Farmácia Integrada 2009
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Farmácia Integrada 2009

  • 6,076 views
Uploaded on

Apresentação do conceito de Farmácia Integrada. Projeto idealizado pelo Instituto Racine que demonstra um modelo inovador de farmácia.

Apresentação do conceito de Farmácia Integrada. Projeto idealizado pelo Instituto Racine que demonstra um modelo inovador de farmácia.

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
6,076
On Slideshare
5,933
From Embeds
143
Number of Embeds
5

Actions

Shares
Downloads
109
Comments
0
Likes
1

Embeds 143

http://semanaracine.blogspot.com.br 103
http://semanaracine.blogspot.com 30
http://www.slideshare.net 8
http://74.125.95.132 1
http://semanaracine.blogspot.pt 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Farmácia Integrada
  • 2.  
  • 3.  
  • 4.  
  • 5. A Farmácia e seus públicos
  • 6. “ A missão da prática farmacêutica é prover medicamentos e outros produtos e serviços para a saúde e ajudar as pessoas e a sociedade a utilizá-los da melhor forma possível”. Declaração de Tóquio OMS - 1993
  • 7. O Contexto Histórico
    • Na Década de 1990...
    • ocorriam, por todo mundo, movimentos em torno da profissão farmacêutica e do exercício profissional na Farmácia Comunitária.
    • Grandes mudanças entrariam em processo...
    • e uma verdadeira crise cultural envolvia as relações entre a sociedade e a Farmácia .
  • 8. O Contexto Histórico
    • Na Década de 1990...
    • O farmacêutico , como profissional da saúde especialista no medicamento, começou a entender que ter centrado suas atividades apenas na elaboração, produção e dispensação havia transformado seu papel na cadeia sanitária ao longo do tempo.
  • 9. O Contexto Histórico
    • Na Década de 1990...
    • O ambiente da Farmácia , os tipos de produtos disponibilizados e os serviços prestados estavam descaracterizados e não contribuíam para que a população percebesse a farmácia como estabelecimento de saúde.
  • 10. O Contexto Histórico
    • Na Década de 1990...
    • A discussão sobre a educação farmacêutica tornou-se urgente para que a profissão pudesse avançar e redesenhar seu papel na cadeia sanitária. Uma nova realidade , centrada na proteção da saúde, na educação sanitária e no paciente, ator ativo no sucesso terapêutico, exigia não só um novo modelo de profissional , mas também um novo modelo de Farmácia, ou seja, uma Farmácia Integrada .
  • 11. Farmácia Integrada ao Sistema Nacional de Saúde
    • A essência da atividade farmacêutica e seu papel na cadeia sanitária é a provisão de medicamentos e outros produtos e serviços para a saúde garantindo o cuidado, a orientação, a segurança e a observação dos efeitos de seu uso.
    • Suas ações devem estar alinhadas e ser complementares aos programas públicos e privados existentes no município ou região.
  • 12. Farmácia Integrada ao Sistema Nacional de Saúde
    • A Boa Prática de Farmácia, compreende, entre outros requisitos, a responsabilidade sobre a prescrição racional e uso correto dos medicamentos.
    • Um Sistema de Saúde efetivo deve concentrar-se na prevenção de doenças e na promoção da saúde . É neste sentido que os estabelecimentos sanitários de acesso facilitado e alta cobertura, como as farmácias, podem desempenhar um papel determinante para descongestionar o Sistema quando tratar-se de questões de atenção primária à saúde .
  • 13. Farmácia Integrada aos Pacientes e Usuários
    • A primeira preocupação do farmacêutico deve ser com o bem-estar e a segurança dos pacientes , em todas as situações.
    • O farmacêutico deve conhecer o perfil de cada indivíduo:
    • Epidemiológico
    • Psicológico/emocional
    • Sociocultural
    • Histórico farmacológico
    • Suas crenças e valores
    • Seus hábitos e papéis
    • Suas circunstâncias
    Deve, também, compreendê-lo: E deve contar com ele ou ela, como agente ativo no processo terapêutico.
  • 14. Farmácia Integrada à Comunidade
    • De modo individual ou profissional, os farmacêuticos devem participar, influenciar e colaborar com as Políticas de Saúde e as Políticas de Assistência Farmacêutica em seus municípios.
    • Programas educacionais para a promoção e proteção da saúde, incluindo a diminuição do abuso e mal uso dos medicamentos, devem ser desenvolvidos e implementados pela Farmácia.
  • 15. Farmácia Integrada à Comunidade População Brasileira
    • 3,4 é o número médio de pessoas por domicílio.
    • 2,5 é o número médio de consultas por habitante, por ano.
    • 14,5% é portadora de algum tipo de deficiência.
    • 10,2% tem idade acima de 60 anos.
    • 16% nunca foi ao dentista.
    • 11,05% é a taxa de analfabetismo.
    • 21,9% das famílias têm, pelo menos, um microcomputador no domicílio .
    • 20% já tem acesso à internet.
    Cada município tem um perfil epidemiológico, bem como características sócio-econômico-culturais próprias . Os diferentes indicadores e as informações de saúde do município são a base para que o farmacêutico comunitário defina suas prioridades de trabalho, seja no âmbito de sua Farmácia ou da coletividade.
  • 16. Farmácia Integrada nos Setores ou Categorias de Produtos
    • Medicamentos sob prescrição
    • Medicamentos isentos de prescrição
    • Saúde e higiene bucal
    • Nutrição e dietética
    • Ortopedia, fisioterapia e ergonomia
    • Geriatria e cuidados domiciliares
    • Produtos para alérgicos
    • Produtos para portadores de Diabetes
    • Produtos oftalmológicos e para os cuidados nasais e dos ouvidos
    • Primeiros socorros e outros cuidados
  • 17. Farmácia Integrada nos Setores ou Categorias de Produtos
    • Suprimentos médicos e odontológicos
    • Equipamentos e produtos para autodiagnóstico e autocuidado
    • Produtos oficinais
    • Higiene, perfumaria e cosméticos
    • Produtos solares e pós-sol
    • Dermocosmética, maquilagem e acessórios.
    • Saúde das gestantes, lactantes, bebês e crianças
    • Saúde e beleza feminina
    • Saúde e beleza masculina
    • Saúde e beleza do adolescente
    • Livros e outros recursos educativos em saúde
  • 18. Farmácia Integrada em seus Serviços
    • Assistenciais
    • Serviços orientados aos pacientes/usuários:
    • Dispensação de medicamentos
    • Indicação farmacêutica
    • Seguimento farmacoterapêutico
    • Educação em saúde
    • Farmacovigilância
    • Assistência domiciliária
    • Manipulação clínica
    • Serviços orientados aos medicamentos e produtos para saúde:
    • Definição do mix de produtos
    • Seleção e qualificação de fornecedores
    • Armazenamento e controle de estoque
    • Fracionamento de medicamentos
    • Gestão de resíduos
  • 19. Farmácia Integrada em seus Serviços O conjunto de serviços oferecidos demonstra aos pacientes, aos usuários e à sociedade o compromisso que a Farmácia tem com a saúde.
    • De Docência
    • Ações educativas de proteção à saúde
    • Programas de formação continuada de funcionários
    • Estágios para graduandos em Farmácia
    • Programas de práticas sob tutoria para graduados
    • De Investigação
    • Estudos e pesquisas
  • 20. Serviços Farmacêuticos orientados aos pacientes e usuários
  • 21. Consenso Brasileiro de Atenção Farmacêutica
    • “ É um modelo de prática farmacêutica desenvolvida no contexto da assistência farmacêutica. Compreende atitudes, valores éticos, comportamentos, habilidades, compromissos e co-responsabilidades na prevenção de doenças, promoção e recuperação da saúde, de forma integrada à equipe de saúde. É a interação direta do farmacêutico com o usuário, visando uma farmacoterapia racional e a obtenção de resultados definidos e mensuráveis, voltados para a melhoria da qualidade de vida. Esta interação também deve envolver as concepções dos seus sujeitos, respeitadas as suas especificidades biopsicossociais, sob a ótica da integralidade das ações de saúde”.
    Consenso Brasileiro de Atenção Farmacêutica. Organização Panamericana Saúde. Brasília. 2002
  • 22. Projeto Orientação sobre o uso de medicamentos na comunidade
    • Objetivos
    • Orientar os pacientes em relação ao uso correto, cuidados na administração e guarda domiciliar de medicamentos, a partir das demandas emergentes do atendimento farmacêutico.
    • Identificar o significado da utilização de medicamentos para estes pacientes
    • Servir de espaço para a prática em Atenção Farmacêutica
    • Servir de espaço para estudo e investigação
    Projeto Implementado pelos alunos, ex-alunos e docentes do Curso de Pós-Graduação em Atenção Farmacêutica – Formação em Farmácia Clínica do Instituto Racine
  • 23. Farmácia Integrada aos Profissionais da Saúde Ainda hoje, a farmacoterapia é a forma de intervenção médica mais freqüentemente utilizada. Além disso, as situações de múltiplos prescritores para um mesmo paciente é uma realidade cada vez mais presente nas populações, que têm visto suas expectativas de vida aumentarem expressivamente a cada década. Este contexto, faz do Farmacêutico Comunitário um elo de enorme importância na cadeia sanitária . Sua facilidade de acesso, seus vínculos de confiança com a comunidade, seu amplo conhecimento desses indivíduos e sua capacidade de influência, são valiosos reforços aos procedimentos terapêuticos definidos pelos demais profissionais envolvidos em uma decisão terapêutica .
  • 24. Farmácia Integrada aos Profissionais da Saúde Responsabilidades compartilhadas na busca de resultados positivos na farmacoterapia. A Farmácia é, normalmente, um local isolado de outros estabelecimentos sanitários. Por isso, o farmacêutico comunitário deve ter sempre uma atitude ativa na busca do relacionamento com os outros profissionais da saúde.
  • 25. Farmácia Integrada à Equipe
    • A Farmácia deve documentar sua
    • Missão, Valores e Objetivos
    • e selecionar as pessoas alinhadas com estas diretrizes.
    • Investir na diversidade – idade, gênero, raça, cultura.
    • Valorizar a Integração de novos colaboradores.
    • Planejar e implementar Programas de Treinamento Interno para Colaboradores.
    • Desenvolver a equipe para o gerenciamento dos setores ou categorias de produtos.
  • 26. Farmácia Integrada à Educação Farmacêutica O conhecimento é transitório e os saberes, os recursos e a sociedade evoluem ao longo do tempo. Diante desta realidade, os farmacêuticos comunitários devem assumir o compromisso com o desenvolvimento contínuo de suas competências. Este compromisso, é uma das Sete Estrelas do Farmacêutico Vancouver, 1997 Decisor Comunicador Líder Administrador Educador Aprendiz Permanente Prestador de cuidados
  • 27. “ É evidente a importância do medicamento em nosso cotidiano, seja pela freqüência com que o utilizamos, pelos riscos a que estamos expostos quando o fazemos, pelo seu impacto econômico em nosso orçamento ou pelos benefícios que podemos ter por seu uso racional”. Barbosa, N. Farmácia Integrada: ambiente, produtos, serviços, pessoas e atitudes coerentes com a proposta de zelar pela saúde. Revista Racine ed 82, p 54 – 66, 2004.
  • 28. “ O modo como traduzirmos o nosso compromisso com a sociedade, por meio de nossa prática diária, será o elemento vital para que esta sociedade, bem como para que as demais profissões da área da saúde, considerem o exercício profissional farmacêutico na Farmácia Comunitária como imprescindível para a garantia da vida”. Barbosa, N. Farmácia Integrada: ambiente, produtos, serviços, pessoas e atitudes coerentes com a proposta de zelar pela saúde. Revista Racine ed 82, p 54 – 66, 2004.
  • 29. Farmacêutico Um profissional da saúde que, atuando na farmácia comunitária, é de acesso gratuito e facilitado... 24 horas por dia ... ... 365 dias por ano.
  • 30. A organização das idéias da Farmácia Integrada aqui apresentadas são de autoria da farmacêutica Nilce Barbosa, presidente do Grupo Racine. Este trabalho foi realizado com o propósito de inspirar os profissionais farmacêuticos da Farmácia Comunitária a projetarem sua atuação para além do medicamento, incorporando à sua prática diária novos saberes, novas habilidades e novas atitudes. Afinal, uma profissão existe para atender às necessidades da sociedade, dentro de um contexto histórico. E, se esta sociedade se transforma, é fundamental que as profissões se transformem com ela. São Paulo, 2009