• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Grounded theory
 

Grounded theory

on

  • 2,938 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,938
Views on SlideShare
2,658
Embed Views
280

Actions

Likes
1
Downloads
89
Comments
0

5 Embeds 280

http://analise1discurso1online.pbworks.com 138
http://fernandaledesma.webs.com 69
http://posterous.com 34
http://ida-doutoramento.posterous.com 32
http://members.webs.com 7

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Grounded theory Grounded theory Presentation Transcript

    • «Grounded Theory» Investigação qualitativa 2012Traduzido e adaptado de apresentação do Prof. Hora Tjitrahttp://www.slideshare.net/horatjitra/grounded-theory-an-introduction
    • Origens - investigadoresColaboração entre 1965 e 1967, na Univ. California/Berkeley Barney Glaser (Univ. Columbia, NY) Anselm Strauss (Univ. Chicago
    • O que é?Teoria derivada dos dados recolhidos e analisados sistematicamente ao longo do processo de investigaçãoMétodo em que a recolha de dados, a sua análise e a eventual formulação de teoria se interrelacionam de forma muito estreitaA interpretação dos dados não pode ser feita independentemente da sua recolha e amostraO investigador não pode iniciar a sua investigação com uma teoria preconcebida, pelo contrário a teoria decorre da análise dos dadosA interpretação é o ponto fulcral para tomar decisões sobre quais os dados ou casos a integrar sucessivamente na análise e como devem ser recolhidosNo processo de interpretação podem ser seguidos diferentes procedimentos no tratamento do texto: codificação aberta, codificação axial e codificação seletivaCodificação = processo analítico através do qual os dados são fraccionados, concetualizados e integrados para formar a teoria
    • MétodoIn http://www.personal.soton.ac.uk/jw7/PhD/gtm/“How can I make sense out of all of this material? How can I have a theoretical interpretation while still grounding it in the empirical reality reflected by my materials? How can I make sure that my data and interpretations are valid and reliable? How do I break through the inevitable biases, prejudices, and stereotypical perspectives that I bring with me to the analytic situation? How do I pull all of my analyses together to create a concise theoretical formulation of the area under study?” (Strauss and Corbin, 1998).
    • Perfil do investigador (Grounded Theory)• Capacidade para voltar atrás e analisar as situações de forma crítica• Capacidade para reconhecer a tendência para tomar partido• Capacidade para o pensamento abstrato• Capacidade para ser flexível e aberto à crítica• Sensibilidade às palavras e ações dos sujeitos em análise• Sentido de dedicação ao trabalho em curso
    • Procedimentos de codificação • Construir a teoria em vez de a testar • Utilizar ferramentas de análise para grande quantidade de dados • Considerar significados alternativos para os fenómenos • Ser sistemático e criativo ao mesmo tempo • Identificar , desenvolver e relacionar conceitos para ir construindo a teoria
    • Codificação aberta Processo analítico através do qual os conceitos são Questões básicas para a codificação: identificados e as suas dimensões e propriedades O quê? - Que fenómeno é mencionado? são descobertas nos dados Quem? - Que pessoa(s) e que papéis? Como? – Que aspetos são referidos?O que querem dizer os dados? Quando? – Durante quanto tempo? Onde? Quanto? Qual o poder? Intensidade.Os dados devem ser segmentados Porquê? Quais as razões que são dadas?As expressões são classificadas Para quê? Com que intenção, com que fim? em unidades de significado de Através do quê? Meios, táticas e estratégias forma a agregar anotações e para atingir o fim. conceitos (códigos)
    • Codificação axial Depois duma primeira codificação, é Processo de relacionar necessário diferenciar e refinar as categorias categorias e subcategorias, (resultantes da codificação aberta) designado axial porque a codificação é feita à volta do eixo Da multiplicidade de categorias devem ser duma categoria, ligando selecionadas as que sejam promissoras duma futura elaboração categorias ao nível das propriedades e dimensões Por fim devem ser estabelecidas as relações entre estas e outras categorias As categorias nucleares e as relações entreEstruturação e categorização dos elas devem ser repetidamente verificadas em função dos dados e das datas. dados O Investigador deve mover-se constantemente entre o pensamento indutivo (em desenvolvimento) e pensamento dedutivo (testando).
    • Codificação seletiva / teórica A terceira fase, após a codificação axial, é a Processo de integrar e refinar a de mais elevado nível de abstração teoria O objetivo desta fase é elaborar a categoria central à volta da qual se agrupam as outras categorias A análise e desenvolvimento da teoria tem em vista descobrir padrões dos dados Finalmente a teoria é formulada em grandeDesenvolver teorias baseadas nos detalhe e mais uma vez confrontada com os dados. dados
    • O processo de desenvolvimento da teoria: descrição, ordenação de conceitos e teoria Descrição: utilização de palavras para transmitir a imagem dum acontecimento, uma peça de cenário, uma cena, uma experiência, uma emoção, ou uma sensação; a narrativa na perspetiva de quem faz ou descreve. Ordenação de conceitos: organizar (e classificar) os dados de acordo com um conjunto selecionado de propriedades e dimensões. Teoria: Um conjunto de conceitos bem desenvolvidos através de declarações de relações, que no seu conjunto constituem um quadro de referência que pode ser usado para explicar ou prever fenómenos.
    • Técnicas e procedimentos para o desenvolvimento da teoriaMemos e diagramas na codificação abertaCódigos primeiro, digitalize um documento e identifique alguns conceitos as primeiras notas incluem categorias, conceitos que apontam para categorias, algumas propriedades e dimensõesNotas teóricas ver outras propriedades e dimensões amostra teóricaNotas operacionais que operações devem ser realizadas a seguir? fazer perguntas, fazer comparações , mais observação ou mais entrevistas
    • Técnicas e procedimentos para o desenvolvimento da teoriaMemos e diagramas na codificação seletivaCódigos menos códigos, toma a forma de memo integrador , descrevendo de que investigação se trataNotas teóricas e operacionais pense nisto ou naquilo desloque-se aqui ou acolá para amostra teórica verifique isto ou aquilo faça isto ou aquiloDiagramas mostre a densidade e a complexidade da teoria ajude o analista a finalizar as relações e a descobrir falhas na lógica
    • Fases do estudo Grounded TheoryNormalmente as fases são sequencias mas logo que o processo da investigação se inicia muitas vezes são conduzidas em paralelo 4. Memos 1. Preparação Teorizar, escrevendo ideias e códigos e suas relações Minimizar ideias pré concebidas 5. Linha teórica 2. Recolha de dados Visualização dos conceitos principais 7. Escrita Entrevistas, observação ou outros Teoria emergente 3. Análise Análise comparativa constante 6. Classificação Codificação aberta, axial, teórica Classificação concetual dos memos
    • DefiniçõesMemos e Diagramas Memos Registos escritos de análise que podem variar de tipo e formato Códigos Memos que t~em os produtos dos códigos abertos, axiais e seletivos Notas teóricas Sumário dos memos que contêm as ideias do analista sobre a amostra teórica ou outras questões Notas operacionais Memos que contêm orientações de procedimentos e lembretes Diagramas Dispositivos visuais que descrevem as relações entre conceitos
    • AvaliaçãoProcesso de Investigação Critério 1: Como foi selecionada a amostra inicial? Critério 2: Quais as categorias principais que surgiram? Critério 3: Que acontecimentos, incidentes ou ações apontam para estas categorias principais? Critério 4: Quais as categorias que deram origem à amostra teórica? Critério 5: Quais as hipóteses pertencentes às relações concetuais(i.e. entre categorias) e em que bases foram formuladas ou validadas? Critério 6: Houve instâncias em que as hipóteses não explicaram o que estava a acontecer com os dados? Como se justificam as discrepâncias? Critério 7: Como e por que razão foi escolhida a categoria nuclear? Foi difícil ou fácil chegar a ela? Chegou-se rapidamente ou foi gradual? Com que fundamento foi tomada a decisão analítica final?
    • AvaliaçãoFundamentação empírica do estudo Critério 1: São gerados conceitos? Critério 2: Os conceitos são sistematicamente relacionados? Critério 3: Há muitas ligações concetuais? As categorias desenvolvem-se bem? As categorias têm densidade concetual? Critério 4: A variação conduz à teoria? Critério 5: As condições, sob as quais a variação é construída no estudo, são explicadas? Critério 6: O processo foi tido em conta? Critério 7: Os resultados teóricos são significantes, até que ponto? Critério 8: A teoria resiste ao tempo e torna-se parte das discussões e ideias trocadas entre os grupos profissionais e sociais?