Estatísticas do Meio rural 2006

470 views
298 views

Published on

Estatísticas do Meio Rural vem preencher uma lacuna importante na sistematização e apresentação de dados e indicadores acerca das variadas dimensões relacionadas ao desenvolvimento rural, a agricultura familiar e a reforma agrária. Destaca-se ao reunir dados que contribuem para evidenciar a participação da agricultura familiar e dos assentamentos de reforma agrária na produção, comercialização e processamento industrial da produção agrícola e pecuária, bem como nas receitas geradas e de seus impactos sobre a arrecadação nas diversas esferas de governo. Para estabelecer esse diálogo revelador das potencialidades produtivas e sociais do meio rural brasileiro, este trabalho contou com o acúmulo e credibilidade do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos e foi inspirado em uma de suas produções, o Anuário dos Trabalhadores.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
470
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Estatísticas do Meio rural 2006

  1. 1. DIEESEDepartamento Intersindical de Estatística e Estudos SocioeconômicosNEAD/MDANúcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural / Ministério do Desenvolvimento AgrárioEstatísticas do Meio Rural2ª ediçãoBrasília / São Paulo - 2006Estatísticas_reedição NEAD.indd 1Estatísticas_reedição NEAD.indd 1 30.01.07 13:06:0830.01.07 13:06:08
  2. 2. B823eEstatísticas do meio rural / Departamento Intersindical deEstatística e Estudos Socioeconômicos ; Núcleo de EstudosAgrários e Desenvolvimento Rural. -- 2 Ed. -- Brasília : MDA :DIEESE, 2006.276 p. ; 11 x 15 cm. (NEAD Especial ; 3)ISBN 978-85-87326-29-41. Estatística. 2. Meio Rural – Brasil. 3. Agropecuária.4. Meio ambiente. 5. População rural. 6. Educação.7. Saúde. 8. Trabalho rural. I. Título. II. DIEESE III. MDACDD 519.531734Estatísticas_reedição NEAD.indd 2Estatísticas_reedição NEAD.indd 2 30.01.07 13:06:1030.01.07 13:06:10
  3. 3. 3Apresentação 19Notas explicativas 21Siglário 22CAPÍTULO 1 - TERRITÓRIO E MEIO AMBIENTE 25Estrutura Fundiária 27T.1 Distribuição da área territorial oficial 29T.2 Estrutura fundiária 30G.1 Distribuição da área total dos imóveis rurais por categoria 31G.2 Distribuição da área dos estabelecimentos agropecuários por grupos de área total 32G.3 Distribuição do número e área dos estabelecimentos agropecuários por faixas demódulos fiscais do Incra 33T.3 Evolução do índice de Gini da propriedade da terra 34T.4 Índice de Gini da propriedade da terra dos países da América 35T.5 Distribuição da área total dos imóveis rurais, segundo sua situação jurídica 36G.4 Distribuição dos imóveis rurais da Amazônia Legal por situação jurídica eclasses de área total 37SumárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 3Estatísticas_reedição NEAD.indd 3 30.01.07 13:06:1130.01.07 13:06:11
  4. 4. 4G.5 Distribuição da área dos imóveis rurais da Amazônia Legal por situação jurídicae classes de área total 38Estrutura Produtiva 39T.6 Distribuição da área dos estabelecimentos agropecuários por tipo de utilização 41G.6 Distribuição da área total dos estabelecimentos agropecuários segundo sua utilização 42T.7 Distribuição da área total das pastagens segundo faixa de Unidades Animais porhectare de pastagem 43G.7 Distribuição da área total dos estabelecimentos agropecuários segundo a condiçãodo produtor 44G.8 Distribuição da área colhida da lavoura permanente 45G.9 Distribuição da área colhida da lavoura temporária 46G.10 Distribuição das áreas exploráveis, segundo utilização 47T.8 Distribuição das áreas dos imóveis rurais não explorados por tipo de área 48Meio Ambiente 49T.9 Áreas de floresta natural 51T.10 Unidades de Conservação (UC) Federais - Amazônia 52T.11 Distribuição das áreas das Unidades de Conservação (UC) Federais por categoria - Brasil 53T.12 Incremento na área das Unidades de Conservação (UC) Federais por categoria 54SumárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 4Estatísticas_reedição NEAD.indd 4 30.01.07 13:06:1130.01.07 13:06:11
  5. 5. 5G.11 Distribuição das áreas das Unidades de Conservação (UC) Federais por categoria etipo de uso - Brasil 55T.13 Distribuição das áreas das Unidades de Conservação (UC) Federais por categoria -Amazônia Legal 56G.12 Distribuição das áreas das Unidades de Conservação (UC) Federais por categoriae tipo de uso - Amazônia Legal 57G.13 Proporção da área dos biomas protegida por Unidades de Conservação (UC)segundo a esfera de governo responsável e o tipo de proteção 58CAPÍTULO 2 - INDICADORES DEMOGRÁFICOS E SOCIAIS 59Características Gerais da População Rural 61T.14 População total por situação do domicílio 63G.14 Evolução da população por situação do domicílio 65G.15 População residente por situação do domicílio e sexo 66G.16 População residente por situação do domicílio, segundo cor ou raça 67T.15 Distribuição da população com situação do domicílio rural por cor ou raça 68G.17 Distribuição e estimativa da população residente por situação do domicíliosegundo faixa etária 69SumárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 5Estatísticas_reedição NEAD.indd 5 30.01.07 13:06:1230.01.07 13:06:12
  6. 6. 6T.16 Distribuição das pessoas com situação do domicílio rural segundo faixa etária 70G.18 Distribuição e estimativa da população por situação do domicílio segundo estado civil 71G.19 Distribuição da população com situação do domicílio rural segundo estado civil 72G.20 Distribuição da população por situação do domicílio segundo a religião 73G.21 Estrutura da despesa média familiar por situação do domicílio 74Educação 75G.22 Taxa de analfabetismo por situação do domicílio segundo a faixa etária 77G.23 Distribuição da população por situação do domicílio segundo grupos de anos de estudo 78T.17 Estimativa da população com situação do domicílio rural por sexo segundo gruposde anos de estudo 79T.18 Distribuição dos estudantes de 5 anos ou mais por situação do domicílio esexo segundo o grau de escolaridade cursado 80Saúde e Fecundidade 81T.19 População residente por situação do domicílio segundo cobertura e tipo de plano de saúde 83T.20 Proporção da população por sexo e situação do domicílio segundo existência de déficitou excesso de peso e obesidade 84T.21 Distribuição das mulheres por situação do domicílio segundo o número defilhos nascidos vivos 85SumárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 6Estatísticas_reedição NEAD.indd 6 30.01.07 13:06:1230.01.07 13:06:12
  7. 7. 7Características dos Domicílios 87T.22 Pessoas responsáveis pelos domicílios por situação do domicílio e sexo 89G.24 Número médio de moradores por domicílio segundo situação do domicílio 90G.25 Domicílios com equipamentos básicos e outros bens duráveis por situaçãodo domicílio 91G.26 Domicílios rurais com equipamentos básicos e outros bens duráveis 92G.27 Distribuição dos domicílios por situação do domicílio segundo o tipo deesgotamento sanitário 93T.23 Distribuição dos domicílios rurais por tipo de esgotamento sanitário 94T.24 Domicílios urbanos e rurais segundo a forma de abastecimento de água 95T.25 Distribuição dos domicílios rurais segundo a forma de abastecimento de água 96CAPÍTULO 3 - TRABALHO E RENDIMENTO 97Características Gerais do Trabalho no Meio Rural 99T.26 Evolução do número de pessoas ocupadas nas atividades agrícolas segundo aposição na ocupação 101T.27 Variação do pessoal ocupado na agropecuária 102T.28 Estimativa da população com situação do domicílio rural segundo a condição de atividade 103SumárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 7Estatísticas_reedição NEAD.indd 7 30.01.07 13:06:1330.01.07 13:06:13
  8. 8. 8G.28 Distribuição das pessoas economicamente ativas e dos inativos com situação dodomicílio rural por sexo 104G.29 Distribuição dos ocupados segundo grupo de atividade econômica 105G.30 Distribuição do pessoal ocupado na agropecuária segundo sexo e posição na ocupação 106T.29 Mulheres ocupadas na agropecuária por atividade segundo posição na família 107T.30 Médias de jornada semanal, idade e escolaridade do pessoal ocupado na agropecuária,segundo o sexo 108G.31 Distribuição das empresas agropecuárias e do pessoal nelas ocupado segundofaixas de pessoal ocupado 109T.31 Distribuição dos ocupados rurais não-agrícolas segundo atividade econômica 110T.32 Saldo de admissões e desligamentos segundo grandes setores e classes deatividade econômica selecionadas 111G.32 Distribuição dos trabalhadores agrícolas por sexo segundo classes de horas detrabalho semanal 112G.33 Distribuição dos empregados no setor agrícola segundo registro em carteirade trabalho 113T.33 Evolução dos resultados da fiscalização do trabalho na área rural 114G.34 Distribuição dos ocupados na atividade agrícola segundo contribuição para a Previdência 115SumárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 8Estatísticas_reedição NEAD.indd 8 30.01.07 13:06:1330.01.07 13:06:13
  9. 9. 9G.35 Distribuição dos beneficiários do seguro desemprego com último emprego naagropecuária, extração vegetal ou caça e pesca nas Grandes Regiões 116T.34 Distribuição dos ocupados segundo faixa etária em que começaram a trabalharpor sexo e situação do domicílio 117T.35 Distribuição das crianças de 5 a 14 anos por atividade de trabalho principal e sexo 118T.36 Distribuição das crianças de 5 a 14 anos por situação de ocupação e domicílio 119G.36 Distribuição e estimativa dos ocupados de 5 a 14 anos de idade sem frequênciaescolar por sexo e situação do domicílio 120Rendimento 121T.37 Rendimento médio mensal nominal das pessoas residentes em domicílios rurais,segundo condição de atividade 123G.37 Distribuição dos ocupados na atividade agrícola segundo faixa de rendimento e sexo 124G.38 Renda média mensal do pessoal ocupado na agropecuária por atividade e sexo 125T.38 Valor e distribuição do rendimento médio mensal familiar por situação do domicíliosegundo origem do rendimento 126G.39 Distribuição do rendimento médio mensal familiar da população rural segundoorigem do rendimento 127G.40 Rendimento médio mensal por situação do domicílio 128SumárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 9Estatísticas_reedição NEAD.indd 9 30.01.07 13:06:1430.01.07 13:06:14
  10. 10. 10G.41 Distribuição dos domicílios por situação do domicílio segundo faixas de rendimento 129T.39 Rendimento médio mensal segundo situação do domicílio e sexo 130T.40 Rendimento médio mensal domiciliar por situação do domicílio 131T.41 Valor dos benefícios previdenciários concedidos para a clientela rural por gruposde espécies 132T.42 Índice de Gini da distribuição do rendimento nominal mensal das pessoascom rendimento por situação do domicílio 133CAPÍTULO 4 - INDICADORES SINDICAIS 135T.43 Sindicatos e número de associados 137T.44 Distribuição dos sindicatos de trabalhadores rurais, por faixas de associados 138T.45 Distribuição dos sindicatos de empregadores rurais, por faixas de associados 139T.46 Distribuição dos sindicatos de trabalhadores rurais segundo faixas de associadosem relação à base 140T.47 Distribuição dos sindicatos de empregadores rurais segundo faixas de associadosem relação às empresas na base 141T.48 Composição da diretoria dos sindicatos de trabalhadores rurais por tipo de inserçãona agropecuária 142SumárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 10Estatísticas_reedição NEAD.indd 10 30.01.07 13:06:1430.01.07 13:06:14
  11. 11. 11T.49 Distribuição dos sindicatos rurais segundo faixas de participação de mulheres nadiretoria do sindicato 143T.50 Serviços prestados e atividades oferecidas pelos sindicatos rurais 145T.51 Sindicatos de trabalhadores e empregadores rurais por condição de registro noMinistério do Trabalho e Emprego 147G.42 Sindicatos de trabalhadores rurais, segundo filiação à Central Sindical 148T.52 Distribuição das negociações coletivas realizadas pelos sindicatos de trabalhadoresrurais por natureza da negociação 149CAPÍTULO 5 - REFORMA AGRÁRIA E AGRICULTURA FAMILIAR 151Reforma Agrária 153G.43 Evolução da área destinada à reforma agrária 155T.53 Número de imóveis e área desapropriada 156G.44 Investimento em obtenção de terras 157G.45 Evolução do número de famílias assentadas 158G.46 Número de famílias assentadas que receberam assistência técnica 159G.47 Situação do domicílio dos assentados anterior ao assentamento 160G.48 Moradia dos assentados anterior ao assentamento 161SumárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 11Estatísticas_reedição NEAD.indd 11 30.01.07 13:06:1430.01.07 13:06:14
  12. 12. 12G.49 Proporção de assentados que frequentam a escola 162G.50 Escolaridade dos responsáveis pelos lotes dos Projetos de Assentamento 163G.51 Proporção de escolas que atendem assentados que oferecem determinadosníveis e modalidades de ensino 164T.54 Distribuição das escolas que atendem assentados segundo características do perfildos professores 165T.55 Distribuição das escolas que atendem assentados segundo a localização emrelação ao assentamento 166G.52 Instituições responsáveis pela manutenção das escolas dos assentamentos 167T.56 Posse de bens de consumo duráveis, antes e depois dos assentamento 168T.57 Material de construção das casas, antes e depois do assentamento 169G.53 Distribuição dos assentamentos segundo produtividade média em relação àprodutividade dos municípios 170G.54 Distribuição da produção agropecuária, extrativista e de produtos beneficiadosdos assentamentos durante a safra 98/99 171T.58 Área e número de imóveis que tiveram o cadastro notificado pela Portaria 558/99por indício de grilagem e situação atual do cadastro 172SumárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 12Estatísticas_reedição NEAD.indd 12 30.01.07 13:06:1530.01.07 13:06:15
  13. 13. 13T.59 Número de comunidades quilombolas identificadas pelo Governo Federal 173T.60 Dimensões dos módulos fiscais 174Agricultura Familiar 177G.55 Distribuição do PIB das cadeias produtivas segundo o tipo de produtor 179G.56 Evolução da participação das cadeias produtivas da agricultura no PIB segundo otipo de produtor 180G.57 Distribuição do valor da produção agrícola por tipo de produtor segundo a cultura 181G.58 Distribuição do valor da produção pecuária por tipo de produtor segundo a criação 182T.61 Distribuição do pessoal ocupado por grau de integração no mercado dosestabelecimentos em que estão ocupados 183T.62 Distribuição dos estabelecimentos, da área e do valor bruto da produção segundoa propriedade da terra e os tipos de renda da agricultura familiar 184T.63 Distribuição dos estabelecimentos, da área e do valor bruto da produção daagricultura familiar segundo o grau de integração no mercado 185T.64 Distribuição dos estabelecimentos, da área e do valor bruto da produção daagricultura familiar segundo o grau de especialização 186T.65 Distribuição dos estabelecimentos, da área e do valor bruto da produção daagricultura familiar segundo o tipo de mão-de-obra utilizada 187SumárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 13Estatísticas_reedição NEAD.indd 13 30.01.07 13:06:1530.01.07 13:06:15
  14. 14. 14G.59 Renda média dos estabelecimentos da agricultura familiar por tipo de rendasegundo o grau de integração no mercado 188T.66 Distribuição da área dos estabelecimentos da agricultura familiar por condição doprodutor segundo grau de integração no mercado 189T.67 Distribuição dos estabelecimentos da agricultura familiar por tipo detecnologia empregada segundo o grau de especialização da produção 190Crédito 191G.60 Evolução do crédito rural 193T.68 Valor dos financiamentos rurais concedidos por finalidade segundo a fonte de recursos 194T.69 Operações de crédito rural por origem do recurso 195T.70 Valor dos financiamentos concedidos a produtores e cooperativas segundo faixade financiamento 196T.71 Financiamentos concedidos às cooperativas 197T.72 Evolução do montante e do número de contratos do Pronaf 198T.73 Evolução dos municípios atendidos pelo Pronaf 199G.61 Distribuição do valor dos financiamentos rurais concedidos pelo Pronaf segundoatividade e finalidade 200SumárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 14Estatísticas_reedição NEAD.indd 14 30.01.07 13:06:1630.01.07 13:06:16
  15. 15. 15T.74 Valor financiado pelo Pronaf e variação em relação ao ano-agrícola anterior segundomodalidade de financiamento 201G.62 Evolução do crédito do Pronaf por ano-agrícola 202T.75 Evolução do número de contratos e do montante do crédito rural do Pronaf 203G.63 Evolução da participação das mulheres no número de contratos e no montante docrédito do Pronaf 204T.76 Variação do crédito do Pronaf em relação ao ano-agrícola anterior segundomodalidade e linha de crédito 205G.64 Participação dos grupos no montante de crédito rural do Pronaf 206T.77 Evolução da participação dos grupos A e A/C no total de contratos e no montantedo crédito do Pronaf 207T.78 Evolução das cooperativas de crédito 208T.79 Evolução do número de famílias atendidas e da área adquirida com o crédito fundiário 210CAPÍTULO 6 - INDICADORES AGROPECUÁRIOS 213Desempenho da Agropecuária 215G.65 Participação da agropecuária no PIB - valor corrente 217T.80 Distribuição do valor adicionado bruto da agropecuária 218SumárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 15Estatísticas_reedição NEAD.indd 15 30.01.07 13:06:1630.01.07 13:06:16
  16. 16. 16G.66 Evolução da arrecadação do Imposto Territorial Rural (ITR) 219T.81 Balança comercial do agronegócio 220T.82 Balança comercial dos principais produtos do agronegócio brasileiro 221T.83 Balança comercial do agronegócio e variação relativa 223T.84 Evolução da balança comercial do agronegócio 224T.85 Destino das exportações e origem das importações do agronegócio brasileiro 225T.86 Principais produtos importados do agronegócio 226G.67 Produção de bens de capital agrícolas 227T.87 Venda de agrotóxicos 228G.68 Fertilizantes entregues ao consumidor 229G.69 Venda interna e externa de máquinas agrícolas 230Indicadores de Produção 231G.70 Produção da lavoura permante 233G.71 Evolução da distribuição da produção dos principais grãos por safra 234G.72 Distribuição do efetivo pecuário por tipo de rebanho 235T.88 Produção, produtividade e área plantada dos principais grãos 236T.89 Oferta e demanda brasileira de alguns grãos selecionados 237T.90 Oferta e demanda mundial de alguns grãos selecionados 238SumárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 16Estatísticas_reedição NEAD.indd 16 30.01.07 13:06:1730.01.07 13:06:17
  17. 17. 17CAPÍTULO 7 - CONFLITOS NO CAMPO 239G.73 Evolução do número de ocupações de terra 241G.74 Distribuição das ocupações de terra por Grandes Regiões 242T.91 Número de ocupações em imóveis rurais e número de famílias envolvidas em ocupações 243G.75 Evolução das famílias envolvidas nas ocupações de terra 244T.92 Violência no campo contra a pessoa 245G.76 Evolução do número de mortes decorrentes de conflitos agrários 246T.93 Violência contra a ocupação e a posse de terras 247T.94 Conflitos pela água no Brasil 248G.77 Número de pessoas envolvidas em conflitos trabalhistas 250T.95 Operações de fiscalização móvel de combate ao trabalho escravo 251T.96 Distribuição das operações de fiscalização móvel de combate ao trabalho escravo 252T.97 Número de acampamentos no campo e de famílias acampadas 253Glossário 257Guia de Referências Bibliográficas 271SumárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 17Estatísticas_reedição NEAD.indd 17 30.01.07 13:06:1730.01.07 13:06:17
  18. 18. Estatísticas_reedição NEAD.indd 18Estatísticas_reedição NEAD.indd 18 30.01.07 13:06:1830.01.07 13:06:18
  19. 19. 19ApresentaçãoEstatísticas do Meio Rural vem preencher uma lacuna importante na sistematização e apresentaçãode dados e indicadores acerca das variadas dimensões relacionadas ao desenvolvimento rural, a agriculturafamiliar e a reforma agrária.Destaca-se ao reunir dados que contribuem para evidenciar a participação da agricultura familiar e dosassentamentos de reforma agrária na produção, comercialização e processamento industrial da produção agrícola epecuária, bem como nas receitas geradas e de seus impactos sobre a arrecadação nas diversas esferas de governo.Para estabelecer esse diálogo revelador das potencialidades produtivas e sociais do meio rural brasileiro, estetrabalho contou com o acúmulo e credibilidade do Departamento Intersindical de Estatística e EstudosSocioeconômicos e foi inspirado em uma de suas produções, o Anuário dos Trabalhadores.Mais uma iniciativa do NEAD/MDA no campo da sistematização e da democratização do acesso a informaçõese indicadores, o trabalho desenvolvido privilegiou duas frentes. Em um primeiro momento, o minucioso trabalhodesenvolvido pelas equipes do DIEESE e do NEAD, com a colaboração de técnicos das várias áreas do MDA e doIncra, envolveu um extenso levantamento de fontes, tanto internas quanto externas ao MDA.Como resultado, foi criado o sistema de consultas na internet, Fontes Rurais, disponível no endereçohttp://www.dieese.org.br/serve/apresentacao.xhtml, que contempla a identificação das instituições produtorasde estatísticas e das fontes disponibilizadas por elas, assim como a descrição de sua abrangência, das principaispotencialidades e condicionantes presentes em cada uma delas.Numa segunda etapa, procedeu-se ao levantamento e sistematização dos dados e indicadores relacionados aostemas do desenvolvimento rural. A seleção dos dados para compor a publicação caracterizou-se por um processo dediscussão que envolveu a crítica qualificada de profissionais do conjunto da estrutura do MDA e Incra, e contou aindacom a contribuição de especialistas na pesquisa e no tratamento de informações estatísticas.Estatísticas_reedição NEAD.indd 19Estatísticas_reedição NEAD.indd 19 30.01.07 13:06:1830.01.07 13:06:18
  20. 20. 20ApresentaçãoO resultado desse trabalho construído coletivamente é uma publicação que servirá como instrumento de consultae difusão de informações tanto ao público especializado quanto à sociedade em geral que ainda não dispunhade uma matriz unificada de consulta, em função da natureza metodologicamente diversificada da produção deindicadores e estatísticas relacionados ao setor.Com a apresentação dessas informações-base, de modo sistematizado e claro, utilizando-se de mecanismos deacesso qualificado e facilitado a dados e indicadores das mais variadas esferas, estamos certos que Estatísticas doMeio Rural contribuem efetivamente para compor um retrato da realidade do meio rural brasileiro e, particularmente,da agricultura familiar, do ponto de vista macroeconômico, do mundo do trabalho, da produção e do comércio, daestrutura fundiária, dentre outros.GUILHERME CASSELMinistro do Desenvolvimento AgrárioEstatísticas_reedição NEAD.indd 20Estatísticas_reedição NEAD.indd 20 30.01.07 13:06:1830.01.07 13:06:18
  21. 21. 21Notas ExplicativasConvenções utilizadas nesta publicaçãond : dados não disponíveis– : quando, pela natureza do fenômeno, não puder existir o dado.0; 0,0; 0,00 : quando a aplicação dos critérios de arredondamento não permitir alcançar respectivamente 1; 0,1; 0,01.Símbolos e Abreviações% = porcentagemnº = númeroh = horaSM = salário mínimomin = minutoURV = Unidade Real de Valorkg = kilogramaMP = medida provisóriaR$ = reaisG = gráficoT = TabelaTon = toneladaUS$ = dólar americanoEstatísticas_reedição NEAD.indd 21Estatísticas_reedição NEAD.indd 21 30.01.07 13:06:1930.01.07 13:06:19
  22. 22. 22SiglárioAladi – Associação Latino-Americana de IntegraçãoBacen – Banco Central do BrasilCaged – Cadastro Geral de Empregados e DesempregadosCAT – Central Autônoma dos TrabalhadoresCempre – Cadastro Central de EmpresasCGPMA/SRA – Coordenação-Geral de Planejamento, Monitoramento e Avaliação/Secretaria doReordenamento Agrário (MDA)CGT – Central Geral dos TrabalhadoresCipa – Comissão Interna de Prevenção de AcidentesCNAE – Classificação Nacional de Atividades EconômicasConab – Companhia Nacional de AbastecimentoCPT – Comissão Pastoral da TerraCUT – Central Única dos TrabalhadoresDefit – Departamento de Fiscalização do TrabalhoDetrae – Divisão de Fiscalização para Erradicação do Trabalho EscravoDIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos SócioeconômicosFOB – Free on BoardIbama – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais RenováveisIBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e EstatísticaIncra – Instituto Nacional de Colonização e Reforma AgráriaInep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio TeixeiraEstatísticas_reedição NEAD.indd 22Estatísticas_reedição NEAD.indd 22 30.01.07 13:06:1930.01.07 13:06:19
  23. 23. 23SiglárioITR – Imposto Territorial RuralMapa – Ministério da Agricultura, Pecuária e AbastecimentoMDA – Ministério do Desenvolvimento AgrárioMEC – Ministério da Educação e CulturaMercosul – Mercado Comum do SulMinC – Ministério da CulturaMMA – Ministério do Meio AmbienteMPAS – Ministério da Previdência e Assistência SocialMTE – Ministério do Trabalho e EmpregoNafta – North America Free Trade AgrementNEAD/MDA – Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural / Ministério do Desenvolvimento AgrárioPNAD – Pesquisa Nacional por Amostra de DomicíliosPNERA – Pesquisa Nacional de Educação na Reforma AgráriaPNRA – Plano Nacional de Reforma AgráriaPOF – Pesquisa de Orçamentos FamiliaresPPIGRE/MDA – Programa de Promoção da Igualdade de Gênero, Raça e Etnia / Ministério do Desenvolvimento AgrárioPronaf – Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura FamiliarPronera – Programa Nacional de Educação na Reforma AgráriaSaeg – Sistema de Acompanhamento Estatístico-Gerencial do Seguro-DesempregoSAF/MDA – Secretaria de Agricultura Familiar / Ministério do Desenvolvimento AgrárioSDS – Social Democracia SindicalEstatísticas_reedição NEAD.indd 23Estatísticas_reedição NEAD.indd 23 30.01.07 13:06:2030.01.07 13:06:20
  24. 24. 24SiglárioSepir – Secretária Especial de Políticas de Promoção da Igualdade RacialSFIT – Sistema Federal de Inspeção do TrabalhoSIT – Secretaria de Inspeção do TrabalhoSNCR – Sistema Nacional de Cadastro RuralURV – Unidade Real de ValorEstatísticas_reedição NEAD.indd 24Estatísticas_reedição NEAD.indd 24 30.01.07 13:06:2030.01.07 13:06:20
  25. 25. Capítulo 1Território e Meio AmbienteEstatísticas_reedição NEAD.indd 25Estatísticas_reedição NEAD.indd 25 30.01.07 13:06:2030.01.07 13:06:20
  26. 26. Estatísticas_reedição NEAD.indd 26Estatísticas_reedição NEAD.indd 26 30.01.07 13:06:2130.01.07 13:06:21
  27. 27. Capítulo 1Território e Meio AmbienteEstrutura FundiáriaEstatísticas_reedição NEAD.indd 27Estatísticas_reedição NEAD.indd 27 30.01.07 13:06:2130.01.07 13:06:21
  28. 28. Estatísticas_reedição NEAD.indd 28Estatísticas_reedição NEAD.indd 28 30.01.07 13:06:2130.01.07 13:06:21
  29. 29. 29Fonte: IBGE. CartografiaElaboração: DIEESEDistribuição da área territorial oficialBrasil e Estados da Federação 2006Tabela 1Em %Em km2 Grandes Regiões eEstados da FederaçãoGrandes Regiões eEstados da FederaçãoEm %Em km2Em km2Em km2BRASIL 8.514.876,6 100,0Acre 152.581,4 1,8 Espírito Santo 46.077,5 0,5Amapá 142.814,6 1,7 Minas Gerais 586.528,3 6,9Amazonas 1.570.745,7 18,4 Rio de Janeiro 43.696,1 0,5Pará 1.247.689,5 14,7 São Paulo 248.209,4 2,9Rondônia 237.576,2 2,8 Sudeste 924.511,3 10,9Roraima 224.299,0 2,6 Paraná 199.314,9 2,3Tocantins 277.620,9 3,3 Rio Grande do Sul 281.748,5 3,3Norte 3.853.327,2 45,3 Santa Catarina 95.346,2 1,1Alagoas 27.767,7 0,3 Sul 576.409,6 6,8Bahia 564.692,7 6,6 Distrito Federal 5.801,9 0,1Ceará 148.825,6 1,7 Goiás 340.086,7 4,0Maranhão 331.983,3 3,9 Mato Grosso 903.357,9 10,6Paraíba 56.439,8 0,7 Mato Grosso do Sul 357.125,0 4,2Pernambuco 98.311,6 1,2 Centro-Oeste 1.606.371,5 18,9Piauí 251.529,2 3,0Rio Grande do Norte 52.796,8 0,6Sergipe 21.910,3 0,3Nordeste 1.554.257,0 18,3Estatísticas_reedição NEAD.indd 29Estatísticas_reedição NEAD.indd 29 30.01.07 13:06:2130.01.07 13:06:21
  30. 30. 30Estrutura FundiáriaBrasil 2003Tabela 2Estratosárea total (ha)Fonte: Incra. II PNRAObs.: Situação em agosto de 2003Área médiaNº de imóveis % Hectares Hectares%HectaresNº de imóveisAté 10 1.338.771 31,6 7.616.113 1,8 5,7De 10 a 25 1.102.999 26,0 18.985.869 4,5 17,2De 25 a 50 684.237 16,1 24.141.638 5,7 35,3De 50 a 100 485.482 11,5 33.630.240 8,0 69,3De 100 a 500 482.677 11,4 100.216.200 23,8 207,6De 500 a 1.000 75.158 1,8 52.191.003 12,4 694,4De 1.000 a 2.000 36.859 0,9 50.932.790 12,1 1.381,8Mais de 2.000 32.264 0,8 132.631.509 31,6 4.110,8TOTAL 4.238.447 100,0 420.345.362 100,0 99,2Imóveis Área totalEstatísticas_reedição NEAD.indd 30Estatísticas_reedição NEAD.indd 30 30.01.07 13:06:2230.01.07 13:06:22
  31. 31. 31Fonte: Incra. Estatísticas Cadastrais. Elaboração: DIEESENotas: (1) O conceito de “imóvel rural” definido pelo Incra se encontra no glossário; (2) Imóvel rural de área superior a 15 (quinze) módulos fiscais;(3) Imóvel rural de área superior a 4 (quatro) e até 15 (quinze) módulos fiscais; (4) Imóvel rural de área compreendida entre 1 (um) e 4(quatro) módulos fiscais; (5) Imóvel rural com área inferior a 1 (um) módulo fiscalObs.: O Incra exclui 149.548 imóveis com dados inconsistentes: imóveis com área total menor que 99% do somatório das áreas exploradas,reserva legal, preservação permanente, inaproveitável e aproveitável não utilizada; imóveis com área total maior que 105% do mesmo somatórioDistribuição da área total dos imóveis rurais(1)por categoriaBrasil e Grandes Regiões 1998 (em %)Gráfico 10,020,030,0Nordeste Sudeste BrasilGrande(2)Média(3)Pequena (4)Norte Sul80,010,060,070,050,040,00,00,020,020,030,030,080,010,010,060,060,070,070,050,050,040,040,0Centro-Oeste70,311,3 10,35,13,141,922,521,114,30,339,728,421,88,91,137,321,326,114,40,973,017,56,72,0 0,8 1,37,514,719,257,4Minifúndio (5)Não classificadoEstatísticas_reedição NEAD.indd 31Estatísticas_reedição NEAD.indd 31 30.01.07 13:06:2330.01.07 13:06:23
  32. 32. 32Distribuição da área dos estabelecimentos agropecuários (1)por gruposde área total - Brasil 1995-1996 (em %)Gráfico 2Fonte: IBGE. Censo AgropecuárioElaboração: DIEESENota: (1) O conceito de “estabelecimento agropecuário” definido pelo IBGE se encontra no glossárioObs.: As faixas de valores excluem o limite superior, por exemplo, onde se lê de 20 a 50 ha entende-se de 20 a 49,99 ha0,04,06,0100.000 hae mais16,02,012,014,010,08,0,0,04,04,06,06,06,02,02,012,012,014,014,010,010,08,08,05,010.000 a100.000 ha5.000 a10.000 ha2.000 a5.000 ha1.000 a2.000 ha500 a1.000 ha200 a500 ha100 a200 ha50 a100 ha20 a50 haMenosde 20 ha7,27,89,314,311,4 11,012,57,112,22,3Estatísticas_reedição NEAD.indd 32Estatísticas_reedição NEAD.indd 32 30.01.07 13:06:2430.01.07 13:06:24
  33. 33. 330,010,0Mais de 15 módulosNº de estabelecimentos Área dos estabelecimentosAté 1 módulo 1 a 15 módulos70,040,030,00,010,010,070,070,040,040,030,030,080,0Distribuição do número e área dos estabelecimentos agropecuáriospor faixas de módulos fiscais do Incra - Brasil 1995-1996 (em %)Gráfico 3Fonte: IBGE. Censo AgropecuárioElaboração: DIEESE50,010,574,723,237,12,052,420,060,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 33Estatísticas_reedição NEAD.indd 33 30.01.07 13:06:2430.01.07 13:06:24
  34. 34. 34Evolução do índice de Gini (1)da propriedade da terraBrasil e Grandes Regiões 1967-2000Fonte: Incra. O Brasil Desconcentrando TerrasElaboração: DIEESENota: (1) É um indicador de desigualdade muito utilizado para verificar o grau de concentração da terra e da renda. Varia no intervalo de zeroa 1, significando que quanto mais próximo de 1, maior é a desigualdade na distribuição, e, quanto mais próximo de zero, menor é adesigualdade. Os valores extremos, zero e 1, indicam perfeita igualdade e máxima desigualdade, respectivamenteObs.: a) Para permitir uma análise da evolução da estrutura agrária, foi necessário uniformizar a delimitação geográfica das Regiões e Unidades daFederação, agregando Tocantins a Goiás em 1992, reconstituindo o antigo estado de Goiás que é incluído na região Centro-Oesteb) Para os anos de 1967 a 1998 foi usado o cálculo das Estatísticas Cadastrais do Incra e para 2000 o cálculo da PesquisaNovo Cenário FundiárioTabela 3Grandes RegiõesNorte 0,882 0,889 0,898 0,878 0,871 0,714Nordeste 0,809 0,799 0,819 0,792 0,811 0,780Sudeste 0,763 0,754 0,765 0,749 0,757 0,750Sul 0,722 0,706 0,701 0,705 0,712 0,707Centro-Oeste 0,833 0,842 0,831 0,797 0,798 0,802BRASIL 0,836 0,837 0,854 0,831 0,843 0,8021967 1972 1978 1992 1998 2000Estatísticas_reedição NEAD.indd 34Estatísticas_reedição NEAD.indd 34 30.01.07 13:06:2530.01.07 13:06:25
  35. 35. 35Índice de Gini (1)da propriedade da terra dos países da AméricaBrasil e países selecionados 1960-2000Fonte: Incra. O Brasil Desconcentrando TerrasElaboração: DIEESENota: (1) É um indicador de desigualdade muito utilizado para verificar o grau de concentração da terra e da renda. Varia no intervalo de zeroa 1, significando que quanto mais próximo de 1, maior é a desigualdade na distribuição, e, quanto mais próximo de zero, menor é adesigualdade. Os valores extremos, zero e 1, indicam perfeita igualdade e máxima desigualdade, respectivamenteTabela 4PosiçãoPosição Ano Gini Posição País Ano GiniPaísPaís Gini País Gini1 Canadá 1980 0,602 12 El Salvador 1971 0,8082 México 1960 0,622 13 Costa Rica 1973 0,8133 EUA 1987 0,754 14 Equador 1974 0,8164 Bolívia 1989 0,768 15 Guatemala 1979 0,8485 Colômbia 1990 0,774 16 Argentina 1988 0,8506 Porto Rico 1980 0,776 17 Panamá 1990 0,8717 Honduras 1974 0,779 18 Bahamas 1994 0,8728 Nicarágua 1960 0,801 19 Venezuela 1971 0,9109 Brasil 2000 0,802 20 Peru 1972 0,91110 Uruguai 1980 0,803 21 Paraguai 1980 0,92811 Jamaica 1980 0,806 22 Barbados 1989 0,928Estatísticas_reedição NEAD.indd 35Estatísticas_reedição NEAD.indd 35 30.01.07 13:06:2630.01.07 13:06:26
  36. 36. 36Distribuição da área total dos imóveis rurais(1), segundosua situação jurídica - Brasil e Grandes Regiões 1998 (em %)Fonte: Incra. Estatísticas CadastraisElaboração: DIEESENota: (1) O conceito de “imóvel rural” definido pelo IBGE se encontra no glossárioObs.: O Incra exclui 123.864 imóveis com dados inconsistentes: imóveis cuja soma das áreas registrada, de posse a justo título e de possepor simples ocupação seja maior que 105% ou menor que 95% da área total do imóvel.Tabela 5Brasil eGrandesRegiõesPropriedade Área totalÁrearegistradaNº absolutos(em 1.000 ha)%%ÁrearegistradaNorte 76,2 1,3 0,5 21,9 100,0 92.052,8Nordeste 79,5 2,9 1,4 16,3 100,0 79.068,8Sudeste 84,0 6,2 2,1 7,6 100,0 65.721,1Sul 86,5 6,7 1,6 5,2 100,0 44.187,0Centro-Oeste 87,0 3,4 1,0 8,6 100,0 133.396,2BRASIL 82,6 3,6 1,2 12,5 100,0 414.425,9Áreade possePossePropriedade e PosseÁreade posseEstatísticas_reedição NEAD.indd 36Estatísticas_reedição NEAD.indd 36 30.01.07 13:06:2630.01.07 13:06:26
  37. 37. 37Distribuição dos imóveis rurais da Amazônia Legal por situaçãojurídica e classes de área total - Amazônia Legal 2003 (em %)Gráfico 4Fonte: Incra. SNCRElaboração: DIEESEObs.: a) Percentual do total dos imóveis rurais da Amazônia Legal; b) Dados de circulação interna disponibilizados pelo Incra0,05,0De 100 ha amenos de 500 haDe 500 amenos de 1.000 haAcima de 2.000 haProprietário Proprietário e PosseiroMenos de 100 ha40,020,00,05,05,00,040,020,020,0De 1.000 ha amenos de 2.000 ha20,845,035,0Posseiro10,015,025,030,00,341,914,70,310,83,30,1 1,02,40,1 0,6 0,80,12,9Estatísticas_reedição NEAD.indd 37Estatísticas_reedição NEAD.indd 37 30.01.07 13:06:2730.01.07 13:06:27
  38. 38. 38Distribuição da área dos imóveis rurais da Amazônia Legal porsituação jurídica e classes de área total - Amazônia Legal 2003 (em %)Gráfico 5Fonte: Incra. SNCRElaboração: DIEESEObs.: a) Percentual do total da área dos imóveis rurais da Amazônia Legal; b) Dados de circulação interna disponibilizados pelo Incra0,05,0De 100 ha amenos de 500 haDe 500 amenos de 1.000 haAcima de 2.000 haProprietário Proprietário e PosseiroMenos de 100 ha45,020,00,05,0,45,0,20,020,0De 1.000 ha amenos de 2.000 ha3,150,040,0Posseiro10,015,025,030,05,59,90,25,67,10,22,010,30,32,58,11,044,135,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 38Estatísticas_reedição NEAD.indd 38 30.01.07 13:06:2830.01.07 13:06:28
  39. 39. Capítulo 1Território e Meio AmbienteEstrutura ProdutivaEstatísticas_reedição NEAD.indd 39Estatísticas_reedição NEAD.indd 39 30.01.07 13:06:2830.01.07 13:06:28
  40. 40. Estatísticas_reedição NEAD.indd 40Estatísticas_reedição NEAD.indd 40 30.01.07 13:06:2930.01.07 13:06:29
  41. 41. 41Distribuição da área dos estabelecimentos agropecuários(1)por tipode utilização - Brasil e Grandes Regiões 1995-1996 (em %)Fonte: IBGE. Censo AgropecuárioElaboração: DIEESENota: (1) O conceito de “estabelecimento agropecuário” definido pelo IBGE se encontra no glossárioTabela 6Tipo de produção NorteLavouras permanentes 1,3 3,4 5,1 1,5 0,2 2,1Lavouras temporárias 2,1 9,8 11,4 26,3 5,8 9,7Lavouras temporárias em descanso 1,9 5,2 1,7 2,7 0,8 2,4Pastagens naturais 16,5 25,5 27,0 30,8 16,1 22,1Pastagens plantadas 25,3 15,5 31,9 15,8 41,8 28,2Matas e florestas naturais 43,7 24,8 12,0 12,0 28,6 25,1Matas e florestas artificiais 0,4 0,5 3,9 4,3 0,3 1,5Terras produtivas não utilizadas 5,8 11,0 2,0 1,4 2,2 4,6Terras inaproveitáveis 3,0 4,3 4,9 5,3 4,2 4,3TOTAL 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste BrasilNorte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste BrasilEstatísticas_reedição NEAD.indd 41Estatísticas_reedição NEAD.indd 41 30.01.07 13:06:2930.01.07 13:06:29
  42. 42. 42Distribuição da área total dos estabelecimentos agropecuários(1)segundo sua utilização - Brasil 1995-1996 (em %)Gráfico 6Fonte: IBGE. Censo AgropecuárioElaboração: DIEESENota: (1) O conceito de “estabelecimento agropecuário” definido pelo IBGE se encontra no glossário0,010,030,05,025,020,015,02,1Terrasinaprovei-táveisTerrasprodutivasnão utilizadasMatas eflorestasartificiaisMatas eflorestasnaturaisPastagensplantadasPastagensnaturaisLavourastemporáriasem descansoLavourastemporáriasLavouraspermanentes9,72,422,125,11,54,34,6,0,010,010,030,05,05,025,025,020,020,015,015,02,1,9,72,422,125,11,54,3,4,628,2Estatísticas_reedição NEAD.indd 42Estatísticas_reedição NEAD.indd 42 30.01.07 13:06:3030.01.07 13:06:30
  43. 43. 43Distribuição da área total das pastagens segundo faixa de UnidadesAnimais por hectare de pastagem - Brasil e Grandes Regiões 1998 (em %)Tabela 7Brasil eGrandes RegiõesÁrea total0,4 a0,8 UA1,5 a 2 oumais UAs Nº absolutos (em 1.000 ha)%%Até0,4 UANorte 69,4 21,8 7,5 1,4 100,0 18.931,7Nordeste 72,3 19,0 6,6 2,0 100,0 33.321,2Sudeste 36,4 32,1 25,9 5,6 100,0 36.834,8Sul 13,3 26,3 48,9 11,5 100,0 19.764,6Centro-Oeste 45,1 33,1 19,1 2,6 100,0 61.882,8BRASIL 47,6 28,1 20,3 4,0 100,0 170.735,10,8 a1,5 UAsFonte: Incra. Estatísticas CadastraisElaboração: DIEESEObs.:a) As faixas de valores excluem o limite superior, por exemplo, onde se lê de 0,4 a 0,8 entende-se de 0,4 a 0,79b) UA: Unidade Animal é a representação do rebanho de diferentes espécies e/ou idades em uma unidade homogênea. Uma Unidade Animalcorresponde a 450 kg de peso vivoc) A unidade UA por hectare de pastagem expressa o grau de eficiência no uso das pastagens. Quanto mais unidades animais por hectare,mais eficiented) O Incra exclui 22.121 imóveis com dados inconsistentes: imóveis para os quais a relação entre os números de Unidades Animais ea área de pastagens for maior que 12Estatísticas_reedição NEAD.indd 43Estatísticas_reedição NEAD.indd 43 30.01.07 13:06:3030.01.07 13:06:30
  44. 44. 44Distribuição da área total dos estabelecimentos agropecuários(1)segundo a condição do produtor - Brasil e Grandes Regiões 1995-1996 (em %)Gráfico 7Fonte: IBGE. Censo AgropecuárioElaboração: DIEESENota: (1) O conceito de “estabelecimento agropecuário” definido pelo IBGE se encontra no glossário0,010,0Nordeste Sudeste BrasilProprietário ArrendatárioNorte Sul90,060,040,00,010,010,090,090,060,060,040,040,0Centro-Oeste93,4100,080,0Parceiro Ocupante20,030,050,070,093,9 93,589,395,993,80,3 0,55,81,0 1,04,1 3,81,1 1,66,02,3 2,4 2,4 0,4 1,3 2,5 0,9 2,9Estatísticas_reedição NEAD.indd 44Estatísticas_reedição NEAD.indd 44 30.01.07 13:06:3130.01.07 13:06:31
  45. 45. 45Fonte: IBGE. Produção Agrícola MunicipalElaboração: DIEESEDistribuição da área colhida da lavoura permanenteBrasil 2004 (em %)Gráfico 8OutrosErva mate (folha verde)Dendê (coco)Borracha (látex coagulado)Sisal ou agave (fibra)Coco-da-baíaBananaCacau (em amêndoa)Castanha de cajuLaranjaCafé (beneficiado)20,010,00,037,613,111,010,17,84,53,71,71,47,930,0 40,01,2Estatísticas_reedição NEAD.indd 45Estatísticas_reedição NEAD.indd 45 30.01.07 13:06:3230.01.07 13:06:32
  46. 46. 46Fonte: IBGE. Produção Agrícola MunicipalElaboração: DIEESEDistribuição da área colhida da lavoura temporáriaBrasil 2004 (em %)Gráfico 9OutrosAveia (em grãos)Fumo (em folhas)Sorgo granífero (em grão)Algodão herbáceo (em caroço)MandiocaTrigo (em grão)Arroz (em casca)Feijão (em grão)Cana-de-açúcarMilho (em grão)Soja (em grão)20,010,00,022,310,17,16,75,03,22,10,81,730,0 40,00,650,01,738,7Estatísticas_reedição NEAD.indd 46Estatísticas_reedição NEAD.indd 46 30.01.07 13:06:3230.01.07 13:06:32
  47. 47. 470,020,0Nordeste Sudeste BrasilExplorada Não utilizadaNorte Sul100,060,040,00,020,0,100,0100,060,060,00,040,0Centro-Oeste49,0120,0Distribuição das áreas exploráveis, segundo utilizaçãoBrasil e Grandes Regiões 1998 (em %)Gráfico 10Fonte: Incra. Estatísticas CadastraisElaboração: DIEESEObs.: O Incra exclui 149.548 imóveis com dados inconsistentes: imóveis com área total menor que 99% do somatório das áreas exploradas,reserva legal, preservação permanente, inaproveitável e aproveitável não utilizada; imóveis com área total maior que 105% do mesmo somatório80,051,074,026,097,03,0 3,796,380,119,922,777,3Estatísticas_reedição NEAD.indd 47Estatísticas_reedição NEAD.indd 47 30.01.07 13:06:3330.01.07 13:06:33
  48. 48. 48Distribuição das áreas dos imóveis rurais(1)não explorados por tipode área - Brasil e Grandes Regiões 1998 (em %)Fonte: Incra. Estatísticas cadastraisElaboração: DIEESENotas:(1) O conceito de “imóvel rural” definido pelo Incra se encontra no glossário(2) Áreas destinadas à Reserva Legal e Perservação PermanenteObs.: O Incra exclui 26.682 imóveis com dados inconsistentes: imóveis com área total menor que 99% do somatório das áreas exploradas, reservalegal, preservação permanente, inaproveitável e aproveitável não utilizada; imóveis com área total maior que 105% do mesmo somatórioTabela 8Brasil eGrandesRegiõesNãoaproveitável %Aproveitávelnão utilizadaNorte 62,5 7,4 30,1 100,0 21.018,2Nordeste 81,4 7,8 10,8 100,0 4.112,6Sudeste 33,3 26,1 40,5 100,0 1.379,2Sul 30,6 13,8 55,5 100,0 701,7Centro-Oeste 64,4 8,1 27,6 100,0 11.137,3BRASIL 63,4 8,4 28,1 100,0 38.348,9Preservação domeio ambiente (2)Nº absolutos(em 1.000 ha)Tipo de área Área totalEstatísticas_reedição NEAD.indd 48Estatísticas_reedição NEAD.indd 48 30.01.07 13:06:3330.01.07 13:06:33
  49. 49. Capítulo 1Território e Meio AmbienteMeio AmbienteEstatísticas_reedição NEAD.indd 49Estatísticas_reedição NEAD.indd 49 30.01.07 13:06:3430.01.07 13:06:34
  50. 50. Estatísticas_reedição NEAD.indd 50Estatísticas_reedição NEAD.indd 50 30.01.07 13:06:3430.01.07 13:06:34
  51. 51. 51Áreas de floresta naturalBrasil e Grandes Regiões 1995 (em 1 milhão ha)Fonte: Ibama. GeoBrasil 2002Elaboração: DIEESENota: (1) O dado do Nordeste não corresponde à soma da área da floresta densa e floresta aberta e outras, como observado nas demais regiõesTabela 9Brasil eGrandes Regiões% sobreo total% sobre total defloresta (B/A)Área totalfloresta (A)Área com potencialprodutivo (B)Norte 358,0 100,0 310,0 86,6Floresta densa 284,0 79,3 246,0 86,6Floresta aberta e outras 74,0 20,7 64,0 86,5Nordeste 73,0 100,0 62,0(1)84,9Floresta densa 11,0 15,1 6,0 54,5Floresta aberta e outras 62,0 84,9 52,0 83,9Sudeste 22,0 100,0 14,0 63,6Floresta densa 4,0 18,2 1,0 25,0Floresta aberta e outras 18,0 81,8 13,0 72,2Sul 9,0 100,0 2,0 22,2Floresta densa 4,0 44,4 1,0 25,0Floresta aberta e outras 5,0 55,6 1,0 20,0Centro-Oeste 95,0 100,0 72,0 75,8Floresta densa 48,0 50,5 34,0 70,8Floresta aberta e outras 47,0 49,5 38,0 80,9BRASIL 557,0 100,0 460,0 82,6Floresta densa 352,0 63,2 288,0 81,8Floresta aberta e outras 205,0 36,8 172,0 83,9Estatísticas_reedição NEAD.indd 51Estatísticas_reedição NEAD.indd 51 30.01.07 13:06:3530.01.07 13:06:35
  52. 52. 52Unidades de Conservação (UC) FederaisAmazônia 1984-2005 (em 1.000 ha)Fonte: MMA. Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na AmazôniaElaboração: DIEESETabela 10Período Áreaacumulada% da áreada Amazôniaaté 1984 11.013,2 11.013,2 - 2,201985-1989 10.109,3 21.122,5 91,8 4,221990-1993 143,0 21.265,5 0,7 4,251994-1997 4.690,3 25.955,8 22,1 5,191998-2002 4.765,6 30.721,3 18,4 6,142003-2005 8.477,0 39.198,3 27,6 7,84Taxa de crescimentoda área criadaem relação aoperíodo anterior (%)Área das UCscriadasEstatísticas_reedição NEAD.indd 52Estatísticas_reedição NEAD.indd 52 30.01.07 13:06:3530.01.07 13:06:35
  53. 53. 53Distribuição das áreas das Unidades de Conservação (UC) Federaispor categoria - Brasil (1)2006Fonte: MMAElaboração: DIEESENota: (1) Área continental do Brasil: 854.546.635,68 ha; não inclui as ilhas oceânicasObs.: a) Situação em abril de 2006b) Dados de circulação interna do MMATabela 11Categoria Área das UCs (ha)Participaçãoem relação àárea continentaldo Brasil (%)Tipo de usoTipo de usoEstação Ecológica Proteção integral 7.188.252,7 10,0 0,8Parque Nacional Proteção integral 19.117.073,6 26,6 2,2Refúgio de Vida Silvestre Proteção integral 144.645,4 0,2 0,0Reserva Biológica Proteção integral 3.804.788,3 5,3 0,4Reserva Ecológica Proteção integral 126,6 0,0 0,0Área de Proteção Ambiental Uso sustentável 9.286.904,3 12,9 1,1Área de Relevante Interesse Ecológico Uso sustentável 43.214,9 0,1 0,0Floresta Nacional Uso sustentável 23.718.666,7 33,1 2,8Reserva Extrativista Uso sustentável 8.384.577,4 11,7 1,0Reserva de Desenvolvimento Sustentável Uso sustentável 64.441,3 0,1 0,0TOTAL 71.752.691,25 100,00 8,40Participaçãoem relação àárea total (%)Estatísticas_reedição NEAD.indd 53Estatísticas_reedição NEAD.indd 53 30.01.07 13:06:3630.01.07 13:06:36
  54. 54. 54Incremento na área das Unidades de Conservação (UC) Federaispor categoria - Brasil 2003-2006 (em hectares)Fonte: MMAElaboração: DIEESEObs.:a) Situação em abril de 2006b) Dados de circulação interna do MMATabela 12Categoria de UC Até 2002 (a) 2003 a 2006 (b) Variação % (b/a)Até 2002 (a) Variação % (b/a)Estação Ecológica 3.806.619,7 3.381.633,1 88,8Parque Nacional 17.020.414,0 2.096.659,6 12,3Refúgio de Vida Silvestre 128.051,2 16.594,2 13,0Reserva Biológica 3.388.077,4 416.710,8 12,3Reserva Ecológica 126,6 - -Área de Proteção Ambiental 7.225.746,0 2.061.158,4 28,5Área de Relevante Interesse Ecológico 43.214,9 - -Floresta Nacional 19.590.015,0 4.128.651,8 21,1Reserva Extrativista 5.178.343,5 3.206.233,9 61,9Reserva de Desenvolvimento Sustentável - 64.441,3 -TOTAL 56.380.608,2 15.372.083,1 27,3Estatísticas_reedição NEAD.indd 54Estatísticas_reedição NEAD.indd 54 30.01.07 13:06:3630.01.07 13:06:36
  55. 55. 55Gráfico 11Distribuição das áreas das Unidades de Conservação (UC) Federaispor categoria e tipo de uso - Brasil (1)2003 (em %)Fonte: Ibama. Informações Gerais sobre as Unidades de ConservaçãoElaboração: DIEESENotas:(1) Não inclui as ilhas oceânicas(2) As categorias Estação Ecológica, Parque Nacional, Refúgio de Vida Silvestre e Reserva Biológica correspondem ao tipo de uso e aárea de Proteção Integral; as categorias área de Proteção Ambiental, Área de Relevante Interesse Ecológico, Floresta Natural e ReservaExtrativista correspondem à area de Uso SustentávelObs.: a) Situação em 28/08/2003b) As sobreposições entre as UCs foram processadas incluindo-as na categoria de maior restriçãoPor categoria Por tipo de uso (2)ReservaExtrativista9,3FlorestaNacional34,4Área deProteçãoAmbiental12,1ParqueNacional30,6EstaçãoEcológica7,1UsoSustentável55,8%ProteçãoIntegral44,2%ReservaBiológica6,3Refúgio deVida Silvestre0,2Área deRelevante InteresseEcológico 0,1Estatísticas_reedição NEAD.indd 55Estatísticas_reedição NEAD.indd 55 30.01.07 13:06:3730.01.07 13:06:37
  56. 56. 56Distribuição das áreas das Unidades de Conservação (UC) Federaispor categoria - Amazônia Legal (1)2003Fonte: Ibama. Informações Gerais sobre as Unidades de ConservaçãoElaboração: DIEESENota: (1) A Amazônia Legal corresponde aos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraimae Tocantins e tem uma área de 503.735.726,26 haObs.: a) Situação em 28/08/2003b) As sobreposições entre as UCs foram processadas incluindo-as na categoria de maior restriçãoTabela 13Categoria Área das UCs (ha) % daAmazônia LegalEstação Ecológica Proteção integral 3.246.700,6 7,4 0,6Parque Nacional Proteção integral 13.646.804,7 31,2 2,7Reserva Biológica Proteção integral 3.252.610,8 7,4 0,6Reserva Ecológica Proteção integral 127,2 0,0 0,0Área de Proteção Ambiental Uso sustentável 365.005,8 0,8 0,1Área de Relevante Interesse Ecológico Uso sustentável 18.794,5 0,0 0,0Floresta Nacional Uso sustentável 18.283.413,3 41,8 3,6Reserva Extrativista Uso sustentável 4.948.416,5 11,3 1,0TOTAL 43.761.873,5 100,0 8,7Tipo de uso % do total daárea das UCsEstatísticas_reedição NEAD.indd 56Estatísticas_reedição NEAD.indd 56 30.01.07 13:06:3830.01.07 13:06:38
  57. 57. 57Gráfico 12Distribuição das áreas das Unidades de Conservação (UC) Federaispor categoria e tipo de uso - Amazônia Legal (1)2003 (em %)Fonte: Ibama. Informações Gerais sobre as Unidades de ConservaçãoElaboração: DIEESENotas: (1) A Amazônia Legal corresponde aos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins(2) As categorias Estação Ecológica, Parque Nacional e Reserva Biológica correspondem ao tipo de uso e a área de Proteção Integral;as categorias Área de Proteção Ambiental, Floresta Natural e Reserva Extrativista correspondem à área de Uso SustentávelObs.:a) Situação em 28/08/2003b) As sobreposições entre as UCs foram processadas incluindo-as na categoria de maior restriçãoPor categoria Por tipo de uso (2)UsoSustentável54,0%ProteçãoIntegral46,0%ReservaExtrativista11,3EstaçãoEcológica7,4ParqueNacional31,2ReservaBiológica7,4Área deProteçãoAmbiental0,8FlorestaNacional41,8Estatísticas_reedição NEAD.indd 57Estatísticas_reedição NEAD.indd 57 30.01.07 13:06:3830.01.07 13:06:38
  58. 58. 58Proporção da área dos biomas(1)protegida por Unidades de Conservação (UC)segundo a esfera de governo responsável e o tipo de proteção - Brasil 2006 (em %)Gráfico 13Fonte: MMA. Cadastro Nacional de Unidades de Conservação. Elaboração: DIEESENota: (1) Conjunto de vida (vegetal e animal) constituído pelo agrupamento de tipos de vegetação contíguos e identificáveis em escala regional, com condiçõesgeoclimáticas similares e história compartilhada de mudanças, o que resulta em uma diversidade biológica própria. No Brasil, são identificados seisBiomas: Bioma Pantanal, que constitui a maior superfície inundável interiorana do mundo. O Bioma Amazônia é definido pela unidade de clima, fisionomiaflorestal e localização geográfica. O Bioma Mata Atlântica, que ocupa toda a faixa continental atlântica leste brasileira e se estende para o interior noSudeste e Sul do País, é definido pela vegetação florestal predominante e relevo diversificado. O Pampa, restrito ao Rio Grande do Sul, se define porum conjunto de vegetação de campo em relevo de planície. A vegetação predominante dá nome ao Cerrado, segundo bioma do Brasil em extensão, quese estende desde o litoral maranhense até o Centro-Oeste e ao Bioma Caatinga, típico do clima semi-árido do sertão nordestinoUCs federais de Proteção Integral UCs federais de Uso SustentávelUCs estaduais de Proteção Integral UCs estaduais de Uso Sustentável2,06,010,014,00,0Amazônia Cerrado Caatinga PampaMata Atlântica29Pantanal6,25,71,44,08,012,02,20,6 1,0 0,8 1,03,10,90,93,21,80,13,11,22,61,80,30,81,3Estatísticas_reedição NEAD.indd 58Estatísticas_reedição NEAD.indd 58 30.01.07 13:06:3930.01.07 13:06:39
  59. 59. Capítulo 2Indicadores Demográficos e SociaisEstatísticas_reedição NEAD.indd 59Estatísticas_reedição NEAD.indd 59 30.01.07 13:06:3930.01.07 13:06:39
  60. 60. Estatísticas_reedição NEAD.indd 60Estatísticas_reedição NEAD.indd 60 30.01.07 13:06:4030.01.07 13:06:40
  61. 61. Capítulo 2Indicadores Demográficos e SociaisCaracterísticas Geraisda População RuralEstatísticas_reedição NEAD.indd 61Estatísticas_reedição NEAD.indd 61 30.01.07 13:06:4030.01.07 13:06:40
  62. 62. Estatísticas_reedição NEAD.indd 62Estatísticas_reedição NEAD.indd 62 30.01.07 13:06:4030.01.07 13:06:40
  63. 63. 63População total por situação do domicílioBrasil, Grandes Regiões e Estados da Federação 2000Tabela 14continuaGrandes Regiões eEstados da Federação %Nosabsolutos % %População urbana População rural TotalAcre 370.267 66,4 187.259 33,6 557.526 100,0Amapá 424.683 89,0 52.349 11,0 477.032 100,0Amazonas 2.107.222 74,9 705.335 25,1 2.812.557 100,0Pará 4.120.693 66,5 2.071.614 33,5 6.192.307 100,0Rondônia 884.523 64,1 495.264 35,9 1.379.787 100,0Roraima 247.016 76,1 77.381 23,9 324.397 100,0Tocantins 859.961 74,3 297.137 25,7 1.157.098 100,0Norte 9.014.365 69,9 3.886.339 30,1 12.900.704 100,0Alagoas 1.919.739 68,0 902.882 32,0 2.822.621 100,0Bahia 8.772.348 67,1 4.297.902 32,9 13.070.250 100,0Ceará 5.315.318 71,5 2.115.343 28,5 7.430.661 100,0Maranhão 3.364.070 59,5 2.287.405 40,5 5.651.475 100,0Paraíba 2.447.212 71,1 996.613 28,9 3.443.825 100,0Pernambuco 6.058.249 76,5 1.860.095 23,5 7.918.344 100,0Piauí 1.788.590 62,9 1.054.688 37,1 2.843.278 100,0Rio Grande do Norte 2.036.673 73,3 740.109 26,7 2.776.782 100,0Sergipe 1.273.226 71,4 511.249 28,6 1.784.475 100,0Nordeste 32.975.425 69,1 14.766.286 30,9 47.741.711 100,0Nosabsolutos NosabsolutosEstatísticas_reedição NEAD.indd 63Estatísticas_reedição NEAD.indd 63 30.01.07 13:06:4030.01.07 13:06:40
  64. 64. 64conclusãoPopulação total por situação do domicílioBrasil, Grandes Regiões e Estados da Federação 2000Grandes Regiões eEstados da Federação % % %Fonte: IBGE. Censo DemográficoElaboração: DIEESEObs.:a) Dados do total da populaçãob) Dados revistosTabela 14População urbana População rural TotalEspírito Santo 2.463.049 79,5 634.183 20,5 3.097.232 100,0Minas Gerais 14.671.828 82,0 3.219.666 18,0 17.891.494 100,0Rio de Janeiro 13.821.466 96,0 569.816 4,0 14.391.282 100,0São Paulo 34.592.851 93,4 2.439.552 6,6 37.032.403 100,0Sudeste 65.549.194 90,5 6.863.217 9,5 72.412.411 100,0Paraná 7.786.084 81,4 1.777.374 18,6 9.563.458 100,0Rio Grande do Sul 8.317.984 81,6 1.869.814 18,4 10.187.798 100,0Santa Catarina 4.217.931 78,7 1.138.429 21,3 5.356.360 100,0Sul 20.321.999 80,9 4.785.617 19,1 25.107.616 100,0Distrito Federal 1.961.499 95,6 89.647 4,4 2.051.146 100,0Goiás 4.396.645 87,9 606.583 12,1 5.003.228 100,0Mato Grosso 1.987.726 79,4 516.627 20,6 2.504.353 100,0Mato Grosso do Sul 1.747.106 84,1 330.895 15,9 2.078.001 100,0Centro-Oeste 10.092.976 86,7 1.543.752 13,3 11.636.728 100,0BRASIL 137.953.959 81,2 31.845.211 18,8 169.799.170 100,0Nosabsolutos Nosabsolutos NosabsolutosEstatísticas_reedição NEAD.indd 64Estatísticas_reedição NEAD.indd 64 30.01.07 13:06:4130.01.07 13:06:41
  65. 65. 65Evolução da população por situação do domicílioBrasil 1950-2000 (em %)Gráfico 14Fonte: IBGE. Censo DemográficoElaboração: DIEESEObs.: a) Para 1950: população presente; b) Para 1960: população recenseada; c) Para 1970 até 2000: população residente; d) Para 1970 e 1980:dados da amostra; e) Para 1991: dados do total da população; f) Para 2000: dados da sinopse preliminar0,020,01960 1970 2000Urbana Rural1950 198070,050,040,00,0,20,070,070,050,050,040,040,0199136,290,060,063,845,154,9 55,944,132,467,675,624,418,881,210,030,080,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 65Estatísticas_reedição NEAD.indd 65 30.01.07 13:06:4230.01.07 13:06:42
  66. 66. 66População residente por situação do domicílio e sexoBrasil 2004 (em %)Gráfico 15Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESE0,060,020,050,0 48,0RuralUrbana0,060,020,020,050,050,0 48 048,0 47,9Homem Mulher10,030,052,0 52,140,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 66Estatísticas_reedição NEAD.indd 66 30.01.07 13:06:4330.01.07 13:06:43
  67. 67. 67População residente por situação do domicílio, segundo cor ou raçaBrasil 2004 (em %)Gráfico 16Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESEObs.: Exclui as pessoas sem declaração0,060,050,040,0Branca0,060,050,050,0,40,0Urbana Rural10,020,030,053,8Preta Amarela Parda Indígena39,86,24,40,5 0,1 0,2 0,239,455,5Estatísticas_reedição NEAD.indd 67Estatísticas_reedição NEAD.indd 67 30.01.07 13:06:4330.01.07 13:06:43
  68. 68. 68Distribuição da população com situação do domicílio rural porcor ou raça - Brasil e Grandes Regiões 2004 (em %)Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESEObs.: Exclui as pessoas sem declaraçãoTabela 15Brasil eGrandesRegiõesTotalBranca%BrancaNorte 19,1 3,8 0,1 76,8 0,2 100,0 3.822Nordeste 26,2 4,5 0,1 69,1 0,2 100,0 14.401Sudeste 52,1 6,9 0,2 40,8 - 100,0 6.160Sul 82,7 2,1 0,1 15,1 0,1 100,0 4.794Centro-Oeste 36,1 3,1 0,6 59,1 1,2 100,0 1.758BRASIL 39,8 4,4 0,1 55,5 0,2 100,0 30.936Preta Parda0,10,10,20,10,60,10,20,2-0,11,20,2Amarela Indígena Nº absoluto(em 1.000)Estatísticas_reedição NEAD.indd 68Estatísticas_reedição NEAD.indd 68 30.01.07 13:06:4430.01.07 13:06:44
  69. 69. 69Gráfico 17Fonte: IBGE. PNAD. Elaboração: DIEESEObs.: Exclui as pessoas com idade ignoradaDistribuição e estimativa da população residente por situação dodomicílio segundo faixa etária - Brasil 2004 (em %)0,025,020,015,0Até 9 anosUrbana Rural5,010,017,118 a 24 anos 25 a 39 anos 40 a 59 anos Acima de 60 anos20,910 a 17 anos14,817,613,3 12,723,520,121,618,89,7 9,8Situação dodomicílioAcimade 60 anosUrbana 25.837.960 22.343.954 20.148.115 35.468.867 32.698.784 14.616.813 151.114.493Rural 6.462.351 5.442.076 3.924.203 6.232.210 5.827.520 3.045.902 30.934.26210 a17 anos25 a39 anos20.148.1153.924.20332.698.7845.827.52018 a24 anos40 a59 anos TotalAté9 anos(em nº absolutos)Estatísticas_reedição NEAD.indd 69Estatísticas_reedição NEAD.indd 69 30.01.07 13:06:4430.01.07 13:06:44
  70. 70. 70Distribuição das pessoas com situação do domicílio rural segundofaixa etária - Brasil e Grandes Regiões 2004 (em %)Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESEObs.: Exclui as pessoas com idade ignoradaTabela 16Grupos de idade NorteAté 9 anos 25,6 22,2 18,9 15,8 20,8 20,910 a 17 anos 19,5 18,7 15,8 16,2 14,9 17,618 a 24 anos 13,2 13,8 11,7 10,5 11,6 12,725 a 39 anos 19,9 18,9 21,8 20,8 22,9 20,140 a 59 anos 15,5 16,6 20,9 24,7 21,5 18,8Acima de 60 anos 6,2 9,8 10,8 12,1 8,3 9,8TOTAL 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste BrasilNorte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste BrasilEstatísticas_reedição NEAD.indd 70Estatísticas_reedição NEAD.indd 70 30.01.07 13:06:4530.01.07 13:06:45
  71. 71. 71Urbana RuralSituação dodomicílio SolteirosUrbana 41.621.926 4.641.046 5.417.936 60.707.052 112.387.960Rural 9.081.683 340.270 813.338 14.287.108 24.522.399Desquitados ouseparados judicial-mente/Divorciados41.621.9269.081.6835.417.936813.338Fonte: IBGE. Censo DemográficoElaboração: DIEESECasados Viúvos112.387.96024.522.399TotalDistribuição e estimativa da população por situação do domicíliosegundo estado civil - Brasil 2000 (em %)Gráfico 1840,0SolteirosViúvosDesquitados ou separadosjudicialmente/DivorciadosCasados30,020,010,00,0 50,0 60,0 70,058,354,037,037,01,44,13,34,8(em nº absolutos)Estatísticas_reedição NEAD.indd 71Estatísticas_reedição NEAD.indd 71 30.01.07 13:06:4630.01.07 13:06:46
  72. 72. 720,0Norte Centro-OesteCasados Desquitados ou separados judicialmente/DivorciadosBrasilSudeste80,050,00,080,050,050,0SulDistribuição da população com situação do domicílio ruralsegundo estado civil - Brasil e Grandes Regiões 2000 (em %)Gráfico 19Fonte: IBGE. Censo DemográficoElaboração: DIEESE70,028,410,020,030,0Nordeste40,060,0Viúvos Solteiros0,9 2,268,531,00,83,065,243,62,33,950,3 50,043,71,84,541,353,72,3 2,737,01,4 3,358,3Estatísticas_reedição NEAD.indd 72Estatísticas_reedição NEAD.indd 72 30.01.07 13:06:4730.01.07 13:06:47
  73. 73. 73Distribuição da população por situação do domicílio segundo a religiãoBrasil 2000 (em %)Gráfico 20Fonte: IBGE. Censo DemográficoElaboração: DIEESEObs.: a) Os dados são da amostra; b) Exclui as pessoas sem declaração e as não determinadas0,090,060,040,0Católica apostólicaromanaUrbana Rural10,020,0Outras religiões Sem religião83,3Espírita/Umbanda/Candomblé10,82,00,27,95,030,050,0Evangélica1,80,616,671,770,080,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 73Estatísticas_reedição NEAD.indd 73 30.01.07 13:06:4730.01.07 13:06:47
  74. 74. 74Estrutura da despesa média familiar(1)por situação do domicílioBrasil 2003 (em %)Gráfico 21Fonte: IBGE. Pesquisa de Orçamentos FamiliaresElaboração: DIEESENotas: (1) Inclui as despesas médias monetárias e não monetárias; (2) Aquisição total com alimentação realizada pela unidade de consumo, tantodestinada e utilizada no domicílio, quanto aquelas realizadas e consumidas fora do domicílioObs.: O termo família está sendo utilizado para indicar a unidade de investigação da pesquisa “unidade de consumo”Urbana RuralDespesasdiversas19,6ServiçospessoaisFumoRecreaçãoe culturaEducaçãoAssistênciaà saúdeHigiene ecuidadospessoaisTransporteVestuárioHabitaçãoAlimentação(2)Urbana Rural0,010,015,040,05,030,035,025,020,034,136,128,75,7 5,718,52,2 2,16,6 5,44,31,52,51,0 0,7 0,8 1,1 0,62,8 2,217,9Estatísticas_reedição NEAD.indd 74Estatísticas_reedição NEAD.indd 74 30.01.07 13:06:4830.01.07 13:06:48
  75. 75. Capítulo 2Indicadores Demográficos e SociaisEducaçãoEstatísticas_reedição NEAD.indd 75Estatísticas_reedição NEAD.indd 75 30.01.07 13:06:4930.01.07 13:06:49
  76. 76. Estatísticas_reedição NEAD.indd 76Estatísticas_reedição NEAD.indd 76 30.01.07 13:06:4930.01.07 13:06:49
  77. 77. 77Taxa de analfabetismo(1)por situação do domicíliosegundo a faixa etária - Brasil 2004 (em %)Gráfico 22Fonte: IBGE. PNAD; Elaboração: DIEESENota: (1) Trata-se da proporção de pessoas não alfabetizadas em relação ao total de pessoas em cada grupo de idadeObs.: Excluiu as pessoas com idade ignorada60anosoumais5e6anosUrbana Rural0,020,030,090,010,060,070,050,040,084,150a59anos7anos 8e9anos10e11anos12anos 13e14anos15a17anos18a19anos20a24anos25a29anos30a39anos40a49anos80,070,226,253,229,09,73,712,22,67,61,54,61,45,11,96,92,511,63,718,05,621,68,328,713,541,427,154,5Estatísticas_reedição NEAD.indd 77Estatísticas_reedição NEAD.indd 77 30.01.07 13:06:4930.01.07 13:06:49
  78. 78. 780,010,07 a8 anos9 a10 anos15 anosou maisUrbana RuralSem instrução,menos de 1 ano11 a12 anos35,025,020,00,010,010,035,035,025,0,20,020,013 a14 anosDistribuição da população por situação do domicíliosegundo grupos de anos de estudo - Brasil 2004 (em %)Gráfico 23Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESEObs.: Exclui as pessoas com tempo de estudo não determinado e sem declaração30,05,015,05 a6 anos3 a4 anos1 a2 anos9,023,26,113,518,628,712,9 13,215,510,47,53,920,85,82,60,36,40,6Estatísticas_reedição NEAD.indd 78Estatísticas_reedição NEAD.indd 78 30.01.07 13:06:5030.01.07 13:06:50
  79. 79. 79Estimativa da população com situação do domicílio rural por sexosegundo grupos de anos de estudo - Brasil 2004 (em 1.000 pessoas)Tabela 17SexoHomem 3.167 1.893 3.679 1.614 1.288 454 625 26 61 12.851Mulher 2.506 1.399 3.355 1.612 1.267 498 806 54 78 11.622TOTAL 5.672 3.292 7.034 3.226 2.555 952 1.432 81 138 24.473Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESENota: (1) Inclui as pessoas com tempo de estudo não determinado e sem declaraçãoObs.: Refere-se as pessoas de 10 anos ou mais de idade3.1672.5065.6723.6793.3557.0341.2881.2672.5556258061.4326178138Total (1)Seminstruçãoe menosde 1 anode estudo1 a2 anos3 a4 anos5 a6 anos7 a8 anos9 a10 anos11 a12 anos13 a14 anos15 anosou maisEstatísticas_reedição NEAD.indd 79Estatísticas_reedição NEAD.indd 79 30.01.07 13:06:5130.01.07 13:06:51
  80. 80. 80Distribuição dos estudantes de 5 anos ou mais por situação dodomicílio e sexo segundo o grau de escolaridade cursado -Brasil 2004 (em %)Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESENotas:(1) A categoria Primeiro grau inclui os estudantes de curso de alfabetização de adultos(2) A categoria Supletivo inclui seriado e não seriado(3) A categoria Segundo grau inclui os estudantes de curso pré-vestibular(4) A categoria Superior inclui os estudantes de curso de mestrado ou doutoradoTabela 18Grau de escolaridade cursadoMulheresPré-escolar 9,7 8,9 9,3 8,8Primeiro grau (1)60,9 56,8 78,9 75,8Primeiro grau - supletivo (2)1,8 2,0 1,2 1,2Segundo grau (3)18,6 20,9 9,8 12,4Superior (4)9,0 11,3 0,8 1,8TOTAL 100,0 100,0 100,0 100,0Homens MulheresHomensRuralUrbanaEstatísticas_reedição NEAD.indd 80Estatísticas_reedição NEAD.indd 80 30.01.07 13:06:5230.01.07 13:06:52
  81. 81. Capítulo 2Indicadores Demográficos e SociaisSaúde e FecundidadeEstatísticas_reedição NEAD.indd 81Estatísticas_reedição NEAD.indd 81 30.01.07 13:06:5230.01.07 13:06:52
  82. 82. Estatísticas_reedição NEAD.indd 82Estatísticas_reedição NEAD.indd 82 30.01.07 13:06:5230.01.07 13:06:52
  83. 83. 83População residente por situação do domicílio segundo coberturae tipo de plano de saúde - Brasil 2003 (em 1.000 pessoas)Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESENota: (1) Exclui as pessoas que não declararam o tipo de plano de saúdeObs.: Exclusive a população rural de Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Pará e AmapáTabela 19Cobertura e tipoCobertos 41.564 28,0 1.638 6,0Planos de assistência ao servidor público 8.732 5,9 272 1,0Planos de empresas privadas 32.832 22,1 1.366 5,0Não cobertos 106.862 72,0 25.907 94,0População residente (1)148.426 100,0 27.545 100,041.5648.73232.832106.862148.426Urbana RuralNº absolutos %1.6382721.36625.90727.545Nº absolutos %Estatísticas_reedição NEAD.indd 83Estatísticas_reedição NEAD.indd 83 30.01.07 13:06:5330.01.07 13:06:53
  84. 84. 84Proporção da população (1)por sexo e situação do domicílio segundoexistência de déficit ou excesso de peso e obesidade - Brasil 2002-2003 (em %)Fonte: IBGE. Pesquisa de Orçamentos FamiliaresElaboração: DIEESENota: (1) Considerada a população com mais de 20 anosTabela 20CaracterísticaMulheresDéficit de peso 2,6 5,1 3,5 6,1Excesso de peso 43,8 40,0 28,5 40,8Obesidade 9,6 13,2 5,2 12,7Homens MulheresHomensRuralUrbanaEstatísticas_reedição NEAD.indd 84Estatísticas_reedição NEAD.indd 84 30.01.07 13:06:5330.01.07 13:06:53
  85. 85. 85Distribuição das mulheres (1)por situação do domicílio segundo onúmero de filhos nascidos vivos - Brasil 2000 (em %)Fonte: IBGE. Censo DemográficoElaboração: DIEESENota: (1) Mulheres de 10 anos ou mais de idadeObs.: Dados da amostraTabela 21Número de filhos nascidos vivos Urbana Rural BrasilBrasilUrbana1 filho 23,4 16,3 22,32 filhos 27,8 19,7 26,53 filhos 19,1 16,3 18,74 filhos 9,5 11,0 9,85 filhos 5,6 7,8 6,06 filhos ou mais 14,5 29,0 16,9TOTAL 100,0 100,0 100,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 85Estatísticas_reedição NEAD.indd 85 30.01.07 13:06:5430.01.07 13:06:54
  86. 86. Estatísticas_reedição NEAD.indd 86Estatísticas_reedição NEAD.indd 86 30.01.07 13:06:5430.01.07 13:06:54
  87. 87. Capítulo 2Indicadores Demográficos e SociaisCaracterísticas dos DomicíliosEstatísticas_reedição NEAD.indd 87Estatísticas_reedição NEAD.indd 87 30.01.07 13:06:5430.01.07 13:06:54
  88. 88. Estatísticas_reedição NEAD.indd 88Estatísticas_reedição NEAD.indd 88 30.01.07 13:06:5530.01.07 13:06:55
  89. 89. 89Pessoas responsáveis pelos domicílios(1)por situaçãodo domicílio e sexo - Brasil e Grandes Regiões 2000 (em %)Brasil eGrandes RegiõesUrbana RuralMulherFonte: IBGE. Censo DemográficoElaboração: DIEESENota: (1) Domicílios particulares permanentesObs.: Dados do total da populaçãoTabela 22Homem TotalMulherTotalHomemNorte 71,9 28,1 100,0 90,8 9,2 100,0Nordeste 69,8 30,2 100,0 84,8 15,2 100,0Sudeste 73,2 26,8 100,0 87,4 12,6 100,0Sul 74,8 25,2 100,0 89,2 10,8 100,0Centro-Oeste 73,4 26,6 100,0 92,5 7,5 100,0BRASIL 72,7 27,3 100,0 87,2 12,8 100,0Urbana RuralEstatísticas_reedição NEAD.indd 89Estatísticas_reedição NEAD.indd 89 30.01.07 13:06:5530.01.07 13:06:55
  90. 90. 9002Norte Nordeste Centro-OesteUrbana RuralBrasilSudeste654022654Sul3,6Número médio de moradores por domicílio segundo situaçãodo domicílio - Brasil e Grandes Regiões 2000Gráfico 24Fonte IBGE. Censo DemográficoElaboração: DIEESEObs: Dados do total da população4,24,44,94,04,53,83,53,43,7 3,63,613Estatísticas_reedição NEAD.indd 90Estatísticas_reedição NEAD.indd 90 30.01.07 13:06:5630.01.07 13:06:56
  91. 91. 910,020,0Geladeira Filtrode águaFreezerUrbana RuralIluminaçãoelétricaMáquina delavar roupa100,070,060,00,0,20,0100,070,070,060,060,0TelefoneDomicílios com equipamentos básicos e outros bens duráveispor situação do domicílio - Brasil 2004 (em %)Gráfico 25Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESE90,010,040,0TelevisãoRádioFogão99,681,898,4 92,489,081,194,169,292,161,553,241,238,810,672,625,817,1 17,230,050,080,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 91Estatísticas_reedição NEAD.indd 91 30.01.07 13:06:5630.01.07 13:06:56
  92. 92. 920,020,0Geladeira FreezerTelevisão1995 2004IluminaçãoelétricaMáquina delavar roupa120,060,00,020,020,0120,060,060,0RádioDomicílios rurais com equipamentos básicos e outros bens duráveisBrasil 1995-2004 (em %)Gráfico 26Fonte: IBGE. PNAD. Elaboração: DIEESEObs.: a) Exclusive os domicílios rurais dos estados de Roraima, Rondônia, Acre, Amazonas, Pará e Amapáb) A delimitação das áreas rurais foi atualizada pelo IBGE em 2001100,040,0Fogão83,880,062,9Telefone3,526,789,097,7Filtrode água41,4 42,138,763,611,217,37,310,780,4 82,948,071,2Estatísticas_reedição NEAD.indd 92Estatísticas_reedição NEAD.indd 92 30.01.07 13:06:5730.01.07 13:06:57
  93. 93. 93Distribuição dos domicílios por situação do domicílio segundoo tipo de esgotamento sanitário - Brasil 2004 (em %)Gráfico 27Fonte: IBGE. PNAD. Elaboração: DIEESENota: (1) Outro: quando os dejetos são esgotados para uma fossa rudimentar (fossa negra, poço, buraco etc.), diretamente para uma vala, rio, lagoou mar, ou quando o escoadouro não se enquadra em rede coletora ou fossa sépticaObs.: Exclui as pessoas sem declaração0,060,040,0Rede coletoraUrbana Rural10,020,056,1Outro (1)Sem esgotamento3,8Fossa séptica21,815,720,254,31,926,130,050,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 93Estatísticas_reedição NEAD.indd 93 30.01.07 13:06:5830.01.07 13:06:58
  94. 94. 94Distribuição dos domicílios rurais por tipo de esgotamento sanitárioBrasil e Grandes Regiões 1995-2004 (nº absolutos)Brasil eGrandes RegiõesFonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESENotas: (1) Outro: quando os dejetos são esgotados para uma fossa rudimentar (fossa negra, poço, buraco etc.), diretamente para uma vala, rio, lagoou mar, ou quando o escoadouro não se enquadra em rede coletora ou fossa séptica(2) Exclusive os domicílios rurais dos estados de Roraima, Rondônia, Acre, Amazonas, Pará e AmapáObs.:a) Exclui os domicílios sem declaraçãob) A delimitação das áreas rurais foi atualizada pelo IBGE em 2001Tabela 23Norte - - - - - - - -Nordeste 75.709 170.446 1.086.326 2.351.189 48.961 276.824 1.557.841 1.584.208Sudeste 153.924 212.914 1.159.276 362.064 226.622 251.696 1.090.260 140.025Sul 9.012 387.945 800.343 150.034 15.663 506.972 776.180 74.377Centro-Oeste 937 18.459 321.543 152.496 9.046 30.496 418.253 59.176BRASIL (2)239.582 789.764 3.367.488 3.015.783 300.292 1.065.988 3.842.534 1.857.786RedecoletoraFossaséptica Outro(1) Sem esgo-tamentoFossaséptica Outro(1) Sem esgo-tamento-1.086.3261.159.276800.343321.5433.367.488Outro(1)-48.961226.62215.6639.046300.292-1.557.8411.090.260776.180418.2533.842.534Outro(1)20041995RedecoletoraEstatísticas_reedição NEAD.indd 94Estatísticas_reedição NEAD.indd 94 30.01.07 13:06:5830.01.07 13:06:58
  95. 95. 95Domicílios urbanos e rurais segundo a formade abastecimento de água - Brasil 2004Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESETabela 24Forma de abastecimento de águaUrbanos Rurais% %Com canalização interna 41.659 95,1 4.615 58,0Com canalização interna - rede geral 39.569 90,4 1.634 20,5Com canalização interna - outra forma 2.091 4,8 2.981 37,5Sem canalização interna 2.135 4,9 3.343 42,0Sem canalização interna - rede geral 942 2,2 411 5,2Sem canalização interna - outra forma 1.193 2,7 2.932 36,8TOTAL DE DOMICÍLIOS 43.795 100,0 7.958 100,0Nº absolutos (em 1.000) Nº absolutos (em 1.000)Estatísticas_reedição NEAD.indd 95Estatísticas_reedição NEAD.indd 95 30.01.07 13:06:5930.01.07 13:06:59
  96. 96. 96Distribuição dos domicílios rurais segundo a forma deabastecimento de água - Brasil e Grandes Regiões 2004 (em %)Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESETabela 25Forma de abastecimento de água Norte Nordeste Sudeste Sul BrasilCentro-OesteCom canalização interna 39,2 31,5 86,8 93,5 78,7 58,0Com canalização interna - rede geral 13,3 17,8 25,1 28,6 14,6 20,5Com canalização interna - outra forma 25,9 13,7 61,6 64,9 64,1 37,5Sem canalização interna 60,8 68,5 13,2 6,5 21,3 42,0Sem canalização interna - rede geral 5,8 8,7 2,3 0,8 1,3 5,2Sem canalização interna - outra forma 55,0 59,8 11,0 5,6 20,0 36,8TOTAL DE DOMICÍLIOS 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 96Estatísticas_reedição NEAD.indd 96 30.01.07 13:07:0030.01.07 13:07:00
  97. 97. Capítulo 3Trabalho e RendimentoEstatísticas_reedição NEAD.indd 97Estatísticas_reedição NEAD.indd 97 30.01.07 13:07:0030.01.07 13:07:00
  98. 98. Estatísticas_reedição NEAD.indd 98Estatísticas_reedição NEAD.indd 98 30.01.07 13:07:0030.01.07 13:07:00
  99. 99. Capítulo 3Trabalho e RendimentoCaracterísticas Geraisdo Trabalho no Meio RuralEstatísticas_reedição NEAD.indd 99Estatísticas_reedição NEAD.indd 99 30.01.07 13:07:0130.01.07 13:07:01
  100. 100. Estatísticas_reedição NEAD.indd 100Estatísticas_reedição NEAD.indd 100 30.01.07 13:07:0130.01.07 13:07:01
  101. 101. 101Evolução do número de pessoas ocupadas nas atividades agrícolassegundo a posição na ocupação - Brasil 1981-2004 (em 1.000 pessoas)Fonte: IBGE.PNADElaboração: DIEESENotas: (1) Dados de 2001 revistos com base na PNAD 2004(2) Indicadores de 2004 harmonizados pela abrangência geográfica das PNADs até 2003Obs.: a) Não existia o item “trabalho para próprio consumo” nas PNADs 1981 e 1990b) Não inclui a população da área rural de Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Pará e Amapác) Exclui os ocupados sem declaraçãoTabela 26Posição na ocupação 1981 2004 (2)1990 1998 2001 (1)1998 2004 (2)Empregados 4.874 5.236 4.187 4.473 4.722Conta própria 4.048 4.372 4.370 4.193 4.230Empregadores 462 660 458 500 516Não remunerados 3.916 3.912 4.342 3.847 3.832Trabalho para consumo próprio - - 2.978 2.904 3.179TOTAL 13.300 14.180 16.335 15.917 16.479Estatísticas_reedição NEAD.indd 101Estatísticas_reedição NEAD.indd 101 30.01.07 13:07:0130.01.07 13:07:01
  102. 102. 102Variação do pessoal ocupado na agropecuáriaBrasil 1993-2004 (em 1.000 pessoas)Fonte: IBGE. PNAD Tabulações especiais MELO, Hildete Pereira & Di Sabbato, Alberto apud PPIGRE/MDA. Gênero, Agricultura Familiar eReforma Agrária no MercosulElaboração: DIEESETabela 27Pessoal ocupado na agropecuária 1993 2004Homem 11.930,0 12.063,0 1,1Mulher 6.213,2 5.670,9 -8,7TOTAL 18.143,2 17.733,8 -2,3Variação (em %)Estatísticas_reedição NEAD.indd 102Estatísticas_reedição NEAD.indd 102 30.01.07 13:07:0230.01.07 13:07:02
  103. 103. 103Estimativa da população com situação do domicílio rural segundo acondição de atividade - Brasil e Grandes Regiões 2004Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESENota: (1) A População em Idade Ativa (PIA) corresponde à soma da PEA e inativos com 10 anos ou maisObs.: Período de referência de 30 diasTabela 28Condição de atividade Norte BrasilSudeste SulNordeste SudesteNorteEconomicamente Ativa 2.030.855 7.600.656 3.345.441 3.142.846 998.543 17.118.341Ocupada 1.983.306 7.438.051 3.185.062 3.086.653 972.090 16.665.162Com procura de trabalho 95.418 397.144 175.720 98.144 59.027 825.453Sem procura de trabalho 1.887.888 7.040.907 3.009.342 2.988.509 913.063 15.839.709Desocupada 47.549 162.605 160.379 56.193 26.453 453.179Inativa 811.766 3.605.392 1.647.980 895.185 393.027 7.353.350PIA TOTAL(1)2.842.621 11.206.048 4.993.421 4.038.031 1.391.570 24.471.691Centro-OesteEstatísticas_reedição NEAD.indd 103Estatísticas_reedição NEAD.indd 103 30.01.07 13:07:0230.01.07 13:07:02
  104. 104. 104Distribuição das pessoas economicamente ativas e dos inativos comsituação do domicílio rural por sexo - Brasil 2004 (em %)Gráfico 28Fonte: IBGE. PNADElaboração DIEESEObs: Exclui as pessoas sem declaraçãoHomem MulherEconomicamente ativas Inativos38,361,768,931,1Estatísticas_reedição NEAD.indd 104Estatísticas_reedição NEAD.indd 104 30.01.07 13:07:0330.01.07 13:07:03
  105. 105. 105Distribuição dos ocupados segundo grupo de atividade econômicaBrasil 1995-1996 (em %)Gráfico 29Fonte: IBGE. Censo AgropecuárioElaboração: DIEESE40,0Produção de carvão vegetalPesca e aqüiculturaSilvicultura e exploração florestalProdução mista (lavoura e pecuária)PecuáriaLavoura permanenteHorticultura e produtos de viveiroLavoura temporária35,030,025,020,015,010,05,00,00,50,11,815,027,517,61,835,6Estatísticas_reedição NEAD.indd 105Estatísticas_reedição NEAD.indd 105 30.01.07 13:07:0330.01.07 13:07:03
  106. 106. 106Distribuição do pessoal ocupado na agropecuária segundo sexo eposição na ocupação - Brasil 2004 (em %)Gráfico 30Fonte:IBGE. PNAD Tabulações especiais MELO, Hildete Pereira & Di Sabbato, Alberto apud PPIGRE/MDA. Gênero, Agricultura Familiar eReforma Agrária no MercosulElaboração: DIEESE07050EmpregadotemporárioHomens Mulheres103013,1Não remunerado Auto-consumo3,7Conta própria4060EmpregadorEmpregadopermanente17,610,4 10,136,63,70,821,559,87,515,120Estatísticas_reedição NEAD.indd 106Estatísticas_reedição NEAD.indd 106 30.01.07 13:07:0430.01.07 13:07:04
  107. 107. 107Mulheres ocupadas na agropecuária por atividade segundo posiçãona família - Brasil 2004 (em %)Fonte:IBGE. PNAD Tabulações especiais MELO, Hildete Pereira & Di Sabbato, Alberto apud PPIGRE/MDA. Gênero, Agricultura Familiar eReforma Agrária no MercosulElaboração: DIEESETabela 29Atividade Cônjuge OutrasFilhaChefeChefe FilhaLavoura 14,2 64,6 18,8 2,4Pecuária 13,0 68,1 15,7 3,2Aves e pequenos animais 12,6 78,0 7,1 2,3Horticultura/Floricultura 19,7 65,5 11,3 3,5Pesca/Aqüicultura 22,3 69,3 8,4 -Silvicutura/Exploração florestal 16,1 66,1 13,7 4,2Apicultura/Sericicultura 8,2 65,1 6,3 20,4Atividade não especificada/Serviços 20,8 62,1 15,1 2,1TOTAL 14,2 64,6 18,8 2,4Estatísticas_reedição NEAD.indd 107Estatísticas_reedição NEAD.indd 107 30.01.07 13:07:0530.01.07 13:07:05
  108. 108. 108Médias de jornada semanal, idade e escolaridade do pessoal ocupadona agropecuária segundo o sexo - Brasil 2004AtividadeFonte:IBGE. PNAD Tabulações especiais MELO, Hildete Pereira & Di Sabbato, Alberto apud PPIGRE/MDA. Gênero, Agricultura Familiar eReforma Agrária no MercosulElaboração: DIEESETabela 30Jornada semanal(em horas)Idade(em anos)Escolaridade(em anos de estudo)Homem Mulher Homem Mulher Homem MulherHomem Homem HomemLavoura 39,6 29,5 36,8 38,1 3,8 3,6Pecuária 44,6 27,1 38,6 40,8 4,5 4,3Aves e pequenos animais 28,3 10,8 39,6 44,3 4,3 3,2Horticultura/Floricultura 35,2 19,7 40,7 44,6 4,1 4,1Pesca/Aqüicultura 39,6 25,8 35,4 37,3 4,6 3,0Silvicutura/Exploração florestal 42,5 30,6 33,1 36,4 3,9 3,9Apicultura/Sericicultura 35,3 32,1 38,5 30,9 5,7 7,6Atividade não especificada/Serviços 43,5 37,1 37,4 38,2 4,9 4,4TOTAL 40,1 23,3 37,5 40,8 4,0 3,7Estatísticas_reedição NEAD.indd 108Estatísticas_reedição NEAD.indd 108 30.01.07 13:07:0530.01.07 13:07:05
  109. 109. 109Empresas Pessoal ocupadoDistribuição das empresas agropecuárias(1)e do pessoal nelas ocupadosegundo faixas de pessoal ocupado - Brasil 2003 (em %)Gráfico 31Fonte: IBGE. CempreElaboração: DIEESENota: (1) Agricultura, pecuária, silvicultura e exploração florestal, segundo classificação da CNAE40,0,40,00,020,010 a 29 30 a 99 500 a mais0 a 970,050,0100 a 49985,090,060,015,89,312,13,916,423,71,4 0,332,010,030,080,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 109Estatísticas_reedição NEAD.indd 109 30.01.07 13:07:0630.01.07 13:07:06
  110. 110. 110Distribuição dos ocupados rurais não-agrícolassegundo atividade econômica - Brasil 1995Fonte: DIEESE. A Situação do Trabalho no BrasilTabela 31Atividade econômica %Prestação de serviços 1.174 30,0Indústria 911 23,0Serviço público 714 18,0Comércio 528 13,0Construção 419 11,0Transporte e comunicação 146 4,0Outros 38 1,0TOTAL DE OCUPADOS 3.930 100,0Total (em 1.000 pessoas)Estatísticas_reedição NEAD.indd 110Estatísticas_reedição NEAD.indd 110 30.01.07 13:07:0630.01.07 13:07:06
  111. 111. 111Fonte: MTE. CagedElaboração: DIEESENota: (1) Refere-se às seguintes classes da CNAE: criação de bovinos; criação de outros animais de grande porte; criação de ovinos; criação desuínos; criação de aves; criação de outros animaisObs.: Refere-se aos empregos com vínculos formais (registro em carteira)Tabela 32SetoresSaldo de admissões e desligamentos segundo grandes setores e classes deatividade econômica selecionadas - Brasil 2003-2005 (em nºsabsolutos)2003 2004 20052003 2005Indústria 138.543 519.513 200.611Construção Civil -48.155 50.763 85.053Comércio 225.908 403.940 389.815Serviços 270.115 469.741 591.304Agropecuária 58.198 79.274 -12.878Cultivo de cana de açúcar 6.730 12.204 -3.598Cultivo de soja 1.044 965 -4.038Cultivo de frutas cítricas 3.423 128 -2.812Cultivo de café -2.842 1.075 618Criação de animais (1) 1.991 11.366 -1.747Outros 824 45 76TOTAL 645.433 1.523.276 1.253.981Estatísticas_reedição NEAD.indd 111Estatísticas_reedição NEAD.indd 111 30.01.07 13:07:0730.01.07 13:07:07
  112. 112. 112010,0Até 14 horas 15 a 39 horas 49 ou mais horasHomem Mulher40 a 44 horas45,035,030,0010,010,045,045,035,035,030,030,045 a 48 horas6,2Distribuição dos trabalhadores agrícolas por sexo segundo classes dehoras de trabalho semanal - Brasil 2004 (em %)Gráfico 32Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESEObs.: Exclui os ocupados sem declaração40,034,727,343,926,411,24,416,623,65,85,025,050,020,015,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 112Estatísticas_reedição NEAD.indd 112 30.01.07 13:07:0730.01.07 13:07:07
  113. 113. 113020,0Norte Nordeste Centro-OesteCom carteira de trabalho assinada Sem carteira de trabalho assinadaBrasilSudeste70,050,040,00,20,070,070,050,050,040,040,0Sul15,5Distribuição dos empregados no setor agrícola segundo registro emcarteira de trabalho - Brasil e Grandes Regiões 2004 (em %)Gráfico 33Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESE60,084,518,581,545,954,163,736,339,360,768,331,710,030,080,090,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 113Estatísticas_reedição NEAD.indd 113 30.01.07 13:07:0830.01.07 13:07:08
  114. 114. 114Evolução dos resultados da fiscalização do trabalho na área ruralBrasil 1996-2005 (em nº absolutos)Fonte: MTE. SFITElaboração: DIEESENotas: (1) é o universo de trabalhadores formais e informais, existente na empresa no dia da fiscalização(2) refere-se aos trabalhadores informais identificados no dia da fiscalização e que foram formalizadosObs.: Dados de circulação interna disponibilizados pelo MTETabela 33Ano AutuaçõesTrabalhadoresalcançados (1)1996 4.515 447.483 16.782 2.1461997 7.437 670.474 35.865 3.3541998 7.042 686.210 29.248 2.8771999 6.561 620.132 24.990 2.5322000 8.585 836.943 86.633 3.3792001 9.641 833.991 92.446 3.3672002 8.873 836.374 103.323 3.2212003 9.367 1.039.982 103.545 3.9122004 13.856 1.333.271 173.581 4.7342005 12.192 1.190.454 115.560 4.367EmpresasfiscalizadasTrabalhadoresregistrados (2)Estatísticas_reedição NEAD.indd 114Estatísticas_reedição NEAD.indd 114 30.01.07 13:07:0930.01.07 13:07:09
  115. 115. 115020,0Norte Nordeste Centro-OesteContribuintes Não contribuintesBrasilSudeste70,050,040,0020,020,070,070,050,0,0,040,0Sul3,8Distribuição dos ocupados na atividade agrícola segundo contribuiçãopara a Previdência - Brasil e Grandes Regiões 2004 (em%)Gráfico 34Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESEObs.: Exclui os ocupados sem declaração60,096,24,895,226,173,987,112,922,577,588,511,410,030,080,090,0100,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 115Estatísticas_reedição NEAD.indd 115 30.01.07 13:07:0930.01.07 13:07:09
  116. 116. 116010,0Norte Nordeste Centro-OesteSudeste30,0010,0,30,030,0Sul4,1Distribuiçãodosbeneficiáriosdosegurodesemprego(1)comúltimoempregonaagropecuária,extraçãovegetaloucaçaepescanasGrandesRegiões-Brasil2005(em%)Gráfico 35Fonte: MTE. SaegElaboração: DIEESENota: (1) Beneficiário é o trabalhador segurado que recebeu pelo menos uma parcela do benefício, para um determinado requerimentoObs.: Atualizado até o lote 859 de 31/12/200540,016,748,514,416,460,020,050,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 116Estatísticas_reedição NEAD.indd 116 30.01.07 13:07:1030.01.07 13:07:10
  117. 117. 117Fonte: IBGE.PNADElaboração: DIEESEObs.: Exclui os ocupados sem declaraçãoTabela 34Faixa etáriaMulherDistribuição dos ocupados segundo faixa etária em que começaram atrabalhar por sexo e situação do domicílio - Brasil 2004 (em%)RuralUrbanaMulherHomem HomemAté 9 anos 13,4 10,2 32,5 27,910 a 14 anos 44,2 33,8 54,7 54,315 a 17 anos 25,5 26,5 10,1 11,518 a 19 anos 11,1 15,0 1,9 3,020 a 24 anos 5,2 10,7 0,7 2,325 a 29 anos 0,6 2,1 0,1 0,630 anos ou mais 0,1 1,7 0,0 0,4TOTAL 100,0 100,0 100,0 100,0Homem13,444,225,511,15,20,60,1100,0Homem32,554,710,11,90,70,10,0100,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 117Estatísticas_reedição NEAD.indd 117 30.01.07 13:07:1030.01.07 13:07:10
  118. 118. 118Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESETabela 35Brasil e Grandes RegiõesDistribuição das crianças de 5 a 14 anos por atividade de trabalhoprincipal e sexo - Brasil e Grandes Regiões 2004 (em %)Não-agrícolaAgrícolaMeninasMeninos Total MeninasMeninos TotalMeninasTotalMeninosNorte 76,9 23,1 100,0 57,0 43,0 100,0Nordeste 74,7 25,3 100,0 59,0 41,0 100,0Sudeste 78,4 21,6 100,0 59,1 40,9 100,0Sul 70,4 29,6 100,0 56,0 44,0 100,0Centro-Oeste 77,5 22,5 100,0 64,3 35,7 100,0BRASIL (n° absolutos) 896.995 305.238 1.202.233 449.188 314.224 763.412Estatísticas_reedição NEAD.indd 118Estatísticas_reedição NEAD.indd 118 30.01.07 13:07:1130.01.07 13:07:11
  119. 119. 119Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESEObs.:a) Exclusive a população da área rural de Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Pará e AmapáTabela 36Brasil e Grandes RegiõesDistribuição das crianças de 5 a 14 anos por situação de ocupação edomicílio - Brasil e Grandes Regiões 2001 (em %)RuralUrbanaNão ocupadas Total Ocupadas TotalNorte 4,4 95,6 100,0 nd nd ndNordeste 5,7 94,3 100,0 21,8 78,2 100,0Sudeste 2,4 97,6 100,0 13,3 86,7 100,0Sul 3,4 96,6 100,0 24,5 75,5 100,0Centro-Oeste 4,0 96,0 100,0 14,9 85,1 100,0BRASIL 3,7 96,3 100,0 20,0 80,0 100,0nd78,286,775,585,180,0Total100,0100,0100,0100,0100,0100,04,45,72,43,44,03,7Ocupadas Não ocupadasEstatísticas_reedição NEAD.indd 119Estatísticas_reedição NEAD.indd 119 30.01.07 13:07:1130.01.07 13:07:11
  120. 120. 120Distribuição e estimativa dos ocupados de 5 a 14 anos de idade semfreqüência escolar por sexo e situação do domicílio - Brasil 2001 (em %)Gráfico 36Meninos Meninas0,080,040,063,9RuralUrbana0,00,080,040,040,063,927,320,036,172,760,0Fonte: IBGE. PNAD. Elaboração: DIEESEObs.: Exclusive a população rural da área rual de Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Pará e AmapáSexo RuralUrbanaUrbanaMeninos 64.429 71.699Meninas 36.381 26.930TOTAL 100.810 98.629(em nº absolutos)Estatísticas_reedição NEAD.indd 120Estatísticas_reedição NEAD.indd 120 30.01.07 13:07:1230.01.07 13:07:12
  121. 121. Capítulo 3Trabalho e RendimentoRendimentoEstatísticas_reedição NEAD.indd 121Estatísticas_reedição NEAD.indd 121 30.01.07 13:07:1330.01.07 13:07:13
  122. 122. Estatísticas_reedição NEAD.indd 122Estatísticas_reedição NEAD.indd 122 30.01.07 13:07:1330.01.07 13:07:13
  123. 123. 123Rendimento médio mensal nominal (1)das pessoas residentes em domicíliosrurais, segundo condição de atividade - Brasil 2004 (em R$ de set /04)Fonte: IBGE. PNADElaboração: DIEESENota: (1) São consideradas todas as fontes (salários, pensões ou outras formas de pagamento) das pessoas que têm rendimentoObs.: Exclui as pessoas sem rendimentoTabela 37Condição de atividade Norte BrasilSudeste SulNordeste Centro-OesteNorte Sudeste Centro-OesteEconomicamente ativas 490 245 480 597 557 404Ocupadas 491 246 481 598 558 405- Procurando trabalho 315 186 333 294 389 263Desocupadas 301 95 159 322 242 178Inativas 257 213 346 328 297 264Estatísticas_reedição NEAD.indd 123Estatísticas_reedição NEAD.indd 123 30.01.07 13:07:1330.01.07 13:07:13
  124. 124. 1240,020,0Mais de 0,5 a 1salário mínimoMais de 1 a 2salários mínimosSem rendimentoHomem MulherAté 0,5 saláriomínimoMais de 2 a 5salários mínimos90,00,0,20,090,090,0Mais de 10salários mínimos15,7Distribuição dos ocupados na atividade agrícola segundo faixa derendimento e sexo - Brasil 2004 (em%)Gráfico 37Fonte: IBGE.PNAD; Elaboração: DIEESEObs.: a) A categoria sem rendimento inclui pessoas que receberam somente benefíciosb) Exclui os ocupados sem declaração8,925,86,019,94,20,98,02,2 0,279,827,210,0Mais de 5 a 10salários mínimos30,040,050,080,00,11,260,070,0Estatísticas_reedição NEAD.indd 124Estatísticas_reedição NEAD.indd 124 30.01.07 13:07:1430.01.07 13:07:14
  125. 125. 125Renda média mensal do pessoal ocupado na agropecuáriapor atividade e sexo - Brasil 2004 (em R$ de 2004)Gráfico 38Fonte:IBGE. PNAD Tabulações especiais MELO, Hildete Pereira & Di Sabbato, Alberto apud PPIGRE/MDA. Gênero, Agricultura Familiar eReforma Agrária no Mercosul. Elaboração: DIEESEObs.: para o cálculo da renda média foram consideradas as pessoas com renda positivaAtividade não especificada/ServiçosApicultura/SericiculturaSilvicultura/Exploração florestalPesca/AqüiculturaHorticultura/FloriculturaAves e pequenos animaisPecuáriaLavourasTotal 432,72244,18394,23245,72577,85447,39417,95139,44365,30208,58278,35112,98404,3776,89545,65339,05409,31378,866005004003002001000 700Homem MulherEstatísticas_reedição NEAD.indd 125Estatísticas_reedição NEAD.indd 125 30.01.07 13:07:1430.01.07 13:07:14
  126. 126. 126Fonte: IBGE. Pesquisa de Orçamentos FamiliaresElaboração: DIEESENotas:(1) Inclui rendimentos do empregado, do empregador e do trabalho por conta própria(2) Inclui transferências oriundas de aposentadorias de previdência privada, bolsas de estudo, pensão alimentícia, mesada ou doação etransferências transitórias(3) Inclui rendimento de aluguel de bens móveis e imóveis(4) Inclui rendimentos de vendas esporádicas, empréstimos, aplicações de capitais e outros(5) Parcela equivalente às despesas não-monetárias definidas como tudo que é produzido, pescado, caçado, coletado ou recebido embens (troca, doação, retirada do negócio, produção própria e salário em bens) utilizados ou consumidos durante o período de referênciada pesquisa e que, pelo menos na última transação, não tenha passado pelo mercadoObs.: O termo família está sendo utilizado para indicar a unidade de investigação da pesquisa “unidade de consumo”Tabela 38Origem dos rendimentos%Valor e distribuição do rendimento médio mensal familiar por situaçãodo domicílio segundo origem do rendimento - Brasil 2003RuralUrbana%Rendimento do trabalho(1)1.225,11 62,7 466,28 53,4Transferência 291,59 14,9 142,00 16,2Aposentadoria previdência pública 217,66 11,1 111,28 12,7Outras transferências (2)73,93 3,8 30,72 3,5Rendimento de aluguel (3)36,71 1,9 11,04 1,3Outros rendimentos (4)129,76 6,6 50,85 5,8Rendimento não-monetário (5)271,25 13,9 203,76 23,3RENDIMENTO TOTAL 1.954,42 100,0 873,93 100,0em R$ em R$Estatísticas_reedição NEAD.indd 126Estatísticas_reedição NEAD.indd 126 30.01.07 13:07:1530.01.07 13:07:15

×