Your SlideShare is downloading. ×

Aula de Didática do Ensino Superior

19,362

Published on

Disciplina:Didática do Ensino Superior I e II …

Disciplina:Didática do Ensino Superior I e II
Professor: Esp. Diego Vieira de Mattos

Published in: Education, Technology
1 Comment
4 Likes
Statistics
Notes
  • Excelente material, eu calculo o valor de cada pessoa, dependendo da sua contribuição com a Sociedade e a sua é nota mil.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
19,362
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
467
Comments
1
Likes
4
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. 12/08/2011 EDUCAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU . Disciplina: Didática do Ensino Superior I e II PEDAGOGIA DIDÁTICAProfessor: Esp. Diego Vieira de Mattos PEDAGOGIA EDUCAÇÃO Campo de conhecimento onde os fatores contribuem para a formação do Ato ou efeito de educar. homem, os processos e os meios dessa Processo de formação. Os resultados desta investigação servem de orientação à desenvolvimento das ação educativa, determinando princípios pessoas e formas de atuação, que dão direção à atividade de educar. 1
  • 2. 12/08/2011 DIDÁTICA PROCESSO DE Arte e técnica de ensinar, ENSINO- de dirigir e orientar a aprendizagem. APRENDIZAGEMHá muitas teorias sobre APRENDIZAGEM e,conseqüentemente, muitas definições da Uma modificação relativamentemesma: permanente docomportamento consecutivo à prática (Mednick, 1964) Uma modificação adaptativa da conduta nodecurso de experiências repetidas (Pieron, 1951). Uma mudança de atitude, mais ou menos A modificação selectiva da resposta depois darepetição de uma mesma situação (Osgood, 1953) permanente, devido à prática ou à experiência, que permite uma alteração de Uma mudança profunda do comportamento que atuação (Guilbert, 1981)segue a experiência sucessiva da mesma situação (Spense, 1956) 2
  • 3. 12/08/2011 O processo de ensino-aprendizagem O professor deve “traduzir” osenvolve um conteúdo que é ao mesmo ensinamentos de forma que o alunotempo produção e produto. Parte de um se sinta dentro de uma inesquecívelconhecimento que é formal (curricular) e “viagem” e dessa forma possaoutro que é latente, oculto e provém dos assegurar a produtividade doindivíduos. ensinamento. O processo ensino-aprendizagem O educador para pôr em prática oocorre a todo momento e em qualquer diálogo, não deve colocar-se na posiçãolugar questiona-se então neste processo, de detentor do saber, deve antes, colocar-qual o papel da escola? Como deve esta se na posição de quem não sabe tudo,deve ser considerada? E qual o papel do reconhecendo que mesmo um analfabeto professor? é portador do conhecimento mais importante: o da vida. 3
  • 4. 12/08/2011APRENDIZAGEM COMO PROCESSO PESSOAL ENSINOAprendiz Influências e Fatores externos O conjunto de meios que é preciso colocar em prática para facilitar asCONDICIONANTES modificações previstas no comportamento do• Experiência prévia do aprendiz formando (Makenzi e Norman, 1981).• Contexto e ambiente de aprendizagem• Fatores psicológicos (percepção, auto-imagem,valor dado às tarefas, afinidade com o formador ecom o meio, perspectivas de futuro, …) TENDÊNCIAS PEDAGÓGICASE INFLUÊNCIAS TÉCNICASNA PRÁTICA PEDAGÓGICA DO DOCENTE . 4
  • 5. 12/08/2011 5
  • 6. 12/08/2011 A inovação pedagógica como contexto.PRÁTICA DE ENSINO EM SAÚDE. 6
  • 7. 12/08/2011 TÉCNICAS DE ENSINOAULAS TEÓRICAS, em sala de aula. APRENDIZAGEM BASEADA NA PROBLEMATIZAÇÃO.AULAS PRÁTICAS, nos laboratórios, nosambulatórios, nos mais variados ambientes (PROBLEM-BASED LEARNING)onde se desenvolvem os estágios eatividades práticas em geral. PBL •Estudantes são encorajados a definir seus Método de ensino- próprios objetivos de estudo e a assumir aaprendizagem centrado no responsabilidade pelo seu próprioestudante, que usa problema aprendizado.(situações reais) como •Professores atuam como “facilitadores”, ajudando os estudantes a formularemelemento motivador do estudo problemas e questões, a explorareme integrador do conhecimento. alternativas e a decidirem. 7
  • 8. 12/08/2011•O conhecimento construído e ashabilidades e atitudes desenvolvidas nabusca da solução dos problemas sãomais relevantes que a solução doproblema em si.• A aprendizagem ocorre num ambientede apoio e colaboração.0. Entrega do problema. 4. Pesquisa (auto-estudo).1. Leitura e compreensão do 5.Rediscussão do problemaproblema. frente aos novos conhecimentos2. Idenficação de possíveis causas, adquiridos.identificação de fatos/pontos-chavee formulação do problema. 6.Apresentação e debate dos3. Definição das questões e resultados.estratégias de pesquisa. 7. Síntese e avaliação do líder. 8
  • 9. 12/08/2011VANTAGENS DO MÉTODO PBL: DESVANTAGENS DO MÉTODO PBL:•Aumenta o senso de responsabilidade do Mal acostumados desde o início de sua vida escolar aestudante. Ele precisa ter vontade de estudar para receber tudo de mão beijada dos professores, os alunos,aprender por conta própria. Estimula a leitura, o em sua maioria, são adeptos da boa vida. Não sabememprego do raciocínio lógico e a discussão. tomar a iniciativa. Preferem a acomodação. Como a•Incita o estudante a investigar e a resolver cobrança diminui, eles aprendem menos. Recorrem aproblemas. fontes de pesquisa duvidosas, principalmente às disponíveis na Internet, sem se preocupar com a origem e•Desenvolve a habilidade de se trabalhar em a qualidade das informações. Enganam os professores,grupo. copiando temas de páginas encontradas na rede para•Permite o cruzamento de informações de apresentar em forma de trabalhos escolares. O métododiferentes disciplinas e especialidades. Promove o recebe críticas por ser considerado muito superficial.conhecimento de forma mais contextualizada enão apenas o entendimento do fato isolado. É o que desenvolve em nível mais concreto e está a cargo principalmente dos PROFESSORES. Planejamento Ele é alicerçado no planejamento curricular e visa ao direcionamento de ensino sistemático das atividades a serem desenvolvidas dentro e fora da sala de aula com vistas a facilitar o aprendizado dos estudantes. 9
  • 10. 12/08/2011 PLANO DE DISCIPLINA Identificação Data, instituição, professor, série, carga horária Ementa Resumo do conteúdo da disciplina Objetivos Indicam a função da disciplina Conteúdo Programático Corresponde aos temas e conteúdos a serem ensinados Recursos Ferramenta plurissensoriais facilitadora da aprendizagem Estratégias de Ensino Técnicas facilitadoras do processo ensino-aprendizagem Avaliação Verificar em que medidas os objetivos foram alcançados Muito além das técnicas e recursos didáticos • Estreita relação com a visão deEstratégias de educação assumida pela IES e pelo professor. Ensino • A identidade docente do professor é determinante na seleção,Aprendizagem desenvolvimento estratégias e avaliação das • O contexto (macro e micro) interfere decisivamente sobre as estratégias empregadas. 10
  • 11. 12/08/2011 O que são estratégias de ensino-• O objeto de trabalho docente não está aprendizagem?restrito a um conteúdo (ao domínio deste).Trata-se de um processo que envolve “A arte de aplicar ou explorar os meios ediferentes elementos (entre eles professor condições favoráveis e disponíveis, visando àe aluno) na construção de saberes. efetivação da ensinagem” (ANASTASIOU, 2004). As estratégias se articulam em torno• Os saberes envolvidos no exercício da de técnicas de ensino, as quais podem serdocência são plurais: disciplinares, compreendidas como o conjunto decurriculares, profissionais e experienciais processo de uma arte, maneira, jeito ou(TARDIFF,2003). habilidade de executar ou fazer algo (ação). Características da Aprendizagem no Ensino•As estratégias visam à consecução de objetivos, Universitário (MASETTO, 2003):portanto, há que se ter clareza sobre onde se • Aquisição e domínio de conhecimentos,pretende chegar. Caso contrário, qualquer caminho métodos e formas técnicas de maneiraserve... crítica. • Iniciativa para buscar informações, relacioná- las, discutir aplicação em situações reais e•O conhecimento sobre si mesmo, sobre o contextualizá-las.aluno/turma e sobre a lógica do conteúdo são fatores • Progressiva autonomia.determinantes na seleção das estratégias • Integração de ensino com pesquisa, para a construção da autonomia do aluno e na prática docente do professor. 11
  • 12. 12/08/2011 O PLANO DE TRABALHO TÉCNICAS PARA APROXIMAR O O SUCESSO DA DISCIPLINA GRUPO E PARA FAZER DEPENDE DE UM TRABALHO EM LEVANTAMENTO SOBRE IDÉIAS QUE O EQUIPE GRUPO POSSUA SOBRE A DISCIPLINA, SOBRE AS QUESTÕES QUE ELA OPORTUNIDADES PARA ABORDA, SOBRE OS CONHECIMENTOSINTEGRAÇÃO ENTRE OS MEMBROS PRÉVIOS DO GRUPO… DO GRUPO LEITURA CUIDADO COM O TAMANHO DOENCONTROS SEGUINTES DEVEM TEXTO. POSSIBILITA A LEITURA NO PARTIR DO QUE FOR TEMPO PREVISTO ? PERTINÊNCIA EESTABELECIDO, TRATADO, NESTE ATUALIZAÇÃO DO TEXTO. CADA ENCONTRO INICIAL SOLICITAÇÃO DE LEITURA DEVE SER ACOMPANHADA DE UMA ATIVIDADE DIFERENTE. RESPEITAR O ALUNO QUE LEU. 12
  • 13. 12/08/2011 AULA EXPOSITIVA AULA EXPOSITIVA Usá-la quando ela for adequada aos •Duração 30 a 40 min. e utilizando recursosobjetivos. Ela cabe, por exemplo: iniciar um diversos assunto, despertar interesses, apresentar •Buscar informações e trabalhar com elas é panorama do que será muito mais impotante que ouvir estudado/investigado, como síntese de informações já organizadas. estudos feitos.•Comece cada aula despertando o •Use uma ampla gama de vozes,interesse dos alunos, expressando expressões, gestos, movimentos..masexpectativas positivas e compartilhando seja você mesmoobjetivos •Dê, regularmente, oportunidade para•Siga um esquema preparado, mas inclua que os estudantes possam respirar ea improvisação e espontaneidade fazer perguntas•Quebre a monotonia alternando seus •Termine cada aula com uma conclusãométodos de apresentação que vincule ontem, hoje e amanhã 13
  • 14. 12/08/2011•Seja guiado por seus estudantes duranteas aulas. Observe suas reações emodifique sua abordagem, quandoindicado. Relação Educador-•Lembre-se que todos ai são pessoas, em Educandoprimeiro lugar, e estudantes e professor,em segundo lugar. PROCESSO DE AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM 14
  • 15. 12/08/2011 15
  • 16. 12/08/2011 16
  • 17. 12/08/2011 Avaliação instrumento que promove aprendizagem de educando e educador “...o aluno ensina ao aprender e o professor aprende ao ensinar,...” (Freire, 1999) “ A gente sempre ensina o que mais precisa aprender.” “A escola seria o espaço privilegiado para saber sobre o passado e relacionar esse saber com o fazer, que é o novo.” (Ubiratan D’Ambrosio)OBRIGADO!!!diegovmattos@hotmail.com 17

×