Instituto Unibanco e o Jovem de Futuro

7,386 views
7,094 views

Published on

Apresentação feita no dia 10 de agosto durante o Seminário de Avaliação de Impacto do Projeto Jovem de Futuro e Lançamento da Transferência do Projeto Jovem de Futuro

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
7,386
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
14
Actions
Shares
0
Downloads
132
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Instituto Unibanco e o Jovem de Futuro

  1. 1. Instituto Unibanco e o Jovem de Futuro
  2. 2. Missão do IU Contribuir para o desenvolvimento humano de jovens em situação de vulnerabilidade, concebendo, validando e disseminando tecnologias e metodologias sociais que contribuam para aumentar a efetividade de políticas públicas, atuando prioritariamente junto a jovens cursando escolas públicas de Ensino Médio Concepção Reduzir a evasão escolar Melhorar o desempenho Promover a conclusão do Ensino Médio Transferência Validação Implantação IU Apoio SEE Avaliaçãode impacto externa Resultados Escola Resultados dos Sistemas A Missão do Instituto Unibanco e as tecnologias Implantação SEE Apoio IU
  3. 3. Abrangência Nacional Jovem de Futuro em fase de validação Jovem de Futuro em fase de validação O projeto em números MG – Belo Horizonte | 25 escolas SP – Capital | 21 escolas SP - Vale do Paraíba | 20 escolas RJ – Capital | 13 escolas RS – Porto Alegre | 22 escolas O Jovem de Futuro está em fase de validação, isto é, a implantação sob a responsabilidade direta do Instituto Unibanco, com o apoio das SEE, em 101 * escolas de redes públicas de ensino. * 2010
  4. 4. Projeto Jovem de Futuro Supervisão Intensiva Monitoramento Físico Financeiro Gestão Escolar para Resultados Agente Jovem Fundos concursáveis Monitoria Sistemas de incentivo Uso pedagógico da Avaliação em Larga Escala Metodologias PJF Recursos Financeiros Jovem de Futuro: um investimento de 3 anos para a grande virada Metodologias IU Avaliação
  5. 5. <ul><li>Projeto Entre Jovens: Atendimento educacional complementar, oferecido a alunos da primeira série de escolas da rede pública de Ensino Médio Regular, com dificuldades específicas em Português e Matemática, advindas do ensino fundamental , através de um programa de tutoria, desenvolvido por universitários de cursos de licenciatura. </li></ul><ul><li>Projeto Jovem Cientista: visa aprimorar nos professores a prática pedagógica e nos alunos a prática de pesquisas nas áreas de Física, Biologia-Química, Matemática e Língua Portuguesa. </li></ul><ul><li>Campanha Estudar Vale a pena: Campanha que inclui a participação voluntária do funcionários Itaú-Unibanco, e que contribui para que o jovem compreenda a importância dos estudos. </li></ul><ul><li>Construindo o Futuro : O Valor do Amanhã, Convivência Cidadã (aspecto social), Entendendo o Meio Ambiente Urbano (aspecto ambiental) e Educação Financeira e Introdução ao Mundo do Trabalho (aspecto econômico) </li></ul>Metodologias IU
  6. 6. ITENS FINANCIÁVEIS <ul><li>  </li></ul><ul><li>Incentivos para professores: Mínimo de 20% </li></ul><ul><ul><li>capacitação, fundo de apoio a projetos pedagógicos, sistema de reconhecimento e premiação </li></ul></ul><ul><li>Incentivos para alunos: Mínimo de 20% </li></ul><ul><ul><li>monitoria, fundo de apoio a atividades promovidas por alunos, premiação por desempenho escolar ou resultado em competições, acesso a atividades culturais, fundo de apoio a necessidades especiais </li></ul></ul><ul><li>Melhoria da infra-estrutura: Máximo de 40% </li></ul><ul><ul><li>pequenas reformas, aquisição e manutenção de equipamentos, material didático </li></ul></ul>
  7. 7. OBJETIVO DO PROJETO RESULTADOS ESPERADOS
  8. 8. ALUNOS PROFESSORES GESTÃO ESCOLAR
  9. 9. PROFESSORES GESTÃO ESCOLAR Indicadores Resultados Esperados ALUNOS R1 - Alunos com competências e habilidades em Língua Portuguesa e Matemática desenvolvidas. Taxa de alunos acima da média em LP e Matemática, por turma e bimestre R2 - Alunos com alto índice de frequência Taxa de alunos com frequência acima de 75% em MAT e LP
  10. 10. Indicadores Resultados Esperados PROFESSORES GESTÃO ESCOLAR ALUNOS R3 - Professores com alto índice de frequência Média de Frequência dos professores por série R4 - Práticas pedagógicas melhoradas - Diversidade das Práticas Pedagógicas - Taxa de adesão e participação dos professores em atividades complementares do PJF
  11. 11. Indicadores Resultados Esperados PROFESSORES GESTÃO ESCOLAR ALUNOS R5 - Gestão Escolar por Resultados - Efetividade do Grupo Gestor do Projeto na Escola - Clima Escolar - Diversidade das Parcerias existentes R6 - Infra estrutura da escola melhorada Salas ambientes montadas, equipadas em condições de uso e utilizadas
  12. 12. Avaliação de desempenho das escolas Aumentar a média do desempenho escolar em um desvio padrão (25 pontos) em língua portuguesa e matemática Terceira serie Segunda serie Primeira serie Linha de Base Diagnóstica Somativa (1 e 2) Somativa (3) Ano 0 Ano 1 Ano 2 Ano 3
  13. 13. Resultados de Desempenho: equidade
  14. 14. Ano 0 Ano I Ano II Ano III Global Global > 40% Primeira série Segunda série Terceira série Resultados no Índice de Abandono
  15. 15. Características do Jovem de Futuro <ul><li>Projeto de investimento (duração limitada) X programa de custeio. </li></ul><ul><li>Intervenção multidimencional: (dinheiro na escola + apoio técnico (gestão para resultados) + monitoramento + usos diversificados da avaliação em larga escala + sistema de incentivos (positivos e negativos) </li></ul><ul><li>Principal diretriz: autonomia com responsabilidade </li></ul><ul><li>Principal crença: possibilidade de uma escola pública qualquer transformar seus resultados a curto prazo, antes de serem implantadas macro transformações (carreira docente, currículo, formação). </li></ul>

×