• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Instituto Espírita de Educação - Conflitos Conjugais
 

Instituto Espírita de Educação - Conflitos Conjugais

on

  • 3,214 views

Palestra proferida por José Rodrigues Passarinho, no Instituto Espírita de Educação

Palestra proferida por José Rodrigues Passarinho, no Instituto Espírita de Educação

Statistics

Views

Total Views
3,214
Views on SlideShare
3,205
Embed Views
9

Actions

Likes
2
Downloads
53
Comments
0

1 Embed 9

http://www.slideshare.net 9

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Instituto Espírita de Educação - Conflitos Conjugais Instituto Espírita de Educação - Conflitos Conjugais Presentation Transcript

    • Conflitos Conjugais Instituto Espírita de Educação José Rodrigues Passarinho www.institutoespirita.org.br www.institutoespirita.blogspot.com
    • O casamento e o tempo O que é que muda Por que esfria Precisa esfriar?
    • Casamento
      • “ Truques” da vida
        • Fome
        • Paixão
        • Desencarne tem “truque”?
      • Paixão
        • Cumprida a sua missão...
        • Mas não precisa esfriar...
    • Casamento
      • “ Síndrome do avião”
        • Quando casa, é um avião a jato.
        • Depois vira um avião a pedal (e precisa de dois pedalando)
        • Mas é a esposa (o)...
        • Já é minha (meu)... Será?
        • E se fosse a namorada (o) como seria?
    • A separação
      • Espiritismo não condena
      • Pode ser melhor
      • Não pode “chutar o pau da barraca”
      • Avaliar se realmente é necessário
      • Se repensar – é para ser mais feliz
      • Se separar – é para ser mais feliz
      • OS DOIS
    • A separação
      • Filhos
      • Não entendem os ódios entre as pessoas que mais amam.
      • Cuidado e atenção.
    • A separação
      • Sociedade tem mostrado novas fórmulas...
      • Casas separadas
      • Os meus, os seus, os nossos...
    • E os conflitos?
      • Homens e mulheres são diferentes!
        • Prioridades
        • Desejos
        • Comportamento
        • Comunicação
        • Processos de decisão
      • Isso gera muito conflito...
    • E os conflitos?
      • Quais são essas diferenças?
      • Quando se fala de ser humano, fala-se da média. Vamos generalizar.
      • Quando ouvirem “as mulheres são” ou “os homens são”, entendam “grande parte prefere”.
      Antes de tudo...
    • Para começar... Homem Mulher
      • Educacionais / sociais Mulheres entre homens, homens entre mulheres
      • Culturais
      • Conformação neurológica – mulheres têm mais ligações entre lado direito e esquerdo do cérebro.
      Quais são as diferenças
      • Cerebrais
      • Corpo caloso feminino é maior.
      • Cérebro masculino é “especializado”. Uma atividade por região.
      • Cérebro feminino é “generalista”. Diversas regiões, diversas atividades.
      Quais são as diferenças
      • Hormonais
      • Testosterona – homem Competitividade, agressividade, assertividade.
      • Estrogênio – mulher Sentimento de proteção.
      • Oxitocina – mulher Liberado no estresse, aumenta sentimento de agrupamento. No estresse masculino, a testosterona impede isto.
      Quais são as diferenças
    • Quatro fases das diferenças 1. Evolução da espécie. Homem caçador e provedor. Visão focada. Senso de direção. Mulher cuidadora, protetora da prole. Visão periférica. Percepção aguçada.
    • Quatro fases das diferenças 2. Diferentes, portanto mulheres são inferiores. 3. Mulheres lutam pela igualdade total.
    • Quatro fases das diferenças 4. Iguais, com respeito às diferenças.
    • De onde vem a confusão... Não existe certo ou errado. O que existe, são... diferenças. Homens dão suas soluções para as mulheres e vice-versa.
    • Vamos às diferenças
      • Na comunicação – A FALA
      Quanto menos, melhor. Quanto mais, melhor. Tudo o que você disser, pode ser usado contra você. Não fala, faz! Faz & fala. Tudo o que você disser, pode gerar relacionamento. Assunto central. Contextualização. Falta de confiança. Tagarelice. Desconsideração. Não vai conseguir. Comunicação incompleta “ Enrolação”. Homem Mulher
      • Na comunicação – A FALA
      Fraqueza. Falta de confiança nela. Organiza-se quieto. Organiza-se falando. Se não há o que fazer... Esqueça. Se não há o que fazer... Pode-se falar sobre isto. Reclamação. Compartilha o exterior. Tudo o que você disser... Compartilha o interior. Relacionamento. Fala direta. Fala INdireta. Homem Mulher
      • Processos de decisão
      Decidir é preciso, falar não é preciso. Concentração. Mudança de decisão. Falar é preciso, para decidir. Expansão. Decisão mais perene. Só o “principal” importa. Quanto MENOS detalhes, melhor. Tudo importa. Quanto MAIS detalhes, melhor. Acha que ele decidiu muito rápido. Quando muda, acha que é volúvel. Acha que ela vai mudar fácil de opinião. Homem Mulher
      • Percepção
      Contrastes. Sutilezas. Não percebe, não entende. Especialmente a fala indireta da mulher. Percebe tudo!!! Acha que homem está dando “dicas indiretas”, como ela faz. Empate emocional. Desempate emocional. Ele fez que não entendeu. Ele não entendeu. Ele acha que “está com tudo”. Ela desempata mais ainda. Homem Mulher
      • Comportamento
      Orientado à tarefa. O consertador. Orientada ao relacionamento. O que importa é o objetivo e não o caminho. O caminho é tão importante quanto o objetivo. Por isso interrompe com “soluções”, a fala “auto-organizadora” da mulher. Homem Mulher
      • Comportamento
      Valoriza-se Espera ser valorizada Se não pede, não consegue. Faça o melhor, que haverá recompensas. Se não pediu ajuda, nem tente ajudar. Se tiver que pedir... É tarde demais. Exibicionismo desagregador. Ele acredita. (ovo frito fantástico). (filé de salmão defumado com risoto a francesa com molho de shoyu – bobagem). Homem Mulher
      • Comportamento
      Não reclama. Não reclama... Comenta. Monotarefa. Uma coisa por vez. Multitarefa. Muitas vidas em uma só. Obs.: isto não é necessariamente estressante) Eu! Nós. Razão separada da emoção (cérebro mais “dividido”, mais “especialista”). Razão junto com emoção (cérebro mais “integrado”, mais “generalista”). “ Folgado”. Faz demais, não agüenta. Desagregador. Desvaloriza. Insensível. Emotiva demais. Homem Mulher
      • Comportamento
      Comprar é, na maioria das vezes, algo objetivo. Comprar também é um passeio. Trata os amigos com insultos. Campeonato de ofensas. Trata as amigas pelo nome e com carinho. Acha agressivo o comportamento masculino com os amigos (“tadinho”). Visão focada (laser). Visão periférica (lanterna). Homem Mulher
      • Sob pressão, sob estresse
      Foco ainda maior. Expansão ainda maior. Mais monotarefa ainda. Hora de apagar incêndio. Mais multitarefa ainda.. Caverna (testosterona). Busca contato (oxitocina). Não divide, portanto não confia. Fala demais, portanto, não sabe resolver. Homem Mulher
      • Sob pressão, sob estresse
      “ Eu sei que você vai conseguir”. Confiança, aceitação e apreciação. EGO SENSÍVEL. Não deve desrespeitar o que uma mulher sente (“não chore, isto é bobagem” é fatal). “ imagino com você está se sentindo” Cuidado, compreensão e RESPEITO. SENTIMENTO MAIS SENSÍVEL. Não deve se preocupar pelo sentimento do homem (“como você está se sentindo” não importa). Homem Mulher
      • Necessidades básicas emocionais
      Ser o herói Ter o ego valorizado Ser apreciado Se sentir útil QUER SOLUÇÃO Ser compreendida Ser ouvida Ter sentimentos validados Ser surpreendida QUER DESABAFAR E RESOLVER Homem Mulher
      • Quando são entendidas as diferenças, não se busca mudar o outro nem tão pouco desrespeitar e anular a si próprio.
      •  
      •