Referências à BE no Relatório de Avaliação Externa
 ______________________________________________________________________...
Referências à BE no Relatório de Avaliação Externa
 ______________________________________________________________________...
Referências à BE no Relatório de Avaliação Externa
 ______________________________________________________________________...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Formação BE 7b

257 views
227 views

Published on

A BE no relatório de avaliação externa

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
257
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Formação BE 7b

  1. 1. Referências à BE no Relatório de Avaliação Externa ______________________________________________________________________ RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO EXTERNA ESCOLA SECUNDÁRIA DOM MANUEL MARTINS, SETÚBAL 2008/09 No ano lectivo 2008/09, a Escola Secundária Dom Manuel Martins foi submetida ao processo de avaliação externa por parte da IGE. O relatório que expressa os resultados dessa avaliação decorreu da análise de documentos fundamentais da escola (PEE, PCE, PCT, PAA, RI, entre outros), da apresentação feita pela própria escola e da realização de entrevistas em painel. O relatório está organizado por capítulos: Caracterização da Escola, Conclusões da Avaliação por Domínio, Avaliação por Factor e Considerações Finais. O referido relatório contém referências à Biblioteca Escolar nos seguintes Capítulos: Domínio 2. Prestação do Serviço Educativo 2.4 Abrangência do Currículo e Valorização dos Saberes e da Aprendizagem “ A dimensão cultural é mobilizada, sobretudo, nas iniciativas a cargo da Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos, onde, entre outras, acontece o Dia da Poesia ou o Chá com Livros.” Domínio 3. Organização e Gestão Escolar 3.3 Gestão dos Recursos Materiais e Financeiros “ A Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos é um dos espaços privilegiados da Escola para estimular a comunicação e estimular o gosto pela pesquisa e pela investigação. Está muito bem equipada, sendo os alunos acompanhados por docentes e funcionários, que lhes prestam o apoio necessário. É um espaço dinâmico, muito do agrado dos alunos.” ___________________________________________________________________ 1 Isabel Mendes Escola Secundária Dom Manuel Martins
  2. 2. Referências à BE no Relatório de Avaliação Externa ______________________________________________________________________ Domínio 4. Liderança 4. 4 Parcerias, Protocolos e Projectos “ De entre os projectos nacionais destacam-se, entre outros, a adesão …..ao Plano Nacional de Leitura……….” No âmbito do Domínio 1, Resultados, e do Domínio 5, Capacidade de Auto- Regulação e Melhoria da Escola, não existem referências à Biblioteca Escolar. Com base na análise efectuada, poder-se-á concluir que o relatório de avaliação externa espelha uma avaliação muito superficial, ainda que muito positiva, da Biblioteca Escolar. Para tal poderá ter contribuído, em parte, o facto de a professora coordenadora da BE não ter integrado o respectivo painel de entrevistas, por se ter entretanto reformado. A informação fornecida pelo Conselho Executivo foi, por isso, de carácter geral, transparecendo igualmente a opinião dos alunos, auscultados através dos respectivos painéis. Esta situação é também reveladora da forma pouco sistematizada como a BE tem desenvolvido o seu trabalho, já que não apresenta dados concretos que possam ser enquadrados em termos de avaliação externa. O facto de não existir qualquer referência à BE nos capítulos directamente relacionados com os resultados académicos e com a auto-avaliação da escola é, por outro lado, demonstrativo da pouca relevância que tem sido dada à BE nestas matérias. No que se refere especificamente ao sucesso académico, são referidas acentuadas melhorias no 3º CEB, sendo indicados os factores que, segundo a escola, para tal contribuíram: apoio pedagógico, implementação de tutorias, acesso a recursos multimédia, melhor comunicação entre a escola e a família, oferta de cursos diversificados e alteração de critérios de avaliação. Constata-se, assim, que o papel da BE neste contexto não é reconhecido, pelo que importa demonstrá-lo e dar-lhe visibilidade perante a escola. ___________________________________________________________________ 2 Isabel Mendes Escola Secundária Dom Manuel Martins
  3. 3. Referências à BE no Relatório de Avaliação Externa ______________________________________________________________________ No âmbito do Domínio 2, Prestação do Serviço Educativo, o capítulo 2.1, Articulação e Sequencialidade, não contém, igualmente, qualquer referência à BE, em termos da articulação curricular. A falta de articulação curricular é, aliás, considerada um dos pontos fracos da escola, sendo referido que “a frágil articulação departamental tem limitado a interdisciplinaridade e o desenvolvimento de saberes transversais… Neste seguimento os departamentos curriculares acabam por ser expressão de estruturas pouco agilizadas e pouco operacionais, quer no seu trabalho de articulação quer no quadro de cada departamento.” O relatório identifica esta situação como uma das áreas que carece de intervenção pelo que, apesar de já existirem várias actividades realizadas em colaboração da BE com os departamentos, esta articulação deverá merecer especial atenção, para que passe a ser uma prática mais sistematizada e generalizada, e não apenas com carácter pontual. Concluindo, a falta de referências à BE em domínios específicos deverá funcionar como um sinal de alerta para o trabalho que falta desenvolver nesses mesmos domínios. ___________________________________________________________________ 3 Isabel Mendes Escola Secundária Dom Manuel Martins

×