0
Afinal, o que é Análise de        Negócios?   Artigo originalmente publicado em maio de 2008 na Edição 1 do               ...
Diz a lenda que colocaram várias pessoas em uma sala escura   para descobrir o que é que havia lá dentro. No centro da sal...
Assim como o elefante da lenda, a Análise de Negócio vem sendo desvendada,aos poucos, por várias empresas. Alguns consider...
Nenhuma dessas definições pode ser considerada errada, apenas incompleta.A fim de esclarecer e obter um consenso sobre ess...
O BABOK (Business Analysis Body Of Knowledgement) proporciona a definiçãode um vocabulário comum e uma referência básica p...
Segundo o BABOK, o papel do analista de negócios é:Trabalhar como uma ligação entre os diversos stakeholders (interessados...
Estas soluções podem envolver a melhoria de processos, mudançasorganizacionais e, frequentemente, envolvem o desenvolvimen...
A comprovação, através de exame do conhecimento destas áreas de negóciodefinidas pelo BABoK, serve de base para o processo...
O guia BABoK irá evoluir com o lançamento de novas versões contendo acolaboração de profissionais em Análise de Negócios d...
CarreiraCarreira quente: analista de negócios em tecnologiaSão Paulo - Profissional deve compreender as reais necessidades...
No mercado de tecnologia, gestores e profissionais estão cansados de ouviraquela velha máxima que diz “é necessário alinha...
Na estrutura atual, o trabalho é realizado por profissionais oriundos tanto daárea administrativa quanto da área tecnológi...
Para a diretora, o profissional da área deve ter habilidades de comunicação eentendimento de negócios de uma maneira geral...
Conheça profissionais da áreaSandra Siqueira, coordenadora de sistemas do hospital paulistano Sírio Libanês,acompanhou um ...
Conheça profissionais da áreaA profissional afirma que o analista de negócios não pode ser confundido comum gerente de pro...
Conheça profissionais da áreaCláudio Kerber, líder de uma equipe de análise de negócios na Ionics, empresade automação par...
Conheça profissionais da áreaKerber diz que o profissional pode ser nativo tanto de gestão quanto detecnologia. “O profiss...
BA Day 2011 - O que é análise de negócios?
BA Day 2011 - O que é análise de negócios?
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

BA Day 2011 - O que é análise de negócios?

421

Published on

BA Day 2011 - O que é análise de negócios?

Published in: Business, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
421
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
28
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "BA Day 2011 - O que é análise de negócios?"

  1. 1. Afinal, o que é Análise de Negócios? Artigo originalmente publicado em maio de 2008 na Edição 1 do Fique Experto - O jornal da Expertise
  2. 2. Diz a lenda que colocaram várias pessoas em uma sala escura para descobrir o que é que havia lá dentro. No centro da sala, sem que ninguém soubesse, estava de pé um elefante.O primeiro deu de cara com a pata do elefante e, após tatear um pouco, teve certeza de estar diante do tronco de uma árvore. Enquanto isso, um deles apalpou o rabo com pelinhos na ponta e pensou ser um cipó. Outro, ao sentir a ponta das presas de marfim, acreditou estar diante de uma lança. O último, ao esbarrar na tromba em movimento, alardeou a todos o perigo de estarem na presença de uma imensa cobra
  3. 3. Assim como o elefante da lenda, a Análise de Negócio vem sendo desvendada,aos poucos, por várias empresas. Alguns consideram que o analista denegócios é um especialista que conhece a fundo as minúcias da área denegócio estudada, para poder detalhar suas necessidades. Outros o vêm comouma espécie de consultor financeiro, responsável por calcular os custos e oretorno esperado dos possíveis investimentos, auxiliando na tomada dedecisão, com uma análise de custo-benefício dos projetos propostos. Há aindaquem defina o analista de negócios como sendo um experiente analista desistemas que, após tantos projetos com uma área de negócio, conhece dos doismundos o bastante para servir de intermediário entre suas negociações.
  4. 4. Nenhuma dessas definições pode ser considerada errada, apenas incompleta.A fim de esclarecer e obter um consenso sobre essa importante e crescentefunção, o IIBA (International Institute of Business Analysis) acendeu uma luzdentro da sala para que todos possam ver o elefante em sua totalidade.Baseando-se na mesma estrutura que o PMI (Project Management Institute)utilizou para consolidar a área de gerenciamento de projetos, o IIBA agrupou,em um corpo de conhecimentos (uma espécie de guia), a soma das atividades,habilidades e técnicas globalmente aceitas, como sendo de uso dosprofissionais de Análise de Negócios.
  5. 5. O BABOK (Business Analysis Body Of Knowledgement) proporciona a definiçãode um vocabulário comum e uma referência básica para todos os praticantesdessa atividade. A partir dele, é possível definir o que se espera de um analistade negócios especificamente e, até mesmo, preparar uma formaçãodirecionada para essa função que envolve disciplinas de diversas outras áreas,como Análise de Sistemas, Administração de Negócios, Finanças, Análise eRedesenho de Processos, Gestão de Projetos e Garantia da Qualidade.
  6. 6. Segundo o BABOK, o papel do analista de negócios é:Trabalhar como uma ligação entre os diversos stakeholders (interessados) paralevantar, analisar, comunicar e validar os requisitos para mudança deprocessos, políticas e sistemas da informação;Entender os problemas e as oportunidades do negócio, e recomendar soluçõesque possibilitem à organização atingir suas metas.
  7. 7. Estas soluções podem envolver a melhoria de processos, mudançasorganizacionais e, frequentemente, envolvem o desenvolvimento decomponentes de sistemas de informação. Por isso, a Análise de Negócios éfrequentemente ligada a TI.O conhecimento e as atividades de Análise de Negócios, na versão BABoK 1.6,foram distribuídos nas seguintes áreas de conhecimento:• Análise Corporativa• Planejamento e Gestão de Requisitos• Levantamento de Requisitos• Análise e Documentação de Requisitos• Avaliação e Validação da Solução• Comunicação de Requisitos
  8. 8. A comprovação, através de exame do conhecimento destas áreas de negóciodefinidas pelo BABoK, serve de base para o processo de certificação deprofissionais, conduzido pelo IIBA.Quem puder comprovar experiência na área e passar no exame, poderá serreconhecido como um CBAP (Certified Business Analysis Professional),credencial que tem sido aceita como qualificação para a contratação deprofissionais dentro da comunidade de Análise de Negócios em vários paísesdo mundo.
  9. 9. O guia BABoK irá evoluir com o lançamento de novas versões contendo acolaboração de profissionais em Análise de Negócios de todo o mundo,recomendando as práticas de uso em suas organizações e esclarecendo, cadavez mais, os conceitos dessa área.É dessa forma que o IIBA pretende iluminar cada vez mais esse elefante. Comessa visão ampla e de comum acordo sobre a Análise de Negócios, poderemosnos organizar e nos capacitar de forma adequada para superar seus desafios.
  10. 10. CarreiraCarreira quente: analista de negócios em tecnologiaSão Paulo - Profissional deve compreender as reais necessidades do usuário detecnologia e garantir eficiência das soluções.Por Rodrigo Afonso, repórter do COMPUTERWORLD17 de abril de 2009 - 07h00
  11. 11. No mercado de tecnologia, gestores e profissionais estão cansados de ouviraquela velha máxima que diz “é necessário alinhar tecnologia da informaçãoaos negócios”. Falar é fácil, mas para colocar isso em prática é necessário queas áreas de negócios e de tecnologia de uma organização se entendam muitobem, o que geralmente é um grande desafio.Para criar esse entendimento, existe um tipo de profissional específico nomercado: é o analista de negócios. Por meio de uma convivência intensa com aárea da empresa ou cliente que demanda tecnologia, o profissional passa aconhecer toda a rotina de trabalho do usuário e consegue coletar dados paraorientar o projeto, de forma que ele ofereça as melhores soluções.
  12. 12. Na estrutura atual, o trabalho é realizado por profissionais oriundos tanto daárea administrativa quanto da área tecnológica, mas que não estão 100%focados nessa atividade. “Atualmente, muitos gerentes de produtos, analistasde sistemas, profissionais de melhorias de processos, entre outros, fazem essafunção, muitas vezes sem saber”, afirma Suzandeise de Almeida, diretora daunidade de São Paulo do International Institute of Business Analysis (IIBA).Um dos trabalhos do instituto dirigido por Suzandeise é promover a profissãono País com a denominação correta e difundir os padrões internacionais para aárea. Internacionalmente, o IIBA possui um manual de melhores práticas,conhecido como Babok (Business Analysis Body of Knowledge).
  13. 13. Para a diretora, o profissional da área deve ter habilidades de comunicação eentendimento de negócios de uma maneira geral.Para Tecnologia da Informação, formação técnica é um quesito muitovalorizado, mas, segundo a executiva, as próprias empresas ainda não sabemmuito bem o que exigir de quem vai exercer essa atividade. “Muitas vezesexigem-se profundos conhecimentos técnicos pouco usados no dia-a-dia dotrabalho.Ainda assim, é uma carreira na qual vale a pena apostar, pois as organizaçõescomeçam a descobrir sua real função”, afirma.
  14. 14. Conheça profissionais da áreaSandra Siqueira, coordenadora de sistemas do hospital paulistano Sírio Libanês,acompanhou um projeto de nutrição no qual o analista de negóciosacompanhou, por algum tempo, o dia-a-dia do setor, documentando e atéfilmando as atividades realizadas.A partir dessa experiência, o analista pôde entender qual era a dinâmica detrabalho e mapear suas necessidades para, então, desenvolver soluções.“Neste caso, pudemos observar uma mobilização rápida de departamento detecnologia no atendimento às necessidades da área. Os próprios nutricionistasse sentiram mais valorizados e comprometidos com o projeto que envolvia suaárea. Consequentemente, o tempo de resposta foi menor nodesenvolvimento”, afirma Sandra.
  15. 15. Conheça profissionais da áreaA profissional afirma que o analista de negócios não pode ser confundido comum gerente de projetos ou um gestor de relacionamento, apesar de precisar terhabilidades comuns a esses dois profissionais. “O expertise em gestão é muitoimportante, mas esse profissional está muito mais preocupado em ir ao núcleoda real necessidade do usuário do que em controlar o processo como umtodo”, comenta.
  16. 16. Conheça profissionais da áreaCláudio Kerber, líder de uma equipe de análise de negócios na Ionics, empresade automação para o mercado de combustíveis, acredita que o bomprofissional da área consegue enxergar além das necessidades declaradas dousuário. “É necessário questionar por que o cliente pede determinada soluçãoe atingir um diagnóstico. Nem sempre o que ele está pedindo é o que elerealmente necessita”, diz Kerber.Para Kerber, o profissional tem que ter excelente capacidade de síntese, poisinterage com muita gente e precisa reunir ideias para chegar a uma conclusão.“Além disso, precisa saber priorizar as necessidades dos negócios”.
  17. 17. Conheça profissionais da áreaKerber diz que o profissional pode ser nativo tanto de gestão quanto detecnologia. “O profissional de TI tem um pragmatismo que pode ser muito útilpara a equipe, ao passo que o de gestão sabe enxergar bem o negócio.O ideal é juntar os dois tipos em uma equipe de análise de negócios”,complementa.
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×