Your SlideShare is downloading. ×
Balanca comercialagosto
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Balanca comercialagosto

220
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
220
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1.   BOLETIM Balança Comercial                                        Número 1 – Agosto - 2011   3  
  • 2.             Governo do Estado do Pará Simão Robison Oliveira Jatene Governador Helenilson Cunha Pontes Vice-Governador / Secretário Especial De Estado De Gestão – Seges Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará Maria Adelina Guglioti Braglia Presidente Cassiano Figueiredo Ribeiro Diretor de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas e Análise Conjuntural Sérgio Castro Gomes Diretor de Estatística, Tecnologia e Gestão da Informação Jonas Bastos da Veiga Diretor de Pesquisas e Estudos Ambientais Elaine Cordeiro Felix Diretora de Planejamento, Administração e Finanças 4  
  • 3.          BOLETIM Balança Comercial   5  
  • 4. Expediente  Diretor de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas e Análise ConjunturalCassiano Figueiredo RibeiroCoordenadoria Técnica de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas e Análise ConjunturalRosinete das Graças Farias Nonato NavegantesNúcleo de Análise ConjunturalSílvia Ferreira NunesElaboração Técnica:Cleidianne Novais SousaCristiane Alves dos SantosDivino Herculys Peres da Silva LimaEdson da Silva e silvaJorge Eduardo Macedo SimõesJosé Ferreira da RochaMagno Roberto Alves MacedoRenan Satiro MirandaSilvia Ferreira NunesColaboração:Celeste Ferreira Lourenço e Sérgio Rodrigues FernandesRevisão:Anna Márcia Malcher Muniz e Fernanda GraimNormalização:Adriana Taís G. dos Santos   Boletim Balança Comercial, 2011./ Belém: Instituto de   Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará. n. 1, 2011.     Mensal     23 p. (Análise Idesp, 1)     1. Balança Comercial. 2. Economia paraense. 3. Pará (Estado). I.   Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará. II.Série     CDD 382.17098115               6   
  • 5.       SUMÁRIOAPRESENTAÇÃO 71 ANÁLISE DA BALANÇA COMERCIAL 91.1 SALDO DA BALANÇA COMERCIAL DO PARÁ – JANEIRO – AGOSTO 9DE 20112 NOTA TÉCNICA 132.1 DINÂMICA DAS EXPORTAÇÕES DE FRUTAS DO ESTADO DO PARÁ 133 PAINEL DE INDICADORES ESTATÍSTICOS 18REFERÊNCIAS 23      7   
  • 6. APRESENTAÇÃO O Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará – Idespdivulga informações sobre o comércio exterior, publicando uma série histórica mensal deindicadores e análises desse setor, cujo objetivo é constituir um instrumento valioso deentendimento sobre a dinâmica externa da economia estadual. As informações disponibilizadas retratam e avaliam o movimento da balançacomercial do Estado com as demais nações do mundo, englobando as compras e vendasefetuadas externamente, possibilitando a análise histórica do comportamento dointercâmbio comercial paraense ao longo do tempo. Neste Boletim, será apresentada, inicialmente, uma análise de indicadores docomércio exterior do Pará, seguido por ponderações da dinâmica das exportações defrutas, sua localização no território e um painel de outros indicadores com grandepotencial de análise. Cada um desses fatores responde por um importante aspecto dasrelações externas do Estado com o mundo, sendo necessário acompanhá-los e constituiranálises que subsidiem políticas públicas. As informações disponibilizadas têm como fonte o Sistema Alice – Análise das Informações de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – MDIC, órgão oficial de apuração e divulgação de dados sobre o comércio exterior brasileiro. BOA LEITURA!         8   
  • 7.   Balança Comercial,   exportações crescem em 2011 1 ANÁLISE DA BALANÇA COMERCIAL1.1 SALDO DA BALANÇA COMERCIAL DO PARÁ – JANEIRO – AGOSTO DE2011 Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e ComércioExterior (MDIC), durante o período de 01/2011 - 08/2011 as exportações do Estadoalcançaram o valor acumulado de US$ 11,5 bilhões. Em comparação com o mesmoperíodo do ano anterior esse acumulado obteve um acréscimo de 63%, o equivalente aUS$ 4,4 bilhões. Dentre os produtos que apresentaram relevante variação positiva napauta de exportação destaca-se o minério de ferro com variação de 125% (US$ 4bilhões). Além do minério de ferro, as exportações de peixes congelados e de sucos defrutas, obtiveram uma variação de 116% (US$ 2,3 milhões) e 106% (US$ 8 milhões)respectivamente. Essas variações expressivas em diferentes setores da economia paraensemostram a participação do estado no comércio internacional em setores que variam nãosó de nível de intensidade tecnológica como também de nível de agregação de valor,muito embora, o minério de ferro tem a mais expressiva participação.  Gráfico 1- Comportamento das Exportações 01/2011 à 08/2011 em US$ (FOB) mil.   Fonte: Aliceweb/MDIC. Elaboração: Idesp. 9   
  • 8. Os bovinos vivos e o minério de manganês foram os produtos que apresentaramas maiores variações negativas, declínios de 36% (US$ -143,6 milhões) e 32% (US$ -81,5 milhões) respectivamente. Um dos fatores que tem contribuído para a variaçãonegativa da exportação do bovino vivo é a crescente oferta de carnes desossadas econgeladas de bovinos, que alcançou uma elevação de 20% (US$ 16,5 milhões). No casodo minério de manganês, um dos principais componentes na fabricação do aço, suarepresentação negativa ocorreu de forma intensa no segundo trimestre de 2011, quando atendência negativa dos preços puxou as exportações para baixo. As importações, neste período, atingiram o montante de US$ 912,2 milhões, emcomparação com o mesmo período de 2010 apresentou variação positiva de 18,37%,acréscimo de US$ 141,5 milhões. Entre os produtos que contribuíram para elevar asimportações destaca-se o hidróxido de sódio em solução aquosa com uma variaçãopositiva de 87%, participação de 14% na pauta de importação, o equivalente a US$ 131,8milhões. Esse produto é muito utilizado na fabricação de papel, detergentes e alimentos.Além do hidróxido de sódio o coque de petróleo calcinado, utilizado na indústria dealumínio, e o trigo também tiveram grande relevância no aumento das importaçõesparaense com variação de 49% e 63% respectivamente, juntos foram responsáveis por11% das importações (US$ 101,5 milhões). A expressiva participação desses produtos napauta de importação ratifica a grande dependência do Pará em produtos dessa natureza. Gráfico 2- Comportamento das importações 01/2011 à 08/2011 em US$ (FOB) mil. Fonte: Aliceweb/MDIC. Elaboração: Idesp. 10   
  • 9. Comparando o saldo da balança comercial, de janeiro a agosto, para os anos de2010 e 2011, observou-se um superávit de US$ 4,3 bilhões o equivalente a 68,7%; emagosto de 2011 o saldo atingiu o valor de US$ 1,9 bilhão. A constituição desses dadostem sua justificativa na tendência crescente das exportações e decrescente dasimportações nos últimos cinco meses de 2011, conforme elucidado acima. O aumento no saldo da Balança Comercial vem mantendo tendência positiva decrescimento após redução ocorrida em 2009, devido os efeitos da crise financeira de2008. Com a retomada do crescimento das exportações, ocorrida já a partir de 2010,verifica-se que essa evolução vem se mantendo também para 2011, o que, de certa forma,aponta para um saldo da Balança Comercial positivo, já que o acumulado de janeiro aagosto confirma um montante de US$ 10,6 bilhões.   Gráfico 3- Saldo da BC nos últimos anos em US$ (FOB) mil.   Fonte: Aliceweb/MDIC. Elaboração: Idesp. *Saldo correspondente ao acumulado de agosto.   O gráfico a seguir, mostra o comportamento mensal dos três indicadoresanteriores (Importação, Exportação e o saldo da Balança Comercial) ratificando atendência crescente das exportações e sua influência sobre o saldo da balança comercial.        11   
  • 10. Gráfico 4- Exportação, importação e saldo da BC em US$ (FOB) mil.   Fonte: Aliceweb/MDIC. Elaboração: Idesp.   As exportações paraenses têm revelado uma inversão do ranking de participaçãono comércio internacional entre os países parceiros do Estado. Em 2010, entre os mesesde janeiro a agosto, os países que mais se destacaram, respectivamente, foram: China,Japão, EUA, Alemanha, Venezuela e Canadá, que juntos foram responsáveis por 61% dasexportações do Estado um total de US$ 4,3 bilhões. Porém em 2011 essa ordem foialterada entre EUA e Alemanha e entre e Coréia do Sul e Venezuela. Os destaques aserem dados nessa análise é a permanência da China em primeiro lugar como o principalpaís importador do Pará e a queda de posição dos EUA que ainda se recupera dostranstornos da crise de 2008. Outros países que se destacaram, porém, pela elevação deposição no ranking dos países importadores do Pará foram a Holanda e a Coréia do Sulque aumentaram suas importações mais que o dobro, saindo de US$ 195,2 e US$ 315,6milhões, em 2010, para US$ 422,3 e US$ 648,7 milhões em 2011, respectivamente.        12   
  • 11. 2 NOTA TÉCNICA2.1 DINÂMICA DAS EXPORTAÇÕES DE FRUTAS DO ESTADO DO PARÁ Em análise detalhada da série de exportações (2001-2011) fornecida peloSistema Aliceweb, o Núcleo de Análise conjuntural observou que o comportamento dasexportações de frutas e suas preparações apresentaram uma trajetória crescente noperíodo (Gráfico 5). Gráfico 5- Exportação de frutas (2000-2011).   Fonte: Aliceweb/MDIC. Elaboração: Idesp.   A composição dessa trajetória é explicada por três tópicos (PREPARACÕES DEPRODUTOS HORTICOLAS DE FRUTAS, ETC; FRUTAS, CASCAS DE CITRICOS EDE MELOES e CACAU E SUAS PREPARACOES) que congregam todas as frutas,misturas e sucos que o estado exporta. É importante destacar que a análise da balança comercial feita pelo MDIC levaem consideração a Nomenclatura Comum do Mercosul ou NCM. A disposição das NCMobedece uma classificação por Capítulos, onde existe um agrupamento de produtos, deacordo com critérios do MDIC (Quadro 1). 13   
  • 12. Quadro 1- Classificação dos produtos por NCM. NCM PRODUTOS CAPÍTULOS 20079990 DOCES,PURES E PASTAS,DE OUTRAS FRUTAS OUTS.FRUTAS, PARTES DE 20089900 PLANTAS,PREPARS/CONSERVS.OUT.MODO PREPARACOES DE 20091100 SUCOS DE LARANJAS,CONGELADOS,NAO FERMENTADOS PRODUTOS 20094900 HORTICOLAS,DE OUTROS SUCOS DE ABACAXI FRUTAS,ETC. SUCOS DE OUTRAS FRUTAS,PRODS.HORTICOLAS,NAO 20098000 FERMENTADOS 20099000 MISTURAS DE SUCOS,NAO FERMENTADOS 08012100 CASTANHA-DO-PARA,FRESCA OU SECA,COM CASCA FRUTAS, CASCAS DE 08012200 CASTANHA-DO-PARA,FRESCA OU SECA,SEM CASCA CITRICOS E DE MELOES 08134090 OUTRAS FRUTAS SECAS 18010000 CACAU INTEIRO OU PARTIDO,EM BRUTO OU TORRADO 18063110 CACAU E SUAS CHOCOLATE RECHEADO,EM TABLETES,BARRAS E PAUS PREPARACOES OUTROS CHOCOLATES E PREPARACOES ALIMENTICIAS 18069000 CONT.CACAU Fonte: Aliceweb/MDIC. Elaboração: Idesp.   Segundo esses critérios, o produto que melhor tem contribuído para ocrescimento das exportações são os sucos de outras frutas, produtos hortícolas nãofermentados (NCM 20098000), com 106 % de aumento no acumulado de 2011 emcomparação com 2010. Outro produto que tem apresentado crescimento nesse período é osuco de abacaxi (NCM 20094900) com crescimento de 86% (Gráfico 6). Gráfico 6- Exportação da fruticultura por Capítulo.Fonte: Aliceweb/MDIC.Elaboração: Idesp. 14   
  • 13. Considerando o comportamento de todas as frutas, os anos de 2008 e 2009foram representativos para as exportações, o primeiro por sinalizar o momento maisexpressivo que alcançou o setor, com faturamento de US$ 36 milhões (Tabela 1), osegundo por representar o início de um declínio provocado pela baixa demanda dospaíses importadores, proveniente da crise financeira de 2008.   Tabela 1- Exportação de frutas entre os anos de 2000 e 2011. Período US$ FOB Peso Líquido (Kg) Var% 2000 22.056.330 13.983.921 - 2001 8.432.939 7.548.605 -61,77 2002 13.873.987 10.413.667 64,52 2003 16.421.187 11.811.160 18,36 2004 21.244.201 9.632.816 29,37 2005 31.081.770 12.085.964 46,31 2006 24.939.943 10.171.500 -19,76 2007 30.808.824 13.293.043 23,53 2008 36.221.615 14.434.775 17,57 2009 35.689.005 14.688.313 -1,47 2010 28.152.605 9.929.049 -21,12 2011* 22.123.799 7.630.352 -21,41 Fonte: Aliceweb/MDIC. Elaboração: Idesp. *Valor referente até agosto.  Países como Canadá e Holanda diminuíram suas importações de frutas do estadoem 68% e 41%, respectivamente, já em 2009. No ano de 2010 entraram também nessarelação negativa Argentina, Estados Unidos e Chile, entre outros, na ordem de 85%, 29%e 21% (Tabela 2).   Tabela 2- Grandes países importadores de frutas nos anos de 2008 a 2010. 2008 2009 09/08 2010 10/09 Países US$ FOB US$ FOB % US$ FOB % EUA 23.997.249 26.961.912 12% 19.180.110 -29% HOLANDA 1.793.761 1.051.350 - 41% 902.375 -14% JAPÃO 958.952 900.663 -6% 1.496.857 66% CHILE 564.508 806.126 43% 633.666 -21% CANADÁ 551.283 176.419 -68% 58.066 -67% ARGENTINA 282.355 495.856 76% 75.676 -85% Fonte: Aliceweb/MDIC. Elaboração: Idesp. 15   
  • 14.  Para o ano de 2011 as exportações do setor de fruticultura apontam para umreaquecimento. Dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e comércio (MDIC),dão conta de uma participação positiva das exportações de frutas. No acumulado dejaneiro a agosto de 2011 já houve uma elevação de 39% em comparação com o mesmoperíodo do ano passado, um volume de US$ 6,2 milhões (Tabela 3). Tabela 3- Comparativo entre os anos de 2011 e 2010. 2011 2010 Var% Período Peso Peso US$ FOB Líquido US$ FOB Líquido 11/out (Kg) (Kg) Janeiro 2.457.259 582.056 3.211.754 1.188.687 -23,49 Fevereiro 1.992.457 761.745 1.695.196 599.083 17,54 Março 1.869.574 645.613 2.401.422 1.015.081 -22,15 Abril 4.145.827 1.338.434 1.390.090 602.197 198,24 Maio 2.004.124 765.147 1.989.089 691.137 0,76 Junho 4.527.934 1.714.174 1.694.981 629.406 167,14 Julho 2.390.133 901.813 2.116.375 727.107 12,94 Agosto 2.736.491 921.370 1.413.013 412.261 93,66 Setembro - - 2.420.587 713.291 - Outubro - - 2.833.307 1.089.008 - Novembro - - 2.713.409 849.179 - Dezembro - - 4.273.382 1.412.612 - Fonte: Aliceweb/MDIC Elaboração: Idesp Contudo, vale lembrar que num panorama geral a fruticultura paraense temperdido representatividade em algumas atividades importantes, como é caso da castanha-do-pará que está classificada, segundo o MDIC no capítulo das frutas, cascas de cítricos ede melões, que ao longo dos últimos dez anos vêm apresentando variação negativa desuas exportações (Gráfico 6). O mapa a seguir expõe a localização no território das exportações de frutas e seusderivados destacam-se dentre os municípios exportadores destacam-se Belém,Ananindeua, Castanhal, Floresta do Araguaia, Chaves, Marituba, Santa Barbara do Pará eTomé-açú. 16   
  • 15. Mapa 1- Municípios exportados de frutas e derivados.   Fonte: SECEX/MDIC Elaboração: Idesp               17   
  • 16. 3 PAINEL DE INDICADORES ESTATÍSTICOS  Tabela 4- Comparativo das exportações de janeiro a agosto de 2010 e 2011. Exportação Meses 2010 2011 Variação US$ (F.O.B) mil US$ (F.O.B) mil % Jan 656.556 1.137.632 73 Fev 584.891 1.183.429 102 Mar 498.359 1.123.826 126 Abr 495.376 1.422.761 187 Mai 950.824 1.494.401 57 Jun 1.039.535 1.445.493 39 Jul 1.263.767 1.709.647 35 Ago 1.585.997 2.031.667 28 V. ac. 7.075.305 11.548.856 63 Fonte: Dados do Aliceweb/MDIC. Elaboração: Idesp.  Tabela 5- Comparativo das importações de janeiro a agosto de 2010 e 2011. Importação Meses 2010 2011 Variação US$ (F.O.B) mil US$ (F.O.B) mil % Jan 106.823 110.606 4 Fev 63.343 83.454 32 Mar 86.001 138.804 61 Abr 58.428 118.456 103 Mai 115.427 120.344 4 Jun 138.640 104.287 -25 Jul 110.835 119.054 7 Ago 91.205 117.249 29 V. ac. 770.702 912.254 18 Fonte: Aliceweb/MDIC. Elaboração: Idesp.     18   
  • 17. Tabela 6- Os quinze produtos mais exportados. 2011 2010 Var.% US$ (FOB) Part.% US$ (FOB) Part.% 10/11 Produtos exportados 11.548.855.020 100 7.075.305.442 100 63,23 11.190.364.668 96,89 6.801.209.295 96,12 64,53 MINERIOS DE FERRO NAO 7.315.891.554 63,35 3.246.935.962 45,89 125,32 AGLOMERADOS E SEUS CONC ALUMINA CALCINADA 935.212.718 8,10 807.806.295 11,42 15,77 ALUMINIO NAO LIGADO EM FORMA 688.812.024 5,96 592.745.761 8,38 16,21 BRUTAOUTROS MINERIOS DE COBRE E SEUS 482.337.810 4,18 425.457.099 6,01 13,37 CONCENTRADOS FERRO FUNDIDO BRUTO NAO 412.668.900 3,57 270.655.513 3,83 52,47 LIGADO, C/PESO<=0.5% D OUTROS BOVINOS VIVOS 253.367.493 2,19 396.972.771 5,61 -36,18 CAULIM 177.549.977 1,54 185.515.883 2,62 -4,29 OUTROS MINERIOS DE MANGANES 173.964.217 1,51 255.545.004 3,61 -31,92OUTRAS MADEIRAS PERF. ETC., NÃO 160.567.391 1,39 143.151.206 2,02 12,17 CONIFERASBAUXITA NAO CALCINADA (MINERIO 135.395.795 1,17 95.908.574 1,36 41,17 DE ALUMINIO)PASTA QUIM. .MADEIRA DE N/CONIF. 128.768.559 1,11 149.459.773 2,11 -13,84 A SODA/SULFATO, CARNES DESOSSADAS DE BOVINO, 99.126.298 0,86 82.619.967 1,17 19,98 CONGELADAS OUTROS GRAOS DE SOJA, MESMO 88.810.736 0,77 51.670.561 0,73 71,88 TRITURADOS OUTROS SILICIOS 82.457.833 0,71 51.258.149 0,72 60,87 PIMENTA "PIPER",SECA 55.433.363 0,48 45.506.777 0,64 21,81 Fonte: Aliceweb/MDIC. Elaboração: Idesp.                       19   
  • 18. Tabela 7- Os quinze produtos mais importados. 2011 2010 Var.% US$ (FOB) Part.% US$ (FOB) Part.% 10/11 Produtos Importados 912.255.149 100 770.703.277 100 18,37 601.969.895 66,00 504.503.093 65,43 19,32HIDROXIDO DE SODIO EM SOL.AQUOSA 131.832.133 14,45 70.634.044 9,16 86,64(LIXIV.SODADUMPERSP/TRANSP.MERCADORIA>=85T,UTIL.FORA 74.999.828 8,22 144.672.006 18,77 -48,16DECOQUE DE PETROLEO CALCINADO 62.934.102 6,90 42.345.563 5,49 48,62COQUES DE HULHA,DE LINHITA OU DE 41.322.063 4,53 17.221.590 2,23 139,94TURFAHULHA BETUMINOSA,NAO AGLOMERADA 40.570.313 4,45 33.117.267 4,30 22,51OUTS.PNEUS 38.864.721 4,26 30.473.012 3,95 27,54RADIAIS,NOVOS,"DUMPERS",ARO>=1448TRIGO (EXC.TRIGO DURO OU 38.622.149 4,23 23.762.383 3,08 62,53P/SEMEADURA),E TRIGOOUTS.ESCAVADORAS COM 36.008.129 3,95 92.937.120 12,06 -61,26CAPACID.CARGA>=19M3"BULLDOZERS" E "ANGLEDOZERS",DE 29.342.004 3,22 12.830.629 1,66 128,69LAGARTAS,DE POUTRAS BOMBAS VOLUMETRICAS 26.008.198 2,85 101.755 0,01 ---ALTERNATIVASCARREGADORAS/PAS- 23.637.309 2,59 2.335.227 0,30 912,21CARREGADORAS,DE POT.NO VOLANTRILHOS DE ACO,DE PESO LINEAR 16.475.142 1,81 11.397.756 1,48 44,55SUPER.OU IGUALCOQUE DE PETROLEO NAO CALCINADO 15.770.043 1,73 11.798.348 1,53 33,66ESFERAS,ETC.FORJADAS/ESTAMPADAS,DE 14.575.297 1,60 3.582.340 0,46 306,87FERRO/ACO,OUTS.FIO-MAQUINAS DE 11.008.464 1,21 7.294.053 0,95 50,92FERRO/ACO,N/LIGADO,SEC.C Fonte: Aliceweb/MDIC. Elaboração: Idesp.                  20   
  • 19. Tabela 8- Os quinze principais países de destino das exportações. 2011 (jan/ago) 2010 (jan/ago) Var.% USS (FOB) Part.% USS (FOB) Part.% 10/11 Países de destino 11.548.855.020 100 7.075.305.442 100 63,23 10.102.824.805 87,50 6.219.963.496 87,91 62,43 CHINA 3.998.012.541 34,62 1.796.141.102 25,39 122,59 JAPÃO 1.263.598.806 10,94 716.507.201 10,13 76,36 ALEMANHA 692.664.742 6,00 485.023.754 6,86 42,81 ESTADOS UNIDOS 659.071.992 5,71 527.380.479 7,45 24,97 COREIA DO SUL 648.765.372 5,62 315.631.897 4,46 105,54 PAISES BAIXOS 422.381.615 3,66 195.275.730 2,76 116,30 (HOLANDA) CANADÁ 406.056.973 3,52 382.613.678 5,41 6,13 FRANCA 364.475.894 3,16 278.858.914 3,94 30,70 ITÁLIA 308.958.660 2,68 234.308.375 3,31 31,86 NORUEGA 263.392.375 2,28 264.461.869 3,74 -0,40 REINO UNIDO 247.350.286 2,14 164.159.582 2,32 50,68 VENEZUELA 225.917.711 1,96 409.989.026 5,79 -44,90 SUIÇA 224.311.795 1,94 222.497.059 3,14 0,82 ESPANHA 216.876.598 1,88 82.069.888 1,16 164,26 BELGICA 160.989.445 1,39 145.044.942 2,05 10,99 Fonte: Aliceweb/MDIC. Elaboração: Idesp.    Tabela 9- Blocos econômicos e suas participações nas exportações do Estado. 2011 2010 %Var. %Part. Blocos Econômicos 11/10 2011 US$ (FOB) US$ (FOB) ÁSIA (EXCLUSIVE ORIENTE MÉDIO) 6.282.024.725 3.013.055.086 108,49 54,40 UNIÃO EUROPÉIA (EU) 2.632.950.722 1.739.093.424 51,40 22,80ESTADOS UNIDOS (INCLUSIVE PORTO RICO) 659.383.278 527.991.002 24,89 5,71 ASSOCIACAO EUROPEIA DE LIVRE COMERCIO (AELC) 568.329.750 566.903.703 0,25 4,92 CANADA 406.056.973 382.613.678 6,13 3,52 SUB. TOTAL 10.548.745.448 6.229.656.893 69,33 91,34 DEMAIS BLOCOS 1.000.109.572 845.648.549 18,27 8,66 TOTAL 11.548.855.020 7.075.305.442 63,23 100 Fonte: Aliceweb/MDIC. Elaboração: Idesp.           21   
  • 20. Tabela 10- Os quinze principais países de origem das importações. 2011 2010 Var.% US$ (FOB) Part.% US$ (FOB) Part.% 10/11 Países de origem 912.255.149 100 770.703.277 100 18,37 829.221.561 90,90 656.631.683 85,21 26,28 ESTADOS UNIDOS 451.024.864 49,44 423.465.348 54,95 6,51 ALEMANHA 55.633.188 6,10 33.877.616 4,40 64,22 COLOMBIA 51.207.874 5,61 51.032.315 6,62 0,34 ARGENTINA 45.308.874 4,97 21.877.197 2,84 107,11 RUSSIA 41.407.397 4,54 6.946.821 0,90 496,06 JAPÃO 36.341.699 3,98 27.101.481 3,52 34,09PAISES BAIXOS (HOLANDA) 28.967.114 3,18 1.932.784 0,25 --- CHINA 28.342.230 3,11 21.554.829 2,80 31,49 CHILE 24.352.863 2,67 14.327.310 1,86 69,98 ESPANHA 16.993.247 1,86 17.546.885 2,28 -3,16 TRINIDAD E TOBAGO 11.100.552 1,22 4.694.473 0,61 136,46 AUSTRIA 10.786.613 1,18 11.803.290 1,53 -8,61 ITÁLIA 10.664.177 1,17 6.866.121 0,89 55,32 ISRAEL 8.602.381 0,94 6.957.291 0,90 23,65 BANGLADESH 8.488.488 0,93 6.647.922 0,86 27,69 Fonte: Aliceweb/MDIC. Elaboração: Idesp.  Tabela 11- Localização de exportações de Frutas e Derivados (Janeiro-Agosto/2011). MUNICÍPIOS PRODUTOS US$ (FOB) Kg Líquido Belém SUCOS DE OUTRAS FRUTAS,PRODS.HORT 5.565.284 1.070.697 Castanhal SUCOS DE OUTRAS FRUTAS,PRODS.HORT 1.325.471 492.856 Chaves OUTS.FRUTAS,PARTES DE PLANTAS,PREP 12.800 2.880 Floresta do Araguaia OUTROS SUCOS DE ABACAXI 2.904.350 1.645.80 Marituba SUCOS DE OUTRAS FRUTAS,PRODS.HORT 987.726 459.546 OUTS.FRUTAS,PARTES DE PLANTAS,PREPARS/CONSERVS.OUT.MO DO 60.756 24.696 MISTURAS DE SUCOS,NAO FERMENTADOS 8.048 6.480 SUCOS DE OUTRAS FRUTAS,PRODS.HORTICOLAS,NAO Santa Bárbara do Pará FERMENTADOS 1.512 1.120 SUCOS DE OUTRAS FRUTAS,PRODS.HORTICOLAS,NAO FERMENTADOS 819.510 284.605 CACAU INTEIRO OU PARTIDO,EM BRUTO OU TORRADO 778.524 208.600 MISTURAS DE SUCOS,NAO Tomé-Açu FERMENTADOS 122.880 38.400 Total de Exportações 12.586.861 1.023.447   Fonte: SECEX/MDIC. Elaboração: Idesp. 22   
  • 21. REFERÊNCIASBRASIL. Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior. BalançaComercial. Disponível em: < http://aliceweb2.mdic.gov.br> Acesso em: 16 set. 2011._______. Exportação brasileira: Pará, principais países e blocos econômicos de destino.2011. Disponível em: <http://www.desenvolvimento.gov.br>. Acesso em: 20 set. 2011._______. Exportação brasileira: Pará, totais por fator agregado. 2011. Disponível em:<http://www.desenvolvimento.gov.br>. Acesso em: 20 set. 2011._______. Exportação brasileira: Pará, principais produtos importados. 2011. Disponívelem: <http://www.desenvolvimento.gov.br>. Acesso em: 20 set. 2011._______. Exportações. Disponível em: < http://aliceweb2.mdic.gov.br> Acesso em: 16set. 2011._______. Importações. Disponível em: < http://aliceweb2.mdic.gov.br> Acesso em: 16set. 2011._______. Importação brasileira: Pará, principais países e blocos econômicos dedestino.2011. Disponível em: <http://www.desenvolvimento.gov.br>. Acesso em: 20 set.2011. 23