Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Os Clássicos da Sociologia - Karl Marx
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Os Clássicos da Sociologia - Karl Marx

  • 152 views
Published

 

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
152
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
3
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1.  A reflexões dos sociólogos anteriores a Marx  A importância do pensamento marxista
  • 2.  Hegel: o processo histórico formado por vários segmentos sociais e marcado por um forte dinamismo  A forças antagônicas: Tese e Antítese  O processo dialético da História  Os socialistas utópicos: Charles Fourier e Owen
  • 3.  Materialismo Histórico  Lutas de classes  Mais-valia  Classes sociais  Mercadoria e trabalho  Modo de produção  Alienação
  • 4.  “Privação/exclusão” (Russeau);  “desumanização e injutiça” (Feurbach e Hegel);  A alienação do trabalhador provocada pela Indústria, a propriedade privada e o assalariamento  A reconquista da autonomia por meio da práxis (ação política consciente e transformadora)  As classes sociais e visíveis desigualdades
  • 5. Não- proprietários (operários) Proprietários (burgueses)
  • 6. José trabalha numa fábrica e confecciona 4 pares de sapatos a cada jornada de oito horas de atividade. Seu saláro mensal é de R$960,00. Após produzidos, a fábrica fornece cada par do produto ao custo de R$130,00. Dessa forma, por dia José gerava uma produção bruta de R$960,00 à fábrica. Levando em consideração o custo de produção e outros gastos, a cada par de sapato, o capitalista investia R$60,00. A partir desse simples exemplo, pode-se concluir que o capitalista obtem um lucro bastante considerável uma vez que o trabalhador não participa da divisão do excedente produzido por ele. Tudo fica nas mãos do capitalista. A esse excedente, Marx deu o nome de mais-valia.
  • 7. Mais- valia absoluta: aumento constante da jornada de trabalho Mais-valia relativa: desvalorização da força de trabalho devido às inovações tecnológicas
  • 8.  Estrutura de uma sociedade pautada na produção social  A forças produtivas  As relações de produção
  • 9. forças produtivas relações de produção MODO DE PRODUÇÃO
  • 10.  Comunal primitivo  Escravista  Asiático  Feudal  Capitalista  Socialismo