Do mundo bipolar ao mundo multipolar

26,668 views
26,138 views

Published on

0 Comments
14 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
26,668
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
25
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
14
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Do mundo bipolar ao mundo multipolar

  1. 1. Do mundo bipolar ao mundo multipolar: os blocos econômicos<br />Professora: Ione Rocha<br />
  2. 2. O mundo bipolar<br />A União Soviética possuía um sistema socialista, baseado na economia planificada, partido único (Partido Comunista), igualdade social e falta de democracia. Já os Estados unidos, a outra potência mundial, defendia a expansão do sistema capitalista, baseado na economia de mercado, sistema democrático e propriedade privada. Na segunda metade da década de 1940 até 1989, estas duas potências tentaram implantar em outros países os seus sistemas políticos e econômicos.<br />Professora: Ione Rocha<br />
  3. 3. O CONFLITO:<br />A definição para a expressão guerra fria é de um conflito que aconteceu apenas no campo ideológico, não ocorrendo um embate militar declarado e direto entre Estados Unidos e URSS. Até mesmo porque, estes dois países estavam armados com centenas de mísseis nucleares. Um conflito armado direto significaria o fim dos dois países e, provavelmente, da vida no planeta Terra. Porém ambos acabaram alimentando conflitos em outros países como, por exemplo, na Coréia e no Vietnã.<br />Professora: Ione Rocha<br />
  4. 4. O CAPITALISMO<br />O capitalismo passou a ser dominante no mundo ocidental a partir do século XVI. A transição que houve do feudalismo para o capitalismo foi bastante desigual; foi mais rápida na parte ocidental da Europa e mais lenta na parte central e oriental. A transição foi bem mais acelerada no Reino Unido, do que nos outros países.<br />Professora: Ione Rocha<br />
  5. 5. Estrutura de propriedade: predomina a propriedade privada. Em alguns países o Estado também é dono de alguns meios de produção; atua como capitalista principalmente em setores básicos e de infra-estrutura.<br />Relação de trabalho: o trabalho assalariado é predominante. Mas em muitas regiões subdesenvolvidas e rurais ocorrem relações de trabalho ilegais, como a escravidão, ou trabalho forçado por dívida.<br /> <br /> <br />Professora: Ione Rocha<br />
  6. 6. Meios de troca: o principal meio de troca é o dinheiro, que facilitou bastante o comércio. Outros meios de troca é o cheque e o cartão de crédito, em que é possível movimentar um fundo em dinheiro depositado no banco. Com um cartão bancário é possível fazer pagamentos sem o uso de dinheiro real ou cheque.<br /> <br /> <br /><ul><li> Funcionamento da economia: os agentes econômicos fazem investimentos se guiando pela lei da oferta e da procura. Investem com o objetivo de conseguir a maior rentabilidade.</li></ul>Professora: Ione Rocha<br />
  7. 7. Relação social: há uma grande desigualdade social, principalmente nos países subdesenvolvidos, ficando a maior parte da renda com poucos. Mas nestes últimos anos, também em países desenvolvidos tem crescido a distancia entre ricos e pobres.<br />Objetivo: o único objetivo é ter constantemente a obtenção de lucro, não importando quem perca com isso. As empresas estatais recebem ajuda de subsídios do governo, sendo difícil ir a falência, ao passo que se uma empresa privada operar no vermelho, ela pode falir.<br />Professora: Ione Rocha<br />
  8. 8. A lei da oferta e da procura funciona da seguinte maneira: se houver mais oferta do que procura os preços tendem a cair; se houver mais procura que oferta os preços tendem a subir. Essa lei é a essência da economia de mercado.<br />Professora: Ione Rocha<br />
  9. 9. As ideologias capitalistas orientam inclusive a organização do espaço...<br />Adam Smith já afirmava que a divisão do trabalho é a razão do aperfeiçoamento econômico por permitir uma maior produtividade do trabalho. Um fenômeno semelhante ocorre com os países, caracterizando a moderna divisão internacional do trabalho (DIT). Por essa ótica, a melhor forma de garantir a prosperidade das nações é o livre-comércio de bens e serviços, de modo a cada área produzir aquilo em que obtém a melhor produtividade marginal.<br />Professora: Ione Rocha<br />
  10. 10. Surgimento dos Blocos Econômicos<br />Os blocos econômicos surgiram nesse contexto com o propósito de permitir uma maior integração econômica, e ampliar os mercados dos países membros visando um aumento da prosperidade econômica.<br />Professora: Ione Rocha<br />
  11. 11. O Primeiro bloco foi a Comunidade Européia do Carvão e do Aço (Ceca), criada em 1952, que aboliu as taxas alfandegárias para esses produtos entre a Alemanha Ocidental, França, Itália, Bélgica, Holanda e Luxemburgo. Em 1957, nascia o primeiro bloco, a Comunidade Econômica Européia (CEE), com o objetivo de eliminar todas as barreiras alfandegárias entre os países. Ela cresceu, foi mudando seus objetivos e incorporando novos países com o passar dos anos, tornando-se a atual União Européia.<br />Professora: Ione Rocha<br />
  12. 12. TIPOS DE BLOCOS ECONÔMICOS<br />Os Blocos Econômicos Regionais estão inseridos na atual lógica do capitalismo, países se unem para maximizar o comércio entre eles e a circulação de bens e serviço. Em alguns casos, como o da União Européia, há uma integração quase total, na qual serviços, mercadorias e pessoas circulam livremente sob uma única moeda, o Euro.<br />Professora: Ione Rocha<br />
  13. 13. Zona de Livre Comércio. Tem por objetivo abolir as tarifas alfandegárias entre seus membros, Ex.: Nafta,  Asean e SADC.<br />União Aduaneira. Além de abolir as tarifas alfandegárias, institui uma tarifa externa comum no comércio com outros países. Ex.: MERCOSUL.<br />Mercado Comum. Aboli as tarifas alfandegárias, institui uma tarifa externa comum com outros países, como na União Aduaneira, e padroniza impostos e leis criando órgãos supranacionais. Ex.: União Européia.<br />União Econômica e Monetária. É o estágio mais avançado de um bloco econômico, engloba todos os estágios anteriores além de padronizar as políticas macroeconômicas (taxas, câmbios, juros, etc.) e há uma moeda única. Exemplo único: União Européia.      <br />Professora: Ione Rocha<br />

×