Your SlideShare is downloading. ×
Hp12 c   lição 1
Hp12 c   lição 1
Hp12 c   lição 1
Hp12 c   lição 1
Hp12 c   lição 1
Hp12 c   lição 1
Hp12 c   lição 1
Hp12 c   lição 1
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Hp12 c lição 1

172

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
172
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. HP12C – Ferramenta, Princípios e DiferenciaçãoHistória: A HP 12C foi criada em 1981, com o propósito de atender sobretudo àsnecessidades dos profissionais de finanças. Seu design e concepção foramcuidadosamente planejados para atender um tipo de profissional bastanteespecífico – economistas, trabalhadores da área de finanças e administradores,tornando-se o “estado da arte” em termos de calculadoras destinadas aprofissionais da área de finanças. Nenhuma outra calculadora manteve-se nomercado por tanto tempo, o que a torna de fato uma ferramenta diferenciada.Por incrível que pareça, em um mundo tomado por tablets e smartphones, ondecarregar uma calculadora pode constituir um peso desnecessário, a HP 12C, aoinvés de perecer, ganhou versões “virtuais” para Ipads e Smartphones, mantendoo seu desenho clássico. Em um mundo onde a calculadora de uso genérico é ummero objeto mundano e de uso comum, tal e qual uma caneta BIC, manter apersonalidade enquanto objeto é surpreende. Basta lembrarmos de como éfrequente ouvirmos àquela pergunta:– “onde é que tem uma calculadora aí ?”, ou– “me empresta a sua calculadora ?”,No mundo das calculadoras de R$ 1,99, a HP 12C ainda conserva sua aura deobjeto de valor pessoal para profissionais de finanças.
  • 2. Mas o que a diferencia ?Para quem nunca teve contato com ela, ou para aqueles que nunca refletiramsobre isto, a HP 12C possui algumas peculiaridades, que destacamos: 1) Não tem sinal de “=”, igualdade, na calculadora, o que causa a primeira estranheza. 2) Possui uma tecla ENTER. 3) Não possui tecla de OFF, somente ON.Além disto, possui duas teclas, “f” e “g”, amarela e azul, que se destacam entreas outras teclas.Traçando um paralelo com as calculadoras científicas, podemos notar que avariedade de modelos é imensa e nenhuma se firmou como ícone ou “estado daarte”. O público da área científica ou das engenharias, neste sentido, é muito maisvolúvel e corre atrás de qualquer sinal de melhoria ou mesmo prefere o uso deprogramas de computador para realizar seus cálculos, traçamento de gráficos eprojetos, sempre na busca da ferramenta mais eficiente.Por este motivo salta aos olhos que não existe mesmo uma calculadora científica“famosa” ou que contenha tudo o que o profissional das engenharias precisa,embora, é claro, existam profissionais que cultivem um apego a alguns modelosinseparáveis, mas mesmo estes são a exceção e não a regra.Então, agora é hora de introduzir alguns conceitos que ajudarão a entender oporquê da disposição das teclas da HP 12C, e qual o uso mais frequente quepoderemos fazer dela. O nosso objetivo aqui é cobrir aqui a maior parte dasoperações do dia a dia, aqueles que necessitamos em geral e alguns usosavançados, e por isto não iremos explorar a totalidade dos seus recursos efunções, mas apenas aqueles que atendem às necessidades mais comuns do dia adia.Este não é um curso de finanças, ainda que tangeciemos alguns conceitos, o que épreciso deixar bem claro. Por isto, a fim de usar corretamente uma ferramentacomo a HP12C é pré-requisito ter uma formação financeira anterior e o
  • 3. conhecimento dos conceitos e princípios básicos dos termos financeiros.Aprender a usar uma calculadora, que em outras palavras é uma ferramentasomente, não substitui o conhecimento efetivo em finanças que deva serapreendido formalmente. Alertamos ainda que o desconhecimento pode levar acálculos equivocados que podem levar a graves prejuízos financeiros, se aplicadosa decisões financeiras reais.Se você não se sente seguro com o seu conhecimento em finanças, você pode, noentanto, procurar usar os conhecimentos adquiridos para comparar e comprovaraquilo que lhe apresentam ou para testar os seus conhecimentos de finançasaplicados a situações reais. Por exemplo, se lhe apresentarem uma opção definanciamento “vantajosa”, você pode empregar a HP12C para checar se o queestão lhe vendendo como “juro baixo” ou “oferta vantajosa” é verdadeiro, porexemplo. Afinal, é disto que se trata. A HP 12C é uma ferramenta, das mais úteis,é verdade, para uso na área de finanças, mas nada substitui a compreensão dosconceitos básicos de finanças, disciplinas que devem idealmente ser aprendidasem uma sala de aula formal e com muito estudo e literatura, os quais podem serencontrados em bons livros e com bons professores em sala de aula.LIÇÃO 1LIGANDO, LIMPANDO E PREPARANDO A CALCULADORAPara ligar e desligar, aperte sempre o . Ou seja, é para ligar epara desligar, e aqui encerramos a primeira lição.Neste curso, em geral, vamos usar a notação brasileira, ou seja, casas decimaisficam atrás da vírgula e vamos escolher em geral manter duas casas decimais paracálculos financeiros. A notação americana é usar a vírgula para separar milhares e
  • 4. ponto para os decimais. Nossa notação em oposição a esta requer alterar aconfiguração da calculadora, caso ela esteja na notação americana.Para fazer isto, basta fazer o seguinte:Com a calculadora ainda desligada, pressione o botão de e ao mesmotempo, aperte e logo em siga, solte o . Pronto, a calculadora estáconfigurada para “,”. O vice-e-versa também ocorre, então, se você desligar acalculadora e repetir esta operação, ela vai mostrar o “.” como o separador dascasas decimais. Ligue, desligue e ligue e você verá a alternância entre “.”, e “,”.Depois de exercitar bastante esta alternância, e gravá-la, vamos ao passoseguinte.Como vamos procurar manter duas casas decimais para nossos exercícios, ésimples. Digite e depois . Pronto. É só isto.Para aqueles que não tiveram contato ou não possuem muita familiaridade com anotação RPN (Reverse Polish Notation), recomendamos a seguinte literatura <links>.Bom, vamos lá, nas calculadoras comuns, que todos temos e que são“socializadas”, fazemos em geral cálculos simples de soma, subtração, divisão emultiplicação. Se você faz apenas este tipo de cálculo, esqueça a HP12C. Nãoprecisamos de RPN para fazer nada disto e em geral vamos usar a calculadora queestiver mais próxima para fazer isto, seja a do celular, do ipod, ou a aquelachinesa “baratex” que está sempre largada em algum canto. É o mesmo queocorre com a caneta BIC. Quando queremos uma caneta vamos logo em cima daprimeira que vemos.Dito isto, então para que serve o RPN ? Bom, nem tudo está no domínio dasquatro operações básicas. A coisa complica um pouco quando precisamos usar
  • 5. funções, cálculos mais complexos e muitos dados. O que a HP12C faz é ter teclasassociadas a funções. Quando isto ocorre, estamos falando de vários dados (emgeral isto é quando falamos de mais de duas variáveis), e funções associadas.A notação da HP serve para facilitar cálculos que requeiram muitos dados efunções associadas. O que fazemos é entrar com dados, associar a uma tecla defunção e mandar a calculadora computar. Então, em geral, o que vamos fazer ésempre isto:  Entra com dado 1  Associa a uma variável  Entra com dado 2  Associa a uma variável  Entra com dado 3  Associa a um variável  Compute a quarta variávelIsto ocorre com os cáculos financeiros, que veremos mais adiante.Já, para realizar operações mais simples, e que poderão não parecer tão naturaisassim, tudo é uma questão de costume. Vamos ver então como fica uma simplessoma:Vamos somar 5 = 4, como funciona na HP12C ?Pensemos desta forma: entrar primeiro com um dado, digamos .Sobre este dado é que vamos operar.
  • 6. Entremos com o segundo dado: digamos e ao invés do ENTER, entre com aoperação, neste exemplo, de soma. Ou seja, entramos com um número,depois ENTER, depois outro número e por fim a operação, por último.Claro, para quem não está acostumado, não faz muito sentido. Melhor é digitar 4,+, 5,=, e pronto. Mas, como falamos antes, não foi para fazer este tipo deoperação que a HP12C foi bolada.Porém, novamente, quando falamos de muitos dados, a sua utilidade torna-semais evidente. Suponha por exemplo que você tenha que calcular o totalreferente à seguinte tabela:Item A 10,88 5Item B 13,76 10Item C 77,12 8Item D 88 9TOTALVamos lá:
  • 7. ;aqui computamos a primeira linha da tabela, e que ficou na memória.;aqui computamos a segunda linha da tabela.;somamos o resultado da segunda linha com a que estava na memória (primeiralinha) e o resultado fica na memória.;aqui computamos a terceira linha da tabela.; e somamos com a soma já guardada das duas linhas anteriores, e o acumuladofica na memória
  • 8. ;computamos a quarta linha da tabela;e somamos com o acumulado anterior. Pronto, temos o total. E poderíamos fazeristo indefinidamente.Neste primeiro módulo vimos então quais são os princípios básicos da HP12C e o“conceito diferente” que ela contém. Vimos também como tirar proveito damesma para entrada de dados. No módulo seguinte iremos embaralhar um poucomais os dados e tirar um pouco mais desta ferramenta.

×