Comunicação Interna e Cultura Organizacional

2,030 views
1,733 views

Published on

Apresentação ministrada por Artur Roman, durante o IV Fórum de Comunicação do Governo Federal no Nordeste, sobre Comunicação Interna e Cultura Organizacional.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,030
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
63
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • arturuiyuiyiuyiuyiuyiuyiuyui
  • Comunicação Interna e Cultura Organizacional

    1. 1. Artur RomanComunicação interna e cultura organizacional arturroman@uol.com.br Curitiba PR
    2. 2. Informativo interno de uma empresa brasileiraO lado humano da qualidadeDepois de uma semana estressante, onde apagar incêndiosjá se transformou em rotina de trabalho, o que fazer nomerecido fim de semana?Participar da I Convenção da Qualidade Total.Durante as oito horas do evento de domingo, ocorreramdemonstrações de talento, coragem, solidariedade, alegria,criatividade, determinação, emoção e, sobretudo, paixão...
    3. 3. Mensagem em e-mail corporativoUm bebê foi encontrado na porta de uma empresa aoamanhecer. Os funcionários o apresentaram à Diretoriaque constituiu uma Comissão para saber se o achado eraum produto da casa ou se algum funcionário da casaestava envolvido com o caso.Após vários meses, a Comissão enviou à Diretoria aseguinte Comunicação Interna:
    4. 4. Mensagem em e-mail corporativo“Após dois meses de diligente investigação, concluímos que obebê não pode ser produto desta empresa.Motivos:(a) Em nossa empresa nunca foi feito nada com prazer ou comamor;(b) Em nossa empresa jamais duas pessoas colaboraram tãointimamente entre si;(c) Aqui nunca foi feito nada que tivesse pé nem cabeça;(d) Na nossa empresa jamais aconteceu de alguma coisa ficarpronta em nove meses.Assim, devolvemos em anexo o referido bebê.”
    5. 5. “BB 200 anos: conquistas, compromissos e desafios”
    6. 6. O que écomunicação?
    7. 7. Concepção de comunicação Clima Vaidade, organizacional ambição Desejos, mensagem sonhos, Expectativas frustrações canal ReceptorEmissorprofissionais História de vida código Condições feedback Conflitos de trabalho existenciais Relações de poder
    8. 8. Concepção sociointeracionista de comunicação “Comunicação é um processo dialógico, vivo, complexo e dinâmico, no qual as pessoasestabelecem relações de afeto, ódio, amor, medo e solidariedade.”
    9. 9. Concepção orquestral ou sociointeracionista de comunicaçãoOs processos comunicacionais são determinados pelotempo e espaço vivenciados pelos sujeitos.Existe uma ligação necessária entre a linguagem e avida. Cultura
    10. 10. “Trançado de “Rede deações coletivas...” conversações...” O que é cultura? “Teia de significados...” “Estratégia coletiva de sobrevivência...” Cultura: fenômeno social e histórico
    11. 11. Dimensões culturaisCivilizacional Nacional Cultura Organizacional
    12. 12. CulturaDimensão civilizacional Socialidade Pós-Moderna
    13. 13. Histórico do Processo Civilizatório Século XX e XXI Idade Pós-Moderna Século XV a XX Idade Moderna Século VI a XV Idade Média Idade AntigaIdade Primitiva
    14. 14. Socialidade Socialidade ModernaSéculo XV a XX Pós-Moderna Século XX...
    15. 15. Características da socialidade Pós-Moderna• Confronto do homem com sua insignificância Cultura Dimensão civilizacional
    16. 16. Modernidade“O homem é senhor da natureza.” (Descartes) Arrogância Pós-Modernidade “O homem é apenas uma entre muitas espécies, e não é uma espécie merecedora de ser preservada.” (John Gray) Humildade
    17. 17. Evolução humana (!!??)Do Australophitecus ao Homo McDonaldiens
    18. 18. Características da socialidade Pós-Moderna• Confronto do homem com sua insignificância• Desestabilização das certezas Cultura Dimensão civilizacional
    19. 19. “BB 200 anos: conquistas, compromissos e desafios”• Desestabilização das certezasA realidade é:• Ambígua Feminilização do mundo• Contraditória• Paradoxal• Imprevisível
    20. 20. • Desestabilização das certezas“Turbulência, caos, incertezas…esta é agora a nova normalidadepara as organizações.”Philip Kotler - http://www.chaoticsstrategies.com) Os organismos vivos são sistemas complexos, caóticos,dinâmicos e instáveis.
    21. 21. Características da socialidade Pós-Moderna• Confronto do homem com sua insignificância• Desestabilização das certezas• Retribalização digital - Netgeist Empresa em rede
    22. 22. Retribalização digital e informatização dos processos de trabalho Empresa em rede • As parcerias se ampliam • As interações se intensificam Babelização dos ambientes de trabalho• Ambientes de trabalho mais limpos Robotização• Ambientes de trabalho mais silenciosos• Ambientes de trabalho mais licenciosos• Ambientes de trabalho mais conflituosos
    23. 23. Babelização dos ambientes de trabalho
    24. 24. Cultura• Dimensão civilizacional• Dimensão nacional
    25. 25. Cultura brasileiraEtnocentrismo X Relativismo cultural Antropofagia Permeabilidade cultural
    26. 26. Barcelona - Espanha
    27. 27. Restaurant Gan Gulleretes Fechado para almoço dos funcionários Tancat per dinar del personalCerrado por comida del personal De 12´30 h a 13´30 h Gràcies Barcelona Catalunha - Espanha
    28. 28. FunchalIlha da Madeira Portugal
    29. 29. FunchalIlha da Madeira Portugal
    30. 30. Cultura• Dimensão civilizacional• Dimensão nacional• Dimensão organizacional Geert Hofstede - Culturas e organizações. Ed. Sílabo - 2003
    31. 31. Cultura• Dimensão civilizacional Cultura forte• Dimensão nacional• Dimensão organizacional Cultura fraca
    32. 32. Níveis de manifestação de uma cultura - Cebola de Hofstede Símbolos Heróis e Mitos Rituais Valore s Práticas Geert Hofstede - Culturas e organizações. Ed. Sílabo - 2003
    33. 33. Níveis de manifestação de uma cultura - Cebola de Hofstede Símbolos Heróis e Mitos Rituais Comunicação Valore s Práticas Oportunidade!!! Geert Hofstede - Culturas e organizações. Ed. Sílabo - 2003
    34. 34. “BB 200 anos: conquistas, compromissos e desafios”
    35. 35. “BB 200 anos: conquistas, compromissos e desafios”• Organizações: um universo de discursos... Mal-ditos Bem-ditos Não-ditos
    36. 36. Organizações: um universo de discursosDiscursos bem-ditosDiscursos institucionais, autorizados, planejados, divulgadospelos canais oficiais formais ou informais. Definem Determinam Orientam
    37. 37. Organizações: um universo de discursosDiscursos mal-ditosDiscursos desautorizados, não-oficiais, inconsequentes eirresponsáveis, produzidos à margem dos canais convencionais e àsombra dos espaços institucionais. Divertem Provocam Animam
    38. 38. Organizações: um universo de discursosDiscursos não-ditosDiscursos impedidos de serem expressados. Amarguram Anestesiam Desanimam
    39. 39. “Refletindo sobre as dificuldades em que os vestibulandos de Cambée de outras comunidades próximas tem passado, também sabedor deque outras instituições de ensino superior têm descentralizado seusvestibulares,Bacharelismo: objetivo noda Universidade Federal e o exemplo mais recente foi o finaldo Paraná, com sede em Curitiba que realizou seu vestibular na cidadede Londrina e outras doobjetividade nas ações e tendo observado Falta de Paraná e de Santa Catarina,que a cada ano mais estudantes de nossa cidade candidatam-se a umavaga nesta prestigiada entidade de ensino superior, o nosso clube, como apoio da Governadoria do Distrito 5820 de Rotary International,Prefeitura do Município de Paraíso, do Pelotão de PoliciaMilitar,Colégio Estadual “Castro Alves” e Associação Comercial eIndustrial de Paraíso, vem sugerir a Vossa Magnificiência que osvestibulares desta Universidade sejam estendidos para a cidade deParaíso, para atender os candidatos que promanam desta localidade ede outras mais próximas. ” Bem-dito
    40. 40. “Considerando a difícil situação pela qualpassa a empresa, em virtude, Argumentação da principalmente,mudança da política cambial, o que tem provocadoquedas sucessivas de vendas nas últimassemanas, com tendência a queda dos índices, econsiderando ainda que o aumento da taxa dejuros inviabilizará o financiamento da fatura,solicitamos cancelar imediatamente o pedido deinsumos, objeto de nosso mail datado de 23 último,em mãos de seu departamento de vendas.” Objetivo: solicitação
    41. 41. Bem-dito bem feito Solicita“Solicitamos cancelar o pedido de insumos, objeto denosso mail datado de 23 último, em mãos de seudepartamento de vendas. ArgumentaNossa empresa passa por situação difícil. A mudançana política cambial tem provocado quedas sucessivasde vendas nas últimas semanas.O aumento da taxa de juros inviabilizará ofinanciamento da fatura.” Considera
    42. 42. “Objetivando não obstacularizar aquele desiderato,após detectadas as defectibilidades inibitivas, estamosenvidando esforços no sentido de proceder àsnecessárias corrigendas, através de procedimentos jáexpendidos na sobredita correspondência, cuja cópiaapensamos à presente.” Bem-dito Eruditismo pernóstico Estratégia redacional para manter as distâncias hierárquicas
    43. 43. “O que faz rir e o que faz chorar expressam valores culturais.”
    44. 44. Mal-ditoO orifício circular corrugado, localizado na parteínfero-lombar da região glútea de um indivíduo emalto grau etílico, deixa de estar em consonânciacom os ditames referentes ao direito individual depropriedade. Paródia do eruditismo pernóstico
    45. 45. “BB 200 anos: conquistas, compromissos e desafios”• Cultura organizacional Significado na comunicação Linguístico Cultural
    46. 46. - Informamos que... - Comunicamos que... - Por oportuno... cacoetes - Lembramos ainda... - A propósito... - Esclarecemos que... - Finalmente... ChavõesTentativa de manter as coisas como sempre foram.
    47. 47. Cultura no patético do cotidiano organizacional Escatologia cultural
    48. 48. Como desenvolver uma cultura de inovação?
    49. 49. Criatividade e inovação - Explicação geométrica
    50. 50. Como desenvolver uma cultura de inovação?Eficiente Comunicação ética e estética Eficaz Afetiva
    51. 51. Escrito em um mural de uma repartição pública de Curitiba“Teoria é quando se sabe tudo e nada funciona.Prática é quando tudo funciona e ninguém sabe oporquê.Neste recinto, conjugam-se teoria e prática: nadafunciona e ninguém sabe porquê.” Mal-dito
    52. 52. “Quem não se comunica se trumbica!” Quem se comunica também...“É nos processos de comunicação que nósnos trumbicamos, nos apaixonamos e nos amamos...”
    53. 53. Artur RomanComunicação interna e cultura organizacional Slides arturroman@uol.com.br Curitiba PR
    54. 54. Comunicação interna e cultura organizacional arturroman@uol.com.br

    ×