Your SlideShare is downloading. ×
Os Clássicos da Sociologia - Karl Marx
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Os Clássicos da Sociologia - Karl Marx

165
views

Published on

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
165
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1.  A reflexões dos sociólogos anteriores a Marx  A importância do pensamento marxista
  • 2.  Hegel: o processo histórico formado por vários segmentos sociais e marcado por um forte dinamismo  A forças antagônicas: Tese e Antítese  O processo dialético da História  Os socialistas utópicos: Charles Fourier e Owen
  • 3.  Materialismo Histórico  Lutas de classes  Mais-valia  Classes sociais  Mercadoria e trabalho  Modo de produção  Alienação
  • 4.  “Privação/exclusão” (Russeau);  “desumanização e injutiça” (Feurbach e Hegel);  A alienação do trabalhador provocada pela Indústria, a propriedade privada e o assalariamento  A reconquista da autonomia por meio da práxis (ação política consciente e transformadora)  As classes sociais e visíveis desigualdades
  • 5. Não- proprietários (operários) Proprietários (burgueses)
  • 6. José trabalha numa fábrica e confecciona 4 pares de sapatos a cada jornada de oito horas de atividade. Seu saláro mensal é de R$960,00. Após produzidos, a fábrica fornece cada par do produto ao custo de R$130,00. Dessa forma, por dia José gerava uma produção bruta de R$960,00 à fábrica. Levando em consideração o custo de produção e outros gastos, a cada par de sapato, o capitalista investia R$60,00. A partir desse simples exemplo, pode-se concluir que o capitalista obtem um lucro bastante considerável uma vez que o trabalhador não participa da divisão do excedente produzido por ele. Tudo fica nas mãos do capitalista. A esse excedente, Marx deu o nome de mais-valia.
  • 7. Mais- valia absoluta: aumento constante da jornada de trabalho Mais-valia relativa: desvalorização da força de trabalho devido às inovações tecnológicas
  • 8.  Estrutura de uma sociedade pautada na produção social  A forças produtivas  As relações de produção
  • 9. forças produtivas relações de produção MODO DE PRODUÇÃO
  • 10.  Comunal primitivo  Escravista  Asiático  Feudal  Capitalista  Socialismo