• Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
776
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
12
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Edição AudiovisuAL
  • 2. Período do Cinema Mudo Aula -
  • 3. D. W. Griffith – o criador damontagem cinematográfica moderna EUA – 1875 - 1948 Produtor e Cineasta
  • 4. A contribuição de D. W. Griffith para o sentido modernode montagem é enorme, abrangendo uma série deprocedimentos: a variação de planos para criarimpactos, o grande plano geral, o close up, inserts e otravelling, a montagem paralela e as variações de ritmo.Em 1908 Griffith começa movendo a câmera para maisperto da ação e iniciando a fragmentação de cenas, emThe Greaser´s Gauntlet e Enoch Arden, ele iniciamudança de planos, variando de planos abertos paraclose ups com o objetivo de fazer com o público “entre”na emoção da cena.
  • 5. Enoch Arden (1908)Griffith mostrou que uma história poderia serfragmentada em planos gerais, médios e próximospara permitir que o público entre gradualmente naemoção.Essa nova forma de organizar as narrativas torna-seum dos elementos constituitivos da linguagemaudiovisual.Ainda em Enoch Arden, Griffith cria o chamadoinsert, ou seja, a inserção de uma imagem entre osplanos com determinado objetivo. Neste filme,para mostrar o pensamento de uma mulher emrelação ao marido.
  • 6. The Lonely Vila (1909)Outra grande inovação de Griffith é a montagem paralela, emThe Lonely Vila (1909), que conta a história de um resgate. Eleintercala cenas de ladrões invadindo a casa de uma família,com cenas do marido correndo para salvá-la.Neste filme, Griffith usa planos mais curtos para aumentar adramaticidade. A intercalação de cenas mostra que não é maisnecessário apresentar ações completas para alcançar orealismo. O tempo dramático passa o substituir o tempo realcomo critério para a montagem.Em Ramona (1911), Griffith utilizou o grande plano geral, emThe Londale Operator (1911) ele coloca uma câmera em umtrem em movimento.
  • 7. O Nascimento de uma Nação – 1915A partir deste período Griffith passou a experimentar comfilmes de maior duração, alguns com 20 a 30 minutos, atéchegar em O Nascimento de uma nação, de 1915 e Intolerância,de 1916, ambos com cerca de duas horas de duração.O Nascimento de uma Nação é um épico sobre a Guerra Civilamericana. A partir da história de duas famílias, uma nortista eoutra sulista, Griffith reúne histórias pessoais e acontecimentoshistóricos, como uma cavalgada da Ku Klux Klan e o assassinatode Lincoln, mostrando o total domínio sobre a montagem.Griffith também inova ao adotar o simbolismo. Para representara disputa entre as famílias, utiliza cenas de luta entre dois gatos,um preto e outro cinza, que antecedem as cenas de luta familiar.
  • 8. Intolerância (1916)Griffith lança-se em um desafio ainda maior:reunir em um filme quatro histórias deintolerância que se passam na Babilônia,Jerusalém de Cristo, a França dosHuguenotes e a América Moderna.A narrativa assim, se dá em espaços etempos históricos diferentes. Cada um dessas histórias tem suaprópria estrutura dramática, em um pararelismo complexo efuncional, utilizando-se para isso de todos os recursos como omovimentos de câmera, grande plano geral, close up´s.Intolerância não foi bem recebido pelo público, embora sejaaté hoje reconhecido como um dos grandes filmes da história.
  • 9. Lírio Partido – 1919Outra obra significativa de Griffith para a históriada montagem é Lirio Partido. O filme conta ahistória de um cavaleiro chinês que se apaixonapor uma garota Inglesa, que tem um pai violento que acaba pormatar a filha ao saber do romance com o estrangeiro.O filme tem uma abordagem que alterna delicadeza e crueldadee inova ao criar uma expressão imagética da subjetividade,acrescentando o suspense na narrativa visual.Por todo este conjunto de inovações na montagem, na narrativae na fotografia, que David Wark Griffith é considerado como opai da linguagem cinematográfica.
  • 10. Fim