Your SlideShare is downloading. ×
+ Inovação Pública: Oficina Observar
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

+ Inovação Pública: Oficina Observar

114
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
114
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • Portal é para quem quer inovar Modelo Mental – Ex: Rio de Janeiro Apoio: Ex: + RJ e – Hudson Troca de Experiências: Assessoria de São Paulo
  • Orientações: Não se prender ao julgamento Pensar fora da caixa Não ir para o comum
  • Transcript

    • 1. Oficina Observar, Definir e Idealizar 15/08/12+ Inovação Pública Instituto Tellus 1
    • 2. Cronograma Hora Atividade 16h Boas vindas e Café 16h15 Check-in 16h30 Dinâmica do Desenho Coletivo + debriefing Apresentação: 1) Ponto de Partida 2) O que 16h45 fizemos 3) Aprendizados 17h30 Justificativa e Definição do desafio 17h45 Ideação - 3 grupos com 15 min cada rodada 18h40 Check-out+ Inovação Pública Instituto Tellus
    • 3. DESENHO EM RODACOMO FAZER:10 MINUTOS. Grupo em roda, cada um com uma folha e canetascoloridas. Cada um olha para seu colega da esquerda e desenha nopapel traços que representam o que aquele colega lhe inspiraemocionalmente, podendo fazer desenhos abstratosDepois de 3 minutos, cada um passar para a pessoa da sua direita o seupapel.No papel que recebeu, continuar fazendo o desenho da pessoa ao lado,mas usando as linhas que estão no papel.
    • 4. DESENHO EM RODA Como foi a experiência? O que sentiram? O que foi mais difícil? O que foi mais divertido? Qual o resultado final?
    • 5. Fases Hoje 1-PREPARAR 2-ENTENDER 3-OBSERVAR 4-DEFINIR 5-IDEALIZAR 6-PROTOTIPAR 7-TESTAR 8-ITERAR ação, foco no ser humano, co-criação e prototipagem+ Inovação Pública Instituto Tellus 5
    • 6. Ponto de Partida+ Inovação Pública Instituto Tellus 6
    • 7. O que sabemos? O que gostaríamos de saber?+ Inovação Pública Instituto Tellus 7
    • 8. O que gostaríamos de saber? • Barreiras • Co-Criação • Decisores • Inovação • Gestão na Ponta • Processo • Relação Decisores e Ponta+ Inovação Pública Instituto Tellus
    • 9. Fase de Observação O que fizemos+ Inovação Pública Instituto Tellus 9
    • 10. Fase Observar: O que foi feito? 1) Experiência empática de Sombra com Assessoria de Inovação do Governo do Estado de São Paulo+ Inovação Pública Instituto Tellus 10
    • 11. Fase Observar: O que foi feito? 2) Entrevistas de Diálogo com servidores públicos do Estado de São Paulo+ Inovação Pública Instituto Tellus 11
    • 12. Fase Observar: O que foi feito? 3) Imersão transversal em um ambiente público inovador - Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro+ Inovação Pública Instituto Tellus 12
    • 13. Fase Observar: Como foi feito? A partir da escuta empática, mergulhar na vida das pessoas envolvidas no desafio para identificar suas reais necessidades, sonhos e barreiras enfrentadas por elas+ Inovação Pública Instituto Tellus 13
    • 14. “SOMBRA”ACOMPANHAR UMA PESSOA DURANTE SEU DIAOBSERVAR SEM INTERFERIRDOCUMENTAR COMPORTAMENTOS SINTOMÁTICOSENTENDER COMO AS PESSOAS AGEM NATURALMENTEDURANTE SUA ROTINA DIÁRIA E COMO ISSO SE RELACIONA EAFETA O OBJETIVO DO ESTUDO + Inovação Pública Instituto Tellus
    • 15. “ENTREVISTA DIÁLOGO”CRIAR UMA CONEXÃO COM A REALIDADE DOENTREVISTADO E NÃO UMA COLETA DE DADOS.FOCO NA EMPATIAPERMITIR UMA CONVERSA ABERTA QUE POSSATE LEVAR A DESCOBERTAS INESPERADAS+ Inovação Pública Instituto Tellus
    • 16. “MOSCA NA PAREDE”PARADO, OBSERVAR SEM INTERFERIRDOCUMENTAR COMPORTAMENTOS SINTOMÁTICOSENTENDER COMO AS PESSOAS AGEM NATURALMENTE EMUMA DETERMINADA SITUAÇÃO OU LOCAL + Inovação Pública Instituto Tellus
    • 17. “ARQUEOLOGIA” VISITAR AMBIENTES E LOCAIS FREQUENTEMENTEUSADOS PELO PÚBLICO-ALVO E RECOLHER/DOCUMENTAREVIDÊNCIAS FÍSICAS DE COMPORTAMENTOS SINTOMÁTICOSENTENDER, ATRAVÉS DAS EVIDÊNCIAS FÍSICAS E MARCAS DEUMA PESSOA OU GRUPO, COMO ELAS AGEM E COMO SÃO + Inovação Pública Instituto Tellus
    • 18. Assessoria de Inovação Modelo Mental da Inovação “ O governo não é mais nosso, é do cidadão” (Pepe) “ Todo mundo deveria estar na linha de frente. As pessoas deveriam sair do gabinete 100 dias por ano” (Pepe) “ A Assessoria de Inovação é um grupo de trabalho feito por pessoas que acreditam e fazem o processo de inovação. Esse modelo mental é levado para onde formos” (Roberto Agune) “ Inovação é rever os processos de trabalho” (Agune) Troca de Experiência Desenvolvem o Inovaday – encontro mensal oferecido pela a Assessoria a todos os serviços do Estado. Um encontro de melhores práticas, novas tecnologias e espaço de networking entre os órgãos públicos. É o único encontro frequente que acontece no Estado entre funcionários públicos Liderança A Assessoria de inovação antes pertencia a Secretária de Gestão e na troca de governo passou para Secretária de Planejamento do Estado de São Paulo. Roberto Agune explicou que a decisão em inovar vem da cúpula, e que sem apoio da liderança executiva é impossível arriscar, tentar, experimentar novas possibilidades. O ambiente da assessoria é leve e foi possível identificar uma excelente comunicação entre eles. A escuta de todos é apurada, há espaço de co-criação e colaboração.+ Inovação Pública Instituto Tellus 18
    • 19. Luiz Amin Modelo Mental da Inovação Luís narrou experiências muito alinhadas com a metodologia do Design Thinking – Para resolver um problema das Filas do Procon, a equipe passou um dia observando a fila e experimentou os serviços do Procon. Com um pré-atendimento, uma triagem na fila e a departamentalização dos serviços, a fila diminuiu consideravelmente. “A pessoa que procurava os serviços passou a esperar sentada, ser chamada pelo nome e ser atendida por alguém que já estava sabendo qual era o seu problema. Isso é cidadania.” Eu fui renovar minha carteira de motorista e levei uma carta do próprio Poupatempo como comprovante de residência, eles não aceitavam. Aquilo precisava mudar”. Troca de Experiências Para o desenvolvimento do sistema a consulta telefônica da cesta básica, Luís destacou a importância da troca de ideias e da manutenção de redes de conhecimento. “Eu só consegui fazer esse sistema porque um cara que eu conheci nesses encontros me deu uma dica para melhorar o desempenho das ferramentas que eu tinha em mãos”+ Inovação Pública Instituto Tellus 19
    • 20. Germano Guimarães (Prêmio Mario Covas) Modelo Mental da Inovação / Co-criação Na secretária de educação, para entender qual era as necessidades foi escutar os funcionários da secretária, estabeleceu empatia, conheceu e mergulhou no contexto de quem estava há anos do governo. Durante meses fez conversas com os departamentos de dentro da Secretária. intuitivamente, era tudo co-criado com os diretores e funcionários. Nunca chegou com um projeto pronto e quis implementar. Escutava as pessoas e considerava suas opiniões. Modelo Mental da Inovação/ Observação (Melhorar copiando) Fez benchmark e aprendeu com empresas que são líderes no que precisava para implementar em seu projeto. Modelo Mental da Inovação/ Protótipos Começava com projetos menores e se bem sucedidos, gradativamente, eram implementado em outras escolas. Apoio da Liderança Enfatizou que o apoio da liderança foi fundamental para todos os projetos que realizou na área pública, é importante para o gestor que está inovando que tenha tranquilidade para fazer o que deseja a partir do suporte do executivo.+ Inovação Pública Instituto Tellus 20
    • 21. Hudson Augusto (Secretaria Administração Penitenciaria) Modelo Mental da Inovação/Co-criação Hudson sabe o poder de uma rede e quem o que basea a construção dela é a co-criação e colaboração. Troca de Experiências Participa de grande quantidade de eventos e destacou a importância, principalmente para ele que trabalha com tecnologia, de estar perto das pessoas e trocar informações e aprender, ser capacitado. É um participante ativo do Inovaday e vê muito valor nesses encontros. “ Temos muito o que aprender intragoverno e replicar o que o colega lá do nordeste tá fazendo. São realidades parecidas e encurta o caminho” “ Quanto mais repertório melhor, se eu não soubesse das teoria das redes – achei na intenet, não teria criado todas essas plataformas de colaboração e o projeto de acessibilidade” Apoio da Liderança Hudson não tinha apoio do seu gestor para desenvolver seu projeto. Para ter o reconhecimento, passou a criar redes que ajudassem outras secretarias. Até que um dia sua inovação chegou a ser replicada em varias secretárias, até chegar na sua (SAP). Outro projeto que conseguiu implementar sem apoio total da liderança, foi o sistema de presos plantarem arvores. Mostrou ao diretor os benefícios que ele teria.+ Inovação Pública Instituto Tellus 21
    • 22. Destaques – Sec Educação RJ Secretária Municipal - Claudia Costin Importância do entendimento do Problema “É o problema que te dá a essência para fazer a coisa certa” Escuta “Inovação precisa de coração aberto” Visão ampla do paradigma “Vemos o professor como um assegurador do Postura Liderança conhecimento, não fornecedor de aulas” “Há uma preocupação em trazer a Escalabilidade cultura do empreendedorismo e “A inovação precisa ser vocacionada para a replicação” da ousadia. E quem traz essa cultura é a Liderança.” Ótimo é inimigo do bom “Aqui o processo é de planefazer” Top +10 e -10 “O que as Top 10 fazem?” Twitter e motivação “A comunicação é importante. Ex: 20-60-20”+ Inovação Pública Instituto Tellus 22
    • 23. Destaques – Sec Educação RJ Sub-Secretários e Assessores Proximidade e apoio para ponta “Nossa rotina de trabalho é fora do Gabinete, estou sempre na rua” Comunicação e engajamento “O processo não foi imposto para as escolas. Fizemos uma seleção prévia e depois apresentamos o convite para namorar à moda antiga” Autonomia e cobrança para inovar Estratégia curto prazo “Não queremos saber como está sendo feito. O “Fizemos tudo isso porque achamos compromisso é entregar o modelo final. Dou apoio, uma brecha legal” autonomia e cobro para as escolas inovarem” “Fazer um mapeamento de atores legais foi importante” Equipe contente e diversa “Temos consciência de que somos a mudança” “Nossa equipe é muito diversa e todos aceitaram o desafio”+ Inovação Pública Instituto Tellus 23
    • 24. Destaques – Sec Educação RJ Diretoras de Escolas Públicas Proximidade da Liderança “Nunca tive uma postura tão próxima com a Secretária. Ela liga para cá sempre, para apoiar e cobrar” Oportunidade de mudar “Adiei minha aposentadoria para colocar na prática o sonho que sempre tive, mas nunca tive apoio” Realização no presente “Sinto que hoje realmente construímos um modelo inovador que nunca imaginamos na área pública” Co-criação Aparelhamento Administrativo “Trabalhamos muito junto dentro “Ganhamos apoio administrativo para gerir a escola. da escola, entre professores, e Antes eu administrava o portão da escola.” com outras escolas na troca de Ponto de atenção aprendizados” “Tenho medo da palavra inovação, pois ela abando na experiências passadas das pessoas”+ Inovação Pública Instituto Tellus 24
    • 25. Jair Souza, diretor de TI Metrô Perfil dos Inovadores “É preciso juntar um “grupo de loucos” para fazer a mudança”. Grupo de loucos, ou seja, aqueles que não aceitam que não haja solução, que sempre acreditam que dá para fazer Resiliência, paciência, acreditar na ideia, ser movido por desafios e ter clareza que está trabalhando para a sociedade Inovação “Toda inovação tem gatilho. O nosso foi a necessidade” “Principal combustível para manter a inspiração é a troca e valorização de experiências. O que impacta o desejo de inovar é o exemplo de pessoas que estão fazendo” Abertura e co-criação Inovações, melhorias, eficiência e redução de custos por meio do crowd sourcing, abertura de dados e da participacão dos cidadãos “Quanto mais melhora, mais pessoas participam e entram no sistema”+ Inovação Pública Instituto Tellus 25
    • 26. Brás Nogueira, Diretor da E.M Campos Salles Estratégias para inovar e criar ambiente inovador: o Construção e consolidação de bases de poder o Reconhecimento da liderança e do propósito pelos diversos atores o Estímulo ao protagonismo e autonomia de todos o Ideia/projeto bancado por todos, com consistência o Articulacão de parcerias o Construir visibilidade para atrair parcerias, conquistar apoio de lideranças superiores e criar legitimidade+ Inovação Pública Instituto Tellus 26
    • 27. Roberto Arantes, Coordenador de Relações Institucionais Secretaria de Transportes Metropolitanos Barreiras para inovar Perfil dos Inovadores Tempo: “Quem quer fazer acaba muito sobrecarregado” “Não consigo ficar parado. Todo dia é dinâmico, tem novidade, não tem hora Dificuldade de acessar informações: conhecimento é pessoal para sair. Tenho prazer em finalizar e fica na gaveta;falta de divulgação de informações e projetos projetos e impactar a vida dos milhões de pessoas que utilizam os transportes” Estratégias para tornar ideias em ação Troca de experiência: grupos de trabalho setoriais encontros entre pessoas de diferentes secretarias e com convidados externos Construção de redes pessoais: “Em muitos casos pelo processo formal demora muito, então, eu começo com as formalidades, mas vou paralelamente trabalhando rápido por meio de amigos, contatos pessoais” Análise de poder e trabalho político: “Independentemente da ideia nascer da ponta ou de perto do gabinete, é preciso convencer as pessoas no um a um. Até chegar um ponto em que a liderança não tem como negar o projeto”+ Inovação Pública Instituto Tellus 27
    • 28. Aprendizados+ Inovação Pública Instituto Tellus 28
    • 29. “Mapa Mental” Aprendizados das Fases Entender e Observar+ Inovação Pública Instituto Tellus
    • 30. Barreiras+ Inovação Pública Instituto Tellus 30
    • 31. Co-criação+ Inovação Pública Instituto Tellus 31
    • 32. Decisores+ Inovação Pública Instituto Tellus 32
    • 33. Inovação no Governo+ Inovação Pública Instituto Tellus 33
    • 34. Inovação na Ponta+ Inovação Pública Instituto Tellus 34
    • 35. Processo ↕+ Inovação Pública Instituto Tellus 35
    • 36. Relação Liderança e Gestor+ Inovação Pública Instituto Tellus 36
    • 37. Definição do desafio+ Inovação Pública Instituto Tellus 37
    • 38. Justificativas para Definição do Desafio • Oportunidade de melhorar recurso já existente • Portal não atende o público que deseja ferramentas práticas e troca de aprendizagens • Portal não possui uma estrutura clara de informações e hierarquização de informações • Portal não relaciona análise de problema e solução • Conteúdo pouco detalhado e sem dinâmica prática de insights+ Inovação Pública Instituto Tellus 38
    • 39. Início de Definição do desafio Verbos Objetos Redesenhar Experiências Pessoais Estimular Aprendizados Fomentar Ferramentas Apoiar Realizações Premiar Práticas Evidenciar Modelo Mental Inovar Referências Engajar Exemplos Alimentar Dia-a-dia Divulgar Contatos Surpreender Redes Aproximar Superações Conhecer Diálogo Identificar-se Presença Agregar Metodologias Simplificar Manuais – Faça você mesmo
    • 40. Definição do desafio Aprimorar o uso do INSPIRA para Estimular e Divulgar:MODELO MENTAL DA APOIO DE LIDERANÇASINOVAÇÃO TROCAS DE EXPERIÊNCIAS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
    • 41. Ideação + ideias = + riqueza+ Inovação Pública Instituto Tellus 41
    • 42. Referências Blog do projeto + Inovação Pública: maisinovacaopublica.wordpress.com Site com links de pesquisa: groups.diigo.com/group/inovacao_publica+ Inovação Pública Instituto Tellus