essa biblioteca para organizar documentos de processamento de texto, planilhas, apresentações e outros arquivos relacionados a texto. Para mais informações, consulte Gerenciamento de documentos. Por padrão, os arquivos movidos, copiados ou salvos na biblioteca Documentos são armazenados na pasta Meus Documentos.  Biblioteca Imagens. Use esta biblioteca para organizar suas imagens digitais, sejam elas obtidas da câmera, do scanner ou de emails recebidos de outras pessoas. Para mais informações, consulte Gerenciando as imagens. Por padrão, os arquivos movidos, copiados ou salvos na biblioteca Imagens são armazenados na pasta Minhas Imagens.  Biblioteca Músicas. Use esta biblioteca para organizar suas músicas digitais, como as que você copia de um CD de áudio ou as baixadas da Internet. Para mais informações, consulte Gerenciamento de músicas. Por padrão, os arquivos movidos, copiados ou salvos na biblioteca Músicas são armazenados na pasta Minhas Músicas.  Biblioteca Vídeos. Use esta biblioteca para organizar e arrumar seus vídeos, como clipes da câmera digital ou da câmera de vídeo, ou arquivos de vídeo baixados da Internet. Para mais informações, consulte Gerenciamento de vídeos.
  • 60. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 60 Por padrão, os arquivos movidos, copiados ou salvos na biblioteca Vídeos são armazenados na pasta Meus Vídeos. Para abrir as bibliotecas Documentos, Imagens ou Músicas, clique no botão Iniciare, em seguida, em Documentos, Imagens ou Músicas. É possível abrir bibliotecas comuns a partir do menu Iniciar Para mais informações sobre bibliotecas, consulte Trabalhando com bibliotecas. Compreendendo as partes de uma janela Quando você abre uma pasta ou biblioteca, ela é exibida em uma janela. As várias partes dessa janela foram projetadas para facilitar a navegação no Windows e o trabalho com arquivos, pastas e bibliotecas. Veja a seguir uma janela típica e cada uma de suas partes:
  • 61. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 61 Localizando arquivos e pastas Dependendo da quantidade de arquivos que você tem e de como eles estão organizados, localizar um arquivo pode significar procurar dentre centenas de arquivos e subpastas; uma tarefa nada simples. Para poupar tempo e esforço, use a caixa de pesquisa para localizar o arquivo. A caixa de pesquisa Copiando e movendo arquivos e pastas De vez em quando, você pode querer alterar o local onde os arquivos ficam armazenados no computador. Por exemplo, talvez você queira mover os arquivos para outra pasta ou copiá-los para uma mídia removível (como CDs ou cartões de memória) a fim de compartilhar com outra pessoa. A maioria das pessoas copiam e movem arquivos usando um método chamado arrastar e soltar. Comece abrindo a pasta que contém o arquivo ou a pasta que deseja mover. Depois, em uma janela diferente, abra a pasta para onde deseja mover o item. Posicione as janelas lado a lado na área de trabalho para ver o conteúdo de ambas. Em seguida, arraste a pasta ou o arquivo da primeira pasta para a segunda. Isso é tudo. Para copiar ou mover um arquivo, arraste-o de uma janela para outra
  • 62. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 62 Criando e excluindo arquivos e pastas O modo mais comum de criar novos arquivos é usando um programa. Por exemplo, você pode criar um documento de texto em um programa de processamento de texto ou um arquivo de filme em um programa de edição de vídeos. Alguns programas criam um arquivo no momento em que são abertos. Quando você abre o WordPad, por exemplo, ele inicia com uma página em branco. Isso representa um arquivo vazio (e não salvo). Comece a digitar e quando estiver pronto para salvar o trabalho, clique no botão Salvar. Quando você não precisar mais de um arquivo, poderá removê-lo do computador para ganhar espaço e impedir que o computador fique congestionado com arquivos indesejados. Para excluir um arquivo, abra a respectiva pasta ou biblioteca e selecione o arquivo. Pressione Delete no teclado e, na caixa de diálogo Excluir Arquivo, clique em Sim. Você também pode clicar com o clique direito do mouse sobre o arquivo e escolher a opção excluir. Quando você exclui um arquivo, ele é armazenado temporariamente na Lixeira. Pense nela como uma rede de segurança que lhe permite recuperar pastas ou arquivos excluídos por engano. De vez em quando, você deve esvaziar a Lixeira para recuperar o espaço usado pelos arquivos indesejados no disco rígido. Mas nem sempre é o caso. O clique duplo em um arquivo de imagem, por exemplo, costuma abrir um visualizador de imagens. Para alterar a imagem, você precisa usar um programa diferente. Clique com o botão direito do mouse no arquivo, clique em Abrir com e no nome do programa que deseja usar.
  • 63. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 63 Explorando os Acessórios do Windows. O caminho é: Menu Iniciar  Todos os programas  Acessórios. Paint O Paint é um recurso do Windows que pode ser usado para desenhar, colorir ou editar imagens. Você pode usar o Paint como um bloco de desenho digital para criar imagens simples, projetos criativos ou adicionar texto e designs a outras imagens, como aquelas obtidas com sua câmera digital. A janela do Paint Trabalhando com ferramentas A faixa de opções do Paint inclui diversas ferramentas de desenho úteis. Você pode usá-las para criar desenhos à mão livre e adicionar várias formas às imagens. Desenhar uma linha Algumas ferramentas e formas, como o Lápis, o Pincel, a Linha e a Curva, permitem criar variadas linhas retas, curvas e sinuosas. O que você desenha é
  • 64. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 64 determinado pela maneira como você move o mouse ao desenhar. É possível usar a ferramenta Linha para desenhar uma linha reta, por exemplo: Você ainda pode inserir FORMAS, mudar o TRACEJADO DO PINCEL, preencher com cor usando o BALDINHO DE TINTA, mudar a COR do pincel. Usando a Borracha com o CLIQUE DIREITO do mouse para substituir a cor. Neste exemplo usamos para substituir a cor 1 (vermelha) pela cor 2 ( verde) usando a borracha, a cor 2 refere-se a cor da borracha que ao clicada com o botão direito do mouse ao invés do esquerdo em vez de apagar ou borrar o desenho irá substituir a cor vermelha pela verde.
  • 65. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 65 Adicionar texto Você pode adicionar texto à sua imagem. A ferramenta Texto permite que você adicione uma mensagem ou um título simples. 1. Na guia Início, no grupo Ferramentas, clique na ferramenta Texto . 2. Arraste o ponteiro na área de desenho onde você deseja adicionar texto. 3. Em Ferramentas de Texto, na guia Texto, clique no tipo, tamanho e estilo de fonte no grupo Fonte. O grupo Fonte 4. No grupo Cores, clique em Cor 1 e depois em uma cor. Essa será a cor do texto. 5. Digite o texto a ser adicionado. Apagar parte da imagem Se você cometer um erro ou simplesmente precisar alterar parte de uma imagem, use a borracha. Por padrão, a borracha altera para branco qualquer área que você apagar, mas é possível alterar a cor dela. Por exemplo, se você definir a cor do segundo plano como amarelo, qualquer item apagado se tornará amarelo. 1. Na guia Início, no grupo Ferramentas, clique na ferramenta Borracha. 2. No grupo Cores, clique em Cor 2 e depois na cor a ser usada para apagar. Para apagar com branco, não é preciso selecionar uma cor. 3. Arraste o ponteiro sobre a área que deseja apagar. Salvando uma imagem Salve a imagem com frequência para evitar que você perca acidentalmente seu trabalho. Para salvar, clique no botão Paint e depois em Salvar. Serão salvas todas as alterações feitas na imagem desde a última vez em que ela foi salva. Ao salvar uma nova imagem pela primeira vez, você precisará dar um nome de arquivo a ela. Siga estas etapas: 1. Clique no botão Paint e depois em Salvar. 2. Na caixa Salvar como tipo, selecione o formato de arquivo desejado. 3. Na caixa Nome do arquivo, digite o nome do arquivo e clique em Salvar.
  • 66. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 66 Abrindo Imagens no Paint Há Duas opções para abrirmos uma imagem no Paint. 1ª – No Guia Arquivo do Paint escolha a opção Abrir – Selecione a Imagem desejada em Bibliotecas/Imagens e clique em Abrir. 2ª - Abra suas imagens através do menu iniciar ou Biblioteca-Imagens
  • 67. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 67 Escolha a Imagem e clique com o botão DIREITO do Mouse sobre ela. No menu suspenso aberto escolha a opção Abrir com e clique em Paint A imagem escolhida ira abrir no Programa Paint conforme a figura abaixo:
  • 68. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 68 Selecionando, copiando e colando imagens no Paint. Para selecionar parte de uma imagem clique em Selecionar: Com o mouse selecione a parte da imagem desejada e clique em copiar (Você também pode copiar clicando com o botão direito do mouse) Agora abra um novo Paint e clique em colar; a imagem selecionada será inserida na nova página ( você também pode colar a imagem selecionada no Word ou no Excel)
  • 69. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 69 Wordpad WordPad é um programa de edição de texto que pode ser usado para criar e editar documentos. Diferente do Bloco de Notas, os documentos do WordPad podem incluir formatação complexa e elementos gráficos e é possível vincular ou incorporar objetos, como imagens ou outros documentos. Formatar documentos Formatação refere-se à aparência do texto no documento e à forma como ele está organizado. Você pode usar a faixa de opções, localizada logo abaixo da barra de título para alterar facilmente a formatação do documento. Por exemplo, você pode escolher entre muitas fontes e tamanhos de fonte diferentes, assim como pode aplicar praticamente qualquer cor que queira ao seu texto. Também é fácil alterar o alinhamento do documento.
  • 70. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 70 Calculadora Você pode usar a Calculadora para executar cálculos simples, como adição, subtração, multiplicação e divisão. A Calculadora também oferece os recursos avançados de uma calculadora de programação, científica e estatística. Clique no Guia exibir para explorar os recursos da calculadora. É possível realizar cálculos clicando nos botões da calculadora ou digitando os cálculos com o teclado. Bloco de Notas Bloco de Notas é um programa básico de edição de texto, mais comumente usado para exibir ou editar arquivos de texto. Um arquivo de texto é um tipo de arquivo normalmente identificado pela extensão .txt Windows Media Player O Windows Media Player oferece uma interface intuitiva e fácil de usar para executar arquivos de mídia digital, organizar sua coleção de mídia digital, gravar CDs das suas músicas favoritas, copiar músicas de CDs, sincronizar arquivos de mídia digital com um dispositivo portátil e comprar conteúdo de mídia digital em lojas online.
  • 71. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 71 Iniciar o Windows Media Player Para iniciar o Windows Media Player, clique no botão Iniciar, clique em Todos os Programas e depois em Windows Media Player. Duas maneiras de aproveitar sua mídia: a Biblioteca do Player e o modo Em Execução O Windows Media Player permite alternar entre dois modos: a Biblioteca do Player, que dá a você o total controle sobre os muitos recursos do Player; e o modo Em Execução, que fornece um visão simplificada de sua mídia que é ideal para reprodução. na Biblioteca do Player, você pode ir para o modo Em Execução clicando no botão Alternar para Em Execução, no canto inferior direito do Player. Para retornar à Biblioteca do Player, clique no botão Alternar para Biblioteca, no canto superior direito do Player. Biblioteca do Player Na Biblioteca do Player, você pode acessar e organizar sua coleção de mídia digital. No painel de navegação, você pode escolher uma categoria, como Músicas, Imagens ou Vídeos, para exibir no painel de detalhes. Por exemplo, para ver todas as músicas organizadas por gênero, clique duas vezes em Músicas e clique em Gênero. Em seguida, arraste os itens do painel de detalhes para o painel de lista, a fim de criar listas de reprodução, gravar CDs ou DVDs ou sincronizar com dispositivos, como players de música portáteis.
  • 72. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 72 À medida que se move entre as várias exibições na Biblioteca do Player, você pode usar os botões Voltar e Avançar no canto superior esquerdo do Player para refazer o seu caminho. Botões Voltar e Avançar No modo Em execução, é possível exibir DVDs e vídeos ou ver a música que está sendo executada no momento. Você pode optar por exibir apenas o item em execução no momento ou pode clicar com o botão direito do mouse no Player e clicar em Mostrar lista para exibir uma seleção de itens disponíveis.
  • 73. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 73 O conteúdo deste manual visa auxiliar na instrução de cursos de inclusão digital, seu uso não é comercial e sua venda é proibida. Curta: Instrutor Maurício no Facebook www.facebook.com/InformaticaSocialMvp Acesse: informaticasocialmvp.blogspot.com.br Manual de Instrução de Informática Básica Para Inclusão Digital Criação: Maurício V. Pires Fonte/Conteúdo: Ajuda e Suporte do Windows® //Microsoft. Com – Microsoft Office® – Internet. Imagens: Arquivo Pessoal – Suporte do Windows®- pixabay.com/ (Public Domain)- Google®Imagens. Microsoft®, Microsoft Office®, Windows®, e Windows Sevem® são marcas registradas da Microsoft Corporation. Até aqui nos ajudou o SENHOR. 1 Samuel 7:12
  • 74. Manual de Instrução de Informática Básica para Inclusão Digital – Não Comercial- Venda Proibida. Material de Acordo com Lei de Direito Autoral Brasileira (Lei 9.610/98); em conformidade com a Lei de Software (9.609/98) Art. 6º Inc. 2º. Sendo seu uso não Comercial e a distribuição Gratuita Autorizada para fins de inclusão Digital. 74 Novo Livro: Informática do Básico ao Essencial- Word® Excel® e PowerPoint® Esse novo material foi desenvolvido para instruções individuais básicas de Word® Excel® e PowerPoint® para aqueles que já estudaram informática básica, pois possui o conteúdo inicial visto neste manual mais as funções básicas essenciais de cada programa. Acesse: instrutormauricio.blogspot.com.br Informaticasocialmvp.blogspot.com.br E veja como adquirir em breve: