Your SlideShare is downloading. ×
0
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade

1,330

Published on

Draft de projecto de franchising de uma empresa de apoio a PME´s oferecendo soluções a nível financeiro e fiscal, consultoria de gestão, planeamento e estudos de viabilidade.

Draft de projecto de franchising de uma empresa de apoio a PME´s oferecendo soluções a nível financeiro e fiscal, consultoria de gestão, planeamento e estudos de viabilidade.

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,330
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
28
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Gestão e Contabilidade Apresentação de Projecto03-12-2008 Inês Loureiro 1
  • 2. Índice Análise do Mercado Concorrência Conceito Missão Objectivo Serviços Pack de Serviços Público Alvo Eixos estratégicos da Marca Escritório Estrutura Organizacional Actividade Comercial Plano de Expansão Formação Vantagens Competitivas Por que é um projecto viável Próximos passos 03-12-2008 Inês Loureiro 2
  • 3. Análise do Mercado Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 3
  • 4. Análise do Mercado Nas duas últimas decadas o conhecimento tecnologico e cientifico avançou a uma velocidade nunca vista e deu inicio a um novo ciclo economico. Actualmente as micro empresas e as pequenas empresas têm um peso determinante no emprego e na dinamização da economia a nível global, como revela o Observatório das Pme’s Europeias (2003): Pessoal empregue: 55% em Portugal Este novo ambiente indica uma nova fase e tem que se encontrar novos perfis na esfera da contabilidade para as micro e pequenas empresas. 03-12-2008 Inês Loureiro 4
  • 5. Análise do Mercado Actualmente este mercado dos gabinetes de contabilidade é extremamente competitivo porque tem uma baixa diferenciação de serviços, pelo que a diferenciação é decisiva para que qualquer marca esteja à frente da sua concorrência, nomeadamente ao nível da oferta de serviços de valor acrescentado para o cliente. 03-12-2008 Inês Loureiro 5
  • 6. Análise do Mercado Para as micro e pequenas empresas é pratica corrente a execução da contabilidade ser feita no seu exterior, no gabinete de um contabilista da sua confiança, a quem o empresário entrega os elementos, para que este assuma a responsabilidade técnica nas áreas contabilistica e fiscal, descurando a utilidade que a informação contabilistica tem para o empresário na tomada de decisão. O desejável é que a contabilidade dê muito mais conteúdo informativo de gestão não apenas para cumprir as obrigações fiscais inerentes à actividade de Técnicos Oficiais de Contas. 03-12-2008 Inês Loureiro 6
  • 7. Análise do Mercado A contabilidade deverá ajudar os empresários a: caracterizar o ambiente envolvente a identificar os sistemas internos a implementar um modelo de controlo e acompanhamento para finalmente conceber e executar os planos estratégico, táctico e operacional. A contabilidade está numa situação privilegiada para apoiar a gestão. 03-12-2008 Inês Loureiro 7
  • 8. Análise do Mercado O profissional de contabilidade terá que deixar de ser passivo para passar a ser um elemento pró-activo no sucesso das organizações. No actual ambiente económico global há lugar a novos perfis de profissionais, dado que há a necessidade da informação contabilistica ter de ser alargada à antecipação e antevisão do amanhã e possibilitar aos empresários opções estratégicas e definição de tácticas para melhorar a execução das operações, para que estas se desenvolvam de modo continuo e ajustado ao novo ciclo de globalização. 03-12-2008 Inês Loureiro 8
  • 9. Análise do Mercado Passado Futuro Perícia Valor Controlo Empowerment Históricos Antecipação Periódico Contínuo Activos Fisicos Conhecimento 03-12-2008 Inês Loureiro 9
  • 10. Concorrência Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 10
  • 11. Concorrência Podemos dizer que o mercado está dividido em 2 grupos: Gabinetes de Contabilidade - Actualmente a CTOC conta com 74.819 associados, mas apenas 32.000 exerce a actividade. Cerca de 50% são trabalhadores por conta propria. Auditoras – Prestadoras de serviços de Auditoria, Impostos, Finanças e Contabilidade e Assessoria Empresarial. As big 4 são KPMG, Deloite, PWC e Ernst & Young.03-12-2008 Inês Loureiro 11
  • 12. Concorrência Gab. Contabilidade Auditoras Caracterizam-se por: Caracterizam-se por: Proximidade com o Serem poucas cliente Muito “caras” Avenças “baratas” Só estão em Lisboa e Poucos serviços e Porto baixa diferenciação Terem serviços Baixa rendibilidade (10 diversificados a 12%) Qualidade Alta rendibilidade (35 a 40%)03-12-2008 Inês Loureiro 12
  • 13. Concorrência Para o efeito queremos aproveitar o bom de ambas as partes: Proximidade com o cliente Diversificação dos serviços Boa relação qualidade/preço (não nos diferenciamos pelo preço) Boa rendibilidade (25 a 30%)03-12-2008 Inês Loureiro 13
  • 14. Concorrência Existe apenas uma empresa em regime de franchising de Contabilidade e Gestão: a Fiducial do Grupo OneBiz. Ano de constituição: 1999 Escritórios em 2008: 60 Características do franchising: Investimento Inicial – 30.000€ Contrato – 10 anos Royalties – 200€ Tx Publicidade – 70€03-12-2008 Inês Loureiro 14
  • 15. Concorrência Franquia Fiducial inclui: Software de Gestão (ERP, CRM, Software de Consultoria) Material Promocional Material de Economato Formação e Assistência Tecnica Inicial Manuais Operativos e de Gestão Serviço de Telemarketing Área do Espaço (m2) Mínima – 40 Recomendado – 8003-12-2008 Inês Loureiro 15
  • 16. Concorrência Serviços prestados ao cliente: Contabilidade Processamento de Salários Planeamento e Preparação de Obrigações Fiscais Aconselhamento de Gestão Relatórios Financeiros Mensais Estudos Financeiros03-12-2008 Inês Loureiro 16
  • 17. Concorrência Notas: Nos escritórios visitados o atendimento é informal, realizado por um administrativo, sem motivação comercial Não houve a preocupação de registar o contacto Não estão aplicados padrões de atendimento Operações centradas em micro empresas03-12-2008 Inês Loureiro 17
  • 18. Conceito Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 18
  • 19. Conceito Face o exposto, faz sentido criar uma marca e fornecer às empresas clientes elementos de gestão diversos que permitam ajudar os gerentes e administradores a decidir e a gerir no dia-a-dia da organização Este sim é um serviço de valor acrescentado, fornecido ao cliente final respondendo não só às suas necessidades, como para outras que não estava alertado.03-12-2008 Inês Loureiro 19
  • 20. Conceito Que serviços são estes? Todos aqueles que não se resumem a um simples balanço ou demonstração de resultados. Através da utilização de sistemas de contabilidade analítica, de conhecimentos de gestão e estratégia, de parcerias estratégicas, é possível dar às pme’s este serviço e desempenhar um serviço de consultoria.03-12-2008 Inês Loureiro 20
  • 21. Conceito Só assim poderemos constituir, por um lado, um factor de diferenciação face à actual oferta realizada por pequenas empresas de contabilidade, e por outro lado tornarmo-nos alternativa aos serviços altamente bem remunerados e inacessíveis às pme’s portuguesas, das multinacionais de auditoria e contabilidade. Também só assim teremos capacidade de intervenção real e concreta nos problemas das empresas, nomeadamente ao nível da profissionalização da sua gestão.03-12-2008 Inês Loureiro 21
  • 22. Conceito Porquê uma marca de Gestão e Contabilidade? Os meios informáticos existem As nossas pme’s, nomeadamente as que não podem suportar os custos de grandes consultoras estão necessitadas deste serviço O outsourcing é cada vez mais apontado como o futuro, já que em virtude da concorrência crescente e da busca de pequenos nichos de mercado, as empresas tendem a concentrar-se no seu core business, deixando para empresas especialistas as outras áreas.03-12-2008 Inês Loureiro 22
  • 23. Conceito A marca é uma marca de serviços de gestão e contabilidade com uma maior propensão para a inovação ao nível dos processos e para a especialização em determinados serviços e em determinados clientes em alternativa à massificação dos serviços de contabilidade.03-12-2008 Inês Loureiro 23
  • 24. Missão Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 24
  • 25. Missão Temos como Missão o processamento e interpretação de informação empresarial que permita sustentar a tomada de decisões por parte dos clientes finais, recorrendo para o efeito a um conjunto de serviços.03-12-2008 Inês Loureiro 25
  • 26. Objectivo Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 26
  • 27. Objectivo O nosso objectivo é constituir uma rede nacional em regime de franchising. Pretendemos “criar” empresas locais que serão estimuladas pelo know-how da equipa da sede e seus parceiros estratégicos, a desenvolver um serviço de qualidade nas áreas de gestão e contabilidade aos seus clientes. 03-12-2008 Inês Loureiro 27
  • 28. Serviços Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 28
  • 29. Serviços Os serviços disponibilizados deverão ser os seguintes: Contabilidade Geral Recursos Humanos Fiscalidade Apoio à Decisão Consultoria Administrativa e Financeira Roc* Auditoria* Apoio Juridico* RH* * (através de parcerias estratégicas aproveitando os serviços e vantagens que cada parceiro) 03-12-2008 Inês Loureiro 29
  • 30. Serviços Contabilidade Geral: Organização e coordenação da execução da contabilidade do cliente, segundo as normas legais e os principios contabilísticos Envio de declarações legais e fiscais, bem como pagamentos junto das instituições financeiras Preparação de documentação que serve à prestação de contas para depósito na Conservatória do Registo Comercial Análise dos resultados por centro de custo e categorias de proveitos Relatório de gestão da evolução e situação da empresa 03-12-2008 Inês Loureiro 30
  • 31. Serviços Recursos Humanos: Processamento salarial e emissão de recibos de vencimentos Emissão dos mapas de remuneração e de retenções Elaboração de contratos de trabalho e comunicação á segurança social da admissão de novos colaboradores 03-12-2008 Inês Loureiro 31
  • 32. Serviços Fiscalidade: Interpretação e aplicação da legislação vigente sobre IRC, IRS, IVA e IS Preenchimento e entrega de todas as declarações fiscais Aconselhamento fiscal 03-12-2008 Inês Loureiro 32
  • 33. Serviços Apoio à Decisão: Aconselhamento com base em vários relatórios: Calculos de racios economico-financeiros Indicadores de rentabilidade Graficos de Performance Contas de Exploração Cash flow 03-12-2008 Inês Loureiro 33
  • 34. Serviços Consultoria Administrativa e Financeira: Planos de Negócio Projectos de Financiamento Estudos de Viabilidade Económica e Financeira Avaliação de Empresas Constituição de sociedades Pedido de certificado de admissibilidade Registo comercial Marcação de escrituras Início de actividade Inscrição na Segurança Social 03-12-2008 Inês Loureiro 34
  • 35. Serviços Outros Serviços de Consultoria: Roc Auditoria fiscal Auditoria Financeira Aconselhamento legal e juridico RH - sistemas de avaliação de desempenho e recrutamento 03-12-2008 Inês Loureiro 35
  • 36. Pack de Serviços Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 36
  • 37. Pack de Serviços Existem 5 pacotes disponíveis: Pack 1: Recomendado a start-up’s e empresários em nome individual Inclui: Obrigações legais e fiscais Relatorio Semestral financeiro Valor: Desde 100€ + Iva 03-12-2008 Inês Loureiro 37
  • 38. Pack de Serviços Pack 2 Recomendado a empresas com volume de facturação entre 201.000€ até 300.000€ Inclui: Contabilidade Fiscalidade RH Apoio à gestão e decisão Relatorios trimestrais financeiros e provisionais Valor: Desde 200€ + Iva 03-12-2008 Inês Loureiro 38
  • 39. Pack de Serviços Pack 3 Recomendado a empresas com mais de 50 trabalhadores e/ou mais de 301.000€ de facturação Inclui: Contabilidade Fiscalidade RH Apoio à gestão e decisão Relatorios mensais financeiros e provisionais Controlo de Gestão Valor: Desde 330€ + Iva 03-12-2008 Inês Loureiro 39
  • 40. Pack de Serviços Consultoria em: Sistemas de Avaliação de Desempenho e Recrutamento Roc Auditoria fiscal e/ou financeira Questões legais e juridicas Planos de Negócio Projectos de Financiamento Estudos de Viabilidade Económica e Financeira Avaliação de Empresas Valor: 75€ hora + Iva Pack’s: 10 horas: 70€ hora + Iva 20 horas: 65€ hora + Iva 30 horas: 60€ hora + Iva 03-12-2008 Inês Loureiro 40
  • 41. Pack de Serviços Finance Management Outsourcing: Externo – Outsourcing dentro da empresa onde colocamos 1 colaborador e disponibilizamos a tecnologia Serviço recomendado para grandes empresas Valor: Custo total da pessoa alocada + margem Interno – Somos o departamento financeiro da empresa do cliente, mas é tudo realizado no nosso escritório Valor: Cria-se um centro de custo para o cliente, coloca- se uma margem e é isso que se cobra 03-12-2008 Inês Loureiro 41
  • 42. Público Alvo Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 42
  • 43. Público Alvo do franchisado O público-alvo do franchisado é essencialmente pequenas e médias empresas de controlo familiar. A carteira de clientes do franchisado deve estar estruturada da seguinte forma Pack 1 – 5% Pack 2 – 80% Pack 3 e FMO – 15% 03-12-2008 Inês Loureiro 43
  • 44. Vantagens para o cliente final Podemos afirmar que o cliente final ao subcontratar os nosso serviços beneficia das seguintes vantagens: Melhora a qualidade da informação existente, ao beneficiar do trabalho de uma empresa especializada na área Beneficia de uma marca que irá providenciar competências, recursos, tecnologia de qualidade que normalmente não estão ao seu dispor 03-12-2008 Inês Loureiro 44
  • 45. Vantagens para o cliente final Usando os nossos “outputs” introduz rapidamente rectificações que incrementam a produtividade nos diversos níveis de actuação da empresa Está melhor habilitada para direccionar correctamente os investimentos nas áreas que constuem a essência do seu negócio, implementando estratégias que vão de encontro aos objectivos definidos pela empresa Reduz custos com pessoal administrativo e contabilístico 03-12-2008 Inês Loureiro 45
  • 46. Eixos Estratégicos da Marca Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 46
  • 47. Eixos Estratégicos da Marca Deve ter dinamismo, agressividade comercial e capacidade de reposta Branding forte para que a sua capacidade de atracção, de notoriedade e de retenção de clientes seja maximizada Deve criar mecanismos de comunicação adequados: Site bem desenvolvido Plataforma Informatica (ERP, CRM, Gestão) Informação disponível online e em tempo real 03-12-2008 Inês Loureiro 47
  • 48. Eixos Estratégicos da Marca Processos de prospecção de clientes sistematizados e acompanhados Crm como mecanismo de prospecção permanente e sistematizado Definição de objectivos de prospecção, de contactos, de reuniões e de clientes Acompanhamento sistemático dos clientes por parte dos Gestores Financeiros e comerciais 03-12-2008 Inês Loureiro 48
  • 49. Eixos Estratégicos da Marca Personalização do serviço e da relação O cliente acompanha a cada momento a evolução do seu negocio, online e em tempo real Proximidade fisica (escritório), virtual (plataforma informática) e pessoal (política de acompanhamento do cliente muito exigente) 03-12-2008 Inês Loureiro 49
  • 50. Escritório Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 50
  • 51. Escritório Pode ser loja ou escritório Espaço moderno, simples, que transmita rigor Localização junto a zona de empresas Horário normal das empresas 9h às19h, com intervalo para almoço Visibilidade não é prioritária Não existe zonas de exclusividade/intervenção dos escritórios 03-12-2008 Inês Loureiro 51
  • 52. Escritório Organização do Escritório: Open space em que o Director terá um posto de trabalho um pouco mais recuado e com maior visibilidade sobre tudo 2 postos de trabalho (mesas com computador), sendo uma delas a secretária de atendimento Um espaço para reuniões privadas onde se possa reunir com clientes ou com a equipa 03-12-2008 Inês Loureiro 52
  • 53. Estrutura Organizacional Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 53
  • 54. Estrutura Organizacional Pretende-se que na estrutura organizacional exista poucos níveis hierárquicos, assegurando assim velocidade na tomada de decisões. Pretende-se que seja: Simples Flexível e rapidamente adaptável a novas condições Orientada para o mercado 03-12-2008 Inês Loureiro 54
  • 55. Estrutura Organizacional A estrutura organizacional assenta no seguinte: Sede – Director da Marca Escritório Franchisado / Director Gestor Financeiro Comercial Supervisor 03-12-2008 Inês Loureiro 55
  • 56. Estrutura Organizacional Sede: Suporte técnico às agências Negociação de protocolos com parceiros Comunicação Institucional e acções centrais de marketing Formação Controlo dos objectivos dos franchisados 03-12-2008 Inês Loureiro 56
  • 57. Estrutura Organizacional O escritório será composto inicialmente por: Director/franchisado Gestor Financeiro Consoante a evolução do negócio passará a ter também: Comercial* Supervisor* (quando tiver 2 comerciais e 3 gestores financeiros) *Ver plano de viabilidade do negócio 03-12-2008 Inês Loureiro 57
  • 58. Estrutura Organizacional Perfil do Franchisado: Espirito empreendedor Dotados de conhecimentos do ambiente local Ex-Directores Jovens licenciados Profissionais Seniors de Auditoria e Contabilidade Técnicos Oficiais de contas 03-12-2008 Inês Loureiro 58
  • 59. Estrutura Organizacional Não obriga a que o franchisado seja TOC, mas tem que ter 1 Toc a trabalhar na empresa. No futuro terão um regime juridico similar ao das sociedades de advogados. É algo que irá acontecer a medio-longo prazo e será uma mudança gradual porque: 60% a 65% dos toc’s têm mais de 50 anos e opõe-se à mudança a lei não pode ter retroactivos (código das sociedades comerciais, civil e juridica), isso significa que as empresas criadas antes da lei sair, (em principio) não sofrem alterações. 03-12-2008 Inês Loureiro 59
  • 60. Estrutura Organizacional É importante referir que o crescimento internacional de grandes empresas de auditoria que conhecemos hoje, resultaram de constantes processos de associações entre os seus membros principais, desta forma, não é de desprezar a conversão de gabinetes de contabilidade locais, em franchisados. 03-12-2008 Inês Loureiro 60
  • 61. Estrutura Organizacional O Franchisado / Director tem como principais funções: Actividade comercial – 70% Angariação de clientes Diagnostico das necessidades do cliente Acompanhamento Coordenação e controlo do RH – 15% Controlo de Gestão do escritório – 15% 03-12-2008 Inês Loureiro 61
  • 62. Estrutura Organizacional Perfil do Gestor Financeiro: Com conhecimentos tecnicos de contabilidade e gestão Principais responsabilidades: Atendimento de clientes no escritório Tratamento de todos os processos administrativos dos clientes 03-12-2008 Inês Loureiro 62
  • 63. Estrutura Organizacional O Comercial tem como principais responsabilidades a actividade comercial: Angariação de clientes via presencial e/ou telefone, tendo como base o crm Diagnostico das necessidades do cliente Acompanhamento de clientes existentes Alavancar as vendas ao vender serviços de consultoria aos clientes actuais 03-12-2008 Inês Loureiro 63
  • 64. Actividade Comercial Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 64
  • 65. Actividade Comercial Marca Franchisado Notoriedade Acções de Campanhas de notoriedade local comunicação Publicidade local Institucional Ápresentação às empresas da zona Objectivo mensal: Por cada 100 contactos = 15 reuniões de venda= 2 novos clientes 03-12-2008 Inês Loureiro 65
  • 66. Actividade Comercial Fases da actividade comercial no dia-a-dia realizada pelo Director e/ou comercial: Prospecção elevantamento de contactos de empresas na zona Primeiro contacto (abordagem e marcação de reunião) Levantamento das necessidades Apresentação de proposta e fecho de venda Serviço pós-venda, acompanhamento Todos os contactos e respectivo follow-up devem ser referenciados no sistema CRM. 03-12-2008 Inês Loureiro 66
  • 67. Vantagens para o franchisado Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 67
  • 68. Vantagens para o franchisado Beneficiar da assistência e know how do Wingroup Beneficiar de uma rede de parceiros estratégicos (ROC, Advogado, Auditor, etc) Acesso a um conjunto de informação actualizada e sobre gestão de empresas, organização administrativa, gestão financeira e controlo de tesouraria, estudos e projectos económico-financeiros e estudos e peritagens contabilísticas Formação sobre formas de trabalho e organização feitas a pensar em clientes mais exigentes, procedimentos internos proprios, matrizes de trabalho eficazes Cross Seling com outras empresas do grupo, nomeadamente a de mediação de seguros e a de consultoria financeira 03-12-2008 Inês Loureiro 68
  • 69. Sistemas de Informação Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 69
  • 70. Sistemas de Informação É essencial uma aplicação informática de contabilidade e gestão porque todo o tipo de informação fiscal, contabilistica e financeira é electrónica. Deveremos optar por uma aplicação que tenha os modulos para enviar as declarações mensalmente através do sistema e o modulo dossier fiscal para as fiscalizações das finanças. 03-12-2008 Inês Loureiro 70
  • 71. Sistemas de Informação É essencial também que permita retirar todo o tipo de informação para se prestar o serviço de consultoria de gestão e permitir aos clientes sustentar uma adequada tomada de decisão. Informação sobre ex: Racios Análise de gestão Indicadores e projecções Avaliação de empresas Margens por produto Rentabilidade por secção Aquisição de novos clientes Classificação de clientes 03-12-2008 Inês Loureiro 71
  • 72. Sistemas de Informação Nesta plataforma o cliente final também acede à sua área pessoal no sistema e terá acesso online a em “tempo real” a informação de gestão e ao “ponto de situação” da sua empresa. Esta aplicação deve ser uma plataforma de comunicação e um canal de “feedback” permanente entre a marca, franchisados e clientes. Deverá disponibilizar ao cliente final informação actual sobre gestão e contabilidade, informação que muitas vezes está reservada prioritariamente ao Toc’s 03-12-2008 Inês Loureiro 72
  • 73. Sistemas de Informação Módulos essenciais: Contabilidade/Gestão Dossier fiscal Recursos Humanos Imobilizado CRM Relatórios de apoio à decisão Análise Económica e Financeira Consolidação, fecho do ano e módulos financeiros É essencial para a diferenciação do negócio e é uma receita para o franchisado. 03-12-2008 Inês Loureiro 73
  • 74. Plano de Expansão Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 74
  • 75. Plano de Expansão Assenta a curto prazo na Angariação de franchisados: Site Portal de franchising Tormo.pt Portal de franchising infofranchising.pt Portal de franchising franchising.pt Feira de Franchising de Lisboa em Maio Publicidade na revista de Negócios e franchising03-12-2008 Inês Loureiro 75
  • 76. Formação Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 76
  • 77. Formação A formação inicial é de vital importância no êxito da estratégia da marca. Deve ser dada por: Director da Marca Director de Marketing Director Financeiro A formação inicial dos franchisados e Gestores Financeiros deve ser de 10 dias uteis, 7 dias em sala, 3 dias em agência.03-12-2008 Inês Loureiro 77
  • 78. Formação Deve ter obrigatoriamente os seguintes modulos: Conceito da marca ½ dia Gestão do Negõcio ½ dia Gestão de clientes 1 Dia Marketing 1 dia Análise de relatórios e 1 dia aconselhamento Software Contabilidade / Gestão 1 dia Software RH ½ dia Software CRM ½ dia Software Modulos Financeiros ½ dia Software Imobilizado e relatórios ½ dia03-12-2008 Inês Loureiro 78
  • 79. Vantagens competitivas Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 79
  • 80. Vantagens Competitivas Plataforma Informática Diferenciação de serviços Parceiros Estratégicos (roc, rh, advogado) Formação Marketing Cross-selling com empresas do grupo (mediação de seguros e intermediação de credito a empresas)03-12-2008 Inês Loureiro 80
  • 81. Por que é um projecto viável? Porque: Existe uma necessidade no mercado não satisfeita Temos a solução Estamos qualificados para tal (equipa e tecnologia) O mercado existe e é vasto Temos vantagens competitivas Temos uma boa estratégia de desenvolvimento Iremos criar valor para o franchisado e para o cliente final 03-12-2008 Inês Loureiro 81
  • 82. Próximos Passos Análise e validação do projecto Processo de definição de nome e imagem Desenvolvimento do Manual de franchising, formação e controlo Definição das directrizes para a aplicação informática Negociação com parceiros Desenvolvimento do plano de mkarketing e do kit de apresentação do franchising03-12-2008 Inês Loureiro 82
  • 83. FIM Gestão e Contabilidade03-12-2008 Inês Loureiro 83
  • 84. Análise do Mercado Empreendorismo, inovação, competitividade, qualidade da economia versus emprego, e desenvolvimento sustentável são alguns dos aspectos com grande impacto nas empresas a que a contabilidade não pode ficar indiferente, porque tem um papel fundamental na informação aos empresários, para que estes possam tomar as decisões mais acertadas. 03-12-2008 Inês Loureiro 84
  • 85. Estrutura Organizacional Se bem que a rede necessite de apoio da sede e dos seus parceiros estratégicos, é na articulação do escritório local com os clientes e estruturas à sua volta que reside a possibilidade de crescimento autónomo. O escritório local será um polo aglutinador, articulado com os seus clientes e todas as entidades que possam alavancar o negócio. 03-12-2008 Inês Loureiro 85

×