Boletim "Contacto" - novembro 2011

520 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
520
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
169
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Boletim "Contacto" - novembro 2011

  1. 1. Conhecer... O Rei D. Dinis Saiba que... (- Os escritores portugueses Gonçalo Tavares e João Tordo foramfinalistas do Prémio Portugal Telecom 2011 com as obras “Umaviagem à Índia” e “As Três Vidas”, respetivamente. O Prémiofoi atribuído no dia 8 de novembro, tendo a obra do escritorGonçalo Tavares ficado em 2º lugar.- A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, em setembropassado, formalizou a aceitação dos 344 volumes da biblioteca Ano 11– N.º 1 – novembro de 2011 11–camiliana, doada pelo escritor e jornalista, José Viale Moutinho, D. Dinis, o génio político e poeta da Idade Média -750 anos doque passa, assim, a integrar o espólio bibliográfico e documental seu nascimento (1261-1325). Boletim Informativo do CREBIda Casa de Camilo em S. Miguel de Ceide. Entre os títulos que D. Dinis nasceu em Santarém, em 1261, e morreu na mesma cidade, Centro de Recursos Educativos - Biblioteca do Infanteintegram este espólio encontram-se duas dezenas de edições em 1325. Foi sepultado no Mosteiro de Odivelas. Era filho de D.estrangeiras de “Amor de Perdição”. Afonso III e de D. Beatriz.- “Os Profetas” é o novo livro de Alice Vieira; trata-se de um Casou com D. Isabel de Aragão, a rainha Santa Isabel e teve dois No presente ano letivo, o trabalho a desen-romance histórico e é o primeiro romance não juvenil da autora. filhos : D. Constança e D. Afonso, que veio a ser D. Afonso IV. volver pela equipa da biblioteca escolar insere-se- “Um doloroso canto de uma mulher torturada” foi o ponto de D. Dinis marcou o reino de Portugal com a sua política e com a sua numa linha de continuidade do trabalho realizado nospartida para o novo livro de António Lobo Antunes: “Comissão cultura. Definiu as fronteiras de Portugal com o Tratado de Alcani- anos anteriores, procurando-se sempre aperfeiçoar odas Lágrimas”. A mulher torturada foi Elvira (conhecida por ses. trabalho efetuado. A Biblioteca do Infante continuaráVirinha), comandante do batalhão feminino do MPLA, presa, a contribuir para a afirmação da imagem da escola,torturada e morta na sequência dos terríveis acontecimentos de Redistribuiu terras, promovendo a agricultura e fundou várias comu- assente na promoção da leitura e da escrita, na utili-maio de 1977, em Angola. Chegou às livrarias a 30 de setembro. nidades rurais, assim como mercados e feiras francas. Foi ele que zação das novas tecnologias, no desenvolvimento de mandou plantar o pinhal de Leiria.- O escritor José Luís Peixoto apresentou o seu novo livro uma estratégia que promova a cultura humanística.“Abraço” no dia 27 de outubro . Valorizou a Língua Portuguesa, instituindo-a como língua oficial do Estado em detrimento do Latim. Acreditamos que a biblioteca escolar é um- Mia Couto publicará, brevemente, pela Editorial Caminho, um lugar de excelência à aplicação e desenvolvimentonovo romance que terá como título “A Confissão da Leoa”. A cultura foi um dos seus interesses pessoais. D. Dinis não só apre- do saber construído coletivamente. É, nesse momen- ciava literatura, como foi ele próprio um poeta notabilíssimo e um to, que o ambiente da biblioteca escolar consolida o- “Clarabóia”, o romance que José Saramago acabou de escrever dos maiores e mais fecundos trovadores do seu tempo. Aos nossos seu papel de atuação na formação educacional eem 1953 e deixou inédito até ao fim da vida, já foi publicado . A dias chegaram várias cantigas da sua autoria, distribuídas por todos social do aluno, definindo de forma mais precisa oação do romance localiza-se em Lisboa em meados do século os géneros (73 cantigas de amor, 51 cantigas de Amigo e 10 canti- seu espaço, sobretudo quando relacionada com oXX. gas de escárnio e maldizer), bem como a música original de 7 dessas ensino e a aprendizagem, tornando-se, por excelên- - O Prémio Nobel da Literatura 2011 foi atribuído ao poeta cantigas, descobertas casualmente em 1990 pelo Prof. Harvey L. cia, o espaço de atuação simultânea e colaborativasueco, Tomas Tranströmer, nascido em 1931. No livro “21 poe- Sharrer, no Arquivo da Torre do Tombo, num pergaminho que ser- da escola, dos alunos e dos professores.tas suecos”, publicado em 1981 pela editora Vega, uma obra via de capa a um livro de registos notariais do século XVI, e queorganizada por Vasco Graça Moura e Ana Hatherly, surge o ficou conhecido como Pergaminho Sharrer. A Biblioteca do Infante sendo um local depoema “Lisboa”, onde o poeta sueco destaca elementos típicos memórias, pretende continuar a contribuir para o deli-das zonas históricas da capital portuguesa. Durante o seu reinado, Lisboa foi, pois, um dos centros europeus de near do futuro dos nossos alunos, contando com o cultura. A primeira universidade em Portugal, então Estudo Geral, apoio de todos os docentes, bem como das restantes- Com o romance “Os Malaquias”, a escritora brasileira Andréa foi fundada em 1290, em Lisboa. Esta universidade foi transferida estruturas/órgãos da escola e inclusive da comunida-del Fuego é a vencedora da sétima edição do Prémio Literário entre Lisboa e Coimbra várias vezes, estando instalada definitiva- de envolvente.José Saramago. mente em Coimbra desde 1537. Mandou traduzir importantes obras, tendo sido a sua Corte um dos maiores centros literários da Penínsu- É com este espírito que vamos prosseguir… la Ibérica. “ -Ai flores, ai flores do verde pino, Pela equipa do Crebi“A leitura de um bom livro é um diálogo incessante: o livro se sabedes novas do meu amigo!fala e a alma responde.” A Coordenadora: Isabel Maria Seixas Martins Ai Deus, e u é?...”André Maurois Cantiga de amigo da autoria de D. Dinis
  2. 2. “Um livro é a prova de que os homens são capazes de fazer magia.” “Quem conta um conto acrescenta um ponto.” Aquisições recentes da B.E Carl Sagan Título: História de uma gaivota e Título: Dicionário da Língua Portuguesa do gato que a ensinou a voar 2011 Autor : Luis Sepúlveda Durante o mês de outubro, Editora: Porto Editora Editora: Porto Editora a nossa Escola comemorou o Mês Género: Literatura infantojuvenil Internacional das Bibliotecas Esco- Sinopse: É a história do gato Zorbas, lares. Este ano o tema selecionado, um gato grande, preto e gordo, e de uma formosa gaivota que, apanhada Título: Gramática de Português “Biblioteca Escolar. Saber. Um por uma maré negra, deixa ao seucuidado, já moribunda, o ovo que acabara de pôr. Zorbas, Poder para a Vida.”, serviu de mote Editora: Porto Editoraque é um gato de palavra, cumprirá as duas promessas à atividade “Histórias Tradicionais no Séc. XXI”, que surgiuque faz nesse momento dramático: não só criará a peque-na gaivota, como também a ensinará a voar. Tudo isto 3º Ciclo do Ensino Básico/ Ensino Secundário como proposta de articulação curricular com o Departamentocom a ajuda dos seus amigos Secretário, Sabetudo, Bar-lavento e Colonello, dado que, como se verá, a tarefa não de Línguas e especificamente com o Grupo de Língua Portu-é fácil, sobretudo para um bando de gatos mais habitua- Plano Nacional de Leitura guesa. O desafio apresentado às turmas do 7º ano constou dados a fazer frente à vida dura do porto de Hamburgo doque a fazer de pais de uma cria de gaivota... Livro recomendado para apoio a projetos recriação de contos tradicionais de forma a inseri-los num sobre o corpo humano/saúde para a Educa- ção Pré-Escolar, 1º e 2º anos de escolaridade. contexto atual. Sinopse: Ensinar as crianças a gostar de Os trabalhos foram reali- Título: Leandro, Rei da Helíria manter uma higiene e uma alimentação sau- zados ao longo do mês de outu- dáveis torna-se uma tarefa fácil e aliciante Autor: Alice Vieira com estas rimas, que os mais pequenos vão decorar ao mesmo bro, tendo surgido trabalhos ver- tempo que se divertem. dadeiramente criativos, em que os Editora: Caminho alunos deram largas à sua imaginação. No dia 7 de novembro, Género: Teatro Título: Angelina… uma luz ao fundo do Es- deu-se o culminar desta atividade, tendo os alunos das turmas Plano Nacional de Leitura pelhoLivro recomendado no programa de português do 7º ano do 7º ano apresentado os seus trabalhos aos alunos dos 5º e 6ºde escolaridade, destinado a leitura orientada na sala de Autor: Fernando Marques Pereiraaula. anos, sensibilizando os colegas para este género de atividades.Sinopse: Esta peça de teatro para crianças e jovens (com Editor: Chiado Editoraum enredo em muitos aspetos semelhante ao de "Rei Le- Foram várias as formas de apresentação: dramatizações, fil- Género: Literatura infantojuvenilar", de Shakespeare) foi buscar a sua base a uma narrati- mes, powerpoints…va popular. Um pai decide repartir o reino pelas filhas epõe-nas à prova, acabando, contudo, por deserdar a mais Sinopse: Tinha presente as recomendações da mãe: Não abras a Estes momentos de partilha são muito enriquecedoresnova. Esta vem a revelar-se, afinal, a única que era mere-cedora da sua generosidade. Vítima do próprio orgulho e porta a estranhos, não dês conversa ao telefone, não brinques e a BE vai continuar a fomentá-los!castigado pela sua cegueira, o rei expia as culpas mergu- com coisas perigosas... Mas, na verdade, a tarde era muito longalhando na miséria, até ser finalmente salvo e perdoado e, quando se está sozinho, o tempo passa mais devagar. Angelina,pela filha mais nova, entretanto reencontrada. com dificuldades de adaptação e integração na escola e com mau aproveitamento escolar, descobre que um espelho é capaz de fa- zer de amigo íntimo ou de diário. Desenha-se, assim, uma viagem da escola a caminho da vida, com venturas e desventuras próprias da idade e dos tempos atuais: verdadeiras aventuras que fazem“Leia para viver.” Gustave Flaubert crescer!

×