• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Eduardo Felipe Matias
 

Eduardo Felipe Matias

on

  • 590 views

Conferência Ethos 2012

Conferência Ethos 2012

Statistics

Views

Total Views
590
Views on SlideShare
590
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Eduardo Felipe Matias Eduardo Felipe Matias Presentation Transcript

    • RIO+20, EMPRESAS e ONGsPRESSIONANDO AS EMPRESASSEDUZINDO AS EMPRESASQUANDO AS EMPRESAS PRESSIONAMTRANSFORMANDO AS EMPRESASCONCLUSÃO: O QUE MUDA COM A RIO+20?
    •  ECONOMIA VERDE  Setor Privado: 70% da economia global Privado: GOVERNANÇA GLOBAL DA SUSTENTABILIDADE  Multiplicidade de níveis de autoridade
    •  ONGs  muitas são transnacionais  podem pressionar os governos  papel fiscalizador (monitoramento)  credibilidade  conhecimento especializado
    •  TRANSNACIONAIS SÃO GRANDES EMISSORAS PESO ECONÔMICO AS TORNA ATORES PRINCIPAIS CRIATIVIDADE e DINAMISMO PODER DE PRESSÃO
    •  LUGAR CENTRAL DAS INDÚSTRIAS “MARRONS” EMPRESAS são “AGENTES EXTERNALIZADORES”  Falha de mercado  Dever de maximizar os lucros para acionistas
    • PRESSIONANDO AS EMPRESASSEDUZINDO AS EMPRESASQUANDO AS EMPRESAS PRESSIONAMTRANSFORMANDO AS EMPRESASCONCLUSÃO: O QUE MUDA COM A RIO+20?RIO+20, EMPRESAS e ONGs
    •  SOCIEDADE CIVIL  Consumo consciente  Comunidades locais preocupadas com impactos  Campanhas – ONGsREGULAÇÃO NACIONAL E INTERNACIONAL  Aumento de custos  Barreiras comerciais a produtos “marrons”?  Alto custo futuro do carbono ?
    • Estímulo para produtores e consumidoresTecnologias de baixo carbono Inclusão dos custos ambientais e sociais das emissões de CO2 nos produtos e serviços
    • SEDUZINDO AS EMPRESASQUANDO AS EMPRESAS PRESSIONAMTRANSFORMANDO AS EMPRESASCONCLUSÃO: O QUE MUDA COM A RIO+20?RIO+20, EMPRESAS e ONGsPRESSIONANDO AS EMPRESAS
    • Milton Friedman: “a única responsabilidade social das empresas é gerar lucro para seus acionistas, dentro das regras da sociedade (leis)”  Necessário: business case para as ações socioambientais Crítica à visão de Friedman:  tratou investimentos como custos  investimentos em sustentabilidade podem ter retornos financeiros
    •  REDUÇÃO DE RISCOS (AMBIENTAIS/REGULATÓRIOS) MELHOR APROVEITAMENTO DE RECURSOS: ECOEFICIÊNCIA GANHO DE REPUTAÇÃO EXPLORAR O CONSUMO VERDE GANHOS COM RECURSOS HUMANOS
    • QUANDO AS EMPRESAS PRESSIONAMTRANSFORMANDO AS EMPRESASCONCLUSÃO: O QUE MUDA COM A RIO+20?RIO+20, EMPRESAS e ONGsPRESSIONANDO AS EMPRESASSEDUZINDO AS EMPRESAS
    •  PRESSÃO DOS “FIRST-MOVERS” SOBRE OS GOVERNOS  regular o setor para tornar práticas sustentáveis obrigatórias PRESSÃO SOBRE FORNECEDORES  Estudo – McKinsey:  40% a 60% da pegada estão na cadeia de suprimentos BANCOS, SEGURADORAS, INVESTIDORES  preocupados com os riscos financeiros e ambientais
    • TRANSFORMANDO AS EMPRESASCONCLUSÃO: O QUE MUDA COM A RIO+20?RIO+20, EMPRESAS e ONGsPRESSIONANDO AS EMPRESASSEDUZINDO AS EMPRESASQUANDO AS EMPRESAS PRESSIONAM
    •  MUDAR A AVALIAÇÃO DOS RESULTADOS MUDAR o BÔNUS dos EXECUTIVOS FOCO NO STAKEHOLDER ENGAJAMENTO DOS EMPREGADOS E DA DIREÇÃO MUDANÇA DA “MISSÃO” ADOTAR MECANISMOS DE SUSTENTABILIDADE
    • TRANSFORMAR (LEGAL)INFLUENCIAR VALORAR(MARKETING) (VALUATION)
    • CONCLUSÃO: O QUE MUDA COM A RIO+20?RIO+20, EMPRESAS e ONGsPRESSIONANDO AS EMPRESASSEDUZINDO AS EMPRESASQUANDO AS EMPRESAS PRESSIONAMTRANSFORMANDO AS EMPRESAS
    •  Estados: papel indutor Rio+20: Acordo com metas obrigatórias (ODS)? Consenso sobre economia verde? sinais corretos para a iniciativa privada:  benefícios para empresas sustentáveis (first-movers)  exigir que empresas adotem políticas que alterem o seu DNA  tornar mecanismos obrigatórios
    • eduardo.matias@nelmadvogados.com Twitter: @EduFelipeMatias Doutor em Direito Internacional pela USP, com pós doutorado na Espanha pelaIESE Business School. Mestre em Direito Internacional pela Universidade de Paris IIPanthéon-Assas e visiting scholar na Columbia University em Nova York. Sócioresponsável pelas áreas internacional, empresarial e de sustentabilidade doescritório Nogueira, Elias, Laskowski e Matias Advogados, em São Paulo. Autor demais de sessenta artigos, publicados em diversos meios de comunicação do país, edo livro A Humanidade e suas Fronteiras do Estado soberano à sociedade global,vencedor do Prêmio Jabuti