O Seu Banco Parceiro
DIVULGAÇÃO DE
RESULTADOS
2T13
Disclaimer
Esta apresentação pode conter referências e declarações que representem
expectativas de resultados, planos de c...
Destaques
3
 Em maio concluímos a aquisição da Voga, o novo time de IB já está integrado às atividades do BI&P.
 Anúncio...
Visão Banco BI&P
4
Tese de Investimento
Nossa Visão
consiste em sermos
um banco inovador
e de excelência...
em crédito cor...
Reestruturação Estratégica | Fase 1
Reposicionamento do Core Business
5
 Nova estrutura de avaliação e remuneração
 Real...
Reestruturação Estratégica | Fase 2
Foco em reforçar atividades de Finanças Corporativas, ganho de escala e
diversificar e...
Associação com Banco Intercap
Patrimônio e Grupo de Controle
 Incorporação do PL de 30.06.2013, aproximadamente R$116 mil...
Associação com Banco Intercap
Estrutura de Governança Corporativa
 As práticas atuais serão preservadas
 Os acionistas d...
2.759 2.807
2.991 3.068 3.048
3.229
1T12 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13
R$milhões
Empréstimos e Financiamentos em Reais
Trade Fi...
1.422 1.253
1.200
1.445 1.538
2T12 3T12 4T12 1T13 2T13
R$milhões
Empresas Emergentes
1.334
1.682 1.820
1.567 1.659
2T12 3T...
Evolução da Carteira de Crédito Expandida
...com foco em ativos de maior qualidade...
11
517
687 728
589
773
2T12 3T12 4T1...
Empréstimos
39,1%
Cessão
Recebíveis
Clientes
12,5%
Confirming
0,7%
Desconto
0,4%
NCE
1,6%
CCE
1,0%
CCBI
1,0%
Carteira de C...
371
529 482
403
250
2T12 3T12 4T12 1T13 2T13
R$milhões
Ecossistema de Grandes Empresas *
Recebíveis de Clientes Recebíveis...
1,3%
1,3%
1,5%
1,6%
1,6%
1,7%
1,8%
2,0%
2,4%
2,9%
3,6%
3,6%
3,6%
4,3%
5,6%
9,9%
12,2%
15,8%
23,3%
Comércio - atacado e var...
Carteira de Crédito
...mantendo a característica de curto prazo.
15
2T12 2T13
10 maiores
18%
11 - 60
maiores
32%
61 - 160
...
Qualidade da Carteira de Crédito
98,2% dos créditos concedidos no trimestre classificados entre AA e B
16
 Créditos class...
Desempenho Operacional e Rentabilidade
17
Receita de Operações de Crédito + CPR Ajustada 2T13 1T13 2T13/1T13 2T12 2T13/2T1...
Qualidade da Carteira de Crédito
18
1 - Despesa de PDD Gerencial = Despesa de PDD + Descontos concedidos nas operações liq...
CDB
26%
DPGE
30%
LCA
16%
LF e LCI
2%
Interf. e
Dep. vista
3%
Repasses
no país
11%
Emprest.
Exterior
12%
2T13
2.755
2.936 2...
Desempenho Operacional e Rentabilidade
20 n.r.= Não representativo
2,4 3,1 3,6
2T12 3T12 4T12 1T13 2T13
R$milhões
Lucro Lí...
582,4 587,6 587,2
498,4
569,6
686,0
2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 2T13*
R$milhões
Patrimônio Líquido
17,0% 15,8% 14,9% 14,2% 14...
Principais Desafios
22
Aumento de escala por meio do crescimento da carteira de crédito e
maior alavancagem
Ganho de
Escal...
O Seu Banco Parceiro
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

BI&P- Indusval- Divulgação de Resultados 2T13

353
-1

Published on

Published in: Investor Relations
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
353
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

BI&P- Indusval- Divulgação de Resultados 2T13

  1. 1. O Seu Banco Parceiro DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2T13
  2. 2. Disclaimer Esta apresentação pode conter referências e declarações que representem expectativas de resultados, planos de crescimento e estratégias futuras do BI&P. Essas referências e declarações estão baseadas em suposições e análises do Banco e refletem o que os administradores acreditam, de acordo com sua experiência, com o ambiente econômico e nas condições de mercado previsíveis. Estando muitos destes fatores fora do controle do Banco, podem haver diferenças significativas entre os resultados reais e as expectativas e declarações aqui eventualmente antecipadas. Esses riscos e incertezas incluem, mas não estão limitados a: nossa habilidade de perceber a dimensão dos aspectos econômicos brasileiros e globais, desenvolvimento bancário, condições de mercado financeiro, aspectos competitivos, governamentais e tecnológicos que possam afetar tanto as operações do BI&P quanto o mercado e seus produtos. Portanto, recomendamos ler os documentos e demonstrações financeiras disponibilizados através da CVM e de nosso site de Relações com Investidores (www.bip.b.br/ri) e efetuar sua cuidadosa avaliação. 2
  3. 3. Destaques 3  Em maio concluímos a aquisição da Voga, o novo time de IB já está integrado às atividades do BI&P.  Anúncio da Associação com o Banco Intercap S.A. em junho.  Carteira de Crédito Expandida totalizou R$3,2 bilhões, +5,9% no 2T13 e +15,0% em 12 meses, 47,6% no segmento Empresas Emergentes e 51,4% no segmento Corporate.  Os Créditos classificados entre AA e B representam 85,1% da carteira de crédito no 2T13 ante 81,3% no 1T13 e 79,2% no 2T12. Mantivemos nossa disciplina de manter um portfólio pulverizado e de excelente qualidade: 98,2% dos créditos concedidos ao longo do trimestre foram classificados entre AA e B.  A Despesa de PDD gerencial no 2T13, anualizada, foi de 1,1% da carteira de crédito expandida. Não houve novas provisões referentes ao saldo da carteira de crédito concedida antes de abril de 2011 e ainda permanecemos com uma provisão adicional (não alocada) de R$ 40,9 milhões.  As Receitas de Prestação de Serviços cresceram 33,9% no 2T13 e 26,2% no 1S13 quando comparado ao 1S12, totalizando R$8,6 milhões no 2T13. Com a recente integração do time de IB, esperamos que essa receita prossiga crescendo nos próximos trimestres.  A Receita de Operações de Crédito ajustada, que reflete a atividade “core” do banco, apresentou incremento de 14,0% no 2T13, de R$60,7 milhões no 1T13 para R$69,3 milhões no 2T13.  Os números do 2T13 foram impactados de forma pontual por perdas resultantes da alta volatilidade de mercado e efeito da descontinuidade da designação do hedge accounting, não relacionados às atividades de crédito, gerando um resultado negativo de R$20,6 milhões.  Considerando a política conservadora de risco adotada pelo Banco, entendemos que uma remuneração adequada ao nosso capital virá com o ganho de escala da carteira de crédito e da receita de serviços, resultantes da estratégia e estrutura montadas pela atual gestão.
  4. 4. Visão Banco BI&P 4 Tese de Investimento Nossa Visão consiste em sermos um banco inovador e de excelência... em crédito corporativo para empresas emergentes e corporate, com ampla gama de produtos financeiros e serviços, buscando realizar operações recorrentes junto à nossa base de clientes (“cross sell”), com o objetivo de atendê-los em todas suas necessidades financeiras com forte time de investment bank atuando no crescente mercado de renda fixa, captação de recursos de longo prazo, fusões e aquisições e operações estruturadas    O Brasil é um dos países com maior concentração bancária do mundo, com significativa demanda pelas empresas de relacionamentos bancários de qualidade, principalmente nos segmentos em que atuamos.  O mercado financeiro está passando por um ponto de inflexão histórico com o surgimento de um crescente mercado de renda fixa doméstico onde cada vez mais as empresas buscarão recursos de longo prazo para os seus investimentos.  O Brasil continua sendo um grande polo de atração de novos players estratégicos do sistema financeiro internacional e o BI&P estará preparado para se posicionar com um excelente parceiro, em linha com o histórico associativo dos nossos sócios controladores.
  5. 5. Reestruturação Estratégica | Fase 1 Reposicionamento do Core Business 5  Nova estrutura de avaliação e remuneração  Realização de pesquisas de clima  Investimento em jovens talentos: Programa de Trainee Recursos Humanos  Desenvolvimento da Unidade de Inteligência de Mercado (BI) e Sales Force  Troca de 85% do time  Maiores volumes de visitas e carteira por officer  Integração entre áreas Comercial e Crédito: novos processos Comercial  Formação de equipe de produtos e derivativos  Implementação de novos produtos com destaque para a mesa de derivativos  Integração total com a área comercial  Meta da receita de serviços: representar 23-30% das receitas totais do BI&P em 2-3 anos Produtos e Finanças Corporativas  Novo Superintendente da área  Relevantes investimentos em infraestrutura e equipamentos  Novas plataformas de Inteligência de Mercado (COGNOS - BI) e CRM (Salesforce.com) em implementação Melhorias de Controles  Precificação de produtos a clientes de mercados nacionais e internacionais: juros em R$ e US$, futuros e opções para juros, moedas e commodities, índices de inflação e de câmbio pronto  Gerenciamento de posições proprietárias: mercados nacionais e internacionais Tesouraria e Posições Proprietárias
  6. 6. Reestruturação Estratégica | Fase 2 Foco em reforçar atividades de Finanças Corporativas, ganho de escala e diversificar estrutura de funding 6 Dezembro 2012 JV Ceagro para geração de CPRs: já gerou R$220 milhões de ativos para o banco JV para geração de ativos Fevereiro 2013 Aquisição da Voga (Investment Banking), incorporada em maio 2013 com 39 mandatos em andamento e fortalecimento do time de distribuição Aquisição Time de IB Março 2013 Provisão adicional de R$111 milhões sobre créditos concedidos antes de abril 2011, liquidando pendências da antiga política de crédito Provisão Adicional Março 2013 Aumento de capital de R$90 milhões, subscrito pela Warburg Pincus, acionistas controladores e mercado Aumento de Capital Junho 2013 Aquisição do Banco Intercap, com Afonso Hennel (Grupo Semp Toshiba) e Roberto de Resende Barbosa (NovAmerica/Cosan) passando a integrar o Conselho de Administração e Grupo de Controle do BI&P Aquisição Intercap
  7. 7. Associação com Banco Intercap Patrimônio e Grupo de Controle  Incorporação do PL de 30.06.2013, aproximadamente R$116 milhões  Acionistas de 2 fortes grupos passarão a participar do grupo de controle:  Afonso Hennel (Grupo Semp)  Roberto de Rezende Barbosa (NovAmerica / Cosan) Carteira de Crédito  Prazo médio de aproximadamente 18 meses  84,3% dos créditos classificados entre AA-B  Índice de Basileia sem exposição cambial Junho 2013: 19,2% 7
  8. 8. Associação com Banco Intercap Estrutura de Governança Corporativa  As práticas atuais serão preservadas  Os acionistas da Intercap terão direito a 2 membros no Conselho  Afonso Hennel será nomeado como Vice-Presidente do Conselho de Administração  Afonso Hennel e Roberto de Rezende Barbosa farão parte do Grupo de Controle Mecanismos de proteção e indenização  O Contrato prevê mecanismos de proteção e indenização entre o Banco BI&P e os acionistas do Banco Intercap com relação a perdas de crédito e despesa de PDD. Os limites de PDD para o Intercap, não cumulativos, são de até: • Ano 1: R$6 milhões • Ano 2: R$4,5 milhões • Ano 3, 4 e 5: R$3 milhões por ano 8
  9. 9. 2.759 2.807 2.991 3.068 3.048 3.229 1T12 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 R$milhões Empréstimos e Financiamentos em Reais Trade Finance Garantias Emitidas (Avais, Fianças e L/Cs) Títulos Agrícolas (CPR, CDA/WA e CDCA) Títulos de Crédito Privado (NP e Debêntures) Carteira de Crédito Expandida Crescimento de 5,9% no trimestre em créditos de melhor qualidade... 9
  10. 10. 1.422 1.253 1.200 1.445 1.538 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 R$milhões Empresas Emergentes 1.334 1.682 1.820 1.567 1.659 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 R$milhões Corporate Segmentação de Clientes ...mantendo as mesmas participações entre empresas Emergentes e Corporate na carteira de crédito expandida... 10 Nota: Outros Créditos correspondem a operações de CDC Veículos, Empréstimos e Financiamentos Adquiridos, e Financiamento de BNDU). Migração de carteira de Empresas Emergentes para Corporate para ajuste de segmentação de porte (~R$200mm em jun/12 e ~R$260mm em set/12) Faturamento anual entre R$40mm e R$400mm Faturamento anual entre R$400 mm e R$2 bi Ticket médio dos desembolsos por cliente R$ mm 2T13 1T13 Corporate 9,2 10,8 Empresas Emergentes 2,2 2,3 47,4% 47,6% 51,4% 51,4% 1,2% 1,0% 1T13 2T13 Empresas Emergentes Corporate Outros
  11. 11. Evolução da Carteira de Crédito Expandida ...com foco em ativos de maior qualidade... 11 517 687 728 589 773 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 R$milhões Novas Operações 3.048 3.229773(510) (76) (6) 1T13 Operações Liquidadas Saídas de Crédito Write offs Novas operações 2T13 R$milhões 98,7% das novas operações dos últimos 12 meses estão classificadas entre AA e B.
  12. 12. Empréstimos 39,1% Cessão Recebíveis Clientes 12,5% Confirming 0,7% Desconto 0,4% NCE 1,6% CCE 1,0% CCBI 1,0% Carteira de Crédito Expandida ...e ampliando a participação dos novos produtos... 12 Emprést. e Descontos em Reais 56% Trade Finance 16% BNDES 9% Garantias Emitidas 6% Títulos Agrícolas 10% Títulos Crédito Privado 1,1% Outros 2% 2T12 Empréstimos 31,5% Cessão Recebíveis Clientes 8,8% Confirming 0,0% Desconto 0,3% NCE 5,7% CCE 3,4% CCBI 1,9% Emprést. e Descontos em Reais 52% Trade Finance 13% BNDES 11% Garantias Emitidas 6% Títulos Agrícolas 15% Títulos Crédito Privado 1,2% Outros 2% 2T13
  13. 13. 371 529 482 403 250 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 R$milhões Ecossistema de Grandes Empresas * Recebíveis de Clientes Recebíveis contra Clientes 267 307 327 371 478 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 R$milhões Títulos Agrícolas CPR Warrant (CDA/WA) CDCA Desenvolvimento de Franchise Value ...em nichos de especialização... 13 60 94 92 90 106 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 R$milhões Títulos de Renda Fixa Debêntures CCB Imobiliário * Operações de aquisição e cessão de recebíveis originados por nossos clientes e Operações com recebíveis de fornecedores sacados contra nossos clientes (Confirming). O desenvolvimento de expertise em certos nichos e a criação de estruturas que gerem diferenciais competitivos permitem o aumento de rentabilidade através de receitas de fees.
  14. 14. 1,3% 1,3% 1,5% 1,6% 1,6% 1,7% 1,8% 2,0% 2,4% 2,9% 3,6% 3,6% 3,6% 4,3% 5,6% 9,9% 12,2% 15,8% 23,3% Comércio - atacado e varejo Plástico e Borracha Pessoa física Serviços financeiros Eletroeletrônicos Instituições financeiras Máquinas e Equipamentos Geração e Distribuição de Energia Educação Têxtil, confec. e couro Metalurgia Química e farmacêutica Derivados petróleo e biocombustíveis Transporte e logística Automotivo Outros setores* Construção Alimentos e bebidas Agropecuário 2T13 1,3% 1,8% 2,3% 2,4% 2,5% 2,8% 3,7% 3,7% 4,2% 4,3% 4,6% 5,0% 5,2% 9,7% 11,9% 15,5% 19,0% Eletroeletrônicos Comércio - atacado e varejo Instituições financeiras Geração e Distribuição de Energia Educação Têxtil, confecção e couro Metalurgia Derivados petróleo e biocombustíveis Automotivo Papel e celulose Serviços financeiros Química e farmacêutica Transporte e logística Outros setores* Construção Alimentos e bebidas Agropecuário 2T12 Carteira de Crédito ...com incremento relevante no Agronegócio... 14 * Outros setores com participação individual inferior a 1,4%.
  15. 15. Carteira de Crédito ...mantendo a característica de curto prazo. 15 2T12 2T13 10 maiores 18% 11 - 60 maiores 32% 61 - 160 maiores 25% Demais 25% Concentração por Cliente 10 maiores 15% 11 - 60 maiores 32% 61 - 160 maiores 27% Demais 26% Concentração por Cliente Até 90 dias 39% 91 a 180 dias 19% 181 a 360 dias 15% +360 dias 27% Vencimentos Até 90 dias 32% 91 a 180 dias 20% 181 a 360 dias 16%+360 dias 32% Vencimentos
  16. 16. Qualidade da Carteira de Crédito 98,2% dos créditos concedidos no trimestre classificados entre AA e B 16  Créditos classificados entre D e H equivalem a R$279,8 milhões no fechamento do 2T13: − R$215,9 milhões (77% da carteira de crédito entre D-H) em curso normal de pagamento; − Apenas R$63,9 milhões com atrasos +60 dias; e − 76,6% provisionados (96,4% em março/13).6% 2% 3% 37% 40% 42% 34% 36% 38% 16% 13% 7% 8% 9% 11% 2T12 1T13 2T13 AA A B C D - H 81,7% 78,2% 76,2% AA 3% AA 2% AA 3% A 42% A 48% A 16% B 38% B 44% B 12% C 7% C 3% C 23%D - H 11% D - H 2% D - H 46% 2T13 * Nova Política de Crédito: adotada a partir de abril de 2011. Clientes Nova Política* Carteira Clássica Clientes Política Antiga Carteira Clássica
  17. 17. Desempenho Operacional e Rentabilidade 17 Receita de Operações de Crédito + CPR Ajustada 2T13 1T13 2T13/1T13 2T12 2T13/2T12 (A) Receita de Operações de Crédito e CPR 60,0 58,6 2,4% 73,7 -18,6% (B) Recuperações de Créditos em Perda 1,7 4,3 -60,2% 8,9 -80,7% (C) Descontos concedidos em operações liquidadas (11) (6,5) 69,2% (9,5) 15,8% Receita de Oper. de Crédito e CPR ajustada (A-B-C) 69,3 60,7 14,0% 74,3 -6,8% 5,5% 5,8% 5,3% 5,4% 3,2% 4,8% 4,5% 4,4% 4,1% 4,1% 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 Margem Financeira Líquida (NIM) NIM - sem efeitos da descontinuidade da designação hedge accounting e descontos* NIM - Gerencial com Clientes* * Inclui as receitas das operações de CPR
  18. 18. Qualidade da Carteira de Crédito 18 1 - Despesa de PDD Gerencial = Despesa de PDD + Descontos concedidos nas operações liquidadas - Recuperações de Créditos em prejuízo * Nova Política de Crédito: adotada a partir de abril de 2011. 6,4% 5,5% 4,5% 8,5% 8,2% 2,6% 1,9% 1,2% 2,2% 2,1% 0,2% 0,3% 0,1% 0,4% 0,5% 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 NPL 90 dias / Carteira de Crédito Clientes Antiga Política de Crédito Total Clientes Nova Política de Crédito* 9,0% 7,5% 4,9% 9,4% 10,6% 3,6% 3,1% 1,5% 2,3% 2,6% 0,2% 1,1% 0,4% 0,4% 0,5% 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 NPL 60 dias / Carteira de Crédito Clientes Antiga Política de Crédito Total Clientes Nova Política de Crédito* Despesa de PDD1 Gerencial do 2T13, anualizada, foi de 1,1% da carteira de Crédito Expandida
  19. 19. CDB 26% DPGE 30% LCA 16% LF e LCI 2% Interf. e Dep. vista 3% Repasses no país 11% Emprest. Exterior 12% 2T13 2.755 2.936 2.999 3.170 3.142 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 R$milhões Moeda Local Moeda Estrangeira Captação Mix de produtos colabora com a redução de custo 19 CDB 27% DPGE 28% LCA 12% LF e LCI 1% Interf. e Dep. vista 6% Repasses no país 10% Emprest. Exterior 16% 2T12
  20. 20. Desempenho Operacional e Rentabilidade 20 n.r.= Não representativo 2,4 3,1 3,6 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 R$milhões Lucro Líquido 1,7 2,2 2,5 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 Retorno sobre PL Médio (ROAE) % -91,4 n.r. -20,6 n.r. Os números do 2T13 foram impactados de forma pontual:  Perdas resultantes da alta volatilidade de mercado,  Efeito da descontinuidade da designação hedge accounting,
  21. 21. 582,4 587,6 587,2 498,4 569,6 686,0 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 2T13* R$milhões Patrimônio Líquido 17,0% 15,8% 14,9% 14,2% 14,6% 16,0% 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 2T13* Índice de Basileia (Tier I) 4,8x 5,1x 5,2x 6,1x 5,7x 5,2x 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 2T13* Alavancagem Carteira de Crédito Expandida / PL Estrutura de Capital e Classificação de Riscos 21 Agência Classificação de Risco Último Relatório Standard & Poor’s Global: BB/Negativo/ B Nacional: brA+/Negativo/brA-1 Ago/13 Moody’s Global: Ba3/Negativo/Not Prime Nacional: A2.br/Negativo/BR-2 Jul/13 Fitch Ratings Nacional: BBB/Estável/F3 Jul/13 RiskBank Índice: 9,92 Baixo Risco Curto Prazo Jul/13 * Inclui o aumento de capital de R$90,0 milhões homologado na RCA de19.07.2013 e simula a conclusão da associação com o Banco Intercap. BI&P+ Intercap BI&P+ Intercap BI&P+ Intercap
  22. 22. Principais Desafios 22 Aumento de escala por meio do crescimento da carteira de crédito e maior alavancagem Ganho de Escala Mix adequado de empresas Emergentes e Corporate (50%-50%) Perfil de risco equilibrado Crescimento e maturação das mesas de derivativos e de produtos, bem como das atividades de Investment Banking: estruturação de operação de renda fixa M&A/ assessoria financeira Investment Banking ROE Adequado (mid-teens): ainda depende de maior escala / rentabilidade e incremento na receita de fees
  23. 23. O Seu Banco Parceiro
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×