Animismo x Mediunidade

7,828 views

Published on

Published in: Spiritual
0 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
7,828
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,751
Actions
Shares
0
Downloads
367
Comments
0
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Animismo x Mediunidade

  1. 1. DED –Diretoria de Estudos Doutrinários Avenida L2 Sul, Quadra 604, Lote 27 - 1º Andar- Sala 106 - Telefone: 3226-7540 [email_address] - www.comunhaoespirita.org.br FASE 2C AULA 4 MEDIUNIDADE X ANIMISMO: ANIMISMO COMO PARTE DO PROCESSO MEDIÚNICO, CONCEITO, CAUSAS, ABRANGÊNCIA E IMPORTÂNCIA
  2. 2. <ul><li>C onceituar e classificar o fenômeno anímico, mostrando a abrangência desses fenômenos </li></ul><ul><li>Diferenciar animismo de fraude </li></ul><ul><li>Enfatizar que o animismo faz parte do processo mediúnico </li></ul><ul><li>Comentar as causas da manifestação anímica </li></ul>Objetivos
  3. 3. Animismo Animismo - sistema fisiológico que considera a alma como causa primária de todos os fatos intelectuais e vitais. (do latim anima =alma, ismo + Doutrina - Grande Dicionário Etimológico Prosódico da Língua Portuguesa) “ As comunicações, escritas ou verbais, podem também provir do próprio Espírito encarnado no médium?” LM – Q 223. “ A alma do médium pode se comunicar como a de qualquer outro; se ela goza de um certo grau de liberdade, descobre suas qualidades de Espírito. (...) Porque, ficai sabendo, entre os Espíritos que evocais, há os que estão encarnados na Terra; então, eles vos falam como Espíritos e não como homens. Por que pretenderíeis que não ocorresse o mesmo com o médium?” O quê é?
  4. 4. (...) corresponde aos fenômenos intelectuais e físicos que deixam supor atividade extracorpórea ou à distância do organismo humano, isto é, exercida além dos limites do corpo físico. (Alexandre Aksakof) Animismo conceito “ (...)corresponde assim ao conjunto dos fenômenos psíquicos produzidos com a cooperação consciente ou inconsciente dos médiuns em ação”. (André Luiz, em Mecanismos da Mediunidade)
  5. 5. Fenômemos Psíquicos e Anímicos - classificação <ul><li>Fenômenos psíquicos: </li></ul><ul><ul><li>anímicos: produzidos pelo espírito encarnado, ainda que recebendo a colaboração de desencarnados; </li></ul></ul><ul><ul><li>mediúnicos ou espiríticos: o encarnado é que se coloca na posição de colaborador dos desencarnados. </li></ul></ul><ul><li>Fenômenos anímicos: </li></ul><ul><ul><li>Allan Kardec, no LE, apresenta os fenômenos de emancipação da alma, que incluem manifestações anímicas e/ou mediúnicas </li></ul></ul><ul><li>( sonambulismo, catalepsia, dupla visão etc) </li></ul><ul><ul><li>Alexandre Aksakof - fenômenos anímicos: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>- Efeitos psíquicos: telepatia, clarividência, clariaudiência </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Efeitos físicos: telecinesia (movimento sem contacto) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Projeção de imagens / desdobramento: com ou sem materialização </li></ul></ul></ul>
  6. 6. NÃO , o fenômeno anímico é um fator a mais para corroborar a existência e sobrevivência do Espírito, e, portanto, a sua comunicabilidade com o mundo físico. A atividade anímica comprova a existência da ação do inconsciente, com todo o seu acúmulo de conhecimentos e experiências que só podem ser o resultado das vivências passadas. Portanto, um fenômeno não exclui o outro, ao contrário, complementam-se e se explicam mutuamente. Exemplos das vivências arquivadas no inconsciente podem ser demonstradas pelas aptidões naturais do indivíduo, bem como por sua bagagem intelecto-moral. A comprovação do Animismo desmente o espiritismo?
  7. 7. Animismo Significa Fraude? (...) o fenômeno fraudulento nada tem a ver com o animismo, mesmo quando inconsciente. Na mistificação, não é o espírito do médium que está produzindo o fenômeno, mas o médium, como ser encarnado, que não está sendo honesto. A fraude resultaria, portanto, da ação do consciente do médium. Diversidade dos Carismas – Hermínio Miranda - Estou vendo o seu futuro.Você vai ficar muito rico!!!!!!!!!!!!!! Convém observar, contudo, que a mensagem não é tola somente porque emerge do inconsciente do médium, nem é boa e autêntica porque há segura evidência de ser de origem espiritual.
  8. 8. Há Fenômeno Espírita puro? “ O fenômeno puro e absoluto ainda não existe no mundo orgânico relativo... Os valores intelectuais e morais do médium têm preponderância na ocorrência fenomênica, (...)serão os seus conhecimentos, atuais ou passados, que vestirão as idéias transmitidas pelos desencarnados”. (Manoel Philomeno de Miranda/Divaldo Franco) “ (...) não há fenômeno espírita puro, (...) a manifestação de seres desencarnados, em nosso contexto terreno, precisa do médium encarnado, ou seja, precisa do veículo das faculdades da alma e, portanto, anímicas.” (Hermínio Miranda)
  9. 9. Manifestação Anímica “ (...) havendo processo obsessivo gerador da manifestação anímica, os médiuns não podem ser categorizados à conta de mistificadores inconscientes , pois representam, os agentes desencarnados a eles jungidos por teias fluídicas de significativa expressão.” (André Luiz) Características: cristalização de idéias, repetição de perfis psíquicos Ocorrência natural no processo da educação mediúnica, pode resultar de regressão espontânea de memória, gerando um mecanismo de catarse Período - varia de aprendiz para aprendiz, conforme sejam as marcas emocionais que transporta
  10. 10. <ul><li>“ Para que se torne um médium seguro, um instrumento confiável, é necessário que evolua moral e intelectualmente, na razão em que exercita a faculdade.” </li></ul><ul><li>“ (...) Oportunidade de crescimento e educação do médium”. Divaldo Pereira Franco, em Diretrizes de Segurança . </li></ul><ul><li>Como ajudar o médium ? </li></ul><ul><li>Estudo, processo de autoconhecimento, </li></ul><ul><li>tratamento de desobsessão, se for o caso; durante a manifestação, esclarecimento como se fosse para um espírito desencarnado. </li></ul><ul><li>A caridade deve começar com o “próximo mais próximo” </li></ul>Fenômeno Anímico - importância
  11. 11. “ Se não deves recear em excesso o animismo, não convém descurar cuidados. Problemas intrincados da personalidade surgem como expressões mediúnicas a cada instante e se exteriorizam, produzindo lamentáveis desequilíbrios. Conclusão Estuda e estuda-te. Revisa opiniões, conotações, exames e resguarda-te na discrição. Não descuides das ocorrências provindas de interferências anímicas, dos desejos fortemente acalentados, das impressões indesejáveis e desconexas que ressumam, engendrando comunicações inexatas. Acalma a mente e harmoniza o mundo interior”. (Joanna de Ângelis / Divaldo Franco)
  12. 12. 1) O Livro dos Médiuns – Allan Kardec – Cap XIX 2) Diversidade dos Carismas – Hermínio C. Miranda – Volume I: cap III e IV; volume II: cap I 3) Mecanismos da Mediunidade – Espírito André Luiz – Cap 23 4) Nos Domínios da Mediunidade – Espírito André Luiz – Cap 22 5) Qualidade na Prática Mediúnica – Projeto Manoel P. de Miranda 1ª parte – Itens 8 a 10 Referências Bibliográficas

×