IEA - Panorama da pesquisa de Tecnologia Assistiva no Brasil

658 views
582 views

Published on

Seminário "Tecnologia Assistiva" realizado pelo Instituto de Estudos Avançados da USP, Polo Ribeirão Preto.

Palestra da Prof.ª Dra. Valéria Meirelles

10/04/2012.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
658
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

IEA - Panorama da pesquisa de Tecnologia Assistiva no Brasil

  1. 1. A Panorama da Pesquisa e doDesenvolvimento da Tecnologia Assistiva no Brasil Profa Dra Valéria Meirelles Carril Elui Curso de Terapia Ocupacional FMRP-USP LAPITEC – LABORATÓRIO DE PESQUISA E INOVAÇÃO EM TECNOLOGIA ASSISTIVA CNPq Seminário ―Tecnologia Assistiva‖, Polo Ribeirão Preto do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP
  2. 2. Tecnologia assistiva• Arsenal de Recursos e Serviços – proporcionar ou ampliar habilidades funcionais de idosos e pessoas com deficiência Vida independente e inclusão social• É também definida como "uma ampla gama de equipamentos, serviços, estratégias e práticas concebidas e aplicadas para minorar os problemas encontrados pelos indivíduos com deficiências" (Cook e Hussey in Assistive Technologies: Principles and Practices, Mosby – Year Book, Inc., 1995).
  3. 3. http://www.youtube.com/watch?v= LR_ta6kNCAECurso de Terapia Ocupacional da FMRP-USP
  4. 4. Objetivos Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação • Ampliar a participação empresarial; • Ampliar os recursos destinados; • Fortalecer a pesquisa e a infraestrutura científica e tecnológica; • Ampliar o capital humano capacitado sustentável do País. No Brasil, a maior parte dos pesquisadores está nas instituições de ensinosuperior — 67,5% (2010)— enquanto nas empresas essa proporção é de 26,2%
  5. 5. Panorama da pesquisa em TA• Projeto viabilizado pela Secretaria de Ciência e Tecnologia para a Inclusão Social (SECIS), do Ministério de Ciência e Tecnologia (MCTI), em parceria com o Instituto de Tecnologia Social (ITS Brasil).
  6. 6. • Concentra experiências de pesquisa, desenvolvimento, aplicação e disseminação de Tecnologia Assistiva e/ou Ajudas Técnicas, as quais visam promover a inclusão de uma população estimada em 45,6 milhões (Censo/IBGE).• Permite conhecer as necessidades das pessoas com deficiência e idosos, quais lacunas existem no país para que soluções se tornem amplamente acessíveis e possam beneficiar todos os cidadãos que delas necessitam, com informações de qualidade para subsidiar políticas públicas em Ciência.• O Portal é uma ferramenta capaz de estimular a interação entre usuários de Tecnologia Assistiva, profissionais e gestores públicos de diversas áreas (Ciência e Tecnologia, Saúde, Educação etc), empresas, centros de pesquisa e instituições que atuam para promover qualidade de vida e inclusão social das pessoas.
  7. 7. Contextualizando• Presidente Dilma institui o Plano • Dados do Instituto Nacional dos Direitos Brasileiro de da Pessoa com Estatísticas e Geografia Deficiência - Plano (IBGE) de 2010 apontam Viver sem Limite que 23,91% da (DECRETO Nº 7.612, DE 17 DE população brasileira NOVEMBRO DE 2011) possuem algum tipo de• O Plano tem metas para deficiência, totalizando serem implantadas até aproximadamente 45,6 2014 com previsão milhões de pessoas. orçamentária de R$ 7,6 bilhões
  8. 8. Contextualizando• Linha de crédito anunciada pelo Banco do Brasil para pessoas com deficiência. De acordo com a ministra Maria do Rosario, os recursos possibilitam ―uma oportunidade real para que brasileiros e brasileiras acessem produtos com tecnologia assistiva‖. A Linha de Crédito Acessibilidade integra as ações do Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência - Viver sem Limite.• Financiamento de bens e serviços para auxiliar na acessibilidade, independência motora, autonomia e segurança para a pessoa com deficiência.
  9. 9. Panorama da Pesquisa em TA no Brasil A 1ª etapa da pesquisa nacional em TA no Brasil se deu entre 2005 e 2007. (Resultados de 2007- 2008) O questionário acessível na página eletrônica do Instituto de Tecnologia Social (www.itsbrasil.org.br) 2005-2007 = 168 2007-2008 = 87
  10. 10. Financiamento 101 - Próprio 102 - Público 103 - Privado
  11. 11. Dificuldades 101 - Número insuficiente de pessoas na equipe técnica 102 - Ausência de recursos financeiros 103 - Habilidades técnicas insuficientes 104 - Ausência de apoio institucional 105 - Difícil aceitação no mercado brasileiro 106 - Ausência de parcerias 107 - Não houve dificuldades 100 - Outros
  12. 12. Dificuldades - Quando os- A TA não é pesquisadores nasclassificada como uma universidades concorrem a editais ou chamadas―área do públicas têm muitoconhecimento‖ para poucas chances de concorrer em pé deefeito de apoio oficial igualdade comdas agências públicas pesquisadores de outras áreas, pois em relação àde fomento à área de TA sãopesquisa; classificados como ―outros‖.
  13. 13. Público Alvo101 - Pessoas com deficiência auditiva102 - Pessoas com deficiência mental (intelectual)103 - Pessoas com deficiência visual104 - Pessoas com deficiência física105 - Pessoas com deficiência múltipla106 - Idosos
  14. 14. Tipo de InstituiçãoAcadêmica - centro de pesquisa, instituto, depto ou faculdade, HU, centro dereabilitação, laboratório.Empresa – indústria, comércio, serviços.Terceiro Setor – entidades de pessoas com deficiências, centros dereabilitação, hospital, oficinas ortopédicas
  15. 15. Unidade da Federação
  16. 16. Função do corpo 1 - Circulatória/Hematológica 2 - Muscular 3 - Metabólica/Endócrina 4 - Neurológica 5 - Digestiva 6 - Respiratória 8 - Dor 9 - Visão 10 - Voz/Fala 11 - Audição 12 - Esquelética 13 - Mental (Consciência / Orientação / Memória / Percepção) 14 - Genitouriária/Reprodutiva
  17. 17. Atividade e Participação 1 - Aprendizagem e aplicação do conhecimento 2 - Tarefas e demandas gerais 3 - Comunicação 4 - Mobilidade 5 - Cuidados pessoais 6 - Vida doméstica 7 - Interações e Relacionamentos interpessoais 8 - Áreas principais da vida 9 - Vida comunitária, social e cívica
  18. 18. Áreas de conhecimento 1 - Ciências Exatas e da Terra 2 - Ciências Biológicas 3 - Ciências da Saúde 5 - Ciências Sociais Aplicadas 6 - Ciências Humanas 7 - Engenharias 8 - Outro:
  19. 19. Tipos de ajudas técnicas1 - Tecnologia Assistiva para tratamento médico 7 - Móveis e adaptações para habitação e outros locais personalizado 8 - Tecnologia Assistiva para a comunicação e informação2 - Tecnologia Assistiva para o treino e aprendizagem 9 - Tecnologia Assistiva para a manipulação objetos e de capacidades3 - Órteses e próteses dispositivos4 - Tecnologia Assistiva para a proteção e cuidado 10 - Tecnologia Assistiva para melhorar o ambiente, ferramentas pessoal e máquinas5 - Tecnologia Assistiva para a mobilidade pessoal 11 - Tecnologia Assistiva para a recreação
  20. 20. Tipo de projeto 1 - Pesquisa 2 - Serviço 3 - Produto (bens)
  21. 21. Comercialização de Tecnologia • 101 - A própria Instituição comercializa e/ou disponibiliza a Tecnologia Assistiva 102 - A TA da Instituição é comercializada e/ou disponibilizada por intermediação de outra(s) empresa(s) 103 - A Instituição no momento não pensa em comercializar e/ou disponibilizar a Tecnologia Assistiva 104 - A TA está em processo de definição de estratégia de comercialização e/ou disponibilização 105 - A Instituição precisa de financiamento p/ comercializar e/ou disponibilizar a TA 106 - A Instituição precisa de serviços técnicos p/ desenvolver a fase de comercialização e/ou disponibilização da TA 107 - A Tecnologia Assistiva está em fase de desenvolvimento 108 - Não se aplica 100 - Outro.
  22. 22. Produção em Tecnologia Assistiva (2007)Artigos Inovação Inovação Patentes Protótipos Produtos Produtospublicados em em criados comerciali comerciali produtos processos zados c/ zados s/ sucesso sucesso 1082 243 215 123 8 166 55
  23. 23. Panorama da Pesquisa e desenvolvimento da TA no BrasilAs pesquisas não correspondem, na mesmaproporção, à demanda da sociedade, havendomaior necessidade do que a apresentada.Pouca produção científica brasileira.Necessidade de maior integração multiprofissional
  24. 24. Necessidade de maior integração entre asáreas da saúde e exatas e as empresas pra oreal desenvolvimento de Tecnologia AssistivaÉ necessário o incentivo de agências defomento para as pesquisas nestas áreasespecíficas.
  25. 25. Enquanto não existir comunicaçãoefetiva entre pesquisadores, poderpúblico, empresários e pessoas comdeficiências, as medidas tomadasterão efeitos restritos e irrisóriosfrente à demanda nacional.
  26. 26. Recomenda-se a implantação de umPrograma de Incubação para osprodutos das pesquisas em TecnologiaAssistiva com viabilidadeeconômica, mas ainda nãocomercializados.
  27. 27. O desenvolvimento de TecnologiaAssistiva necessita de Profissionais dediversas áreas. É necessário, portanto, investir emformação e capacitação de pessoalqualificado em todo o Brasil.A maioria das regiões carece deprofissionais, havendo concentração emalgumas regiões.
  28. 28. A produção de Tecnologia Assistivanecessita de regulamentações e implicaadequação aos padrões nacional einternacional de validação de produtos eprocessos.Também a capacitação de profissionaisespecializados é fundamental para garantirsua qualidade e competitividade.
  29. 29. É urgente a divulgação maciça parasensibilizar pesquisadores eempresários no desenvolvimento de TA.
  30. 30. OBRIGADA VALÉRIA ELUIvelui@fmrp.usp.br

×