Informativo do Sistema Público da Agricultura - Ano II - Edição n° 39 - Brasília, 15 de agosto de 2013.
Secretaria de Agri...
Galpão para comercialização atenderá três regiões do DF
Agricultores familiares da re-
gião da Ponte Alta, no Gama,
Recant...
Agricultores de São Sebastião terão galpão
de múltiplas funções
Os produtores rurais de São
Sebastião serão beneficiados
c...
Começa neste domingo (18)
a XVI Semana da Tecnologia do
núcleo rural Rio Preto, localiza-
da em Planaltina-DF. A região de...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Informe Rural - 15/08/13

218 views
186 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
218
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Informe Rural - 15/08/13

  1. 1. Informativo do Sistema Público da Agricultura - Ano II - Edição n° 39 - Brasília, 15 de agosto de 2013. Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural Governo entrega casas na área rural do DF OGDF entregou, no sá- bado (10 de agosto), as primeiras dez casas do Pro- grama Nacional de Habitação Rural (PNHR) para famílias do assentamento Fazenda Larga, na região administrativa de Pla- naltina. Essas foram as primei- ras unidades do Brasil a serem entregues a assentados da re- forma agrária do Instituto Nacio- nal de Colonização e Reforma Agrária (Incra). O PNHR, que faz parte do “Minha casa, minha vida”, co- meça a mudar a realidade dos moradores da área rural do DF. A Emater-DF estima que mais de 400 famílias sejam beneficia- das pelo programa, totalizando um investimento de pouco mais de R$ 12 milhões. O recurso do governo federal busca garantir subsídio financeiro para a pro- dução de moradia aos agricul- tores familiares e trabalhadores rurais. O presidente da Emater-DF, Marcelo Piccinn, reforçou o as- pecto produtivo da comunidade. “AFazenda Larga entrega horta- liças e frutas para os programas de compra pública do Distrito Federal e também em merca- dos. Os agricultores desse as- sentamento são responsáveis por colocar no mercado produ- tos de alta qualidade, e isso nós temos valorizado, com nossa equipe do escritório do Pipiripau sempre presente, prestando as- sistência técnica a essas famí- lias”, destacou Piccinn. Na ocasião, a Secretaria de Agricultura entregou também um caminhão adquirido com re- cursos do Fundo de Desenvolvi- mento Rural (FDR), por uma das agricultoras do assentamento. Quem pode - São benefi- ciárias do PNHR as pessoas físicas, agricultores familiares e trabalhadores rurais, com ren- da familiar bruta anual máxima de R$15 mil, comprovada me- diante declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), no caso de agri- cultores familiares. São também beneficiários do programa e se enquadram como agricultores familiares: pescadores artesa- nais; extrativistas; silvicultores; aquicultores, maricultores, pis- cicultores; comunidades qui- lombolas; povos indígenas; ou- tras comunidades tradicionais. Valores - O valor de cada casa pode ser de até R$ 28,5 mil para construção e R$ 17,2 para reforma. Para saber se sua família enquadra no processo, procure a unidade da Emater- -DF mais próxima de sua região. Histórico - O assentamento do Incra foi criado em abril de 2003 em área de 225 hectares da Secretaria de Agricultura, no local residem 83 famílias, des- tas a Emater estima que 48 se- rão beneficiadas pelo PNHR. Hoje eles contam com 103 estu- fas para produção de hortaliças; 25 produtores de frutas como maracujá, banana e limão; 52 agricultores produzindo peixes em reservatórios revestidos uti- lizados para armazenamento de água para irrigação; além de 5 criadores de frango caipira e vários produtores de hortaliças em campo aberto. A comunida- de começa a se destacar como produtora de frutas e hortaliças atraindo compradores e garan- tindo o sustento das famílias ali existentes. Além do secretário Lúcio Valadão e do presidente da Emater-DF, Marcelo Piccinn, estiveram presentes na entre- ga das chaves o administrador de Planaltina, Nilvan Vasconce- los, o coordenador do PNHR no Ministério das Cidades, César Ramos, o superintendente do Ministério da Agricultura no DF, Nilo Cerqueira, o superinten- dente do Incra no DF e Entorno, Marcos Bezerra, e o coordena- dor de Desenvolvimento Rural e Urbano da Caixa Econômica Federal, Daniel Filho. Primeiras casas do Prograna Nacional de Habitação rural beneficiaram famílias do núcleo rural Fazenda Larga
  2. 2. Galpão para comercialização atenderá três regiões do DF Agricultores familiares da re- gião da Ponte Alta, no Gama, Recanto das Emas e Santa Ma- ria receberão um novo espaço, com 101,2 m², para comercia- lização. A construção, iniciada na última semana, abrigará cerca de cem agricultores e será concluída em 90 dias. “Os agricultores tinham di- ficuldade para vender o que produzem. Outra coisa impor- tante que vai acontecer com a construção do galpão é o forta- lecimento da integração entre os produtores”, disse Cleusa Silva, secretária executiva do Conselho Regional de Desen- volvimento Rural Sustentável do Gama (CRDRS-Gama). O galpão do produtor será construído próximo à Escola Classe Barreiro - no Gama, às margens da DF 160 e terá a comercialização de hortaliças, frutas e produtos agroindustria- lizados, como geleias. Serão investidos R$ 120 mil na cons- trução. “O local fica perto da rodo- via da Ponte Alta do Gama, o que favorece a comercializa- ção. Antes, os agricultores não tinham locais adequados para vender diretamente o que pro- duzem e agora vão ter”, ressal- tou Edson Junho, Técnico de Fiscalização e Desenvolvimen- to Agropecuário da Secretaria de Agricultura. Além de espaço para co- mercializar, o local terá três banheiros – um adaptado para pessoas com necessidades especiais – e sala de admi- nistração, que, além da admi- nistração do local, será usada para as reuniões do CRDRS do Gama e da comunidade. O escritório da Emater-DF no núcleo rural Taquara reco- lheu, nesta quarta-feira (14), quatro mil embalagens vazias de agrotóxicos. A ação faz par- te da programação da 15ª Se- mana do Pimentão. Foi a se- gunda campanha no ano, onde os extensionistas da Emater re- forçam a importância das Boas Práticas Agrícolas e o uso ade- quado dos defensivos, com o manejo correto dos recipientes vazios. De acordo com Névio Gui- marães, da Emater –Taqua- ra, a empresa realiza, durante todo o ano, nos atendimentos aos produtores, um intenso trabalho de orientação relativa à utilização dos agrotóxicos. “Primeiro, avaliamos a real ne- cessidade do agricultor utilizar esse tipo de produto, já que em culturas pequenas, como a couve, por exemplo, uma doen- ça na planta pode não causar perdas significativas para a la- voura, o que dispensa o uso do defensivo”, explica o extensio- nista. Névio lembra ainda que, com a adoção das Boas Práti- cas Agrícolas — uma série de princípios que garantem uma agricultura totalmente susten- tável e limpa — o agricultor pre- serva sua saúde e a da família. “Quando o agrotóxico termina, orientamos que o produtor faça a tríplice lavagem e guarde o recipiente em local trancado, com ventilação adequada e, ao manejar a embalagem, o faça com luvas protetoras”, detalha. A campanha de coleta de re- cipientes de defensivos aborda não só os aspectos relativos à saúde do trabalhador rural — com destaque para a legislação — mas também o cuidado com o meio ambiente. “Devemos lembrar que estamos numa bacia importante, que com- preende o córrego Taquara e o ribeirão Pipiripau. Esses recur- sos hídricos abastecem toda a região de Planaltina e Sobradi- nho, o que aumenta nossa res- ponsabilidade com o meio am- biente — daí o uso responsável Taquara recolhe 4 mil embalagens de agrotóxicos desses produtos em todas as propriedades”, ressalta Névio Guimarães. Programação — A 15ª Se- mana do Pimentão, que come- çou no último domingo (11), vai até o próximo sábado. Além de palestras sobre vários temas importantes para a comunida- de rural, a programação inclui oficinas de receitas com pi- mentão, o concurso “Qualidade do Pimentão”, demonstração de máquinas e equipamentos e apresentações culturais. O núcleo rural Taquara fica na re- gião administrativa de Planalti- na, a cerca de 15km da cidade e 60km do Plano Piloto. Veja a programação completa no site da Emater.. Secretário de Agricultura assina ordem de serviço que autoriza o início das obras
  3. 3. Agricultores de São Sebastião terão galpão de múltiplas funções Os produtores rurais de São Sebastião serão beneficiados com a construção de galpão no Parque de Exposições da ci- dade. O local, que terá 120m², abrigará sala para realizar ca- pacitações, além de espaço para reuniões da comunidade e do Conselho de Desenvolvi- mento Rural de São Sebastião. “Os recursos estavam para- dos, mas graças ao empenho do governador Agnelo, con- seguimos efetivar o início das obras”, explicou o Secretário de Agricultura, Lúcio Valadão. Os recursos, de R$ 138,5 mil e com contrapartida do GDF feita na atual gestão, foram ad- quiridos por meio de convênio com o Ministério de Desenvol- vimento Agrário, firmado em 2008, mas, desde então, esta- vam parados. A previsão é que a constru- ção, que iniciará no próximo dia 12, seja concluída em 60 dias e beneficie mais de 400 famílias de agricultores. “Tivemos que começar do zero, pois os recursos estavam há muito tempo parados. Con- seguimos solucionar todos os entraves e é com muita felici- dade que autorizamos o início das obras”, disse Valadão. “Essa construção é muito importante, pois trará a integra- ção da cidade com o agricultor, que poderá fazer cursos e se reunir”, ressaltou Jovercino da Silva, presidente do Conselho de Desenvolvimento Rural de São Sebastião. Começa Exposição Agropecuária de São Sebastião Antes de se tornar uma re- gião administrativa, São Se- bastião era uma agrovila. E para mostrar que a tradição agropecuária se mantém for- te, começou nessa quarta-feira (14) a 19ª Exposição Agrope- cuária, com o tradicional tor- neio leiteiro. Até o dia 18 (domingo), a Emater-DF participa com pa- lestras técnicas, cavalgada, oficinas e concurso de receitas com os principais produtos lo- cais. O público também pode- rá assistir a shows e conferir a Praça da Agricultura Familiar, que terá o que a região produz de melhor. Torneio Leiteiro Um dos destaques da festa é o Torneio Leiteiro, que terá como vencedora a vaca que produzir a maior quantidade de leite até sábado. Esta é uma forma de valorizar e incentivar os produtores da região. São Sebastião se destaca como uma das grandes bacias leiteiras do DF e é sede da Co- pas, cooperativa que industria- liza cerca de 10 mil litros de lei- te por dia. O evento, que será realizado no Parque de Exposição Agro- pecuária de São Sebastião, é promovido pela Associação de Criadores e Produtores Rurais de São Sebastião com apoio da Emater-DF, Administração Regional e Secretaria de Agri- cultura e Desenvolvimento Ru- ral. Com a participação da comunidade, ordem de serviço para o início das obras é assinada pelo Secretário de Agricultura
  4. 4. Começa neste domingo (18) a XVI Semana da Tecnologia do núcleo rural Rio Preto, localiza- da em Planaltina-DF. A região de 38.274 hectares destaca-se por corresponder a 25% da área rural de Planaltina e pela diversidade e tecnificação da produção. As maiores produtividades da região são de milho (13,2 mil kg/ha), fei- jão (3,3 mil kg/ha) e soja (4,5 mil kg/ha). Além dos grãos, hortaliças, avicultura e suinocultura de corte e pecuária leiteira são os princi- pais destaques da localidade. Até o dia 28 de agosto, os produtores poderão participar de Núcleo Rural Rio Preto promove semana da tecnologia palestras, exposições, encon- tros e de atividades culturais. A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF) participa da programação com a campanha de recolhimento de embalagens de agrotóxicos, nos dias 21 e 22, que inclui o exa- me toxicológico dos produtores em parceria com a Secretaria de Saúde. No dia 28, a empresa atua com a Diretoria de Vigilância Am- biental (Dival) na campanha de vacinação antirrábica. Rio Preto No núcleo rural Rio Preto há predominância de propriedades que ocupam grandes áreas de cul- tivo de soja, milho, entre outras, em sistema de plantio direto, com implantação de práticas de manejo de alto nível tecnológico. A produ- ção de soja chega até 4.500 quilos por hectare, enquanto a de milho chega a 13.200 quilos por hectare e a de feijão 3.300 quilos por hec- tare. Além da produção agrícola, Rio Preto possui áreas de criação de animais. A avicultura de corte possui um plantel de mais de 10 milhões de aves por ano e na avi- cultura de postura são mais de 140 mil aves. A suinocultura de corte chega a mais de 18 mil animais por ano e na pecuária leiteira são produzidos cinco mil litros por dia. A Semana da Tecnologia é promovida pela Associação dos Produtores Rurais do Rio Preto (Aprop), com o apoio da Emater- -DF, da Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural, Secreta- ria de Cultura da Administração de Planaltina, da Cooperativa Agríco- la do Rio Preto e do 14º Batalhão da Polícia Miliar. Informativo produzido pelas assessorias de comunicação social: Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural (Seagri-DF) - 3051-6347 Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF) - 3340-3002 Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa-DF) - 3363-1024 Siga o Sistema Agricultura nas redes sociais: facebook.com/SeagriDF facebook.com/ematerdistritofederal facebook.com/ceasa-df twitter.com/ematerdf

×