• Like
Aula 3 Porter
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
333
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
7
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Edição AudiovisuAL
  • 2. Período do Cinema Mudo Aula 3 -
  • 3. Edwin S. Porter – o início da continuidade fílmicaEUA – 1870 - 1941Cameraman, Diretor
  • 4. Méliès havia usado uma série de recursos teatrais paratornar seus filmes mais fantasiosos, rompendo a lógicadocumental da cinematografia anterior. Influenciado pelo trabalho de Méliès, Edwin Porter, umex-operador de câmera de Thomas Edison, faz o filme“A vida de um bombeiro americano”, em 1903.O filme é composto por 20 planos em que narram oresgate de uma mãe e uma criança de um prédio emchamas. Porter conta uma história sob dois pontos devista. Um, documental, registra o trabalho dosbombeiros, e ou outro – encenado – da perspectiva dasvítimas.
  • 5. The Life of American Fireman, 1903.
  • 6. A alternância exterior – interior conferiu umadinâmica muito maior à narrativa do resgate.A inclusão de cenas documentais trouxe ummaior realismo ao filme.Exceto por um único plano, o filme de Porter usasomente planos de conjunto.
  • 7. Mas o que é mais significativo deste filme, é queele mostrou que a junção de imagens filmadasem lugares e perspectivas diferentes, quandojustapostos, produziam um resultado muitomelhor que a soma destes pedaços de filmes.A justaposição (montagem) podia criar uma novarealidade, maior do que cada planoindividualmente.
  • 8. Em O Grande Roubo do Trem (1903), Porter intensificou o uso das narrativas parelalas paracontar a história de um roubo a um trem. Destaca-se também neste filme o final com umprimeiro plano do vilão (George Barnes) apontando a arma para os espectadores, o queprovocava gritos de horror do público durante as exibições. Neste filme encontramosainda, os primeiros movimentos de camera
  • 9. Fim