Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
IEA - Plágio em publicações científicas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

IEA - Plágio em publicações científicas

  • 3,455 views
Published

Palestra realizada pelo Instituto de Estudos Avançados da USP, Polo Ribeirão Preto. …

Palestra realizada pelo Instituto de Estudos Avançados da USP, Polo Ribeirão Preto.

Palestrante: Prof.ª Dra. Marta Lígia Pomim Valentim

Data: 01/06/2012

Mais informações: http://www.iearp.blogspot.com.br/2012/04/plagio-em-publicacoes-cientificas.html

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
3,455
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6

Actions

Shares
Downloads
47
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. c2012, Valentim
  • 2. Plágio empublicaçõescientíficasProfa. Dra. Marta ValentimUnesp/Câmpus de Marília/SPBrasil USP/Ribeirão Preto-SP 2012
  • 3. Introdução  A ética em pesquisa passou a ser um tema importante no meio acadêmico-científico, uma vez que se constata, cada vez mais, que estudantes de graduação, estudantes de pós-graduação e docentes/investigadores não vêm praticando-a.  Observa-se práticas de pesquisa e de publicação que não se apoiam nos princípios éticos necessários ao avanço da Ciência.  Nessa perspectiva, existe a necessidade de a comunidade acadêmico-científica discutir em profundidade esta questão, bem como resgatar a ética em pesquisa nas várias áreas do conhecimento.c2012, Valentim
  • 4. Situação Mundial  Uma pesquisa realizada por Gerald Koocher e Patricia Keith-Spiegel com aproximadamente 2.599 cientistas, e apresentada na revista Nature de julho de 2010, destaca os seguintes problemas éticos em pesquisa:  Fabricação ou falsificação de dados: o Falsificam dados em relação às condições (quantidade, recursos etc.) dos testes realizados.  Abusos na disseminação dos estudos: o Pesquisadores assinam a autoria do trabalho sem ter participado.  Plágio: o Utilizam textos anteriormente publicados sem citar a fonte original.  Viés intencional: o Evitam experimentos que possam contradizer o que se defende.c2012, Valentim Fonte: http://www.nature.com/nature/journal/v466/n7305/pdf/466438a.pdf
  • 5. Situação Mundial  Bush plagiou trechos de Fonte: Folha de São Paulo publicações anteriores em seu livro de memórias, diz site:  O ex-presidente americano George W. Bush plagiou trechos de publicações anteriores no seu livro de memórias ‘Decision Points’, segundo o site americano ‘Huffington Post’.  De acordo com o ‘Huffington Post’, Bush utilizou trechos de livros de memórias publicados por subordinados – os quais ele reproduziu usando as mesmas palavras, como se fossem suas próprias lembranças. Ele também teria usado frases de artigos de jornais ou revistas da época em que estava na Casa Branca. Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/mundo/830109-bush-plagiou-trechos-de-c2012, Valentim publicacoes-anteriores-em-seu-livro-de-memorias-diz-site.shtml
  • 6. Situação Mundial aso de plágio de ‘Harry Potter’ pode ir a tribunal britânico / Mike Collett-White  J. K. Rowling está sendo acusada de ter copiado o trabalho de outro autor de livros infantis ao escrever ‘Harry Potter e o Cálice de Fogo’, o quarto dos sete livros da série, e é possível que tenha de ir ao tribunal para se defender.  O juiz David Kitchin responsável pelo caso de plágio no Tribunal Superior de Londres disse durante uma audiência que as alegações feitas por Paul Allen, Fonte: Wikipedia representante da propriedade do falecido escritor Adrian Jacobs, eram ‘improváveis’.  Contudo, David Kitchin também rejeitou o pedido dos advogados de Rowling e sua editora britânica Bloomsbury por um julgamento imediato que Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/814439-caso-de-plagio-de-c2012, Valentim dispense o caso. harry-potter-pode-ir-a-tribunal-britanico.shtml
  • 7. Situação Mundial  Michel Houellebecq é acusado de plagiar a Wikipedia em novo livro / Rory Mulholland  Sexista, obsceno e racista são adjetivos normalmente usados para criticar os livros de Michel Houellebecq. Contra o novo romance do mais conhecido escritor francês vivo, no entanto, pesam acusações de plágio: Houellebecq teria copiado e colado trechos inteiros da Wikipedia em Fonte: Wikipedia sua recém-lançada obra.  ‘La Carte et le Territoire’ acaba de chegar às livrarias europeias, e já é considerado favorito na disputa pelo prestigiado Prêmio Goncourt. Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/794817-michel-c2012, Valentim houellebecq-e-acusado-de-plagiar-a-wikipedia-em-novo-livro.shtml
  • 8. Situação Mundial  A burocracia e o plágio freiam o avanço científico da China - O país asiático pretende ultrapassar os EUA em volume de pesquisa científica em 2013 / David Brunat  Em uma pesquisa do jornal China Daily, em 2006, 60% dos doutorandos reconheceram que alguma vez haviam copiado o trabalho de outra pessoa. Outros 60% confessaram que pagavam para publicar suas pesquisas em periódicos científicos (ainda que essa seja a forma habitual de certos periódicos). "Esta situação existe em quase todas as universidades respeitadas da China", destacou He Weifang, professor da Universidade de Pequim.  O acadêmico considera que o sistema de avaliação, que premia a quantidade de publicações ao invés da qualidade, é a raiz da corrupção acadêmica e do plágio. Na China, como em outros países, os acadêmicos devem publicar certo número de livros ou pesquisas, caso queiram ser promovidos. "Um de meus colegas foi humilhado porque não cumpriu a quota de publicação anual em periódicos científicos de prestígio", denunciou He. “E a situação em outras universidades é pior". Fonte: http://www.publico.es/ciencias/370355/la-c2012, Valentim burocracia-y-el-plagio-frenan-el-despegue-cientifico-de-
  • 9. Situação Mundial  Acusado de plágio, presidente húngaro renuncia diante do Parlamento. Escândalo surgiu após revista divulgar que grande parte da tese de doutorado foi copiada de diversas fontes.  O presidente da Hungria, Pál Schmitt, anunciou sua renúncia (02/04/2012), diante do Parlamento, depois de ser acusado de plagiar sua tese de doutorado. O escândalo veio à tona após a revista ‘HVG’ ter divulgado que grande parte da tese do presidente teria sido copiada de diversas fontes. Depois de averiguar as tais denúncias, a Universidade de Medicina ‘Semmelweis’ de Budapeste decidiu cancelar o título de doutor de Schmitt.  Em comunicado a Universidade mencionou que grande parte da pesquisa do ex-presidente consistiu na tradução literal de outras fontes, que não constavam nas notas do trabalho acadêmico. Sob o título "Análise do programa dos jogos olímpicos modernos", a tese foi aprovada em 1992, dezoito anos antes de Schmitt assumir o cargo de presidente da Hungria. Fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,acusado-de-plagio-c2012, Valentim presidente-hungaro-renuncia-diante-do-parlamento,856713,0.htm
  • 10. Situação Mundial  Um grupo de microbiólogos espanhóis plagia um artigo previamente publicado  No último número da revista ‘Journal of Clinical Microbiology’ (JCM) nos deparamos com uma ‘Retractation’, com uma nota que informa que uma publicação deve ser eliminada. As retratações mais comuns são as que se devem a erros experimentais que não foram detectados em um primeiro momento, mas também há outros menos comuns que incluem condutas fraudulentas como, por exemplo, falsear (ou inventar) resultados, citar experimentos não realizados ou plagiar o trabalho de outros investigadores. É sobre este último ponto que se referia a retratação do JCM.  Refere-se a um trabalho publicado no ano de 2010, assinado por Cisterna, R.; Ezpeleta, G.; Tellería, O.; Guinea, J.; Regueiro, B.; García-Rodríguez, J. e Esperalba, J. A retratação foi escrita pelos próprios autores e nos faz refletir e discutir: Fonte: http://lacienciaysusdemonios.com/2011/03/08/un-grupo-de-c2012, Valentim microbiologos-espanoles-plagia-un-articulo-previamente-publicado/
  • 11. Situação Mundial  “Com esta nota nos retratamos em relação ao artigo. Depois da publicação do mesmo nos demos conta de que nos esquecemos de citar o artigo de Colombo et al. (2006). Este artigo deveria ter sido citado na referencia 9 ao invés do outro artigo citado, do mesmo autor, de 1999. Além disso, percebemos que após a publicação do nosso artigo, que a maior parte do artigo havia sido artigo plagiado literalmente de Colombo et al. (2006). O professor Cisterna e o Dr. Ezpeleta expressam sua mais sincera desculpas ao professor Colombo e seu grupo brasileiro, a comunidade científica internacional e aos leitores da revista JCM por esta situação tão embaraçosa. Além disso, queremos deixar claro que Jesús Guinea, Julio García-Rodríguez, Juliana Esperalba e Benito Regueiro não deveriam aparecer como co-autores deste trabalho, uma vez que contribuiram apenas fornecendo dados clínicos dos pacientes, mas não tinham nenhuma relação com a redação da publicação!”. Fonte: http://lacienciaysusdemonios.com/2011/03/08/un-grupo-de-c2012, Valentim microbiologos-espanoles-plagia-un-articulo-previamente-publicado/
  • 12. Situação Mundial  Ciência chinesa duplicada na Galícia. Um periódico científico dos EUA retira dois artigos de pesquisadores da Universidad de Vigo por copiar textos já publicados por autores chineses / Alicia Rivera  Trabalho mal feito? Erro muito grave? Ou se trata diretamente de um plágio? Chamam de ‘publicação duplicada’. Um grupo de pesquisadores da Universidad de Vigo (Espanha) dirigido pelo catedrático Juan Carlos Mejuto, do Departamento de Física Química, publicou no ano passado dois artigos científicos em uma revista da Sociedade Americana de Química que, surpreendentemente, reproduziam textualmente – em um dos casos – e quase – no outro –, o resumo inicial de outros dois artigos publicados por pesquisadores chineses em 2007 e 2009.  Em janeiro, o periódico Journal of Chemical and Engineering Data, comunicou oficialmente sua decisão de retirar os dois artigos do grupo espanhol por tratar-se de ‘publicação duplicada’, esclarecendo que “quantidade significativa destes artigos haviam sido previamente publicados por diferentes autores” em ouras revistas.c2012, Valentim Fonte: http://elpais.com/diario/2011/05/20/sociedad/1305842408_850215.html
  • 13. Situação Mundial  Pesquisa encontra plágios e evidencia desorientação de revistas científicas com relação ao problema  Uma pesquisa realizada pela Universidade do Texas em Southwestern (EUA) na base de dados Medline, descobriu 207 pares de artigos científicos com sinais evidentes de plágio. A descoberta foi feita por meio de um software que compara textos (chamado eTBLAST) e que descobriu 70.000 citações altamente similares. Os pesquisadores enviaram questionários aos autores de 162 desses pares de artigos, assim como aos editores das revistas onde estes foram publicados, garantindo anonimato a todos. Também foram enviados questionários a 174 editores das revistas envolvidas. Eles receberam respostas em 143 casos.c2012, Valentim Fonte: http://www.prometeu.com.br/noticia.asp?cod=707 – 05 mar. 2009.
  • 14. Situação Mundial  Pesquisa encontra plágios e evidencia desorientação de revistas científicas com relação ao problema  As reações foram altamente discrepantes entre os editores. Entre os que responderam, onze admitiram que nunca tinham se defrontado com casos de potencial plágio e admitiram não saber como lidar com esta situação. A distribuição de questionários também gerou 83 investigações internas pelos editores, sendo que 46 delas levaram a uma retratação formal. Quase metade dos casos não resultaram em qualquer tipo de ação por parte dos editores e em 12 casos os editores indicaram que os casos envolvendo suas publicações não seriam revistos.  Para os pesquisadores, as atitudes discrepantes dos editores demonstra o quanto o assunto é difícil para as publicações científicas, levando inclusive à recusa em apurar evidentes cópias de literatura científica. Muitos editores temem que a divulgação de provável plágio, mesmo sendo feita por eles próprios, arranhe o nome a publicação, ou então querem evitar o estresse de lidar com uma investigação que evolva colaboradores.c2012, Valentim Fonte: http://www.prometeu.com.br/noticia.asp?cod=707 – 05 mar. 2009.
  • 15. Situação Brasileira  Pesquisador do Butantã terá que indenizar cientista do Adolfo Lutz por plágio de trabalho científico / Superior Tribunal de Justiça  O pesquisador Carlos Pereira, do Instituto Butantã, em São Paulo, terá que indenizar por danos morais a biomédica Yeda Nogueira, do Instituto Adolfo Lutz. Essa foi a decisão unânime do Superior Tribunal de Justiça, que rejeitou o recurso de Carlos Pereira, mantendo o julgamento do Tribunal de Justiça do Estado Fonte: http://picasaweb.google.com/SA de São Paulo. Carlos Pereira publicou no EPEIB/IIWorkshopBiotecnologia periódico inglês Journal of Virological Methods DeCelulasAnimais# uma pesquisa científica desenvolvida por Yeda Nogueira, como sendo de sua autoria. Fonte: http://www.direito2.com.br/stj/2000/ago/22/pesquisador_c2012, Valentim do_butanta_tera_que_indenizar_cientista_do_adolfo
  • 16. Situação Brasileira  Após plagiar monografia, aluna perde ação e paga R$ 500 / Edivaldo Bitencourt  O Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul negou o pedido de indenização por danos morais de R$ 3 mil feito por uma universitária. Ela foi flagrada, conforme a instituição, praticando plágio na monografia de conclusão de curso.  No entendimento da relatoria, os documentos dos autos demonstram que a aluna transcreveu na íntegra de texto alheio como se fosse de sua autoria, “[...] o que é muito diferente da falta de experiência ou desconhecimento das normas e padrões adotados na elaboração de trabalhos científicos”. Consideração relevante, afirma o desembargador, já que “[...] ainda que o orientador tenha sido omisso e negligente, não se pode acreditar que um aluno universitário, prestes a obter o bacharelado em Direito, não tenha a mínima noção de que escrever um trabalho não é o mesmo que copiar um texto de outro e apresentá-lo como próprio, principalmente quando se trata de trabalho tão importante e sério (ao menos assim deveria ser encarado por alunos e professores), como é o trabalho de conclusão de curso”.c2012, Valentim Fonte: http://www.campograndenews.com.br/canais/view/?canal=8&id=266808
  • 17. Situação Brasileira  Químico da Unicamp é acusado de fraudar 11 estudos científicos / Ricardo Mioto e Reinaldo José Lopes  Uma investigação internacional apontou fraude em 11 artigos científicos de um respeitado professor titular de química da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Tudo indica que se trata da denúncia mais séria de má conduta científica da história da ciência brasileira, apesar da escassez de levantamentos sobre o tema. Em geral, os casos envolvem plágio, e não invenção de resultados. Os trabalhos que conteriam fraude saíram em várias revistas científicas da Elsevier, multinacional que é a maior editora de periódicos acadêmicos do mundo. Os estudos da Unicamp foram retratados (ou seja, "despublicados", não tendo mais validade para a comunidade científica). A Elsevier afirmou que os sinais de manipulação são "conclusivos". Claudio Airoldi, de 68 anos, é um dos pesquisadores mais experientes da Unicamp: está na universidade paulista desde 1968.  A Elsevier diz que o procedimento de investigação envolveu três cientistas revisores independentes, e que todos eles concluíram que "estava claro que os resultados tinham sido manipulados". A editora diz ter pedido e recebido uma defesa dos cientistas brasileiros, mas, segundo ela, o material enviado não prova nada. Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/896418-quimico-da-c2012, Valentim unicamp-e-acusado-de-fraudar-11-estudos-cientificos.shtml
  • 18. Situação Brasileira  Químico da Unicamp é acusado de fraudar 11 estudos científicos / Ricardo Mioto e Reinaldo José Lopes  Diferentemente dos Estados Unidos que contam com uma agência federal para investigar casos assim, o Brasil deixa o acompanhamento dos casos e possíveis punições nas mãos das instituições onde ocorrem.  Não existem estatísticas consolidadas sobre o tema por aqui. Mas, num clima de competição científica acirrada e globalizada, com pesquisadores cada vez mais pressionados para mostrar sua produção em números, mais casos são esperados.  Nos próprios EUA, em 16 anos as fraudes científicas cresceram 161%. Em países como China e Brasil, onde a publicação bruta de artigos científicos tem crescido muito sem que a qualidade acompanhe esse ritmo, o fenômeno deve aparecer mais.  "As universidades e as agências de fomento precisam tomar providências quanto a isso. Nunca tinha tido conhecimento sobre algo dessa dimensão no Brasil. A ordem de grandeza é similar a casos de fraude que ocorrem na China", diz Silvio Salinas (Físico da USP).  A Unicamp instaurou uma sindicância interna para apurar o caso. Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/896418-quimico-da-c2012, Valentim unicamp-e-acusado-de-fraudar-11-estudos-cientificos.shtml
  • 19. Situação Brasileira  Periódico científico publica dois estudos plagiados na íntegra / Rafael Garcia  Um caso de plágio envolvendo dois estudos publicados no periódico científico ‘Revista Analytica’ surpreendeu os autores dos artigos originais. Publicados em 2007, os dois trabalhos eram cópias de artigos anteriores da primeira à última palavra, com alterações apenas nos títulos.  A revista ‘Química Nova’, da Sociedade Brasileira de Química (SBQ), que havia publicado os estudos originais, negocia agora uma forma de retratação dos plágios. Fonte: Plataforma Lattes  Um dos artigos, um estudo que descrevia um novo método para controle de qualidade de cachaça, foi copiado do grupo do químico Ivo Küchler, professor da Universidade Federal Fluminense (UFF). O autor principal do artigo que plagiou Küchler é o engenheiro químico Johnson Pontes de Moura, formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).c2012, Valentim Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u561841.shtml
  • 20. Situação Brasileira  Comercialização da Pesquisa Acadêmico-Científica:  http://www.estudopronto.com/monografias_prontas.htm  http://www.estudopronto.com/atendimento.htm  http://www.monografiasprontas.com/  http://www.monografiasedissertacoes.com.br/  http://www.trabalhos-prontos-escolares.com/monografias.htm  http://www.trabalhosuniversitarios.com.br/site/artigo-cientifico-pronto/  http://www.superclickmonografias.com/c2012, Valentim
  • 21. c2012, Valentim Fonte: http://www.estudopronto.com/monografias_prontas.htm
  • 22. c2012, Valentim Fonte: http://www.estudopronto.com/atendimento.htm
  • 23. c2012, Valentim Fonte: http://www.monografiasprontas.com/
  • 24. c2012, Valentim Fonte: http://www.monografiasedissertacoes.com.br/
  • 25. c2012, Valentim Fonte: http://www.trabalhosuniversitarios.com.br/site/artigo-cientifico-pronto/
  • 26. c2012, Valentim Fonte: http://www.superclickmonografias.com/
  • 27. c2012, Valentim Fonte: http://www.trabalhos-prontos-escolares.com/monografias.htm
  • 28. Conceitos/Definições  Plágio:  Ato ou efeito de plagiar. Apresentação feita por alguém como de sua própria autoria, de trabalho, obra intelectual etc. produzido por outrem (DICIONÁRIO..., 2009).  Roubar e disseminar (as ideias e/ou palavras de outro) como sendo próprias, sem creditar a fonte original (MERRIAM- WEBSTER..., 2010).  É um ato de fraude (MERRIAM-WEBSTER..., 2010).  A Lei n. 9.610, de Direitos Autorais, estabelece que reproduzir um texto, ainda que indicando sua fonte, mas sem autorização do autor, pode constituir crime de violação de direitos autorais.c2012, Valentim Fonte: http://www.plagiarism.org/plag_article_what_is_plagiarism.html
  • 29. Conceitos/Definições  O que pode ser considerado plágio:  Transformar o trabalho de outra pessoa no próprio trabalho, copiando ideias e/ou palavras sem dar crédito algum;  Autoplágio, isto é, aproveitar o próprio trabalho e publicá-lo diversas vezes, apenas com nova ‘roupagem’;  Utilizar ideias e/ou palavras sem citar diretamente ou indiretamente o original (levando-se o texto idêntico deve-se citar entre aspas, levando-se as ideias, deve-se citar sem as aspas;  Mudar as palavras, mas o sentido é o mesmo, sem dar crédito (citação, indicação da fonte etc.).c2012, Valentim Fonte: http://www.plagiarism.org/plag_article_what_is_plagiarism.html
  • 30. Conceitos/Definições  Citação: é a informação utilizada em um texto acadêmico-científico extraída de outra publicação, geralmente utilizada para corroborar, complementar, esclarecer, ilustrar uma questão ou usada para apresentar pontos divergentes daquele defendido pelo autor do texto (ABNT, 2002).  Fonte: é a informação (texto, gráficos, tabelas, imagens etc.) utilizada em um texto acadêmico-científico, visando indicar qual o local que aquela informação foi retirada.c2012, Valentim
  • 31. Editores de Periódicos  Editores de periódicos científicos – necessitam de recursos que os auxiliem na verificação da originalidade dos artigos científicos submetidos, uma vez que a maioria dos periódicos científicos exigem que o texto seja original, geralmente é um dos critérios para aceitação de um artigo científico.c2012, Valentim
  • 32. Professores de Pós-Graduação  Professores de Programas de Pós-Graduação – necessitam de recursos que os auxiliem na verificação da originalidade das teses e dissertações, uma vez que o acompanhamento do professor na construção do texto elaborado pelo aluno pode ser fraudada.  Destaca-se o caso das teses (doutorado) que também exige originalidade em relação ao objeto/metodologia de pesquisa.c2012, Valentim
  • 33. Professores de Graduação  Professores de Cursos de Graduação – necessitam de recursos que os auxiliem na verificação da originalidade dos trabalhos de conclusão de curso (monografias ou artigos), uma vez que o acompanhamento do professor na construção do texto elaborado pelo aluno pode ser fraudada.  Neste caso, ressalta-se que não são todos os alunos que possuem perfil para desenvolverem pesquisas acadêmico- científicas e, portanto, é muito comum o plágio ou a compra de trabalhos prontos.  Há que se refletir sobre os modelos de avaliação no que tange ao trabalho de conclusão de curso (TCC), no âmbito da graduação.c2012, Valentim
  • 34. Considerações  Capitalismo científico: publicar ou perecer (publish or perish), realidade enfrentada pelos pesquisadores de todas as áreas do conhecimento, e resultado de políticas nacionais de informação científica, com reflexo acadêmico-administrativo nas instituições de ensino superior (IES).  Comercialização do conhecimento: o surgimento de empresas que vendem serviços especializados para a elaboração de teses, dissertações, monografias, artigos científicos, relatórios, projetos etc. e, para tanto, basta a pessoa definir o tema, objeto de pesquisa, objetivos a serem atingidos e metodologia a ser adotada.c2012, Valentim
  • 35. Considerações  Avaliação quantitativa: as universidades, agências de fomento, e organismos reguladores (nacionais e estaduais) devem ajustar os métodos de avaliação da produção docente, incorporando critérios qualitativos, uma vez que os critérios quantitativos não informam a qualidade da produção científica.  Políticas públicas: os pesquisadores que participam de instâncias decisórias, seja no que tange a formulação de políticas, seja no que tange a formulação de critérios, devem refletir sobre a realidade atual e adequar os processos avaliativos, de forma a propiciar maior consistência à avaliação, tanto no âmbito da pós- graduação (CAPES) quanto no âmbito da graduação (INEP).c2012, Valentim
  • 36. Considerações Finais  A ética em pesquisa é fundamental para o desenvolvimento da Ciência, em qualquer área e em qualquer tipo de instituição.  Cabe aos líderes dos Grupos de Pesquisa, aos orientadores de mestrado e doutorado, aos orientadores de TCC, influírem em uma conduta investigativa ética.  A comunidade científica deve disseminar a ética em pesquisa, de forma que as práticas investigativas não éticas sejam abolidas do meio acadêmico-científico.c2012, Valentim
  • 37. Referências ABNT. NBR 10520 - informação e documentação: citações em documentos - apresentação. Rio de Janeiro: ABNT, 2002. BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Lei n.9610. 19 fev. 1998. Disponível em: <http:// www.planalto.gov.br/ccivil/leis/L9610.htm>. Acesso em: 24 nov. 2010. BUSH plagiou trechos de publicações anteriores em seu livro de memórias, diz site. Folha de São Paulo, 12 nov. 2010. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/mundo/830109-bush- plagiou-trechos-de-publicacoes-anteriores-em-seu-livro-de-memorias-diz-site.shtml>. Acesso em: 24 nov. 2010. COLLETT-WHITE, M. Caso de plágio de "Harry Potter" pode ir a tribunal britânico Folha de São Paulo, 14 out. 2010. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/814439-caso-de-plagio-de-harry-potter-pode-ir-a- tribunal-britanico.shtml>. Acesso em: 24 nov. 2010. DICIONÁRIO Eletrônico Houaiss. Dicionário da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009. (CD-ROM) GARCIA, R. Periódico científico publica dois estudos plagiados na íntegra. Folha de São Paulo, 07 maio 2010. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u561841.shtml>. Acesso em: 24 nov. 2010.c2012, Valentim
  • 38. Referências KOOCHER, G.; KEITH-SPIEGEL, P. Peers nip misconduct in the bud. Nature, Hampshire, v.466, p.438-440, Jul. 2010. Disponível em: <http://www.nature.com/nature/journal/v466/n7305/pdf/466438a.pdf>. Acesso em: 24 nov. 2010. MIOTO, R. Denúncias de fraudes no Brasil envolveram alto escalão da USP. Folha de São Paulo, 18 ago. 2010. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/784764-denuncias-de-fraudes-no- brasil-envolveram-alto-escalao-da-usp.shtml>. Acesso em: 24 nov. 2010. MULHOLLAND, R. Michel Houellebecq é acusado de plagiar a Wikipedia em novo livro. Folha de São Paulo, 06 set. 2010. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/794817-michel-houellebecq-e-acusado-de-plagiar-a-wikipedia- em-novo-livro.shtml>. Acesso em: 24 nov. 2010. TAKAHASHI, F. Contra plágio, escolas exigem manuscritos. Folha de São Paulo, 23 out. 2010. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u17946.shtml>. Acesso em: 24 nov. 2010. MERRIAM-WEBSTER Online Dictionary. Disponível em: <http://www.merriam-webster.com/>. Acesso em: 24 nov. 2010. VASCONCELOS, S. M. R. O plágio na comunidade científica: questões culturais e linguísticas. Ciência e Cultura[online], v.59, n.3, p.4-5, 2007. Disponível em: <http://cienciaecultura.bvs.br/pdf/cic/v59n3/a02v59n3.pdf>. Acesso em: 24 nov. 2010.c2012, Valentim
  • 39. Contato valentim@marilia.unesp.brc2012, Valentim