6º ano cap 12 preservando o solo

1,988 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,988
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
14
Actions
Shares
0
Downloads
20
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

6º ano cap 12 preservando o solo

  1. 1. TERRAS CULTIVÁVEIS
  2. 2. PREPARAÇÃO DO SOLO Técnica agrícola que possibilita manter ou melhorar a produtividade do solo. É a base da agricultura científica e implica em seis práticas essenciais: lavragem adequada, conservação da quantidade necessária de matéria orgânica, fornecimento de um nível conveniente de nutrientes, controle da contaminação do solo, manutenção da acidez correta do solo e controle da erosão.
  3. 3. O objetivo da lavragem é preparar osolo para o plantio. Tradicionalmente,essa preparação se realiza com autilização de um arado, que penetrano solo e revolve a terra, arrancandoou eliminando as ervas daninhas,removendo e afofando as camadassuperficiais do solo e deixando umleito com umidade suficiente para agerminação das sementes plantadas.
  4. 4. A conservação da matéria orgânica é importante para manter o solo em boas condições físicas, contendo a reserva integral de nitrogênio, bem como quantidades significativas de outros nutrientes, como fósforo e enxofre. Já que a maior parte dos vegetais plantados é colhida, a matéria orgânica que normalmente reverteria ao solo com a decomposição das plantas se perde. Para compensar essa perda, há vários métodos padronizados. Os dois mais importantes são a rotação de culturas e a fecundação artificial.
  5. 5.  O fornecimento de nutrientes é uma prática essencial para evitar as deficiências do solo, que afetam a produtividade. Os nutrientes mais necessários para o crescimento correto das plantas são nitrogênio, potássio, fósforo, ferro, cálcio, enxofre e magnésio —todos presentes na maioria dos solos em quantidades variáveis. Além disso, a maior parte das plantas requer quantidades diminutas de substâncias chamadas micronutrientes ou elementos-traço. É possível prover o solo de todos esses elementos pela aplicação direta ou com o uso
  6. 6. A manutenção de uma acidez específica é importante na preparação do solo, com a finalidade de controlar a adaptação das diversas culturas e da vegetação nativa aos diferentes solos. O controle mecânico da erosão tem por objetivo evitar a perda da camada fértil do solo, o que constitui um dos problemas mais graves da agricultura. Quase sempre, essa perda deve-se à ação da água ou do vento sobre a superfície.
  7. 7. Rotação de cultivos(Culturas)É a alternância entre as culturas plantadas de um ano a outro como meio de conservação do solo. Isso porque cada vegetal tem necessidade de substâncias diferentes. E suas raízes, por serem de tamanhos variados, vão buscar alimentos em camadas diferentes do solo.
  8. 8. Adubação Outra forma de melhorar a qualidade do solo e repor os elementos nutritivos é a adubação. Adubar é misturar substâncias especiais - os adubos - com a terra.Existem três tipos de adubação
  9. 9. Adubação Orgânica : Feita àbase de restos de animais ouvegetais, como: estrumes,folhas, galhos, frutas podres,etc. Uma vez apodrecidosesses restos se transformamem excelentes adubos.
  10. 10.  Adubação Inorgânica : Feita com sais minerais. Estes podem ser extraídos do solo (como, por exemplo, o salitre-do-chile) ou obtidos quimicamente em indústrias de adubos (como os sulfatos). De acordo com a proporção desses produtos químicos, tais como sais de nitrogênio, potássio e fósforo, os adubos inorgânicos podem ser classificados em : nitrogenados, potássicos e fosfatados. Os adubos inorgânicos só devem ser utilizados depois de feita uma análise do solo. Assim, é possível fornecer ao solo exatamente o elemento de que ele está precisando.
  11. 11.  Adubação Verde : Certos vegetais, conhecidos como leguminosas (feijão, soja e alfafa), possuem bactérias (um tipo de microorganismo) em suas raízes. Essas bactérias têm a capacidade de absorver o oxigênio do ar e transformá-lo em nitrato, um nutriente que a planta aproveita. Muitas vezes, o plantio de leguminosas faz parte da rotação de culturas, pois esses vegetais
  12. 12.  Irrigação Prover a terra de água, por métodos diversos, para facilitar o crescimento das plantas. É praticada em todas as partes do mundo em que as chuvas não são suficientes para fornecer umidade ao solo. Nas áreas secas, a irrigação deve ser empregada desde o momento em que se faz a semeadura. Nas regiões de pluviosidade irregular, é usada nos períodos secos para garantir as colheitas e melhorar seu rendimento. Esta técnica aumentou de forma notável a extensão de terras cultiváveis e a produção de alimentos em todo o mundo.
  13. 13.  As terras irrigadas representam cerca de 15% das terras cultivadas, mas com freqüência rendem mais do que o dobro das não irrigadas. Contudo, a irrigação pode tornar o solo pantanoso ou aumentar sua salinidade (conteúdo em sal) até levar à destruição das colheitas. Esse problema afeta um terço das terras irrigadas do mundo.
  14. 14.  Os registros mais antigos atribuem o uso original da irrigação aos egípcios, nas margens do rio Nilo, por volta de 5000 a.C. Já no ano 2100 a.C., utilizavam-se sistemas elaborados, como os canais, para desviar a água. Atualmente, os quatro métodos principais usados na irrigação de culturas são a inundação, os sulcos, os aspersores e a irrigação por gotejamento. A irrigação por inundação é usada em culturas como a do arroz, em que o terreno é plano e a água abundante. Esse método também é empregado em plantações de algumas frutas.
  15. 15.  A irrigação por sulcos é empregada em culturas plantadas em linha, como o algodão e as verduras. Os sulcos paralelos ou canaletas, usados para distribuir água nesse tipo de plantação, são por demais irregulares para serem inundados. A irrigação com aspersores utiliza menos água e permite um melhor controle. Tal método é empregado principalmente em culturas como a da alfafa que, irrigada, possibilita várias safras anuais.
  16. 16.  Drenagem Ásvezes o solo apresenta-se completamente encharcado, isto é, com excesso de água. Um solo nessas condições perdeu completamente sua capacidade natural de drenagem, ou seja, de escoamento da água. Então é preciso fazer a drenagem artificialmente. Isso pode ser feito de diversas formas:
  17. 17.  colocando sobre o terreno alagado uma certa quantidade de terra , para que esta enxugue a água em excesso; abrindo valas no terreno, para ajudar o escoamento da água; empregando bombas para retirar o excesso de água; fazendo declives no terreno, para facilitar o escoamento da água; usando manilhas perfuradas, que permitem o escoamento do excesso da água. O solo encharcado não é bom para a maioria das plantações. A água em excesso vai apodrecer as raízes das plantas, determinando
  18. 18.  Arejamento A maior parte do ar utilizado pelas plantas é conseguida com o trabalho das folhas, durante a respiração. Mas o solo também precisa de uma certa quantidade de ar para ajudar a respiração das plantas, através das raízes. As minhocas contribuem para o arejamento do solo, pois estão sempre cavando túneis e revolvendo a terra à procura de restos vegetais dos quais se alimentam.
  19. 19.  Se o solo está muito duro, a quantidade de ar que ele contém é muito pequena. Para melhorar o solo nesse estado, deve-se afofar a terra. O modo mais comum de fazer isso é por meio do arado, puxado por boi, cavalo ou trator. Geralmente esse trabalho é feito quando a terra que vai ser semeada é muito grande. A isso se chama arar ou lavrar a terra. Quando a área a ser afofada é muito pequena, como um jardim, pode-se usar a enxada, a pá ou outra ferramenta apropriada.
  20. 20. Terraceamento Preparação de terraçospara aproveitamento de áreasde encostas para a agricultura
  21. 21. CURVA DE NÍVEL

×