Instrumentação 1 simbologia

26,872 views
26,725 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
7 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
26,872
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
13
Actions
Shares
0
Downloads
707
Comments
0
Likes
7
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Instrumentação 1 simbologia

  1. 1. IDENTIFICAÇÃO E SÍMBOLOS DE INSTRUMENTOS <ul><li>NOMENCLATURA </li></ul>“ Não é que eu procure falar difícil, é que as coisas têm nome” João Guimarães Rosa
  2. 2. IDENTIFICAÇÃO E SÍMBOLOS DE INSTRUMENTOS O uso correto da simbologia de representação de instrumentos é fundamental para a correta apresentação de documentos na área de controle e instrumentação. Toda esta simbologia foi padronizada pelos órgãos normativos, no caso a ISA ( The international society for measurement and control , antiga Instrument Society of America ) e a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).
  3. 3. IDENTIFICAÇÃO E SÍMBOLOS DE INSTRUMENTOS Em geral esta notação é utilizada lado a lado com a representação dos equipamentos de processo formando um documento denominado diagrama P&ID ( Process and Instrumentation/ Piping (tubulação) and Instrumentation Diagram ).
  4. 4. IDENTIFICAÇÃO E SÍMBOLOS DE INSTRUMENTOS <ul><li>Um P&ID deve incluir: </li></ul><ul><li>Instrumentação e nomenclatura </li></ul><ul><li>Equipamentos mecanicos com nomes e números (tags) </li></ul><ul><li>Todas as válvulas e suas identificações </li></ul><ul><li>Dimensões e identificação de tubulações </li></ul><ul><li>Outros - drenos, redutores </li></ul><ul><li>Direção de fluxo </li></ul><ul><li>Entradas e saída de controle, intertravamentos </li></ul>
  5. 5. IDENTIFICAÇÃO E SÍMBOLOS DE INSTRUMENTOS <ul><li>As normas de instrumentação estabelecem símbolos gráficos e codificação para identificação alfanumérica de instrumentos ou funções programadas, que deverão ser utilizados nos diagramas e malhas de controle de projetos de instrumentação. </li></ul>
  6. 6. IDENTIFICAÇÃO E SÍMBOLOS DE INSTRUMENTOS <ul><li>Para facilitar o entendimento dos fluxogramas apresentados neste curso, mostra se a seguir, a essência da norma S 5.1 (Instrumentation Symbols and Indentification) da ISA (Instrument Society of América). </li></ul>
  7. 7. IDENTIFICAÇÃO E SÍMBOLOS DE INSTRUMENTOS <ul><li>De acordo com esta norma, cada instrumento ou função programada será identificada por um conjunto de letras que o classifica funcionalmente e um conjunto de algarismo que indica a malha o qual o instrumento ou função programada pertence. </li></ul>
  8. 8. IDENTIFICAÇÃO E SÍMBOLOS DE INSTRUMENTOS Todo equipamento industrial deve ser identificado por seu tag. Este tag é formado pelo nome da área, tipo do equipamento e um número seqüencial, caso haja mais de uma equipamento do mesmo tipo na mesma área, separados por hífens, o que totaliza oito caracteres. Muitas empresas adotam tags mais longos de 12 ou mais caracteres.
  9. 9.   1 0 GRUPO DE LETRAS 2 0 GRUPO DE LETRAS LETR VARIÁVEL MEDIDA FUNÇÃO   1 0 LETRA MODIFICADORA PASSIVA ATIVA MODIFICADORA   A ANÁLISE   ALARME       B CHAMA           C CONDUTIVIDAD     CONTROLADOR     D DENSIDADE DIFERENCIAL         E TENSÃO   ELEM.PRIMÁRIO     F VAZÃO RAZÃO       G     VISÃO DIRETA     H MANUAL       ALTO   I CORRENTE ELÉTRIC   INDICADOR     J POTENCIA VARREDURA       K TEMPO TAXA DE VARIAÇÃO C. O TEMPO   ESTAÇÃO DE CONTROLE     L NÍVEL   LAMPADA PILOTO   BAIXO M UMIDADE INSTANTANEO     MEDIO N           O     ORIFÍCIO DE RESTR     P PRESSÃO   PONTO DE TESTE     Q QUANTIDADE TOTALIZAÇÃO       R RADIAÇÃO   REGISTRADOR       S VELOCIDADE SEGURANÇA   CHAVE     T TEMPERATURA     TRANSMISSOR     U MULTIVARIÁVE   MULTIFUNÇÃO     V VIBRAÇÃO     VÁLVULA     W PESO OU FORÇA   PTA. DE PROVA     X N. CLASSIFICAD           Y ESTADO     SOLENÓIDE / RELE     Z POSIÇÃO     ACIONADOR  
  10. 10.   1 0 GRUPO DE LETRAS 2 0 GRUPO DE LETRAS LETR VARIÁVEL MEDIDA FUNÇÃO   1 0 LETRA MODIFICADORA PASSIVA ATIVA MODIFICADORA   A ANÁLISE   ALARME       B CHAMA           C CONDUTIVIDAD     CONTROLADOR     D DENSIDADE DIFERENCIAL         E TENSÃO   ELEM.PRIMÁRIO     F VAZÃO RAZÃO       G     VISÃO DIRETA     H MANUAL       ALTO   I CORRENTE ELÉTRIC   INDICADOR     J POTENCIA VARREDURA       K TEMPO TAXA DE VARIAÇÃO C. O TEMPO   ESTAÇÃO DE CONTROLE     L NÍVEL   LAMPADA PILOTO   BAIXO M UMIDADE INSTANTANEO     MEDIO N           O     ORIFÍCIO DE RESTR     P PRESSÃO   PONTO DE TESTE     Q QUANTIDADE TOTALIZAÇÃO       R RADIAÇÃO   REGISTRADOR       S VELOCIDADE SEGURANÇA   CHAVE     T TEMPERATURA     TRANSMISSOR     U MULTIVARIÁVE   MULTIFUNÇÃO     V VIBRAÇÃO     VÁLVULA     W PESO OU FORÇA   PTA. DE PROVA     X N. CLASSIFICAD           Y ESTADO     SOLENÓIDE / RELE     Z POSIÇÃO     ACIONADOR  
  11. 11.   1 0 GRUPO DE LETRAS 2 0 GRUPO DE LETRAS LETR VARIÁVEL MEDIDA FUNÇÃO   1 0 LETRA MODIFICADORA PASSIVA ATIVA MODIFICADORA   A ANÁLISE   ALARME       B CHAMA           C CONDUTIVIDAD     CONTROLADOR     D DENSIDADE DIFERENCIAL         E TENSÃO   ELEM.PRIMÁRIO     F VAZÃO RAZÃO       G     VISÃO DIRETA     H MANUAL       ALTO   I CORRENTE ELÉTRIC   INDICADOR     J POTENCIA VARREDURA       K TEMPO TAXA DE VARIAÇÃO C. O TEMPO   ESTAÇÃO DE CONTROLE     L NÍVEL   LAMPADA PILOTO   BAIXO M UMIDADE INSTANTANEO     MEDIO N           O     ORIFÍCIO DE RESTR     P PRESSÃO   PONTO DE TESTE     Q QUANTIDADE TOTALIZAÇÃO       R RADIAÇÃO   REGISTRADOR       S VELOCIDADE SEGURANÇA   CHAVE     T TEMPERATURA     TRANSMISSOR     U MULTIVARIÁVE   MULTIFUNÇÃO     V VIBRAÇÃO     VÁLVULA     W PESO OU FORÇA   PTA. DE PROVA     X N. CLASSIFICAD           Y ESTADO     SOLENÓIDE / RELE     Z POSIÇÃO     ACIONADOR  
  12. 12.   1 0 GRUPO DE LETRAS 2 0 GRUPO DE LETRAS LETR VARIÁVEL MEDIDA FUNÇÃO   1 0 LETRA MODIFICADORA PASSIVA ATIVA MODIFICADORA   A ANÁLISE   ALARME       B CHAMA           C CONDUTIVIDAD     CONTROLADOR     D DENSIDADE DIFERENCIAL         E TENSÃO   ELEM.PRIMÁRIO     F VAZÃO RAZÃO       G     VISÃO DIRETA     H MANUAL       ALTO   I CORRENTE ELÉTRIC   INDICADOR     J POTENCIA VARREDURA       K TEMPO TAXA DE VARIAÇÃO C. O TEMPO   ESTAÇÃO DE CONTROLE     L NÍVEL   LAMPADA PILOTO   BAIXO M UMIDADE INSTANTANEO     MEDIO N           O     ORIFÍCIO DE RESTR     P PRESSÃO   PONTO DE TESTE     Q QUANTIDADE TOTALIZAÇÃO       R RADIAÇÃO   REGISTRADOR       S VELOCIDADE SEGURANÇA   CHAVE     T TEMPERATURA     TRANSMISSOR     U MULTIVARIÁVE   MULTIFUNÇÃO     V VIBRAÇÃO     VÁLVULA     W PESO OU FORÇA   PTA. DE PROVA     X N. CLASSIFICAD           Y ESTADO     SOLENÓIDE / RELE     Z POSIÇÃO     ACIONADOR  
  13. 13.   1 0 GRUPO DE LETRAS 2 0 GRUPO DE LETRAS LETR VARIÁVEL MEDIDA FUNÇÃO   1 0 LETRA MODIFICADORA PASSIVA ATIVA MODIFICADORA   A ANÁLISE   ALARME       B CHAMA           C CONDUTIVIDAD     CONTROLADOR     D DENSIDADE DIFERENCIAL         E TENSÃO   ELEM.PRIMÁRIO     F VAZÃO RAZÃO       G     VISÃO DIRETA     H MANUAL       ALTO   I CORRENTE ELÉTRIC   INDICADOR     J POTENCIA VARREDURA       K TEMPO TAXA DE VARIAÇÃO C. O TEMPO   ESTAÇÃO DE CONTROLE     L NÍVEL   LAMPADA PILOTO   BAIXO M UMIDADE INSTANTANEO     MEDIO N           O     ORIFÍCIO DE RESTR     P PRESSÃO   PONTO DE TESTE     Q QUANTIDADE TOTALIZAÇÃO       R RADIAÇÃO   REGISTRADOR       S VELOCIDADE SEGURANÇA   CHAVE     T TEMPERATURA     TRANSMISSOR     U MULTIVARIÁVE   MULTIFUNÇÃO     V VIBRAÇÃO     VÁLVULA     W PESO OU FORÇA   PTA. DE PROVA     X N. CLASSIFICAD           Y ESTADO     SOLENÓIDE / RELE     Z POSIÇÃO     ACIONADOR  
  14. 14.   1 0 GRUPO DE LETRAS 2 0 GRUPO DE LETRAS LETR VARIÁVEL MEDIDA FUNÇÃO   1 0 LETRA MODIFICADORA PASSIVA ATIVA MODIFICADORA   A ANÁLISE   ALARME       B CHAMA           C CONDUTIVIDAD     CONTROLADOR     D DENSIDADE DIFERENCIAL         E TENSÃO   ELEM.PRIMÁRIO     F VAZÃO RAZÃO       G     VISÃO DIRETA     H MANUAL       ALTO   I CORRENTE ELÉTRIC   INDICADOR     J POTENCIA VARREDURA       K TEMPO TAXA DE VARIAÇÃO C. O TEMPO   ESTAÇÃO DE CONTROLE     L NÍVEL   LAMPADA PILOTO   BAIXO M UMIDADE INSTANTANEO     MEDIO N           O     ORIFÍCIO DE RESTR     P PRESSÃO   PONTO DE TESTE     Q QUANTIDADE TOTALIZAÇÃO       R RADIAÇÃO   REGISTRADOR       S VELOCIDADE SEGURANÇA   CHAVE     T TEMPERATURA     TRANSMISSOR     U MULTIVARIÁVE   MULTIFUNÇÃO     V VIBRAÇÃO     VÁLVULA     W PESO OU FORÇA   PTA. DE PROVA     X N. CLASSIFICAD           Y ESTADO     SOLENÓIDE / RELE     Z POSIÇÃO     ACIONADOR  
  15. 15. IDENTIFICAÇÃO E SÍMBOLOS DE INSTRUMENTOS <ul><li>Exemplo: PDIT </li></ul><ul><li>P =1 a Letra  ................................. </li></ul><ul><li>D = Modificada  ........................... </li></ul><ul><li>I = Passiva ou de Informação  .... </li></ul><ul><li>T = Ativa ou de Saída  ............... </li></ul><ul><li>Pressão </li></ul><ul><li>Diferencial </li></ul><ul><li>Indicador </li></ul><ul><li>Transmissor </li></ul><ul><li>RESP.: Transmissor indicador de pressão diferencial. </li></ul>
  16. 16. EXERCÍCIOS <ul><li>FIC </li></ul><ul><li>LT </li></ul><ul><li>AT </li></ul><ul><li>PRC </li></ul><ul><li>WIC </li></ul><ul><li>FRC </li></ul><ul><li>PIC </li></ul><ul><li>FS </li></ul><ul><li>ZR </li></ul><ul><li>PIT </li></ul><ul><li>CONTROLADOR INDICADOR VAZÃO </li></ul><ul><li>TRANSMISSOR DE NÍVEL </li></ul><ul><li>TRANSMISSOR DE ANÁLISE </li></ul><ul><li>CONTROLADOR REGISTRADOR DE PRESSÃO </li></ul><ul><li>CONTROLADOR INDICADOR DE PESO </li></ul><ul><li>CONTROLADOR REGISTRADOR DE VAZÃO </li></ul><ul><li>CONTROLADOR INDICADOR DE PRESSÃO </li></ul><ul><li>CHAVE DE VAZÃO </li></ul><ul><li>REGISTRADOR DE POSIÇÃO </li></ul><ul><li>TRANSMISSOR INDICADOR DE PRESSÃO </li></ul>
  17. 17. EXERCÍCIOS <ul><li>LSHH </li></ul><ul><li>TDIT </li></ul><ul><li>LIT </li></ul><ul><li>LG </li></ul><ul><li>TV </li></ul><ul><li>LALL </li></ul><ul><li>PSV </li></ul><ul><li>ZSL </li></ul><ul><li>FV </li></ul><ul><li>PCV </li></ul><ul><li>TRC </li></ul><ul><li>CHAVE DE NÍVEL MUITO ALTA </li></ul><ul><li>TRANSMISSOR INDICADOR DIFERENCIAL DE TEMPERATURA </li></ul><ul><li>TRANSMISSOR INDICADOR DE NÍVEL </li></ul><ul><li>VISOR DE NÍVEL </li></ul><ul><li>VÁLVULA DE CONTROLE DE TEMPERATURA </li></ul><ul><li>ALARME DE NÍVEL MUITO BAIXO </li></ul><ul><li>VÁLVULA DE SEGURANÇA DE PRESSÃO </li></ul><ul><li>CHAVE DE POSIÇÃO BAIXA </li></ul><ul><li>VÁLVULA DE CONTROLE DE VAZÃO </li></ul><ul><li>VÁLVULA DE CONTROLADORA DE PRESSÃO </li></ul><ul><li>CONTROLADOR REGISTRADOR DE TEMPERATURA </li></ul>
  18. 18. Localização primária *** Normalmente acessível ao operador Montagem do Campo Localização Auxiliar *** Normalmente acessível ao operador Instrumentos discretos 1 * 2 3 Display compartilhado, controle compartilhado 4 5 6 Função em computador 7 8 9 Controle Lógico Programável 10 11 12
  19. 19. i Placa de Orifício Instrumentos montados no mesmo alojamento Medidor Venturi Luz Piloto Purga Tubo Pitot Diafragma de selagem Intertravamento lógico indefinido P
  20. 24. <ul><li>A Fig. abaixo mostra os símbolos e funções de processamento de sinais. </li></ul>
  21. 25.     Válvula com atuador pneumático de diafragma Válvula com atuador elétrico (senoidal ou motor) Válvula com atuador hidráulico ou pneumático tipo pistão Válvula manual Válvula auto-operada de diafragma Válvula
  22. 26. Especifique cada um dos instrumentos da malha, em função da norma S.5.l. : <ul><li>LT-100 </li></ul><ul><li>LIC-100 </li></ul><ul><li>LAH-100 </li></ul><ul><li>LAL-100 </li></ul><ul><li>LSL-100 </li></ul><ul><li>LSH-100 </li></ul><ul><li>LG-100 </li></ul><ul><li>CAMPO </li></ul><ul><li>CAMPO </li></ul><ul><li>PAINEL </li></ul><ul><li>PAINEL </li></ul><ul><li>PAINEL </li></ul><ul><li>PAINEL </li></ul><ul><li>CAMPO </li></ul>
  23. 27. Qual o tipo de sinal de transmissão da malha LIC-100 ? <ul><li>( ) Elétrico </li></ul><ul><li>( ) Pneumático </li></ul><ul><li>( ) Hidráulico </li></ul>
  24. 28. Qual o tipo de sinal de transmissão ? <ul><li>( ) Elétrico </li></ul><ul><li>( ) Pneumático </li></ul><ul><li>( ) Hidráulico </li></ul>
  25. 30. Ex.: Vazão Registrador montado no painel e transmissor local com transmissão pneumática.    
  26. 31. Ex.: Vazão Registrador de vazão com registrador de pressão. Registradores no painel e transmissores locais com transmissão pneumática.    
  27. 32. Ex.: Vazão Controlador e registrador de vazão comandando válvula de controle, com transmissão pneumática. Registrador no painel e transmissor local.    
  28. 33. Ex.: Pressão Alarme de pressão alta montagem local.
  29. 34. Ex.: Pressão Controlador de pressão, tipo cego, comandando válvula de controle, com transmissão pneumática.
  30. 35. Ex.: Pressão Registrador-controlador de pressão, comandando válvula de controle, com transmissão pneumática. Registrador no painel e transmissor local.
  31. 36. Indicador e registrador de temperatura no painel, com transmissão elétrica. Ex.: Temperatura
  32. 37. Registrador controlador de temperatura, no painel (com transmissão elétrica) comandando válvula de controle, com transmissão pneumática. Ex.: Temperatura
  33. 38. Controlador-indicador de temperatura, tipo expansão comandando válvula de controle, com transmissão pneumática. Ex.: Temperatura
  34. 39. Visor de Nível Ex.: Nível
  35. 40. Controlador e registrador de nível comandando válvula de controle com transmissão pneumática. Controlador no painel e transmissor local. Ex.: Nível
  36. 41. Instrumento combinado: controlador, indicador de nível e transmissor, comandando válvula de controle, com indicador no painel e com transmissão pneumática. Ex.: Nível
  37. 44. Exercício <ul><li>Apostila </li></ul><ul><li>Pag. 30 - Exercícios 4 e 5 </li></ul>
  38. 45. Introdução à instrumentação
  39. 46. Introdução à instrumentação
  40. 47. Introdução à instrumentação
  41. 48. Introdução à instrumentação
  42. 50. Exercício <ul><li>FLUXOGRAMAS DE ENGENHARIA </li></ul><ul><li>Listar todos os instrumentos e seus respectivos significados, a sua localização e tipo de transmissão. </li></ul>

×