Your SlideShare is downloading. ×
Os romanos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Os romanos

10,782
views

Published on

Published in: Education

1 Comment
13 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
10,782
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
13
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Trabalho elaborado por um aluno da Profª Anabela Sobral
  • 2.
    • Segundo a lenda, Roma foi fundada em 753 a.C. pelos gémeos Rómulo e Remo; devido a lutas pelo poder, um tio atirou-os ao rio; os dois irmãos foram salvos por uma loba que os amamentou; quando atingiram a idade adulta fundaram Roma; Rómulo acabou por matar Remo e tornou-se o primeiro chefe da cidade de Roma.
  • 3.
    • Roma foi fundada por um povo de origem indo-europeia, os Latinos , na Península Itálica, na planície do Lácio, na margem direita do rio Tibre, em meados do século VIII a. c.
    • Roma era inicialmente um pobre povoado habitado por agricultores e criadores de gado com costumes muito rudes.
    • Os Etruscos dominaram Roma de 616 a 509 a. c.
    • Os Latinos conseguiram expulsar os Etruscos e iniciaram a sua expansão.
  • 4.  
  • 5. Os romanos começaram a conquistar depois terras à volta e nunca mais pararam…
  • 6.
    • Razões de segurança : d efesa dos etruscos; depois submetem os povos vizinhos: etruscos, úmbrios, sabinos e samnitas.
    • Motivos económicos : saques, minérios, escravos; impostos sobre os povos vencidos; novos mercados; novas terras mais férteis para os colonos romanos.
    • Motivos sociais: novos cargos.
    • Ambição dos chefes: honra e glória .
  • 7.  
  • 8. Os Romanos na Península Ibérica
  • 9. Este era o território romano no séc.III a.C Vieram da Península Itálica atraídos pelas riquezas da Península Ibérica
  • 10.
    • Roma impôs o seu poder aos diversos povos e regiões que conquistou e fundou um império que é : um estado constituído por povos e terras diferentes dominadas por uma cidade ou um estado.
  • 11. Os Romanos eram um povo muito desenvolvido. Possuíam um poderoso e organizado exército, o que lhes permitiu construir um grande império . Roma era a capital do império Romano que era governado por um imperador e por cidadãos ricos e poderosos. Tartaruga – técnica defensiva Catapulta
  • 12.  
  • 13.  
  • 14.
    • A civilização romana era essencialmente urbana (do latim urbe, cidade ) onde se concentravam as populações, e onde existiam oficinas e lojas em grande número.
    • Existia uma intensa actividade comercial, principalmente nas cidades, o que exigia uma grande circulação de moeda.
    • Daí a economia romana ser uma economia urbana,
    • comercial e monetária.
  • 15.  
  • 16.  
  • 17.  
  • 18.  
  • 19.  
  • 20.  
  • 21.  
  • 22.  
  • 23.  
  • 24.  
  • 25.  
  • 26.  
  • 27.  
  • 28.  
  • 29.  
  • 30.  
  • 31.  
  • 32.
    • Os Romanos , habitantes da Península Itálica, chegaram no séc. III a.C. à Península Ibérica ou Hispânia, como então se chamava a estas terras, através do Mediterrâneo .
    • Rapidamente, ocuparam quase sem resistência a região sul, onde já anteriormente fenícios, gregos e cartagineses tinham estabelecido no litoral alguns portos comerciais.
  • 33.
    • À ocupação romana da península opuseram-se, sobretudo, algumas tribos que habitavam as regiões mais montanhosas, de mais fácil defesa e de mais difícil acesso e ocupação:
    • a norte, os Galaicos de origem celta e na região centro, os Lusitanos , tribo de Celtiberos que teve em Viriato o seu mais célebre líder.
  • 34. Os Lusitanos Antes da chegada dos Romanos o território da Península Ibérica era ocupada por vários povos, em que se destacavam os Lusitanos . Os Lusitanos travaram duras lutas com os Romanos nas quais obtiveram grandes vitórias. O exército Romano era muito poderoso , mas os Lusitanos ofereceram uma grande resistência
  • 35. Viriato , que a tradição diz ter sido um pastor, foi um chefe muito corajoso dos Lusitanos e venceu os romanos em várias ocasiões . Monumento a Viriato em Viseu Este guerreiro acabou por ser atraiçoado e mandado assassinar pelos Romanos enquanto dormia.
  • 36. Sertório , um ex-general Romano, que estava zangado com Roma por questões políticas ficou a comandar os Lusitanos, após a morte de Viriato. Mas também ele teve a mesma sorte que Viriato: foi assassinado à traição durante um banquete. Criou as primeiras escolas, onde se ensinava o Latim, o Grego e os costumes romanos.
  • 37.
    • Estas tribos aproveitavam as montanhas, o conhecimento que tinham dos desfiladeiros e ravinas para montarem armadilhas e emboscadas às legiões romanas .
    • Outras vezes surgiam, saltando das árvores, e de surpresa, atacavam rapidamente, fugindo de seguida.
    • Desta forma impediram durante 200 anos o domínio completo da Península pelos Romanos .
  • 38. A conquista Romana Os Romanos acabaram por conquistar a Península Ibérica no séc. I a.C.
  • 39. O IMPÉRIO ROMANO
  • 40.
    • Recorrendo a um forte e disciplinado exército , espalhando pelas regiões ocupadas uma civilização que a todos prometia maiores confortos e vantagens, em pouco tempo, os Romanos dominavam grande parte dos territórios que se estendiam à volta do Mediterrâneo.
    • E por isso o chamaram de Mare Nostrum,( O nosso mar).
  • 41. A Romanização Como possuíam uma cultura muito rica, os Romanos fixaram-se na Península Ibérica e acabaram por influenciar os povos que conquistaram .  Dá-se o nome de romanização à influência que os Romanos tiveram na cultura, nos usos e costumes dos povos da península.
  • 42.
    • O exército: teve um importante papel na romanização dos povos conquistados que foram absorvendo a língua, as leis, os costumes e as tradições;
    • o latim : através da sua divulgação o império ganhou mais unidade;
    • o direito romano : a que todos os povos conquistados ficaram subordinados;
    • As estradas : excelente e que facilitava os contactos entre populações diferentes e distantes;
    • a construção de obras públicas : pontes, templos, termas, arcos de triunfo, aquedutos.
  • 43. A prosperidade económica
    • Os Romanos desenvolveram muito:
    • a agricultura – introduziram novas técnicas, o que aumentou a produção de cereais, azeite e do vinho;
    • as minas como as de Aljustrel e de Vila Pouca de Aguiar;
    • outras actividades como a tecelagem , tapeçaria, a cerâmica, a salga de peixe, vidro, metalurgia, perfumes;
    • o comércio com a circulação da moeda, o que facilitava as trocas comerciais.
  • 44.  
  • 45.  
  • 46.
    • novos utensílios como:
    • ânforas,
    • talhas,
    • candeias,
    • jóias;
  • 47.  
  • 48. Novas construções Os Romanos desenvolveram a construção de confortáveis habitações. Construíram-se casas com jardins, repuxos e mosaicos de várias cores.
  • 49. novos materiais de construção como : as telhas, os tijolos e os mosaicos;
  • 50. Construíram-se também balneários públicos ou termas, onde o maior interesse era encontrar pessoas, de escutar conversas, falar de política e tratar de negócios. Ruínas de Estói Ruínas de Vilamoura
  • 51.
    • As termas ou balneários públicos, e a prática do desporto garantiam a higiene e saúde da população livre. No meio de tanto divertimento, o trabalho era, principalmente, assegurado por servos e escravos que não gozavam destes privilégios.
  • 52.
    • As cidades feitas à imagem de Roma competiam entre si na grandiosidade dos edifícios públicos . Os coliseus, os templos, as estátuas, as fontes e as termas sobressaíam das ruas ladeadas de casas de vários andares ( as insulae ) onde residia a população mais pobre.
    • Estas construções monumentais ladeavam o fórum ou praça pública, e a sua grandeza era a medida da importância da cidade.
  • 53.  
  • 54.  
  • 55.  
  • 56. Construíram também anfiteatros e templos Anfiteatro em Mérida - Espanha Templo de Diana - Évora
  • 57. Para fornecerem água às suas cidades, construíram longos aquedutos. Aqueduto de Pegões
  • 58. A construção de estradas e pontes À medida que o império crescia, os Romanos construíram também uma grande rede de estradas e pontes , que unia as cidades mais importantes e a sua capital, Roma. Por isso se diz que todos os caminhos vão dar a Roma. Ponte de Monforte Via romana
  • 59.  
  • 60.  
  • 61. NÃO ESQUEÇAS QUE : Ainda hoje, na a contagem do tempo em História, os séculos são indicados usando a numeração romana.
  • 62. A língua latina A língua dos Romanos, o Latim, passou a ser falada pelos povos peninsulares. A romanização também se deu na introdução da numeração, das leis escritas e de novos cultos religiosos – o Cristianismo.
  • 63. ROMENO ITALIANO ESPANHOL FRANCÊS PORTUGUÊS LATIM
  • 64. Vestígios Romanos em Portugal Ponte romana em Negrelos Ruínas de Conímbriga Miróbriga – Santiago do Cacém
  • 65.  
  • 66. Ruínas de Tróia Ruínas de Milreu - Estói Ruínas de Braga
  • 67. Alqueidão da Serra
  • 68.  
  • 69.  
  • 70.
    • FOTOGRAFIA DE ANABELA MATIAS DE MAGALHÃES
  • 71.  
  • 72.  
  • 73.  
  • 74.
    • Jesus Cristo nasceu em Belém, no tempo de Octávio Augusto (27a.C. a 14 d.C.).
    • Começou a pregar com 30 anos por toda a Judeia que estava sob domínio romano.
    • Jesus dirigiu a sua mensagem a toda a Humanidade o que não agradou aos judeus que esperavam que a sua mensagem se destinasse a tornar Israel um grande reino.
    • Os judeus não reconheceram Jesus como o Messias, o Salvador dos judeus.
    • Jesus Cristo foi acusado de ser um agitador e foi condenado à morte e crucificado, em Jerusalém, no monte Calvário.
  • 75.
    • Jesus pregou uma nova religião baseada no amor, no respeito pelo próximo, na prática do bem e da caridade, na igualdade entre todos os seres humanos, na existência de um Deus único. Os romanos, no começo não deram grande importância a esta religião.
    • Mas em breve esta religião choca com a religião romana, que era politeísta (muitos deuses) e com o culto ao imperador que os cristãos se recusavam a praticar, e com a sociedade romana baseada na escravatura.
    • Foram feitas perseguições aos cristãos pelos imperadores Domiciano (81/96); Adriano (117/138) e Diocleciano (284/305).
  • 76.
    • (…) Durante as perseguições aos primeiros cristãos, milhares deles serviram de pasto às feras numa carnificina brutal, com gáudio da multidão que delirava ao ver o sangue inocente derramado na areia. (…)
  • 77.
    • Túneis e galerias, escavadas no subsolo, onde os cristãos praticavam o culto e sepultavam os mortos segundo os rituais cristãos.
  • 78. JUDAÍSMO ANTIGO (HEBREUS) JUDAÍSMO MODERNO (JUDEUS) CRISTIANISMO (CRISTÃOS) ISLAMISMO (MUÇULMANOS) PROTESTANTES CATÓLICOS ORTODOXOS
  • 79. Fim