O breve século XX: A primeira Guerra Mundial

326 views
221 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
326
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O breve século XX: A primeira Guerra Mundial

  1. 1. MOTIVACIONAL "A vida é mais importante do que a gente pensa; basta aceitar o impossível, dispensar o indispensável e suportar o intolerável. “ Kathleen Norris
  2. 2. A corrida Imperialista Poder econômico concentrado na Europa O fim do “equilíbrio multipolar” Desestabilização: política externa alemã Nacionalismo e revanchismo Pan-germanismo Pan-eslavismo Isolamento da França A elevação do clima de tensão
  3. 3. Países envolvidos: Inglaterra, França, Alemanha e os Império Austro-Húngaro e Russo Ampliação das estruturas militares Corrida armamentista “A Paz Armada” Acordos diplomáticos e confrontos localizados
  4. 4. PRINCIPAIS IMPASSES
  5. 5. OS BÁLCÃS: “BARRIL DE PÓLVORA” Diversas etnias, culturas e religiões diferentes Domínio do Império Otomano Independência: Sérvia (1804) e Grécia (1821) Ambição da potências europeias pela região
  6. 6. A LUTA POR UM IMPÉRIO COLONIAL A formação de alianças Aproximação dos países Os avanços das fronteiras A iminente guerra
  7. 7. A POLÍTICA DE ALIANÇAS • França • Rússia • Reino Unido Tríplice Entente • Alemanha • Itália • Áustria-Hungria Tríplice Aliança/ Impérios Centrais
  8. 8. A SOLUÇÃO PELAS ARMAS A Grande Sérvia e o desejo de anexar a Bósnia As manobras militares da Áustria- Hungria A visita de Francisco Ferdinando Assassinato do casal imperial austro- húngaro Sociedade secreta pró-Sérvia “Mão Negra”
  9. 9. Ing As declarações de guerra
  10. 10. O INÍCIO DO CONFLITO “As luzes se apagaram em toda a Europa. Não a vemos acender novamente enquanto vivermos” Edward Grey – Ministro Inglês
  11. 11. O CONFLITO A guerra de movimento O plano Schlieffen (tática ofensiva e defensiva) O crescimento da Entente e da Aliança A entrada do Japão, da Itália e dos EUA na Entente
  12. 12. AS TRINCHEIRAS Covas protegidas por arames farpados “Ninhos de metralhadoras” Situação dos soldados: frio, fome, doenças, ratos, poucas horas de sono e tiroteios constantes Os impasses das forças Grupos pacifistas: socialistas
  13. 13. TECNOLOGIA A SERVIÇO DA MORTE Metralhadoras (600 b/m) e Granadas Tanques de guerra Gás e cloro Gás mostarda (cegueira e morte) Minas terrestres e lança-chamas Submarinos couraçados (navios flutuantes) Armas aéreas
  14. 14. O FIM DA GUERRA A saída da Rússia “Paz, Pão e Terra” A entrada dos EUA A rendição da Tríplice Aliança
  15. 15. FIM DA GUERRA Rendição da Alemanha Acordos: fim do Império Austro- Húngaro, surgimento de novos países (Áustria, Polônia e Tchecoslováquia)
  16. 16. TRATADO DE VERSALHES Devolução da Alsácia-Lorena Proibição de união entre Áustria e Alemanha Perda do “corredor polonês” Desmilitarização alemã Indenização de guerra
  17. 17. 11 milhões de mortos (destes, 8 milhões eram combatentes). Fim dos impérios Russo, Austro-Húngaro, Alemão e Otomano. Surgimento de novos Estados europeus: Do desmembramento do Império Austro-Húngaro: Áustria, Hungria, Checoslováquia e Iugoslávia (nome oficial da “Grande Sérvia”, criado em 1931). Do desmembramento do Império Russo: URSS, Finlândia, Polônia, Lituânia, Letônia e Estônia. Crise econômica generalizada, com especial gravidade na URSS, Itália e Alemanha. Surgimento dos regimes totalitários, tanto de esquerda (comunismo) como de direita (fascismo). Ascensão dos EUA à posição de maior potência mundial. Criação da Sociedade das Nações ou Liga das Nações – um dos poucos itens dos “14 Pontos” que foram aproveitados. Existência de minorias étnicas com tendência separatista em vários países da Europa Central e Oriental, criando graves focos de tensão.
  18. 18. A presença norte-americana: Woodrow Wilson Os 14 pontos “A paz sem vencedores” Fim da diplomacia secreta e a criação da Liga ou Sociedade das Nações Discordâncias
  19. 19. OS TRATADOS O papel da França no processo de renegociação de paz (Georges Clemenceau) “Paz dos vencedores” Pontos do Tratado: Alemanha punida e responsabilizada Outros Tratados: Trianon, Sèrves, Saint- Germain e Neuilly
  20. 20. O nono presidente do Brasil, Venceslau Brás, declara guerra aos Poderes Centrais. Ao seu lado, o ministro interino das Relações Exteriores Nilo Peçanha (em pé) e o presidente de Minas Gerais, Delfim Moreira(sentado).

×