O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Conclusão)
______________________...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Conclusão)
______________________...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Conclusão)
______________________...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Conclusão)
______________________...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Formação BE 7

132

Published on

Modelo de autoavaliação na avaliação externa

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
132
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Formação BE 7

  1. 1. O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Conclusão) ____________________________________________________________________________________________________________________ ENQUADRAMENTO DA AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR NA AVALIAÇÃO EXTERNA DA ESCOLA Domínios do Modelo de Informação prestada pela BE a Campos de Análise/Domínios da IGE Auto-Avaliação das BE enquadrar na análise da IGE em que se enquadra a informação da BE Tópicos Descritores dos Domínios e Factores do Campos de Análise Quadro de Referência A. Apoio ao Desenvolvimento A BE indica: 2. O Projecto Educativo 1.1 Sucesso académico Curricular 2.1 Prioridades e objectivos 1.4 Valorização e impacto das  de que forma os seus objectivos 2.2 Estratégias e planos de acção aprendizagens A.1 Articulação curricular da e prioridades se articulam com BE com as estruturas de os objectivos e prioridades coordenação educativa e definidos pelo PEE (em termos 3.2 Gestão Pedagógica 2.3 Diferenciação e apoios supervisão pedagógica e os curriculares) e de que forma a 3.3 Procedimentos de auto- 2.4 Abrangência do currículo e docentes sua acção permite a avaliação institucional valorização dos saberes e da concretização dos mesmos; aprendizagem A.2 Promoção das literacias  de que forma articula o seu de informação, tecnológica e trabalho com os departamentos 6.1 Resultados académicos 5.1 Auto-avaliação digital curriculares e contribui para o 5.2 Sustentabilidade do trabalho colaborativo progresso intradepartamental;  de que forma analisa, se empenha e contribui para as aprendizagens e a melhoria dos resultados académicos;  de que forma auto-avalia a sua acção e promove acções de melhoria nesta área. _________________________________________________________________________________________________________________ 1 Isabel Mendes Escola Secundária Dom Manuel Martins
  2. 2. O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Conclusão) ____________________________________________________________________________________________________________________ Campos de Análise/Domínios da IGE Domínios do Modelo de Informação prestada pela BE a em que se enquadra a informação da BE Auto-Avaliação das BE enquadrar na análise da IGE Tópicos Descritores dos Domínios e Factores do Campos de Análise Quadro de Referência B. Leitura e Literacia A BE indica: 2. O Projecto Educativo 1.1 Sucesso académico 2.1 Prioridades e objectivos  de que forma os seus objectivos 2.2 Estratégias e planos de acção 5.1 Auto-avaliação e prioridades se articulam com 5.2 Sustentabilidade do os objectivos e prioridades 3.3 Procedimentos de auto- progresso definidos pelo PEE (em termos avaliação institucional de promoção da leitura e das literacias) e de que forma a sua acção permite a concretização 6.1 Resultados académicos dos mesmos;  de que forma analisa, se empenha e contribui para as aprendizagens e a melhoria dos resultados académicos;  de que forma auto-avalia a sua acção e promove acções de melhoria nesta área. _________________________________________________________________________________________________________________ 2 Isabel Mendes Escola Secundária Dom Manuel Martins
  3. 3. O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Conclusão) ____________________________________________________________________________________________________________________ Campos de Análise/Domínios da IGE Domínios do Modelo de Informação prestada pela BE a em que se enquadra a informação da BE Auto-Avaliação das BE enquadrar na análise da IGE Tópicos Descritores dos Domínios e Factores do Campos de Análise Quadro de Referência C. Projectos, Parcerias e A BE indica: 2. O Projecto Educativo 1.2 Participação e Actividades Livres e de 2.1 Prioridades e objectivos desenvolvimento cívico Abertura à Comunidade  de que forma os seus objectivos 2.2 Estratégias e planos de acção 1.3 Comportamento e disciplina e prioridades se articulam com C.1 Apoio a actividades os objectivos e prioridades 3.3 Procedimentos de auto- 3.4 Participação dos pais e livres, extra-curriculares e de definidos pelo PEE (em termos avaliação institucional outros elementos da comunidade enriquecimento curricular de abertura à comunidade) e de educativa que forma a sua acção permite a 4. Ligação à comunidade concretização dos mesmos; 4.1 Articulação e participação 4.4 Parcerias, protocolos e C.2 Projectos e parcerias  de que forma se envolve no dos pais e encarregados de projectos estabelecimento de projectos, educação na vida da escola protocolos e parcerias; 4.2 Articulação e participação 5.1 Auto-avaliação  de que forma contribui para a das autarquias 5.2 Sustentabilidade do integração de todos os alunos e 4.3 Articulação e participação progresso para o seu desenvolvimento das instituições locais – pessoal e social; empresas, instituições sociais e  de que forma se liga à culturais comunidade;  de que forma promove a 5.1. Disciplina e comportamento participação dos encarregados de cívico educação; 5.2 Motivação e empenho  de que forma auto-avalia a sua acção e promove acções de melhoria nesta área. _________________________________________________________________________________________________________________ 3 Isabel Mendes Escola Secundária Dom Manuel Martins
  4. 4. O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Conclusão) ____________________________________________________________________________________________________________________ Campos de Análise/Domínios da IGE Domínios do Modelo de Informação prestada pela BE a em que se enquadra a informação da BE Auto-Avaliação das BE enquadrar na análise da IGE Tópicos Descritores dos Domínios e Factores do Campos de Análise Quadro de Referência D. Gestão da Biblioteca Escolar A BE indica: 3.1 Concepção, planeamento e D.1 Articulação da BE com a 1.2 Dimensão e condições físicas desenvolvimento da actividade escola/agrupamento. Acesso e  de que forma se organiza e tira da escola 3.2 Gestão dos recursos serviços prestados pela BE partido das suas condições humanos físicas; 3.3 Procedimentos de auto- 3.3 Gestão dos recursos D.2 Condições humanas e  de que forma gere os seus avaliação institucional materiais e financeiros materiais para a prestação dos recursos humanos, materiais e serviços financeiros; 4.1 Visão e estratégia  de que forma planifica a sua 4.2 Motivação e empenho D.3 Gestão da colecção/ da acção de forma a responder às 4.3 Abertura à inovação informação necessidades dos utilizadores;  de que forma adequa a sua 5.1 Auto-avaliação estratégia à constante 5.2 Sustentabilidade do necessidade de inovação; progresso  de que forma auto-avalia a sua acção e promove acções de melhoria nesta área. _________________________________________________________________________________________________________________ 4 Isabel Mendes Escola Secundária Dom Manuel Martins
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×