Informe Rural- 30/01/14

  • 57 views
Uploaded on

 

More in: News & Politics
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
57
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural Informativo do Sistema Público da Agricultura - Ano II - Edição n° 60 - Brasília, 30 de janeiro de 2014. GDF fortalece cadeia da suinocultura Foi instalada, na terça-feira (28), a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Suínos do Distrito Federal. A instância reúne representantes de agroindústrias, criadores, instituições de crédito e o poder público. O objetivo é debater, acompanhar ações e apresentar proposições relacionadas ao desenvolvimento da suinocultura no DF. Para o secretário de Agricultura, Lúcio Valadão, a nova câmara setorial fortalecerá a integração entre os atores envolvidos com o setor. “Com a Câmara, podemos ampliar o diálogo para promovermos os avanços que são necessários. Essa Câmara é muito importante para a economia do DF”, ponderou. Na ocasião foi escolhido o presidente da Câmara e apresentados os integrantes da instância. “Uma das agendas da Câmara Setorial é fazer a mobilização”, disse o presidente eleito, Josemar Medeiros, que também é vice-presidente da Associação dos Criadores de Suínos do Distrito Federal. “Já temos várias demandas, que podem até crescer. Mas agora também temos uma ferramenta de estado para legitimar essas demandas e viabilizar trabalhos e encaminhamentos”, disse o subsecretário de Defesa e Vigilância Agropecuária da Secretaria de Agricultura, Alexandre Cenci. Durante a reunião foram debatidas estratégias de ações da nova câmara setorial, a organização para a realização dos trabalhos, o papel de cada entidade integrante e a participação de mais setores envolvidos com o segmento da suinocultura. Para efetivar o trabalho, serão criados grupos temáticos – que aprofundarão temas específicos relacionados com a cadeia produtiva da suinocultura – uma agenda de trabalho e será realizada, também, uma avaliação do panorama do segmento no Brasil e no DF.
  • 2. Assentados recebem curso para gestão e planejamento da propriedade Com o objetivo de despertar nos agricultores familiares a reflexão sobre a importância de planejar e administrar a propriedade rural, a unidade da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF) em Planaltina realizou, nos dias 22, 23, 28 e 29 de janeiro, o curso de Gestão e Planejamento da Propriedade para famílias de dois assentamentos atendidos por meio de convênio com o Incra: o Márcia Cordeiro Leite e o Pequeno William. “A proposta é fazer com que percebam a importância do planejamento para melhores instalações, salubridade, conforto no trabalho, saneamento e produção. É preciso chamar a atenção para que o futuro depende da forma que tratarem a terra hoje”, explica o gerente local da Emater Planaltina, Sebastião Márcio Lopes de Andrade. Ao todo, são 89 famílias atendidas pela unidade da Emater, que acompanha e contribui para o desenvolvimento dos assentamentos. No caso do Pequeno William, as famílias já estão em processo de mudança para suas parcelas individuais, onde poderão desenvolver suas atividades produtivas. O curso auxilia os produtores a pensarem as atividades que querem desenvolver e que são viáveis à realidade local para, então, a EmaterDF auxiliar no planejamento de cada um. A programação incluiu palestras sobre organização da propriedade, turismo,criação de pequenos animais, agroecologia, saneamento rural, tratamento de água, higiene e saúde. Os palestrantes do curso foram os técnicos da Emater em Planaltina e três recém-contratados pela Emater: a turismóloga Zaida Regina, o agrônomo Leandro Moraes e o zootecnista Federico Neves. A atividade faz parte da programação da Chamada Pública do Incra, para atendimento dos assentamentos. Políticas para o desenvolvimento Além do acompanhamento da produção e capacitação dos produtores, a Emater atua como importante executora de políticas públicas no meio rural. A empresa elaborou o Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA), que norteia todas as atividades a serem desenvolvidas no local, e articulou encontros e mobilizações da comunidade junto a outras instituições públicas. No assentamento Pequeno William, desde 2011, muita coisa mudou para as 22 famílias que vivem no assentamento, localizado na região de Planaltina - DF, próximo ao Instituto Federal de Brasília (IFB). Nesse período, a EmaterDF começou a atuar junto aos assentados para promover a melhoria da qualidade de vida e desenvolvimento local, juntamente com diversas instituições parceiras. Hoje existe um grupo de artesanato que utiliza a fibra de bananeira e recursos naturais do Cerrado, que há dois anos comercializa na Torre de TV Digital, na loja da Multiflor no shopping Pátio Brasil e em feiras e eventos. A alimentação e renda também melhoraram com a implantação de cinco unidades de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS) na área comunitária do assentamento, onde cultivam hortaliças e criam galinhas. Com essas unidades, os assentados trabalharam em conjunto e comercializaram, em média, 1,2 tonelada de alimentos por semana, durante todo o ano de 2013 para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Isso gerou uma renda de aproximadamente R$ 67 mil em 2013. Para melhorar ainda mais a produção, a comunidade recebeu um conjunto de mecanização da Secretaria de Agricultura e pretende dobrar a produção com o planejamento do cultivo nas suas parcelas. As famílias também tiveram acesso ao fomento do programa Brasil sem Miséria e receberam R$ 2.400 para aplicarem nas suas atividades produtivas. Agora, com a definição da área de cada família, participarão do programa Minha Casa Minha Vida Rural, para construção das moradias. Sebastião Márcio, entretanto, lembra aos produtores que eles podem ter tudo, mas que o sucesso depende do esforço de cada um. Câmara setorial de aves inicia atividades Foi instalada nesta quarta-feira (29) a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Aves do Distrito Federal. Formada por criadores, representantes do poder público e do setor financeiro a Câmara Setorial promoverá o fortalecimento do segmento e o estreitamento das relações dos atores envolvidos. “Esta, como todas as demais câmaras setoriais, permitirá que a Secretaria de Agricultura trabalhe de maneira mais organizada e a trabalhar dentro de um cronograma com escala de prioridades”, explicou o subsecretário de Defesa e Vigilância Agropecuária, Alexandre Cenci. Os participantes discutiram a criação do regimento interno, disponibilização de linhas de crédito para o setor, a participação dos grandes frigoríficos na Câmara Setorial, chamadas de integradoras, a criação em granja e em pequena escala (frango caipira), fiscalização e mecanismos para levar legalidade às criações de pequeno porte. Na ocasião também foi eleito o presidente da nova câmara e escolhido o secretário executivo.
  • 3. Parceria entre governos revigora agricultura no DF O secretário de Agricultura, Lúcio Valadão, reuniu-se com o secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo do Ministério da Agricultura (Mapa), Caio Rocha, na última sexta-feira (24), para tratar das parcerias em andamento. Foram avaliados os projetos referentes ao desenvolvimento agropecuário e apresentado o contexto da agricultura do Distrito Federal. “Mostramos todos os programas que a Secretaria de Agricultura desenvolve e trocamos experiências. Temos projetos que o Mapa pode estudar a aplicação em outras unidades da federação”, explicou o subsecretário de Defesa Agropecuária, Alexandre Cenci. Após a reunião, os secretários foram ao Programa de Assentamento Dirigido do Distrito Federal (PAD-DF) para visitar a Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF). Na ocasião também foram apresentados os trabalhos desenvolvidos pelos cooperados e os resultados obtidos pela cooperativa. Campeonato de futebol incentiva prática esportiva na área rural Iniciou, nesse domingo (26), a primeira fase do Campeonato Rural de Futebol de Campo Amador, no Programa de Assentamento Dirigido do Distrito Federal (PAD-DF), região agrícola do Paranoá. O campeonato reúne nove equipes das áreas rurais de Brasília, duas de Cristalina (GO) e uma de Palmital (MG). O objetivo é promover a prática esportiva e o lazer nas áreas rurais, além de contribuir para a melhoria da qualidade de vida e o desenvolvimento social do meio rural. “Falta opções de lazer na área rural, então este campeonato da oportunidade de lazer às pessoas, com o esporte, que também fortalece a cooperação, a integração e favorece as amizades”, explica o coordenador do Campeonato Rural, Derci Cenci. No domingo anterior (19), foi realizado um torneio de apresentação das equipes, que abriu o campeonato. O torneio teve 15 jogos e escolha do melhor goleiro, artilheiro e destaque, que ficaram respectivamente com Francisco Eubídeo (Arco-DF), Diego da Silva (Rajes) e Erick Silva, também da Rajes e premiação para as quatro melhores equipes participantes. A equipe vencedora do torneio de apresentação foi a Arco-DF, seguida pela Rajes, Jovens de Cristo e Anjos de Deus. Os dois primeiros colocados receberam troféus e os 3º e 4º colocados, medalhas. Para o destaque da primeira fase do campeonato, Rodrigo de Sousa (Arco-DF), o campeonato movimenta a área rural e dá opção aos moradores de associarem esporte, lazer e integração. “O campeonato mantém vivo o esporte na área rural. Isso é muito importante, principalmente para os jovens”, disse. Confira as equipes participantes: Informativo produzido pelas assessorias de comunicação social: Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural (Seagri-DF) - 3051-6347 Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF) - 3340-3002 Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa-DF) - 3363-1024 Arco- DF (PAD-DF, Paranoá) Lamarão (Lamarão, Paranoá) Arsenal (Café Sem Troco, Paranoá) Umburana (Carirú, Paranoá) Progresso (Itapeti, Paranoá) Jardim (Jardim, Paranoá) Anjos de Deus (Alphaville, GO) Jovens de Cristo (Cristalina, GO) Palmital (Palmital, MG) Pipiripau (Pipiripau, Planaltina) Euler Paranhos (Paranoá) Rajes Futebol Club (Rajadinha, Paranoá) Siga o Sistema Agricultura nas redes sociais: facebook.com/SeagriDF facebook.com/ematerdistritofederal facebook.com/ceasa-df twitter.com/ematerdf