• Like
António Farinha
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
Uploaded on

Conferência Ethos 2012

Conferência Ethos 2012

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
285
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
2
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Energia Sustentável paraTodos: grande oportunidadee caminhos a serem seguidosAntónio Farinha, Managing PartnerSão Paulo, 11 de junho de 2012 Conferência Ethos - Energia.pptx 1
  • 2. Conferência Ethos - Energia.pptx 2
  • 3. As medidas do Sustainable Energy for All endereçam as questõessócio-ambientais e podem trazer ganhos econômicos Grande oportunidade para Sociedade, A Empresas e Governo Fatores críticos para o B sucesso da iniciativa C Caminhos a serem seguidosFonte: Roland Berger Strategy Consultatns Conferência Ethos - Energia.pptx 3
  • 4. A GRANDE OPORTUNIDADEAs discussões sobre energia no Rio+20 estão centradas naproposta da ONU Sustainable Energy for AllDiretrizes do Sustainable Energy for All Pessoas sem acesso a energia [bi] Universalização do 1,3 acesso à energia 0 Taxa de melhoria da eficiência energética1) [%] Melhora na eficiência 2,4 energética 1,2 Participação de fontes renováveis na matriz energética mundial2) [%] Aumento da geração por fontes renováveis 30 15 2009 20301) Taxa anual de redução da intensidade energética (energia necessária para produzir 1 unidade de valor, medida em MJ/USD)2) A participação de fontes renováveis na matriz energética brasileira foi de 47% em 2009Fonte: ONU, EPE, Roland Berger Strategy Consultants Conferência Ethos - Energia.pptx 4
  • 5. A GRANDE OPORTUNIDADEOs objetivos não são um fim em si mesmos e devem ser encaradoscomo uma trajetória para se atingir uma matriz 100% limpaTrajetória para matriz energética 100% limpaMatriz energética até 2050 [EJ] A evolução para uma matriz 100% limpa passa Eletricidade renovável por 3 momentos distintos Aquecimento renovável Demanda Fóssil e Nuclear de base > Até 2020: – Reduzir a taxa de crescimento da demanda – Limitar a expansão dos combustíveis fósseis – Promover a expansão do sistema através de fontes renováveis > Até 2030 (alvo das metas da ONU): – Reduzir o consumo global – Substituir fontes fósseis por renováveis > Até 2050: – Atingir nível sustentável de demanda – Atingir 100% de energia de fontes renováveisFonte: WWF/Ecofys – The Energy Report 2011, Roland Berger Strategy Consultants Conferência Ethos - Energia.pptx 5
  • 6. A GRANDE OPORTUNIDADE A meta de universalização de também auxilia na melhoria econômica dos países onde este índice ainda é muito baixo Relação entre nível de eletrificação e PIB per capita – países em desenvolvimento 100 Vietnã 2009 90 Brasil QatarNível de eletrificação [2009; %] 80 70 60 50 40 30 20 +10 p.p. +50% PIB nível de 10 Congo per capita eletrificação Vietnã 1975 0 100 1.000 10.000 100.000 PIB per capita [2009; USD PPP] Fonte: Banco Mundial, Agência Internacional de Energia, ONU, Roland Berger Strategy Consultants Conferência Ethos - Energia.pptx 6
  • 7. A GRANDE OPORTUNIDADEEstudos da IEA estimam investimentos totais de USD 641 bipara executar a meta de universalização de acesso até 2030Investimento médio anual exigido por região e da tecnologia na Energia para todos os casosAcesso a equipamentos de cozinha Acesso à eletricidade China [USD 0.8 bi] Avançados fogões de biomassa Na rede 13% Sistemas de biogás Mini rede 5% Fogões GLP Isolado ou fora da rede 82% Ásia (outros) África Sub-Saharam Índia [USD 0.8 bi] [USD 0.7 bi] [USD 1.1 bi] 20 15 24% 24% 31% 30% 34% 34% América Latina 10 USD 0.2 bi] 2.0 5 41% 41% 39% 1.5 0 17% USD 8 6 10% 1.0 18.5 bi 6 0.5 0.3 4 73% 4 0.0 2 USD 0.3 bi 21) Na energia para todos os casos, o investimento da China no acesso à eletricidade é zero e, portanto, não mostrado no mapa 0 0Nota:Total mundial inclui países do Oriente Médio USD 6.4 bi USD 5.2 biFonte: Agência Internacional de Energia, ONU, Roland Berger Strategy Consultants Conferência Ethos - Energia.pptx 7
  • 8. A GRANDE OPORTUNIDADEAs metas de eficiência energética e participação de fontesrenováveis exigem a aplicação de tecnologias limpasBenefícios econômicos associados e tecnologias habilitadorasAumento da eficiência energética Aumento da participação em fontes renováveis USD 1 Benefícios econômicos esperados na Europa com Deixa-se de investir USD 2 investimentos1) para atingir metas do plano 20/20/20 em suprimento de energia Para cada USD 1 investido em eficiência energética +420.000 +0,24% novos - USD 2 líquido PIB empregos Necessidade de inovação – tecnologias limpas (exemplos) Lâmpadas de LED e Aquecimento solar Biomassa e resíduos Fontes renováveis de fluorescentes sólidos energia1) EUR 1.530 bi entre 2006 e 2030Fonte: Banco Mundial, Agência Internacional de Energia, ONU, Comissão Européia, Roland Berger Strategy Consultants Conferência Ethos - Energia.pptx 8
  • 9. A GRANDE OPORTUNIDADEA inovação em tecnologias limpas viabiliza o endereçamento dosdesafios descritos e vem apresentando um grande crescimentoMercado global de tecnologias limpas [R$ bi]Crescimento Tamanho dos mercados de setores 31%1) 10% 5-10%anual equivalente em 2015 [R$ bi] 600-725 Equipamento industrial 850 495 448 Equipamento para Óleo e Gás 725 260 Tecnologias Limpas 600-725 Equipamentos Eletrônicos 625 2008 2010 2011 2015 Máquinas agrícolas, para 500 previsão mineração e construção1) De 2008 a 2010, crescimento anualFonte: Clean Economy, Living Planet - The Race to the Top of Global Clean Energy Technology Manufacturing, Roland Berger Strategy Consultants Conferência Ethos - Energia.pptx 9
  • 10. B FATORES CRÍTICOS DE SUCESSOEstudo mostrou a existência de 5 fatores críticos para oadequado desenvolvimento de uma economia sustentávelFatores críticos do mercado de energia limpa ATRAVÉS DESTE ESTUDO, IDENTIFICAMOS 5 FATORES CRÍTICOS Políticas governamentais Incentivos à inovação e P&D > 3ª edição do estudo > Acompanhamento do setor desde 2008 > Comparação de países e regiões Disponibilidade de capital > Identificação de fatores sucesso Adoção de tecnologias limpas Incentivo ao estabelecimento de cadeias de valor robustasFonte: Clean Economy, Living Planet - The Race to the Top of Global Clean Energy Technology Manufacturing, Roland Berger Strategy Consultants Conferência Ethos - Energia.pptx 10
  • 11. B FATORES CRÍTICOS DE SUCESSOFator crítico 1: Existência de políticas governamentais claras,estáveis e de longo prazoPolíticas governamentais DESCRIÇÃO EXEMPLOS > Governo criou o Proálcool em 1975, criando condições para ocuparmos na vanguarda do setor > Estratégias de longo prazo desenvolvidas, incentivando: – Aumento da parcela de energia > Desde 19701) tem um plano para o desenvolvimento de bioetanol renovável na matriz energética > Meta de utilização de 100% de biocombustíveis2) a – Incentivo ao desenvolvimento da partir de 2022 indústria local > Desde 19701) há um plano estratégico e incentivos – Redução das dependências de para a redução da dependência de energia fóssil e combustíveis fósseis e importação para o desenvolvimento do mercado de energia limpa de energia > Colocou o desenvolvimento de energia renovável em sua lista de prioridades que, por exemplo, define que 30% das lâmpadas deverão ser de LED até 20151) Incentivados pela crise econômica de 1970; 2) Com até 85% de etanol em sua composiçãoFonte: Clean Economy, Living Planet - The Race to the Top of Global Clean Energy Technology Manufacturing, Roland Berger Strategy Consultants Conferência Ethos - Energia.pptx 11
  • 12. B FATORES CRÍTICOS DE SUCESSOFator crítico 2: Incentivos para P&D, induzindo odesenvolvimento de tecnologias e processosDesenvolvimento tecnológico DESCRIÇÃO EXEMPLOS > Desenvolvimento da tecnologia de motores flex (3% álcool em 2003 e 92% flex em 2009) > Investimentos e foco em P&D como parte do plano estratégico dos países: – Buscar posição de vanguarda nos > Criação do Laboratório Nacional de Energia Renovável, para auxiliar na criação de processos diversos temas eficientes de produção de etanol – Gerar riqueza e empregos para o país, auxiliando no pagamento dos pesados investimentos realizados > Esforços focados em pesquisas aplicadas para o desenvolvimento de tecnologia própria para geração de energia solar e eólica > Estabelecimento de parcerias para o aprimoramento das tecnologias de energia eólica, atraindo grandes investidores e empresas deste segmento1) Incentivados pela crise econômica de 1970; 2) Com até 85% de etanol em sua composiçãoFonte: Clean Economy, Living Planet - The Race to the Top of Global Clean Energy Technology Manufacturing, ANEEL, Roland Berger Strategy Consultants Conferência Ethos - Energia.pptx 12
  • 13. B FATORES CRÍTICOS DE SUCESSOFator crítico 3: Disponibilidade de capital para encorajar odesenvolvimento e o uso de tecnologias limpasDisponibilidade de capital DESCRIÇÃO EXEMPLOS > Indústria de Venture Capital com grande número de fundos com alvo no setor de tecnologia limpa e com > Empresas precisam de muito capital capacidade de apoiar o desenvolvimento das para aprimorarem seus processos e empresas desenvolverem novos produtos > Mercado criou "ferramentas" > Acesso a crédito através de bancos nacionais específicas para cada etapa do possibilitam investimento em inovação e aumento da desenvolvimento destas tecnologias capacidade produtiva das empresas de energia solar Estágio do desenvolv. > IPOs tem se tornando uma forma atraente de captação de investimentos para o setor Fonte do Venture Private Mercado investimento capital equity de ações > Estabelecimento de agência de crédito de exportação para dar garantia a empréstimos de longo prazo Apoio do Governo feitos por empresas de tecnologia limpa a seus clientes Riscos1) Incentivados pela crise econômica de 1970; 2) Com até 85% de etanol em sua composiçãoFonte: Clean Economy, Living Planet - The Race to the Top of Global Clean Energy Technology Manufacturing, Roland Berger Strategy Consultants Conferência Ethos - Energia.pptx 13
  • 14. B FATORES CRÍTICOS DE SUCESSOFator crítico 4: Adoção de tecnologias limpas, incentivando acriação e ampliação do mercado domésticoAdoção de tecnologias limpas DESCRIÇÃO EXEMPLOS > Expansão da demanda por etanol graças a introdução de automóveis flex > Criação de incentivos para adoção de tecnologia limpa e produtos verdes – Empresas como AT&T, PepsiCo vem substituindo a sua frota por veículos elétricos > Incentivos a criação de mercados para produtos verdes, por parte da indústria > Adoção de energia verde através da implantação de e consumidores equipamentos de energias renováveis – Investimento individual de cidadãos e comunidades locais em turbinas eólicasFonte: Clean Economy, Living Planet - The Race to the Top of Global Clean Energy Technology Manufacturing, Roland Berger Strategy Consultants Conferência Ethos - Energia.pptx 14
  • 15. B FATORES CRÍTICOS DE SUCESSOFator crítico 5: Incentivos para o desenvolvimento de umacadeia de valor forte e para a criação de novos projetosIncentivos para desenvolvimento de uma cadeia de valor forte DESCRIÇÃO EXEMPLOS > Governo chinês definiu o crescimento de grandes empresas de tecnologia limpa como prioridade i.e.: > Ganho de escala e redução de custos através de uma cadeia de valor forte – Expectativa de que principais produtores de polisilício alcancem capacidade 50 mil toneladas ano Redução de custos > Redefinição da indústria de energia eólica offshore – Verticalização da cadeia de valor Ganho de Criação/expansão escala – Modelo de cooperação entre desenvolvedores de do mercado projeto, fornecedor de turbina e instalador > Estabelecimento de cadeias de valor que sejam competitivas globalmenteFonte: Clean Economy, Living Planet - The Race to the Top of Global Clean Energy Technology Manufacturing, Roland Berger Strategy Consultants Conferência Ethos - Energia.pptx 15
  • 16. C CAMINHOS A SEREM SEGUIDOSPara a Rio+20, precisamos definir caminhos concretos a seremseguidos por todos > Viabilizar e executar os 5 fatores críticos de sucesso: – Políticas governamentais – Adoração de tecnologias limpas Governos – Incentivos à inovação e P&D – Incentivo ao estabelecimento de – Disponibilidade de capital cadeias de valores fortes > Adotar comportamentos sustentáveis, inclusive quando este representar a Sociedade internalização de externalidades ambientais > Demandar do governo e de empresas a adoção de políticas e processos que civil promovam o atingimento das metas propostas pela ONU > Desenvolver e adotar práticas empresariais sustentáveis > Investir em inovações tecnológicas sustentáveis Empresas > Demandar dos governos a adoção de políticas públicas que promovam a utilização das melhores práticas empresariaisFonte: Clean Economy, Living Planet - The Race to the Top of Global Clean Energy Technology Manufacturing, Roland Berger Strategy Consultants Conferência Ethos - Energia.pptx 16
  • 17. C CAMINHOS A SEREM SEGUIDOS A implantação de todas as melhores práticas permitirá ao setor de energias limpas dobrar de tamanho em relação à trajetória normal Impactos esperados com implementação de melhores práticas [R$ bi] 407 173 +135% +69% 173 102143 932011 2015 2011 2015 172 39 +84% +80%118 21 96 192011 2015 2011 2015 Fonte: Clean Economy, Living Planet - The Race to the Top of Global Clean Energy Technology Manufacturing, Roland Berger Strategy Consultants Conferência Ethos - Energia.pptx 17
  • 18. "Naturalmente temos tendência a superestimar oque conseguiremos realizar no curto prazo...... e subestimar aquilo que podemos realizar nolongo prazo." Fonte: Falácia do Planejamento, Mintzberg, Roland Berger Strategy Consultants Conferência Ethos - Energia.pptx 18